VIOMUNDO

Alexandre Tambelli: Por que Aécio é blindado até de denúncias inquestionáveis e nunca investigado?

11 de janeiro de 2016 às 13h12

FHC, Aécio, Marin e Del Nero

POR QUE AÉCIO NEVES NUNCA É INVESTIGADO?

por Alexandre Tambelli, nos comentários

Infelizmente, é preciso dizer que há dois pesos e duas medidas na cobertura da Imprensa brasileira diante de notícias concretas e desabonadoras envolvendo políticos dos mais diversos partidos.

Uma notícia concreta do senador Delcídio Amaral do PT tentando safar seu nome de uma delação premiada na Lava-Jato, querendo subornar o delator vira manchete garrafal de primeira página de todos os jornais e telejornais da grande imprensa capitaneada pela Rede Globo, Folha, Estadão, Revista Veja, etc. . E o senador vai preso em poucas horas.

Várias notícias concretas do senador Aécio Neves do PSDB (Tucano) ficam escondidas em pé de página dos jornais da grande imprensa ou são, simplesmente, ignoradas e não levam sequer a uma abertura de inquérito para apuração delas, como são as delações de Youssef e agora dos 300 mil que teria recebido o senador dito pelo delator Ceará e o senador sequer é afastado de suas funções, jamais cogitasse, e o Judiciário faz de conta que não houve nenhuma notícia concreta.

Por que esta distinção de postura?

Simples a resposta.

Aécio é aliado da grande imprensa capitaneada pela Rede Globo, trabalha ideologicamente para defender os interesses das elites rentistas e os interesses privados da mídia que o defende.

Interesses que se casam: rentismo (mercado financeiro), Rede Globo (maior fortuna do País, avaliada em 26 bilhões de reais) e PSDB (partido que Governa em aliança com estes dois grupos).

É só pensar nas assinaturas milionárias, por parte dos governantes de Estado aliados da grande imprensa, em São Paulo, das revistas: Veja, Época, dos jornais: Estadão e Folha, depois entregues nas escolas e repartições estaduais e associar o fato a uma outra palavrinha: blindagem.

O político aliado da grande imprensa faz uma troca: você me preserva de seu noticiário e eu compro suas publicações, anuncio, quando ocupante de cargo do Executivo, com exclusividade em seus meios de comunicação e eu defendo seus interesses.

Blindado até de denúncias inquestionáveis e com comprovação.

Imaginemos esta situação num País onde bem mais de 80% dos meios de comunicação defendem uma mesma Ideologia e tem como aliado central na Política um partido político chamado PSDB, também conhecido com a alcunha de Tucano.

Há condições de o Judiciário abrir inquérito contra um tucano graúdo como Aécio Neves?

A resposta está aqui.

Várias denúncias sempre arquivadas, porque o membro do Judiciário teme a grande imprensa!

Imaginemos o Poder de assassinar sua reputação que há na simples ação de mandar apurar uma denúncia contra Aécio Neves?

A insegurança jurídica é enorme.

Dar uma sentença em favor de uma condenação a Aécio Neves, o candidato com mais votos da Elite rentista e dos meios de comunicação hegemônicos?

O Brasil não deveria ser refém dos meios de comunicação hegemônicos.

Infelizmente, é.

E isto é prejudicial à nossa Democracia e à Justiça.

Por isto que se torna necessário uma quebra do monopólio da informação e comunicação, hoje, nas mãos de não mais que 10 famílias no Brasil e que professam uma mesma ideologia da qual Aécio Neves é figura central da engrenagem ideológica (modelo de sociedade e economia) que querem impor ao País.

Somente realizando uma Democratização dos meios de comunicação, para retirar estes monopólios, para impedir a propriedade cruzada (que é a presença de jornal, rádio e TV de uma mesma empresa numa mesma cidade – por exemplo: TV Globo, O Globo e rádio CBN e rádio Globo – na cidade do Rio de Janeiro) garantiremos mais Democracia na Imprensa e no Judiciário.

Imaginemos uma cidade onde toda a informação que a população recebe está nas mãos de um único grupo de comunicação? Ele faz o que bem entender certo? Denuncia quem quer, noticia o que quer, até pode blindar acusações concretas contra si (contra o detentor – dono – da propriedade cruzada).

A propriedade cruzada é proibida nas democracias mais avançadas do Mundo. Nos Estados Unidos não existe propriedade cruzada dos meios de comunicação. É considerada uma ameaça à Democracia.

Imaginemos o quão ditatorial é a voz única de um meio de comunicação.

Dois pontos adviriam da Democratização dos Meios de Comunicação:

1) O equilíbrio do noticiário com várias vozes e ideologias, o que daria força (respaldo) para o Judiciário fazer o seu papel sem medo de ter o Magistrado um assassinato de sua reputação e por buscar tornar a Justiça um local de igualdade, onde todos possam ser denunciados, investigados e punidos se comprovada a denúncia.

