VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas
Cartas de Minas

Neurocirurgião, sobre AVC de ex-primeira dama: “Tem que romper no procedimento. E o capeta abraça ela”

02 de fevereiro de 2017 às 17h36

Captura de Tela 2017-02-02 às 17.34.27Médica do Sírio compartilhou dados sigilosos do diagnóstico de Marisa

Mensagem viralizou no Whatsapp e motivou manifestações de ódio entre médicos

POR THIAGO HERDY, em O Globo

SÃO PAULO — Uma médica do Hospital Sírio-Libanês compartilhou com terceiros informações sigilosas do diagnóstico da ex-primeira-dama Marisa Letícia, horas depois de sua internação, há dez dias.

Médica reumatologista, Gabriela Munhoz, de 31 anos, enviou mensagens a um grupo de Whatsapp de antigos colegas de faculdade, confirmando que dona Marisa estava no pronto-socorro com diagnóstico de Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico de nível 4 na escala Fisher — considerado um dos mais graves — prestes a ser levada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

De acordo com o Código de Ética Médica, profissionais de saúde não podem permitir o acesso de terceiros a prontuários de pacientes.

A mensagem foi compartilhada no grupo intitulado “MED IX”, numa referência à turma de formandos em Medicina de 2009 na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, e se espalhou em outros grupos de Whatsapp.

O boletim médico divulgado horas depois pelo hospital faz referência à hemorragia cerebral por ruptura de um aneurisma, mas não dava detalhes técnicos a respeito da gravidade do diagnóstico.

Desde o dia 24, dona Marisa está em tratamento na UTI. Nesta quarta-feira, houve uma piora em seu estado de saúde e exames apontaram que ela não tem mais fluxo cerebral. A família autorizou a doação de seus órgãos.

No dia de sua internação, um médico que atua fora do Sírio Libanês foi o primeiro a enviar informações sobre o diagnóstico de dona Marisa no grupo “MED IX”. Pedro Paulo de Souza Filho postou imagens de uma tomografia atribuída a dona Marisa Letícia, acompanhada de detalhes que foram confirmados, em seguida, por Gabriela.

Os dados foram compartilhados por Pedro Paulo a partir de um outro grupo de médicos, intitulado “PS Engenho 3”, e atribuídos ao cardiologista Ademar Poltronieri Filho.

A colegas, Gabriela alegou ter confirmado informações já divulgadas na mídia, em grupo restrito de médicos de sua confiança. Ela lamentou que tenham sido compartilhadas com outros grupos e disse não ter tido contato pessoal com o prontuário. Localizada pelo GLOBO, ela não quis se manifestar.

Em nota, a direção do Sírio-Libanês informou ter “uma política rígida relacionada à privacidade de pacientes” e repudiou a quebra do sigilo de pacientes por profissionais de saúde.

“Por não permitir esse tipo de atitude entre seus colaboradores, a instituição tomou as medidas disciplinares cabíveis em relação à médica, assim que teve conhecimento da troca de mensagens”, escreveu a assessoria da instituição, depois de ser procurada pelo jornal.

MENSAGENS DE ÓDIO

Em postagem publicada no mesmo grupo, um colega de Gabriela, o médico residente em urologia Michael Hennich, brincou quando ela disse que dona Marisa não tinha sido levada, ainda, para a UTI: “Ainda bem!”. Gabriela respondeu com risadas.

Com registro de residente no Hospital Evangélico de Curitiba, no Paraná, Michael disse ao GLOBO que não ironizou a gravidade da saúde de dona Marisa, mas se referiu a um erro do corretor ortográfico do telefone da colega, que trocou UTI por URO:

— Eu disse ainda bem que ela não foi para a URO (urologia). Motivo: teria ido por engano para a especialidade errada. Não falei UTI — afirmou o médico, que preferiu não comentar a quebra de sigilo do diagnóstico.

Outro médico do grupo, o neurocirurgião Richam Faissal Ellakkis, também comentou o quadro de dona Marisa:

“Esses fdp vão embolizar ainda por cima”, escreveu, em referência ao procedimento de provocar o fechamento de um vaso sanguíneo para diminuir o fluxo de sangue em determinado local. “Tem que romper no procedimento. Daí já abre pupila. E o capeta abraça ela”, escreveu Ellakkis, que presta serviços no hospital da Unimed São Roque, no interior de São Paulo, e em outras unidades de saúde da capital paulista.

O GLOBO deixou recados em telefones, e-mails e local de trabalho de Ellakkis, Poltronieri e Pedro Paulo, mas eles não retornaram os contatos.

