VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas
Cartas de Minas

NaMaria: Desde 2004, PSDB paulista gastou R$ 250 milhões com a mídia (quase tudo sem licitação)

14 de outubro de 2010 às 19h37

Captura de Tela 2016-06-19 às 13.36.43

por Conceição Lemes

Transparência é sine qua non em todo negócio público.

Uma das formas de garanti-la é a licitação, quase sempre obrigatória.

Mesmo nas situações excepcionais em que é dispensável, o contrato da minuta tem de estar disponível, on-line, para consulta.

O descumprimento dessas normas tem de ser denunciado, é óbvio.

Rápida busca no Google revela que denúncias nesse setor (às vezes improcedentes) geralmente ganham destaque na velha mídia quando envolve pessoas e órgãos ligados ao governo federal ou aos aliados da base de sustentação do presidente Lula.

Essa mesma mídia, no entanto, silencia sobre as benesses que recebe da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo (SEE-SP), via Fundação para Desenvolvimento da Educação (FDE), pela venda de apostilas, jornais, revistas, livros.

“Desde 2004, especialmente de 2007/2008 em diante, a FDE pagou no mínimo R$250 milhões (R$248.653.370,27) [valores não corrigidos] à Abril, Folha, Estadão, Globo/Fundação Roberto Marinho”, denuncia NaMaria, do NaMaria News , ao Viomundo. “A maioria sem licitação.”

“As vendas maciças desse papelório à FDE coincidem com o apoio crescente da mídia à candidatura José Serra e apoio ao PDSB”, observa NaMaria.

“As publicações são apenas cortina de fumaça. Uma desculpa perfeita, pois com dinheiro do FNDE podem-se comprar tais coisas. Porém, o que a FDE comprou, de verdade, foi a palavra nesses espaços.”

“Em São Paulo, à custa da educação pública estão se construindo inúteis ‘escolas de papel’”, nota NaMaria.

“Afinal, esse papelório é dispensável e o destino, o lixo. Quem não se lembra dos Cadernos do Aluno, caríssimos, feitos em editoras como a Plural (da Folha), Ibep, Posigraf, FTD, que foram encontrados em caçambas de lixo, e dos que tinham o mapa da América do Sul com dois Paraguais?”

“Quase todo o dinheiro da compra de jornais, revistas, apostilas, inclusive daquelas mochilas que o Serra alardeia nas propagandas, vem do FNDE”, revela NaMaria. “Mas a SEE-SP e a FDE omitem, fazem bonito com os donos da mídia com o chapéu do governo federal. As compras estão dentro da lei, mas será que são relevantes?”

Por exemplo, para a Editora Abril/FundaçãoVictor Civita foram entregues R$ 52.014.101,20 para comprar 4.543.401 exemplares de diferentes publicações.

Com esse dinheiro, poderiam ser construídas quase 13 escolas ou 152 salas de aula novinhas, com capacidade para mais de 15 mil alunos nos três períodos – considerando que uma escola com 12 salas custe R$ 4,1 milhões e cada sala cerca de R$340 mil.

FNDE é o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, vinculado ao Ministério da Educação e Cultura (MEC).

A FDE-SP, criada para cuidar da construção e infraestrutura escolar, cresceu demais, adquiriu poderes imensos, virou um buraco negro.

Exceto a folha de pagamento, passa por aí desde o dinheiro para a compra de papel higiênico (suprimentos), merenda, material didático, mobiliário escolar, kits escolares (mochila, cadernos etc.), projetos pedagógicos, capacitações até o destinado para aquisição de computadores e softwares.

“A FDE sequer publica no Diário Oficial (DO) a justificativa de suas compras que dispensam de licitação”, condena NaMaria.

“Até hoje encontrei poucas. Por exemplo: assinaturas do Diário Oficial, feitas pelas Diretorias de Ensino, locações de imóveis, serviços emergenciais de limpeza escolar. Mesmo assim incompletas. Outras secretarias até publicam, a Educação, não. Não é piada?”

O NaMaria News existe há um ano e meio. A “dona” é uma web-pesquisadora muito dedicada e competente, com faro finíssimo para descobrir desmandos na educação pública, principalmente os praticados pelo PSDB de São Paulo. A veracidade e excelência do seu trabalho são tamanhas que NaMaria hoje é referência.

NaMaria é uma só. Mas, por meio das redes, vira uma legião capaz de chegar a qualquer canto do Brasil.

Por isso, neste segundo turno da eleição presidencial, o Viomundo entrevistou-a, para entender melhor os meandros dos negócios dos tucanos na área educacional.

Afinal, a Secretaria da Educação Estadual de São Paulo é uma das maiores empresas públicas do mundo: tem 4.449.689 de alunos (matrículas 2009), 278.443  professores ativos (comprove aqui) e execução orçamentária recorde em 2009 de R$ 1.9 bilhão (Relatório FDE).

Viomundo – Vou começar com a pergunta que todo mundo gostaria de fazer a você: como descobre tudo isso?

NaMaria – (Risos)…lendo o Diário Oficial de São Paulo. Lá temos drama, suspense, ação, ficção científica, mistério. E um pouco da realidade, que não faz mal a ninguém. Vai dizer que a notícia dada no DO de que o Alckmin, quando governador em 2003, acabaria com as enchentes do Tietê não é ficção? E que saiu por quase um bilhão de reais, com dinheiro japonês, não é de matar de emoção? Só é.

O Diário Oficial também tem muita diversão. É como se eu me movesse num enorme labirinto. Por exemplo, eu chego lá com o número de um contrato ou o nome de algum personagem histórico do mundo dos negócios. Eu tenho de seguir o rastro dele, atentando às mínimas pistas, para reconstruir as tramas. Às vezes ao “caçar” compras de jornais e revistas sem licitação, acho um contrato recém-assinado, milionário, com empresa de aluguel de computadores ou serviço de lanches, prestação de serviços em eventos.

Sem dúvida, o DO (risos, de novo) é o melhor jornal de todos os tempos. Parece ser o único que fala alguma verdade – mesmo que por outras vias. Há também os leitores que nos enviam sugestões de pesquisa, denúncias, perguntas interessantes.

Viomundo – Qual o seu diagnóstico da educação pública em São Paulo?

NaMaria – Quem mora em outro estado e vê a propaganda, acha que a nossa educação vai muito bem. Tremenda ilusão. A propaganda é bonita mas pura mentira. A educação vai péssima. O fracasso pedagógico está claríssimo. Basta conversar com pais, alunos e professores. As escolas públicas paulistas são protótipos caros de cadeias e túmulos de sonhos. As crianças e os jovens que as frequentam são o que menos importam aos gestores. Idem os professores.

Viomundo – São Paulo é o estado mais rico da federação, a Secretaria de Educação tem muito dinheiro. Por que os resultados práticos são tão ruins?

NaMaria — Dinheiro não significa qualidade. E dinheiro mal empregado, pior ainda. É a máxima do menos é mais, só que ao avesso. O fracasso pedagógico decorre da filosofia implantada aqui: a nossa educação é baseada em negócios.

Viomundo – Esse modelo começou com o Serra na Prefeitura?

NaMaria —  A filosofia, não. Mas a relação desse modelo de negócio com a mídia, sim. Muitos dos meganegócios, prestações de serviços, projetos “pedagógicos”, empresas ganhadoras e práticas atuais da FDE tiveram berço com Serra quando prefeito de São Paulo.

Viomundo – Comecemos pela filosofia.

NaMaria — A educação baseada em negócios começou em Brasília, no governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), quando Paulo Renato de Souza era ministro da Educação (1995 a 2001). Vários membros da equipe abriram empresas quando saíram do governo e passaram a vender serviços para o próprio governo. O próprio Paulo Renato montou a PRS Consultoria.  A Veja, parceira visceral da SEE-SP, já no início da década de 90 fazia elogios rasgados à política educacional do Paulo Renato.

Em janeiro de 2005, quando o Serra se tornou prefeito, muitos deles vieram para cá para  implantar o projeto de negócio em educação.

Em dezembro de 2007, já com Serra governador de São Paulo, o projeto aparece no estado. A secretária de Educação era Maria Helena Guimarães de Castro, ex-MEC e ex-secretária de Educação do Distrito Federal, do então governador José Roberto Arruda.

Daí, veio também para a SEE-SP a Iara Glória Areias Prado, ex-secretária-adjunta de Educação da Prefeitura, ex-assessora na empresa PRS do Paulo Renato, esposa do “homem das pesquisas”Antônio de Pádua Prado Júnior, o Paeco, cuja empresa APPM tem significativos clientes, entre eles a agência Lua Branca, do Luiz Zinger González, o marqueteiro atual do Serra, cuja mesma agência fez trabalhos caríssimos para o Paulo Renato na SEE e que também é Conselheiro Consultivo da Fundação Mário Covas.

Veio ainda  a Cláudia Aratangy, hoje Diretora de Projetos Especiais no lugar da Iara Prado, que exerce outras funções poderosas. Veio a Guiomar Namo de Mello, que também é executiva da Fundação Victor Civita, é diretora da EBRAP – Escola Brasileira de Professores, conselheira na Sangari Brasil, está dentro da SEE/FDE – tendo sido contratada não pela Educação, mas através da FUNDAP Fundação do Desenvolvimento Administrativo –  (ver também a Resolução SE – 79, de 3-11-2009) –; é da equipe executora dos Cadernos dos Professores “Gestão do Currículo na Escola” 20082010 e por aí vai. Daí tem também a Maria Inês Fini, Zuleika de Felice Murrie e depois Eliane Mingues, entre outros.

A lista é imensa, podemos ficar aqui uma semana enumerando-os. Detalhe: todos da turma do Paulo Renato dos tempos de MEC. Desde 2009, Paulo Renato é o secretário da Educação do Estado de São Paulo.

Viomundo – Você disse que muitas das práticas atuais da FDE tiveram início com Serra quando prefeito…

NaMaria – Te dou um exemplo. A Central de Atendimento da FDE é feita pela Call Tecnologia e Serviços, que chegou na Prefeitura de São Paulo, em abril de 2006, para fazer a Central 156. A Call foi parar, via licitação, na Educação de SP em março de 2009, para fazer um serviço que já era feito pelos funcionários da FDE: atender as chamadas telefônicas, orientar os usuários etc..

Mas o Paulo Renato e o Serra acharam por bem ter uma “empresa terceirizada mais profissional” para o serviço, para agilizar. Só que um tanto mais cara também: algo como R$ 3.984.000,00 (contrato 52/0020/09/05) – fora a tonelada de equipamentos, instalações e software que tiveram de comprar para a coisa andar direito; então lá se foram alguns milhões. E as empresas fornecedoras desses equipamentos e serviços também são velhas conhecidas tanto da prefeitura quanto do estado. Uma parte dessa aventura já foi tratada no NaMaria News (aqui). É bom não esquecer que a Call Tecnologia, original de Brasília, está na Operação Caixa de Pandora – junto com outras empresas de tecnologia, gráfica e software que negociam com São Paulo.

O Serra, na verdade, fez da prefeitura um piloto do que colocaria em prática, depois, no governo do estado. Testou tudo: tipos de negócios, projetos, mega-assinaturas de publicações da Abril, Estadão, Folha, Globo, ex-membros da equipe do Paulo Renato, até o próprio Paulo Renato. Portanto não é errado pensar que o seu governo estadual foi piloto para o que pretende fazer, se eleito como presidente. Ele gosta de um projeto-piloto.

Viomundo – Mas a Marta Suplicy (PT-SP) também comprou assinaturas revistas da Abril e outras editoras quando prefeita…

NaMaria – A Marta assim como governos anteriores. Acontece que ela comprava a maioria definitiva e comprovadamente para as bibliotecas. Quem queria ler ou consultar, ia às bibliotecas e pronto. No DO é fácil comprovar isso. Portanto, em quantidades e valores mínimos se comparados ao que vimos com Serra na Prefeitura, depois no governo do estado de São Paulo. É o caso do projeto Ler e Escrever, que surgiu na Prefeitura em 2005. Em 2007, ele apareceu na SEE-SP.

Viomundo – O que é o projeto Ler e Escrever?

NaMaria – Entre outras funções mais nobres, ele é responsável por comprar livros, sem licitação, em grandes quantidades, entre os quais aqueles noticiados em toda imprensa como “pornográficos”, tipo o Memórias Inventadas, do Manoel de Barros (463.088 exemplares, por R$ 2.315.440,00). Há editoras campeãs de vendas também — estamos levantando isso.

Mas o mais intrigante desse projeto são as compras denominadas “materiais de apoio pedagógico”. Por exemplo: dez contratos [2008-2010] de revistinhas da Turma da Mônica (e Cascão), da Panini, que custaram aos cofres públicos de São Paulo quase R$ 27 milhões, sendo um deles de R$14 milhões numa tacada.

Foram gastos R$18 milhões em revista Recreio, da Abril. Para a Ediouro, nas compras de Coquetel Picolé, foram mais de R$6 milhões.

Aí, eu pergunto. Do ponto de vista educacional-pedagógico, que utilidade tem essas revistinhas? NENHUMA. Bem, os adeptos sempre podem recorrer à faceta lúdica, mas e aí? Como é isso na sala de aula?

Da Fundação Victor Civita, a Secretaria da Educação de São Paulo comprou 18.160 assinaturas da revista Nova Escola no final de 2004 e em outubro de 2007, respectivamente. Em 2008, saltou para 220 mil assinaturas, que custaram R$ 3.740.000,00.

Curiosidade: além de ter a Nova Escola no local de trabalho, os professores passaram a receber as revistas em suas casas. O que significa que endereços e dados pessoais dessa gente foram para o banco de dados da Fundação Victor Civita, sem permissão ou conhecimento prévio de seus donos.

O NaMaria acompanhou algumas dessas aquisições do Ler e Escrever. Só para a revistinha Turma da Mônica, da Editora Panini, que já teve negócios com a Globo, a  FDE pagou a ” módica” quantia de R$ 14.277.067,20.

O quadro abaixo não é completo, é apenas um apanhado do que eu consegui levantar.  Mas é de desnortear qualquer um, concorda?

Panini Brasil LTDA Contrato LinkDiário Oficial Valor
90.000 unidades Almanaque do Cascão, 90.000 unidades Almanaque da Mônica 15/0134/08/04 (Ler e Escrever) 29/mar/2008 561.600,00
9.000 Assinaturas Revista da Turma Mônica 15/0135/08/04 (Ler e Escrever) 29/mar/2008 1.422.900,00
103.092 avulsas: 51.546 Almanaque do Cascão e 51.546 Almanaque da Mônica 15/0695/08/04 (Ler e Escrever) 29/mai/2008 321.647,04
5.155 Assinaturas Revista Turma da Mônica 15/0694/08/04 (Ler e Escrever) 12/ago/2008 815.005,50
Livros títulos diversos ficção e não-ficção para 2ª, 3ª e 4ª séries do Ciclo I 15/1045/08/04 (Ler e Escrever) 14/out/2008 47.946,30
57.310 assinaturas da Revista Turma da Mônica 15/0147/09/04 (Ler e Escrever) 2/abr/2009 14.277.067,20
34.938 assinaturas Turma da Mônica Jovem e 279.504 unidades avulsas nº 1 ao 8  Turma da Mônica Jovem 15/0146/09/04 (Ler e Escrever) 17/abr/2009 4.373.538,84
195.749 unidades Almanaque do Cascão e 195.749 unidades Almanaque da Mônica 15/0148/09/04 (Ler e Escrever) 17/abr/2009 1.291.943,40
11.295 assinaturas da Revista Turma da Mônica 15/0502/09/04 (Ler e Escrever) 6/ago/2009 2.344.842,00
392.000 avulsos do Almanaque da Turma da Mônica (196.000 do Cascão, 196.000 da Mônica) 15/00549/10/04 (Ler e Escrever) 23/jun/2010 1.332.800,00
Total 26.789.290,28
Ediouro Ltda Contrato Link DO Valor
126.000 assinaturas Revista Coquetel Picolé (+ o aditamento ver DO 14/maio/08) 15/0180/08/04 2/abr/2008 1.892.062,80
132.244 assinaturas Revista Coquetel Picolé 15/0185/09/04 20/mai/2009 3.023.097,84
62.129 assinaturas Revista Coquetel Picolé 15/0529/09/04 26/ago/2009 1.183.557,45
Total 6.098.718,09

Viomundo – NaMaria já denunciou a compra de outras assinaturas, como  Veja, Estadão, Folha, IstoÉ, Época, Galileu… Tem ideia das justificativas para as compras e de quanto o governo de São Paulo pagou nos últimos anos às empresas que fazem essas publicações?

