VIOMUNDO

Deputados pedem investigação da Fazenda Buritis, affair Mirian Dutra e apartamento usado por FHC em Paris

23 de fevereiro de 2016 às 19h29

Buritis

Sede da Fazenda Buritis, em Minas Gerais

Denúncias de Mirian Dutra: PT e PcdoB pedem ao ministro da Justiça investigação sobre eventuais crimes cometidos pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso

23/02/2016 17:51

Da assessoria de imprensa da Liderança do PT na Câmara dos Deputados

Segue a íntegra do requerimento encaminhado hoje (23) ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, por deputados do PT e do PCdoB, para que seja aberta investigação sobre eventuais crimes cometidos pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (tais como evasão de divisas, corrupção passiva e crime contra a ordem tributária), com base no que foi divulgado pela ex-amante dele, Mirian Dutra.

O ministro encaminhará o pedido para a direção-geral da Polícia Federal.

O documento é assinado pelo líder do PT, Afonso Florence (BA) e os deputados petistas Bohn Gass (RS), Chico D’Ángelo (RJ), Jorge Solla (BA), Henrique Fontana (RS), Moema Gramacho (BA) , Paulo Pimenta (RS), Vicente Cândido (SP), Wadih Damous (RJ), além do vice-líder do PCdoB na Câmara, Rubens Pereira Jr (MA):

Ao Dr.  

JOSÉ EDUARDO CARDOZO 

Exmo. Ministro de Estado da Justiça 

Ministério da Justiça

Esplanada dos Ministérios, Palácio da Justiça

Senhor Ministro,

Cumprimentando-o, dirijo-me a Vossa Excelência com o objetivo de relatar alguns fatos, recentemente divulgados, a respeito do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e, ao final, requerer providências.

Em entrevista divulgada no jornal Folha de S. Paulo, em 18.02.2016, a jornalista Mirian Dutra Schmidt afirmou o seguinte:

“E aí tem uma história muito cabeluda nisso tudo, que ele, por meio de uma empresa, mandava dinheiro para mim.

Que empresa?

Não sei se posso falar. Não quero falar. Foi por meio de uma empresa que ele bancou.

Você não quer nominar, mas tem como provar? Algum Recibo?

Tenho. Tenho contrato. Tudo guardado aqui. É muito sério. Por que ninguém nunca investigou isso? Por que ninguém nunca investigou as contas que o Fernando Henrique tem aqui fora?

Contas?

Claro que ele tem contas. Como ele deu, em 2015, um apartamento de € 200 mil para o filho que ele agora diz que não é dele? Ele deu um apartamento para o Tomás.

Gostaria de voltar à empresa. Como foi esse acerto para você receber esse dinheiro?

O ex-marido da minha irmã, o Fernando Lemos (morto em 2012), era o maior lobista de Brasília e era ele quem conseguia tudo. Eu sempre fui muito ingênua nessas coisas. Eu não devia nada a ninguém, por que eu ficaria cheia de pecados e pruridos? Eles fizeram contrato comigo como se eu fosse funcionária deles (da empresa), só que eles nunca me permitiram trabalhar e aí eu ganhava.

Isso acabou quando?

Dois anos depois que ele saiu do governo.

No mesmo jornal Folha de S. Paulo, em 17.02.2016, Mirian revelou o nome da empresa que teria sido utilizada por Fernando Henrique Cardoso para realizar transferências de recursos ao exterior:

Ele me contou que depositou US$ 100 mil na conta da Brasif no exterior, para a empresa fazer o contrato e ir me pagando por mês, como um contrato normal. O dinheiro não saiu dos cofres da Brasif e sim do bolso do FHC.

Entrevistado, o dono da Brasif, Jonas Barcelos admitiu o acerto:

Tem alguma coisa mesmo sim. Eu só não sei se era contrato. Vou fazer um levantamento na empresa para esclarecer tudo.

Em outra matéria, publicada no site Consultor Jurídico  no ano de 2000 e repercutida nos últimos dias por vários sites da internet, com título Fazenda da família de FHC, em Buritis, já custou 20 dólares, traz o seguinte conteúdo:

A fazenda Córrego da Ponte, cenário do confronto entre o presidente da República e o governador de Minas, já custou 20 dólares.

Pelo menos é o que consta do Registro Geral de Imóveis de Unaí (MG), onde se informa que o imóvel pertence à Agropecuária Córrego da Ponte Ltda, cujos sócios são Jovelino Carvalho Mineiro Filho, Luciana e Beatriz Cardoso.

A fazenda que está sendo protegida pelo Exército, foi comprada por FHC e seu sócio, Sérgio Motta (ex-ministro das comunicações), segundo o cartório, por 2 mil dólares, e, em seguida, foi vendida para uma empresa deles por 20 dólares.