O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) já investiga o vazamento de imagem de um exame de tomografia da mesma paciente, realizado logo após o AVC, divulgado em redes sociais nos últimos dias.

Em nota divulgada na última segunda-feira, o conselho informou que “o compromisso e a ética ante a saúde de cada um dos cidadãos colocam-se, sem distinções de qualquer natureza, sempre acima de interesses que não sejam fiéis à dignidade inviolável da pessoa doente junto aos seus entes queridos”.

O Hospital Sírio-Libanês argumenta que a tomografia não foi realizada em sua unidade, por isso não teria partido do hospital. Na ocasião, divulgou nota afirmando que “zela pela privacidade de seus pacientes”.

Leia também:

Mário Magalhães: Marisa ofendeu o espírito da casa grande

 

69 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Flavio Wittlin

03/02/2017 - 22h08

PITACO SOBRE O NEUROAÇOUGUEIRO RICHAM FAISSAL E ASSEMELHADXS

Penso que é oportuno reportar-me ao “Ciência Assassina” de Benno Müller-Hill, o geneticista alemão, que
desconstruiu qualquer veleidade de
endeusar a figura dx médicx. Na prática, em termos concretos, a ética delxs não difere nada dos demais humanos. Ela é permeada pelos mesmos valores ideológicos (visão de mundo) de respeito/desrespeito à
diversidade, tolerância e dignidade humana. Benno documentou a afinidade avassaladoramente
majoritária dxs médicxs germânicos da época com a visão de mundo e práticas
nazis de extermínio em escala industrial de judeus, povos eslavos, ciganos, homossexuais, comunistas, social-democratas resistentes e doentes mentais. Para xs doutorxs daquelas bandas não poderia haver
excitação maior do que atuarem como (pretensos) semi-deusxs com (real) poder de vida ou morte sobre os milhões de seres amontoados nos campos.
A boçalidade dos seus colegas brasileiros na atualidade — destaque para o neuroaçougueiro Richam Faissal, que recomendou “romper no procedimento” —, não é genuína nem chega perto das atrocidades praticadas de verdade por seus ancestrais nazis, mas guarda com elas sem dúvida uma grande afinidade ideológica em matéria de brutalidade, ódio e desumanização em estado puro.

Responder

Adilson

03/02/2017 - 17h15

Alguém poderia me dizer qual a diferença entre esses médicos bandidos e os médicos Roger Abdelmassih e Hosmany Ramos?

Responder

FrancoAtirador

03/02/2017 - 16h40

.
.
https://pbs.twimg.com/media/C3sUwtJUEAE7xsa.jpg
.
.

Responder

FrancoAtirador

03/02/2017 - 15h45

.
.
A Globo só publicou essa matéria, porque é sobre o ‘Sírio-Libanês’.

Fosse sobre o ‘Israelita’, os Marinho não deixariam vir a público.
.
.

Responder

FrancoAtirador

03/02/2017 - 14h05

.
.
Esperando o dia que a Globo vai Publicar
o que dizem em Grupos de UátzÁpi
– e “Seitas Secretas” no Feicibuquistão –
Juízes, Promotores, Policiais, Jornalistas,
Procuradores da Ré-Pública …
.
.

Responder

Morvan

03/02/2017 - 10h48

Bom dia.

Médica “Jekill And Hide” já “papocou” do Sírio-Libanês. Queremos saber também do “…o capeta abraça ela…” (Sic! Umas aulinhas de português lhe cairiam bem, mesmo que não resolvesse, claro, o problema de caráter):
Médica do Sírio-Libanês É Demitida Após Compartilhar Diagnóstico de D. Marisa

Saudações “#ForaTemerGolpsista; Eleger Lula, para trazer o país para onde devemos estar. Reformas Política e do Midiaciário são indispensáveis“,

Responder

Luiz Carlos P. Oliveira

03/02/2017 - 10h05

ARI: eu não comparei esses médicos crápulas aos cubanos para não suscitar o ódio dos coxinhas. Conheço várias pessoas que me relataram consultas que fizeram com os cubanos e a certeza é uma só: eles são exageradamente HUMANOS, atenciosos e competentes. Talvez a convivência com eles possa tornar nossos médicos um pouco mais humanistas.

Responder

Daniel

03/02/2017 - 09h09

É esse ESGOTO de gente que têm por missão zelar pela saúde no país?

Responder

Belmiro Machado Filho

03/02/2017 - 09h01

A justiça só começará a ser feita quando esses CANALHAS começarem a ser pagos na mesma moeda. A interpretação é livre.