Afinal, a voz única da grande imprensa se transformaria em muitas vozes.

E a tentativa de assassinato de reputação de um Magistrado, Político ou qualquer cidadão seria bem menor, quase inexistente, pois, outros meios de comunicação dariam voz ao acusado para se defender, expor sua opinião aos fatos relatados. E o cuidado com a informação precisa seria valorizado.

Imaginemos um meio de comunicação ser desmascarado por mentiras constantes. Ele não resistiria por muito tempo, certo?

Haveria opinião pública plural e não opinião publicada e população refém dela.

E adviria:

2) A condição de existir o contraditório, ou seja, todas as vozes da sociedade com direito a falar e ter opinião e esta fala e opinião chegar aos nossos ouvidos.

E no caso das denúncias, via Imprensa, contra um Político, tanto do PT como do PSDB existiria a chance de defesa do acusado, de se ouvir a sua voz na imprensa em situação de igualdade e de formarmos uma opinião pública plural e crítica, capaz de nos levar a um entendimento mais completo dos fatos denunciados e chegarmos a um juízo de valor próprio.

Jamais assistiríamos a esta situação, onde políticos do PT são condenados: previamente, em manchetes garrafais com ou sem comprovação dos fatos noticiados, via meios de comunicação hegemônicos, sem sequer terem o direito de defesa da acusação imputada a eles, de expor sua versão aos fatos e a esta situação, onde, políticos do PSDB, como o senador Aécio Neves, viram nota de rodapé nos jornais, revistas e telejornais, quando aparece uma denúncia contra eles e se dão os microfones e as páginas impressas da grande imprensa para a sua defesa de imediato e eles dizerem sempre as mesmas versões em relação à denúncia:

É mentira do delator. (Quando o delator fala do PT é tudo verdade)

Tudo não passa de desvio de foco da Lava-Jato.

Denúncia fabricada por petistas para esconder a corrupção do PT, já comprovada como sendo a maior de todas as corrupções.

Etc.

Para terminar.

Pensemos juntos!

Como um Juiz pode se sentir seguro de ir contra os meios de comunicação hegemônicos capitaneados pela Rede Globo & Cia., se estes querem impor uma decisão judicial que seja a mais benéfica para eles e seus aliados na economia e na política e contra seus adversários na Política?

No mensalão do PT, a opinião publicada teve tanta força de atuação, que José Dirceu foi condenado sem provas concretas, importaram até a teoria do domínio do  fato: utilizada apenas para condenação de crimes de guerra (os generais de Hitler), os generais da antiga Alemanha Oriental e de ditadores como Alberto Fujimori do Peru, o que não era o caso, aqui.

A teoria do domínio do fato foi criada, lá na Alemanha pós Segunda Guerra Mundial para se chegar aos mandantes dos crimes de guerra, afinal, de maneira bem simplória, o soldado (comandado) é quem atira, mas quem manda atirar são os generais; no Peru, quem mandou matar opositores à Fujimori foi o próprio Ditador.

O Poder da opinião publicada dos mais de 80% de meios de comunicação hegemônicos e pedindo a condenação dos petistas 24 horas por dia, que acabou transposta para o brasileiro comum, contribuiu, decisivamente, para que houvesse condenação de José Dirceu sem provas concretas.

24 horas de noticiário, sem contraditório, sem ouvir a voz e defesa dos acusados e dos seus defensores pela condenação, nos mais de 80% de meios de comunicação hegemônicos da grande imprensa capitaneados pela Rede Globo & Cia., não poderiam dar outro resultado:

A condenação.

O que resultou na célebre frase da Ministra Rosa Weber do STF:

Não há provas contra Dirceu, mas vou condenar José Dirceu porque a Literatura Jurídica me permite.

Imaginemos o medo da magistrada de ir contra a opinião publicada que se misturou com a opinião pública?

Por que foi possível esta célebre frase?

A resposta fica para cada um dar. Faça uma reflexão própria. Sem intermediação de ninguém.

Leia também:

Izaías Almada: Trinta e seis horas no Facebook 

 

25 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Urbano

15/01/2016 - 15h27

Em cada das imagens se tem sempre, ou quase sempre, uma primorosa tertúlia…

Responder

Benedito 17

15/01/2016 - 11h39

Vai levar 1000 anos para mudar isso, essa é uma herança maldita em toda América Latina construida pela religião, é bem mais acentuada em países onde a Igreja anda de mãos dadas com a maçonaria. Duas justiças andando em paralelo, é só observar a questão agrária nunca se mexeu no latifúndio, com os grandes proprietários de terras, as leis são formuladas para protegê los, terras produtivas na mão de poucos usadas para a pecuária, enquanto o agricultor é empurrando para ser mendigo nos grandes centros, tudo isso com as bênçãos da santa madre igreja apostolica,maçônica, e está tudo na mais perfeita ordem.