NaMaria – Raramente se encontra no Diário Oficial os contratos dessas compras, apesar de ser obrigatória a publicação bem como a justificativa, portanto não sabemos porque essa e não outra e tal. Mas sobre gastos dá para ter uma noção maior, desde que esteja tudo publicado. De modo que o meu apanhado é apenas de uma parte do dinheiro gasto. Pelas pesquisas do NaMaria, desde 2004, especialmente de 2007/2008 em diante, foram entregues no mínimo R$250 milhões (R$248.653.370,27) [valores não corrigidos]. Sem dúvida é mais do que isso, mas já dá para fazer uma reflexão.

Se pegarmos as compras feitas pela FDE à Abril (Guia do Estudante Vestibular, Atlas Nacional Geographic, Revista Recreio e Veja) e Fundação Victor Civita (Revista Nova Escola), em contratos sem licitação que o DO aponta desde 2004 até agora, teríamos a quantia de R$52.014.101,20 (tabela abaixo).

Com o mesmo dinheiro entregue à Abril/Civita, sem qualquer percalço licitatório, em troca de papel, poderíamos construir quase 13 novas escolas ou cerca de 152 salas de aula, com capacidade para mais de 15 mil alunos nos três períodos (manhã, tarde e noite). Desafogaríamos as escolas existentes e atenderíamos dignamente os alunos e comunidades.

Editora Abril / Victor Civita Contrato Link Diário Oficial Valor
18.160 assinaturas (renovação) Revista Nova Escola (DE’s/Ofs.Pedags/Escolas) SÓ HÁ 2 REGISTROS EM DO e eles falam em  renovação – onde, quando o contrato inicial? 42/2199/04/04 (ver DO 29/12/04) 14/jan/05 326.880,00
18.160 assinaturas (renovação) Revista Nova Escola 15/1063/07/04 23/out/2007 408.600,00
220.000 assinaturas da Revista Nova Escola – edições 216 a 225 (solicitado pela CENP para o “Ler e Escrever”) 15/1165/08/04 (ver DO 1/10/2008) 25/out/2008 3.740.000,00
4.475.480,00
415.000 exemplares Guia do Estudante Atualidades Vestibular 2008 15/0543/08/04 23/abr/2008 2.437.918,00
430.000 exemplares Edições nº 7 e 8 do Guia do Estudante Atualidades Vestibular 15/1104/08/04 22/out/2008 4.363.425,00
430.000 Guia do Estudante Atualidades Vestibular Ed.08 + 20.000 Revista do Professor 15/0063/09/04 11/fev/2009 2.498.838,00
540.000 Guia do Estudante Atualidades Vestibular Ed.09 + 25.000 Revista do Professor 15/0238/09/04 16/jun/2009 3.143.120,00
540.000 Guia do Estudante Atualidades Vestibular Ed.10 + 27.500 Revista do Professor 15/0614/09/04 29/ago/2009 3.249.760,00
540.000 Guia do Estudante Atualidades Vestibular 2º sem2009 + 27.500 Revista do Professor 15/00024/10/04 2/abr/2010 3.177.400,00
540.000 Guia do Estudante Atualidades Vestibular Ed.11-2º sem2010 + 27.500 Revista do Professor N.5 15/00473/10/04 15/jun/2010 3.328.600,00
540.000 Guia do Estudante Atualidades Vestibular Ed.12-2º sem2010 + 27.500 Revista do Professor N.6 15/00762/10/04 17/ago/2010 3.328.600,00
25.527.661,00
3.000 assinaturas Revista Recreio 15/0181/08/04 (Ler e Escrever) 29/mar/2008 1.071.000,00
6.000 assinaturas Revista Recreio 15/0182/08/04 29/mar/2008 2.142.000,00
5.155 assinaturas Revista Recreio 15/0670/08/04 12/ago/2008 1.840.335,00
25.702 assinaturas Revista Recreio 15/0149/09/04 17/abr/2009 12.963.060,72
2.259 assinaturas Revista Recreio 15/0528/09/04 1/set/2009 891.220,68
18.907.616,40
95.316 Atlas Nacional Geographic vols. 1 a 26, sendo 3.666 exemplares de cada volume 15/00273/09/04 (Sala de Leitura) 28/mai/2010 733.200,00
5.200 assinaturas da Revista Veja 15/00547/10/04 (Sala de Leitura) 29/mai/2010 1.202.968,00
5.449 assinaturas da Revista Veja 15/0355/09/04 20/mai/2009 1.167.175,80
3.103.343,80
52.014.101,20

 

Viomundo – Impressão ou as compras de “papéis” da SEE-SP são uma barafunda?

NaMaria – Não é impressão. É real. Se analisarmos os últimos 16 anos dos tucanos na educação em São Paulo, você descobrirá que não há um projeto verdadeiro de educação. Há “projetos”, para atender “interesses” de A ou B.

O universo das compras da SEE-SP é monumental, compra-se de tudo. E isso facilita compras de papelório de editoras, gráficas, fundações vinculadas aos meios de comunicação.

Aliás, as vendas maciças de papelório à FDE coincidem com o apoio crescente da mídia à candidatura José Serra e apoio ao PDSB. As publicações são apenas cortina de fumaça. Uma desculpa perfeita, pois com o dinheiro do FNDE podem-se comprar tais coisas sem grandes problemas. Porém, o que a FDE comprou, de verdade, foi a palavra nesses espaços.

Viomundo – Daria para clarear essas compras de papelório?

NaMaria – São confusas, mesmo. Muitas coisas são para os alunos, pelo menos são compras que pertencem a “projetos” criados para os alunos. É o caso dos livros do Ler e Escrever, também os do Salas de Leitura.

Tem muito projeto para incentivar a leitura, mas a biblioteca é um horror na maioria das escolas. Ou falta espaço físico, pois ela passa a ser um depósito de computadores “velhos”, apostilas “velhas”, materiais em geral.  Ou há desinteresse administrativo.  Ou, ainda, falta de competência mesmo. Criaram então um “projeto” em que os alunos levam os livros para casa e fazem sua própria biblioteca, eles não ficam na escola.

O que se vê em todos é um gasto fenomenal de dinheiro, algumas vezes com escolhas inapropriadas para idade/série. Não há dúvida de que é bacana o aluno, sobretudo o mais carente, ter sua pequena biblioteca, mas infelizmente há mais coisas envolvidas.

Viomundo – Esses livros são “trabalhados” nas salas de aula?

NaMaria — Não dá para saber ao certo, embora a SEE crie materiais (e capacitações presenciais e on-line), ensinando os professores a usar os materiais que coloca nas classes.

Eu gostaria muito de saber como são usadas, por exemplo, as centenas de milhares de exemplares do Guia do Estudante Atualidades Vestibular e a Revista do Professor – Atualidades, da  Abril. Elas são “primas” e caminham juntas. Se a gente olhar por alto alguns contratos, entre 2008-2010, vemos os gastos de mais de R$25 milhões. Mas como, exatamente, funcionam na escola não há registro por parte da SEE-SP ou da FDE. São informações que não chegam ao público comum.

No entanto, é facílimo averiguar. Não para nós, claro. Basta um grupo de deputados – eles têm passe livre – ir até algumas escolas, e analisar construções, mobiliários, reformas, livros, apostilas, computadores, merenda, entre outras coisas. Escolham as mais distantes, evitem as mais próximas ou as consideradas “melhores” pelo padrão FDE. E cheguem sem avisar, principalmente. Depois, divulguem amplamente os resultados. Duvido que tudo esteja o mar de rosas que a Secretaria da Educação de São Paulo anuncia nas propagandas.

Viomundo – Qual a sua avaliação dos tais Caderno  do aluno [tem também o Caderno do professor], que são apostilas como as de cursinho pré-vestibular?

NaMaria – Os Caderno do aluno são considerados materiais pedagógicos. Apoiado pelo mesmo pessoal que o acompanha desde o MEC, o Paulo Renato achou bacana ter essas apostilas. A FDE fez licitações para a impressão [serviços gráficos], contratou professores especialistas em cada área, montou equipe interna de técnicos e mandou ver, como o NaMaria mostrou (aqui) em novembro de 2009.

O estarrecedor, como sempre, foi a quantidade de dinheiro entregue às seis gráficas ganhadoras, entre elas aquela metida com o vazamento do ENEM, a Plural, do grupo Folha. Até novembro de 2009, a Secretaria da Educação, via FDE, havia entregado às empresas quase R$84 milhões [valores não atualizados].  A Plural foi a que mais recebeu: R$28 milhões. Fez inclusive apostilas que não estavam no edital. O levantamento precisa ser atualizado em 2010, algumas gráficas saíram, outras entraram e os valores certamente são outros. É preciso acrescentar muito dinheiro à essa conta.

Caderno do Aluno – gráficas
Caderno do aluno – Editora FTD (Artes e Ciências) 36/2912/08/05 Ver NM 12.554.353,96
Caderno do aluno – Ibep (Geografia e Filosofia) 36/2912/08/05 Ver NM 12.996.463,72
Caderno do aluno – Esdeva (Física e História) 36/2912/08/05 Ver NM 13.572.846,25
Caderno do aluno – Multiformas (Matemática e Sociologia, mas caiu fora – fica Plural) 36/2912/08/05 Ver NM 3.386.494,74
Caderno do aluno – Posigraf (Inglês e Química) 36/2912/08/05 Ver NM 13.286.501,68
Caderno do aluno – Plural (Bio/Port/Mat/Sociol/Educ.Física) 36/2912/08/05 + 36/1641/09/05 Ver NM 28.113.283,98

Total

83.909.944,33

Viomundo – O que sabe mais dos tais Caderno do aluno?

NaMaria — Além do mapa com dois Paraguais, de eles terem sido encontrados em caçambas de lixo, os alunos criaram sites com as respostas. Por exemplo, recentemente teve o caso do link que levava os alunos ao impróprio Naked News em vez de site de conjunto de jornais. O NaMaria foi o primeiro a divulgar isso, lembra-se?

Os professores da rede também criticam abertamente a qualidade desses materiais. Pelo que observo na internet, a maioria não os utiliza em sala de aula, mas representantes da FDE já anunciaram a continuidade das publicações – sabe-se lá até quando. É um belo negócio, esse do ensino apostilado.

Viomundo – As editoras privilegiadas por essas compras têm também gráfica. É só coincidência?

NaMaria –– As compras gráficas realmente merecem carinho especial. Se a SEE-SP tivesse gráfica, ela seria das maiores do Brasil. O estado tem a Imprensa Oficial, que poderia — e é usada pela SEE – mas nada se compara aos contratos com empresas privadas. Por exemplo, a Positivo começou como gráfica e hoje, muito graças à Secretaria da Educação de São Paulo, é uma gigante na informática. Para comprovar, basta seguir a história da empresa no DO desde o começo da informatização mais pesada do estado. A Positivo tem a Posigraf, que presta serviços de milhões e milhões à SEE-SP. Não podemos esquecer que bobina de papel é dinheiro disfarçado, faz milagres em eleições, sabia?

Viomundo – E as assinaturas dos jornais Folha e Estadão, Veja, Nova Escola, IstoÉ, Época…?

NaMaria — Dizem que são “materiais” para uso nas salas de professores, na administração e, claro, como apoio em sala de aula. Mas novamente não sabemos como isso se dá, nem qual a justificativa legal para tais compras. Como esses contratos dispensam licitação, não aparecem em DO, embora devessem. Por isso não sabemos a justificativa. Dá só para a gente imaginar – e ninguém pode reclamar se imaginarmos errado.

Quer outro exemplo de absurdo? Há um certo curso de idiomas que está acontecendo agora, outro projeto-piloto.

A SEE-SP contratou algumas empresas particulares para fazer o que os professores da rede deveriam fazer: ensinar idiomas aos alunos estaduais. Mas como o projeto chama-se Programa de Aperfeiçoamento em Idiomas, fica parecendo que está tudo correto. Mas ele é muito estranho. Além de uma das empresas, a Multi Treinamento e Editora Ltda, estar em todo canto, pagam mais às empresas terceirizadas do que aos professores públicos. O NaMaria está pesquisando isso.

Viomundo – Da perspectiva de educação tem sentido a compra desse papelório?

NaMaria — Nem todas as compras parecem ter sentido. Sobretudo as feitas sem licitação, como aquelas das assinaturas de Veja, IstoÈ, Época, Folha, Estadão, El País e jornais do interior que mostrei no blog (aqui).

Há pedidos de informação na Assembleia. Há casos em investigação no Ministério Público de São Paulo. Mas não se sabe muita coisa, pois não publicam, demoram demais.

O fato é que o Tribunal de Contas aprova a maioria dessas compras sem ressalvas, julgam “regulares” e ponto. Quando ocorre o inverso, raras vezes, algo se passa que acabam bem da mesma forma, justificam-se as compras e tal. Mas como não temos acesso público às justificativas, sejam quais forem, a incógnita permanece.

Não há tanta transparência assim quanto dizem. Qual o sentido de se comprar só a Veja sendo que há a Carta Capital no mercado também? Por que apenas a Nova Escola se temos a Carta na Escola? Por que não licitar entre as editoras? Qual o sentido de gastar muitos milhões em Microsoft se há softwares livres ou outros que fazem o serviço melhor que os da Microsoft? Por que lançar um programa de venda de computadores para professores e nas máquinas estarem instalados o sistema operacional e as montanhas de tranqueiras da Microsoft que jamais serão usadas?

Ou seja: lançam um programa de “computadores mais baratos” e eles são de marca fornecedora da FDE há séculos (Positivo, por exemplo), com sistema operacional Microsoft e por aí vai. Por que criar apostilas cujos conteúdos são um tanto problemáticos, além de caríssimas, em vez de manter os livros aprovados pelo MEC e ao gosto do professor e seu currículo? Creio que estas e outras perguntas deveriam ser respondidas pelos professores e, logicamente, pelos alunos.

Viomundo – E a Globo onde entra nessas compras da FDE?

NaMaria – Via Fundação Roberto Marinho. Aí, há as apostilas do Telecurso, além  dos cursos técnicos comprados pelo Estado. Ou através da Editora Globo, que vende livros, revistas… Pelo que achei até agora temos o pequeno valor de R$54.184.737,71 – entre os anos de 2005 e 2010. Bom, né?

Viomundo – Todas essas compras são feitas sem licitação, mesmo? Isso não seria irregular?

NaMaria – A maioria é sem licitação. A lei da inexigibilidade de licitação – artigo 25 inciso I, da Lei 8666/93 — permite isso. A questão é que os contratos, mesmo sem licitação, e a respectivas justificativas deveriam estar no Diário Oficial.  Pelo menos esses negócios ficariam mais transparentes. Mas isso não acontece na maioria dos casos. Como eu já disse: as outras secretarias até publicam no DO, a da Educação, raramente. Estranho, não é?

Poderíamos pensar em “ilegalidade” já que frequentemente há similares no mercado. Mas isso não é respeitado ou considerado.

Por outro lado, como se explica a compra por licitação dos materiais do Telecurso da Fundação Roberto Marinho para as escolas técnicas e os supletivos? O Namaria tratou disso (aqui). Por que fazer licitação para um material que somente a Fundação Roberto Marinho faz? Por que sempre entre as mesmas três gráficas licenciadas?

A gente tem de se esforçar e crer que são totalmente legais ou o mundo estaria perdido. Mas é preciso analisar mais profundamente. Por exemplo, há casos de licitações bastante estranhos. O certame para fazer “eventos” é um deles. Tudo indicava um ganhador, uma empresa campeã de contratos, a Objetiva, que é do Eduardo Graziano — irmão do Xico Graziano, funcionário público do governo FHC (assim como o irmão), e depois do Serra. A Objetiva sempre levava todas no mundo governamental, é muito influente.

