VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas
Cartas de Minas

Paulo Preto: O corretor de imóveis que governou SP

17 de abril de 2012 às 02h26

Prefeitura vai liberar mais 16,7 mil imóveis no eixo Lapa-Barra Funda

Projeto revisa a Operação Urbana Água Branca para adensar a região entre a linha férrea e o Rio Tietê, hoje tomada por galpões

16 de abril de 2012

(http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,prefeitura-vai-liberar-mais-167-mil-imoveis-no-eixo-lapa-barra-funda-,861530,0.htm)

Prezado Azenha,

A especulação imobiliária atinge níveis inimagináveis em São Paulo, o corretor imobiliário Gilberto Kassab, devolve os favores aos seus financiadores de campanha sem qualquer critério passando por cima da lei: “Os títulos permitem à iniciativa privada construir acima da metragem estabelecida na lei de zoneamento”.

A prefeitura não estabelece critérios para essa compactação populacional. Não se importa em melhorar as precárias estruturas existentes e autoriza indiscriminadamente as obras das construtoras, acentuando ainda mais esse processo neste período de apagar das luzes da administração de Gilberto Kassab.  “O novo estoque residencial ainda representa 59% dos 3,11 milhões de m² edificados em toda a capital paulista em 2011 — foram 443 prédios no ano passado, com 38.149 apartamentos, segundo a Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp)”.

Os empreendimentos priorizam uma faixa específica de consumidores, proibitivos para a classe C, tornando os bairros centrais, locais com maior oferta de empregos, escolas, postos de saúde, transporte e segurança, inacessíveis para o cidadão de renda menor. Ou seja, não há preocupação com a mescla social, descaracterizando por completo os bairros atingidos, tornando esses locais eleitos pela especulação imobiliária, um oásis de riqueza dentro da cidade.

Dessa forma, os novos moradores que chegam a esses empreendimentos, com seus automóveis particulares, convênios médicos, instalando-se em condomínios com segurança privada, não trazem muitas queixas à prefeitura. Eles dependem bem menos dos aparelhos municipais. O pobre por sua vez, cada vez mais distante do centro, perde tempo nos trens e no metrô em colapso e pouco comove a opinião pública elitizada com seus apelos por segurança, hospitais, escolas. Essa é a cidade preconizada pelo consórcio Serra/Kassab, em mais uma frente de batalha no seu desenfreado processo higienista.

Edificações antigas vem abaixo, prédios históricos como o casarão da rua João Moura, vão para a caçamba passando por cima de liminar da justiça. Famílias inteiras são retiradas de favelas em inúmeros incêndios suspeitos. Não são exigidas as necessárias contra-partidas para minimizar o impacto dessas obras. “A dúvida de especialistas, porém, é se a chegada de novos prédios vai se reverter em melhorias para a população, o que não ocorreu nos primeiros 17 anos da Operação Urbana Água Branca. O corredor comercial que se consolidou na última década na Avenida Francisco Matarazzo ainda não se reverteu em obras e benefícios viários e urbanísticos, como previa o projeto original de 1995.”

Não vejo a oposição mobilizada e com força suficiente para tentar barrar as infames operações urbanas, que tem na Nova Luz, um símbolo de desrespeito e agressividade contra cidadãos paulistanos e seu patrimônio arquitetônico.

Atenciosamente,

Paulo Preto
fotógrafo
www.flickr.com/paulopreto

PS do Viomundo: Enquanto as grandes construtoras/incorporadoras forem os grandes patrocinadores dos jornais, a mídia jamais vai se engajar na defesa do interesse público quando se trata de urbanismo. É privataria, privataria e privataria.

Leia também:

Theófilo Silva: “Cometi o mais imperdoável dos crimes”

 

7 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Geysa Guimarães

28/04/2012 - 12h15

Governou não, Kassab (des)governa São Paulo. Está instaladinho na cadeira de prefeito, torcendo e trabalhando para que o papai Serra seja seu sucessor.
Ninguém merece!

Responder

jose

17/04/2012 - 17h47

Para o pobre coitado trabalhador e morador das grandes cidades, está valendo a máxima: "eu não moro, me escondo!".

Responder

Regina Braga

17/04/2012 - 11h48

Azenha,a coisa está pegando mesmo, por todo o Estado…Na minha cidade são mais de 32 condomínios liberados pela prefeitura…incluindo autorização da Cetesb para desmatamento.E os pobres…

Responder

augustodafonseca13

17/04/2012 - 11h45

*

Globo quer porque quer que a então senadora Ideli tenha comprado 28 lanchas para o Ministério da Pesca
http://migre.me/8Ik0e

*

Responder

FrancoAtirador

17/04/2012 - 11h15

.
.
A mídia mercantil foi feita para isso: para ser comprada e vendida.
.
.

Responder

Marat

17/04/2012 - 10h49

A Globo, a Veja, o Estadão, a Folha, a Band o SBT et caterva vão divulgar isso – rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs

Responder

Deixe uma resposta