Responder

Osvaldo Bezerra

03/02/2017 - 07h28

Dona Marisa está em paz. O que me atormenta é esses bandidos atenderem pessoas comuns do Povo (nossos familiares). Quem garante a necessária isenção de animo? Os CRMs?… Estamos caminhando para uma ruptura social de consequências inimagináveis.

Responder

Adilson

03/02/2017 - 05h55

Se o hospital preza pela privacidade dos seus pacientes deve de emediato demitir essa médica coxinha. Já o Conselho Regional de Medicina deve cassar o diploma dessa delinquente.

Responder

Cleber

03/02/2017 - 04h19

Esse Michael Hennich trabalha no Hospital Evangélico de Curitiba, aquela que a chefa resolvia fazer uma limpa na UTI… Teve escola o fascista!

Responder

CLAUCOM

03/02/2017 - 01h49

ELLAKKIS, o Capeta é você.

Responder

Nelson

03/02/2017 - 01h46

Amigo. Quando vejo essa do tal neurocirurgião e outras que advogados, arquitetos, engenheiros, juízes e procuradores têm aprontado nesses últimos anos em nosso país, me obrigo a voltar a questionar aquela tese, sempre martelada, de que só a educação salva o Brasil.

Afinal, não se trata do cidadão aquele que fica ali na esquina vendendo churros ou pipoca e que, por não ter conseguido estudar mais que uns poucos anos em sua vida de muito trabalho e privações, não tem – a princípio, veja bem – a capacidade intelectual para entender as coisas.

Grande parte dos que estão dizendo e cometendo essas barbaridades todas são cidadãos e cidadãs educados, que tiveram acesso a um curso superior, muitos a uma pós-graduação, a um mestrado ou até mesmo doutorado.

De outra parte, olhemos para os que estão nos governos. Também a esmagadora maioria deles é feita de educados. E o que é que estão a fazer senão destruir o futuro de 180 milhões de brasileiros para garantir lucros fartos por muito tempo para um pequeno grupo de já milionários ou mesmo bilionários? Isto sem falar nos governos de outras partes do planeta.

Diante de um quadro desses, só nos resta rezarmos bastante para que o Criador tenha misericórdia de nós.

Responder

Abelardo Babooosa

03/02/2017 - 00h30

O país está morrendo a cada dia.

Estão nos enterrando vivos e nos martirizando sem qualquer expectativa de uma redenção.

Éramos uma democracia.

Gente insana e irresponsável e criminosa tirou nossa liberdade, nossa auto estima, nossa segurança institucional.

Regrediremos mais e mais, ordeiramente.

O Gigante dorme, nada esplendidamente.

Responder

Mariana

02/02/2017 - 23h28

Medidas disciplinares cabíveis? Demissão? Menos que isso mostra que não é verdade a afirmação que o hospital preza pela privacidade de seus pacientes..

Responder

    Abelardo Babooosa

    03/02/2017 - 00h35

    BO neles.
    Esperar conselho profissional resolver pode demorar anos, sem punição.
    Bota esses sádicos coxinhas no xilindro, que é pra eles aprenderem a respeitar gente honesta, seja político ou do povo.
    Tem que ter mesmo muito mais energia pra gente voltar a acreditar no mínimo do mínimo,coisa que este país está perdendo a cada dia.

Marat

02/02/2017 - 23h13

O comportamento criminoso de muitos juízes falastrões, delegados histriônicos, jornalistas embusteiros e a ignorância crônica de um povo que prefere novelas da Rede Globo a bons livros, resultou nisso: Um país de idiotas inúteis, que só pensa em dinheiro e age, via de regra, movido pelo ódio e pelo fanatismo religioso.

Responder

DOMINGOS

02/02/2017 - 23h10

NO SITE DO CFM, CRM-SP, CRM-PR TEM OS DADOS E FOTOS DE GRANDE PARTE DESTAS PÚSTULAS QUE ADOECEM A MEDICINA. NENHUMA DESTAS ESPECIALIDADES CITADAS É REGISTRADAS PORTANTO ELES NÃO PODEM ANUNCIÁ-LAS. E O TAL PEDRO PAULO NEM CONSTA DOS REGISTROS REGULARES DO CFM – CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA.
O CÓDIGO DE ÉTICA TAMBÉM SE ENCONTRA NO SITE DO CFM E ELES INCORRERAM EM NO MÍNIMO UMAS 10 INFRAÇÕES AO MESMO.
COM A PALAVRA OS CONSELHOS DE MEDICINA
https://portal.cfm.org.br/index.php?medicosNome=&medicosUF=&medicosCRM=&medicosSituacao=&medicosTipoInscricao=&medicosEspecialidade=&medicosAreaAtuacao=&captcha=&buscaEfetuada=true&option=com_medicos#buscaMedicos

http://www.cremesp.org.br/?siteAcao=GuiaMedico&pesquisa=proc

http://www.crmpr.org.br/Busca+Profissional+10+88.shtml

Responder

Marat

02/02/2017 - 23h09

Muitos desses imbecis confundem Hipócrates com hipócritas!

