VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas
Cartas de Minas

#changebrazil: Dono de rede de escolas promoveu marca na TV

25 de junho de 2013 às 12h58

por Luiz Carlos Azenha

Reproduzo, abaixo, informações que me foram repassadas pelos leitores, nos comentários ou no Facebook.

A marca #changebrazil apareceu na tela de um jogo entre Fluminense e Orlando City Soccer Club, de Orlando, na Flórida, na SporTV, segundo um leitor (partida disputada em 22.06.2013):

Havia uma placa no estádio, para onde os jogadores do time brasileiro correram depois de um gol:

O dono do clube da Flórida é um milionário brasileiro apresentado no site do Orlando City Soccer Club como terceiro maior acionista da Abril Educação e dono da rede de escolas de inglês Wise Up:

A Wise Up é uma das patrocinadoras da Copa das Confederações e da Copa do Mundo.

O anúncio do contrato com a FIFA foi feito no mesmo dia do contrato da Globo Marcas.

A colocação das placas no estádio foi assumida pelo dono da Wise Up, em um perfil no Facebook:

O que nos leva a perguntar: como o #changebrazil pode falar mal do Brasil no Exterior, como no vídeo de um professor de inglês, postado no You Tube em 14.06.2013 e que teve centenas de milhares de acessos?

Como não há qualquer prova — pelo menos ainda — de conexão entre o milionário brasileiro e o professor de inglês autor do vídeo, fica o registro de pelo menos uma incoerência: detonar o Brasil no mundo não é a melhor forma de promover a Copa do Mundo de 2014, certo?

Aliás, o professor de inglês insiste que seu vídeo teve caráter pessoal.

Irônico é notar que a Caixa Econômica Federal é uma das patrocinadoras das transmissões da SporTV onde o #changebrazil foi promovido.

Leia também:

#changebrazil: “Sujar o governo brasileiro no mundo”

O aviso de incêndio soou: A esquerda diante do “gigante verde-amarelo”

Passe Livre diz ao Planalto que mobilidade urbana é direito, não mercadoria

Marcio Sotelo e Patrick Mariano: A hora de discutir o papel da PM é agora

Cebes e Abrasco apontam à Dilma os caminhos para a saúde

 

81 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

William Blum, que viu os golpes por dentro: “Fiquem de olho no dinheiro”

04/07/2013 - 13h23

[…] Por enquanto, não há qualquer indício de ação externa nas manifestações brasileiras, embora — estranhamente — brasileiros tenham tomado a iniciativa de denunciar o Brasil, em vídeo…. […]

Responder

waldileia de moura braatz santos

02/07/2013 - 20h29

Sempre as publicidades erradas, conheço o Flavio do Rio de Janeiro, da Rua Buenos Ayres, e não é bem o que saiu na reportagem, é bem diferente mesmo a história, sem falar do ex-socio, das marketeiras vendem o que não cumpreem, Ana Laura. As pessoas só sobem mesmo de maneira duvidosa, seja passando rasteira em sócio, vendendo cursos que não cumpre o que promete, mas o que vale, parece que é a mercadologia, vamos ganhar dinheiro…
E por este tipo de coisas que os brasileiros estão saindo á rua, chega de ganhar dinheiro com corrupção, seja de que nivel for..

Responder

Gringo: Pelé colocou chapéu de Carmem Miranda no Cristo? - Viomundo - O que você não vê na mídia

30/06/2013 - 14h32

[…] #changebrazil: Baseado na Flórida, dono de escolas de inglês promoveu a marca na SporTV […]

Responder

William Blum, ex-diplomata dos Estados Unidos: "Fiquem de olho no dinheiro" - Viomundo - O que você não vê na mídia

30/06/2013 - 13h18

[…] #changebrazil: Baseado na Flórida, dono de escolas de inglês promoveu a marca na SporTV […]

Responder

Márcio Gaspar

28/06/2013 - 00h50

Provavelmente #changebrazil entrará num episódio dos Simpsons:

A notícia foi divulgada pela Fox Channel, no último dia 25, por meio de uma nota oficial. Nela consta que o criador do desenho Os Simpsons, Matt Groening, estaria sensibilizado com a atual situação dos protestos no Brasil, período em que o povo resolveu ir às ruas reivindicar seus direitos contra o governo atual. Não precisamos entrar em detalhes nesse sentido, mas o que importa é que Groening resolveu dar o seu apoio ao nosso país, numa espécie de homenagem em um dos novos episódios da nova temporada.

http://www.osnavegadores.com.br/episodio-da-nova-temporada-de-os-simpsons-fara-homenagem-ao-changebrazil/

Responder

Marcelo Moraes

27/06/2013 - 14h32

E o cara é diretamente ligado a Editora Abril!!!
Precisa dizer mais alguma coisa?

Responder

    eduardo

    27/06/2013 - 21h10

    ROBERTO CIVITA MORREU, MAS COMO SEU CORPO ERA HABITADO POR MUITOS ESPIRITOS, ESTES ACABAM TOMANDO O CORPO DE OTÁRIOS E SAEM POR AI FALANDO ABOBRINHAS. É “ENCOSTO” MINHA GENTE.

FrancoAtirador

27/06/2013 - 03h55

.
.
O dia que o jornalismo investigativo da Veja
descobriu mar em Belo Horizonte, MG

Por Conceição Oliveira, no Maria Frô

O perfil Reacionário fez o primeiro print

Achei que era piada do Sensacionalista ou do DiarioPernambucano, porque sei que a Veja é a Veja, mas até para a Veja achei que havia limites, fui lá conferi e compartilhei:

Daí fui fazer uma brincadeira com meu amigo Pablo Villaça e descubro que a Veja deletou o post, já que não conseguia mais postar no compartilhamento no Facebook. Cliquei no link original do perfil da Veja e ela havia deletado da conta.

Os governos paulistas compram esta revista para as escolas da rede do Estado.
Tempos atrás uma das apostilas distribuídas peal Secretaria de Educação do Estado de São Paulo trazia uma mapa da América Latina com 2 Paraguais…

… talvez os elaboradores tenham aprendido Geografia com a Veja ou seria os repórteres de Veja que aprenderam Geografia nas escolas estaduais de São Paulo que usam Veja como material didático?

A Revista Veja fotografa mar em Belo Horizonte, é comprada por Alckmin para as escolas do estado de SP, é arduamente defendida pelos nossos representantes: (http://mariafro.com/2011/12/14/o-tucano-floriano-pesaro-veja-e-jornalismo-carta-capital-e-lixo)

e recebeu só em 2012 400 milhões da SECOM.

Será que a turma do #changeBrazil sabe disso?

http://mariafro.com/2013/06/26/o-dia-que-o-jornalismo-investigativo-da-veja-descobriu-mar-em-belo-horizonte-mg

Responder

Messias Franca de Macedo

26/06/2013 - 19h48

[DA SÉRIE ‘O MUNDO PODE ACABAR’! (Risos) SEN-SA-CI.O-NAL! SENSACIONAL…]

###############################

O dia que o jornalismo investigativo da Veja descobriu mar em Belo Horizonte, MG

O perfil Reacionário fez o primeiro print.
Achei que era piada do Sensacionalista ou do DiarioPernambucano, porque sei que a Veja é a Veja, mas até para a Veja achei que havia limites, fui lá conferi e compartilhei: Daí fui fazer uma brincadeira com meu amigo Pablo Villaça e descubro que a Veja deletou o post, já que não conseguia mais postar no compartilhamento que fiz direto do perfil da revista no Facebook: Cliquei no link original do perfil da Veja e ela havia deletado da conta: Os governos paulistas compram esta revista para as escolas da rede do Estado. Tempos atrás uma das apostilas distribuídas peal Secretaria de Educação do Estado de São Paulo trazia uma mapa da América Latina com 2 Paraguais… … talvez os elaboradores tenham aprendido Geografia com a Veja ou seria os repórteres de Veja que aprenderam Geografia nas escolas estaduais de São Paulo que usam Veja como material didático? A Revista Veja fotografa mar em Belo Horizonte, é comprada por Alckmin para as escolas do estado de SP, é arduamente defendida pelos nossos representantes :http://mariafro.com/2011/12/14/o-tucano-floriano-pesaro-veja-e-jornalismo-carta-capital-e-lixo/ e recebeu só em 2012 400 milhões da SECOM. Será que a turma do #changeBrazil sabe disso?

FONTE: http://mariafro.com/2013/06/26/o-dia-que-o-jornalismo-investigativo-da-veja-descobriu-mar-em-belo-horizonte-mg/comment-page-1/#comment-61979

Responder

    Messias Franca de Macedo

    26/06/2013 - 19h52

    … LÁ VEM O MATUTO ‘BANANIENSE’ COM ‘O DIÁRIO DO MENTIRÃO E DE OUTRAS MENTIRAS’ NAS MÃOS [‘SUJAS'(!)]!…

    … [Mais um] ‘Boimate’, hein?!…

    … Ah! Esse PIG!…

    … Lá isso é jornalismo?! Lá isso é oposição, sô?!…

    República Desses Bananas da [eterna] OPOSIÇÃO AO BRASIL!
    Bahia, Feira de Santana
    Messias Franca de Macedo

Messias Franca de Macedo

26/06/2013 - 19h24

Subprocuradora recebeu propina, diz Protógenes

Em palestra, deputado acusa Cláudia Sampaio de receber dinheiro de Daniel Dantas e levanta suspeitas sobre o marido dela, Roberto Gurgel

O deputado federal Protógenes Queiroz (PC do B-SP) acusou a subprocuradora-geral da República Cláudia Sampaio de ter recebido R$ 280 mil do banqueiro Daniel Dantas, do Banco Opportunity. Protógenes sugeriu que o dinheiro teria sido dado para que ela emitisse parecer ao Supremo Tribunal Federal favorável à quebra de seu sigilo telefônico, fiscal e bancário. Ele disse ainda que Dantas teria oferecido dinheiro ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, marido de Cláudia.

Protógenes Queiroz comandou a Operação Satiagraha, em 2008
Protógenes fez as acusações no dia 9 de maio durante uma palestra na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subseção de São Caetano do Sul, cidade da Grande São Paulo. Tema do encontro era “Os bastidores da Operação Satiagraha”. Ele afirmou também que Dantas, a quem chamou de “banqueiro bandido”, ofereceu US$ 20 milhões a um delegado da Polícia Federal e a cinco policiais, mas não citou nomes nem o motivo da oferta.

A Satiagraha é um capítulo emblemático da história recente da Polícia Federal. Protógenes, então delegado, comandou a operação em 8 julho de 2008, que culminou com a prisão de Dantas. O banqueiro foi colocado em liberdade em menos de 24 horas por ordem do ministro do Supremo Gilmar Mendes.
(…)

29 de maio de 2013 | 0h 38

Por Fausto Macedo, com colaboração de Ricardo Chapola

http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,subprocuradora-recebeu-propina-diz-protogenes-,1036616,0.htm

Responder

Messias Franca de Macedo

26/06/2013 - 19h06

[AINDA SOBRE ‘ESTRANHAS CONEXÕES’!]

GURGEL: PRISÃO DE DONADON É EXEMPLO PARA MENSALEIROS

STF determina prisão de deputado Natan Donadon (PMDB-RO) depois de julgar recursos da defesa; procurador-geral da República aproveita a deixa para cobrar igual medida para condenados na Ação Penal 470; a diferença é que recursos dos réus do chamado ‘mensalão’ ainda não foram julgados, mas para Roberto Gurgel isso parece ser um mero detalhe; cadeia já, manifesta ele, como se estivesse nas ruas
26 DE JUNHO DE 2013 ÀS 13:47
Jorge Wamburg
Repórter da Agência Brasil

LÁ VEM O MATUTO COM ‘O DIÁRIO DO MENTIRÃO & DE OUTRAS MENTIRAS’ NAS MÃOS [‘SUJAS’]!

… Esse Robert(o) Gurgel é um indivíduo torpe, um ser abjeto, asqueroso, desprezível!… “Um reles prevaricador covarde”, segundo o senador Fernando Collor de Mello, da tribuna do Senado Federal… Não é à toa que ele e a esposa “ocultaram” por – longevos – 02 anos o processo contra a máfia Cachoeira/DEMÓstenes/Marconi ‘Periggo’/Policarpo “da [delinquente] revista ‘veja’”!…

NOTA ACAUTELATÓRIA: com a revelação do MENTIRÃO, está mais fácil o aposentado Robert(o) Gurgel vestir o pijama de bolinhas “vendo o Sol nascer quadrado” (sic)!… Sem contar com os anos de cadeia devido à prevaricação em relação à *operação Satiagraha, Daniel Dantas “livre, leve, solto” – e dando ‘pitacos’ ao Judiciário do Gilmar Mendes! (idem sic)…
*operação Satiagraha da Polícia Federal

República Desses Bananas da [eterna] OPOSIÇÃO AO BRASIL E AO POVO BRASILEIRO, MENTEcapta, golpista/terrorista de meia tigela!… ‘O cheiro dos cavalos ao do povo!’
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Marcos F Lima

26/06/2013 - 15h39

“o professor de inglês insiste que seu vídeo teve caráter pessoal.”

Professor!!!!!!!!!!!! Se fosse pertencente a uma das minorias, já estaria preso e escrachado.

E as autoridades insistem em que?

Em nada.

Responder

FrancoAtirador

26/06/2013 - 14h56

.
.
“Hoje eu tive uma longa conversa com o vice-presidente de um grande banco internacional no Brasil ao lado de 2 de seus principais executivos. Numa outra reunião, conversei com o presidente de um mega grupo de comunicação.
O que os dois tem em comum comigo e com cada um que estará nas ruas hoje?”

Flávio Augusto
Geração de Valor

(https://www.facebook.com/photo.php?fbid=495672843845668&set=a.128321133914176.33759.112820708797552&type=1&theater)

Responder

Bacellar

26/06/2013 - 13h45

Legitimo “turn-can complex” hahaha.

