Flash ad ID:10

PATROCINE O VIOMUNDO

SOMOS 31.817 FAÇA PARTE !

Fátima Oliveira: 120 mil analfabetos em SUS

publicado em 2 de novembro de 2011 às 10:50

por Fátima Oliveira, comentário enviado por e-mail

“Elizângela, em boa hora o seu excelente artigo.

Destaco dele o seguinte trecho:

‘De acordo com a agência de notícias IDGNow, especializada em tecnologia, houve 120 mil compartilhamentos da foto do ex-presidente com a mensagem ‘Lula, faça o tratamento pelo SUS’, no Facebook, desde sábado à tarde até esta segunda. Ainda não há números sobre a repercussão no Twitter’.

O lamentável: são 120 brasilr@s ignorantes em SUS! Porque se fossem, minimamente, letrados em SUS parabenizariam Lula por usar o seu plano de saúde e não sobrecarregar o SUS desnecessariamente.

Ao optar por se tratar via plano de saúde, Lula demonstrou, exemplarmente, sabedoria e consciência cívica, por 2 motivos:

1. O SUS vem lutando para que os planos de saúde paguem os procedimentos feitos pelo SUS em suas clientelas – medida de justiça social – mas ainda é uma batalha receber tal dívida dos planos para com o SUS (os planos acham que não devem – como não? Se as pessoas pagaram e não usaram!)

2. Lula atendido pelo SUS ocuparia, de imediato, uma vaga de quem precisa mais que ele – por não ter dinheiro para pagar e nem plano de saúde a recorrer…

Era isso que essa gente queria que Lula fizesse?

Aí nem ‘Sangue de Jesus tem poder’… Ofereço-lhes  RECADIM de Guimarães Rosa: ‘O medo é a extrema ignorância em momento muito agudo’. ”

PS do Viomundo: A médica e escritora Fátima Oliveira tentou postar o comentário acima no artigo de Elizângela Araújo: O câncer de Lula e o preconceito. Como não conseguiu (“coisas” do IntenseDebate) e estava indo para um plantão, pediu para que eu postasse por ela. Em função dos pingos nos is colocados por Fátima, optei por transformar o comentário neste post. Conceição Lemes

Leia também:

Luis Nassif: Como seria um Brasil sem Lula?

Alckmin quer privatizar o melhor Centro de Saúde Mental do Brasil

Entidades comemoram decisão contra lei da dupla porta nos hospitais do SUS em SP

 

126 Comentários para “Fátima Oliveira: 120 mil analfabetos em SUS”

  1. sex, 23/12/2011 - 12:53
    Mari

    Eu achei muito legal a campanha… Tem um caráter crítico muito forte! Vai Lula, faz pelo SUS o/

  2. [...] diz que a opressão de classe não existe e que a luta de classes acabou, a expressão “Lula, faça o tratamento pelo SUS!” desmente, além do que é reveladora de uma ignorância monumental sobre o SUS que, apesar das [...]

  3. [...] 1. Elizângela Araújo: O câncer de Lula e o preconceito 2. Otávia Míriam Lima Santiago Reis: “O Ressarcimento ao SUS pelas operadoras de planos de saúde: uma abordagem acerca do fundamento jurídico da cobrança”. FONTE: VIOMUNDO [...]

  4. sex, 04/11/2011 - 7:21
    Melina Rocha

    Fátima Oliveira fala com propriedade! Muito bem

  5. qui, 03/11/2011 - 11:21
    Pedro

    Pessoal, antes de mais nada quero ser sincero e dizer que não gosto do PT e de partido algum. Apesar de criticar veementemente o governo do PT com sua conivência com a corrupção, coisa que tmb ocorria no governo do PSDB, eu me solidarizo com Lula nessa hora tão difícil, ainda bem que ele tem condições de se tratar em um hospital de primeiro mundo, coisa que a maioria dos brasileiros não pode. E apesar dessa campanha para o Lula usar o SUS ser um pouco pesada, eu mesmo não compartilhei essa foto, será que não existe aí tmb uma revolta por parte das pessoas? Conheço muita gente que compartilhou a foto e posso garantir que nem são eleitores do Serra e nem fazem parte da elite. Por exemplo, será que a gente pode execrar uma pessoa que perdeu um familiar nas filas dos hospitais públicos por ter compartilhado a foto?

    É uma questão totalmente delicada essa, mas espero que o Lula se recupere logo. Apesar da minha visão contra todos os partidos políticos do Brasil, nunca ficaria feliz pela doença de alguém.

  6. qui, 03/11/2011 - 10:09
    André Strider

    Acho que cansei das besteiras desse site.

  7. qui, 03/11/2011 - 1:22
    Francisco

    Pagando plano de saúde ou não, boa parte dos médicos que atenderão Lula são do SUS. Os equipamentos mais caros que ele vai utilizar no tratamento, provavelmente, serão todos do SUS.

    Além do mais, não vejo motivo para um ex-presidente não ficar internado no mesmo lugar que um ex-governador (me refiro a Mário Covas).

    Essa matéria da BBC é exemplar, sobre esse assunto:
    http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2011/11/

  8. qui, 03/11/2011 - 1:05
    Nadja

    É pau pra comer sabão e pau pra saber que sabão não se come…

    Lula em hospital privado está toda essa polêmica e se….

    Se estivesse em hospital público a imprensa ia cair matando dizendo que ele fez isso para aparecer, que tem plano particular, que estava ocupando uma vaga de quem realmente precisa, que era tão egoista no seu desejo de fazer política que tumultuou um hospital público em um ato populista (e iria tumultuar mesmo pois fora os políticos e a imprensa até os doentes iriam se levantar pra saber de Lula) e seguiria por aí…

    Com esse ódio (e inveja) qualquer decisão que ele tomasse seria criticado. Se ele optasse em nãose tratar (poderia ter essa opção) iriam fala que ele era irrsponsável, se ele decidisse não falar era falta de respeito… e iria por aí gente. É torcer por Lula e rir dessa inveja toda!

  9. qui, 03/11/2011 - 0:13
    FrancoAtirador

    .
    .
    “O maior desafio do Sistema Único de Saúde hoje, no Brasil, é político”

    Jairnilson Paim define o SUS como um sistema que tem como característica básica o fato de ter sido criado a partir de um movimento da sociedade civil e não do Estado, de governo ou de partido

    Por: Graziela Wolfart

    “É um sistema que foi institucionalizado a partir da Constituição de 1988, resultante de um amplo movimento social, que envolveu estudantes, profissionais de saúde, setores populares, professores e pesquisadores, defendendo o direito à saúde”. É dessa forma que o professor e médico Jairnilson Paim define o Sistema Único de Saúde – SUS. Na entrevista a seguir, concedida por telefone à IHU On-Line, Paim menciona que “há uma particularidade hoje de que ninguém no Brasil, em público, é contra o SUS. Todo mundo hoje é a favor do SUS e isso é um paradoxo, porque é um SUS que todo mundo é a favor, mas que tem tanta dificuldade de ser desenvolvido”. E completa: “hoje oferecemos no SUS desde vacinas até transplantes. Temos toda uma gama de serviços de saúde, além da assistência médica. Temos vigilância epidemiológica, vigilância sanitária, temos um conjunto de bancos de sangue com qualidade de atendimento, toda a parte de formação de recursos humanos, pesquisas em ciência e tecnologia. No entanto, esse sistema não pode fazer milagres enquanto for restringido em termos de financiamento e com os problemas de gestão”.

    Jairnilson Silva Paim possui graduação e mestrado em Medicina pela Universidade Federal da Bahia. Atualmente é professor no Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia e coordenador de Grupo de Pesquisa em Planificação, Gestão e Avaliação em Saúde.

    Confira a entrevista.

    IHU On-Line – Como a sociedade brasileira vê o SUS?

    Jairnilson Paim – A maneira como a sociedade vê o SUS é aquela com que as classes dominantes veem o Sistema Único de Saúde.

    Essa ideologia presente na sociedade está sendo produzida constantemente pela mídia.

    A mídia aproveita as deficiências do SUS para fazer uma ampla difusão do que está nas aparências.

    É evidente que se você chega num hospital público, numa emergência, a mídia não está inventando, nem mentindo em destacar a dificuldade do acesso das pessoas naquela emergência, as macas e as pessoas deitadas no corredor, no chão.

    No entanto, o que a mídia faz é mostrar o que aparece.

    Ela não está muito interessada em perguntar por que isso ocorre e por que aquele fato está sendo realizado e produzido. Ela não quer saber dos elementos que compõem o sistema de saúde.

    Ela não quer saber por que o financiamento é deficitário em relação ao SUS.

    Ela não quer saber que, em um ano, o governo federal gasta quase a metade do seu orçamento para pagar juros da dívida em vez de pagar as necessidades da área social.

    A mídia não tematiza isso, porque ela é vinculada aos interesses dominantes da sociedade, que ganham e se ampliam com esse tipo de modelo econômico.

    A explicação das razões pelas quais estamos com esses problemas no SUS não aparece na mídia.

    O que aparece é a falta disso e daquilo, a falta de equipamentos, de pessoal, de medicamentos.

    Nós, da universidade, temos a obrigação de ir além da aparência, por meio da ciência.

    Quando fazemos pesquisas, produzimos conhecimento que não é aquele do senso comum com o qual a mídia trabalha.

    São enfoques diferentes que nós, da universidade, temos ao examinar o SUS e o enfoque que a mídia precisa para vender imagem e atender aqueles que patrocinam os seus programas.

    Então, o que a sociedade discute em relação ao SUS não é o SUS em toda a sua complexidade, mas o SUS fabricado por essas imagens e por esses símbolos que os órgãos de comunicação realizam.

    Tem uma frase muito comum que diz: 'good news, no news', ou seja, boas notícias não são notícia.

    Segundo o IBGE, mais de 90% das pessoas que procuraram o serviço de saúde nas últimas semanas foram atendidas. Isso garante que temos um sistema de saúde bastante acessível, com a cobertura muito grande.

    Mas se a mídia fizer uma entrevista, ela não vai pegar os 90% que foram atendidos; vai pegar exatamente os 5 ou 10% que não foram atendidos.

    Íntegra em:

    http://www.ihuonline.unisinos.br/index.php?option

    • qui, 03/11/2011 - 0:52
      FrancoAtirador

      .
      .
      IHU On-Line – Quais são os maiores desafios que o SUS enfrenta? O financiamento é o maior deles?

      Jairnilson Paim – O maior desafio do Sistema Único de Saúde hoje, no Brasil, é político, porque garantir financiamento para um sistema, que tem que passar por um conjunto de negociações e de interesses no Congresso Nacional, no Executivo, no pacto de federação com estados, municípios, União, implica em uma decisão essencialmente política.