O proprietário anterior a FHC adquiriu as terras, em 1981, por 140 mil dólares.

Diante da curiosa transação, FHC alegou que a fazenda havia sido comprada, na realidade, por 50 mil dólares e que o negócio havia sido registrado em um ‘contrato particular’.

Em 1994, os dois sócios afirmaram que o valor atualizado da fazenda era 400 mil dólares.

O site Tijolaço , reproduziu a matéria da Conjur com o título “A história da incrível fazenda de 20 dólares de FHC, seu aeroporto e a beleza que ficou”. Da mesma forma o portal Brasil 247 , em matéria publicada em 10.06.2015 com o título “Nota de FHC sobre Paris revela o polêmico Jovelino”, reproduz parte do texto publicado no Consultor Jurídico e faz menção a imóvel situado em Paris, que pertenceria ao ex-presidente Fernando Henrique.

Sobre este tema, o jornalista Jânio de Freitas, publicou, em 12.01.2003, artigo no jornal Folha de S. Paulo com o título “O Endereço”:

“Moradores íntimos de Paris por longos períodos, mas não só por vontade própria, consta que nela nada restringe a franqueza.

Se alguém na conversa desconhecia a peculiaridade, ali testemunhou um motivo para não esquecê-la:

– Pois é, mas nós sabemos do apartamento que Sérgio Motta e você compraram na Avenue Foch.

Congelamento total dos convivas. Fernando Henrique é quem o quebra, afinal. Apenas para se levantar e afastar-se.

Cara fechada, lívido, nenhuma resposta verbal.

A bela Avenue Foch, seus imensos apartamentos entre os preços mais altos do mundo, luxo predileto dos embaixadores de países subdesenvolvidos, refúgio certo dos Idi Amim Dada, dos Bokassa, dos Farouk e, ainda, de velhos aristocratas europeus.

Avenue Foch, onde a família Fernando Henrique Cardoso está instalada.

No apartamento emprestado, é a informação posta no noticiário, pelo amigo que passou a figurar na sociedade da fazenda também comprada por Sérgio Motta e Fernando Henrique Cardoso, em Buritis.

As matérias mencionadas levantam dúvidas quanto a conduta do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e devem, por este motivo, ser apuradas.

A jornalista Mirian Dutra Schmidt, autora das denúncias possuía, é notório, relações íntimas com o ex-presidente o que potencializa a veracidade dos fatos relatados.

Não se trata, por óbvio, de adentrar na intimidade da vida amorosa do ex-presidente, no entanto, os fatos relatados podem ser tipificados como crime de evasão de divisas, corrupção passiva e crime contra a ordem tributária, o que torna inafastável a atuação de sua excelência, através de pedido de abertura de inquérito ao Departamento de Polícia Federal, acerca dos fatos aqui narrados.

Atenciosamente,

Leia também:

Prédio que Lula construiu “com dinheiro de propina” já estava construído

 

8 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Messias Franca de Macedo

24/02/2016 - 12h48

ATENÇÃO BRASIL DO BEM

Mais um escândalo dentro do [mega]escândalo!

Ao que parece, matéria do ‘Estadão’ foi adulterada posteriormente objetivando ‘vazar’ para os Quintos dos Infernos a declaração autocondenatória do FHC

A declaração:

FHC admite ter pago mesada no exterior a jornalista

(…)
Ex-presidente diz que contrato com a empresa Brasif foi usado para repassar valores a Mirian Dutra, segundo ele, com recursos próprios
(…)

18 Fevereiro 2016 | 21h 35

O ESTADO DE S. PAULO

Acessei novamente a mesma matéria na qual identifiquei que o trecho acima foi suprimido. Rastreando o texto, encontrei:

(…)
Ao jornal, o ex-presidente havia negado ter enviado dinheiro para Mirian Dutra por meio da empresa.
(…)

FONTE: http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,fhc-admite-ter-pago-mesada-no-exterior-a-jornalista,10000017153

Responder

Cunha

24/02/2016 - 10h59

Os ratos saíram das piscinas ( Os ratos das piscinas da música do Cazuza) e se apoderaram da cozinha, onde jamais poderiam circular.
Tem rato no Congresso, no senado , há muitas décadas na mídia e em outros lugares mais.

Responder

Messias Franca de Macedo

24/02/2016 - 10h15

EXCLUSIVO: MÍRIAN REAFIRMA QUE FHC USOU BRASIF PARA PAGÁ-LA.