São os que acreditam no nosso “Subdestino Manifesto” a la FH…

Responder

    Mário SF Alves

    28/06/2013 - 01h04

    Irretocável, prezado Bacellar. Irretocável.

Regina Braga

26/06/2013 - 11h20

Até a BBC reconheceu que o movimento no Brazil é igual aos dos americano.Ministro Turco tbém…grupinho de imperialistas só sabem usar e manipular os jovens.Grupo Abril de novo?Pensei que o Caneta estava sem carga depois que o Cachoeira foi denunciado,pelo excesso de grampos?Mas e os grampos de Sampa e do contrato do Cerra…sei lá,tudo o que suja tem a mão da abril e do bolinha.

Responder

leia

26/06/2013 - 09h52

Segunda-feira, 24 de Junho de 2013
Militante de extrema direita se diz arrependido e denuncia esquema de manipulação das passeatas – denúncia é investigada
Da Redação

Conexão Jornalismo acaba de receber o que seria o relato de um “integralista arrependido” que, diante da sucessão de violência de ativismo golpista deflagrado pelas manifestações, na qual seu grupo e outros mais estariam infiltrados, teria decidido denunciar e se afastar. Identificado como “Marcio Hiroshi”, o homem de 43 anos divulga também fotografias de encontros dos Integralistas e fala sobre os planos para afastar partidos de esquerda dos movimentos e provocar o caos. Diz ainda que policiais ajudariam o grupo e que alguns seguidores receberiam dinheiro para difundir as idéias no Facebook.

Conexão Jornalismo encaminhou as denúncias para as autoridades do Estado a fim de que possam ser apuradas e dadas a ela o caminho necessário para seu esclarecimento. O papel de informar e zelar pela boa política e a plena democracia é uma preocupação constante de Conexão Jornalismo.

Conexão Jornalismo encaminhou também para a Polícia Militar do Rio de Janeiro o link com as denúncias contra os ditos “Integralistas” por conta da referência a um suposto envolvimento de policiais militares do Serviço Reservado no movimento que é ilegal.

Uma cópia do material foi encaminhada, entre outros, para o gabinete do deputado Estadual Marcelo Freixo (Psol). Leia na íntegra a carta.

dowload dos arquivos (corre risco de ser apagado em breve)

perfil do integralista arrependido

post com o relato original

perfil do chefe

ESTOU DENUNCIANDO!
URGENTE – LEIAM TODOS – O BRASIL CORRE RISCO!
Meu nome é Márcio Hiroshi. Sou membro do Movimento Integralista há 5 anos.

Sempre acreditei no Integralismo como forma de mudar o país. Mas o que venho narrar aqui me fez refletir e romper com o Movimento.

Desde que as manifestações começaram temos nos reunido todos os domingos para traçar rumos de ação de nosso movimento. A ação é pautada em TUMULTUAR, EXPULSAR OS PARTIDOS DE ESQUERDA E ACABAR COM AS PASSEATAS PROMOVENDO A DESORDEM. Por que isso? Para acabar com as mobilizações dirigidas pela esquerda.

Neste último domingo, as posições definidas pelo grupo me fizeram sair e denunciar o que está havendo. Como prova da veracidade dos fatos estou divulgando fotos e nomes de meus comandantes
1 – Os integralistas estão desde os primeiros dias nas passeatas.
2 – A linha de atuação do grupo é TUDO PELO BRASIL, retirar as bandeiras dos partidos de esquerda e prevalecer a do Brasil.
3 – Nas manifestações gritar SEM PARTIDO e expulsar os partidos de esquerda.
4 – Há um núcleo político e um núcleo de ação.
5 – O núcleo político inicia a agitação e o núcleo de ação intervêm batendo nos militantes.
6 – Há o movimento fortemente organizado em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, BH e outras cidades.
7 – O objetivo é acabar com as passeatas, sempre tumultuando.
8 – Nas reuniões somos ajudados por pessoas do serviço reservado da PM e por dirigentes do PSDB, DEM e outros deputados e vereadores (depois direi nomes e fotos). Estes partidos nos financiam.
9 – Em São Paulo os carecas de SP e Carecas do ABC são pagos para nos ajudar a bater e a gerar grande desordem. Eles são do núcleo de ação. De início eu participei ativamente do núcleo de agitação. Estava em São Paulo (onde moro) e todos íamos sempre para outras cidades, pois as datas não eram conflitantes.

O que me fez sair do grupo? As ações previstas agora estavam sendo muito violentas, onde teve gente que que quebraram o braço, machucaram bastante. Meu chefe de agitação é Marcelo Coradassi Eiras. Ele aparece nas fotos à direita, onde estamos em Anauê. Em breve irei revelar mais nomes e endereços de todos.

Estou publicando as fotos de nossa reunião ocorrida sábado e domingo em SP e Rio. No domingo, na parte da manhã fomos bater fotos no Viaduto do Chá. Nas fotos estão apenas o núcleo de agitação. O núcleo de ação está atrás de quem tira a foto, pois não queríamos que os carecas aparecessem.
Nas passeatas o núcleo de ação está sempre com a máscara do mascarado do filme V, o anonymous. Nosso grupo tem influência em diversas páginas do Facebook, incluindo esse, onde revelarei todas em breve.

Também falarei de nosso financiamento e de quem recebe dinheiro, pessoas, páginas do Facebook, etc.
Em breve mais informações, pois quero que todos divulguem ao máximo o que está ocorrendo. Neste momento sou jurado de morte e não sei o que fazer para me proteger. Tenho 43 anos e fiz a minha parte do que considerei errado.
Tudo pelo Brasil!

Responder

luana

26/06/2013 - 09h45

Não vamos ser preconceituosos com os professores de inglês, mas se analisarmos, quando fazemos um curso de idioma, o que aprendemos são todas as coisas de uma outra cultura, no caso, a americana ou britânica.

Os professores estão lá pagos para nos mostrar músicas, americanas/inglesas, estilo de vida, não é apenas uma preparação para aprendermos esta língua, mas uma preparação para a assimilação de cultura. Não sei se eles percebem isto, mas muitos deles, por estarem envolvidos naquilo, passam a crer que aquilo que ensinam é melhor do que temos, porque aquilo que é ensinado, é sempre visto como algo ideal, melhor.

Lembro-me um dia que um professor mostrou um vídeo da Beyoncé em classe, “I´m a single lady” e, depois de apresentado, dei minha opinião. Disse a ele que qualquer lixo americano fazia sucesso no Brasil, não era porque eu estava numa aula de inglês, aprendendo um idioma que tinha que engolir tudo. Eu vi que ele não gostou muito do que eu disse. Uma colega disse por que eu estava ali, então, tive de repetir o que havia dito para ele.

Enfim, depois da política de boa vizinhança, saiu o a cultura francesa e entrou a americana. Nos cursinhos de inglês, até celebração dos dias das bruxas têm. Não sei como são os cursos de português lá fora, não sei como é a metodologia de ensino.

Mas o fato é que, tanto fora, quanto dentro da escola, predomina-se a cultura americana naquilo que se identifica com os jovens. MTV, Globo, Transamérica, Jovem Pan. E você não vai esperar muita coisa de um professor de inglês, se eles têm opinião sobre as coisas, não vão falar em sala de aula, são meros repetidores de conteúdos, com tempo cronometrado para cumprir seu papel. Eles não omitem opinião, estão ali pagos para transmitir não apenas o idioma, mas outra cultura. Não sei o senso crítico dessa gente, mostram-se simpáticos e você se apaixona, vem no pacote para você se impressionar.

Enfim, são pessoas de classe média, classe média média, alguns já moraram fora, outros com aptidão para idioma, mas o que os identifica é a proximidade com o aspecto da mídia, de vender que tudo que vem de lá é bom e melhor. A minha igreja, por exemplo, vem de lá e traz coisas de sua cultura, nunca aceitei participar Do Dia de Ação de Graças, não porque não entenda que não se deva dar graças a Deus, mas simplesmente por ser cultura americana e não compreender como possa dar graças ao Senhor, sabendo que um grupo de pessoas supostamente cristãs que receberem ajuda de milho e ave/peru para comer e, depois, mata todos aqueles que os ajudaram com um verdadeiro extermínio.

Não participo, porque não comungo desse tipo de compreensão sobre o cristianismo, sobre a vida. A visão de liberdade que tenho não é a americana, mas ela é genuinamente bíblica, assim como a americana, mas fora da visão americana, pois esta para mim, distorceu o verdadeiro sentido.

E o que seria este aí, na minha opinião? Alguém que não se preocupou em aprofundar em conhecer os problemas do seu próprio país, mas acolhe de forma imensamente plastificada e midiática, o tipo de sociedade e povo ideal que é vendido não apenas nas rádios, tvs, mas nas próprias escolas de inglês.

Responder

    FrancoAtirador

    26/06/2013 - 13h32

    .
    .
    Não só nas escolas de inglês, minha cara Luana.

    Isto vem acontecendo, há anos, em todas as escolas, principalmente as particulares.

    O tal de Halloween também veio assim de lá.

    Não é mesmo?

    Um abraço camarada e libertário.
    .
    .
    (http://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_das_bruxas)
    (http://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_de_Todos-os-Santos)

    eduardo

    27/06/2013 - 21h07

    CONCORDO. NOSSO FOLCLORE TÃO RICO É ESQUECIDO PRA SE VALORIZAR ESSAS BOBAGENS AMERICANAS. QUE CRIANÇA HOJE EM DIA CONHECE A LENDA DO CURUPIRA, SACI, CAIPORA, UIRAPUR? A MAIORIA DOS BRASILEIROS, É COMO CANTAVA CAZUZA, CABOCLOS QUERENDO SER INGLESES.

renato

26/06/2013 - 09h37

Acho bom ficarem de olho na coisa.
Agora tem gente achando que para o
Brasil a hora que bem entender,
e tenho recebido e-mail, que eles
querem isto independente de como o
Brasil ficará, o importante e arrebentar
retirar o PT do Poder.

Responder

    renato

    26/06/2013 - 09h38

    Pensam que tiram do poder,
    mas e o PT fora do poder
    como seria. Logo eles não
    pensam no Brasil.
    Querem na mão grande!

FrancoAtirador

26/06/2013 - 08h54

.
.
Pergunta: “detonar o Brasil no mundo não é a melhor forma de promover a Copa do Mundo de 2014, certo?”

Resposta: Certo.
Mas, indaga-se, de acordo com a Lei Geral da Copa (Lei 12.663/2012), caberá a quem indenizar a FIFA pelos eventuais prejuízos causados por “qualquer dano resultante ou que tenha surgido em função de qualquer incidente ou acidente de segurança relacionado aos Eventos”?
E, “para efeitos de responsabilidade civil”, quem é mesmo que pagará as multas por rescisões contratuais com os patrocinadores, em caso de não realização da Copa do Mundo no Brasil, em 2014?

A Mídia Bandida orgulhosamente responde essa indagação:

Lei da Copa prevê Fifa indenizada pelo governo

Caso a medida extrema seja adotada e a Fifa, realmente, cancele o evento, a Lei Geral da Copa prevê que o Governo Brasileiro pague eventuais prejuízos da entidade.

O capítulo V da Lei, sancionada em 2012, fala sobre o assunto.

O artigo 22 diz que “A União responderá pelos danos que causar, por ação ou omissão, à FIFA, seus representantes legais, empregados ou consultores”.

O artigo 23 fala que “A União assumirá os efeitos da responsabilidade civil perante a FIFA, seus representantes legais, empregados ou consultores por todo e qualquer dano resultante ou que tenha surgido em função de qualquer incidente ou acidente de segurança relacionado aos Eventos, exceto se e na medida em que a FIFA ou a vítima houver concorrido para a ocorrência do dano”.

(http://copadomundo.uol.com.br/noticias/redacao/2013/06/21/fifa-ameaca-cancelar-copa-das-confederacoes.htm)
.
.
Por outro lado, a ex-vice-Procuradora-Geral da República Déborah Duprat, que foi escorraçada por Roberto Gurgel por contrariá-lo, deixou redigida, antes de deixar o cargo, a seguinte Ação Direta de Inconstitucionalidade que foi agora impetrada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) no Supremo Tribunal Federal:

Agência Brasil
18/06/2013 – 17h31

PGR aciona Supremo contra benefícios à Fifa na Lei Geral da Copa

Por Débora Zampier

Brasília – A Procuradoria-Geral da República (PGR) entrou com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo o cancelamento de vários itens da Lei Geral da Copa.

Aprovada em junho do ano passado, a norma tem regras para a Copa das Confederações, em andamento, a Copa do Mundo de 2014 e a Jornada Mundial da Juventude [!!!], que será realizada em julho.

O relator do caso é o ministro Ricardo Lewandowski.

Elaborado pela subprocuradora-geral da República Deborah Duprat, recentemente dispensada do cargo de vice na PGR, o documento aponta três inconstitucionalidades na Lei da Copa, entre elas, duas que favorecem diretamente a Fifa, organizadora do evento. “Não é possível vislumbrar nenhuma razão que justifique o tratamento diferenciado da Fifa e de seus relacionados”, diz trecho do parecer.

O primeiro item atacado é o que delega à União a responsabilidade civil por todos os danos relacionados a acidentes de segurança nos eventos, isentando a Fifa de questionamentos. Para a PGR, a Administração Pública não pode assumir responsabilidades sem nexo de causalidade bem definido.

O Ministério Público também questiona a isenção tributária concedida à Fifa na tramitação de processos judiciais. Segundo Duprat, “a isenção concedida não se qualifica como um benefício constitucionalmente adequado, mas como um verdadeiro favorecimento ilegítimo”.

O terceiro ponto criticado pela PGR é o pagamento, desde abril, de prêmio e auxílio mensal aos ex-jogadores que participaram das copas nas quais o Brasil saiu vencedor, em 1958, 1962 e 1970.