Responder

Marat

02/02/2017 - 23h02

E são esses vermes que, teoricamente (e quando não estão bêbados…) têm por função cuidar da saúde alheia!

Responder

Giovane Tasssar

02/02/2017 - 22h55

Se estes hipócritas e inescrupulosos, que devem ter comprado o diploma na net, fazem isso de divulgar laudos médico no whatsap, imagino que estão fazendo com todos os seus cliente. Então, se vc é cliente de um deles, sai fora antes que seja tarde.

Responder

FATOR A

02/02/2017 - 22h54

AZENHA SE QUISER PUBLICAR FIQUE A VONTADE.

ABRAÇOS.

FALO DO TEXTO SOBRE A MORTE DE DONA MARISA.

Responder

    Conceição Lemes

    02/02/2017 - 22h58

    Já está publicado, FatorA. Só um pedido: nos próximos comentários, letras minúsculas. abs e obrigada

Luiz Carlos P. Oliveira

02/02/2017 - 22h50

Será que um médico do SUS teria um comportamento desses? Duvido muito.
Mas no Sírio Libanês? E atentem bem para o nome do médico. É de origem árabe. Desqualifica o nome do hospital.

Responder

    Adriano Fiorini

    03/02/2017 - 10h02

    Porra cara falar que arabe desqualifica o hospital você é muito nojento tanto quanto o medico

FATOR A

02/02/2017 - 22h50

SOBRE A MORTE DE DONA MARISA E OS DE UM NEURÔNIO SÓ QUE COMEMORARAM SUA MORTE.

É INCRÍVEL QUE EXISTA PESSOAS DESSA NATUREZA E PIOR MUITOS ATÉ QUE FALAM EM NOME DE DEUS TEM CORAGEM DE TER ESSE TIPO DE ATITUDE. EU NÃO MORRO DE AMORES PELOS FHCS, AÉCIOS, CERRAS E POR AÍ VAI, MAS JAMAIS CHEGARIA AO PONTO DE DESEJAR A MORTE DESSAS PESSOAS, ISSO É DE UMA BAIXEZA SEM TAMANHO. E MUITOS DESSES IMBECIS QUE TÊM UM NEURÔNIO SÓ, PENSAM SER SUPERIORES. TEMOS QUE TER PENA DESSE TIPO DE GENTE E TORCER QUE UM DIA ACORDEM DA SUA IMBECILIDADE.

Responder

    Marat

    02/02/2017 - 23h04

    Conheço muitos fanatizados de certas religiões capitalistas que apregoam uma coisa e fazem outra completamente diferente. Essa escumalha ajudou e muito no golpe de estado!

    Nilson Macedo

    02/02/2017 - 23h11

    A Humanidade é desumana…!!!!!

Maria Francisca da Silva santos

02/02/2017 - 22h48

Assassinos!! Vermes, pessoas desumanas, bus seus diplomas devem ser caçados! Coxinhas assassinos!

Responder

Luiz Carlos P. Oliveira

02/02/2017 - 22h23

Esses canalhas fizeram o juramento de Hipócrates. Mas, asnos como são, acreditam que juraram ser HIPÓCRITAS.

Responder

Luiz Carlos P. Oliveira

02/02/2017 - 22h10

Esses lixos são médicos. Mas o que os faz tão desgraçadamente desumanos é o fato de serem coxinhas. Essa raça não sabe o que é caridade, o que é bondade, o que é humanidade. Possuem o ego maior que o próprio corpo, além de serem movidos pelo ódio. Espero que o Conselho de Medicina e os próprios hospitais em que esses crápulas trabalham os demitam sumariamente. Não posso nem chamá-los de animais, pois estaria ofendendo os animais, que são melhores do que gente dessa espécie. Ao se manifestarem, mostraram e provaram toda a sujeira do caráter que possuem. Lamentável, são monstros travestidos de gente (e da pior estirpe).