      É preciso redefinir as relações público-privadas.

      O SUS sustenta muitos dos serviços do setor privado, particularmente os planos de saúde.

      Os tratamentos mais caros vão para o SUS e não para os planos de saúde que são pagos.

      Ou ainda se formos considerar que no sistema de saúde, na sua relação público/privado, o estado brasileiro faz renúncia fiscal, ou seja, deixa de recolher impostos que as pessoas, as famílias ou as empresas deveriam fazê-lo.

      Com isso está dando subsídios ao setor privado para que ele venha crescer.

      Essa relação é eminentemente política e, portanto, vai precisar de um acúmulo de forças para modificar essa situação que não é favorável ao SUS.

      Se temos como perspectiva do SUS a proposta de avanço da universalidade para a equidade, e se queremos reduzir as desigualdades, precisamos modificar a distribuição de renda.

      Esses exemplos são ilustrações de que um desafio muito grande do SUS é político.

      E se quisermos mudar o modelo de atenção para garantir a integralidade e não ser um sistema voltado exclusivamente para hospitais e tecnologias de alta densidade de capital, mas garantir direito à saúde pela integralidade da atenção, essa também é uma decisão política que vai envolver profissionais de saúde que foram formados com uma determinada lógica e que terão que redefinir as lógicas e racionalidades que orientam seus processos de trabalho.

      A sociedade precisa saber dessas contradições e entendimentos no sentido de se mobilizar para garantir seu direito à saúde.

      Íntegra em:

      http://www.ihuonline.unisinos.br/index.php?option

  10. qua, 02/11/2011 - 22:44
    Dani

    Peço permissão a Nair Mendes para repetir aqui parate do comentário dela a este pequeno, porém grandioso comentário de Fátima Oliveira, que acabou virando este post tão comentado que chamou a atenção por ser extremamente pertinente:_… "Lula ao requisitar ser tratado de câncer pelo seu plano de saúde abre um caminho para que os benditos planos de uma vez por todas, não neguem aos seus associados o direito a tratamentos de alta complexidade – leia: tratamentos caros – que costumeiramente esses planinhos negam. Ou não é? _Ou seja, ao vender cuidados em saúde e não realizá-los, que é direito de quem tem plano, as operadoras adotam a prática de enriquecimento ilícito (vendem e não entregam! O que é CRIME). _Sobre a obrigatoriedade de os planos ressarcirem o SUS, o fundamento jurídico de tal ato " Não tem origem na lei 9.656/98, mas no ENREQUECIMENTO SEM CAUSA DAS OPERADORAS"… _Otávia Míriam Lima Santiago Reis: "O Ressarcimento ao SUS pelas operadoras de planos de saúde: uma abordagem acerca do fundamento jurídico da cobrança". Para quem quiser ler o endereço é: http://migre.me/631zx
    Vale à pena.

  11. qua, 02/11/2011 - 19:48
    monge scéptico

    Mesquinhez, hipocrisia, impiedade, até heresia cabe aí. Mas todos tem direito a opinar;
    cento e vinte mil , tem essa opinião; garanto que sessenta e tantos milões, não pesam
    assim.

    SAÚDE PRESIDENTE LULA!

  12. qua, 02/11/2011 - 19:31
    Sr.Indignado

    A COVARDIA é a extrema ignorância em momento muito agudo.

  13. qua, 02/11/2011 - 19:02
    Mauro

    Cada um procura o melhor para si e para aqueles que o cercam dentro de suas possibilidades e é natural que assim seja,caso contrario seria demagogia. Vamos imaginar alguém com plano de saúde ou recursos suficiente que lhe permita não usar o SUS, caso necessitasse de tratamento de saúde e mesmo assim viesse a fazer uso do SUS ,como seria rotulado ?
    Imagine a nova classe media não fazendo uso dos recursos disponíveis que passaram a ter no Gov LULA qual comentário seria atribuído a ela por esses 120 mil?
    Verdade seja dita alguns ainda resistem as mudanças feitas por LULA e sua equipe e esses alguns insistem em criar ou explorar um fato que possa descredenciar LULA junto a tantos mas a tantos que foi eleito ,reeleito e fez sua sucessora e cá para nos LULA sempre é um nome que da o que falar e geralmente da uma boa conversa pelos seus feitos nunca antes visto por nós.

  14. qua, 02/11/2011 - 18:59
    Mauro

    Cada um procura o melhor para si e para aqueles que o cercam dentro de suas possibilidades e é natural que assim seja,caso contrario seria demagogia. Vamos imaginar alguém com plano de saúde ou recursos suficiente que lhe permita não usar o SUS, caso necessitasse de tratamento de saúde e mesmo assim viesse a fazer uso do SUS ,como seria rotulado ?
    Imagine a nova classe media não fazendo uso dos recursos disponíveis que passaram a ter no Gov LULA qual comentário seria atribuído a ela por esses 120 mil?
    Verdade seja dita alguns ainda resistem as mudanças feitas por LULA e sua equipe e esses alguns insistem em criar ou explorar um fato que possa descredenciar LULA junto a tantos mas a tantos que foi eleito ,reeleito e fez sua sucessora e cá para nos LULA sempre é um nome que o que falar e geralmente da uma boa conversa pelos seus feitos nunca antes visto por nós.

  15. qua, 02/11/2011 - 18:49
    Urbano

    Os estreitos de mentalidade da oposição ao Brasil só possuem competência para repercutir a idéia de um do grupo, que seja um nano menos deficiente.

  16. 120 mil babacas. Esse é o tamanho do movimento fasci-tucano, elitista e racista de SP. A mensagem é clara: Serra é o nosso Führer!

  17. qua, 02/11/2011 - 17:39
    Julio Silveira

    Esse papo de Lula ir para o S.U.S é papo de gente sem mais o que fazer. É como falou a pouco um participante, por que tinha que ser o Lula? isso é mais um daqueles préconceitos de gente bacana que nunca entrou na fila do S.U.S, e como ex-presidente e um cara do povo, para esses ele tem que se tratar no S.U.S.
    Esquecem esses abostados que S.U.S não é feito para quem pode pagar plano de saude. Aliás, acredito que o SUS é o que é por que existe plano de saude privado concorrendo com ele. Existem muitos interesses por trás do mau atendimento. O Lula tá certo, pode pagar vai se tratar aonde pode, se não pudesse certamente estaria na fila do S.U.S. o resto é coisa de gente mesquinha e hipocrita.

  18. qua, 02/11/2011 - 17:20
    joni

    Ignorância, por não querer reconhecer o que mudou para melhor. Medo, de perder mais uma vez para Lula. Preconceito, pois acham que pobres não têm direito a nada. Inveja, por Lula ser mais competente que o mais preparado dos brasileiros. Incoformismo, porque estão descobrindo que não sabem nada, além das informações do pig, e que o povo, em sua simplicidade sabe muito mais. O povo sabe que o Sus é muito melhor, hoje, que o sistema de antes. O povo quer que Lula seja tratado no melhor lugar do mundo, porque o quer são e salvo. O povo sabe, que muita gente "boa", que pode pagar médico e hospital, recorre ao SUS, para não gastar dinheiro, e é muito bem atendido. O povo sabe, e a elite também, que a farmácia do povo, do governo federal, distribui gratuitamente remédios para certas doenças, tanto para ricos, como para pobres. Tem gente que usa o SUS, vai buscar remédios gratuitos, e depois fala mal.

  19. qua, 02/11/2011 - 17:18
    Nair Mendes

    Fátima disse com muita propriedade a mais pura verdade. Repito poque para mim é o centro do comentário dela:
    "Ao optar por se tratar via plano de saúde, Lula demonstrou, exemplarmente, sabedoria e consciência cívica, por 2 motivos:
    1. O SUS vem lutando para que os planos de saúde paguem os procedimentos feitos pelo SUS em suas clientelas – medida de justiça social – mas ainda é uma batalha receber tal dívida dos planos para com o SUS (os planos acham que não devem – como não? Se as pessoas pagaram e não usaram!)
    2. Lula atendido pelo SUS ocuparia, de imediato, uma vaga de quem precisa mais que ele – por não ter dinheiro para pagar e nem plano de saúde a recorrer…
    E eu acrescento: Lula ao requisitar ser tratado de câncer pelo seu plano de saúde abre um caminho para que os benditos planos de uma vez por todas, não neguem aos seus associados o direito a tratamentos de alta complexidade – leia: tratamentos caros – que costumeiramente esses planinhos negam. Ou não é?
    Ou seja, ao vender cuidados em saúde e não realizá-los, que é direito de quem tem plano, as operadoras adotam a prática de enriquecimento ilícito (vendem e não entregam! O que é CRIME.
    Sobre a obrigatoriedade de os planos ressarcirem o SUS, o fundamento jurídico de tal ato " Não tem origem na lei 9.656/98, mas no ENREQUECIMENTO SEM CAUSA DAS OPERADORAS"…
    Otávia Míriam Lima Santiago Reis: O Ressarcimento ao SUS pelas operadoras de planos de saúde: uma abordagem acerca do fundamento jurídico da cobrança.

  20. qua, 02/11/2011 - 17:14
    FrancoAtirador

    .
    .
    “Considero que o SUS nos tornará mais humanos e, portanto, mais brasileiros, na medida em que nos convencermos que a saúde é necessariamente um bem coletivo tal como deve ser a educação e outras políticas sociais”.

    A opinião é da médica sanitarista Ligia Bahia, em entrevista concedida por e-mail à IHU On-Line.

    Para ela, “temos um sistema universal definido na legislação. Mas a denominada nova classe média pretende consumir planos privados de saúde. O aprofundamento da segmentação do sistema de saúde brasileiro virá acompanhado de mais injustiça e discriminação, porque os planos privados destinados aos novos contingentes de consumidores têm coberturas reduzidas e baixa qualidade assistencial”.

    Médica-sanitarista, Ligia Bahia é doutora em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz e professora adjunta da Faculdade de Medicina e do Núcleo de Estudos de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem graduação em Medicina pela UFRJ e mestrado em Saúde Pública pela Fiocruz.

    Confira a entrevista.

    Por Graziela Wolfart

    IHU On-Line – O que é preciso para “convencer a sociedade sobre o SUS”?
    Ligia Bahia – Considero que o SUS nos tornará mais humanos e, portanto, mais brasileiros, na medida em que nos convencermos que a saúde é necessariamente um bem coletivo tal como deve ser a educação e outras políticas sociais. Ainda há setores da sociedade que enxergam a saúde como mero objeto de consumo. Isso é um grave equívoco, porque estamos submetidos a riscos coletivos como ocorre, por exemplo, com os alimentos que ingerimos com agrotóxicos. E também ao sermos atendidos em serviços de saúde que recebem como input processos coletivos, como é o caso da formação de recursos humanos para a saúde. A recente doença de uma personalidade internacional como o Steve Jobs explicita claramente que a saúde não é “comprável”.