Edição: Beto Coura

(http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-06-18/pgr-aciona-supremo-contra-beneficios-fifa-na-lei-geral-da-copa)

Notícias STF
Terça-feira, 18 de junho de 2013

Dispositivos da Lei Geral da Copa são questionados no STF
Caberá ao ministro Ricardo Lewandowski atuar como relator da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4976, ajuizada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra dispositivos da Lei Geral da Copa (Lei 12.663/2012) que responsabilizam a União por prejuízos causados por terceiros e por fenômenos da natureza; que concederam prêmio em dinheiro e auxílio mensal aos jogadores das seleções brasileiras campeãs das Copas de 58, 62 e 70; e que isentam a Fifa e suas subsidiárias do pagamento de custas e outras despesas judiciais. Na ação, a PGR pede liminar para suspender os efeitos dos dispositivos impugnados até o julgamento final da ADI pelo Plenário do Supremo.

Responsabilidade da União
Quanto ao primeiro dispositivo legal questionado (artigo 23), a PGR aponta que, ao impor à União a responsabilidade civil perante a Fifa, seus representantes legais, empregados ou consultores por todo e qualquer dano que surja em decorrência de incidente ou acidente de segurança relacionado aos eventos (Copa das Confederações e Copa do Mundo), a lei violou previsão constitucional [artigo 37, parágrafo 6º, da Constituição Federal] sobre a responsabilidade da Administração Pública.

“Contrariamente ao dispositivo constitucional, o artigo 23 da Lei Geral da Copa adota a Teoria do Risco Integral, pois impõe à União a assunção da responsabilidade por danos que não foram causados por seus agentes. O dispositivo impugnado prevê a dispensa da comprovação da falha administrativa, de forma a responsabilizar o ente público inclusive pelos prejuízos decorrentes de atos de terceiros e de fatos da natureza”, argumenta a PGR.

(…)

Isenção de custas
Para a PGR, a isenção de custas processuais e outras despesas judiciais à Fifa, suas subsidiárias, seus representantes legais, consultores e empregados (artigo 53 da Lei Geral da Copa) viola manifestamente o princípio da isonomia tributária, constante do artigo 250, inciso II, da Constituição de 1988. A isenção alcança qualquer juízo, a qualquer tempo e para qualquer matéria.

“Não é possível vislumbrar nenhuma razão que justifique o tratamento diferenciado da Fifa e de seus relacionados. Nesse sentido, a isenção concedida não se qualifica como um benefício constitucionalmente adequado, mas como um verdadeiro favorecimento ilegítimo”, conclui.

(http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=241499)
.
.
Portanto, se esses artigos da Lei da Copa que estão sendo questionados pela PGR não forem considerados inconstitucionais pelo STF, é o Povo Brasileiro que acabará pagando à Globo Marcas, à Abril Educação e aos demais patrocinadores dos eventos a serem realizados nos próximos meses no Brasil. E o Governo Brasileiro é que sairá totalmente desmoralizado em toda essa história.

A Mídia Bandida só tem a lucrar financeiramente nesse negócio e ainda capitalizará dividendos políticos para a oposição demotucana vencer a eleição em 2014.

Além disso, qual foi o país que, já nos primeiros momentos da balbúrdia fascista, escalou-se para sediar a Copa do Mundo, caso não se realizasse no Brasil?

Inglaterra se oferece para sediar a Copa de 2014

Mudança ocorreria caso Brasil não controlasse manifestações no país

Gazetaweb.Globo, com Brasil 247

Inglaterra se oferece para sediar a Copa de 2014, segundo portal

O portal Brasil 247 informa, nesta sexta-feira (21), que a Fifa, comandada por Joseph Blatter, tem uma carta na manga, caso o Brasil se mostre incapaz de garantir padrões mínimos de segurança para as seleções internacionais e seus torcedores.

A Inglaterra, que tentou ser sede da Copa de 2018, e perdeu a disputa para a Rússia, se ofereceu como “plano B” para o Mundial de 2014.

A proposta foi feita a Blatter, que, dias atrás, antes de sair prematuramente do Brasil, antes do fim da Copa das Confederações, lembrou que não foi a Fifa quem pediu ao Brasil para realizar a Copa – mas exatamente o contrário.

As imagens de violência e depredação de espaços públicos que se espalham pelo mundo, com ataques a prefeituras, ao Congresso, ao Itamaraty e cerco até ao Palácio do Planalto, correm o mundo, sinalizando um poder acuado e incapaz de responder aos desafios do momento – numa primeira reação, a presidente Dilma Rousseff convocou, para as 9h desta sexta-feira, uma reunião de emergência com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

A proposta da Inglaterra, que é tratada confidencialmente, pode ganhar força se novas cenas de violência comprometerem o sucesso da Copa das Confederações.

Até agora, já houve vários incidentes, como a tentativa de cerco ao Castelão, em Fortaleza, onde o Brasil enfrentou o México, os furtos à seleção espanhola, no hotel do Recife, e a depredação de um ônibus da seleção brasileira, em Salvador, ontem à noite.

A situação é tão grave que a Fifa já ameaçou suspender a etapa final da Copa das Confederações.

Perder a Copa, no entanto, depois de gastos de R$ 30 bilhões gastos na construção das arenas e em outros investimentos para o torneio, teria impacto devastador no mundo político. Seria uma demonstração de fracasso coletivo do Brasil como nação.

Mais grave ainda seria a transferência para a Inglaterra, cuja imprensa tem feito campanha sistemática contra a condução da política econômica no País.

O risco é real. E cabe à presidente Dilma evitar que se materialize.

(http://gazetaweb.globo.com/noticia.php?c=343387&e=3)
(http://www.brasil247.com/pt/247/247_na_copa/106128)

Responder

Cecilia

26/06/2013 - 08h37

Reproduzo abaixo um artigo de Juremir Machado da Silva. Fecho com ele.

“Boa notícia para os adversários do governo Dilma: as manifestações são também contra os excessos do petismo no poder. Má notícia para os adversários do governo Dilma: as manifestações não são a favor deles. Não está entendendo nada dos protestos quem acha que pode se apropriar deles em nome das velhas disputas políticas. Não está entendendo nada quem acha que os jovens estão nas ruas em defesa de “pautas conservadoras”, saudades da ditadura militar e contra partidos.

As manifestações são contra o modo como os partidos se comportam, não são pela extinção de todos os partidos e do fim da representação. São contras esses partidos que estão aí e como atuam.

Não está entendendo nada quem acha que as manifestações são contra o Bolsa-Família, o ProUni, as cotas, o Minha Casa Minha Vida, o Brasil Carinhoso e outros programas sociais. Elas são contra os gastos absurdos com a Copa do Mundo, contra os aumentos das passagens de ônibus, contra a falta de hospitais e de escolas, contra os privilégios dos três poderes, contra o cinismo dos políticos, contra as alianças espúrias do petismo, contra o carguismo do PMDB, contra gente como Renan Calheiros na presidência do Senado, contra o modelo atual de fazer política e de ganhar eleições, contra a privataria no estilo praticado pelos tucanos e contra um sistema de toma-lá-dá-cá generalizado e suprapartidário.

Ao contrário do que diz o petismo apavorado, querendo parar as manifestações com a chantagem da apropriação pela direita, que ocorre na mídia e na cabeça dos que ficam em casa e tentam tirar proveito depois dos fatos, não há nos protestos bandeiras do tipo em favor da “cura gay” ou demandas controvertidas como em defesa da ardilosa PEC 37 da impunidade. A galera que está apanhando da polícia, mesmo sem fazer parte da minoria do vandalismo, não se manifesta pela volta dos tucanos nem desfila em nome do repentinamente catalogado de governador de ouro da política nacional, o pernambucano Eduardo Campos. Tampouco de Joaquim Barbosa.

Não está está entendendo nada quem acha que vai controlar o jogo.

A gurizada que tem tomado as ruas está em luta contra a corrupção, que não apresenta como uma novidade no Brasil, mas como uma praga histórica sempre renovada. Essa juventude de peito de aberto não aceita mais chantagem. Não é porque o governo produziu alguns avanços sociais que tem o direito de unir-se ao que há de pior, bancar velhos larápios, reproduzir o que sempre condenou e refestelar-se na imoralidade. Não está entendendo nada quem acha que a turma se dará por satisfeita com mais do mesmo em versão anterior ou com mais de um pior em termos sociais que ficou para trás. É o novo que se busca na rua. É a igualdade de direitos e deveres. Por que juízes têm dois meses de férias por ano? Por que o judiciário ganha auxílio-moradia e auxílio alimentação retroativos?

Por que mulheres de ministros do STF recebem passagem em primeira classe para acompanhar os maridos? É desse tipo de coisa que os rebelados do facebook não querem mais saber. Disso e de estádios pomposos e inúteis. Boa notícia para os adversários do governo: o petismo não está entendendo nada. Má notícia para os adversários do governo: eles também não estão entendendo.”

Responder

Cláudio

26/06/2013 - 04h13


“Com o tempo, uma imprensa [ = mídia ] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma.” >>> Joseph Pulitzer


“Se você não for cuidadoso, os jornais [ = mídias ] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” >>> Malcolm X



Ley de Medios Já ! ! !



Responder

Maur

26/06/2013 - 03h41

no twitter da moça, que já não consigo abrir, ela dava e recebia força de #changebrazil, #ogiganteacordou, o lamentável marcelo tás e, pasmem, o cineasta fernando meirelles, que não hesitou em retuitar o vídeo dela com título já convertido de “não vou” para para “não vá” à copa no Brasil

Carla Toledo Dauden (CarlaDauden) on Twitter
https://twitter.com/CarlaDauden
Fernando Meirelles ‏@fmei7777 18 Jun. Esta garota tem um ponto. http://www. youtube.com/watch?v=OTT9rPA0W3Y … Retweeted by Carla Toledo Dauden.

tentou, na revista ëpoca, dizer que tavam distorcendo e fazendo mau uso do vídeo dela etc e tal, mas, de olhar o twitter, não convenceu!

o fernando meirelles mandou super mal nessa!

ela, sem comentários!

e também aquele tipo, thismr maia ou silvio roberto maia, o qual, de tanto insistir que nem a conhece, deixa a entender exatamente o contrário!

Responder

    Leonardo

    28/06/2013 - 21h47

    Maur, esse vídeo só tem mentiras.

    O vídeo dá informações falsas e incompletas, tentando demonstrar que a Copa será um desastre para o Brasil. Isso se chama Desinformação.

    Pedir para as pessoas boicotarem a Copa 2014, depois que quase todos os estádios ficaram prontos e as outras obras estão próximas do término, é uma ideia que só pode prejudicar o Brasil.

    Segue lista das informações mentirosas do vídeo (com fontes para comprovar):

    1º – Conforme o 4º Balanço da Copa, de Dez/12, foram investidos R$ 26 bilhões. A menina do vídeo disse que foram US$ 30 bilhões (convertendo em reais dá mais de R$ 60 milhões). Na verdade a menina não citou nenhuma fonte no vídeo, o que lhe permite inventar o que quiser.
    Fonte: http://www.copa2014.gov.br/sites/default/files/publicas/12272012_balanco_copa_geral.pdf

    2º – Desses R$ 26 bilhões, R$ 9 bilhões foram para projetos de mobilidade urbana, R$ 6,8 bilhões foram destinados à obras nos aeroportos, R$ 2,5 bilhões em segurança e telecomunicações, R$ 700 milhões em portos e, finalmente, R$ 7,1 bilhões nos Estádios (sei que não é pouco).
    Ou seja, dos R$ 26 bilhões, R$ 19 bilhões foram para projetos que já eram necessários aos estados e municípios que sediam a Copa, são considerados “projetos da copa” por questões de prazo e regimes de contratação. Claro que a menina também não cita isso, o intuito real dela não é a reflexão e sim a enganação. A minha fonte é a mesma de cima.
    Cabe lembrar que R$ 6,5 bilhões foram recursos federais e R$ 8,8 bilhões foram financiamentos federais (recursos que serão retornados com remuneração, ainda que abaixo dos juros dos titulos publicos, o que configura certo subsídio). R$ 6,7 bilhões são recursos locais e R$ 4,2 bilhões são recursos privados.

    3º – Falou que no país a taxa de analfabetismo pode chegar à 21% (????) e é em média de 10%. Não entendi os 21%, mas no Censo 2010 a taxa de analfabetismo era de 9,6%, em pessoas com mais de 15 anos. Era de 13,6% em 2000, diminui 4 pontos percentuais em 10 anos. Segundo a PNAD (que é por amostragem, diferentemente do censo) a taxa era de 8,6% em 2011.
    A menina frisou fortemente os 21% e grunhiu baixo os 10%, que ainda é uma estatística acima da oficial.
    Fonte: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/indicadores_sociais_municipais/tabelas_pdf/tab28.pdf

    4º – Diz que 13 milhões de pessoas passam fome diariamente no Brasil. Na verdade este é o número de pessoas subnutridas, segundo a FAO. Subnutrição não é a mesma coisa que passar fome. A subnutrição é o estágio leve da desnutrição. E o número era de 15 milhões, 3 anos atrás. E de 23 milhões, 20 anos atrás.
    Fontes: https://www.fao.org.br/FAO_Brf2mpu3a.asp e http://www.bancodealimentos.org.br/fome-desnutricao-subnutricao/

    5º- A menina falou que os brasileiros pouco ganham com a Copa do Mundo, pois maior parte da arrecadação dos jogos vai para FIFA. Na verdade, o Brasil tem retorno sim. A Embratur estima que R$ 240 milhões serão gastos pelos turistas somente com hotel, alimentação e compras somente durante a Copa das Confederações. Na Copa do Mundo, que é um evento muito mais importante, serão muito maiores os ganhos. E outro objetivo da Copa é aumentar a visibilidade externa aumentando o turismo e o investimento estrangeiro nos próximos anos. Claro que os protestos prejudicam a atratividade dos eventos e do país após os eventos.
    Fonte: http://www.copa2014.gov.br/pt-br/noticia/previsao-da-embratur-indica-movimento-de-r-241-milhoes-durante-a-copa-das-confederacoes

    6º – Do nada a menina começa a falar das UPPs. E depois tenta estabelecer uma relação entre samba, festas e drogas. De fato existe uma relação entre festas e drogas, mas isso é problema mundial, não é só do Brasil. E o que isso tem a ver com a Copa?