Por mais que eu leia o DO, os editais e tudo mais, menos entendo esse caso. Nós publicamos no NaMaria o lançamento do edital em 18/agosto/2009 e contamos parte da história, baseada nos documentos oficiais. Apostamos na Objetiva, porque o histórico da empresa sugeria a vitória certa. Mas, no final ela perdeu. Publicamos novo texto com maiores levantamentos. Às vezes quem perde é mais empolgante do que quem ganha. Realmente foi algo “inexplicável”, entende?

Os editais, quando há licitação e são dispostos ao público, mostram muito mais do que se imagina. As compras de software, sempre Microsoft, são impressionantes. Há especificações tão “específicas” que sugerem que são dirigidas.

Aliás, se lermos com atenção as entrelinhas desses “projetos”, acompanharmos o que rezam os editais e conversarmos com professores e alunos, fica patente a filosofia da SEE-SP. Primeiro, vêm os “negócios”, depois o planejamento.

Viomundo – E agora?

NaMaria – Estamos diante de uma situação, cada vez mais preocupante. Há, por exemplo, um grupo de fornecedores específicos que estão no estado há muito tempo. Mesmo com reclamações, multas, serviços péssimos, eles continuam. As empresas camaleão também estão presentes. Empresas que fazem negócios em nome de outras que foram de fato ganhadoras, também – é o caso das antenas parabólicas, do Alckmin, que tem no blog. Ou seja: há uma espécie de terceirização até nisso.

O fato é que, embora tenhamos dinheiro e profissionais para tornar a educação pública de São Paulo equivalente às melhores existentes no mundo, os “negócios” tornaram-na um lixo. É necessária uma devassa nos contratos da FDE e da SEE-SP. Quem vai fazer isso com isenção e seriedade necessárias? Lanço aqui no Viomundo este desafio.

 

209 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

José Serra usou empresa de família ligada a Globo para receber caixa 2 da JBS | Política Aplicada

06/07/2017 - 20h15

[…] pela empresa de consultoria PRS, de Paulo Renato de Souza, que foi ministro da Educação no governo FHC. APPM fez muitas pesquisas em 2010, inclusive sobre os projetos da prefeitura de São Paulo, na […]

Responder

José Serra recebeu família ligada a Globo para receber caixa 2 da JBS – Falandoverdades

06/07/2017 - 19h23

[…] pela empresa de consultoria PRS, de Paulo Renato de Souza, que foi ministro da Educação no governo FHC. APPM fez muitas pesquisas em 2010, inclusive sobre os projetos da prefeitura de São Paulo, na […]

Responder

SERRA USOU EMPRESA AFILIADA DA GLOBO PARA RECEBER GRANA DA JBS | Visão Plural

06/07/2017 - 14h27

[…] pela empresa de consultoria PRS, de Paulo Renato de Souza, que foi ministro da Educação no governo FHC. APPM fez muitas pesquisas em 2010, inclusive sobre os projetos da prefeitura de São Paulo, na […]

Responder

Campanha Apoie Maria: Saiba quem é; leia o seu agradecimento – bita brasil

07/05/2017 - 03h56

[…] NaMaria: Desde 2004, PSDB paulista gastou R$ 250 milhões com a mídia (quase tudo sem licitação) […]

Responder

Campanha Apoie Maria: Saiba quem é; leia o seu agradecimento | JF Clipping

07/05/2017 - 00h42

[…] NaMaria: Desde 2004, PSDB paulista gastou R$ 250 milhões com a mídia (quase tudo sem licitação) […]

Responder

O que você não leu na mídia sobre Paulo Renato (1945-2011) - Portal Fórum

20/04/2017 - 11h11

[…] da Educação de São Paulo transfere dos cofres públicos para a mídia pelo menos duzentos e cinquenta milhões de reais, boa parte depois da entrada de Paulo Renato na Secretaria de […]

Responder

Sob Temer, tucanos buscam “solução de mercado” para a Educação; Tarpon está pronta para substituir a escola pública – bita brasil

30/09/2016 - 11h31

[…] da Abril? Entre 2004 e 2010 os governos tucanos de São Paulo deram à mídia corporativa cerca de R$ 250 milhões, quase tudo sem licitação. À Abril couberam cerca de R$ 52 milhões, entre assinaturas de revistas e compras de guias, todos […]

Responder

HAMILTON PEREIRA: NÃO É CARTEL DE EMPRESAS, É CORRUPÇÃO DO PSDB! – Toninho Kalunga

25/07/2016 - 13h47

[…] por tanto tempo, com um governador do PT acusado de corrupção. Talvez a explicação esteja aqui? Ou aqui? Hamilton Pereira faz parte da bancada de oposição na Assembleia Legislativa de […]

Responder

Como os leitores salvaram o Viomundo e agora dão novo rumo à comunidade | bita brasil

19/06/2016 - 23h14

[…] Entre 2004 e 2010, governos tucanos de São Paulo deram R$ 250 milhões à mídia, quase tudo sem li… […]

Responder

Folha quer reserva de mercado para patifaria | Ficha Corrida

19/07/2015 - 08h46

[…] propósito, onde está a reportagem da Folha denunciando as milhares de assinaturas da Folha, Veja e Estadão distribuídas nas escolas públicas de São Paulo pelos sucessivos governos do […]

Responder

Técnica de sobrevivência em governo tucano | Ficha Corrida

30/01/2015 - 10h57

[…] tem tanta simpatia pelo PSDB e ódio ao PT? Seria porque o PSDB distribui milhares de assinaturas da Folha, Estadão, Veja nas escolas públicas de São […]

Responder

Folha e a lei Rubens Ricúpero | Ficha Corrida

24/01/2015 - 12h02

[…] Folha, o PSDB.  Poder-se-ia dizer que é um comportamento previsível diante das milhares de assinaturas da Folha distribuídas pelas escolas públicas de São Paulo, mas o furo é mais […]

Responder

Diversionismo folhetinesco: Folha ataca Haddad para esconder Alckmin | Ficha Corrida

03/01/2015 - 10h04

[…] o que não fazem as milhares de assinaturas da Folha distribuídas pelo PSDB nas escolas públicas de São […]

Responder

Pedagogia da promiscuidade | EVS NOTÍCIAS.

04/11/2014 - 09h04

[…] minha primeira entrevista a Conceição Lemes, do Viomundo, (em14/outubro/2010), […]

Responder

NaMariaNews: Governo paulista desova mais de R$ 155 mi na Abril, Folha, Estadão, IstoÉ, Época e Panini « Viomundo - O que você não vê na mídia

02/11/2014 - 19h49

[…] minha primeira entrevista dada à Conceição Lemes, do Viomundo, (em 14/outubro/2010), Viomundo entrevista NaMaria: 250 milhões para a mídia em nome da Educação pública de SP, […]

Responder

Racionamento d’água: e se, ao invés de São Paulo, fosse no RS? | Ficha Corrida

20/10/2014 - 08h32

[…] que esta blindagem ao PSDB, principalmente ao paulista, tem a ver com o fato de que milhares de assinaturas da Folha serem distribuídas pelas Escolas Públicas de São Paulo? Vai ver também que é por estas mesmas […]

Responder

Como a revista Veja acabou com a educação no Brasil | MANHAS & MANHÃS

02/10/2014 - 19h06

[…] entrevista ao Viomundo em 2010, NaMaria revelou que desde 2004 até aquele ano, o PSDB havia gasto mais de R$250 milhões com a […]

Responder

Como a revista Veja acabou com a educação no Brasil | bloglimpinhoecheiroso

02/10/2014 - 19h00

[…] entrevista ao Viomundo em 2010, NaMaria revelou que desde 2004 até aquele ano, o PSDB havia gasto mais de R$250 milhões com a […]

Responder

NaMaria: Veja dirigiu a educação pública brasileira nos governos tucanos; em São Paulo, até hoje. Descubra como « Viomundo - O que você não vê na mídia

01/10/2014 - 11h52

[…] entrevista ao Viomundo em 2010, NaMaria revelou que desde 2004 até aquele ano, o PSDB havia gasto mais de R$ 250 milhões com a […]

Responder

Uma resposta ao leitor Jorge Portugal sobre os motivos da mídia « Viomundo - O que você não vê na mídia

03/08/2014 - 23h15

[…] Em espécie ou em vantagens, como denunciado aqui. […]

Responder

Sem licitação, Alckmin compra armas de destruição em massa - Viomundo - O que você não vê na mídia

25/08/2013 - 18h06

[…] NaMaria: Desde 2004, PSDB paulista gastou R$ 200 milhões com a mídia […]

Responder

Carlos Amaral

14/08/2013 - 05h59

É como eu sempre disse e sempre fui condenado por isto: o que me preocupa não são os partidos sujos que sempre são alvo de escândalos de corrupção. Até, porque, política limpa e honesta no Brasil, infelizmente, não existe. Mas o que sempre me apavorou foram as sujeiras que nunca apareciam, dando a impressão de que o PSDB era o partido da honestidade, da ética, “dos bons costumes”. E muita gente sabe que PSDB é partido de sociopatas “mimadinhos”. Agora sim, vemos aí a verdadeira face do PSDB.
Claro que não podemos esquecer toda a sujeira do PT e de outros, mas o PSDB está acima de tudo e todos… enfim…

Responder

Mosh Ben Sadiqim

13/08/2013 - 00h51

Os tucanos são mais eficientes, gastaram menos e foram mais servidos. O PT no governo federal deu 6bi a “grobo” para levar chumbo. Viva!

Responder

Secom: A estranha amnésia de Messias | Conversa Afiada

07/08/2013 - 08h49

[…] revistas e outras publicações da Globo, Abril, Estadão, Folha”, completa NaMaria (veja AQUI e AQUI).” Só que a verdade  é outra. São justificativas torturadas pelo ‘técnico’ para […]

Responder

Conceição Lemes: A estranha "amnésia" de Messias - Viomundo - O que você não vê na mídia

06/08/2013 - 19h48

[…] revistas e outras publicações da Globo, Abril, Estadão, Folha”, completa NaMaria (veja AQUI e AQUI).” Só que a verdade  é outra. São justificativas torturadas pelo […]

Responder

Veja seria impedida de votar em seu próprio plebiscito - Viomundo - O que você não vê na mídia

06/07/2013 - 12h59

[…] Um exemplo? (Para saber mais, clique aqui): […]

Responder

Financiamento público? Também quero! « Ficha Corrida

15/05/2012 - 09h56

[…] a blogosfera (como nos acusa o Chacrinha de esgoto) ou a Veja, que lhe paga o salário. Numa entrevista a Conceição Lemes publicada no VioMundo, o Blog NaMaria News mostra o que os sucessivos governos tucanos em São Paulo injetaram no chamado […]

Responder

O Brasil merece uma oposição melhor « Ficha Corrida

08/05/2012 - 22h59

[…] Sobre o dinheiro público que o governo tucano entrega, sem licitação, para a editora Abril: http://www.viomundo.com.br/denuncias/serra-psdb-educacao-midia-acoes-entre-amigos.html X Roberto Freire resume a oposição Por Eduardo Guimarães O primeiro dia útil da semana foi […]

Responder

internauta

17/03/2012 - 12h53

http://www.valor.com.br/cultura/2572722/nao-preci… "A Abril Educação é um negócio separado do grupo e pertence à família Civita. Em suas contas, essa empresa já fatura mais de R$ 1,2 bilhão por ano."
Sabem informar a ordem de grandeza de compra de produtos Abril pelos governos e prefeituras Brasil afora, pra estimarmos o grau de "estatização" da Abril? Ainda mais que na mesma matéria do Valor, Civita declara "somos contra a estatização, socialização, por achar que não funciona." e incoerentemente "lembra-se de que o sistema público de ensino na década de 1940 era "ótimo".

Responder

fonte e opiniao by iansa - Pearltrees

06/01/2012 - 12h15

[…] NaMaria: Desde 2004, PSDB paulista gastou R$ 250 milhões com a mídia (quase tudo sem licitação) … Rápida busca no Google revela que denúncias nesse setor (às vezes improcedentes) geralmente ganham destaque na velha mídia quando envolve pessoas e órgãos ligados ao governo federal ou aos aliados da base de sustentação do presidente Lula. […]

Responder

Geraldo Alckmin compra por R$ 9 milhões A fidelidade do “Partido da Imprensa Golpista” « Dilma Presidente – @Porra_Serra_

04/10/2011 - 02h47

[…] Em entrevista dada à Conceição Lemes, do Viomundo (em 14/outubro/2010), o NaMariaNews mostrou a dinheirama que o ex-governador José Serra (via o finado ex-secretário de Educação Paulo Renato Costa Souza, o então presidente da FDE Fabio Bonini Simões de Lima, a diretora de Projetos Especiais da FDE Cláudia Rosenberg Aratangy, o supervisor de Projetos Especiais Inácio Antonio Ovigli) pagou à imprensa e certas editoras, a título de execução de “projetos pedagógicos”: mais de R$250 milhões, quase absolutamente tudo sem licitação. […]

Responder

CartaCapital quer saber: Por que só a Veja, Época e IstoÉ? « Ficha Corrida

30/09/2011 - 08h42

[…] de bom alvitre pedir-lhes que mostrem não apenas o atual contrato, mas os anteriores também. Em entrevista dada à Conceição Lemes, do Viomundo (em 14/outubro/2010), o NaMariaNews mostrou a dinheirama que o ex-governador José […]

Responder

CartaCapital quer saber: Por que só a Veja, Época e IstoÉ? « Blog do EASON

29/09/2011 - 20h58

[…] Em entrevista dada à Conceição Lemes, do Viomundo (em 14/outubro/2010), o NaMariaNews mostrou a dinheirama que o ex-governador José Serra (via o finado ex-secretário de Educação Paulo Renato Costa Souza, o então presidente da FDE Fabio Bonini Simões de Lima, a diretora de Projetos Especiais da FDE Cláudia Rosenberg Aratangy, o supervisor de Projetos Especiais Inácio Antonio Ovigli) pagou à imprensa e certas editoras, a título de execução de “projetos pedagógicos”: mais de R$250 milhões, quase absolutamente tudo sem licitação. […]

Responder

Idelber Avelar: A outra face do “grande educador” | Viomundo - O que você não vê na mídia

06/07/2011 - 17h03

[…] Saiba aqui como os tucanos deram 250 milhões à mídia desde 2004 […]

Responder

E Paulo Renato deixa um legado e tanto | João Carlos online

30/06/2011 - 19h32

[…] da Educação de São Paulo transfere dos cofres públicos para a mídia pelo menos duzentos e cinquenta milhões de reais, boa parte depois da entrada de Paulo Renato na Secretaria de […]

Responder

O que a mídia não falou sobre Paulo Renato, o ex-ministro de FHC « Dilma Presidente – @Porra_Serra_

29/06/2011 - 23h16

[…] para o Desenvolvimento da Educação de São Paulo transfere dos cofres públicos para a mídia pelo menos duzentos e cinquenta milhões de reais, boa parte depois da entrada de Paulo Renato na Secretaria de Educação. Mas que não se acuse […]

Responder

O legado de Paulo Renato « Socióphagos

29/06/2011 - 10h41

[…] da Educação de São Paulo transfere dos cofres públicos para a mídia pelo menos duzentos e cinquenta milhões de reais, boa parte depois da entrada de Paulo Renato na Secretaria de […]

Responder

O que você não leu na mídia sobre Paulo Renato (1945-2011) « Em Defesa da Educação Pública

28/06/2011 - 20h13

[…] Desenvolvimento da Educação de São Paulo transfere dos cofres públicos para a mídia pelo menos duzentos e cinquenta milhões de reais, boa parte depois da entrada de Paulo Renato na Secretaria de […]

Responder

O que você não leu na mídia sobre Paulo Renato (1945-2011) | Idelber Avelar | Revista Fórum

28/06/2011 - 09h44

[…] da Educação de São Paulo transfere dos cofres públicos para a mídia pelo menos duzentos e cinquenta milhões de reais, boa parte depois da entrada de Paulo Renato na Secretaria de […]

Responder

O que você não leu na mídia sobre Paulo Renato (1945-2011) | Idelber Avelar | Revista Fórum

28/06/2011 - 09h41

[…] Desenvolvimento da Educação de São Paulo transfere dos cofres públicos para a mídia pelo menos duzentos e cinquenta milhões de reais, boa parte depois da entrada de Paulo Renato na Secretaria de […]

Responder

Política: Os Ataques à Educação Pública e o que a Veja Tem a Ver com Isso « Tony, O Conselheiro

16/04/2011 - 01h12

[…] de Estado da Educação, mas sim por um outro órgão. Mas se a cara leitora ou o caro leitor clicar aqui ficará sabendo que essa pessoa também consta como diretora executiva de uma Fundação com um […]

Responder

Ainda sobre Touraine « Baixada Carioca

18/11/2010 - 13h29

[…] (Vi o Mundo, […]

Responder

Consórcio PSDB & Instituto Millenium produz merda « Ficha Corrida

12/11/2010 - 12h17

[…] 2009, ele esculhambou o Enem, quando uma  prova foi roubada da Gráfica Plural, do Grupo Folha, com o qual a Secretária da Educação de São Paulo assinou contratos de mais de R$ 27 […]

Responder

A quem interessa atrapalhar e tentar acabar com o ENEM? «

12/11/2010 - 01h40

[…] 2009, ele esculhambou o Enem, quando uma  prova foi roubada da Gráfica Plural, do Grupo Folha, com o qual a Secretária da Educação de São Paulo assinou contratos de mais de R$ 27 […]

Responder

Saresp 2009: 20 mil provas trocadas, “vaquinha” para xerox, amigos empacotadores… | Viomundo - O que você não vê na mídia

11/11/2010 - 22h36

[…] 2009, ele esculhambou o Enem, quando uma  prova foi roubada da Gráfica Plural, do Grupo Folha, com o qual a Secretária da Educação de São Paulo assinou contratos de mais de R$ 27 […]

Responder

Quem quer acabar com o Enem?