    IHU On-Line – Quais os rumos do SUS, em sua opinião? Caminhamos para um apartheid na saúde ou estamos mais perto de organizar um sistema nacional de saúde abrangente e igualitário?
    Ligia Bahia – Estamos no meio do caminho. Temos um sistema universal definido na legislação. Mas a denominada nova classe média pretende consumir planos privados de saúde. O aprofundamento da segmentação do sistema de saúde brasileiro virá acompanhado de mais injustiça e discriminação, porque os planos privados destinados aos novos contingentes de consumidores têm coberturas reduzidas e baixa qualidade assistencial.

    IHU On-Line – Como concilia os sistemas privado e público de saúde o cidadão brasileiro que assim o pode? Como se dá essa mistura entre público e privado na saúde?
    Ligia Bahia – De muitas maneiras. A mais visível é usar o SUS para a realização de procedimentos de alto custo não cobertos pelos planos privados. E a menos detectável é o fato de serem os mesmos profissionais que atuam em ambos os subsistemas. Além disso, quem paga plano privado de saúde pode abater os gastos no pagamento de impostos.

    IHU On-Line – Como pode ser implementada a política de ressarcimento ao SUS?
    Ligia Bahia – Seria necessário que houvesse a identificação dos pacientes por meio de um código para que o atendimento de clientes de planos de saúde fosse rastreado. O Brasil dispõe de sistemas de informação bem sofisticados em outras áreas. O ressarcimento não ocorre porque há muita resistência por parte das empresas de planos e seguros de saúde. Se o ressarcimento for viabilizado, teríamos a exata noção dos problemas de coberturas dos planos privados.

    IHU On-Line – Como a classe média vê o SUS?
    Ligia Bahia – Como um caos. Um conjunto de serviços deficientes voltados para o atendimento de quem não pode pagar. A face da importância dos serviços públicos para a formação de recursos humanos e pesquisa e da não mercantilização do atendimento no SUS não é devidamente valorizada.

    http://www.ihuonline.unisinos.br/index.php?option

  21. qua, 02/11/2011 - 17:09
    Bonifa

    Pela internet, alastra-se a campanha em favor do plebiscito grego.
    .
    Internautas de diversos matizes estão furiosos com o tratamento midiático que classifica a decisão do premier grego como “irresponsável” e como “ato de loucura”. Eles definem a atitude da mídia como “medo do povo” e falam que a legítima consulta democrática anunciada é mais importante que a queda das bolsas, que os temores de falência da Grécia e que a própria implosão da Zona do Euro.
    "Pela primeira vez, um líder político consulta o seu povo através de um referendo, depois de tantas medidas impopulares, e só podemos saudar a sua coragem política", é o que diz, por exemplo Melclalex, um blogueiro pró- Arnaud Montebourg, em um post em seu blog, intitulado "Grécia: a última palavra ao povo".
    . http://www.lemonde.fr/politique/article/2011/11/0

    • qua, 02/11/2011 - 19:39
      ricardo

      esse plebiscito é a melhor coisa que podia acontecer.

      finalmente vão ouvir o povo.

      que vai ter voz, dizendo o que deve ser ouvido : NÃO CONCORDAMOS EM PAGAR PELA ROUBALHEIRA DOS BANCOS !!!!

      simples assim.

      e o euro já era. a grécia vai dar o recado : se pra participar do euro temos que matar nosso povo de fome, de abrir mão de nossa soberania, estamos fora !!!!!

      viva o plebiscito !!!

      cordiais saudações

      Ricardo
      Recife.

    • qua, 02/11/2011 - 21:12
      SILOÉ-RJ

      A Grecia deveria dar o calote na dívida e exigir a reintegração de posse de todos os bens roubados pela Europa desde a antiquidade.
      Daria para pagar tudo e acho que ainda sobraria um trôco.

  22. qua, 02/11/2011 - 17:02
    Nair Mendes

    Leo se manca, amigo! Mete a viola no saco. Respeita o direito democrático de qualquer pessoa escolher onde quer ser tratado, dependendo de suas posses – um direito sagrado a ser respeitado. Por que só a Lula vocês querem negar este direito? Como são ridículos e AUTORITÁRIOS. Luana Piovani deveria não ter usado a Lei Maria da Penha quando foi vítima de violência? Mas por que usou? É da marca Lula!
    Isso é ABUSO CRIMINOSO meu amigo, além de não considerar a AUTONOMIA da pessoa é desrespeito com a vulnerabilidade de uma pessoa doente – até relevo se não souber o que significa vulnerabilidade humana diante da ciência e da medicina.

  23. qua, 02/11/2011 - 16:47
    joni

    Tem muita gente "boa", que tirou a carteira do SUS. Por que será?

  24. qua, 02/11/2011 - 16:41
    marcosomag

    Quem critica o Lula por não estar no SUS, é hipócrita. Todos sabemos que o principal problema do SUS é a falta de financiamento. A França tem a melhor saúde pública do mundo; mas gasta em saúde 10 vezes mais per capita do que o Brasil. O PT no Poder tentou por diversas vezes melhorar o padrão de financiamento do SUS. Sempre perdeu em votações no CN pois este foi pressionado por uma imprensa hipócrita. Os "cansados do B" e seus amestradores da imprensa são contra a saúde pública, e só apresentam dados mostrando deficiências no atendimento estatal por motivo político. A Globo, Veja e outros lixos amestram os palhacinhos do "Lula no SUS" deveriam dar o exemplo. Então: Ali Kamel no SUS, Civitas no SUS, FHC, Serra e Malvadeza Neto no SUS, e assim por diante.

  25. qua, 02/11/2011 - 16:39
    SILOÉ-RJ

    Desses 120mil compartilhamentos a maioria foi seguda de comentários críticos a ironia e em defesa do SUS

  26. qua, 02/11/2011 - 16:18
    Manoel R.Mello Jr

    Os mesmos canalhas que dizem que o Lula deve se tratar no SUS, são os mesmos sonegadores que vibraram com o fim da CPMF.
    Alias , falando em SUS,estes canalhas deveriam conhecer os valores que são investidos pelo SUS por ANO, em HOSPITAIS DE REFERENCIAS E TRATAMENTO DO CANCER.
    SERIA UMA BOA MATÉRIA AZENHA.

  27. qua, 02/11/2011 - 15:57
    BUBUDOBREJO

    Quando estou envolto com problemas que eh comum a todo e qualquer mortal, adentro nas páginas do VIOMUNDO e me deleito com o festival de bobagens escritas, diria, até de certa forma apaixonante, porém na sua maioria infantilizada, quando o Assunto eh o LULALALALA. Senhores, os convidos, sejam pró ou contra o cara, a um olhar para vida fora das suas esferas. Saiam das suas residencias, procurem ouvir os outros, dialogar e aí sim, trazerem opiniões balizadas nestas experiências.

  28. qua, 02/11/2011 - 15:55
    Marco

    Esses comentários sobre o Lula e o SUS são pura bobagem , o mesmo jogo ressentido e invejoso contra o maior líder político que este país já teve. Lula será sempre o carismático presidente que tirou milhôes da pobreza. Lula é o cara! Lula será sempre O CARA!!!!

  29. qua, 02/11/2011 - 15:54
    SILOÉ-RJ

    Se for pro SUS: Com tanta dinheirama não tem vergonha de tirar a vaga de um pobre, não???
    Se for para NY: Viu!!! Fala mal dos EEUU, mas corre pra lá quando a coisa fica preta.
    Se for pra CUBA: Eu não disse que ele era comunista disfarçado!!! Vai pra lá para aprender a fazer gerrilha.
    Se for pra pqp: Foi pra lá só pra chamar atenção e se fazer de vítma!!!
    Até se LULA optar por não fazer tratamento em hopital algum, e recorrer: aos santos, pais de santos, chás pílulas, garrafadas, agua benta, agua do rio Jordão, urina, auto-hemoterapia, homeopatia, Rá, reiki, óleos,
    acunpuntura, tratamentos alternativos, padres, pastores envangélicos etc…etc…etc… para o milagre da cura.
    Seria criticado e caluniado com toda veêmencia peculiar ao PIG. Daí o que fazer???
    Parodiando o papa da bossalidade: "OS CÃES LADRAM MAS A CARAVANA PASSA"
    Ela passa de mãos dada com DEUS e com o POVÃO!!!!
    QUERO VER ALGUÉM QUEBRAR ESSA CORRENTE!!!

  30. qua, 02/11/2011 - 15:44
    Valdir

    Em 2008 fiz uma viagem de férias envolvendo Alagoas e Pernambuco. Fiquei uma semana em Maceió (praia do francês). Peguei um carro alugado e segui até Recife. A ideia era desfrutar as belíssimas paisagens do litoral norte de Alagoas, mas contrai dengue. Os primeiros sintomas surgiram justamente na tarde em que iniciei a trajetória a Recife. O mal estar foi tão forte que fiquei pelo caminho (e que caminho, mesmo queimando em febre, o lugar era, e é, maravilhoso). Não conseguia encontrar um médico, não havia. Parei num ambulatório público e, e apesar das instalações precárias, fui tratado com um nível de humanidade que não desfruto em minha cidade, onde sou cliente Unimed. O soro que me foi colocado nas veias minimizaram os terríveis sintomas da doença.

  31. qua, 02/11/2011 - 15:40
    Maria Fulô

    Gente, por favor… Esse bando de idiotas que insiste nesta questão envolvendo o Presidente Lula e o SUS são os mesmos que o criticavam por estar bem vestido (lembram da lenda espalhada que ele só estaria usando Armani…), por eventualmente jantar ou almoçar no Máximo, por andar de Airbus no exercício da presidência, por passar férias de final do ano em praias da Marinha, etc. etc. etc. Ao levantarem o SUS como local ideal para o tratamento de Lula, estão apenas reforçando o que sempre fizeram, ou seja, a de que gente como o Lula (ainda que receba mais de R$ 1 milhão por palestra, e já fez várias após deixar a Presidência) não pode frequentar ambientes como o do Sírio-Libanês. Nem percam tempo tentando explicar o que é o SUS… elas não estão interessadas. Apenas fazem o que sempre fizeram, que é deixar claro o preconceito que sentem em relação à Lula e a todos os brasileiros que tentam ascender socialmente e que, seja num Aeroporto, ou num Hospital, deveriam saber qual é o seu lugar. Lula apenas encarna o que elas mais detestam, o povo brasileiro.