    7º – Depois a mocinha fala da desapropriação de pessoas. De fato muitas pessoas foram desapropriadas, mas grandes obras, especialmente as de mobilidade requerem desapropriações. Não entendo do assunto, mas já li diversas vezes que as prefeituras pagam pelas desapropriações quantias muito abaixo do valor de mercado dos imóveis, o que é uma injustiça mesmo. Porém de acordo com a fonte abaixo, a maioria das desapropriações se deu pelas obras de transporte urbano, que seriam necessárias com ou sem copa. A mocinha também diz que as pessoas desapropriadas não recebem nada. Mentira, os desapropriados recebem indenizações, ainda que injustas.
    Fonte: http://www.desapropriacao.net.br/noticias_aberto.php?id=151

    8º – “Índios brasileiros foram expulsos de sua casa”. Bem, que eu saiba isso só ocorreu no caso da Aldeia Maracanã. Mas a “Casa” não era dos índios. E de cultural pouco oferecia. E os índios receberam nova “aldeia” na cidade do Rio, o que ela convenientemente esqueceu de mencionar.

    9º – Por fim, a menina diz que fez o vídeo pois há falta de vídeos com informações suficientes. Ainda que haja indícios de obras superfaturadas e de realmente termos outras prioridades, é melhor faltar vídeos, do que publicar um vídeo cheio de mentiras para obter apoio e boicotar algo que já foi feito.

Abel

25/06/2013 - 23h33

Por falar em Abril Educação, é estranho, mas nos últimos dois dias um editor americano da Wikipédia (em inglês) vem trabalhando para enaltecer a biografia de Roberto Civita em língua inglesa. Pior: tentou adulterar a seção de controvérsias, colocando o PT vinculado à Carlinhos Cachoeira. Sem contar os elogios derramados ao finado, um incansável defensor da “liberdade de imprensa” (dele). De qualquer forma, a biografia em inglês é muitíssimo melhor do que o resumo chapa-branca publicado na versão em português.

Responder

Marat

25/06/2013 - 23h17

Já que estão falando tanto de economia, por que não cancelar assinaturas das revistas da abril e dos jornais reacionários, e com a economia, aumentar o salário dos professores?

Responder

    Mário SF Alves

    26/06/2013 - 11h34

    Prezado Marat,

    Não basta cancelar assinaturas dos traidores golpistas. Penso que temos de repercutir e dissecar aqui no Viomundo todo o fel que diariamente tem sido despejado por eles, inclusive no twitter, facebook e youtube. Temos dissecar toda a propaganda antiBrasil e antipovo que sido despejada por eles. Infelizmente, por mais que nos cause asco, vamos ter de monitorar a montanha de lixo ideológico produzida por eles. Só assim vamos compreender a estratégia e o modo de operação do golpe que ora intentam.
    Fizemos isso durante a farsa do mensalão. Não surtiu muito resultado, mas pelo menos a verdade ficou menos ocultada. Podemos fazer de novo.

FrancoAtirador

25/06/2013 - 22h59

.
.
Joaquim Barbosa apoia Dilma:
reforma política tem que ter povo

O presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, concedeu entrevista após reunião com a presidenta Dilma, e manifestou apoio à decisão de consultar o povo para fazer reforma política, através de um processo constituinte exclusivo.

Barbosa concorda com a presidenta que a formatação jurídica de como as coisas serão feitas vem depois. Afirmou que primeiro vem a decisão de como fazer com participação popular, e não repetir os acordos de cúpulas que sempre aconteceram na história do Brasil, e cujos desgastes levaram às insatisfações nas ruas.

A declaração atinge em cheio o acordo de cúpula costurado pela a oposição composta por Aécio Neves (PSDB), José Agripino (DEM), e Roberto Freire (PPS).
Eles manifestaram preferência por acordos de cúpula feitos no Congresso, deixando o povo nas ruas só como massa de manobra, sem poder participar das decisões.

Vídeo: (http://www.youtube.com/watch?v=J0J6GMAjeLc)

Responder

Isabela

25/06/2013 - 22h39

Gente, que medo!

Responder

Fabio Passos

25/06/2013 - 22h26

grupo abril?
Tinha de ser o lixo do PiG. rsrs

Responder

Marcela

25/06/2013 - 22h01

Recomendo ler ” O terrorismo do medo” neste mesmo site.

Responder

Messias Franca de Macedo

25/06/2013 - 21h53

[… UMA DAS COISAS QUE “OS PROTESTANTES MILITANTES” DEVERIAM “OUVIR NAS RUAS” A RESPEITO DA PEC 37!]

MINISTÉRIO PUBLICO PERDE PRAZO DA SATIAGRAHA E DANTAS SE LIVRA DA CADEIA

O título que você lê acima não é uma piada. A Procuradoria Geral da República perdeu o prazo para recorrer no STJ da decisão que anulou as provas obtidas pela Polícia Federal na Operação Satiagraha. Isso mesmo, o nosso zeloso Ministério Público Federal vai deixar Daniel Dantas ficar livre simplesmente porque perdeu o prazo para recorrer de uma decisão que muitos ministros do STJ consideravam absurdas, e que cairia no Pleno do Tribunal. Não estamos falando de um processo trabalhista de 500 merréis. Estamos falando do processo penal mais importante em andamento no país, contra a quadrilha mais poderosa que se tem notícia. O maior absurdo disso tudo é que a PGR disse que não foi notificada, depois que passou para um subprocurador que teria se aposentado. Daqui a pouco vai colocar a culpa no contínuo. –

Se este fosse um país sério, neste momento o Procurador Geral, Roberto Gurgel, estaria demitido, e o responsável pelo processo estaria se preparando para dormir na prisão. Mas não, semana que vem nosso “Procurador” estará todo serelepe na televisão dando alguma entrevista em nome da moralidade, ou ainda articulando o aumento no seu salário, próximo de R$ 30 mil. E ninguém vai cobrar do magistral Ministério Público uma investigação para saber o responsável pela impunidade dantesca? Daniel Dantas já tinha dado a senha a seu advogado: “resolva meus problemas na primeira instância, que lá em Brasília eu resolvo”. Daniel Dantas pode bater no peito e dizer: “Este país tem dono…Eu sou o Dono do Brasil

http://brasilverdade.net/ministerio-publico-perde-prazo-da-satiagraha-e-dantas-se-livra-da-cadeia/

Responder

Mário SF Alves

25/06/2013 - 21h08

“Por experiência, afirmo-te:
Não é paranóia.
Fizeste a leitura correta.
Eles vêm pra cima
com o anticomunismo
e o ‘Duce Fuhrer’
Salvador da Pátria.”
FrancoAtirador
________________________________________
Pois é prezado Franco, é exatamente isso: ainda que traição totalmente fora de contexto e insustentável politicamente, os caras vão tentar aterrorizar o povo outra vez. Terrorismo de fato. Esse é o nome da coisa.
_______________________________________________
Compete desarmar a bomba. E já!

Responder

    FrancoAtirador

    25/06/2013 - 22h02

    .
    .
    Humor

    Fala Pastor Salomão!
    Grande ermão do Canis Latrans
    e do Careca Bandido!

    VIzÕES DO APOCALIPSE NO BRAzIL

    Wikileaks vaza conspiração militar no Brasil

    24 de junho de 2013 por Pr. Salomão Carvalho

    “Foi-nos repassado o plano de Golpe de Estado
    mais sofisticado da história do Brasil.
    Sem armas e sem exército nas ruas!
    Se o gigante realmente acordou,
    é necessário que lave logo o rosto.”

    Muito se comenta que as manifestações ocorridas nos últimos dias podem rumar numa direção de violência sem controle.
    A tendência é que a situação se agrave até que o cenário político torne-se insustentável e sobrevenha um golpe militar com o pretexto de recolocar a nação em ordem.
    Aparentemente, a conjuntura descrita não passava de mera paranoia coletiva que, para a surpresa geral, acaba de ser tornar real e efetiva.
    Uma lei aprovada de última hora sobre morte e vacância do presidente e a fundação relâmpago do PMB (Partido Militar brasileiro), já davam certos sinais de um clima conspiratório rondando o país.
    Um whistleblower brasileiro, que ainda não se assumiu publicamente, vazou ao Wikileaks, organização internacional que dá publicidade a documentos extraoficiais, um arquivo de áudio que expõe a descoberta de uma conspiração militar reacionária de Direita que visa tomar o poder no Brasil.
    O áudio, ainda sendo descriptografado pela equipe de Julian Assange, detalha passo a passo a ação.
    Os interlocutores do diálogo conspiratório ainda não foram identificados.
    “Forjarão a necessidade de uma reunião emergencial entre as principais lideranças brasileiras.
    Alguns deles irão em conjunto num helicóptero rumo a um destino não revelado.
    Dentro da aeronave estarão Dilma, a presidente, Temer, o vice, Henrique Eduardo Alves, presidente da Câmara dos Deputados e Renan Calheiros, atual presidente do Senado.
    Este helicóptero sofrerá falhas mecânicas, caindo no oceano e levando a óbito todos os passageiros.
    Uma vez que é o atual presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa assumiria compulsoriamente a Presidência da República.
    Barbosa está em processo de filiação ao PMB, Partido Militar Brasileiro, que acaba de nascer!
    O Brasil está diante de um dos golpes mais sofisticados da história dado que nenhum tiro precisará ser disparado e nenhum soldado sequer precisará ir às ruas.
    Não será necessário nem mesmo acionar a lei da vacância, que curiosamente acaba de ser suscitada”,
    afirmou Julian Assange, direto da embaixada do Equador em Londres.

    (https://twitter.com/PrSalomaoCarval)
    (http://prsalomaocarvalho.wordpress.com/category/manifestacoes-de-repudio)

    FrancoAtirador

    25/06/2013 - 22h12

    .
    .
    ESTÃO ARMANDO UMA GREVE GERAL
    PARA O DIA 1º DE JULHO

    (https://twitter.com/search?q=%23GreveGeral&src=hash)

    FrancoAtirador

    25/06/2013 - 22h15

    .
    .
    Nota da CUT sobre convocação anônima de greve geral

    Quem convoca greve é sindicato e não eventos no Facebook

    Nem a CUT nem as demais centrais sindicais, legítimas representantes da classe trabalhadora, convocaram greve geral para o dia 1º de julho.

    A Executiva Nacional da CUT está reunida nesta segunda-feira (24), em São Paulo, para debater a conjuntura, reafirmar sua pauta de reivindicações e decidir um calendário de mobilizações em defesa da pauta da Classe Trabalhadora, de forma responsável e organizada, como sempre fizemos.

    A convocação para a ‘suposta’ greve geral do dia 1º, que surgiu em uma página anônima do Facebook, é mais uma iniciativa de grupos oportunistas, sem compromisso com os/as trabalhadores/as, que querem confundir e gerar insegurança na população.

    Mais que isso: colocar em risco conquistas que lutamos muito para conseguir, como o direito de livre manifestação.

    É preciso tomar muito cuidado com falsas notícias que circulam por meio das redes sociais.

    Vagner Freitas, presidente Nacional da CUT e Sergio Nobre, secretario-geral

    http://www.jornalistasp.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=4320%3Anota-da-cut-sobre-convocacao-anonima-de-greve-geral&catid=38%3Acampinas

    Salomão Carvalho

    26/06/2013 - 11h38

    Fico feliz com seus comentários, FrancoAtirador. Certamente Deus tem uma obra de salvação para você e sua casa (digo isto sem ironia). Dificilmente uma pessoa vem até mim se Deus não assim o fizer. Obviamente que há exceções, que são os que Deus tem de alguma forma um juízo a realizar. Neste último caso, Deus permite que eu seja ridicularizado ou entregue às raposas para que se encha a medida do juízo deles. Mas creio que não seja este o seu caso. Creio em sua salvação e que compreenda que o governo do PT é anticristo. Eu mostro em estudos bíblicos o que estou falando. Procure compreender mais o que prego, sendo isento pelo menos em verificar quando eu coloco a fonte original do textos que republico, como neste caso do Wikileaks, em que posto a procedência do artigo em baixo da foto Assange: “BOMBA! Wikileaks vaza conspiração militar que visa tomar a presidência do Brasil”, http://www.diariopernambucano.com.br/noticias/bomba-wikileaks-vaza-conspiracao-militar-que-visa-tomar-a-presidencia-do-brasil/
    Mas creio que você não viu, por isto não postou. Acontece. Mas tome cuidado da próxima vez, pois existem dois caminhos que são colocados diante de cada um de nós todos os dias em acordamos, o da salvação e o da perdição. E por detalhes podemos tomar o caminho errado. Tome sempre o caminho do lado de Deus, meu amigo FrancoAtirado. Eu te amo em Cristo Jesus. Abraço.

    FrancoAtirador

    26/06/2013 - 13h36

    .
    .
    Prezado Salomão Carvalho.

    Primeiro lê Mateus 23.

    Depois conversamos.
    .
    .

    FrancoAtirador

    25/06/2013 - 22h41

    .
    .
    PRATO FEITO PARA A TESE

    Senado Federal
    06/06/2013 – 17h05 Comissões – Regulamentação Constitucional – Atualizado em 06/06/2013 – 17h20

    Comissão aprova regulamentação para eleição indireta em caso de vacância do cargo de presidente da República

    Paola Lima, Agência Senado

    A Comissão Mista de Consolidação de Leis e Dispositivos Constitucionais aprovou nesta quinta-feira (6) proposta que disciplina o artigo 81 da Constituição, que trata da eleição indireta para cargos de presidente e vice-presidente da República, em caso de vacância nos últimos dois anos do período presidencial.

    O projeto de lei foi originalmente sugerido pelo senador Pedro Taques (PDT-MT), sub-relator para dispositivos constitucionais pendentes de regulamentação, e passou por alterações antes de ser aprovado.