Responder

Nico

02/02/2017 - 22h09

Esse médico de nome Pedro Paulo de Souza Filho, é de Tietê – SP, ou seja é da terra de Michel Temer, precisa dizer mais alguma coisa?

Responder

    Nelson

    03/02/2017 - 01h56

    Meu caro Nico. Permita-me discordar do teu comentário. Penso que a generalização é um dos piores pecados que cometemos.

    Não conheço a cidade e nem sei em que região de São Paulo está localizada. Contudo, tenho certeza que, assim como pariu coisas ruins como o Temer e esse que diz ser médico, Tietê também deve ter dado ao mundo gente de primeiro naipe. É assim em qualquer lugar.

Mineiro

02/02/2017 - 21h50

é ou não é um estado facista essa República de bananas chamado Brasil Sil sil sil sil. Depois ainda dizem que os médicos nazista não criou discípulos quer prova maior do essa? Sempre achei que existe gente lixo ,mas esses daí ultrapassou todas as expectativas. As saudações deles é hai Hitler.

Responder

ANAC

02/02/2017 - 21h47

Canalhas, canalhas canalhas. Lixos

Responder

JoãoP

02/02/2017 - 21h41

Esses miquinhos amestrados do PIG pensam que são membros da Casa Grande. Quanta desumanidade!

Responder

José Max

02/02/2017 - 21h30

Paraná de novo, ai ai.

Onde os proto-fascistinhas são radicalizados.

Responder

    Maria serafina

    05/02/2017 - 16h47

    Infelizmente é do PARANÁ mesmo. Este estado tem um governador Beto Richa que copia todas as mazelas do Alckmin e faz igual aqui. Os dois são do PSDB. Aqui a população é burra, sem educação e se acham porque sao do Sul e “O SUL É MEU PAIS”. Na verdade a ignorância reina nesta república de Curitiba e eles se acham elite e se orgulham disso. Aqui há ódio e discriminação. Por isso Moro, Richa, Dallagnol, a mulher do hospital evangélico que escolhia quem matar na UTI e esse mediquinho proliferam aqui. Eu sou do Paraná nas me envergonho muito deste povo. PS: guardem este nome: BETO RICHA, é um canalha daqui que posa de estadista na Globo e seu sonho é ser Presidente. Na verdade o Brasil fica pior do que tá se isso acontecer.

    Maria serafina

    05/02/2017 - 16h49

    Infelizmente é do PARANÁ mesmo. Este estado tem um governador Beto Richa que copia todas as mazelas do Alckmin e faz igual aqui. Os dois são do PSDB. Aqui a população é burra, sem educação e se acham porque sao do Sul e “O SUL É MEU PAIS”. Na verdade a ignorância reina nesta república de Curitiba e eles se acham elite, e se orgulham disso. Aqui há ódio e discriminação. Por isso Moro, Richa, Dallagnol, a mulher do hospital evangélico que escolhia quem matar na UTI e esse mediquinho proliferam aqui. Eu sou do Paraná mas me envergonho muito deste povo. PS: guardem este nome: BETO RICHA, é um canalha daqui que posa de estadista na Globo e seu sonho é ser Presidente. Na verdade o Brasil fica pior do que tá se isso acontecer.

Edson

02/02/2017 - 21h26

CANALHAS! CANALHAS! CANALHAS!
CARNISEIROS DA MEDICINA!
ABUTRES!
ESCÓRIA DA SOCIEDADE!

Responder

Paulo

02/02/2017 - 21h03

Foi por isso que Fidel Castro mandou para o Paredon essa corja podre dessa elite corrupta. Tem que cassar o diploma dessas merdas travestidos de médicos.

Responder

Bacellar

02/02/2017 - 20h57

Não dá nem pra chamar de lixo pq lixo pode-se reciclar…

Responder

    Nelson

    03/02/2017 - 01h28

    É, meu caro Bacellar. Você me faz lembrar daquela piada. Chama o padre para ver se ainda consegue salvar a alma, porque o corpo de um sujeito desse tipo já está podre, não presta mais.

Hamilton Mendes

02/02/2017 - 20h54

Esses médicos deveriam ter seu retrato espalhado pelos quatro cantos do País sob a pecha de curandeiros já que não respeitam os preceitos da profissão que abraçaram.

Responder

Dirceu Manica

02/02/2017 - 20h42

Lamentável se não fosse tão desumano. O nome dele será conhecido de todos. A pior forma de ficar conhecido. Parabéns elite burra é prepotente.

Responder

Fátima

02/02/2017 - 20h00

Uma simples busca no Google em relação ao nome desse médico canalha trouxe uma lista de processos. Não entendo muito dessa área. Será que algum advogado poderia ajudar a entender esses processos?

