VIOMUNDO

Vagner Freitas: Globo informa de forma criminosa sobre o imóvel que comprei da Bancoop

31 de janeiro de 2016 às 14h02

vagner88647

Globo mente e ataca os trabalhadores

Vagner Freitas, presidente Nacional da CUT, via assessoria de imprensa

É lamentável que a imprensa use a liberdade de expressão, conquistada depois de muitas torturas e mortes de dezenas de companheiros e companheiras que lutaram contra a ditadura, para criminalizar lideranças dos movimentos de esquerda brasileiros.

Não é crime comprar um apartamento de classe média, em um bairro de classe média por meio de uma cooperativa criada para ajudar trabalhadores e trabalhadoras a realizar o sonho da casa própria, como o jornal O Globo deste domingo, 31 de janeiro, insinua que fiz.

Não é crime trabalhar durante anos para quitar um imóvel.

Não é crime demorar para ir ao cartório para passar a escritura para o seu próprio nome.

Lamentavelmente, O Globo, um jornal de grande circulação nacional, dá a informação sobre o imóvel que comprei da Bancoop de forma criminosa.

No texto da matéria, sou tratado como “um dos investigados” pelo Ministério Público de São Paulo. Qual o crime? Se foi o de comprar e quitar religiosamente todas as parcelas de um apartamento da Bancoop, centenas de pessoas cometeram o mesmo crime.

A relação que o Globo tenta fazer é que é criminosa. Não recebi favores e tenho todos os comprovantes de pagamento para provar isso. Não fiz nada de ilegal. Trabalho e pago minhas contas desde os 16 anos. Não tenho qualquer relação com a OAS nem com qualquer outra empreiteira ou empresa. Soube pelo Globo que estou entre os investigados. Investigado por quê? Como o jornal sabe disso e eu, não. Nunca recebi qualquer intimação do Ministério Público.

Não podemos aceitar que as suspeitas infundadas dos promotores e as acusações levianas da imprensa sejam tratadas como verdade. O fortalecimento da democracia, com dignidade e respeito à justiça e aos trabalhadores e trabalhadoras do Brasil sempre será nossa luta e nenhuma ameaça ou constrangimento ilegal vai nos tirar deste caminho.

Leia também:

Lula divulga todos os documentos do Guarujá 

Investigação VIOMUNDO

Estamos investigando a hipocrisia de deputados e senadores que dizem uma coisa ao condenar Dilma Rousseff ao impeachment mas fazem outra fora do Parlamento. Hipocrisia, sim, mas também maracutaias que deveriam fazer corar as esposas e filhos aos quais dedicaram seus votos. Muitos destes parlamentares obscuros controlam a mídia local ou regional contra qualquer tipo de investigação e estão fora do radar de jornalistas investigativos que trabalham nos grandes meios. Precisamos de sua ajuda para financiar esta investigação permanente e para manter um banco de dados digital que os eleitores poderão consultar já em 2016. Estamos recebendo dezenas de sugestões, links e documentos pelo [email protected]

R$0,00

% arrecadado

arrecadados da meta de
R$ 20.000,00

90 dias restantes

QUERO CONTRIBUIR
8 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Antonio

03/02/2016 - 10h48

Vejo que o juízo no Brasil, volta a andar na frente das provas, dos fatos e do bom censo, como nos velhos tempo de da brutal ignorância, em que se queimava, torturava e matava subversivo e ateus.
Voltamos ao espojadouro, estamos a comer o próprio vômito.

Responder

sil

01/02/2016 - 21h43

Vamos pra rua!

Responder

Saulo

01/02/2016 - 11h06

ok, me responda o seguinte.

Por que milhares de bancarios pagaram e nao levaram?

Por que apenas alguns “sortudos”, como vc (coincidentemente presidente da CUT), Vaccari e familiares, e Lula conseguiram unidades. “Obra do destino”?

Responder

Guilherme Ferreira

31/01/2016 - 18h34

Gostaria de saber quanto o governo gasta em publicidade nos veículos de (des)informação que insistem em criminalizar os partidos da base aliada, desestabilizar o governo, envenenar a população.

Responder

roberto

31/01/2016 - 18h23

Os Marinho moram em choupanas cobertas de feno,com paredes de lata de óleo.
Todos os funcionários deles e do resto da imprensa muquirana brasileira ,moram na rua ,juntamente com seus animais de estimação,cobertos de piolhos.
O Moro, pede esmola numa esquina de Curitiba, e o Consentino já foi flagrado bebendo um resto de cachaça numa caçamba de lixo.
Esse é padrão deles, portanto quem estiver pensando em comprar uma casa, é LADRÃO, a Justiça vai mandar prender,antes avisando a globo, com um celular que roubaram de um transeunte.

Responder

    Helena/S.André SP

    31/01/2016 - 20h58

    Que nada! Os Marinhos construíram uma casa, numa área da Mata Atlântica perto de Paraty, que a lei preserva para manter intocada sua ecologia, segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Até um juiz mandou derrubar a tal casa em 2010, mas pelo jeito isso não aconteceu. Pois é, os Marinhos mandam no Brasil conseguindo até burlar a lei para construir uma suntuosa casa. Isso foi denunciado no blog DCM do jornalista Paulo Nogueira.

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-triplex-do-lula-versus-a-casa-dos-marinhos-numa-ilha-por-paulo-nogueira/

CaRLos

31/01/2016 - 16h00

Quanto ao esclarecimento do Instituto Lula, preparem-se, porque irão criar algo novo. Somente as ruas podem resolver isso.

Responder

CaRLos

31/01/2016 - 15h55

Não é possível, a ditadura “legalista” está pegando todos que são de esquerda, principalmente as lideranças. Precisamos sair às ruas, como na diretas, pela liberdade de professar a pluralidade partidária. Ganhem nas urnas.

Responder

Deixe uma resposta