    Em 15 artigos, a proposta detalha a forma de convocação da eleição indireta, o registro das candidaturas, os prazos para recursos, a proclamação do resultado e posse dos eleitos e as exceções possíveis para a situação.

    Pelo texto, a eleição indireta deve ser convocada pelo Congresso Nacional em até 48 horas da abertura das vagas.

    As candidaturas devem ser registradas até dez dias após a convocação da eleição e a votação ocorrerá em sessão unicameral, com voto ostensivo e aberto de deputados e senadores.

    A direção dos trabalhos ficará a cargo da Mesa do Congresso Nacional.

    Será eleita a chapa de presidente e vice que obtiver a maioria absoluta de votos, não computados os em branco e os nulos.

    Se nenhum candidato alcançar maioria absoluta na primeira votação, será feita nova eleição imediatamente após a proclamação do resultado, concorrendo os dois candidatos mais votados e considerando-se eleito aquele que obtiver a maioria dos votos válidos.

    O projeto determina ainda que o resultado da apuração será proclamado em sessão solene até 48 horas depois de apurado. Nesta mesma sessão os eleitos serão empossados.
    O relator da comissão, senador Romero Jucá (PMDB-RR), incluiu mais uma parágrafo no texto, estabelecendo que, caso a vacância ocorra a menos de 30 dias do término do mandato, será cumprido o artigo 80 da Constituição, que atribui a ocupação dos cargos, sucessivamente, ao presidente da Câmara dos Deputados, ao do Senado Federal e ao do Supremo Tribunal Federal.

    Durante a reunião da comissão, a pedido do deputado Miro Teixeira (PDT-RJ), deputados e senadores discutiram ainda melhorias no texto de forma a deixá-lo mais claro e em sintonia com os preceitos constitucionais.

    – O trabalho do senador Pedro Taques foi extremamente competente, profissional, construtivo e detalhado, e com essas pequenas correções e parágrafos podemos evoluir para aprovação da proposta – afirmou Jucá.

    O presidente da comissão, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), comemorou a primeira aprovação do colegiado, instalada no início de abril.

    – Esse artigo da Constituição que trata da vacância do presidente e do vice-presidente da República não estava regulamentado. Existia um vazio na legislação brasileira. Agora será regulamentada a eleição indireta para escolha do presidente e as condições para realização desta eleição – disse o deputado.

    Vaccarezza explicou que a proposta será agora encaminhada ao presidente do Senado, que preside a Mesa do Congresso Nacional, que a enviará para apreciação do Plenário da Câmara dos Deputados.

    Na mesma reunião, a comissão aprovou também a regulamentação da emenda que trata do trabalho doméstico.

    (http://www12.senado.gov.br/noticias/materias/2013/06/06/comissao-aprova-regulamentacao-para-eleicao-indireta-em-caso-de-vacancia-do-cargo-de-presidente-da-republica)

Márcio Gaspar

25/06/2013 - 20h18

Esses videos bombam pelo youtube, detonando a Copa no Brasil(com ésse) informam dados mentirosos sobre os gastos na Copa. A mocinha Carla, naquele video diz que o custo da Copa no Brasil será de 30 bilhões de dolares!!!Essas informações se espalham e não há contestação por parte do governo, que poderia usar o mesmo canal(youtube) e fazer videos com as informações dos gastos na Copa, esclarecendo quanto está sendo gasto. Pelo menos no youtube não haveria truncagem das informações colocadas. O governo não consegue nem que sua nota seja publicada na página do UOL, como resposta a reportagem do UOL sobre a Copa com informações manipuladas. No UOL já se esperava, pois não passa qualquer comentário que não seja para detonar o governo.

Responder

maria ferreira

25/06/2013 - 19h20

ATENÇÃO – seria coincidência, também?

O video da brasileira metendo o pau no Brasil – em inglês – a tal de CARLA TOLEDO DAUDEN é, nada mais, nada menos que irmã da Repórter da Revista Isto É – LAURA TOLEDO DAUDEN – que, provavelmente encomendou o vídeo.

Comprovem acessando o site da Revista – clicando em Expediente – Repórteres.
Também há a comprovaçao no Facebook do Rafinha Bastos cujo o video está à disposição – onde a repórter escreve: “orgulho da minha irmã”

Responder

Maíra

25/06/2013 - 18h38

Basta também dar uma busca nos proprietários de domínios para ver que tem um (mudabrasil.com)de uma empresa chamada Tractor Energia e por aí vai. http://whois.domaintools.com/mudabrasil.com.br

Responder

Hans Bintje

25/06/2013 - 18h22

O Azenha e o Fernando Brito estão fazendo o trabalho que deveria ser da ABIN.

O problema é que lá está o zé da inJustiça. Os movimentos são tão evidentes que a Gringolândia já apelidou o Golpe: “Mate Pastor”

É uma jogada de xadrez ( fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Mate_Pastor )

“Mate Pastor, no enxadrismo, é um tipo de xeque-mate básico efetuado pelas brancas durante a abertura, que segue a idéia de atacar o peão débil negro, que se encontra na casa f7 e que é defendido apenas pelo rei”.

Melhor descrição, impossível.

Responder

    Marat

    25/06/2013 - 21h17

    Prezado Hans, eu não me espantaria se descobrissem que a ABIN fosse uma sucursal da CIA!

    FrancoAtirador

    26/06/2013 - 10h29

    .
    .
    Bem, meu caro Marat, se fôssemos julgar pelos ex-agentes da ABIN, especialistas em ‘arapongagem’, contratados pelo Carlinhos Cachoeira, pelo Policarpo Jr. da Revista Veja e até por doutas e supremas autoridades judiciais, diríamos com toda a certeza que sim.

    ‘Personal araponga’ de Gilmar Mendes apareceu há um ano

    Quem noticiou a assessoria de Jairo Martins como “personal araponga” do ministro Gilmar Mendes (STF), foi o sisudo jornal “Estadão”, há um ano atrás.

    Este fato foi mencionado no inquérito nº 3430, aberto contra Demóstenes Torres, no STF, quando a Polícia Federal investigou as ações de Jairo Martins a serviço do bicheiro Carlinhos Cachoeira.
    Eis a menção:

    Segundo o “Estadão”, a assessoria de Jairo Martins para Gilmar Mendes, seria “informal”, ou seja, por fara dos serviços oficiais contratadas pelo Supremo Tribunal Federal.

    Note-se que neste período da notícia (abril de 2011), Jairo Martins já obedecia a cadeia de comando de Carlinhos Cachoeira, segundo a Polícia Federal.

    Cachoeira usava seus arapongas também para obter informações sobre investigações sigilosas dentro das Polícias Federal e estaduais, além dos Ministérios Públicos. Assim sabia com antecedência sobre investigações e operações policias que pudessem atingir suas atividades e de seus contatos políticos, empresariais e jurídicos.

    (http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2012/04/personal-araponga-de-gilmar-mendes.html)
    .
    .
    UOL
    05/07/2005 – 23h55

    Ex-agente da Abin diz que fita era para ser divulgada

    BRASÍLIA (Reuters) – O ex-agente da Abin Jairo Martins disse à CPI dos Correios nesta terça-feira que desde o início estava acertada a divulgação da gravação mostrando o ex-chefe de departamento de compras da estatal Maurício Marinho recebendo propina.

    “O que me move é o meu país… Eu estava com um crime na mão. Ia fazer o quê?”, disse Martins, ao argumentar que não recebeu pagamento pelo trabalho.

    As informações do ex-agente, que recentemente formou-se em jornalismo, contradizem as declarações do empresário Artur Wascheck, que idealizou as gravações nos Correios e negou que a intenção fosse divulgá-las.

    Em um depoimento de cerca de cinco horas, Martins, que confirmou ter sido contatado por Wascheck para o trabalho, afirmou que o “todo tempo” havia sido acertado com o empresário a entrega da fita para a revista Veja, primeiro veículo a publicar as denúncias de corrupção na estatal. Ele acrescentou ter encaminhado as gravações para um jornalista da revista.

    O ex-agente da Abin confirmou ainda que foi o responsável pelo equipamento de gravação usado nos Correios e que apenas pediu “em troca” a maleta –que está em poder da Polícia Federal– no qual ele foi instalado. Segundo Martins, ela valeria cerca de 8 mil reais.

    Boa parte dos parlamentares considerou o depoimento de Martins contraditório e acabou questionando a utilidade de ouvir, por horas, participantes que consideram menos relevantes no caso.
    A oposição aproveitou para pressionar, mais uma vez, pela convocação de importantes figuras do PT, como o presidente do partido, José Genoíno, e o ex-ministro da Casa Civil deputado José Dirceu (SP), citados nas denúncias do deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) no esquema do “mensalão.”

    “Os trabalhos da CPI estão se arrastando lentamente… O PT está mais ágil, mais rápido, em fazer a sua limpeza”, disse o senador César Borges (PFL-BA).

    ATENDENDO PEDIDOS

    O agente da Agência Brasileira de Inteligência Edgar Lange, que estava fazendo uma investigação nos Correios quando as denúncias envolvendo a estatal vieram à tona, foi o segundo a depor na CPI nesta terça-feira.

    Lange afirmou que parou de investigar os Correios quando o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional [GSI], Jorge Armando Félix determinou a suspensão dos trabalhos.

    Segundo o agente, o deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) havia pedido a Félix que solicitasse à Abin o levantamento de quem havia feito a gravação em que o chefe de departamento de compras dos Correios [indicado para o cargo por Roberto Jefferson], Mauricio Marinho, aparece recebendo propina.

    “Depois recebi a determinação do meu diretor que suspendesse os trabalhos nos Correios e a ordem foi do ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, Jorge Armando Félix”, disse Lange.

    “Eu recebi hoje de manhã a delegação do senhor ministro do GSI para colocar à disposição da CPI os documentos produzidos e a comissão se compromete a deixar em sigilo”, acrescentou.

    Lange negou que soubesse que as gravações encomendadas por Artur Wascheck estavam ocorrendo dentro dos Correios.

    (Por Patrícia Duarte e Natuza Nery)

    (http://noticias.uol.com.br/ultnot/reuters/2005/07/05/ult27u49872.jhtm)
    .
    .
    Ex-agente da Abin preso em Brasília
    tentou enlamear nome de Delcídio do Amaral no MS

    UH NEWS TV

    Jornal Última Hora em sua edição 165 que circulou de 23 a 29 de julho de 2006, entrevistou araponga envolvido no escândalo ‘’Cachoeira’’ que abala o país.

    Por: Eduardo Carvalho – 21/05/2012

    Araponga foi candidato só para embaçar campanha de Delcídio rumo ao Congresso

    Confira a matéria de 2006 na íntegra:

    O candidato a deputado federal Jairo Martins de Souza (PTdoB), ex-agente da Abin (Agência Brasileira de Informações), afirmou que entrou com o pedido de impugnação da candidatura de Delcídio do Amaral (PT) em represália à tentativa do partido dos trabalhadores de anular sua campanha.

    “Eu não posso afirmar, mas imagino que minha candidatura incomode o PT, pelo fato de eu ser o autor das denúncias que levaram a abertura da CPI dos Correios e da descoberta dos “mensalões” na Câmara Federal”, afirmou o candidato.

    “Eu tomei conhecimento do pedido de impugnação da minha candidatura quando fui informado que o PT estaria agindo junto ao Ministério Público, alegando que eu não tenho domicílio eleitoral em Campo Grande” , disse Souza.

    O candidato que é filiado ao PT do B desde agosto de 2005, informou que apresentou na tarde da última quinta-feira ao TER (Tribunal Regional Eleitoral), toda a documentação necessária que prova que ele mora em Campo Grande desde 2004.

    “Eu tenho contrato de locação de imóvel , declarações escolares das minhas três filhas, comprovante de que minha esposa faz faculdade em Campo Grande e ainda uma cópia de meu depoimento na Polícia Federal prestado em agosto de 2005, onde afirmo que resido em Campo Grande”, explicou.

    Segundo Jairo Martins, o candidato à sucessão de Zeca do PT, ocupou no ano de 1994 dois cargos públicos, acumulando assim dois vencimentos, o que de acordo com o artigo 37 da Constituição Federal é proibido. “Delcídio acumulou ilegalmente dois cargos públicos federais: o de Diretor de Finanças da Eletrosul e o de Secretário Executivo do Ministério de Minas e Energia. Quando assumiu o secretariado em Brasília ele ficou meses sem aparecer na Eletrosul, mas continuou recebendo os salários e outras vantagens do cargo”, afirmou.

    De acordo com a documentação apresentada por Jairo junto ao Tribunal Regional Eleitoral, Delcídio teria sido condenado pela juíza Marga Ingebarth Tessler, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, à perda de seus direitos políticos pelo período de cinco anos, o que o tornaria inelegível para o pleito.

    Martins informou ainda que vai interpelar o senador licenciado na justiça pela matéria publicada na última quarta-feira, dia 19, no jornal Correio do Estado. “Ele me chama de ‘maior grampeador do Brasil’ e diz que eu tinha contatos com lobistas de Brasília. Então nós vamos interpelar o senador para que ele confirme ou não a matéria do jornal. Caso ele confirme, vamos procurar a justiça para que ele apresente judicialmente as provas das denúncias feitas contra mim. Caso ele diga que não, o processo será contra o Correio do Estado”, disse.

    Eleições

    O ex-agente da Abin e Polícia Militar licenciado do Distrito Federal disse decepcionado com as pesquisas de intenção de voto que mostram que, se as eleições fossem hoje, o presidente Lula seria eleito, possivelmente em primeiro turno. “Eu me sinto muito triste, muito decepcionado”. Eu não sei de nada e no final das coisas o beneficiado sou eu. Assim fica muito fácil para o presidente. Quer dizer que o grande beneficiado disso tudo não sabia mesmo das coisas que ocorriam no Congresso? “Difícil de acreditar” avaliou o candidato.

    Souza ainda questionou a atuação de Delcídio frente a CPI dos Correios. “Será que a CPMI dos Correios não poderiam ter avançado um pouquinho mais? Será que ela não á chapa branca como muitos diziam no começo das investigações? Não tem como avançar. Por mais que a população seja ingênua, sabemos que não há como avançar”.