Andamento do Processo n. 0013119-79.2016.8.26.0224 – Procedimento do Juizado Especial Cível – 10/05/2016 do TJSP

: Richam Faissal El Hossain Ellakkis VARA:2ª VARA DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL Guarulhos Cível 9ª Vara Cível Relação dos Feitos Cíveis Distribuídos às Varas do Foro de Guarulhos em 26/04/2016…
Leiam 0 Comentários 0
Resultados da busca Jusbrasil para “Richam Faissal El Hossain Ellakkis”
DOEMS 24/05/2013 – Pág. 112 – Suplemento I – Diário Oficial do Estado do Mato Grosso do Sul

ABT1106 RICHAM FAISSAL EL HOSSAIN ELLAKKIS 309 2009 2009 APD6406 DOUGLAS FRANCELLO RODRIGUES 309

Diário • Diário Oficial do Estado do Mato Grosso do Su..
DOSP 15/03/2016 – Pág. 159 – Jucesp – Diário Oficial do Estado de São Paulo

DE: LANCHONETES, CASAS DE CHÁ, DE SUCOS E SIMILARES. NIRE – 35130681562 – RICHAM FAISSAL EL HOSSAIN ELLAKKIS

Diário • Diário Oficial do Estado de São Paulo
DOSP 15/03/2016 – Pág. 29 – Jucesp – Diário Oficial do Estado de São Paulo

.801.114/16-0 -RICHAM FAISSAL EL HOSSAIN ELLAKKIS SERVICOS MEDICOS – Registro da Declaração

Diário • Diário Oficial do Estado de São Paulo
DOEMS 16/09/2011 – Pág. 12 – Suplemento I – Diário Oficial do Estado do Mato Grosso do Sul

RICARDO ZAMBONI BENETI 25 2007 2007 797028951 RICARDO ZORTEA 25 2007 2007 798195207 RICHAM FAISSAL EL… HOSSAIN ELLAKKIS 21 2007 2007 797917970 RICHARD DE JESUS PEREIRA 25 2007 2007 797756531 RICHARD

Diário • Diário Oficial do Estado do Mato Grosso do Su..
DOU 04/12/2009 – Pág. 155 – Seção 3 – Diário Oficial da União

FAISSAL EL HOSSAIN ELLAKKIS 00004439 VALBER THADEU DO VALE VITORINO 00000502 GUSTAVO PASSOS NOGUEIRA… RIOJA ROSAS 00001227 ROMAO PRECIOSO SILVA 00001532 PRISCILA MARIA MENEZES UCHOA 00005092 RICHAM

Diário • Diário Oficial da União
DJSP 10/05/2016 – Pág. 3237 – Judicial – 1ª Instância – Interior – Parte I – Diário de Justiça do Estado de São Paulo

DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL REQTE : Djalma Aleixo de Luna REQDO : Richam Faissal El Hossain Ellakkis VARA:2

Diário • Diário de Justiça do Estado de São Paulo
DJSP 12/12/2013 – Pág. 1555 – Judicial – 1ª Instância – Interior – Parte II – Diário de Justiça do Estado de São Paulo

: 241072/SP – Renato Cesar Souza Coletta REQDO : RICHAM FAISSAL EL HOSSAIN ELLAKKI VARA:3ª VARA

Diário • Diário de Justiça do Estado de São Paulo
DJSP 07/05/2014 – Pág. 1439 – Judicial – 1ª Instância – Interior – Parte II – Diário de Justiça do Estado de São Paulo

– Indenização por Dano Moral – ANA CARLA MUNIZ -RICHAM FAISSAL EL HOSSAIN ELLAKKI – – HOSPITAL AUSTA CENTRO

Diário • Diário de Justiça do Estado de São Paulo

Responder

Helio Barboza

02/02/2017 - 19h56

Nossa indignação deve ser expressada através de uma ação popular – petição online – contra esse crápula. Por favor, alguém ai pode dar início e colocar na Rede?? Serão, certamente, centenas de milhões de brasileiros a assinar para defenestrar esse sujeito e seu diploma.

Responder

    A. Cargnelutti

    02/02/2017 - 22h55

    Isso aí.. H Barboza…
    Muitos deles do Mto Grosso do Sul, filhos de latifundários, assim como muitos latifundários grileiros de terras indígenas….e muitos desses médicos certamente fizeram medicina nas universidades públicas, ou seja…..nós pagamos os estudos desses vagabundos ….que tudo tem, nada lhes falta…. párias dessa pseudo elite atrasada e burra…
    Esses não podem exercer uma profissão tão importante…diria altruísta, mas isso não passa nem de perto desses nossos médicos, (deveriam aprender com os médicos cubanos)…sobretudo destes com uma postura anti-ética e imoral como essas……..