    • qui, 03/11/2011 - 7:39
      ignez

      Perfeita sua análise. A questão é de preconceito de classe. Se houvesse interesse em mellhorar a saúde pública no Brasil, a CPMF teria sido mantida; ou o STF obrigaria aos planos privados de saúde – que usam o SUS – a ressarcir as despesas feitas na rede pública com os coitados que têm negado atendimento pelos planos privados. De resto se sabe que há um total desconhecimento sobre o SUS. Tomara que isto sirva para todo brasileiro pensar "O que é a Saúde no Brasil", ao invés de se "instruir" a partir das reporcagens da rede globo e das demais famiglias que detém o poder da comunicação. Ditadura Midiática e buscam destruir o que beneficia (ria) a população. O "povão", como eles dizem.

    • qui, 03/11/2011 - 9:02

      Irretocável! Matou a pau!

  32. qua, 02/11/2011 - 15:38
    NER

    Ora, ora, o que eu acho.
    O SUS, conforme dados do Ministério, proporciona milhares de atendimentos contra o câncer por ano. Há Hospitais Públicos, referências internacionais, que atendem mais de 95% de seus pacientes de cancêr pelo SUS. Exemplo: Hospital Erasto Gaertener de Curitiba, Hospital de Clínicas da UFPR de Curitiba. Muitos pacientes que tem Plano de Saúde privado, como eu, utilizam médicos dos Hospitais Públicos e que, portanto, suas consultas e tratamentos são pagos pelos Planos de Saúde, pois eles atendem também em seus consultórios. Ora, tá certo o Lula, quando diz que seu plano de saúde vai pagar o seu tratamento (pois ele tem plano de saúde). Se quiser pode até pagar com recursos próprios. Agora, parece que tudo está está uma "m" e que todos morrem quando dependem do SUS. Eu tive uma irmã que teve câncer há cerca de 10 anos (e ainda está viva e forte) e que foi tratada por médicos do Erasto Gaertener e seu plano de saúde pagou seu tratamento. Qual é o problema? Não é com seguro de saúde e, quem pode, pode pagar, que garantimos nossa velhice? Eu pago meu plano de saúde e não fico toda hora descendo o pau no SUS porque eu poderia economizar o correspondente para outras atividades. Agora, isto não quer dizer que o SUS não tem que melhorar, tem sim. Agora, vamos e convenhamos, o LULA melhorou significativamente o sistema. Está no ideal? Claro que não. Está certo o comentário da Fátima Oliveira. Não é só no twitter que acontece o preconceito. Eu mesmo tentei várias vezes postar um comentário sobre a manchete dado pela FOLHA sobre a declaração da atriz Luina Piovani. Há censura na FSP para qualquer comentário que possa "agredir" a opinião de seus leitores. Assmo é !!!

  33. qua, 02/11/2011 - 15:37
    Daniel

    Criticar o Lula/PT neste espaço é como criticar o FHC/PSDB no blog do Reinaldo Azevedo.
    Ou falar que Jesus não existiu para evangélicos. São todos apaixonados por seus ídolos…

    • qui, 03/11/2011 - 11:19
      Daniel

      A claque me negativou. Magoei…

    • qui, 03/11/2011 - 20:21
      El Gordo

      Eu recomendo duas alternativas:

      vá para o site do Hariovaldo Almeida Prado, lá você se sentirá mais à vontade em criticar o Lula, o PT ou os esquerdistas.
      Ou desenvolva uma retórica melhor.

      • sex, 04/11/2011 - 11:51
        Daniel

        A retórica de vocês é um amontoado de clichês de esquerda que já eram ridículos há 30 anos.
        Você deve ter dificuldade em interpretar textos complexos, pois nunca critiquei o Lula. Só comentei o que percebi lendo o blog e os comentários da claque, que são tão babacas e sectários quanto os feitos nos blogs de direita. Além de terem a atitude ridícula e infantil de negativarem as opiniões com as quais discordam, quando basta não positivar. Se todo mundo concorda com os textos não existe debate, o que com certeza é o sonho de todos os esquerdista e direitistas.
        Mas pode ter certeza, que mesmo que pare de fazer comentários, vou continuar lendo os textos que são excelentes. E também os comentários, afinal diversão é fundamental.

      • sáb, 05/11/2011 - 22:32
        ricardo

        estressa não, daniel. E eu, que estou com -23 ? apenas porque emiti uma opinião discordante ? comentários meus foram apagados. não diziam que o debate move a democracia ? já não sei mais se isso é praticado aqui.

        Azenha, sempre respeitei o teu trabalho e posto aqui há tempos. por qual motivo tive posts que ficaram e depois foram retirados ? só porque tive opinião diferente ? apenas porque testemunhei que o nosso querido presidente, ao invés de ir pro hospital recém inaugurado, foi pro privado ?

        espero esse tipo de postura antidemocrática, de apagar posts discordantes, em blogs raivosos como o do idiota do Reinaldo Azevedo, aquele imbecil direitista, mas não aqui.

        acho que vou reavaliar minhas opiniões, o que é uma pena. pelo jeito, ficarei apenas no PHA, Kotscho, Nassif e no Brizola neto.

        Cordiais saudações(será que esse post aparece ?)

        Ricardo
        Recife

      • dom, 06/11/2011 - 10:02
        Daniel

        Já tive post publicados e posteriomente retirados na Folha Online, não imaginei que isso ocorresse por aqui. Mais um motivo então para não perder meu tempo escrevendo.
        A verdade é que o Brasil está se tornando um país de fanáticos. Se você não concorda com A é automaticamente é taxado de B e vice versa, como se fosse algum joguinho.
        Os leitores também estão perdendo a capacidade de interpretar os textos, sempre enxergando algum viés inexistente ou simplesmente não compreendendo o que foi escrito.
        Democracia não combina com analfabetismo funcional.

        Abs

  34. qua, 02/11/2011 - 15:28
    Rafael

    Lula está correto. Tem dinheiro então pague. Se Lula fizesse o atendimento pelo SUS estariam reclamando do Lula porque retirou a vaga de quem não pode pagar. E com certeza que está fazendo essa campanha são os memos que são contra imposto para o SUS.

  35. qua, 02/11/2011 - 15:22
    FrancoAtirador

    .
    .
    "Quem avalia mal o SUS são as pessoas que não o utilizam"

    Dr. Eugenio Vilaça Mendes*, em entrevista ao IHU On Line

    "Dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) mostram que a evolução das pessoas vinculadas aos planos privados médicos foi somente de 32 milhões em 2000 para 35,8 milhões em 2006, um crescimento que nada tem de espetacular.

    Por outro lado, os dados do IBGE das Pesquisas por Amostras Domiciliares mostraram que o uso regular de serviços de saúde cresceu, na população brasileira, entre 1998 e 2003, de 13,0 para 14,6%, e que esse aumento foi devido ao SUS e não ao sistema de saúde suplementar, que se manteve inalterado.

    Os brasileiros que dependem do SUS estão mais satisfeitos com os serviços que recebem.

    Pesquisa de opinião feita pelo Conass mostrou que 45,2% dos usuários exclusivos do SUS acham que o sistema funciona bem ou muito bem; já dos não-usuários, apenas 30,3% o avaliam como funcionando bem ou muito bem.

    O que permite concluir que quem avalia mal o SUS são as pessoas que não o utilizam."

    *Eugênio Vilaça Mendes possui graduação em Odontologia, mestrado em Administração, e doutorado em Cirurgia Bucal, pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Além disso, tem especialização em Planejamento de Sistema de Saúde, pela Fundação Oswaldo Cruz.

    Íntegra da entrevista em:

    http://www.ihuonline.unisinos.br/index.php?option

  36. qua, 02/11/2011 - 15:05
    Leo

    Em meu comentário já disse que não vejo nada de mais questionar o SUS pedindo ao Lula que se trate lá.
    O gozado é que as pessoas que querem o Lula no SUS são as mesmas que são contra as cotas e não querem que os pobres entrem para o sistema educacional gratuito de qualidade. Até agora eu não escutei ninguém mandar um pobre: Vá estudar na UFRJ,USP…

  37. qua, 02/11/2011 - 14:56
    Aline C Pavia

    Quem critica o SUS devia ficar 24 horas na Emergência do Mandaqui.
    24 horas, nada. Meia hora bastaria para calar a boca de tanta gente burra, estúpida, ignorante e preconceituosa.

  38. qua, 02/11/2011 - 14:03
    Antonio

    Lula tirou o Brasil das mãos do bandido
    Lula, graças a sua inteligência e sua perspicácia ao fazer política, e que Deus o conserve assim, é um homem rico ou bem de vida. Suas palestras são valiosas, custam, me parece, US$ 300 mil dólares. Ele não precisa do SUS. Graças a Deus e para nossa sorte, ele pode pagar os melhores médicos, os melhores hospitais. E ainda por cima foi presidente do Brasil duas vezes e o Governo Federal deve lhe dar o suporte de saúde, muitíssimo merecido. Afinal, Lula tirou o Brasil e os brasileiros das mãos do bandido.

  39. qua, 02/11/2011 - 14:03
    Samira

    O SUS de São Paulo não presta, mas não é culpa do Lula. O PSDB sumiu com R$ 400 milhões do SUS destinados a ele pelo Governo Federal e ao que me parece ainda não prestou contas. O SUS de São Paulo sobrevive das falcatruas, das tentativas de privataria do PSDB. Conheço histórias de pessoas que morreram de câncer antes de conseguir iniciar o tratamento no SUS. Ele não presta, mas o bandido tem o voto do caolho povo de SP e o chefe mor mora ao lado em um Palácio.

  40. qua, 02/11/2011 - 13:45
    FrancoAtirador

    .
    .
    A Dra. Fátima Oliveira trouxe à discussão uma questão importante:

    " O SUS vem lutando para que os planos de saúde paguem os procedimentos feitos pelo SUS em suas clientelas – medida de justiça social – mas ainda é uma batalha receber tal dívida"

    Esta batalha, a que a Dra. Fátima se refere, para cobrar dos planos de saúde o ressarcimento das despesas decorrentes dos procedimentos médico-hospitalares realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), ou seja, às custas do erário público, está sendo travada no âmbito judicial, no Supremo Tribunal Federal.

    STF manda planos de saúde reembolsarem SUS

    O Supremo Tribunal Federal tem determinado aos planos de saúde que reembolsem o SUS (Sistema Único de Saúde) quando seus clientes são atendidos em hospitais públicos, da mesma forma que pagam aos particulares.

    O ressarcimento ao SUS está previsto numa lei de 1998 e, desde então, provoca embates nos tribunais.

    Os planos de saúde têm recorrido a ações judiciais para não fazerem o reembolso.
    Alegam que a lei é inconstitucional, já que a saúde é um “direito de todos” e um “dever do Estado”.
    Após passarem pelos tribunais Brasil afora, as primeiras ações só agora chegaram à mais alta instância da Justiça. Foram ao menos sete decisões dos ministros do STF, todas favoráveis ao ressarcimento.