    O candidato a Câmara dos Deputados [Jairo Martins] adiantou que em breve vai montar uma ONG (Organização Não Governamental) com o objetivo de fiscalizar o poder público, principalmente a atuação política, 24h por dia, “Caso eu consiga uma cadeira na Câmara, tenho a ideia de disponibilizar o meu gabinete na Internet durante todo o dia. Assim a população fica sabendo o que nós estamos fazendo”, concluiu.

    (http://www.uhnews.com.br/portal/ver/36871/24/ex-agente-da-abin-preso-em-brasilia-tentou-enlamear-nome-de-delcidio-do-amaral-no-ms.html)
    .
    .
    Cachoeira: Não, Jairo, foi isso não. Deixa eu falar pra você. Se Dadá estiver aí pode pôr até no viva-voz.
    Olha, é o seguinte: a gente tem que trabalhar em grupo e tem que ter um líder, sabe?
    O Policarpo, você conhece muito bem ele.
    Ele não faz favor pra ninguém [individualmente] e muito menos pra você.
    Não se iluda, não.
    E fui eu que te apresentei ele, apresentei pro Dadá também.
    Então é o seguinte: por exemplo, agora eu dei todas as informações que ele precisava nesse caso aí.
    Por que?
    É uma troca. Com ele tem que ser uma troca.
    Não pode dar as coisas pra ele, igual você sai correndo pra fazer um favor pra ele, pega e dá de graça, enquanto isso ele mete o pau no Dadá pra mim, e deve meter o pau no Dadá pra você também.
    Então você não deve aceitar ele falar mal do Dadá porque você ‘não trabalha’* pra ele.
    E eu também ‘não trabalho’* pro Policarpo.

    [*aqui a expressão ‘não trabalhar’ foi empregada por Cachoeira no sentido de que não havia nível de subordinação entre os membros da quadrilha e o jornalista da Veja Policarpo Júnior, que estava tentando cooptar individualmente os arapongas sem o conhecimento do Chefe do Bando. Daí a insistência na reprimenda a Jairo para que todos ‘trabalhassem’ em conjunto, devendo Cachoeira ser informado de todos contatos diretos com Policarpo, para não perder o comando da situação e ficar com os trunfos da espionagem para futuramente negociar uma troca de favores com a Revista Veja]

    Eu já ajudei ele demais da conta. Entendeu? Demais da conta!
    Então, quando eu falo pra você é porque tem que trabalhar em grupo.
    Tudo o que for, se ele pedir alguma informação, você tem que passar pra mim as informações, uai.

    Jairo: Não, beleza. Eu te peço até desculpa disso ai. Mas eu não tô sabendo que você tá. Ultimamente eu não tô sabendo quando você vem aqui, às vezes a gente não se fala. Muito difícil a gente se falar, e eu não ter ido aí, às vezes quem vai é o Dadá. Então de repente eu não tô sabendo que você tá trocando alguma informação com ele. E também não admito ele falar mal do Dadá pra mim. Não admito, corto logo, falo: “O cara é meu amigo, é meu parceiro”. Entendeu? Esses dias ele veio falar uma historia que tava rolando aqui na cidade, de um negócio aí, entendeu, de um dinheiro, de uma gravação.
    Eu chamei o Dadá, falei: Dadá, liga pra ele, fala porque tem uma história assim, assim, eu já falei pra ele.
    Isso não existe, não é ele, não sou eu, isso não é a empresa, entendeu? Aí o Dadá ligou pra ele, tal, tal tal. Mas, então, cara, eu te peço desculpas. E não é trabalhar nunca contra você. Pelo contrário, pô. Eu não sou louco, né, Carlinhos!? Eu não posso ser burro.

    Cachoeira: Jairo, põe um trem na sua cabeça.
    Esse cara aí não vai fazer favor pra você nunca isoladamente, sabe?
    A gente tem que trabalhar com ele em grupo.
    Porque os grande furos do Policarpo fomos nós que demos, rapaz.
    Todos eles fomos nós que demos.
    Então é o seguinte: se não tiver um líder e a gente trabalhar em conjunto…
    Ele pediu uma coisa?
    Você pega uma fita dessa aí e ao invés de entregar pra ele fala: “Tá aqui, ó, ele tá pedindo, como é que a gente faz?”.
    Entendeu? Até pra fortalecer o Dadá. Por que Dadá… Ele tá puto. E ele vai pegar o Dadá na revista ainda, você pode ter certeza. Ele vai pegar o Dadá na revista. Ele não gosta do Dadá. Falou ontem pro Cláudio [da Delta]. Porra, tá arrumando tudo pra ele… Eu fiquei puto porque ontem ele xingou o Dadá tudo pro Cláudio, entendeu? E você dando fita pra ele, entendeu? Então, o seguinte: você não fala mais do Dadá, porque a gente trabalha em conjunto. Entendeu? Então chega. [Diz a ele:] Então qualquer coisa agora você conversa com o Carlinhos. Fala assim, porra.

    Jairo: Não, beleza, porra. Agora eu tô orientado dessa maneira. Eu não to sabendo que vocês tão tratando de outro assunto com ele, entendeu? Até ele me falou realmente que falou com o Cláudio uma época aí. Ele me falou: “Ah, falei com o Cláudio, o cara parece que é gente boa”. Eu falei: “Não, o cara é gente boa, tal, tal, tal, é um cara sério. Mas outras coisas eu não tô sabendo. Não tá chegando até a mim. Por exemplo, não tão falando comigo. Aí eu te digo o seguinte: eu te peço desculpa porque realmente eu errei, porque ele quando me pediu esse favor eu poderia realmente ter falado contigo, mas tem tanto tempo que a gente não senta e não conversa que pra mim você não tava nem falando com ele. Eu não tô sabendo dessa articulação.

    Cachoeira: Olha, Jairo. É porque, assim mesmo, você tem que chegar perto de mim qualquer pedido dele. Cara, ele não vai fazer nada isolado. E outra coisa: com ele, daqui pra frente tem que ser na base da troca. Porque dessa forma tá te fortalecendo, fortalecendo o Dadá, fortalecendo eu, o Cláudio. Entendeu? Porque com ele, você sabe, ele não vai fazer nada procê. Ainda mais meter o pau no Dadá? Ah, vai pra puta que pariu, uai.

    Jairo: Pô, eu não tava sabendo, cara. Eu não tava sabendo. Mesmo. Eu peço desculpa pra você, pro Cláudio. Não admito. Sempre quando ele vem falar do Dadá eu não admito.. nunca admiti dele falar de Dadá ou de você. Nunca admiti. Não admito. Quando ele veio falar do Claudio eu só rasguei de elogio. Então aí realmente eu te peço desculpa, realmente eu errei. Eu deveria ter falado contigo realmente. Mas passei assim batido, sabe? Quando ele me chegou me abordou, me pediu, porra você trabalha aqui na parea você me conhece. conheço, tal. Não eu falei com eles, tal. Então tem como você ver isso pra mim? Eu falei: tem. Aí eu peguei esse negócio tão rápido. Ainda comentei com Dadá: pô o cara me pediu um negócio assim, assim, eu vou ajudar esse filho da puta porque tem que ficar perto dele, pra saber algumas coisas que ele anda me falando ai sobre o que interessa à gente. Mas passei assim batido, entendeu?

    Cachoeira: Pois é. Mas ele não vai soltar nunca nada pra você, o Jairo. Eu conheço o Policarpo, você conhece também. O Policarpo é o seguinte, ele pensa que todo mundo é malandro. E o seguinte, ele pensa que você e o Dadá trabalham pra ele, rapaz. Você sabe disso. Eu já cansei de falar isso pro Policarpo: ‘Policarpo, põe um negócio na sua cabeça, o Jairo e o Dadá não trabalham pra você. A gente trabalha no grupo. Então se tiver algum problema, você tem que falar comigo´. Já discuti com ele, você sabe disso, já presenciou eu falando com ele. Ele pensa que o Dadá, devido àqueles problemas que o Dadá teve, tinha de passar por ele sempre. Vai tomar no rabo. Nunca fez nada pra gente, rapaz. Que que esse cara já fez?

    Jairo: É, não, isso é verdade aí. Aí eu te peço desculpa cara, mas nunca foi negócio de trabalhar contra vocês, trabalhar contra o grupo, estar passando a perna em vocês e admitir que ele fale mal do Dadá. Isso aí nunca, nunca. Falo na frente dele. Nunca. Sempre falei, ´O, lá é meu parceiro, tal´ Os caras, sempre… Em lugar nenhum eu menti que sou amigo do Dadá, em lugar nenhum eu menti que sou teu amigo, entendeu? Não é falando não, mas porra hoje eu tenho até restrição na minha ficha devido a reportagem de Globo lá, que consta na minha ficha que eu disse que sou seu amigo. E quem me pergunta, eu falo. Então às vezes a gente erra aí, mas não é errando querendo sacanear não, é errando às vezes sendo burro realmente como você falou. Sendo burro.

    Cachoeira: Não. Tá tudo tranquilo. Agora, vamos trabalhar em conjunto porque só entre nós, esse estouro aí que aconteceu foi a gente. Foi a gente. Quer dizer: mais um. O Jairo, conta quantos foram. Limpando esse Brasil, rapaz, fazendo um bem do caralho pro Brasil, essa corrupção aí. Quantos já foram, rapaz. E tudo via Policarpo. Agora, o cara vai pensar que o Dadá trabalha para ele? Porque o Dadá não fez o que ele queria ele tem o direito de ficar chateado com o Dadá, rapaz? Um dia ele chegou perto de mim e falou assim: ‘Não, o Jairo eu gosto, mas aquele rapaz eu não gosto dele não. Aquilo é um malandro’. Vai tomar no cu. Ninguém trabalha para ele não, rapaz.

    Jairo: E nós não estamos aqui para ele gostar da gente ou desgostar. A gente tem uns objetivos que às vezes infelizmente tem que passar por ele. Mas não tem nada de ele gostar ou deixar de gostar. Mas realmente eu nunca admiti que ele falasse mal do Dadá na minha frente não, nunca aceitei. E eu não tava sabendo dessa situação toda que você me colocou agora, entendeu, de ele ter metido o pau no Dadá pro Claudio. Aí é sacanagem dele, entendeu? Aí mais uma vez eu peço desculpa aí, Carlinhos. Desculpa mesmo. Jamais eu tive a intenção de sacanear nada, de sacanear ninguém. Pelo contrário, entendeu?

    Cachoeira: Não, porque se fosse com você, ô Jairo, eu tomaria as mesmas dores. Agora, não é bom você falar isso com o Policarpo não, sabe. É só afastar dele, sabe? Você tem que afastar dele e a barriga dele doer, sabe? É isso que nós temos de fazer. Tem que ter a troca, ô Jairo. Nunca cobramos a troca.

    Jairo: Isso é verdade. De antemão ele está atrás de uma outra situação aí que veio me perguntar. Ou eu afasto dele ou se eu conseguir, aí eu te passo aí, tá? Mas, de antemão eu vou me afastar.

    Cachoeira: E fala pra ele, Jairo, na hora que ele falar com você: Ô, Policarpo, não vou ajudar mais não, sabe por que? Eu fiquei chateado aí, o Dadá está chateado com você porque você anda falando mal dele. O problema é que eu não trabalho para você, cara, eu não fico indo atrás das coisas para trabalhar pra você. Eu ganho algum centavo seu, Policarpo? Não ganho. Então o seguinte, na hora que eu pedi alguma coisa pra você, você nunca pôde fazer. Você nunca faz, você corre. Então você tem que pôr isso na sua cabeça. Quantas matérias nós já te demos, o grupo já te deu? Quantas? E você nunca fez nada em troca, cara.

    Jairo: Não. Beleza, beleza. A partir de agora eu vou me afastar dele. Apesar de ele ter um negócio aí de um retorno aí já antes dessa situação que você tá me colocando. Mas se eu colocar a mão nesse negócio, aí eu vou te entregar aí e tu decide o que faz aí.

    Cachoeira: Certamente, rapaz. Nós temos de ter jornalista na mão, ô Jairo. Nós temos que ter jornalista. O Policarpo nunca vai ser nosso. A gente vai estar sempre trabalhando para ele e ele nunca traz um negócio. Entendeu?

    Por exemplo, eu quero que ele faça uma reportagem de um cara que está matando a pau aqui, eu quero que eles façam uma reportagem da educação [!!!], sabe, um puta de um projeto de educação aqui [!!!].
    Pra você ver: ontem ele falou para mim que vai fazer a reportagem…
    .
    .
    Veja e Cachoeira:
    entenda as relações da revista
    com o crime organizado

    Por Aline Scarso, para o jornal Brasil de Fato

    A operação Monte Carlo, recentemente realizada pela Polícia Federal, foi responsável por trazer à tona evidências consistentes sobre como a revista Veja conseguiu organizar nos últimos anos um modus operandi eficiente, mas nada ético, que lhe rendeu uma série de furos jornalísticos.

    Duzentas ligações telefônicas, legalmente gravadas pela PF, mostram uma relação tortuosa, baseada em interesses de cunho político, econômico e editorial, entre o editor-chefe e diretor da sucursal de Brasília da Veja, Policarpo Junior – com a suposta anuência de Roberto Civita, dono da publicação e presidente do grupo Abril – e o contraventor Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, preso em fevereiro deste ano sob a acusação de chefiar uma quadrilha de exploração de jogos com máquinas caça-níqueis no estado de Goiás.