Josefernandes

02/02/2017 - 19h27

Um País de hipocrisia,esperar o que dessa gente sórdida,… que pena que existe médicos dessa natureza.ele vai pagar é caro, muito caro.

Responder

CaRLoS

02/02/2017 - 19h16

Este sim é o verdadeiro ser diabólico. Um ser sem compaixão. Não é dona Marisa que se encontrará com o “coisa ruim”.

Responder

Eliane

02/02/2017 - 19h12

Estas pessoas não sao dignas da profissao,nao são gente. Aliás nao mrecem trabalhar em um hospital que preze o respeito e a dignidafe humana.

Responder

Vagner José de Almeida

02/02/2017 - 19h05

Nada escapa do lado podre do ser humano. Quando ele resolve se manifestar, a pessoa não resiste e perde totalmente a noção. Esses prestadores de serviço não têm noção do valor e da qualidade desse maravilhoso hospital, internacionalmente reconhecido pela sua excelência! Pena que essa qualidade, não seja suficiente para mitigar o lado doentio de alguns empregados dessa excelente instituição! Triste ter acontecido com alguém de conhecimento público, porque o hospital acabou sendo envolvido de forma mais rápida e fácil. Lamentável.
Parece que o único ponto digno de nota, além da qualidade desse hospital, parece ser a constatação de que as pessoas mais simples, criadas possivelmente com menos recursos, mas talvez com mais valores como honestidade, por exemplo! Infelizmente o maior ódio está com as pessoas que ao menos se acham mais ricas e com mais alta auto estima! Só que não, né?

Responder

Gersier

02/02/2017 - 18h46

“…Praticarei a minha profissão com CONSCIÊNCIA E DIGNIDADE.
A saúde dos meus pacientes será a minha primeira preocupação.
RESPEITAREI OS SEGREDOS A MIM CONFIADOS.
Manterei, a todo custo, no máximo possível, a honra e a tradição da profissão
médica.
NÃO permitirei que concepções religiosas, nacionais, raciais, PARTIDÁRIAS ou sociais intervenham entre meu dever e meus pacientes.
Manterei o mais alto respeito pela vida humana, desde sua concepção. Mesmo sob ameaça, não usarei meu conhecimento médico em princípios contrários às leis da natureza.
Faço estas promessas, solene e livremente, PELA MINHA PRÓPRIA HONRA.”
Foi esse o JURAMENTO que esses cretinos fizeram. Como se vê a primeira coisa que eles desprezam é a HONRA.
Se vivessemos num País com P maiúsculo e não numa republiqueta bananal de quinta categoria, esses crápulas que desonram o juramento feito quando de suas graduações, perderiam os seus diplomas, responderiam por suas cretinices e veriam o sol nascer quadrado por um bom tempo. Meu desprezo total a esses nojentos sem um mínimo de ética profissional. Repito o dito pelo Requião: canalhas e sem um mínimo de escrúpulos.

Responder

    ari

    02/02/2017 - 22h03

    Meu pai morreu em 1968. Ele era médico, Apenas para ilustrar sua maneira de ser: uma noite, por volta de 1 hora, bateram a nossa porta. Era um homem que vinha buscar ajuda para sua mulher com dificuldades para parir. Chovia muito. Meu pai trocou de roupa e enfrentou uma viagem de 1 hora. Viagem a cavalo, diga-se bem.
    Como toda profissão, medicina virou negócio. Com pé machucado, procurei o médico no hospital local. Além da radiografia, deu instruções ao enfermeiro para aplicar-me uma injeção. Perguntei-lhe (ao enfermeiro) para que aquela injeção. Para dor, respondeu ele. Eu não tinha dores e o médico também não me questionou a respeito
    Minha ex-mulher morreu de câncer em 2014. Minha filha precisou ajoelhar-se diante da medica que a atendia para dar-lhe algo que minorasse seu sofrimento. Não, não estou criticando o SUS. Sou um grande admirador do serviço, mesmo com suas falhas. Mas canalhas existem em toda parte.
    Consultei-me com médicos cubanos. Gente como a gente, atenciosos, efetivamente preocupados com o paciente. Depois de conhecê-los, você não quer nem ouvir falar dos passadores de receita de antigamente.