10/11/2010 - 00h39

[…] que, em São Paulo, fizeram da Secretaria da Educação um canal de financiamento da grande mídia, como está exposto aqui. Postado em Sem […]

Responder

As falhas no Enem e os interesses que se movem nos bastidores | PT SV

09/11/2010 - 20h48

[…] PS do Viomundo: As falhas no Enem são lamentáveis. É prato cheio para a oposição, já que estamos falando de milhões de futuros eleitores. Dito isso, é preciso ter em conta os interesses que se movem nos bastidores. São os interesses dos que defendem a perpetuação dos cursinhos e que, em São Paulo, fizeram da Secretaria da Educação um canal de financiamento da grande mídia, como está exposto aqui. […]

Responder

As falhas no Enem e os interesses que se movem nos bastidores « Stenio Urbano

09/11/2010 - 10h59

[…] PS do Viomundo: As falhas no Enem são lamentáveis. É prato cheio para a oposição, já que estamos falando de milhões de futuros eleitores. Dito isso, é preciso ter em conta os interesses que se movem nos bastidores. São os interesses dos que defendem a perpetuação dos cursinhos e que, em São Paulo, fizeram da Secretaria da Educação um canal de financiamento da grande mídia, como está exposto aqui. […]

Responder

POLITICA E LIBERDADE » As falhas no Enem e os interesses que se movem nos bastidores

09/11/2010 - 09h46

[…] PS do Viomundo: As falhas no Enem são lamentáveis. É prato cheio para a oposição, já que estamos falando de milhões de futuros eleitores. Dito isso, é preciso ter em conta os interesses que se movem nos bastidores. São os interesses dos que defendem a perpetuação dos cursinhos e que, em São Paulo, fizeram da Secretaria da Educação um canal de financiamento da grande mídia, como está exposto aqui. […]

Responder

As falhas no Enem e os interesses que se movem nos bastidores | Viomundo - O que você não vê na mídia

08/11/2010 - 22h48

[…] PS do Viomundo: As falhas no Enem são lamentáveis. É prato cheio para a oposição, já que estamos falando de milhões de futuros eleitores. Dito isso, é preciso ter em conta os interesses que se movem nos bastidores. São os interesses dos que defendem a perpetuação dos cursinhos e que, em São Paulo, fizeram da Secretaria da Educação um canal de financiamento da grande mídia, como está exposto aqui. […]

Responder

caipira perachado

07/11/2010 - 02h42

Entendi o porque do engajamento na campanha do Serra da Abril,Estadão,Folha e Globo.
O que gostaria de saber onde a midia radiofonica,ou propriamente dita a RadioJovem Pan
leva para aderir a mesma.

Responder

Vera

04/11/2010 - 22h42

TUDO NO MESMO SACO????
Acho que uma coisa é denunciar uma compra ilícita, outra é, levianamente, jogar na lama (como faz o PIG) , o nome de outros!
MANOEL DE BARROS é um dos maiores poetas vivos!!!! Sua obra 'MEMÓRIAS INVENTADAS" agora é "pornodidático do Serra" ????
Algumas das pessoas citadas no blog são conhecidas na educação pela sua competência, envolvidas em práticas avançadas e democratizantes….se ganham a vida trabalhando em secretarias ou governos do PSDB, são corruptas???? Nem todo mundo é "amiguinho" do Paulo Renato!

nos igualamos ao PIG… lamentável!

Responder

Wilma

29/10/2010 - 14h51

Meu Deus!!! Quanto desperdício, quanta ladroagem, e o povo paulista não enxerga e me elege o Picolé de Chuchu!!!!É uma pena que investigações como esta não alcance a maioria da população.

Responder

    juarez

    03/11/2010 - 22h35

    ele é o mais bem preparado para dar dinheiro a imprensa,será que tem alguma denúncia dessa barbaridade no ministério público,o AFANÁSIO ESTÁ CERTO,quando criou a célebre frase,"trocaram a escopeta pela caneta,esses são os tucanos, que a globo vende como,santos e paladinos da honestidade.

RSilva

29/10/2010 - 09h32

E ainda eles tem a cara de pau de usar o termo a gang da Dilma.

Não escola não se ensina nada pelo método deles.

Mas entre eles se ensina a roubar e destruir, pois estão roubando e destruindo São Paulo literalmente.

Responder

O Metrô de São Paulo: escândalos – e garantia de impunidade | Viomundo - O que você não vê na mídia

28/10/2010 - 22h11

[…] Qual é a relação entre o conteúdo do vídeo acima e a denúncia do Na Maria News e da Conceição Lemes, que está aqui? […]

Responder

Educação a venda « Olho Turco

22/10/2010 - 23h05

[…] http://www.viomundo.com.br/denuncias/serra-psdb-educacao-midia-acoes-entre-amigos.html By olhoturco, on 22 22America/Sao_Paulo outubro 22America/Sao_Paulo 2010 at 23:02, under […]

Responder

Educação a venda « Olho Turco

22/10/2010 - 22h57

[…] http://www.viomundo.com.br/denuncias/serra-psdb-educacao-midia-acoes-entre-amigos.html By olhoturco, on 22 22America/Sao_Paulo outubro 22America/Sao_Paulo 2010 at 22:56, under […]

Responder

Blog do Lucho

22/10/2010 - 21h26

Meu voto no dia 31….

A compra da mídia….

Responder

Teresinha Crescencio

19/10/2010 - 21h27

Sou filha de educador, Professor Pedro Crescêncio de Góis. Irmã de educadores. Ex-professora.
Com muita honra.
Mas, mais que nunca é preciso continuar sonhando com um Brasil decente e lutando pelos nossos irmãos de todos os credos e rincões.
Dilma neles!

Responder

Miria Graciana

18/10/2010 - 13h54

EU SOBREVIVI A ÉRA FHC BYE SERRA ,MAS VARIOS AMIGOS DEPOIS DE PERDEREM SEUS EMPREGOS APOS 15 ,20 ANOS DE TRABALHO NÃO CONSEGUIRAM VER A VITORIA DO BEM (LULA) ,CONTRA O MAL (F.H.C) TREMEIS POVO TRABALHADOR SE O VAMPIRO DO APOCALIPSE CONSEGUIR EMPLACAR SEU DICIPULO VAI SER UMA DESGRAÇA TOTAL.QUE O CRIADOR DE TODO O UNIVERSO TENHA PIEDADE DE NOS.

Responder

Eleição 2010.A maxima maçônica sera levada ao extremo.”Aqui somos nós quem mandamos! Esta cidade nos pertence!” aviso maçom. | Epocaestado Brasil

16/10/2010 - 21h25

[…] Afinal, a Secretaria da Educação Estadual de São Paulo é uma das maiores empresas públicas do mundo: tem 4.449.689 de alunos (matrículas 2009), 278.443 professores ativos e execução orçamentária recorde em 2009 de R$ 1.9 bilhão. Para ler a íntegra da reportagem, clique aqui. […]

Responder

Como o governo paulista sustenta a velha mídia « Diálogos Políticos

16/10/2010 - 12h05

[…] por Conceição Lemes, no Viomundo […]

Responder

MEIOS DE COMUNICAÇÃO SUGAM A EDUCAÇÃO PAULISTA. | Blog do Carlão

16/10/2010 - 09h33

[…] por Conceição Lemes, no Viomundo […]

Responder

Global Voices in English » Brazil: media silent on handouts from state education departments

15/10/2010 - 23h25

[…] Lemes at Vi O Mundo [pt] has posted a lengthy interview with web researcher NaMaria News [pt], in which it has been […]

Responder

Lucio

15/10/2010 - 22h03

ôpa!!! Programa de Dilma foi animador hoje. Por incrível que pareça eu falava sobre a polícia batendo em professor enquanto o programa do serra acontecia.Não entendia porque não aparecia no programa de Dilma. Entrou o programa , as musiquinhas de sempre , blá, blá e de repente apareceu o que eu “pedi”. hahaha Vibrei.
Se o programa de Dilma não mostrar o Serra como ele é, quem sou eu para mostrar.

PRECISA MOSTRAR senão não dá….

Responder

Orlando de OLiveira

15/10/2010 - 19h11

Estou inicinado na internet, e agora neste site naMaria, fico mais preocupado, pois a quadrilha montada pelo psdb, no Brasil, esta enraizada e utiliza a legislação pra se beneficiar, creio que é hora dos nossos mais de 300 deputados que fara a maioria no Congresso, começar a fazer um trabalhoa mais eficiente, e os Professores de SP, criar este movimento pra que possamos, mostrar a população, sobre este escandalo que muita gente conhece mas o rabo preso não faz a denuncia. Fico feliz em ter este conhecimento mas triste por este tipo de procedimento, não é a toa que o PIG, defende o serra grande economista pra ganhar R$ público. Com Dilma, poderemos buscar os nossos parlamentares que ajudamos a eleger e reeleger. Pois um trabalho digno deste Jornalista não pode ficar sem resposta Parabéns LUIZ CARLOS AZENHA, são pessoas como você, que faz com que tenhamos a certeza que podemos mudar e seguir mudando com Dilma. Sou trabalhador da Construção Civil e com muito oprgulho, pois o pouco que tenho é o suficiente pra que eu ande de cabeça erguida e sempre sou respeitado. Graças a minha crença na honestidade.

Responder

    Miria Graciana

    18/10/2010 - 12h52

    TA no jornal o "meu"mas no DIA por que o resto ta tudo dominado

Jorge Vázquez

15/10/2010 - 19h10

Ai camrada, vamos lá

Cadê a noticia do aborto da esposa do Serra? Tá esperando que PIG fale? não vão fazer

chega e análisis.

Divulgue.
http://correiodobrasil.com.br/ex-alunas-de-monica

Responder

PLATAO

15/10/2010 - 19h36

Cade o Senadores petistas.

Responder

Brasileiro

15/10/2010 - 19h33

Não sou muito instruído em economia. Nem em administração. Portanto me corrijam se eu estiver errado. Mas imaginemos um cenário em que Serra vence a eleição. Ele não iria arrebentar as contas públicas? Acho que sim porque prometeu um salário mínimo de 600 reais, décimo terceiro para o bolsa família, aumento dos aposentados.

A Dilma, responsavelmente não prometeu nada disso. E talvez seja por isso Serra sobe nas pesquisas. Ele promete dinheiro….

Mas voltando…ele não teria também que comprar boa parte do congresso nacional oposicionista? Acho que terá que desembolsar dezenas, talvez centenas de milhões para aprovar seus projetos.
Terá também que recompensar regiamente a mídia que o elegeu com mais muitos milhões de reais em publicidade e outras formas. A mídia está falida e a conta será muito cara.
Agora, de onde ele vai tirar dinheiro pra tudo isso?Acho que vai ser muito difícil ele arrumar esses recursos com privatizações por um bom tempo. Poderia levar a uma revolta popular. Acho que só depois do segundo ano ele deve começar a privatizar.
Talvez consiga um bom montante através de licitações para grandes obras…talvez as da Copa do Mundo…acho mais provável uma vez que ele não apresentou nenhuma grande idéia nova. Mas vai ser difícil também uma vez que a polícia federal foi muito fortalecida no governo Lula. É…vai ser difícil sim…mas não impossível.
O mais provável mesmo é que ele pegue o dinheiro em caixa que o PT deixou para o Brasil suportar as crises.
Como disse, não sou muito entendido em economia, mas essa é a minha visão de leigo.

Responder

vladimir lacerda

15/10/2010 - 18h42

Não estou entendendo a campanha do PT.Parece o primeiro turno.Repete-se tudo enquanto Serra fez uma geral no seu discurso.Otimista pra frente etc.Como aliás era a campanha de Dilma.O que mudou? é preciso voltar a empolgar.Parece que estamos dando ou por perdido ou com a idéia de que já está ganho.Estou com medo e não vejo nada ser feito.Por que não se mostra estes e outros dados na propaganda.Por que não se diz que Serra constrói estradas para cobrar pedágios.Sei não ,mas a propaganda do SERRa está dando um show.

Responder

Dicesar L. Fernandez

15/10/2010 - 17h30

Ótima entrevista. No futuro, seria interessante uma entrevista sobre a figura humana NaMaria. Agora é hora de Dilma13!

Responder

Viomundo: Serra transforma educação em negócio e repassa R$ 250 milhões à mídia

15/10/2010 - 17h26

[…] Por Conceição Lemes, do blog Viomundo […]

Responder

Cícero

15/10/2010 - 16h57

Até 15 dias antes do pleito no 1º turno, a Dilma tinha uma boa vantagem sobre os demais candidatos. Até esse momento, todos os institutos de pesquisa davam vitória a Dilma. O próprio PSDB sabia que o Serra não tinha mais condições de crescer nas pesquisas. O marqueteiro tucano teve, então, a idéia de convocar setores conservadores da Igreja para atacar a Dilma, em questões polêmicas como a do aborto. A Igreja entrou na campanha. Aguns padres e bispos, minuciosamente escolhidos e comprados pelos tucanos, passam a condenar a Dilma em suas homilias. Paralelamente, os tucanos contratam alguns sites para difamá-la. A partir daí, começam a veicular na Web emails caluniosos contra a Dilma. Inicia-se a discussão sobre aborto. É nesse momento do debate político que começa a surgir a figura da Marina, como a mais santinha, a mais certinha, não no campo das idéias porque seu discurso é sempre o mesmo, mas no palco do teatro político. O PIG viu que o caminho era por aí… E passou a incitar o ódio de religiosos contra a Dilma. Amparada pela grande mídia, a Igreja interveio na discussão de temas de teor peseudo-moralista, como a questão do aborto e da fé professada por cada candidato. O debate sobre aborto ganhou vulto, grassou, 'ferveu'. O eleitor passou a discutir o aborto em todos os lugares, nas ruas, nos bairros, nas escolas, no trabalho, etc. Com a indefinição ou cautela dos candidatos (todos eles, incluindo o Plínio) sobre o tema, os ventos começaram a soprar a favor da Marina, que, apesar de um discurso fraco e repetitivo, em função da "mesmice" de suas palavras, apresentava-se como a "3ª opção" e, com isso, passou a crescer nas pesquisas. PIG e tucanos logo perceberam que essa era a deixa…. E passaram a promover a Marina, mais do que ao próprio Serra. A grande mídia cuidou de "zelar" pela imagem da Marina, usando-a como marionete e, como vimos, deu no deu: 2º turno.