    Mirando o PT e os partidos aliados, a publicação sempre foi ferrenha opositora à chefia do governo federal e revelou casos e mais casos de corrupção, incluindo o esquema conhecido como “Mensalão”.
    Nem todos, diga-se de passagem, foram baseados em provas contundentes, mas reverberam no mundo jornalístico e tiveram um forte apelo eleitoral entre setores da classe média brasileira, leitora do semanário.
    Leia mais

    A Operação Monte Carlo, para além de elucidar a proximidade do senador Demóstenes Torres, trouxe também outras indagações, jogando luz a outros atores de Brasília. Indicam que por trás de diversos furos da revista Veja está o bicheiro Carlinhos Cachoeira.
    Relação antiga

    O contraventor teve notabilidade por encomendar a gravação em que aparece pagando propina a Waldomiro Diniz em 2002, quando este era presidente da Loterj, estatal de loterias do estado do Rio de Janeiro. Waldomiro era subchefe de gabinete da Casa Civil em 2004, quando a negociata veio à tona, e respondia pela acusação de propiciar vantagens na renovação de contrato entre a Caixa Econômica Federal e a transnacional de processamentos de loteria Gtech.
    Auxiliado por braços-direitos como o ex-funcionário da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), Jairo Martins, Cachoeira prestava uma ajuda fundamental a Veja, ao solicitar gravações que comprometiam adversários e repassá-las para Policarpo com exclusividade. “A gente tem que trabalhar com ele [o Policarpo] em grupo. Porque os grandes furos do Policarpo fomos nós que demos, rapaz”, revela o próprio bicheiro durante uma conversa com Jairo gravada pela Polícia Federal.
    “Policarpo mantinha uma relação promíscua com Cachoeira, uma fonte claramente não confiável, interessada em usar a revista para os seus interesses pessoais”, analisa o especialista em mídia e professor de Jornalismo da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, Laurindo Leal Filho. “Essa relação permitia benefícios dos dois lados: de um lado, Cachoeira querendo através da Veja atacar os seus inimigos. Do outro, a revista, por meio dele, atacava setores do governo do qual fazia oposição”, complementa.
    Demóstenes

    Um forte interlocutor entre os dois grupos era o senador Demóstenes Torres (ex-DEM/GO, atualmente sem partido) que, conforme revelou a PF, mantinha relações próximas com Cachoeira, e é acusado de usar o mandato para favorecer os interesses do bicheiro. Demóstenes, que ficou conhecido como um defensor da moral na política e foi o relator do projeto de lei Ficha Limpa, era fonte importante semanário.
    Desde que os conteúdos das gravações foram divulgados e revelado o esquema de vantagens de Cachoeira com Demóstenes e o governo de Goiás, a revista Veja dedicou poucas linhas para tratar do assunto, em clara contraposição ao posicionamento adotado em outros casos de corrupção. Nas últimas seis edições da revista, nenhuma capa tratou do tema. Assuntos como o mistério do Santo Sudário, jovens inovadores do mercado e as leis da atração amorosa, por exemplo, foram considerados mais importantes.
    Para o deputado federal Chico Alencar (Psol/RJ), uma CPI no Congresso Nacional que investigue as relações entre mídia e poder pode ser muito pedagógica à população. “O Demóstenes era uma grande fonte da mídia, ele foi preservado até quando foi possível. O próprio Cachoeira conhecia muito bem esse mundo da política, engabelava com uns, negociava com outros, e informava terceiros. Então ele era também uma fonte importante de uma imprensa que jogava com as notícias de acordo com o seu interesse. Uma CPI pode desvendar todas essas relações e como há vínculos entre a política dominante e mídia dominante”, afirma Alencar. O partido dele já protocolou um pedido de abertura de processo no Conselho de Ética do Senado para investigar a possível quebra de decoro parlamentar pelo senador Demóstenes.
    Encomenda

    A relação entre Policarpo e Cachoeira data de pelo menos 2004, quando o contraventor era investigado pela prática do jogo ilegal pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, por meio de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito). Na época, Policarpo assinou a matéria Sujeira para todo lado, em que repercutia a proposta de compra de votos de parlamentares da CPI por meio de propinas oferecidas por auxiliares de Cachoeira. Detalhe importante é que as gravações das propostas foram feitas pelos próprios auxiliares do bicheiro e entregues à revista. Serviram fundamentalmente para desmoralizar a investigação.
    Em 2005, Jairo foi responsável por entregar a Policarpo a fita que mostrava o então diretor da ECT (Empresa de Correios e Telégrafos), Maurício Marinho, recebendo uma propina de R$ 3 mil e cujo fato foi o primeiro do escândalo Mensalão. Segundo o jornalista Luis Nassif, a ação foi encomendada pelo lobbista Arthur Wascheck, apresentado a Jairo por Cachoeira.
    Com a queda de Marinho, Wascheck assumiu o controle da corrupção nos Correios. A máfia foi responsável por fraudes que resultaram no desvio de dezenas de milhões de reais e foi desvelada a partir da Operação Selo da Polícia Federal em 2007. Cinco pessoas foram presas: os funcionários dos Correios, Sérgio Dias e Luiz Carlos de Oliveira Garritano, e os empresários Antônio Félix Teixeira, Marco Antônio Bulhões e Arthur Wascheck, considerado o líder do esquema.
    Em entrevista dada ao jornal Correio Braziliense, o delegado Daniel França, que fazia parte do grupo de investigação, resumiu assim o esquema de corrupção mantido nos Correios: “Havia uma quadrilha na ECT, que foi desbaratada e afastada. A outra organização tomou o lugar dela. Assim como os traficantes fazem, quando saem, morrem ou são presos, acontece a mesma coisa no serviço público. Quando uma quadrilha sai, entra outra e começa a praticar atos ilícitos”.
    Parceria

    Sobretudo no caso de agora o posicionamento da Veja chamou a atenção para uma questão fundamental no que se refere ao exercício do jornalismo: o padrão do relacionamento entre o jornalista e sua fonte. O próprio Cachoeira avaliou a relação mantida com Policarpo como uma troca de interesses. Na mesma conversa com Jairo ele diz: “O Policarpo não faz favor pra ninguém e muito menos pra você. Não se iluda, não. (…) Com ele tem que ser uma troca. Não pode dar as coisas pra ele, igual você sai correndo pra fazer um favor pra ele, pega e dá de graça (…) E eu também não trabalho pro Policarpo. Eu já ajudei ele demais da conta. Entendeu? Demais da conta! Então, quando eu falo pra você é porque tem que trabalhar em grupo. Tudo o que for, se ele pedir alguma informação, você tem que passar pra mim as informações, uai”.
    De acordo com o professor Laurindo Leal, não há nessa relação um compromisso primordial com o interesse público, como deveria ser. “A Veja não tem muito escrúpulo de buscar qualquer tipo de fonte que se alinhe ao objetivo dela, há uma linha editorial que vai buscar em evidências frágeis informações que sustentem essa linha política”, avalia.
    O jornalista da revista Carta Capital Leandro Fortes também critica o posicionamento da Veja na relação mantida com Carlos Cachoeira e nos furos que deu. “Uma coisa é pegar grampo da PF e divulgar. Outra coisa é você utilizar produto de um crime, que é grampo ilegal feito por arapongas clandestinos, que é o caso do esquema do Cachoeira. Há um descolamento da ética na imprensa, virou um vale-tudo”, destaca.
    Por uma situação inescrupulosa entre jornalista e fonte, o centenário tablóide inglês News of the World, de Rupert Murdoch, foi fechado no ano passado depois de ser revelada uma associação direta entre jornalistas e a polícia investigativa da Inglaterra – a Scotland Yard, que dava informações exclusivas ao periódico em troca de dinheiro. No caso brasileiro, segundo Laurindo Leal, a concentração dos meios de comunicação e a falta de órgãos reguladores são entraves para que uma investigação mais séria nesse sentido possa acontecer.

    (http://www.pragmatismopolitico.com.br/2012/04/veja-e-cachoeira-entenda-as-relacoes-da-revista-com-o-crime-organizado.html)

    Leia também:
    ***Presidente do Grupo Abril vai à Brasília tentar blindar Roberto Civita (http://www.pragmatismopolitico.com.br/2012/04/presidente-do-grupo-abril-vai-a-brasilia-tentar-blindar-roberto-civita.html)
    ***Envolvimento da Veja com Carlinhos Cachoeira ganha destaque mundial nas redes sociais (http://www.pragmatismopolitico.com.br/2012/04/envolvimento-da-veja-com-carlinhos-cachoeira-ganha-destaque-mundial-nas-redes-sociais.html)
    ***O ARAPONGA E O REPÓRTER (https://sites.google.com/site/luisnassif02/ocasomaur%C3%ADciomarinho)
    .
    .

Manuel Henrique

25/06/2013 - 18h03

Mais umas informações para juntar com as do Marcio Gaspar: no google, o site do tal instituto geração de valor agora aparece em construção. Mas é possível vasculhar e chegar a atalhos, como o http://www.inspirandosucesso.com.br/geracao-de-valor, com videos produzidos ou promovidos pelos tal instituto. Não consegui abrir, mas sugiro que o Viomundo investigue mais. A relação de vídeos indica algumas parcerias do Flavio Augusto, como Marcos Mion, Augusto Cury e um tal de Jullyan Damasceno (http://www.slideshare.net/JullyanDamasceno)

E mais: vejam as camisetas
http://waves.terra.com.br/surf/fotos/protesto-brasileiros-no-hawaii/59258

Responder

FrancoAtirador

25/06/2013 - 17h46

.
.
Está explicado o mote do ‘Change BraZil Movement’:

MAIS DINHEIRO PARA A [ABRIL] EDUCAÇÃO
.
.
Flavio Augusto da Silva*
Proprietário

“No dia 7 de fevereiro, o Grupo Ometz foi adquirido pela Abril Educação, uma das maiores empresas de mídia do Brasil.

Hoje, Mr. da Silva* ainda lidera o Grupo Wise Up e é também o terceiro maior acionista da Abril Educação.

Como parte da aquisição, Mr. da Silva* vai supervisionar o desenvolvimento das operações da Abril Educação em todo o mundo.”

[Movimento ‘Espontâneo’!?!: (https://www.facebook.com/ChangeBrazil/posts/414566198657356). Sugestão para a PF e a ABIN: click em ‘Ver mais’]
.
.
ESTADÃO

11 de outubro de 2011 | 6h17
Redação

Empreendedor de sucesso:
Flavio Augusto da Silva*, do Ometz Group

A coragem para correr riscos marcou o início da bem sucedida carreira de FlavioAugusto da Silva, que aos 39 anos preside o Ometz Group, holding com 16 empresas, entre elas a escola Wise Up, seu primeiro empreendimento, lançado em 1995.

Com apenas 23 anos, Silva decidiu lançar um projeto inovador com o objetivo de, em 18 meses, dar fluência na língua inglesa a adultos.

”Com esse projeto promovemos uma verdadeira revolução no ensino de inglês no Brasil”, afirma o empresário.

Para fundar a Wise up, usou R$20 mil de seu cheque especial, com juros de 12% ao mês.

“Apesar de não ter nenhum capital, eu tinha muita experiência na captação de alunos e na divulgação de cursos.”

A holding presidida pelo empresário tem atualmente mais de 500 unidades em 14 estados, além de seis unidades na Argentina, 13 em Bogotá (Colômbia) e três nos Estados Unidos.

Em 2010, o Ometz Group teve faturamento de R$ 130 milhões. As escolas de inglês Lexical, You Move e Gogetter, também fazem parte do grupo.

Sentindo-se realizado como empresário, Silva resolveu investir em ações sociais criando, em 2008, o Instituto Geração de Valor, com sede em Curitiba.

Numa das ações, o instituto captou R$ 100 mil entre empresários para as vítimas das chuvas na região serrana do Rio de Janeiro.

A partir de 2010, o empresário carioca que mora em Miami decidiu aliar as ações do Geração de Valor às mídias sociais.

”Quero compartilhar meu conhecimento e produzir conteúdos para inspirar e motivar os jovens a empreender.“

Segundo o empresário, muitas vezes o que falta para o jovem é incentivo e um referencial mais elevado.

“É preciso abrir a mente do jovem e encorajá-lo a criar seu próprio negócio.“

Partindo dessa premissa, Silva passou a usar Twitter, Facebook e YouTube para interagir com esse público. [!!!]

”O resultado de engajamento excede qualquer expectativa, é surpreendente”, revela.

Silva já conquistou mais de 214 mil seguidores no twitter.

“No YouTube temos oito vídeos postados com entrevistas mensais, que realizo com empresários, nas quais procuro mostrar como eles se tornaram profissionais bem sucedidos. Cada vídeo tem em média 600 mil views.”

É no Facebook, entretanto, onde navega cerca de uma hora por dia, que tem interagido diretamente com o público.

“A página do Geração de Valor criada há três meses já tem 15 mil membros. Essa comunicação me dá um prazer muito grande e a resposta tem sido incrível.”


Empreendedor de sucesso:
Flavio Augusto da Silva, do Ometz Group

(http://blogs.estadao.com.br/sua-oportunidade/empreendedor-de-sucesso-flavio-augusto-da-silva-do-ometz-group)
.
.
Leia também:

(http://colunas.revistaepoca.globo.com/felipepatury/tag/ometz-group)

(http://blogs.estadao.com.br/link/na-internet-atos-mobilizam-136-milhoes)

Responder

    walfredo

    26/06/2013 - 04h18

    Taí, a cara do Brazil de sucesso que quer manter cativo o Brasil.

abolicionista

25/06/2013 - 17h41

A Dilma acordou! A direitona engoliu em seco a proposta da presidenta. Agora é continuar nas ruas para efetivar as reformas.

Responder

renato

25/06/2013 - 17h33

Estes dois caras estão ganhando uma baba.
Shuazeneger, deveria fazer uma visita a eles.
Perguntar se eles estão se dando bem, mas que
não venha ao Brasil que aqui tem um deputado
com uma proposta de transforma-los em Gays….
ou é o contrário…?

Responder

trombeta

25/06/2013 - 17h24

Há dias estou alertando a existência de grupos estrangeiros atuando no país em conexão com os golpistas de dentro.

Impressiona o grau de interesse e conhecimento de jornais britânicos e norte-americanos sobre o Brasil nos últimos meses, eles abastecem o jornal deles na maioria esmagadora das vezes com notícias negativas do país e do governo federal, além claro de fornecer manchetes para os veículos brasileiros.