Responder

Davi Zocoli

15/01/2016 - 10h27

Fico feliz em ver tantos comentários lúcidos nesta importante questão. Parabéns au autor pela forma de colocar o assunto. O que me preocupa é que nossos comentários parecem uma conversa entre amigos… Ainda precisamos de um meio de comunicação de massa para defender nossa versão dos fatos. Qual seria a solução? Imagino muitas coisas possíveis… uma cooperativa de jornalistas, uma cooperativa de artistas que tal alguem “alugar um canal” ou fazer um acordão para realmente combater a Globo, com competência. O povo já detesta a Globo mas ainda assiste por que não tem o que fazer e eles pintam a pílula bem doradinha. Algúem que seja empreendedor e corajoso pode começar a vencer essa batalha.

Responder

wladimir teixeira

13/01/2016 - 08h59

Aécio é MAÇON , e os maçons ocupam postos chave na república – nos três poderes. Por isso , só uma revolução francesa no Brasil derrubará a plutocracia encrustrada desde a proclamação da república – golpe militar dado por MAÇONS em 1889.

Responder

Edivaldo

13/01/2016 - 01h41

Os bandidos do psdb nunca serão preso, pois tem cobertura os ilustrissimos, e assim caminha a humanidade.

Responder

Carlos Martins

12/01/2016 - 15h40

O problema maior é o povo, a fobia pt nos cega diante da corrupção de outros, vejo um empenho enorme em falar da prisão de lula, mas nada e absolutamente nada contra os demais que com certeza ganha o próximo governo, todos horrorizados por escândalos de 80bi e não se lembram do Banestado e FHC que foram 400bi somente este escândalo, corrupção só existe para povo burro que quer a cabeça de 1 e não quer acabar com outros, kd panelaço contra todos outros escândalos, cade panelaço contra Aécio e PSDB , povo que cai na conversa da mídia e não quer o país limpo, em minha juventude de militância todos me chamavam de idiota , que ia dar em nada, estes mesmos críticos hj vão em panelaço contra Dilma e nem sabem pq e ainda falam que foi maior roubo do país, en suma foi grande, mas não o maior e se o menor merece impeachment o maior deveria merecer pena de morte, pena se fosse assim acabaria o PSDB e democratas , PMDB então seria pulverizado

Responder

José Gaspar Araújo

12/01/2016 - 15h20

Ridículo só tem defensores públicos do PT não acredito que estes ministros do STf são todos partidários do PSDb se quase todos foram colocados pelo pt

Responder

Daniel Quirino Oliveira

12/01/2016 - 12h54

Concordo que a imprensa precisa ser democratizada e acabar com monopólio absurdo que existe hoje. Mas magistrado tem estabilidade do emprego não deveria se sujeitar a medinhos da imprensa. A mesma estabilidade que os permite decidir a abobrinha que for (o que acontece com freqüência), os permite decidir contra a imprensa. Então se decidem mal, ou tem rabo preso ou deveriam sair. Se não suporta o fardo, saia de onde está. Mas ninguém quer perder uma boquinha de R$30.000,00 líquido por mês, 6 horas de trabalho por dia, 3 meses de férias, recessos, etc. Então ficam onde estão, mandando e usando desculpinha para fugir da sua responsabilidade. Bando de safados. Para mim, o problema maior não é a imprensa mas sim um judiciário corrupto e podre até a raiz.

Usar a imprensa vendida como escudo é muito fácil. Um erro não justifica o outro. Mas é fácil entender porque o judiciário é tão sujo. Basta ver os cursos de direito. A maioria dos profissionais que se formam não tem um pingo de decência. Apenas querem se dar bem. OAB é outra escória. Esperar o que…

Responder

derli souza

12/01/2016 - 11h45

Não foi a Min Carmem Lucia que reproduziu este voto (elaborado pelo Moro)?

Responder

Walter

12/01/2016 - 10h38

No Brasil a justiça tem dono e bico.os jornalista são fantoche, sabem das coisas e se calam como empregados não divulgam ,como brasileiros péssimos,os que denunciam os aecios da vida mandam embora ,ninguém do meio protestam.

Responder

Frâncico de Assis da silva

12/01/2016 - 10h20

Essa raça chamada PSDB jamais voltarão ao poder no Brasil pois se o Brasil hoje passa por dificuldade e por causa deles esse chera pó chamado Aécio neves filho de papai da ditadura não sabe o que e trabalho sempre comeu e chegou as custa do erário público portanto enquanto existir gente que tem um pouco de dignidade no nosso Brasil esse lixo não ganha.

Responder

Jair Teixeira

12/01/2016 - 08h26

Amigo esse texto seu não procedi, ele é vergonhoso. Sérgio Moro responde suas indignaçães.