– Os documentos estão guardados em ‘cofre de banco’

Por conspícuo e impávido jornalista Joaquim de Carvalho
24 de fevereiro de 2016

(…)

FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.diariodocentrodomundo.com.br/fhc-pagou-em-dinheiro-apartamento-em-barcelona-apos-notificacao-judicial-diz-mirian-dutra-ao-dcm/

Responder

Messias Franca de Macedo

24/02/2016 - 10h01

Na Câmara, Wadih Damous diz que Moro criou a “pena sem processo”

QUA, 24/02/2016 – 07:20

https://www.facebook.com/ptnacamara/videos/772384022862203/

FONTE [LÍMPIDA!]: http://jornalggn.com.br/noticia/na-camara-wadih-damous-diz-que-moro-criou-a-pena-sem-processo

Responder

Patrice L

24/02/2016 - 01h26

Li isto aqui num blog. Não é a primeira vez que citam o amigo pecuarista Jovelino Mineiro (aquele do ap de Paris e sócio na fazendola) cobrindo o caso para FHC e tomando providências. Se é verdade, de que maneira o fêz e eventualmente ainda faz?

“FHC forçou exílio do filho nascido em 1981(sic) fora do casamento

COLUNA DE CLÁUDIO HUMBERTO

Esta coluna noticia há mais de uma década, quase solitariamente, a existência de Tomás, filho de FHC nascido em setembro de 1991 cujo exílio na Europa o ex-presidente forçou. Ele admitiu reconhecer Tomás em 1999, mas em “testamento fechado”, conforme também revelamos. Manter Tomás na “clandestinidade” seria exigência da mulher, d. Ruth. Mirian Dutra, a mãe, optou pela discrição, para proteger Tomás.

Aproximação

Apenas nos últimos anos o ex-presidente FHC buscou aproximar-se de Tomás, sobretudo após o falecimento de sua mulher.

Bom garoto

Tomás não herdou a covardia paterna. Em 2007, foi vitima de facada, em Barcelona, ao encarar assaltantes para defender a namorada.

Intermediário

FHC somente começou a pagar pensão na adolescência do filho, mas quem providenciava tudo era o amigo e sócio Jovelino Mineiro.

Publicado em: 17/11/2009″
.

Responder

    Patrice L

    24/02/2016 - 16h40

    Jovelino “Think Tank” Mineiro não é um mero empresário com interesses privados.
    Reuniu nata de empresários para arrecadar fundos em favor do Instituto FHC, em plena vigência do mandato presidencial de FHC e utilizando-se do palácio (ao Janot, dizem, coube se pronunciar em nome da Procuradoria e ele disse não ter visto nada demais neste evento ocorrido no Planalto – como assim?).
    Vazou também que Jovelino participou, na condição de vice do Instituto FHC, do encontro do ex-presidente com o embaixador americano (na pauta as eleições de 2010).
    Ou seja, Jovelino Mineiro é alguém de grave responsabilidade na política nacional, tentando influenciá-la.
    Em si, mas principalmente porque foi tão próximo do poder e atualmente toma parte de uma expectativa de poder (Deus nos livre!), seria de bom tom ele explicar a off familiar que mantém, desde 1991, no Panamá: Treasure International Corporation.
    Não quer dizer que seja ilegal, mas deve ter algum propósito que seria bom esclarecer.
    Até porque suspeita-se da logística pela qual FHC enviou suporte à Mirian Dutra e seu filho.
    E alguns insistem na colaboração de Jovelino neste suporte.

Mauricio Gomes

23/02/2016 - 23h32

Pra que? Já pediram 100 investigações contra o Aébrio e o janota finge que não é com ele. o CÚnha conseguiu que o STF fizesse seu processo de cassação voltar à estaca zero. Em vez do Woody Allen, tinham que chamar o Zé do Caixão para fazer um filme sobre o momento atual do Brasil. Uma mistura de fascismo, golpismo, fundamentalismo religioso e impunidade para os amigos da mídia e do judiciário. Vergonha!

Responder

Messias Franca de Macedo

23/02/2016 - 22h26

MAIS DUAS DINAMITES NO COLO IMUNDO DOS SALAFRÁRIOS GOLPISTAS DE MEIA TIGELA IMUNDA

Portaria assinada por FHC teria isentado Globo de CPMF

TER, 23/02/2016 – 19:10

(…)

FONTE [LÍMPIDA!]: http://jornalggn.com.br/noticia/portaria-assinada-por-fhc-teria-isentado-globo-de-cpmf

TCU confirma Mirian Dutra: BNDES favoreceu Globo no governo FHC

23/02/2016

(…)

FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.ocafezinho.com/2016/02/23/tcu-confirma-mirian-dutra-bndes-favoreceu-globo-no-governo-fhc/#comment-169552

Responder

Deixe uma resposta