    Tal jurisprudência poderá ser seguida por juízes do país todo.

    Além disso, mostram que é provável que o STF julgará uma Adin (ação direta de inconstitucionalidade) de modo favorável ao reembolso.
    Essa Adin, que pede que o reembolso ao SUS seja declarado inconstitucional, foi apresentada ao STF pela Confederação Nacional de Saúde em 1998 e até hoje não teve julgamento.

    As operadoras, entretanto, têm se valido dessa indefinição.

    Segundo o Tribunal de Contas da União, deixaram de pagar R$ 2,6 bilhões ao SUS entre 2003 e 2007 – valor suficiente para comprar os remédios do programa brasileiro de Aids por quase três anos.

    A cobrança do reembolso é feita pela ANS (agência reguladora dos planos de saúde), após cruzar a lista de pessoas atendidas em hospitais públicos com a lista dos planos.

    O argumento pelo ressarcimento é muito simples: quando os clientes usam o SUS em vez da rede credenciada, os planos de saúde enriquecem à custa de recursos públicos.

    A cabeleireira Michele Santos, 26, soube pela Folha que seu plano de saúde será cobrado pela internação numa maternidade pública.
    Ela tem gravidez de risco e não gostou do hospital de seu plano. Preferiu a maternidade municipal Nova Cachoeirinha, de São Paulo.
    “O hospital público merece receber”, ela diz. “Sou mais bem tratada aqui do que no hospital do plano.”

    Operadoras desorganizam o SUS, diz médica Ligia Bahia, coordenadora do Laboratório de Economia Política da Saúde da UFRJ, defende o ressarcimento ao SUS.

    Folha – Por quê?
    Ligia Bahia – Questão de justiça contábil. Quando não fazem o ressarcimento, as operadoras oneram e desorganizam o SUS. Estão há 12 anos nessa folga. Está na hora de acabar com a “empurroterapia”. As operadoras reclamam da tabela de valores do ressarcimento, mais alta que a tabela do SUS. Deve ser mais alta para desestimulá-las de mandar clientes para o SUS.

    Por que a Adin até hoje não foi julgada?

    Falta pressão da sociedade. A classe média ainda não tem consciência da importância do SUS.

    Fonte: Folha de S. Paulo, 06/07/2010

    • qua, 02/11/2011 - 16:17
      Santiago

      E a grande verdade é que, pelo que se paga, o que não presta neste país são os planos privados de saúde.

    • qua, 02/11/2011 - 16:42
      FrancoAtirador

      .
      .
      "Um parto comum no Sírio Libanês custa R$ 9.400. Quem paga isso? O Brasil."

      Ligia Bahia*, em entrevista a O Globo

      Como surgiu a idéia do ressarcimento ao Sistema Único de Saúde (SUS)?
      LIGIA BAHIA: O ressarcimento nasceu de uma idéia inicial do Banco Mundial, para fazer um fundo para atendimento dos casos mais complexos. Complexidade leia-se caro. O Jatene (Adib Jatene, ex-ministro da Saúde) transformou essa idéia em ressarcimento ao SUS, achando que seria um recurso adicional para o sistema. Tem uma justiça contábil evidente. O problema do ressarcimento é que ele está muito judicializado. O Supremo Tribunal Federal ainda não decidiu qual é a posição dele. Enquanto isso, ninguém paga. As Unimeds vão entrando com ações nas instâncias inferiores. A idéia original era de que o governo e o setor privado contribuíssem, constituindo um fundo.
      Como funciona?
      LIGIA: Toda vez que um cliente de plano de saúde for atendido pela rede do SUS, é expedida uma Autorização de Internação Hospitalar, com o nome da pessoa. Esses dados são cruzados com o cadastro de beneficiários de planos de saúde. Existe um sistema que coteja essas informações. A idéia de Jatene era de um ressarcimento mais amplo.
      O que está em vigência hoje é só o ressarcimento na internação. E só na internação eletiva, não na de emergência.
      Isso foi por conta da regulamentação da lei 9.656, de 1998, que restringiu o reembolso às internações eletivas. O atendimento ambulatorial, hemodiálise, medicamentos de uso excepcional para doenças raras. Tudo isso está fora do ressarcimento.
      Hoje o SUS gasta R$ 2 bilhões por ano com medicamentos de uso excepcional. Com os da Aids gasta mais R$ 1 bilhão por ano. Está fora também o atendimento ambulatorial de câncer. Vários tratamentos como quimioterapia e radioterapia são ambulatoriais.
      São procedimentos que certamente as empresas empurram para cima do SUS.
      Pelo lado das entidades médicas, científicas e dos consumidores, o objetivo era ampliar a cobertura. Para as empresas não era bem assim. As seguradoras, principalmente, queriam aprovar a entrada do capital estrangeiro e conseguiram. Outro objetivo era impor barreiras à entrada no mercado. A lei não é uma coisa pura, que a sociedade exigiu. Seria ingenuidade imaginar isso. Mesmo assim, ela saiu favorável do Congresso. Ela ficou pior administrativamente. Com as medidas da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar, criada para fiscalizar e regular os planos de saúde).
      Essas medidas eram para regulamentar a lei?
      LIGIA: Isso. A do ressarcimento foi a pior de todas. Sinceramente, ela é um lixo. Restringiu o reembolso a internações eletivas, quando a gente sabe que o mais comum é o atendimento de emergência e os ambulatoriais. Claro que há pressão das empresas contra o ressarcimento, principalmente das Unimeds.
      As Unimeds no interior usam muito o sistema público. É muito comum. Elas alegam que tem cobertura e que são os clientes que fazem essa opção.

      O mercado é expandido artificialmente, por meio desse livre trânsito entre o público e o privado. O ressarcimento é uma ameaça a isso, a essa estrutura muito sólida. Isso está estruturado há muito tempo.
      Qual foi o principal problema identificado?
      LIGIA: De gravidez, parto e problemas depois do parto, que é uma coisa chocante. Você pensa que a cobertura pública é por acidente, câncer, cirurgia cardíaca, que são tratamentos caros. No processo burocrático, se for identificado que aquela grávida tinha cobertura para gravidez, a empresa pode apelar. Um inferno. Virou coisa kafkaniana. É inacreditável. E a principal causa de internação no SUS é de gravidez, parto e puerpério, também. Portanto, tanto faz existir ou não plano de saúde no país. Esses planos de saúde têm a cobertura que eles querem, eles fazem o que eles querem, literalmente.
      Planos de saúde são uma das coisas mais atrasadas do mundo. Era interessante quando as doenças eram agudas. Ou se cura ou morre. Hoje as pessoas são hipertensas, não estão hipertensas. Os planos têm um caráter indenizatório, e não de prevenção à saúde. Proposta atrasada com esse envoltório de modernidade. Um parto comum no Sírio Libanês custa R$ 9.400. Quem paga isso? O Brasil.
      Porque o Sírio Libanês é hospital filantrópico. Isento das contribuições previdenciárias, de imposto de importação e ainda recebe contribuições, que, por sua vez, são dedutíveis do Imposto de Renda.
      Nosso problema é o gasto privado. Enquanto ele for tão importante proporcionalmente é um problema enorme. Alguma coisa está errada. O Brasil tem o maior gasto privado na América do Sul. O gasto no Brasil já está virando privado, mesmo sendo público, diante das renúncias fiscais.

      *Ligia Bahia é médica-sanitarista, doutora em Saúde Pública pela Fiocruz e professora adjunta da Faculdade de Medicina e do Núcleo de Estudos de Saúde Coletiva da UFRJ.

      Íntegra da entrevista em:

      http://www.sjtresidencia.com.br/invivo/?p=9156

    • qua, 02/11/2011 - 17:56
      FrancoAtirador

      .
      .
      Dívida de planos de saúde com o SUS: Lucro privado, prejuízo socializado

      Os planos de saúde têm uma dívida vencida e não paga de R$ 252,9 milhões com o Sistema Único de Saúde (SUS), referente a atendimentos de seus clientes na rede pública.

      O calote corresponde a 73% dos R$ 344,8 milhões exigidos até agora.

      O cálculo é da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), responsável pela fiscalização e cobrança da fatura, que é contestada pelos administradores dos planos.

      O Governo sustenta a cobrança para impedir que planos enriqueçam indevidamente, faturando mensalidades e empurrando clientes para a rede pública.

      Além do amparo legal para exigir o ressarcimento ao SUS pelas operadoras de planos de saúde, a ANS levanta ainda questões éticas e de regulamentação do setor privado.

      Pelo prisma ético, a agência ressalta que, quando um consumidor paga a mensalidade do plano de saúde, cabe à empresa o fornecimento dos serviços, para que o Estado não financie uma atividade privada e não ocorra enriquecimento ilícito "das operadoras.

      Ainda na visão da ANS, a exigência de ressarcimento ao SUS cumpre uma função regulatória, à medida que coibiria a ação de planos de saúde mal-intencionados que não oferecem coberturas adequadas e têm áreas geográficas de atendimento insuficientes à demanda.

      De acordo com a ANS é preciso evitar que as operadoras se abstenham de suas responsabilidades intencionalmente.

      Fonte: Jornal Hoje em Dia / MG

  41. qua, 02/11/2011 - 13:34
    Eudes H. Travassos

    O cinismo destes 120.000 pseudos brasileiros é tão grande, que se por acaso Lula decidisse fazer seu tratamento pelo SUS estriam acusando Lula de tratamento privilegiado. Não merecem nem confiança nem importância, não passam de restígios do velho e cansado CANSEI, Aff, cansei!

  42. qua, 02/11/2011 - 13:34
    Julio/Contagem-MG

    #aécio_use_o_bafometro

  43. qua, 02/11/2011 - 13:24
    Marcelo de Matos

    (parte 2) “Já o tucanato, tendo criado em São Paulo um centro de excelência, o Instituto do Câncer Octavio Frias de Oliveira, por pouco não entregou 25% dos seus leitos à privataria. (A iniciativa, do governador Geraldo Alckmin, foi derrubada pelo Judiciário paulista.)”. “Se o câncer de Lula servir para responsabilizar burocratas que compram mamógrafos e não os desencaixotam (as comissões vêm por fora) e médicos que não comparecem ao local de trabalho, as filas do SUS poderão diminuir. Poderá servir também para acabar com a política de duplas portas, pelas quais os clientes de planos privados têm atendimento expedito nos hospitais públicos. Lula soube cuidar de si. Delirou ao tratar da saúde dos outros quando, em 2006, disse que "o Brasil não está longe de atingir a perfeição no tratamento de saúde". Está precisamente a 33 quilômetros, a distância entre seu apartamento de São Bernardo e o Sírio”.