Agora são somente Dilma e Serra. É tudo ou nada. O PT tem de adotar uma postura mais agressiva, usar de todos os meios possíveis, mostrar sua força, partir com tudo pra cima do Serra, arrancar-lhe as máscaras, forcá-lo a falar ao Brasil sobre o caso P. Preto, denunciar ao eleitor as irregularidades e improbidades, não só do FHC, mas também da gestão tucana em São Paulo, mostrar ao eleitorado toda a baixaria promovida pelo Serra, devassar o seu passado, chamá-lo pro ringue, desafiá-lo nos próximos debates. O PT tem de denunciar, de ser mais agressivo no horário eleitoral gratuito, nos comícios, na Web e nos debates na TV. Acredito na vitória da Dilma. Dilma será eleita presidenta. Acredito nisso. Creio que dessa guerra suja protagonizada pelo PSDB, ela sairá vencedora. Creio na força do bem. Acredito que a hipocrisia de alguns será vencida pela sinceridade de outros, que o fundamentalismo odioso dará lugar ao modernismo progressista; creio, enfim, que Dilma vencerá…. Por pouca diferença de votos, mas vencerá… Para isso, ela vai ter de agitar, martelar, jogar duro contra o Serra, destroçá-lo nos debates. Nesse contexto, uma única palavra da Marina em favor da Dilma, consolidaria a vitória desta, definiria o pleito.

Responder

José Serra investe pesado em educação em São Paulo | José Serra Presidente – O mais preparado

15/10/2010 - 14h36

[…] http://www.viomundo.com.br/denuncias/serra-psdb-educacao-midia-acoes-entre-amigos.html Esta entrada foi publicada em Educação e marcada com a tag José Serra e a educação paulista. […]

Responder

marta

15/10/2010 - 14h30

Eu que sou aqui do RS e já sabia dessa história das compras indevidas e apadrinhadas das assinatura há tempo, até passei esse questão para amigos e parentes.Só não entendo como isso fica guardado há sete chaves em São Paulo, sem que ninguém faça o maior "auê" , clocando até em panfletos para que todos fiquem informados.
Claro, que o PIG não faria, mas aqueles que não estão a favor desse desgoverno de Saõ Paulo e dessa tucanalhada
por quê calam-se? A campanha de Dilma também deveria denunciar isso. Será que todos têm medo?

Responder

Marcos

15/10/2010 - 14h29

O tíltulo da matéria está muito concedente. O certo seria: Serra comprou a midia por apenas R$ 250 milhões.

Responder

monge scéptico

15/10/2010 - 14h25

Os PAULISTAS, acabaram de dar um aval, para que tudo continue assim elegendo o tíbio moral.
OCÊS gostam. NÃO CHOREM!!

Responder

Luis Arthur

15/10/2010 - 14h13

Pessoal,

Assistam a umas boas verdades ditas pela grande Filósofa e Professora, além de Guerreira, Marilena Chauí, sobre Serra e seu projeto neoliberal de vender não só as estatais, como nossos direitos. É um dos depoimentos mais firmes e impactantes a que assisti nessa campanha:
http://www.youtube.com/watch?v=0j6jgDs7gMQ&fe

Responder

Carlos

15/10/2010 - 14h09

Gente, PT, alguém!… Isso não vai para o horário eleitoral nem para as inserções?
É, parece que para esse apóstolo do diabo, que tem o Gilmau como seu presidente, uma tal de Dra.(?) Sandra Qualquer Coisa que só tem olhos e ouvidos contra o PT, Lula e Dilma, um legislativo estaual que não aprova pedido de CPI contra o “jênio”, que tem o PIG para escondê-lo, e por aí vai, só representando contra esse ditador e o seu Estado opressor em instâncias internacionais. Será que na ONU ou na OEA ou na OIT?

Responder

Admar

15/10/2010 - 13h59

Porque o PT ainda não colocou estes dados no programa eleitoral na TV, mostrando o exemplo da Jestão tucana em Sampa???

Responder

Paulo Cavalcanti

15/10/2010 - 13h58

Azenha e Conceição,

Acaba de passar aqui, na frente do meu trabalho na Pça da República, A PERUADA, evento dos alunos da Faculdade de Direito do Largo São Francisco – patrocinada pelo Centro Acadêmico XI de Agosto.

Aí você entende, por que o país está nesta merda. Alunos da USP, do segmento do direito, bêbados, todos portando latinhas de cerveja, tomando vinho vagabundo na boca da garrafa, e cantando, ilariê (da Xuxa) – Reboletion – créu, hino do corinthians.

Não têm uma mensagem de conscientização, só carnaval, e cachaça, alunos e alunas semi-nus. É vespera de eleição, e o que passou aqui, é a ELITE das universidades brasileiras. Pode fechar prá balanço, lamentável

Responder

    Jairo_Beraldo

    15/10/2010 - 17h42

    Muita gente recrimina o Serra por ter chamado Xuxa às falas…mas foi a única coisa certa que eu soube que ele fez. Essa tchurma aí, Paulo Cavalcanti, é o legado da Xuxa ao país, patrocinada pela Globo. Mesmo fazendo certo, o Zé ganhou essa cambada para manter os tucanos no poder em São Paulo…e se brincar, ele vai para o Planalto, eleito por eles.

Edmundo Bernardo

15/10/2010 - 13h57

Infelismente meu caro Azenha, os elitores em potencial que admira o Lula e vão com a Dilma são pessoas que acordam às qutro horas da manhã e vão para o trabalho e enquanto esperam condução ficam lendo as Manchetes dos Grandes Jornais nas Bancas de Revistas ( Manchetes Mentirosas) e quando voltam para casa já passa das oito horas da noite e só tem tempo para um banho rápido, pegar um prato de janta e ir para a frente da TV ver os Teles Jornais do PIG massacrando a Dilma e não possui um computador para ler o que a Conceição escreveu acima.
Tem que mostrar tudo isso é no Horário Gratuíto de TV da Dilma.

Responder

Viomundo entrevista NaMaria: 250 milhões para a mídia em nome da Educação pública de SP « Blog de Osvaldo Palmeira

15/10/2010 - 13h55

[…] em nome da Educação pública de SP Reproduzimos, honrosamente, entrevista dada ao Viomundo – do Luiz Carlos […]

Responder

Владимир Ильич Ленин

15/10/2010 - 13h38

Como diria o Suassuna…

"O gosto medio é pior que o mau gosto…"

A Classe media. Aquela que a 10 anos contava as moedas pra comprar 1kg de carne de sugunda hoje vota Serra…"

A classe media é pior que a elite e o pobre. Não ten senso de responsabilidade e analfabetismo politico.

Uma madame ao me ver com o adesivo da Dilma falou…

"Cada um tem o presidente que merece. Olha a cara de maconheiro dele…"

Nossa nunca queimei um com a Soninha madame… Na verdade sou careta mas voto em "terrorista"…

CPI da Midia Já!!

Responder

Pedro Cruz

15/10/2010 - 13h25

Mas, o que mais me intriga, mais me choca nisso tudo, é termos passado por uma eleição para governador do Estado de São Paulo, e nem uma denúncia sobre isso. A imprensa, lógicamente, não noticia. Mas e a oposição??? Os horários eleitorais??? Os Sindicatos ???? Os professores têm essas informações??? Novamente, no segundo turno, como no primeiro, o Serra e o PSDB são os paladinos da moral, da ética e dos bons costumes. A campanha da Dilma deixa passar tudo isso. São acusados de corrupção, de quadrilha e não poêm esses caras em seus devidos lugares, não respondem. Alguem poderia explicar ???????

Responder

Luiz

15/10/2010 - 13h18

Todos aqueles que vão contra o PT são logo rotulados de reacionários, fascistas ou nazistas, vocês deveriam tomar cuidado com isso, pois o fanatismo está enraizado em vossas almas. Jornalistas como PHA comportam-se como se fossem Marat, no ponto mais alto do período de terror francês – e não me digam que ele foi um mártir -, por sorte não estamos mais nos tempos da guilhotina.

Falam mal de SP, por manter o PSDB no governo, mas não observam que SP acolhe todo o país de braços abertos, assim como estrangeiros que buscam aqui crescer na vida. Nossos hospitais amparam os doentes de todas as regiões do país, convido quem não é daqui a dar uma passada, no HC ou na Santa Casa, para constatar o que digo. Isso é ser fascista? Desculpa, mas os extremistas são vocês, que estão mais para Himmler, ou melhor, para Beria.

Falam de um Lula-Mito que não existe, que seria mais importante que o próprio descobrimento do Brasil, mas que não passa de um mito vazio e cheio de rancor, fissurado pelo poder. Um líder, acima de tudo ingrato, que foi contra TODAS as reformas que possibilitaram a consistência que hoje ele usufrui.

As maiores reformas institucionais foram conquistas pelos grandes presidentes Itamar e FHC, enquanto Lula, por sua vez, apenas se beneficiou, estagnando o Estado brasileiro.

Deixem de ser amargos e alienados, abram a cabeça para a realidade.

Que gibi é melhor que a Turma da Mônica?

Abraço, sem rancor.

Luiz

Responder

    NaMariaNews

    15/10/2010 - 13h31

    Vc jura?

    Conceição Lemes

    15/10/2010 - 14h04

    Quem jura, NaMaria? Eu não juro, nada (rs), grande NM. beijo enorme

    NaMariaNews

    15/10/2010 - 14h14

    Conceição,
    Eita, deu tilt agora. Eu estava falando com esse moço "sem rancor" acima, o Luiz, que acha as revistinhas ótimas, nada melhor no mundo. E pensei sobre tudo o que ele disse. Daí eu perguntei: jura? Porque ele me fez refletir, sabe, Conceição. Sou pessoa muito reflexiva, sabe como, Conceição? Eu juro.
    bj-giga

    Marat

    15/10/2010 - 13h36

    Guilhotina no PSDB, sim – rsrsrsrsrs, mas guilhotina do voto!!!!!!!!!!!!!!

    Carlos

    15/10/2010 - 14h06

    Pretensioso usted, não?
    Tanto não é rancoroso ou fissurado pelo poder que Lula aceitou em silêncio a calhordice da mídia ao longo dos 8 anos e nem tentou, apesar do apoio popular, obter o terceiro mandato. Cumpriu o que está na CF, apenas.
    De que reformas falas?
    Aponte um exemplo de estagnação, com dados comparativos
    Ainda que se aceitasse a aplicação de recursos públicos FEDERAIS (e mesmo estaduais) na aquisição de publicações comerciais, há que se estabelecer critérios transparentes para tanto.

    Luiz

    16/10/2010 - 01h23

    Carlos,
    Pretensioso, eu? Não, sou realista, meu caro.
    Calhordice da mídia? Pare de pousar de vítima, essa mania de perseguição não cola. Vai me dizer que a mídia foi complacente com FHC? Quem deu voz ao PT, fui eu? Ora, isso é bobagem usada para justificar as falhas que o atual governo busca omitir.
    Lula em silêncio? Meu caro, faz 8 anos que escuto ele bradar no Jornal Nacional, se existe uma coisa que ele não fez, foi ficar em silêncio, mas reconheço que agiu bem no que se refere ao 3º mandato.
    Reformas? Lula foi contra, imotivadamente (ou motivada, se pensarmos em projeto de poder), a tudo que nos sustenta, desde o momento em que o Itamar assumiu (lembra da Erundina?), Plano Real, Lei de Responsabilidade Fiscal, o Bolsa Escola e o Bolsa Alimentação, enfim, não faltam exemplos.
    Agora, o problema não está em apoiar ou não, vivemos sob um regime democrático, o problema é se apoderar – indevidamente, diga-se – daquilo que lutou contra, ou, ainda, se proclamar o Cabral contemporâneo. Isso não existe, é balela.
    Lula tem seus méritos, mas não são fruto somente da sua aclamada genialidade, pois o Brasil vive em contínua transição desde Cabral.
    Lula está a 8 anos falando de FHC de forma covarde com toda a força do Estado, mas quando FHC resolve responder, Lula, o mesquinho, foge.
    Abram os olhos!

    jose luiz antunes

    16/10/2010 - 22h14

    Meu caro Luiz, parece que tu está envolvido com o discurso do Goebels, uma mentira dita muitas vezes se tornará realidade.
    Este mantra da estabilização do El Rei, FHC Dr Honóris Causa Própria, já está roto, só um dado para tua atualização, o El Rei FHC assumiu o país com um endividademento de 34% do PIB e largou com mais de 70% do PIB, com todas as privatizações.
    Então como tu acha que foi a administração do PSDB? Eu respondo, como o Brizola, foi um ROTUNDO fracasso.

    Miria Graciana

    18/10/2010 - 13h29

    Cara: LULA MITO para vç que deve ter tido sempre o que colocar no prato ,falar de barriga cheia é mole.No meio d essas grandes reformas estão incluidas as vendas de quase todas empresas publicas? Esta incluido tambem o não pagamento do F.M.I? Acho que nesa época vç devia esta morando na europa,no afeganistão,sei la em algum outro lugar,ou então vç é ácefalo mesmo.Vai se informar seu bobo alegre.

    cronopio

    30/09/2011 - 14h09

    Pô, Turma da Mônica é chato pra caramba, existem pelo menos uns cinquenta quadrinistas melhores do que o Maurício no mercado nacional ("10 paezinhos", por exemplo, mas há muitos outros). Uma coisa que me deixa puto é que o Cascão, o único protagonista que tem cabelho crespo, ser "sujo". Aquilo cria uma associação muito preconceituosa entre cabelo crespo e sujeira (pior, no fundo, é uma referência à pobreza, mas isso fica implícito, quer dizer, todo mundo sabe, mas nega). As piadas de Turma da Mônica são muito convencionais, é uma caretice só, o Maurício é um grande empresário, mas um artista muito limitado, e acho que a maioria dos quadrinistas endossa minha opinião.

ANNA

15/10/2010 - 13h03

45 motivos para NÃO VOTAR em "serra abaixo"
http://45escandalosdejoseserra.blogspot.com/

Responder

silvio prado

15/10/2010 - 12h55

A escola onde trabalho, Antonio Magalhaes Bastos, em Taubaté, foi feita uma reforma no valor de 651 mil reais. A obra, incompleta, foi entregue em janeiro de 2010. Até o mes de agosto o abastecimento de agua era irregular, setores do predio reformado ficaram sem energia eletrica e a sala de informatica nao foi entregue aos alunos, apesar dos dez computadores lá trancafiados e a contratação de tres alunos-monitores. Usou-se descaradamente material de segunda. Mesmo assim, as portas das salas de aulas, todas trocadas, custou cada uma 480 reais. No depósito mais próximo da escola, a mesma porta saia por 80 reais. Analisando o memorial descritivo da obra, dificilmente não se encontra um precinho super faturado. Esse é o infalivel metodo tucano de fazer da educação um dos negócios vergonhosamente mais lucrativos desse estado. Silvio Prado, Taubaté

Responder

tiagob4

15/10/2010 - 12h51

Bem-Vinda(os) porfessora(e)s. Que professoras e professores do estado de SP se manifestem. (E acho melhor usar mesmo nome fantasia para não correrem risco). Muito mais poderemos conhecer. De um ex-professor q acha q é possível ajudar a aprender.

Responder

jay

15/10/2010 - 12h36

o que ninguem fala e q o dono da lua branca a agencia de publicidade do governo e da prefeitura q fatura cerca de 180 mil por ano é do filho do gonzales, o marqueteiro do serra. engraçado que a 8 anos ganha quase todas as licitacoes.

Responder

Janete

15/10/2010 - 12h30

OS frutos dessa cultura Veja, FSP e outros nós já temos. A Educação paulsita virou chocadeira de neonazistas e noefascistas !!!