O The Guardian chegou a oferecer um link colaborativo (divulgado pelo portal TERRA) para a ‘moçada apartidária’ baixar o sarrafo na esquerda.

Para os ingênuos e aqueles que não tem ideia da importância do Brasil no cenário econômico e geopolítico tudo isso é paranoia mas posso assegurar que tá cheio de urubu de olho no nosso petróleo, na copa, nas olimpíadas e sobretudo em re-colonizar a américa latina a partir da queda do governo progressista brasileiro.

Responder

    FrancoAtirador

    25/06/2013 - 18h54

    .
    .
    Há tempos, tenho essa mesma impressão.

    Hoje, muito mais do que ontem,

    O Brasil tem importância fundamental

    na geopolítica da América Latina.

    Se eles {re]conquistarem o BraSil

    (e estão quase conseguindo o feito)

    destroem o movimento bolivariano.

    É disso que se trata, no momento.
    .
    .

    Mário SF Alves

    26/06/2013 - 11h42

    A tempos?!! Pra mim ficava a impressão de que você sempre soube disso. Afinal, não bastasse a realidade, o golpe de 64, os dilemas da consolidação da Democracia e o momento atual, tá tudo lá no Veias Abertas da América Latina. Né, não?

    FrancoAtirador

    26/06/2013 - 13h55

    .
    .
    Pô, Mário!

    Isso é hora de fazer provocação!

    A História é uma Ampulheta Gigante

    que conta o Tempo em Séculos.

    O Imperialismo Norte-Americano

    não faz tanto tempo assim.
    .
    .

    Luís Carlos

    25/06/2013 - 19h36

    Pleno acordo.

Paulo Agostinho

25/06/2013 - 17h15

Pois é, a contra-revolução cubana atua a partir de onde mesmo? E financiada por quem? E apoiada por quem? Repito o que disse outro dia seguindo o Tijolaço, que por sua vez citava o velho Briza: até parece que a CIA fechou! Claro, eles sempre contam com uns oportunistas dispostos à trairagem.

Responder

Luís Carlos

25/06/2013 - 17h00

Claro, do Grupo Abril… …e depois, “não tem golpe”?

Responder

anderson

25/06/2013 - 16h56

segue denuncia:
http://www.novojornal.com/politica/noticia/o-que-o-governo-de-minas-nao-quer-que-o-brasil-veja-25-06-2013.html
O que o Governo de Minas não quer que o Brasil veja
Enquanto nos demais Estados a imprensa mostra as faixas e cartazes dos manifestantes, em Minas só aparecem imagens panorâmicas e de longe
Diversas reportagens do Novojornal vem há anos denunciando a censura imposta pelo Governo de Minas sobre a imprensa regional e até mesmo nacional, uma prática negada e que já deveria ter sido objeto de investigação e até mesmo punição, o que até o momento não se tem notícia de ter ocorrido.

Porém, nos últimos 15 dias o Governo de Minas resolveu abandonar a sutileza e vem policiando e monitorando as imagens que são capturadas por repórteres e até mesmo manifestantes, evitando que as que contenham críticas ao senador Aécio Neves sejam divulgadas.

Evidente que tal estratégia não surtiria efeito se não contasse com a cooperação dos veículos da imprensa. O que pretendem é evitar que o país tome conhecimento que os manifestantes mineiros além de mostrar sua insatisfação com as altas tarifas de ônibus, a corrupção e gastos com a Copa, vem demonstrando insatisfação e crítica contra o ex-governador e atual senador por Minas Gerais, Aécio Neves.

Propagado pela imprensa como o grande líder político do Estado, o senador Aécio Neves no primeiro teste fora do Rádio da TV e das páginas dos jornais e revistas, ou seja, no mundo real, transformou-se em sinônimo de corrupção e centro das críticas nas manifestações populares.

Se no passado o senador conseguiu com seu prestígio eleger o prefeito da capital mineira, hoje tal tarefa seria impossível se a pretensão fosse até mesmo para um vereador. Principalmente porque o senador desde o início das manifestações abandou Minas Gerais, deixando de mediar ou até mesmo defender os manifestantes mineiros que o elegeram.

Em Belo Horizonte, Aécio Neves tem passado apenas por cima, de avião, de Brasília rumo ao Rio de Janeiro. Atualmente crítico das obras da Copa do Mundo esqueceu-se que foi o grande incentivador das mesmas. Até pouco antes das manifestações contrarias Aécio comparecia a todos os eventos apresentando-se como o responsável pela conquista da reforma do Mineirão.

Matéria no sítio da CBF em 25.04.2013 demonstra tal fato:

“O presidente da CBF, José Maria Marin, participou do descerramento de uma placa no hall do Mineirão em que a Federação Mineira de Futebol e os desportistas mineiros homenagearam o senador Aécio Neves pela obra de reforma e modernização do estádio iniciada na sua administração, em 2010, quando governador.

Marin participou da cerimônia juntamente com Aécio Neves, o governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, o prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, e o presidente da Federação Mineira, Paulo Schettino. O presidente da CBF destacou a contribuição de Aécio Neves na modernização do Mineirão e no benefício não só ao futebol de Minas como brasileiro.

“Estou orgulhoso em participar desse ato no Mineirão, que será palco de jogos da Copa das Confederações e da Copa do Mundo e que está agora dentro de um padrão à altura do futebol pentacampeão do mundo. Para que isso acontecesse, a participação do senador Aécio Neves foi decisiva, como desportista que ama o futebol, e sobretudo como um governante preocupado com ações positivas para toda a sociedade. Estão todos, o senador e os mineiros, de parabéns”.

O presidente da CBF presenteou Aécio Neves com uma camisa que simboliza à perfeição o país do futebol que mais venceu no mundo uma réplica da azul com que a Seleção Brasileira derrotou a Suécia por 5 a 2 na final da Copa do Mundo de 1958 e conquistou assim o primeiro dos seus cinco títulos.

“Foi com essa camisa que tudo começou”. A Seleção Brasileira iniciou com esta bela camisa a sua trajetória de conquistas que encantou o mundo. Nada mais justo que entregá-la como um presente e uma forma de agradecimento.

Aécio Neves ficou muito feliz com o presente. Abriu um largo sorriso, em uma cena própria de um torcedor que acabara de ganhar um troféu. Ele contou que, como apaixonado por futebol, se sentia honrado em ter agora uma camisa que tanto representa para o povo brasileiro.

“Presidente Marin, muito obrigado. Sou desde criança um torcedor apaixonado, de frequentar o Mineirão com meu pai. Aqui, neste estádio, que tem tanta história, vivi grandes momentos, tive muitas alegrias”.

E aproveitou para brincar com o governador Antonio Anastasia, que é torcedor do Atlético Mineiro.

“Com certeza, muito mais alegria do que o governador!”

O senador agradeceu também ao presidente Marin a realização do amistoso Brasil x Chile e destacou a excelência do Mineirão, um estádio moderno, que está pronto para receber os torcedores brasileiros e de todo o mundo na Copa das Confederações (três partidas, sendo uma semifinal) e na Copa do Mundo (seis partidas, uma semifinal)”.

Vídeo que comprova a repressão da PM contra a filmagem das manifestações.

Responder

Stedile: "Rede Globo e empreiteiras se apropriaram dos gastos exagerados da Copa" - Viomundo - O que você não vê na mídia

25/06/2013 - 16h50

[…] #changebrazil: Leitores estranham conexões do “movimento” […]

Responder

Valmont

25/06/2013 - 16h37

Vejam de onde veio o mote O Gigante Acordou. Da TFP, de 1964!

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=qwYS5tKVZ2Q

* TFP – Tradição, Família e Propriedade – organização FASCISTA dirigida por Plínio Salgado, líder do movimento integralista.

É mole?

Esse Godzilla é um ZUMBI FASCISTA!

Responder

    eduardo

    28/06/2013 - 02h04

    ACHEI MUITO INTERESSANTE O VIDEO E AFIRMO, QUE NÃO É COINCIDENCIA. AGORA TENHO CERTEZA QUE É A DIREITONA EM SUA EXPRESSÃO MAIS CONSERVADORA.MAS O FUNDADOR E PLINIO CORREIA, PLINIO SALGADO ERA OUTRO FDP,ERA INTEGRALISTA. TODOS OS DEMÔNIOS S E CHAMAM PLINIO.

Bonifa

25/06/2013 - 16h26

Um golpe globalizado. Muita grana no exterior sendo gasto para estimular o golpe, que evidentemente traria como retorno um lucro fabuloso, já que americano não joga um único centavo fora. Com a palavra os militares do Brasil, acreditamos que isto é da alçada deles, que devem ter instrumentos modernos para catalogar e analisar estas agressões cibernéticas, para defesa da Pátria e de sua Democracia.

Responder

Neide

25/06/2013 - 16h14

O governo deve investigar esse grupo e responsabilizá-los por danos a moral do nosso País

Responder

Rodrigo

25/06/2013 - 16h12

Olhem o boné das pessoas no protesto em Honolulu

http://waves.terra.com.br/surf/fotos/protesto-brasileiros-no-hawaii/59258

Responder

Rodrigo

25/06/2013 - 15h34

Olha só que interessante o boné das pessoas neste protesto super politizado que tomou conta dos brasileiros no Havaí.

Responder

H.92

25/06/2013 - 14h22

“Terceiro maior acionista da Abril Educação…”

Já exalava um cheiro ruim antes, agora começa a aparecer de onde vem a podridão!

Responder

Roberto Locatelli

25/06/2013 - 13h56

Toda essa “mobilização” de mauricinhos e patricinhas é comandada e coordenada pelo Tio Sam.

Resta saber se certos partidos “de esquerda” (PSOL, PSTU, PCO) ficarão a favor do plebiscito proposto por Dilma ou do golpe de estado proposto pela oposição.

Responder

    Luiz

    25/06/2013 - 19h02

    Pessoal, isso é uma grande operação de marketing. Os caras são bons. A forma como sequestraram o movimento do MPL que, coitados, são bem ingênuos, foi exemplar – quanta gente despolitizada não repete agora essas palavras de ordem. Pensem como o “vem pra rua contra o aumento” virou “vem pra rua contra o governo” já na segunda-feira espetacular dos centenas de milhares nas ruas de São Paulo (e, mesmo que o Alckimin tb estivesse incluído nos banners que pediam impeachement, o foco logo mudou para o governo federal). A “esquerda” continua engatinhando e se vendendo barato. Creio que, antes de ser golpe, foi um tiro que saiu pela culatra. E o Gaspari até já apontou a receita: Barbosão como opção numa coligação da direita, moralista, pra botar ordem na casa. Não estamos em 64. Hoje, tudo o que é preciso é pseudoativismo digital e uma boa campanha de marketing… princípio viral, potencializando a ignorante indignação generalizada. Outra: a Dilma escorregou na ideia da constituinte – foi um presente para a oposição e o FHC, não obstante ter apresentado proposta similar no passado, já saiu apontando o golpe bolivarista (ele está em todo o canto agora! Na folha, na band, na cbn, na globo…). Enfim… de repente é só paranoia…

    FrancoAtirador

    25/06/2013 - 20h38

    .
    .
    Caro Luiz.

    Por experiência, afirmo-te:
    Não é paranóia.
    Fizeste a leitura correta.
    Eles vêm pra cima
    com o anticomunismo
    e o ‘Duce Fuhrer’
    Salvador da Pátria.
    .
    .

    Mário SF Alves

    25/06/2013 - 20h53

    A Presidenta Dilma não falou e não agiu em função dele (s). E é aí que a coisa pega.

Paulo ETV

25/06/2013 - 13h55

será a conexão tão direta assim com o esquema de corrupção da Veja-Abril?

aposta na “falta de provas ” como sempre?

Responder

Alexandre Aguiar

25/06/2013 - 13h17

Tenho pena do capeta. Dizem que de boa intenção o inferno está cheio. Imagine estes bem intencionados fazendo propaganda do abismo eterno.

Responder

Márcio Gaspar

25/06/2013 - 13h15

Segundo o Blog do Estadão o Flavio Augusto da Silva “é um empreendedor de sucesso”. O próprio Flavio Augusto da Silva diz “Apesar de não ter nenhum capital, eu tinha muita experiência na captação de alunos e na divulgação de cursos.” Isso mostra que tem experiência em divulgar informações.
Continua no Blog do Estadão: “Sentindo-se realizado como empresário, Silva resolveu investir em ações sociais criando, em 2008, o Instituto Geração de Valor, com sede em Curitiba. Numa das ações, o instituto captou R$ 100 mil entre empresários para as vítimas das chuvas na região serrana do Rio de Janeiro.
A partir de 2010, o empresário carioca que mora em Miami decidiu aliar as ações do Geração de Valor às mídias sociais. ”Querocompartilhar meu conhecimento e produzir conteúdos para inspirar e motivar os jovens a empreender. “
Segundo o empresário, muitas vezes o que falta para o jovem é incentivo e um referencial mais elevado. “É preciso abrir a mente do jovem e encorajá-lo a criar seu próprio negócio. “
Partindo dessa premissa, Silva passou a usar Twitter, Facebook e YouTube para interagir com esse público. ”O resultado de engajamento excede qualquer expectativa, é surpreendente”, revela. Silva já conquistou mais de 214 mil seguidores no twitter.
“No YouTube temos oito vídeos postados com entrevistas mensais, que realizo com empresários, nas quais procuro mostrar como eles se tornaram profissionais bem sucedidos. Cada vídeo tem em média 600 mil views.”
É no Facebook, entretanto, onde navega cerca de uma hora por dia, que tem interagido diretamente com o público.
“A página do Geração de Valor criada há três meses já tem 15 mil membros. Essa comunicação me dá um prazer muito grande e a resposta tem sido incrível.” O governo tem que investigar isso.
http://blogs.estadao.com.br/sua-oportunidade/empreendedor-de-sucesso-flavio-augusto-da-silva-do-ometz-group/

Responder

Deixe uma resposta