  44. qua, 02/11/2011 - 13:22
    Marcelo de Matos

    (parte 1) http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/po02112011… Esse link só está disponível para assinantes do UOL. Vou reproduzir algumas linhas do artigo de Elio Gaspari: “Na rede pública de saúde, em 1971, Lula perdeu a primeira mulher e um filho”. Em 1998 pegou pesado: “Eu não sei se o Fernando Henrique ou algum governador confiaria na saúde pública para se tratar”. “No andar do SUS uma pessoa que teve dor de ouvido e sentiu algo esquisito na garganta leva uns 30 dias para ser examinada corretamente, outros 76, na média, para começar um tratamento quimioterápico, 113 dias se precisar de radioterapia. No andar de Lula, é possível chegar-se ao diagnóstico numa sexta e à químio, na segunda. A conta fica em algo como R$ 50 mil.)”. “Lula, Dilma Rousseff e José Alencar trataram seus tumores no Sírio. Lá, Dilma recebeu uma droga que não era oferecida à patuleia do SUS. Deve-se a ela a inclusão do rituximab na lista de medicamentos da saúde pública”.

  45. qua, 02/11/2011 - 13:10
    Marcos C. Campos

    Se a gente continuar cobrando do governo , de qualquer governo, melhoria no atendimento público de saúde, um dia esta estória toda sobre ir ou não ir ao SUS será lenda .

  46. qua, 02/11/2011 - 13:08
    Fabio_Passos

    hã… a direita está babando preconceito.
    Não é surpresa depois de tantos anos lendo a veja.
    É um pessoal nível silas malafaia.

  47. qua, 02/11/2011 - 13:05
    Carmen

    Não desejo doença para ninguém, apenas alerto: hepatite C, aids e outras doenças graves podem até ser atendidos pelos planos, mas os remédios são fornecidos pelo SUS, pois são caríssimos. Tenho pena dessas pessoas que não sabem que em caso de acidente ou violência sempre passam pelos hospitais públicos…se fossem tão ruins as mortes seriam em número muito maior. E os planos não querem ressarcir o SUS. O nosso problema maior é que gente como Luana Piovani insistem em procriar. Embora eu tenha peninha desse bebezinho…ninguém merece vir ao mundo com essa mãe!!!! Tadinho!!!!

  48. qua, 02/11/2011 - 13:01
    Almir

    Serra, use o metrô.

  49. qua, 02/11/2011 - 13:00
    Lu_Witovisk

    é isso aí… e esses analfabetos são os mesmos arrogantes que adoram se achar grande coisa… grandes bostas isso sim…

    Carl Sagan já dizia: quanto maior a ignorância, maior a soberba.

  50. qua, 02/11/2011 - 12:53
    jõao

    O Lula deveria ir para o SUS ?
    Por que derrubaram a CPMF ?
    blog pha

  51. Todos pagamos pelo SUS (Sistema Único de Saúde).
    Todos pagamos pelos planos de saúde (quem paga desconta no imposto de renda).
    Somente uma minoria utiliza os planos de saúde.
    Essa é uma verdadeira injustiça no Brasil

  52. qua, 02/11/2011 - 12:50
    FrancoAtirador

    .
    .
    Está na hora de fazer de um limão uma limonada.

    Rico tem mais é que pagar imposto para os pobres:

    CONTRIBUIÇÃO SOCIAL PARA A SAÚDE, JÁ !!!
    .
    .

  53. qua, 02/11/2011 - 12:35
    ricardo

    não concordo com isso. sou eleitor de Lula e acho que ele perdeu uma ótima oportunidade de valorizar o SUS.

    Aqui em Recife ele inaugurou o Hospital Miguel Arraes, estadual, e na crise de hipertensão foi para o Hospital Português, privado. pegou muito mal. Saiu de um hospital onde poderia ter sido atendido e foi para o outro.

    se é tão bom, porque não usou ? desvalorizou o que acabou de inaugurar.

    é bom deixar de ver chifre em cabeça de cavalo. nem tudo o que o PIG diz, apenas porque foi o PIG, é necessariamente errado. Odeio o PIG, tenho nojo da direita brasileira, sou eleitor de esquerda desde pequenininho. mas até os idiotas que lá no PIG pastam têm, de vez em quando, algo minimamente aproveitável a dizer. foi esse o caso. e esse papo de desclassificar qualquer discurso só porque vem da elite não tem nada a ver. lembrem-se, até estrume tem utilidade. e não concordo que todos os que postaram no facebook são "da elite". lembrem-se de voltaire.

    é muito bom ter esse discurso de "faça o que digo, mas não o que faço". ou seja : "use o SUS, mas eu vou para o Sírio-Libanês".

    no dos outros é refresco.

    Cordiais saudações
    Ricardo
    Recife.

    • qua, 02/11/2011 - 13:12
      jacó

      ricardo eu tambem sou aqui do recife e por ter suficiente dinheiro, e pagar meus impostos devidamente vou para hospital particular por que posso pagar como você e o LULA, por que se eu quisesse poderia ir para hospital publico pois ele atende a todos e não perguntas se és rico ou pobre sofre por não haver os devidos recursos que foram sonegados por um golpe dos partidos de oposiçaõ que por pura inveja privaram a população brasileira de um atendimento universal de melhor qualidade.

      • qua, 02/11/2011 - 14:06
        EUNAOSABIA

        O PT e Lula votaram contra ou a favor da CPMF no governo FHC? se brincar entraram até no Supremo contra, como faziam contra tudo…

        Lula ficou 7 anos com a CPMF e a saúde nunca prestou. Sem essa rapaz.

        Vocês não enganam é ninguém.

      • qua, 02/11/2011 - 15:59
        Lu_Witovisk

        Descobriiiiiii!!! pelo rapaz e vcs não enganam ninguém!!! vc é o Prates ex-RBS!!! ê sabujo…

      • qua, 02/11/2011 - 16:07
        Santiago

        É, verdade. Houve um holocausto na saúde durante o governo Lula. Milhões de brasileiros morreram por falta de atendimento, de remédios… Se durante esse tempo houve redução na pobreza, foi conta das mortes atribuídas ao total fracasso do SUS. E o plano da Dilma de reduzir ainda mais a pobreza vai no mesmo sentido; o SUS é na verdade um sistema de extermínio de pobres. A direita deveria aproveitar a oportunidade e preparar um documentário no estilo de "Como morrer em Oregon"; seria "Como morrer no SUS". Tem que começar a pensar nas próximas eleições presidenciais.

      • qua, 02/11/2011 - 19:34
        ricardo

        caro conterrâneo jacó, esse é o ponto. também tenho dinheiro pra ir a hospital particular. pago um plano de saúde caríssimo, pra ter o melhor. gostaria muito que fosse como na frança, onde o serviço é público e excelente. mas defendo o SUS.

        sabemos que aqui no recife, não há melhor hospital de traumato-ortopedia do que o restauração, hospital público. idem para tratamento de queimados.

        o melhor em cardiologia, daqui, é o osvaldo cruz. público. neonatologia, é o agamenom magalhães, cuja uti neonatal não tem igual no nordeste. mesmo assim, as pessoas pagam plano de saúde e não pensam duas vezes quando é pra esculhambar o SUS.

        a escola que melhor prepara para entrar na faculdade o colégio Aplicação(público).

        educo meus filhos no pressuposto de que exemplo é tudo. porque Lula não pode fazer o mesmo ?

        Dar o exemplo ? Valorizar o SUS ?

        acho isso independente de quem ele seja. não é porque votei nele, sempre, que vou concordar com tudo o que faz. não é automático. aqui e em vários outros sites mais de esquerda, o que lula diz ou faz é dogma. se discordar, adeus…

        estamos perdendo o senso de opinião ? votei nele e tenho que concordar com tudo pra todo o sempre ? não posso ter opinião discordante senão levo pedrada, sou chamado de troll , como esse tal Francisco Niterói fez ?

        fala sério.

        síntese = tese + antítese.

        a unanimidade é burra.

        aqui, opiniões discordantes são bombardeadas. discordou, é automaticamente da direita.

        parece a neocon americana, se discordar é inimigo. não importa o passado, não importa se você é de esquerda desde pequenininho. é política ou religião ?

        democracia admite a possibilidade da opinião diferente, ou não ?

        cordiais saudações
        Ricardo
        Recife.

      • qua, 02/11/2011 - 23:40
        barreto

        Esta discussão não leva a nada.
        Se Lula fosse para um hospital público tomaria a vaga de outro paciente e poderia ser alvo de outras maldades:"iriam dizer que ele tomou a frente de um pobre, que podia pagar pelo tratamento e não o fez, que houve preterição no atendimento, que ele foi melhor tratado que outros, etc, etc, etc.
        Enfim, Lula iria ser defenestrado de toda forma.

    • qua, 02/11/2011 - 13:37
      zeca

      Por que ninguem nunca disse isso a qualquer outro politico antes. Ora por que é o Lula, então pau nele, afinal ninguem investiu tanto no SUS quanto ele. E aquele ministro que se julga o melhor da saude (um tal que da na Serra)?? Pelo que sei só anda no sírio e no einstein, mas ninguem fala para ele ir ao SUS (logo o que se acha o melhor, então o Sus deveria ser ótimo por ele, pela lógica!).
      De qualquer forma o motivo principal, alem do nivel do tratamento no que se refere hotelaria é a privacidade, pois imagine Lula no Incor (que tem o mesmo nivel do Sirio e é do SUS. Fecharia um andar e aí reclamariam que alem de tirar uma vaga de algum necessitado (já que Lula tem plano de saude e nao estaria usando) tiraria de vários outros!
      E a escolha do hospital não foi dada pelo Lula e sim seu médico particular. Lula não sabe aferir qual melhor hospital (assim como quase todos!). Talvez reclamem porque o ex-presidente tenha medico particular (assim como FGH)

    • qua, 02/11/2011 - 13:42
      Francisco Niterói

      Vc pensa que somos idiotas? Ok, vc votou no lula, tolinho , ou seria melhor, TROLLINHO?

      • qua, 02/11/2011 - 17:29
        ivomar

        Pt agora virou religiâo com dogmas, verdades absolutas. Petistas são santos e perfeitos, sem maculas e pecado original. Se fizer uma critica sou; demono-tucano, fake, troll, direitista, conservador, reacionario, talves ate criminoso. Acho que preciso rever meus conceitos sobre alguns blogs.

      • qua, 02/11/2011 - 21:22
        Gersier

        Vc está duplamente errado.Santinhos são demos e tucanóides e seus trol colonistas e nem todo mundo que votou em Lula e na Dilma são petistas,são antes de tudo PATRIOTAS.Entendeu trol?