Responder

marcello antunes

15/10/2010 - 12h21

Caro Azenha e colegas comentadores. Parabenizo a entrevista que fez com a criadora do Na Maria News. Espetacular. Já parabenizei a autora da matéria sobre o esgoto em SP,,,não o da campanha serrista. Esse é o caminho do novo jornalismo. Viomundo merece todos os elogios. E sugiro, mais uma vez, que tente entrevistar o Dom Claudio Hummes, que dia 7 último pediu desligamento de uma área do Vaticano. O pessoal aqui do meu lado aproveita para perguntar se a Conceição Lemes é a autora do Namaria. E quem é o Stanlei burburinho. Abração.

Responder

    Conceição Lemes

    15/10/2010 - 13h16

    Não, Marcelo. Eu sou a Conceição Lemes, mesmo. A "dona" do NaMaria é outra pessoa, por sinal MARAVILHOSA. O Stanley é um mistério total. Ele é excelente, né? Abs

Marat

15/10/2010 - 12h06

Essas informações seriam motivo de investigações, caso tivéssemos um judiciário decente e uma Imprensa independente!

Responder

Lana

15/10/2010 - 11h56

Confesso que não li o post inteiro, tamanho é o meu desânimo com o rumo que essas eleições 2010 tomaram e o destino que elas nos aponta. RETROCESSO em todos os níveis e rumos.

Há quem diga, e estou acreditando nisso, que quem salva a eleição de Dilma são os pobres.
O problema é que justo essa classe, é a que mais encontra problemas para votar. Ou não tem documentos oficiais, ou não tem transporte para se dirigir a sua seção, ou chove, ou dá dor de barriga, enfim, todo motivo é motivo para que milhões de pessoas das classe mais baixas acabem por não ir às urnas. Há até aqueles que acham que só porque declarou apoiar a "mulher do Lula" ou porque participou de um comício com Lula, já é o suficiente.

Sinceramente, não vejo outro jeito de se inverter essa situação, a não ser com a militancia MILITANDO nas ruas.
Nós por exemplo, internautas, comentaristas dos blogs sujos, o que fazemos senão fazer campanha pró-Dilma entre nós mesmos?
Gastamos horas intermináveis escrevendo comentarios metendo o pau no PIG, nos demotucanalhas, no Zé Mentira, mas raramente partimos para uma ação efetiva de militancia, de tentativa de angariar votos, de participarmos de atos pró-Dilma, de uso da ferramenta de e-mails para as nossas listas, enviando conteúdos que lemos nos blogs.

O que podemos perder se perdermos essas eleições?

A atual classe média poderá levar um chute e voltar para o patamar que ocupava antes, ou seja: a pobreza.
Os atuais pobres precisarão desocupar seu degrau e voltar para a miséria.
Contratos do governo serão "revistos" segundo o próprio Serra: PAC parado, Minha Casa Minha Vida deve mudar de nome e caminhar a passos de tartaruga. Adiós Mercosul/Welcome ALCA. Brasileiros terão no máximo, grau de instrução média.
Incrivel: nesta campanha não vi o Serra falar uma única vez sobre politicas para o ensino superior. Nada. Zero.

Enfim, o estrago pode ser grande mas vou parar por aqui pois só de pensar nisso me dá uma desolação.

Azenha, sinceramente, tem jeito de evitar isso?

cho que a primeira providencia de Serra será a desmistificação do Lula. Podem acreditar que Serra ganhando, a aprovação de 80% do governo Lula, vai cair a níveis vergonhosos… Serra, PSDB e DEM precisarão desmontar o Lula Fenômeno para se garantirem no poder por o maior tempo possível. O PT eles já desmoralizaram. Agora só falta o Lula.

Responder

Pedro Cruz

15/10/2010 - 11h49

Não adianta nada milhares de manifesto a favor de Dilma se a grande imprensa não divulgar. A campanha da Dilma poderia divulgar os apoios e as denúncias contra PSDB e Serra," o paladino da moral, da ética e dos bons costumes". Não dá para aguentar!!

Responder

Carlos

15/10/2010 - 11h44

Essa matéria tem que chegar a todos os sindicatos de professores do país, dos estados e municípios.

Responder

Fabricio Lopes

15/10/2010 - 11h27

Quando se conhece bem uma pessoa
Não se engana com promessas à toa
Com o Serra essa certeza a gente tem
Serra é do DEM, Serra é do DEM!!!

Responder

Fefeo

15/10/2010 - 11h15

Já era hora !!!
http://www1.folha.uol.com.br/poder/814852-lula-ap

Responder

Zé Duarte

15/10/2010 - 11h01

Azenha, vocÊ e os demais blogueiros progressistas e imparciais não vão comentar a pesquisa da CNT Sensus, outrora considerada como a única isenta? Que de repende apontou um crescimento brutal de Serra? Não vai ter análise quando como na época da Datafolha? Nenhuma acusação?

Responder

    Luiz Carlos Azenha

    15/10/2010 - 11h23

    Divulguei. Nenhuma acusação contra a Sensus. O Serra, de fato, está crescendo. abs

Paulão

15/10/2010 - 10h58

Trabalho fantástico da NaMaria, pena que devido a situação de nossa educação, poucos conseguirão ler e menos ainda entender.

Responder

Edenilson Lima

15/10/2010 - 10h57

Há cerca de um mês, mais ou menos, entre agosto e setembro, aqui na minha cidade, Jaú/SP, chegou na secretaria estadual de educação algumas caixas com uma nota fiscal no valor de R$ 30.000,00 e quando os funcionários foram verificar o conteúdo dessas caixas, verificaram que lá tinha 6 mil tabelas da primeira fase da copa do mundo… isso mesmo, tabelas da copa do mundo ao custo de R$ 5,00 cada e quase dois meses após o término da copa do mundo… isso numa cidade com pouco mais de 100 mil habitantes, imaginem o quanto se jogou fora no estado todo…

Responder

ANTONIO ATEU

15/10/2010 - 10h38

bem companheiros,olha na verdade a campanha da dilma tá engessada. emalguns estados falta material. temestado exemplo pernambuco.que o material tá centralizado nos comites do psb. na verdade o pt em pernambuco sentou no colo do eduardo campos e armando monteiro. o pt tá desmobilizado. aqui um ou outro sindicato um ou outro movimento social se manifesta. aqui o pastor evagelico Silas Malafaia faz campanha na tv pra deter o mar vermelho. reitero temos que ir pra os mercados, ruas, praçãs, praias,estação de metroe outros transportes. enfim, mobilizar, discutir politizar e falar a verdde olha ai um exemplo http://correiodobrasil.com.br/ex-alunas-de-monica… um abraço a todos

Responder

Antonio Silva

15/10/2010 - 10h23

Caro Azenha, creio que conseguiremos recuperar milhões de votos para a Dilma, explico :
De ontem até este momento, visitei 35 casas de parentes, amigos e conhecidos, nestas visitas além de explicar sobre a importância desta eleição, eu distribuí cópias daquele manifesto dos cristãos(Católicos e Evangélicos) " Se nos Calarmos, até as Pedras Gritarão" .
Pois não é que as pessoas estão conscientíssimas, e revoltadas com a covardia criminosa que os tucanos estão fazendo contra a Dilma ? .
O que eu captei tambem é que o pessoal está preocupadíssimo com a questão do Pré-Sal .
Portanto, a propaganda de Dilma tem que continuar focando que ela está sendo vítima de uma monstruosa campanha de difamação e calúnia, e também, alertar que a candidatura do Serra tem interesse em privatizar as reservas do Pré-Sal .
Se a Dilma escancarar este tema (Com José Serra as riquezas do Pré-Sal estará em mãos estrangeiras), ela liquida esta eleição .

Responder

Escrevinhador

15/10/2010 - 10h13

[…] por Conceição Lemes, no Viomundo […]

Responder

Maria Dirce

15/10/2010 - 09h56

Azenha
Hoje é dia do professor e essa matéria é uma grande homenagem(sic)

Responder

Miriam Pacheco

15/10/2010 - 09h54

Educação de má qualidade, com professores insatisfeitos e ainda, barrar qualquer manifestação com gás de pimenta e bala de borracha, é melhor que propaganda de cartão de crédito: Não tem preço. Pior que isso é falar que duas professoras na sala de aula melhora a alfabetização. Ah tá, não seria melhor diminuir a quantidade de alunos por sala de aula? Quanta coisa boa tem a educação de São Paulo hein.

Responder

Paulo/RS

15/10/2010 - 09h48

Por que isto tudo não está nas mõas da campanha da Dilma??? será que os marqueteiros de São Paulo são tão incompetentes assim??? já demostraram incompetência e estupidez e arrogancia não vencendo a eleição no primeiro turno de uma sucessora de um presidente com 96% de aprovação (consederendo o regular) . Esses caras do PT de São paulo (alguns) são realmente uns HIPÓCRITAS, IDIÓTAS BURROS e tiveram a capacidade de quase jogarem -se é que não vão – um projeto de Brasil livre e forte do Lula bem no fundo de uma vala de lixo, onde eles ( parte do PT de SP) deveriam estar. Tenho até pena do Lula e da Dilma, coitada que embarcou na onde destes canalhas do PT de SP(uma boa parte aliás).

Responder

Charada

15/10/2010 - 09h40

Chega de angelismo. Chega de bom mocismo. Chega de ser vítima indefesa.
A eleição está perigando ser ganha por uma franquia internacional da calúnia e da difamação, amparadas na cumplicidade do nosso PIG.
Esses manipuladores conseguiram a colaboração de um monte de zumbis que eles convenceram, ou que já tinham afinidade ideológica com o projeto excludente do Serra.
Temos que combater no mesmo terreno que o inimigo, e com as mesmas armas.
Numa coisa, porém, podemos – e devemos – nos distinguir deles. Não precisamos inventar nada, nem martelar irrelevâncias. Basta desconstruir o Serra com os escândalos gravíssimos, todos reais, em que ele se meteu: por ex., as lambanças com o dinheiro público em suas suas administrações, coisa que o PIG encobre.
É preciso aumentar a rejeição ao Serra, e fazer isso como eles estão fazendo: de modo PROFISSIONAL.
Meu marido recebe centenas de spams diariamente difamando a Dilma. É evidente que existe um batalhão de mandadores de spam, pagos para isso, operando com o que existe de melhor em tecnologia da informação.
Vamos responder com amadorismo de "correntes do bem"?
O comitê de campanha da Dilma precisa montar uma central de guerrilha virtual para o contra-ataque. Contratar centenas de profissionais que disparem milhões de e-mails por dia mostrando os podres do Serra!
Muita gente votou na Marina por estar enojada com a podreira da política; está tendendo para o Serra por achar que ele é menos ruim que a Dilma "terrorista/aborteira/incompetente/nepotista" etc.
Por que? Porque o PIG simplesmente não mostra as nojeiras do Serra. Nem a campanha da Dilma centra seu foco nisso. Mas martela trocentas mil vezes qualquer deslize do Lula e da Dilma. Água mole em pedra dura…
É preciso terceirizar o combate ao Serra. Mesmo nos programas de campanha, melhor chamar o afiadíssimo Ciro Gomes para descascar o Serra, poupando a Dilma desse desgaste.
Nos debates, não tem como correr. Ou a Dilma desconstrói o Serra ou a eleição está perdida.
Tremo só de pensar o país que teremos se o Serra vencer essas eleições.
Vocês que estão lendo, por favor, enquanto a campanha da Dilma não faz o que tem que ser feito, me ajudem a engrossar, não uma corrente do bem (inócua), mas uma campanha de esclarecimento sobre QUEM É O VERDADEIRO SERRA.
Os e-mails devem ser didáticos, chocantes, não muito longos, e trazer suas referências de modo inequívoco (daonde foram tiradas as informações).
À luta, companheiros! O jogo só acaba no último minuto da prorrogação.
Se for para perder, que percamos combatendo o bom combate!

Responder

Eugênio Barreto

15/10/2010 - 09h39

Vídeo que mostra o caráter do PIG e do PSDB
http://www.youtube.com/watch#!v=Ig9pE6qwzxw&f

Responder

easonnascimento

15/10/2010 - 09h31

Este tipo de informação é que deve ser dado conhecimento ao povo. Sei que a mídia demotucana impede a veiculação.Cabe a nós humildes mortais e sem os recursos que eles possuem fazer este duro papel de divulgar, sem os meios de comunicação de massa. Não é fácil sem a imprensa ao lado. Dilma tem que usar isso na TV. Rápido enquanto é tempo.
http://easonfn.wordpress.com

Responder

ruypenalva

15/10/2010 - 09h16

Tarso compara campanha de Serra a preparação do golpe de 64
15 de outubro de 2010

Flavia Bemfica
Direto de Porto Alegre

O governador eleito do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), disse, na noite desta quinta-feira (14), em Porto Alegre, que, em relação à disputa presidencial, está havendo "uma campanha de golpismo político só semelhante aos eventos que ocorreram em 1964 para preparar as ofensivas" contra o então governo estabelecido.

Diante de cerca de duas mil pessoas que lotavam o Salão de Eventos do Hotel Plaza São Rafael na plenária de mobilização da campanha da petista Dilma Rousseff para o segundo turno da eleição presidencial no Estado, Tarso fez críticas duras aos adversários de Dilma na eleição, avaliando que hoje a ameaça é mais grave, porque inclui a "manipulação da informação com cumplicidade da maior parte da grande imprensa". O governador eleito finalizou seu discurso avaliando que a situação pode "redundar em uma eleição ilegítima", na qual um candidato quer se eleger "com base na mentira, na inverdade, na calúnia e na difamação".

Mesmo sem a presença de Dilma, o PT e os partidos aliados prepararam um grande evento para o que apontam como a "arrancada" da campanha do segundo turno da petista. Nas escadarias, na entrada do prédio e no salão, militantes distribuíam pilhas de adesivos, folders com os 13 compromissos de Dilma e um documento com os principais pontos de organização da campanha no Estado e pré-roteiros das lideranças estaduais até o dia 30 de outubro.

Dentro do salão, na mesa principal, com direito a discurso, estavam, entre os representantes de siglas aliadas, o senador Sérgio Zambiasi (PTB), o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati (PDT), o presidente estadual do PDT, Romildo Bolzan Júnior, o deputado federal Pompeo de Mattos (PDT), que na eleição estadual concorreu como vice do principal adversário de Tarso, o peemedebista José Fogaça, e o deputado federal Mendes Ribeiro Filho (PMDB). Mendes, que coordenou a campanha de Fogaça, chegou à plenária após passar a tarde em uma tensa reunião do PMDB gaúcho na qual foi decidido indicar ao diretório do partido proposta de apoio ao adversário da petista, José Serra (PSDB), mas respeitando os que preferirem Dilma. Em seu discurso, lembrou à plateia a importância de que peça votos.

Zambiasi, que durante seu discurso foi aplaudido de pé pelo público, também recheou as falas de críticas aos adversários na eleição presidencial. Ele começou sua manifestação respondendo a uma pergunta que ficou em suspense durante toda a campanha. "Tarso, eu votei em ti", declarou. Em seguida, disse que os adversários "fracassaram com os trabalhadores e aposentados". "Não venham agora prometer o que não vão cumprir".

Ao final da plenaria, questionado sobre o fato de Serra ter visitado o Estado antes de Dilma neste segundo turno e de a mobilização dos serristas estar bem mais organizada do que no primeiro turno da eleição, Tarso resumiu: "Não nos atemoriza". Ele também minimizou a definição majoritária do PMDB em favor de Serra. "Foi boa, porque liberou os que preferem a Dilma". Além dos partidos que já apoiam a petista no Rio Grande do Sul, Tarso segue em busca de dissidentes em siglas que, no Estado, preferem Serra, como é o caso do PP. "Já conversei com o Mano Changes (deputado estadual do PP, vinculado aos eleitores jovens) e antes do final da semana vamos falar novamente".

Após a plenária, o governador eleito seguiu para um breve encontro com lideranças evangélicas em outro andar do prédio. Ainda assim, aos jornalistas Tarso disse considerar "superada" a pauta de temas religiosos na campanha. "Nossa agenda é o que fazer para maior distribuição de renda e ampliação dos projetos sociais do presidente Lula". Nesta sexta (15), a partir das 10h30min, Tarso volta a se encontrar com lideranças religiosas, no Encontro do Conselho de Ensino Religioso do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre. No domingo os apoiadores de Dilma pretendem realizar um grande ato no Brique da Redenção, tradicional feira de antiguidades e artesanato da Capital que é também cenário de manifestações artísticas e políticas.