    Gersier

    03/02/2017 - 11h22

    Ari, lembro da minha infância quando minha genitora colocava nesse mundo mais um rebento e era atendida por um médico ja falecido e que era muito querido por todos pela sua maneira simples de ser. Educado, tratava com dedicação seus pacientes. Existia um tal de “resguardo”,em que as mulheres que ganhavam seus bebes, ficavam dias deitadas e comendo somente frango e outras comidas leves. Tenho na minha lembrança a imagem desse Dr. com “D” maiúsculo, à beira do fogão de lenha, com um prato na mão pegando o ensopado de frango pra ele e brincando comigo. Já adulto e morando em outra cidade, fui visita-lo uma vez e falei pra ele sobre a “imagem”. Ao agradece-lo por tudo que ele fez, ganhei um forte abraço que jamais esquecerei. Infelizmente esse tipo de médico, como o foi também o seu pai, estão se tornando raridade.

1Maria Libia

02/02/2017 - 18h31

Mafia de branco assassina.

Responder

Pedro Florêncio

02/02/2017 - 18h14

O que esperar da casta? Não a toa eram maioria no partido nazista.

Responder

    Gersier

    02/02/2017 - 22h24

    Se acham casta, mas na realidade tipos como esses fazem parte da desprezivel RALÉ humana. Diploma de terceiro grau nunca foi e nunca será garantia de que o dono do nome nele escrito, tenha caráter, DIGNIDADE.

JULIO CEZAR DE OLIVEIRA

02/02/2017 - 18h10

acho que quando um individuo desses,fala uma coisa dessas,está tentando aparecer em cima da desgraça dos outros,deve ser uma cara tão insignificante que nunca teve atenção de ninguém,então é preciso um momento como este para se tornar notado.No mais,a história de lula e Marisa foi uma história de luta,companheirismo e muito amor. Não devemos considerar opiniões de pessoas rancorosas com sigo mesmo,mal amadas e sem um pingo de sentimentos.

Responder

02/02/2017 - 18h00

Esses lixos são médicos? Espero que o fim desses lixos sejam o pior possível! Podre dos pés a cabeça, vomitanto e evacuando sangue podre, urrando de dor, e que seus médicos sejam igualzinhos a eles!

Responder

    Gersier

    02/02/2017 - 22h48

    Na minha cidade, um desses cretinos que trabalhava na emergência de um grande hospital. um dia foi chamado para socorrer uma senhora que acabara de ser atropelada na porta do hospital. Estava asistindo um programa na Tv e continuou a faze-lo mesmo sendo avisado por um dos enfermeiros sobre a gravidade dos ferimentos da senhora. Diante da teimosia do enfermeiro que continuava a “incomoda-lo”, resolveu olhar a paciente. Descobriu tardiamente que era sua mãe que estava indo visita-lo. Pagou caro por ter desprezado o juramento que fizera.
    Claro que não devemos generalizar porque no meio dessa escória existem os que realmente são profissionais e se preocupam em atender bem os pacientes. Infelizmente esses estão se tornando exceções.

Henrique R

02/02/2017 - 17h55

O ódio a uma pessoa íntegra que lutou muito pelo Brasil ao lado de seu marido é um problema mal resolvido e uma caracteristica sociopata.

Se alguèm acredita ou não, a pessoa que vai responder por tudo o que fez , bom ou ruim, – enquanto viva ou morta – é somente ela.

O sentimento de ódio é de uma alma infeliz – e muito infeliz.

Atrás de algo bom só vem algo bom. Imagine o que vem atrás do ódio a uma pessoa exemplar que já faleceu!?

Quem vai ter paz sentindo ódio de alguém!?

Reflitam em suas atitudes – saia desta miséria cerebral!

Quando forem à missa, cultos, pregações, etc…, por favor, que seja realmente em nome da família e dos bons costumes.

Responder

abolicionista

02/02/2017 - 17h52

“Neurocirurgião” só não, gente, coloca o nome completo do pilantra no título. Escrevam “O neurocirurgião o Richam Faissal Ellakkis”. Esse cara merece um esculacho, canalha.

Responder

    Vanilse Jesus

    02/02/2017 - 21h35

    Será esse um componente do EI?

João Paulo Ferreira de Assis

02/02/2017 - 17h46

É preciso divulgar os nomes desses médicos para tirar-lhes a clientela. Tipo: ”se você é petista não consulte com o médico tal, pois você não sabe se ele vai aproveitar o ensejo para cometer um erro ”involuntário” e te matar.

Responder

Deixe uma resposta