      • qua, 02/11/2011 - 19:21
        Ricardo

        em primeiro lugar : mantenha o respeito. nem chamarei você de tolo, não preciso. leia os muitos outros comentários que aqui fiz nas diversas intervenções que tenho feito e verá em quem voto, o que defendo. procure qualquer comentário que tiver finalizado com "cordiais saudações Ricardo Recife". tire suas próprias conclusões. sempre posto aqui e no PHA, e assino sempre do mesmo jeito.

        pra seu governo, estive no diretas já. participei da redemocratização do país. fui para as ruas receber, do exílio, o grande Miguel Arraes. Voto no PT desde a época em que era um partido pobre, onde tínhamos lideranças como João Paulo, Fernando Ferro, Paulo Rubem(hoje no PDT) andando em brasílias enferrujadas, caindo aos pedaços. Fiz panfletagem, vesti muitas vezes a famosa camisa vermelha com a estrela, levei empurrão de policial na época da Arena X MDB, quando o PT nem era partido. sempre fui, sempre serei de esquerda. No dia em que o PT mudar de lado(hoje já é centro) , votarei em outros partidos, como o PDT. direita nunca.

        sou eleitor da esquerda desde o tempo em que você ainda sujava fraldas. mantenha o respeito e não inclua uma opinião isenta na vala comum dos comprados do pig. não me misturo a aquela corja.

        o que está me irritando é o radicalismo de alguns. se for com Lula, não se pode dizer nada. qualquer comentário leva bordoadas. não temos centros de excelência no SUS ? então, se trate neles. qual o recado que se dá à população ? faça o que digo, mas não o que faço.

        "se precisar de tratamento, não vá para o SUS. vá para o Sírio." é esse o recado ? não está errado ? Defendo o SUS com unhas e dentes. minha esposa trabalha em hospital público e vejo a luta diária dela pra oferecer um serviço decente num hospital sempre superlotado. é o ÚNICO sistema universal de saúde. porque não valorizá-lo ? Lula, figura emblemática, daria um recado de estadista. não iria para o conforto puro e simples de um hospital pago com hotelaria de 5 estrelas.

        Há muito tempo que defendo que filho de político tem que estudar em escola pública. que político não deveria ter plano de saúde. da noite pro dia, as coisas iam melhorar na saúde e na educação.

        Incluo todos nisso. Lula não é frei damiao, pra estar acima do bem e do mal. votei nele, e voltarei a votar, com os defeitos que tem. bebe, fuma, diz besteira. mas sem ele, estaríamos na mão dos ladrões da direita. estaríamos ferrados.

        seja razoável, seja racional. tire a cor partidária dos comentários. use o cérebro. e analise a idéia na sua essência. leia voltaire.

        Cordiais saudações
        Ricardo
        Recife.

        se fosse no tempo antigo, em que era oposição, lula se internaria no SUS.

        não venha com essa tolice de troll, não pega.

      • qui, 03/11/2011 - 0:49
        Nadja

        Ricardo – Concordo com tudo que você falou mas o que existe nessas postagens não é a intençao de melhorar o SUS com Lula indo pra lá e sim de ridicularizá-lo e ainda assim se ele fosse iriam chamá-lo de populista e aproveitador, era o que iria acontecer. A lucia hic hipolitro hipocrita iria dizer que ele se aproveitava até da doença pra fazer política e ficar nos braços do povo, que ele iria ocupar uma vaga de quem precisa, que ele era tão egoista pra fazer politica que iria tumultuar um hospital público com sua presença (e iria mesmo) ia ter romaria nesses hospital, da imprensa, dos políticos e do povão.

        Até porque Lula poderia ficar em uma maca na esquina que iria ter tratamento de primeira… ele não está acima do bem e do mal mas é muito querido com toooodas as besteiras que ele disse, diz e ainda vai dizer.

        Ei e respeite as brasílias velhas enferrujadas que iam pegar João Paulo e Humberto Costa pra fazer palestras na Politécnica (UPE) que uma delas era minha… se fosse uma bege alabastro(clara) era eu mesma hahahah

      • qui, 03/11/2011 - 18:47
        Ricardo

        uma delas era bege sim :-) lembro de uma verde abacate que era de Pantaleão, e de Humberto costa andando de chevete, branco, bem velho. isso nos idos dos anos 80.

        concordo com o que você disse. sei que a direita usa esse tipo de discurso para achincalhar lula. aliás, qualquer discurso dele é manipulado pelo PIG.

        mas a discussão é válida. pena que um tema importante como esse é distorcido pelo neocon representado pelos Demos e PSDB.

        cordiais saudações, nadja, companheira de luta :-)
        Ricardo
        Recife

  54. qua, 02/11/2011 - 12:28
    Leo

    Se a pessoa tem plano de saúde é claro que ela opta por ele, não é para "atrapalhar" o super lotado SUS e sim por não saber como será o tratamento no sistema público. Mais uma vez o presidente ( votei nele) foi bonzinho com o povo brasileiro abrindo mão do seu direito de ser tratado no SUS. O que me irrita nesta demagogia é a defesa robótica que determinadas pessoas fazem do ex-presidente. Não vejo mal nenhum alguém questionar o ex-presidente pedindo que vá se tratar no SUS, sei que não é hora de tripudiar em cima da saúde do Lula, que foi um bom presidente para o Brasil, mas dizer que o SUS é uma maravilha é não ter noção do que é fazer um tratamento médico nesta repartição, como eu fiz. Há anos me trato pelo SUS não tenho opção, tenho até cartão do mesmo, coisa que a maioria dos que elogiam Sistema sequer sabe que exixte. O SUS é uma grande ideia,mas que não funciona, um dia se funcionar será um exemplo para o mundo.

    • qua, 02/11/2011 - 14:53
      Aline C Pavia

      Leo, acorde, vá no HC da Unicamp ou no Mário Gatti em Campinas, ambos SUS, aí depois vc volta aqui.

      Ou então vá ver como é a saúde nos EUA. Depois volte aqui para nos contar.

      • qua, 02/11/2011 - 16:14
        EUNAOSABIA

        Ele não vai, conta logo pra gente vai rapaz.

      • qua, 02/11/2011 - 19:16
        Hélio Pereira

        Eu não sabia.
        Pelo jeito você nunca soube de nada e faz questão de continuar não sabendo,fazer o que?

      • qui, 03/11/2011 - 8:52
        leandro

        Então quem mora fora de SP tem que ir ai pra ver o sus funcionar? E eu quero que a saúde dos EUA se exploda, pago meus impostos aqui e quero ver a nossa funcionar.

    • qua, 02/11/2011 - 15:54
      Santiago

      Por trás dessa "campanha" idiota há o interesse daqueles que não querem que o SUS funcione. Fazer com que as pessoas acreditem que o SUS não funciona serve apenas aos mercadores da saúde. E dizer que o SUS é boa ideia que não funciona não é apenas ignorância, é cretinice. E se o SUS começasse a barrar o atendimento às pessoas que possuem plano de saúde privado? Aí sim esses imbecis teriam motivo para indignação. Por enquanto, o que resta é dizer-lhes: CALA ESSA BOCA! Porque essa pseudo-campanha está longe de ser um protesto para melhoria do SUS. É pura e simplesmente cretinice terminal.

    • qua, 02/11/2011 - 16:09
      SILOÉ-RJ

      O SUS realmente ainda não é essa maravilha, êle poderia estar muito melhor se a direita raivosa não tivesse vetado a CPMF valor irrisório descontado de todos, só para sair fora do controle fiscal e fazer picuínha com LULA.
      Não dava em 8 anos para recuperar a deteriozação de mais de 50 anos do sistema público de saúde ainda mais com esse corte brutal de verba. Você não concorda???

    • qua, 02/11/2011 - 16:31
      José Silva

      Ele não foi um bom Presidente, ele foi o melhor de todos que já sentaram naquela cadeira.

    • qua, 02/11/2011 - 16:48
      snd

      o lula diz nesse video que falta muito para melhorar a saúde pública, nunca disse que era perfeita, pelo que eu saiba. e como usuário do SUS vc devia se juntar aos movimentos sociais que o defendem, principalmente da privataria. não ter opção não é sinonimo de não lutar por algo melhor. junte-se a nós. http://www.youtube.com/watch?v=Ra5vjf0c_xQ

    • qua, 02/11/2011 - 19:21
      Remindo Sauim

      Como não funciona? O SUS atende os 120 milhões de brasileiros que não tem plano de Saúde. Ou será que baixa o Espirito Santo no Brasil e cuida deles. Não seja tão ignorante, Leo. Com um imposto de 1% sobre movimentação financeira o SUS poderia melhorar mais ainda.

  55. qua, 02/11/2011 - 12:25
    Francisco Niterói

    Uma das funções do jornalismo é criar paradigmas de civilidade, paradigmas estes que irão orientar o público leitor em sua vida social. Tal fato tem sido "esquecido" pela mídia desde que a mesma passou a fazer parte do jogo político. Consequência: parcela de seus leitores não percebem o grau de selvageria que estão praticando. Tem um Post no nassif mostrando jornalistas execrando o comportamento de seus leitores….lá fora. Ou seja, eles limpam a barra deles no exterior e deixam aqui os seus leitores praticando atos que, mais cedo ou mais tarde, só irá envergonhá-los. http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/colunist

  56. qua, 02/11/2011 - 12:16
    Marcelo de Matos

    Sou analfabeto em SUS, como de resto em várias outras coisas. Acho que a crítica do povão ao SUS, porém, tem lá suas razões. Nossa saúde pública não é nenhuma dessas maravilhas, como a privada (convênios) também não o é. Já vi parentes e amigos morrerem em UTIs por conta de bactérias. Alguns morriam de medo de ir para o hospital por causa das tais bactérias. Essa é uma realidade do nosso sistema de saúde – não há como tapar o sol com a peneira. Outro problema grave são os erros médicos mostrados aqui na TV Viomundo. Não dá para sair tecendo loas ao nosso sistema de saúde publico ou “convenial”. Desse último, aliás, sou vítima. Os convênios começam com hospitais muito bons e, depois de conseguirem muitos filiados, acabam ficando somente com os hospitais próprios, de qualidade bem inferior. Ficam no que já chamei aqui (e recebi muitos protestos) de “padrão SUS”. Provocações à parte, diria que o custo/benefício dos convênios é extremamente desvantajoso para os filiados.