Responder

jonas luiz

15/10/2010 - 09h15

Sigo o blogue a NaMaria a bom tempo. Quando ela fala da FDE e da educação em SP, é tudo verdade. Eu trabalho na FDE a bom tempo e qualquer funcionário (não indicado) sabe disso. Perguntem para os motoristas, para o pessoal da gráfica, do RH etc. É tudo verdade o que é dito sobre a Iara Prado, Claudia, Guiomar e asseclas….e há muito mais coisas que precisam ser ditas !

Responder

    NaMariaNews

    15/10/2010 - 10h39

    Oba. Estou às ordens. Tem meu e-mail no blog. Gratíssima.

    Carlos

    15/10/2010 - 14h21

    Não consegui ler toda a entrevista, mas o uso de recursos federais enseja o interesse do MPF?

Luis Armidoro

15/10/2010 - 09h13

Caros Azenha e amigos do blog:

Eu já havia comentado : o que acontece na SEE provavelmente acontece em toda a Administração Pública estadual.

Responder

Fernando Frota

15/10/2010 - 09h10

Sou da ralé, e muito me orgulho disso. Cuspi no prato em que comi, prato que me foi ofertado pelas elites. Juntei o tartare de salmão com as perdizes húngaras e o arroz selvagem, joguei tudo em uma tigela de Ágata e cobri com água, me fartei e depois atirei a tigela dentro da sopeira de cristal. Convidado a me retirar, já longe das vistas de todos fui jogado para fora aos pontapés, não sem antes ter cuspido na cara do mordomo.
Juntei-me ao povo. O povo desdentado, sujo e desorientado. Em cada menininha assustada do povo, eu via o elo perdido entre os homens e seus irmãos animais. E em cada rapaz semi-raquítico, eu via um homem verdadeiro, um homem, não um parasita que usa sua inteligência para engordar à custa dos homens de verdade. É por isso que amo o povo e com ele estarei sempre. Estarei com homens como o Lula. Estarei com mulheres como a Dilma. E minha vida é um bem pequeno, não é nada, mas posso dá-la a qualquer momento, feliz, para defender o povo que amo.

Responder

    Tilda

    15/10/2010 - 12h41

    de pessoas com esse tipo de ironia sinto nojo.

    Carlos

    15/10/2010 - 14h30

    Ironia?

    Fernando Frota

    15/10/2010 - 16h39

    Não fui irônico. Talvez tenha me afastado léguas de seu rítmo. Sou sincero. E estou pronto.

max

15/10/2010 - 09h05

mobilizacao em POA ontem 14.10.10 http://www.ptrs.org.br/

Responder

KNeto

15/10/2010 - 08h50

E aí Drª Cureau?

Responder

Fernando

15/10/2010 - 08h32

Senhores temos que espalhar essa BOLSA IMPRENSA DO SERRA, mande para seus amigos, amigo dos amigos, a diferença nossa é que desminamos a verdade

Responder

Ronaldo Marques

15/10/2010 - 08h23

Se ao menos um pouco dessas verbas forem federais, é interessante chamar a CGU para fazer uma devassa nesses contratos. Segue o link para se fazer a denúncia, via Internet:
http://www.cgu.gov.br/Denuncias/FormularioDenunci

Responder

Archibaldo S. Braga

15/10/2010 - 08h20

Azenha, dei uma olhada no programa(sic) do malafai ou melhor melhafascia, hoje pela manhã na bandeirante, meu Deus! O maléfico pediu abertamente voto pro zé pedágio!!! A dona curau não vai fazer nada? Onde está a justça deste pobre Brasil? Essa imbecil tenho certeza que não vai fazer nada! Vamos fazer uma corrente prá tirar essa mulher de onde está! E os doutos acima dela não vão se manifestar??? Essa nefasta não é dona absoluta da verdade!!! A. S. Braga

Responder

    priscila presotto

    15/10/2010 - 11h10

    É a Santa Inquisição!Que de santa não tem nada.
    Conheço ateus e agnósticos que tem uma postura muito mais cristã que estes caras com bíblia de axila….

Aracy_

15/10/2010 - 08h13

NaMaria tem toda a razão: a leitura do Diário Oficial é lúdica, instrutiva e cidadã. A gente descobre cada idiotice perpetrada pelos governos e autarquias que dá até nojo.
De minha parte, há tempos boicoto as publicações das famílias Civita, Marinho, Mesquita e Frias. Não verão um centavo meu nunca mais!

Responder

Joao Carlos

15/10/2010 - 07h56

Estes fatos devem ser levados a publico pela campanha de Dilma.
Não é denuncismo é esclarecimento da sociedade.
Devem bater forte neste vice do Serra ele é fraco e sem sustentação.
Dilma deveria fazer uma pergunta sobre Indio da Costa e a meranda escolar no debate.

Responder

KAzerohum

15/10/2010 - 07h34

Isso é que é educação de qualidade no Estado de São Paulo.
Não é por menos que os professores detestam Serra!

Responder

IV Avatar

15/10/2010 - 06h54

Faça seu video de apoio a Dilma e envie para seus parentes e amigos pedindo o voto

Veja aqui videos já produzidos
http://www.josecarloslima.blogspot.com

Responder

Soullforged

15/10/2010 - 05h30

Desabafo

Olhem sinceramente, caso Serra ganhe (o que eu torço pra não acontecer), eu espero que ele faça um loteamento do Brasil e venda-o. Espero que ele arroche a economia, engavete cpi's, use de toda corrupção possível e imaginável, ja que o PiG não vai mesmo noticiar. Espero que a juventude sofra espalhando currículos nas portas de empresas pra receber baixíssimos salários. Espero que a maquina pública vá a falência e por fim, espero que o projeto de país que tem dado certo vá pro inferno. Sabem porquê?

Porque brasileiro merece comer o pão que o diabo amassou. Esta é verdade.

Vejo o povo sofrendo de um Alzheimer coletivo, onde esqueceu a merda que estava o país quando foi entregue em 2002. Espero que este povo sofra, mas sofra muito nos próximos 4 anos. Infelizmente quem não votou em Serra sofrerá também, mas espero sinceramente que o país se dane, para que brasileiro deixe de se apequenar frente aos momentos de clivagem da nossa história.

Espero que o Brasil dane-se pra aprender a ter consciência histórica. Espero que os fakes das redes sociais orkut lasquem-se, por transformar um debate político num festival de cretinices e de nojeira generalizada.

E espero sinceramente que os jovens penem de verdade para aprenderem que consumismo, individualismo e irresponsabilidade política tem um preço elevado.

Eu espero sinceramente que o país vá a bancarrota, porque desta feira, sob pressão talvez apareçam homens de verdade e não moloques pra decidir o destino deste povo desgraçado.

Responder

    priscila presotto

    15/10/2010 - 11h20

    Soul,

    Muitas vezes me pego pensando o mesmo,Se eleito Serra,o Brasil merece o pior!

    Maria Angelica

    15/10/2010 - 12h21

    Tabem penso assim!

    Tilda

    15/10/2010 - 12h45

    sou contra torcer contra o Brasil.

    torço contra ele. se o Serra ganhar, torço para que ele seja pego com a boca na botija de um jeito inescapável e que vá parar na cadeia.

Cícero

15/10/2010 - 04h37

Essa denúncia do NaMaria News é grave. O poder Público não pode celebrar contratos com empresas privadas sem licitação. ou sem a devida transparência, além de constituir ato de improbidade administrativa, é crime punido com detenção.

Lei 8.666/93

Art. 89. Dispensar ou inexigir licitação fora das hipóteses previstas em lei, ou deixar de observar as formalidades pertinentes à dispensa ou à inexigibilidade:

Pena – detenção, de 3 (três) a 5 (cinco) anos e multa.

Art. 90. Frustrar ou fraudar, mediante ajuste, combinação ou qualquer outro expediente, o caráter competitivo do procedimento licitatório, com o intuito de obter, para si ou para outrem, vantagem decorrente da adjudicação do objeto da licitação:

Pena – detenção, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos e multa.

Art. 94. Devassar o sigilo de proposta apresentada em procedimento licitatório, ou proporcionar a terceiro o ensejo de devassá-lo:

Pena – detenção, de 2 (dois) a 3 (três) anos e multa.

Art. 98. Obstar, impedir ou dificultar, injustamente, a inscrição de qualquer interessado nos registros cadastrais ou promover indevidamente a alteração, suspensão ou cancelamento de registro do inscrito:

Pena – detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos e multa.

*******************************************************************************************

OU SEJA: A LEI EXISTE, MAS IMPERA NO PAÍS A IMPUNIDADE.

******************************************************************************************

SE NO ESTADO DE SÃO PAULO, A MÍDIA GOLPISTA RECEBEU DO GOVERNO TUCANO R$ 250 MILHÕES, OBJETO DE CONTRATOS OBSCUROS E DE DUVIDOSA LEGITIMIDADE, CELEBRADOS, QUASE TODOS, SEM LICITAÇÃO OU, EM ÚLTIMA INSTÂNCIA, SEM A DEVIDA TRANSPARÊNCIA, IMAGINEM O QUE a Folha, o Estadão e a Globo não irão ganhar desses mesmos tucanos, se ocuparem o Poder Executivo Federal. É torcer, e torcer muito, para que isso não aconteça. Do contrário, o país penará, haverá retrocesso, privatizações, e a nossa atual e maior riqueza, o pré-sal, será vendido a preço de banana a um consórcio estrangeiro qualquer, como aconteceu durante o governo FHC que, além de vender o patrimônio público a preço de banana, o ex-presidente tucano, por meio do BNDES, destinou cerca de R$ 10 bilhões para socorrer empresas que assumiram o controle de ex-estatais.

*****************************************************************************************

Apesar de tudo, apesar de toda a estratégia golpista e infame montada pelos tucanos e sustentada pela imprensa golpista; apesar de toda os boatos disseminados na Web contra a nossa candidata, eu acredito, amparado por inabalável esperança, que no 31, DILMA ROUSSEF vencerá, será eleita presidenta do Brasil.

*****************************************************************************************

Responder

antonia lima

15/10/2010 - 01h54

Há 5 semanas que recebo esta resposta:
antonia lima · menos de 1 minuto atrás
Seu comentário precisa ser aprovado pelos administradores do site antes que apareça publicamente.

Responder

    Conceição Lemes

    15/10/2010 - 10h10

    Onde, Antonia?

antonia lima

15/10/2010 - 01h53

Caro Azenha
O que devo fazer para sair um comentário meu? Dizer e-mail de quem me apresentou a esse maravilhoso blog?
Hoje, estou chateada, não fui à faculdade….só ao estágio no BCB.
É lá que um companheiro do PT me anima e me faz ter esperança de que Dilma ganha…
Será possível aguentarmos Serra (aqui no dia 22), logo ele que diz que nordestino não sabe votar? 62$ Dilma e 31% Serra.
Eduardo,nosso governador, diz que PE não vai lhe dá com uma mão e tirar com a outra….ganhou do velho Jarbas com 80%.
Dilma, aqui, ganha….
Antonia lima

Responder

antonia lima

15/10/2010 - 01h27

Caro Azenha
Sou nordestina, de Recife, e estou indignada com tudo isto que fazem com o Lula, com a Dilma e com o povo….Aqui no Nordeste temos o dobro de voto p/ Dilma….Que fazer para ajudar além de passar o dia enviando e-mails para alunos, amigos e conhecidos….
Cadê Chico Buarque falando no horário eleitoral? E o Gil?
Não podemos nem devemos desanimar….
Antonia lima
Recife

Responder

Maria Dirce

15/10/2010 - 00h42

Sim, todas as denúncias absolutamente verdadeiras.Eu ja disse aqui qdo o texto foi sobre educação que ja dei aulas em sala de lata.para 8 série.pergunto e ai? qto tempo leio denúncias sobre SE, e nada foi feito para moralizar.Eu sinceramente cansei de lêr e saber que nada será feito para melhorar, ao contrário,os mesmos estão ai ganhando a eleição contando com a alienação do povo de São Paulo.

Responder

Gerson Carneiro

15/10/2010 - 00h25

Apois eu vou procurar o endereço de e-mail que eu possa fazer uma denúncia para dona Cureau, baseada nessa reportagem, denúncia essa não anônima, só para testar se dona Cureau se interessa em investigar. Já que ela, baseada em uma denúncia anônima foi encher o saco do Mino Carta, da revista Carta Capital, vou sim dar uma tarefa de verdade pra ela. Deixa estar.

Responder

    priscila presotto

    15/10/2010 - 11h18

    Gerson ,vc é o máximo!

    Gerson Carneiro

    15/10/2010 - 23h35

    Eu não, minha linda. Dona Cureau que é o mínimo.

    "Meu amor ele é demais
    Nunca de menos
    Ele não precisa
    De camisa-de-vênus
    Ouça o que eu vou dizer
    Meu bem me ouça
    O que ele precisa
    É de uma camisa-de-força…"
    Meu Amor, Meu Bem, Me Ame
    Zeca Baleiro

Gerson Carneiro

15/10/2010 - 00h19

Com toda essa fartura (e poe fartura nisso, é uma fartiura de fartura) de material, dona Cureau se empenhou em querer investigar a revista Carta Capital. Dona Cureau achou que era na revista Carta Capital que a maracutaia se concentrava.

Ô dona Cureau, pelo amor de Deus, pegue umas dicas aí com a Conceição Lemes e NaMaria, fia. Se oriente.

Responder

Marroni

15/10/2010 - 00h18

O nome do jogo é Pré-sal.
Todo o resto é cortina de fumaça para desviar o debate do destino desse patrimônio. O Serra representa a direita patrimonialista aliada ao capital estrangeiro contra o projeto nacionalista do PT e aliados.
Simples assim.

Responder

Baixada Carioca

15/10/2010 - 00h12

Podemos concluir que a única fonte de renda do PIG é o PSDB no governo. Por conta dessa renda liquida e certa, o PIG teve a obrigação de declarar voto no tucano mentiroso. Por conta de participar desse caviar é que a dona cureau pede a punição da Record que fez matéria que beneficia Dilma, mas se nega a aceitar qualquer denúncia contra o PIG que já declarou voto tucano e barbariza em suas matérias contra Dilma e a favor do tucano "fonte de renda do PIG".

Eu disse durante o primeiro turno. Se eles perdessem o governo de São Paulo e de Goiás; se o governo federal e as Estatais pararem de anunciar no PIG ele pede falência para algumas ferramentas como a Folha, a Veja, o Estadão e a Rede Globo (aliás, essa já quitou a dívida com a previdência social?). Não podemos deixar que eles aumentem seus recursos com o PPSDemB no governo federal. Precisamos ter Dilma presidente!

Responder

Evandro.

15/10/2010 - 00h08

Saiu na IstoÉ em 20/09/2006: Depoimento dos Viduim sobre as ambulâncias.
http://www.istoe.com.br/reportagens/4776_OS+VEDOI

Responder

LuisCPPrudente

15/10/2010 - 00h03

Isto que é uma verdadeira "ação entre amigos do PSDB" com o dinheiro público.

São os bandidos dilapidando o erário público.

Responder

eli

15/10/2010 - 00h00

Mas o Serra diz que a culpa é dos nordestinos.

Responder

PAULO ANGELO (MG)

14/10/2010 - 23h56

Quem "vende" a Vale por R$ 4 Bi, nao pode "comprar" sem licitacao a "bagatela" de R$ 250 milhoes?

Responder

RST

14/10/2010 - 23h37

Continua reportagem da carta Maior.

Pressão

Sheila Ribeiro, após o protesto consignado em sua página, disse nesta quinta-feira que, apesar da pressão dos meios de comunicação e de eleitores de todo o país que passaram a visitá-la no Facebook, não se arrepende de ter relatado a sua indignação ao perceber a mudança de atitude da professora que, em 1992, revelava às alunas um episódio marcante na vida de qualquer mulher, como o aborto realizado diante o exílio iminente, ao lado do marido, e a possível primeira-dama que, em uma campanha política, acusa a adversária do casal de “matar criancinhas”.