Responder

lulipe

11/01/2016 - 18h41

Os que criticam essa suposta “parcialidade” da mídia não o fazem em favor de uma democratização da mídia, mas, sim, por uma imensa dor de cotovelo de não ser o PT o “escolhido” pelos meios de comunicação, caso contrário, estariam todos aqui enaltecendo a Globo e seus congêneres….Hipocrisia pouca é bobagem!!!

Responder

    Rita

    11/01/2016 - 20h21

    Perdão, mas globo apoiou a ditadura. Foi crada para este fim. Quem conhece globo não a compra. Jamais! Se globo enaltecesse PT, algo estaria errado. Não há desculpas. Não há lero-lero. Preto no branco: #globolixo

    Mauricio Gomes

    11/01/2016 - 20h28

    Não mesmo seu cara de pau, até porque boçais como você têm espaço aqui e em outros blogs progressistas para escrever suas bobagens e os blogueiros frequentemente criticam o governo e o PT. Seja honesto e tente avaliar o espaço dado aos pensamentos contrários à grande mídia e verá que praticamente inexistem.

    Ze Neto

    12/01/2016 - 22h41

    Há um erro de concepção nesse raciocínio. Não há possibilidade de um veículo que defende o neo-liberalismo, a desregulamentação em todos os níveis, escolher um partido que, notadamente, governa na contramão desse pensamento. Todo o ódio irracional contra o PT não é pela corrupção, mas pela perda de alguns poucos privilégios de uma classe econômica dominante e pela ampliação dos direitos de uma camada que antes se sujeitava a ser explorada em troca de um prato de comida.
    O pensamento da direita sobre ser uma “pessoa de bem” passa por dar bom dia ao porteiro, desde que ele jamais deixe de ser porteiro para servir aos “bacanas”.

Jotage

11/01/2016 - 16h29

Com a denúncia da compra pela Petrobrás de uma empresa argentina e o pagamento a FHC de 100 mi, entende-se a prisão de Delcidio, que estava armando-se para evitar a própria prisão.
A finalidade da prisão de Delcidio e apreensão de documentos, entre os quais a delação de Cerveró (completa) acabaria sendo utilizada pelo mesmo.
Não fosse a estupidez de Delcidio, juntando provas contra o PSDB e mostrando a corrupção na lava jato, ele estaria livre, leve solto.

Responder

Urbano

11/01/2016 - 16h18

Desde o surgimento dos escroques fascistas do pig que o Brasil vem sendo imprensado…

Responder

FrancoAtirador

11/01/2016 - 15h40

.
.
A Mídia Jabáculê é Paga para produzir Consensos em favor dos Patrocinadores.
.
É assim que se materializa a Hegemonia do Capitalista sobre @ Trabalhador(a).
.
.

Responder

Márcio Gaspar

11/01/2016 - 15h07

Pois é. É só ver quem é que consegue alcançar os cargos públicos no Brasil, quem é que passa nos concursos públicos para MP, PF, TJs, TFs, TCU, TCs. Qual classe social e qual o seu pensamento, qual a sua forma de enxerga o Brasil, quem molda a sua forma de pensar e enxergar o outro(pobres e pretos)? As respostas estão nas estatísticas sociais. Esses cargos que exercem poder deveriam representar na sua composição o que realmente é a sociedade brasileira, mas a composição de quem preenche esses cargos são pessoas que vem de famílias de alta renda, e agem em defesa do corporativismo de classe, mesmo sem saber que assim o fazem. Nem mesmo o congresso consegue representar em sua composição os interesses da sociedade de forma proporcional nas suas diferenciações, assim fica difícil imaginar o mesmo para os cargos no poder judiciário no Brasil. Nunca se viu no Brasil um complô da PF, MP e PIG usando uma estrutura de poder para aniquilar um partido e todo um conjunto de perspectivas de avanços sociais, nos limites do que esse partido poderia implantar, que o PT representa. A aniquilação não é só do PT, é a aniquilação da políticas sociais no Brasil. O Estado Policial já se instalou, agora falta pouco para se consolidar.

Responder

    Benedito 17

    15/01/2016 - 11h54

    Márcio Gaspar, e os autos funcionários que nao provém das elites, sao recrutados pela maçonaria para servir aos interesses escusos, um grande exemplo é o ministro Joaquim Barbosa, filho de mãe lavadeira estudou se formou a duras penas, foi recrutado, sofreu uma lavagem cerebral de estrema direita e foi dançar a música “companheiro” tocada pela sinfônica templários.

italo

11/01/2016 - 13h24

O PIG já ensinou que aparelhamento do Estado é coisa do PT, assim como a corrupção depois de 2500 operações da PF. A corrupção não é uma velha senhora que não perdoa ninguém, é só uma criança.

Responder

Deixe uma resposta