  57. qua, 02/11/2011 - 12:15
    Leo

    Se a pessoa tem plano de saúde é claro que ela opta por ele, não é para "atrapalhar" o super lotado SUS e sim por não saber como será o tratamento no sistema público. Mais uma vez o presidente ( votei nele) foi bonzinho com o povo brasileiro abrindo mão do seu direito de ser tratado no SUS. O que me irrita nesta demagogia é a defesa robótica que determinadas pessoas fazem do ex-presidente. Não vejo mal nenhum alguém questionar o ex-presidente pedindo que vá se tratar no SUS, sei que não é hora de tripudiar em cima da saúde do Lula, que foi um bom presidente para o Brasil, mas dizer que o SUS é uma maravilha é não ter noção do que é fazer um tratamento médico nesta repartição, como eu fiz. Há anos me trato pelo SUS não tenho opção, tenho até cartão do mesmo, coisa que a maioria dos que elogiam Sistema sequer sabe que exixte. O SUS é uma grande ideia,mas que não funciona, um dia se funcionar será um exemplo para o mundo.

    • qua, 02/11/2011 - 16:27
      SILOÉ-RJ

      O problema é:
      Onde quer que LULA fosse se trarar, a direita raivosa e o PIG e os manipulados iriam meter o pau de qualquer maneira.
      Com tanto que não interfira no seu processo de cura, podem falar a vontade!!!

  58. qua, 02/11/2011 - 12:11
    Almeida Bispo

    Enfiaram troll em tudo quando foi grupo. Participo de sete, cinco deles foram contaminados com as "espoletas", mensagens sugestivas de "justiça", fáceis de confundir e ao mesmo tempo de se espalhar, afinal de cotas, praticamente inofesivas; só uma opinião "justa". Depois veio a trollagem barra pesada, típica, como sempre caluniosa, infamante.
    Com Justiça partidarizada é complicado se fazer justiça.

  59. qua, 02/11/2011 - 12:03
    Orlando Bernardes

    Não perco o meu precioso tempo com pessoas deste tipo, que fazem comentários como estes.

    Na verdade são uns pobre coitados, miséria humana.

    Lula, o povo brasileiro, aquele que realmente ama o seu país, sabe dar valor à quem o merece. Estarás sempre em nosso coração.

  60. Não é à toa que a direita afunda cada vez mais. O ódio e o complexo de vira-latas são os seus princípios, disfarçados de erudição. A "gente diferenciada" evolui e começa a distinguir os cantos das sereias da direita burra. Fátima Oliveira, parabéns pelo texto! O SUS tem as suas limitações, graves problemas e tudo o mais, mas cidadãos de alguns outros países nem sequer têm direito a atendimento gratuito, tem que tirar tudo do próprio bolso e se não tiverem dinheiro para custear a saúde, morrem à mingua, nem mais cedo nem mais tarde serão atendidos.

  61. qua, 02/11/2011 - 11:49
    EUNAOSABIA

    Hiprocrisia e falácias sem tamanho rapaz….

    Não sentem pena de uma pessoa que escreve isso?

    Meu Deus….

    • qua, 02/11/2011 - 12:15
      Jairo_Beraldo

      EUNAOSABIA, de onde vem todo este ódio que destilas?

      • qua, 02/11/2011 - 16:00
        Marcos C. Campos

        Da Veja, do FSP , do Estadão , da Globo , vem, enfim, do monopólio midiático e outras elites contrárias ao Brasil e ao povo brasileiro.

      • qua, 02/11/2011 - 18:38
        Almeida Bispo

        Pois é! "Ê, ê, ê vida de gado. Povo marcado; povo feliz. "O "admirável gado novo", caro Campos. Manada. Dê-me um comando e faço até o que fizeram os devotos de Jim Jones.

    • qua, 02/11/2011 - 12:23
      El Gordo

      Eu sinto pena de você, Ignorante.

    • qua, 02/11/2011 - 13:07
      Marcos C. Campos

      Tá recebendo quanto ? Paga uma parte pro Azenha de seu salário … afinal …

    • qua, 02/11/2011 - 13:13
      Gerson Carneiro

      Ah, mô fio do jeito que suncê tá só o ôme é que pode te ajudá.

      [youtube StSFv3OSuzk http://www.youtube.com/watch?v=StSFv3OSuzk youtube]

    • qua, 02/11/2011 - 14:09
      João-PR

      Pena é o sentimento que aflora quando leio comentários como seu.
      Você é de uma pequenez que nem todo o dinheiro do mundo resolveria. Nem um tratamento para mudar seu cérebro resolveria.
      Em suma:você é uma besta quadrada, que nasceu se informando pelo JN,cresceu se informando pela Veja, e hoje tem em Reinaldo Azevedo seu maior herói.
      Queria saber qual a sua renda e patrimônio,pois você deve pertencer àqueles que andam de Ferraris no Brasil.
      MAS,sabe o pior,acho que você anda de carro 1.0, e tem síndrome de estocolmo: você ama aqueles que te fo…digo te prejudicam. Cara, vai se tratar,e pode ser em Hospital do SUS, porque não somos preconceituosos como você.

      • qua, 02/11/2011 - 15:58
        Santiago

        O meu sentimento quando leio esse tipo de comentários é o de ……………………… nada. O que você sente quando olha para uma parede vazia? Nada.

  62. qua, 02/11/2011 - 11:48
    Jason_Kay

    "Em 2010, Lula inaugurou uma Unidade de Pronto Atendimento do SUS no Recife dizendo que “ela está tão bem localizada, tão bem estruturada, que dá até vontade de ficar doente para ser atendido”.

    Horas depois, teve uma crise de hipertensão e internou-se num hospital privado."

    • qua, 02/11/2011 - 14:55
      Aline C Pavia

      Jason, vc usa o SUS?
      Eu uso.
      Se o que vc conhece de SUS é o que passa na globo ou folha, coitado de vc.

    • qua, 02/11/2011 - 15:57
      SILOÉ-RJ

      Mentira sua.

      • qua, 02/11/2011 - 19:43
        ricardo

        não é mentira. sou do recife, sou testemunha disso. pegou muito mal por aqui.

        cordiais saudações

        Ricardo
        Recife-Pe.

      • qui, 03/11/2011 - 8:43
        leandro

        Tem no youtube o video do lula falando isso. Só mandar buscar "lula vontade ficar doente"

    • qua, 02/11/2011 - 21:15
      Gersier

      Primeiro é mentira pura,porque quando ele passou mal em Recife ele estava indo para fora do País e o avião da Presidência havia parado em Recife,não para uma inauguração mas sim numa escala técnica,foi aí que os médicos que acompanhava,depois de uma avaliação optaram pela interrrupção da viagem e se fosse verdade, o "horas depois" explica tudo.

      • qui, 03/11/2011 - 8:48
        leandro

        Verdade Basta ver nesse link "http://www.youtube.com/watch?v=Sb2hoU-1AHU". "da vontade de ficar doente para se tratar no sus."

      • sáb, 05/11/2011 - 22:16
        ricardo

        Gersier, fico impressionado como as pessoas tentam negar o óbvio. isso aconteceu SIM. eu sou de recife. acompanhei tudo de perto, tentei ver o presidente e, quem sabe, apertar a sua mão.

        minha esposa trabalha em hospital público daqui, tava na inauguração, o pessoal ficou indignado por ele ter ido ao hospital português, privado, e não ao hospital miguel arraes, público, recém inaugurado, onde ele tinha dito minutos antes que "dava vontade até de ficar doente só pra ser tratado lá" .

        Lula sentiu a pressão alta no carro da comitiva, perto do hospital, não teve nada de parada técnica. quando as pessoas vão ver o óbvio e parar de negar a verdade ? ele inaugurou SIM. não tampe o sol com a peneira. não vou mais postar nada sobre esse assunto, já vi que as pessoas querem se iludir mesmo.

        tem vídeo no youtube, tem informação no google. porque omitir ? apenas assume que pegou mal, e pronto. não tem crime nisso. é questão de opinião apenas. só não dá pra manter a opinião tentando esconder a verdade.

        cordiais saudações
        Ricardo
        Recife

  63. qua, 02/11/2011 - 11:40
    O_Brasileiro

    A "elite" quer sempre dizer que tem algo "melhor", exclusivo deles.
    As calúnias contra o SUS são fruto da arrogância dessas "elites".
    Sem falar que a difamação do SUS tem como beneficiários certos os planos de saúde, e os bancos e seguradoras que os controlam.

    • qua, 02/11/2011 - 12:57
      Lu_Witovisk

      Sabe, O brasileiro, isso é uma grande verdade… quer ver madame roxa de ódio é ver a diarista chegar com a bolsa LV pirata idêntica à sua "original" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Sempre inventam algo "exclusivo" para se sentirem importantes… pobreza demais, dá até pena de gente que faz da aparência e do acúmulo de coisas o sentido da vida.

  64. qua, 02/11/2011 - 11:30
    Gerson Carneiro

    Até a galega Luana Piovani, a fim de sair do ostracismo, embarcou nessa onda de mandar Lula se tratar no SUS. Pois bem, ela está grávida, é uma oportunidade para fazer todo o pré natal no SUS e parir no SUS também. Mas melhor que não o faça, ela deve ter grana para pagar uma maternidade bem cara.

    Ah, e disse também que certa vez deixou de ir a um jantar para não ter que apertar a mão do Lula. Coitado do Lula, Luana Piovani é tão importante.

    Aliás, não sei porquê estou perdendo tempo com alguém que perdeu tempo com Dado Dolabella (e ainda apanhou).

    Xôí percurá algo mais desinteressante pra fazer.

    • qua, 02/11/2011 - 12:12
      Almeida Bispo

      Apanhou, foi? Porque será?

      • qua, 02/11/2011 - 22:30
        Dani

        Porque o cara que bateu nela tem sido um homem violento com praticamente todas as mulheres que teve, conforme divulgado na imprensa em Boletins de Ocorrência. E continua SOLTO! Deveria estar cumprindo prisão, engaiolado.
        Mas ela, Luana, usou a Lei Maria da Penha, conquistada no Governo Lula para preservar a sua vida!!! Ou seja, Luana é uma das milhões de mulheres vítimas de violência doméstica e deveria agradecer a Lula, pois ela deveria saber, pena que não saiba e seja ignorante no assunto também, que a Lei Maria da Penha é o resultado de mais de 30 anos de luta do feminismo brasileiro. E só a conquistamos com Lula presidente, um sinal de sua sensibilidade para com o sofrimento das mulheres. Em suma, Luana Piovani é uma INGRATA, além de analfabeta política. Deveria se envergonhar e pedir desculpas de tanto analfabetismo político

    • qua, 02/11/2011 - 16:44
      SILOÉ-RJ

      A empregada foi tratada aonde quando teve os braços quebrados pelo Dado???
      Foi bem tratada???

  65. qua, 02/11/2011 - 11:16
    Cunha

    Aquele sujeitinho com um vídeo no Youtube parece um skinhead criado pela avó. Vovó achou feio ele raspado ,mas, a truculência é que importa. Depois que mandou o video, vovó Crizelda deu um Toddinho para ele e foram assistir coletâneas das propagandas políticas de Hitler e mais recentes,com "Cerra".

Comentar