– Pior do que isso foi o silêncio do Serra, que deveria ter saído em defesa da mulher, fosse qual fosse a situação em que se encontrava ali, diante das câmeras – emendou a ex-aluna de Monica Serra.

Coreógrafa e doutoranda em Comunicação e Semiótica, na PUC de São Paulo, Sheila Ribeiro mora em uma “praia linda” e, apesar de estar no centro de uma discussão que mobiliza o país, faz questão de seguir a sua rotina de estudos e de trabalho.

– Procuro me manter leve. Respiro – diz, emocionada.

Sheila tem recebido, ao lado de agressões de partidários dos dois candidatos, o apoio dos amigos e “mesmo de estranhos que entenderam a minha indignação”, afirma. Das colegas que estavam ao seu lado, na oportunidade em que a mulher do presidenciável tucano optou por revelar um momento difícil da vida, também recebe a solidariedade e o apoio.

– Estou aliviada por ter visto a Sheila questionar toda essa hipocrisia que permeia a sociedade brasileira. Ela foi muito corajosa e só merece nosso aplauso – conclui a colega que, hoje, mora em Brasília e se destaca pelo trabalho também na área da coreografia e da dança.

Sem resposta

Com as novas entrevistas realizadas pelo Correio do Brasil, nesta quinta-feira, a reportagem voltou a procurar o presidenciável tucano na tentativa de ouví-lo acerca dos depoimentos das ex-alunas da mulher dele, Monica Serra. O CdB o procurou, novamente, no Twitter, às 12h41:

“@joseserra_ Senhor candidato. Três outras ex-alunas confirmaram o relato sobre o aborto feito por sua esposa. O sr. poderia repercutir isso?”

Da mesma forma, foram encaminhados e-mails à assessoria de imprensa que, por intermédio de uma das assessoras, acusou o contato do CdB e ponderou que, se até o fechamento desta matéria, às 15h04, não houvesse qualquer resposta do candidato, como de fato não ocorreu, o fato deveria ser interpretado como sua recusa em tocar no assunto, em linha com a decisão tomada durante o debate

Responder

RST

14/10/2010 - 23h36

Esse casal é muito hipocrita. Saiu na Carta Capital.
Envie para um amigo Versão para Impressão

14/10/2010

CONSTRANGEDOR: DOIS MOMENTOS NA VIDA DE MONICA SERRA

Nota da redação: Carta Maior considera a questão do aborto uma esfera de decisão íntima e soberana de cada mulher e dos casais. Cumpre ao Estado prover a dimensão pública cabível oferecendo condições de atendimento clínico dignas e adequadas para que em cada caso, e de acordo com as circunstancias e convicções espiritais de cada um, tome-se a decisão mais equilibrada e segura. Carta Maior não discute o tema em si ao veicular a reportagem –não contestada até agora– do Correio do Brasil. Apenas expõe o grau de hipocrisia e o farisaísmo de uma parte da elite deste país que, antes durante e depois dos períodos eleitorais, arvora-se em sentinela de direitos e valores regularmente violados em sua rotina privada e pública. Neste e em outros casos demarcadores da rastejante campanha eleitoral em curso, embala-a uma certeza esférica: a da existência de duas classes imiscíveis de cidadãos e cidadãs brasileiros; aqueles nascidos para mandar e manipular e os que foram feitos para obedecer sem discutir.

Ex-alunas de Monica Serra confirmam relato sobre aborto

Correio do Brasil –14/10/2010 15:06

Monica Serra optou por não se pronunciar sobre relato de ex-alunas
Alunas da então professora de Psicologia do Desenvolvimento aplicada à Dança, no Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Monica Serra, confirmaram nesta quinta-feira estarem presentes à aula em que a mulher do presidenciável tucano, José Serra, relatou ter sido levada a interromper a gravidez, após quarto mês da concepção. A coreógrafa Sheila Canevacci Ribeiro revelou o fato após o debate realizado domingo, na Rede Bandeirantes de TV, em sua página na rede social Facebook.

Colega de Sheila Ribeiro, a professora de Dança de um instituto federal de Brasília, que preferiu não ter o seu nome citado “por medo do que essa gente pode fazer”, afirmou, lembra que no primeiro semestre de 1992, no segundo período que cursava na Unicamp, o depoimento de Monica Serra a impressionou. Ela estava sentada no chão em uma sala de dança, onde não há móveis e apenas um grande espelho e a barra de exercícios, ao lado das colegas Kátia Figueiredo, que mora atualmente na Suécia, Ana Carla Bianchi, Ana Carolina Melchert e Érika Sitrângulo Brandeburgo, entre outras estudantes, residentes aqui no país.

– Eu confirmo aqui o depoimento da Sheila Ribeiro. Foi aquilo mesmo. A professora Monica Serra nos relatou que havia feito um aborto em um período difícil da vida do casal, durante a ditadura militar. Foi um fato tocante, que marcou a todas nós. Lembro-me que o assunto surgiu quando ela falava sobre a dissociação do corpo e a imagem corporal, que até hoje dirige meu comportamento – disse.

Responder

    junior

    14/10/2010 - 23h59

    Isso é fake, se não for é bom apresentarem provas sobre isso.

    A blogosfera já desmentiu o boato.

    Conceição Lemes

    15/10/2010 - 09h34

    Não é fake, não, Júnior.

    Paulão

    15/10/2010 - 10h54

    O puxadinho do Serra tá caindo !!!!!!

Germano Dias Vieira

14/10/2010 - 23h27

Vamos ajudar na campanha do Rovai, pessoal, vai bombar se todos ajudarem:
http://www.revistaforum.com.br/blog/

Responder

joe

14/10/2010 - 23h11

e…..além da internet, isso vai repercutir exatamente onde????

Responder

EDUARDO SOUTO JORGE

14/10/2010 - 23h09

GILBERTO GIL ACABA DE GRAVAR UM DEPOIMENTO DECLARANDO SEU VOTO P'RA DILMA NO SEGUNDO TURNO. ESTA NO BLOG DO GADELHA.

Responder

    Maria Angelica

    15/10/2010 - 12h28

    Gostaria que ele declarasse esse voto no programa do horario eleitoral na TV. E disso que precisamos nesse momento!

    Cícero

    15/10/2010 - 13h36

    O Giberto Gil é um cara bastante sincero. Se os coordenadores da campanha da Dilma o convidarem para declarar seu voto no programa eleitoral na TV, tenho certeza de que ele aceitará o convite.

Andrei Barros

14/10/2010 - 23h08

Parabéns pela excelente e esclarecedora entrevista!

Responder

mac

14/10/2010 - 23h05

Justiça obriga Sabesp a fornecer água 24 horas a ruas do Jardim Ângela, em SP
http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/814598-jus

Responder

Eduardo Diniz

14/10/2010 - 23h02

Pessoal,
Não acredito muito em estatística. O prédio em que trabalho tem 10 andares. Logo, tenho 1 chance em 10 para que ele esteja no terreo quando chego para trabalhar. O elevador nunca está no térreo…
Logo, se Dilma teve 47.651.434 de um total de 101.590.153, seria necessários 50.795.078 para a atingir o cargo de presidente. Dilma precisa de mais 3.143.644.
Marina teve 5.570.984 no Nordeste. Vamos dividir o nordeste metade para o Serra e metade para a Dilma, seriam 2.092.472 para cada um. Em SP, MG e RJ, Marina teve 9.082.496. Vamos chutar apenas 20% para Dilma e 80% para Serra. Dilma ficaria com mais 1.816.499. Pela lógica simplista Dilma teria mais 3.908.971. Daria uma margem de 765.327.

Vamos lá companheiros. Cabeça erguida. Nunca mais PSDB na presidencia do Brasil. Chega de desemprego, chega de baixo astral, chega de baixar a cabeça para os poderosos do hemisferio norte, somos Brasileiros, daqui, abaixo da Linha do Equador. Vamos tirar a militância do PT das poltronas. Dilma Presidente do Brasil!!!

Responder

    Cícero

    15/10/2010 - 02h32

    Acho que seu cálculo, embora sem qualquer metodologia, está mais próximo da realidade do que os resultados das pesquisas apresentados pelos institutos. Apesar da simplicidade, sua "estatística" procede. Vamos torcer pra que se concretize.

Sandra Caballero

14/10/2010 - 22h59

Sou professora da rede pública e vivo, na prática, as denúncias feitas acima. As apostilas dos alunos, além de péssimas e com vários erros; por exemplo, já encontrei problemas de cronologia nas de História; acabam se sobrepondo ao livro didático, ou seja, são completamente desnecessárias. Outro problema, no terceiro ano do Ensino Médio, só há uma aula de História por semana, a apostila trabalha com um conteúdo de, no mínimo, duas aulas, logo, é impossível cumprir-lá. Começamos o quarto bimestre e não terminei a apostila do segundo No lugar das aulas de História, inventaram uma matéria chamada Apoio em História, que também ministro, e onde deve ser utilizado os cadernos de Atualidades da Editora Abril. O grande problema é que a maioria dos alunos não conseguem acompanhar os textos desse material, ou por não dominarem o conteúdo adequado à série, ou, como ocorre com alguns casos, por serem, literalmente, analfabetos. Não dá pra trabalhar a Questão Palestina sem que eles donimem uma série de questões históricas: diáspora, Império Islâmico, sionismo, II Guerra, Guerra Fria…Ou seja, são poucos os alunos que realmente tiram proveito desse material. Outro problema é o viés ideológico, quando o texto trata de temas como a Venezuela ou Irã. Em nenhum momento os profesores foram ouvidos sobre a escolha desse material
ESTOU USANDO UM NOME FALSO PORQUE OS PROFESSORES DE ESCOLAS PÚBLICAS VIVEM SOB CENSURA NO ESTADO DE SP. POR ISSO ADOTEI O NOME ESPERANÇA, PORQUE ELA NOVAMENTE VAI VENCER O MEDO FASCISTA.

Responder

    Aracy_

    15/10/2010 - 08h16

    Minha solidariedade à professora.
    Está moralmente falido o Estado onde um educador tem de usar codinome para expressar discordância e escapar à perseguição.

    LAGUERRE

    15/10/2010 - 10h30

    "Sandra", eu sou paulista mas não resido em SP. Pelo duas vezes por ano visito parentes que ainda residem aí e converso sobre educação. Em todos os níveis. Sua declaração corresponde ao que percebi em algumas conversas com prof. do equivalente do 2º grau. Não pense que o 3º grau está muito melhor pois ele é a continuidade da mediocridade a que foi imposta o 2º. E tudo isso no estado mais rico da União. Infelizmente, também o mais reacionário. Para corrigir essas coisas horrorosas, vai tempo. E tem que começar, mas elegendo o chuchu o começo fica postergado.

joão Batista Jr.

14/10/2010 - 22h53

Se Mr. Serra chegasse à presidência (Deus nos livre e guarde!) estenderia por todo o páis a aquisição de Recreios e Mõnicas para as criancinhas que a Dilma não matou. Eis um questionamento interessante para o candidato. É isso que ele entende ser a educação de qualidade?

Responder

Urbano

14/10/2010 - 22h52

Afinal, não é por acaso que o pig está apostando todas as suas fichinhas na vitória do zé contra-rampa, o mitômano. Os goelas estão no maior frisson para que aconteça.

Responder

ozeias laurentino

14/10/2010 - 22h51

É por essas e outras que a VEJA , bate tanto no PT e no LULA com o dienheiro do contribuinte paulista. É uma tucanalha. cade a procuradora?

Responder

Valdemir Sulz

14/10/2010 - 22h45

Quando vomos ter um país sério, uma democracia em que as pessoas tenham conciência destas coisas para na hora do voto, votar sem ser manipuladas? Quando teremos plena conciência do que está em jogo numa eleição e sabar em que lado devo ficar? A Dilma não pode perder esta eleição, para o bem dos brasileiros e para o bem de nossa jovem democracia.

Responder

Fefeo

14/10/2010 - 22h43

Quantos votos você já recuperou para a Dilma esta semana ?? Eu recuperei dois que votaram na Marina e iam votar no ze pedagio. E você ?? Conseguiu quantos ?? Vamos à luta, mobilize-se !!!

Responder

@luciofm

14/10/2010 - 22h41

R$ 27 mi em Turma da Monica???? Isso que é Educacão publica de Qualidade hein…

Responder

Augusto Carvalho

14/10/2010 - 22h41

Isso é o que a turma do PSDB chama de choque de gestão. O pior é que os paulistas ainda insistem em votar nessa corja.

Responder

zanuja

14/10/2010 - 22h38

É imoral. Não tenho palavras. É IMORAL.

Responder

Charada

14/10/2010 - 22h30

Discordo dessa estratégia paz e amor que a campanha da Dilma continua sustentando. A campanha precisa intercalar a comparação de projetos PT-PSDB com ataques diretos ao Serra, dizendo o nome dele, mencionando os escândalos dos governos dele. Não é para mentir, não é para inventar, não é para caluniar: trata-se de divulgar os escândalos que a grande imprensa encobre. É preciso fazer subir a rejeição ao Serra, não só declarar amor pelo Lula e pela Dilma.

Responder

Antonio Silva

14/10/2010 - 22h30

Caso o Duci Chirico ganhe multiplique esta cifra por 50 vezes .

Na verdade, o que tiver dentro do BNDES, BB e CEF serão rateadas pelos marinhos, frias e civita .

Ainda dve sobrar para os peixinhos Saad e Abravanel .

Responder

Marcio H Silva

14/10/2010 - 22h27

Dá vontade de vomitar!!!!!!!!!!!!!!!
isto é um aborto a longo prazo com nossas crianças………………
Imagina isto no Brasil todo……………………..

Responder

Marcos I. Fernandes

14/10/2010 - 22h20

Não é por acaso que Serra é bem tratado pelo PIG. O contribuinte de São Paulo paga e parece que gosta. Elegeram Alckmin.

Responder

Marcos C. Campos

14/10/2010 - 22h20

Serra e seus padrinhos politico midiaticos.

Responder

J Muller

14/10/2010 - 22h20

O dia que o PSDB perder a eleição em SP vai ficar 4 anos queimando essa montanha de papel…

Responder

caco

14/10/2010 - 22h19

E o MP não pode ser acionado para investigar isso? Pq isso so vem a tona agora 10 dias antes da eleiçaõ com pouco tempo´para trabalhar essa informação?Agora cabe a denuncia no programa eleitoral, nos debates…

Responder

Alexei Alves

14/10/2010 - 22h13

Isso sim é críticar de forma fundamentada, com dados, comprovação e sem baixaria.
A oposição raivosa tem muito o que aprender.
Parabéns, Azenha.

Responder

MARCELOS CALDEIRA

14/10/2010 - 22h11

Prezado Azenha,
Não entendo como fatos desse tipo não são mais divulgados na campanha da Dilma. Enquanto o Serra monta uma artilharia pesada, ninguém fala mais enfaticamente do Ricardo Sérgio ou do próprio Indio da Costa, envolvido em irregularidades com merenda escolar no Rio de Janeiro, durante a gestão do César Maia.
Forte abraço.

Responder

    Atenir

    15/10/2010 - 09h22

    É porque o marqueteiro da Dilma está fazendo campanha como se estivesse na Suíça.
    Ou esse cara é muito inteligente ou ele vai levar a Dilma e o PT ao suicídio coletivo.
    O marqueteiro do serra DESCONSTRUIU a imagem da Dilma e com isso aumentou a rejeição da candidata e o marqueteiro da Dilma não faz nada…parece que está na lua…é um louco…e ninguém vê isso….

    Charada

    15/10/2010 - 09h42

    Marcelo, concordo totalmente com você. Penso que o comitê da Dilma deveria contratar centenas de profissionais de informática e municiá-los com textos relatando resumidamente esses escândalos, deixando-lhes o trabalho de disparar milhões de e-mails e tweets com essas informações, a cada dia, a cada hora, a cada minuto.

Reginaldo

14/10/2010 - 21h55

Cade os senadores petista para manda investigar

Responder

Deixe uma resposta