VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas
Cartas de Minas

Lula: Meia dúzia de famílias não podem controlar o que o Brasil vê, ouve e lê

20 de novembro de 2017 às 14h18



Foto Ricardo Stuckert

Lula dispara contra Globo e pede mais mobilização para evitar reformas de Temer

“Quem quiser ter um programa para governar este país terá de encarar a regulamentação dos meios de comunicação”, disse o ex-presidente em Congresso do PCdoB ao apoiar a candidatura de Manuela D’Ávila à presidência

da RBA

São Paulo – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou hoje (19) o monopólio dos meios de comunicação no país, e voltou a defender sua regulamentação como proposta para o programa de governo a ser apresentado para as eleições presidenciais do ano que vem.

“Quem quiser ter um programa para querer governar este país daqui para a frente terá de encarar a regulamentação dos meios de comunicação. Certamente, a família Marinho deve pensar que eu estou defendendo a censura, mas eu não quero censura, quem tem que fazer censura é o leitor, o espectador, o ouvinte, eu não quero os meios de comunicação como a televisão cubana, eu quero como a TV alemã, a francesa, eu quero que tenha liberdade, que tenha direito de resposta, que a oposição possa se manifestar, as universidades, os estudantes, os sindicatos possam se manifestar. Não é essas famílias mandarem na comunicação do país inteiro”, afirmou, ao participar do Congresso do PCdoB em Brasília.

A declaração de Lula ganha importância porque neste momento a emissora da família Marinho está no alvo de um furacão político.

A Globo foi citada em julgamento do escândalo de corrupção da Fifa em Nova York, entre seis empresas de comunicação que pagam propina pelos direitos de transmissão dos jogos.

A emissora foi citada em depoimento de Alejandro Burzaco, que era executivo da companhia de marketing argentina Torneos y Competencias AS.

Em discurso de 40 minutos, o ex-presidente Lula manifestou apoio à pré-candidatura de Manuela D’Ávila ao Planalto pelo PCdoB, criticou o governo Temer e alertou sobre a necessidade de mais mobilização para enfrentar a agenda neoliberal do governo Temer, cujas reformas têm atacados direitos dos trabalhadores e segmentos menos favorecidos da população.

“Nós éramos contra o impeachment e ele aconteceu. Nós éramos contra a reforma trabalhista e ela aconteceu. Nós somos contra a reforma previdenciária e se nós não tomarmos cuidado ela vai acontecer”, afirmou.

Lula disse que o governo Temer se fundamenta em argumentos falsos para construir o discurso em defesa dessas reformas, que na verdade são retrocessos.

Ele rebateu o argumento de que a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) estaria ultrapassada, porque foi aprovada no período do governo de Getúlio Vargas.

“85% da CLT já tinha sido mudada pela luta dos trabalhadores, e eles sempre disseram que era preciso desmontar a CLT”.

O pré-sal e a entrega de suas riquezas para as multinacionais, como vem ocorrendo no governo Temer, também foi alvo de Lula.

“A Petrobras não é uma indústria de petróleo, mas de alavancagem do desenvolvimento do país. O passaporte do futuro acabou, agora vai ser o passaporte do pesadelo”, disse ainda, para depois atacar diretamente o governo Temer.

“Eles não são políticos, eles são usurpadores, eles não tem compromisso com os brasileiros, têm compromisso com o mercado, querem destruir os bancos, é o desmonte da cidadania e para o país ficar dependente.

Leia também:

Como a Globo queria “assumir” a direção da Conmebol

 

7 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

RONALD

21/11/2017 - 14h59

O que precisa ser feito pelo governo progressista é investir na tv pública, conscientizando os cidadãos, politizando-os. Com dinheiro e bons profissionais, a tv pública pode produzir excelentes programas com conteúdo, diferente das novelas sanguinárias, dos telejornais câncervadores da elite podre. Em vez de encher as burras das tvs golpistas com dinheiro público, criar um núcleo de produção público. Não vai faltar profissional, cansado das mentiras do núcleo mafioso das tvs criminosas.

Responder

RONALD

21/11/2017 - 14h53

Eu acho que somente com muito sangue para tirar dos Capos Marinhos o jugo deste poder midiático e assassino.

Responder

lulipe

21/11/2017 - 11h33

E o lula, além de corrupto, continua com sua fanfarronice. Teve 8 anos, além do governo da incompetente pra fazer essa regulamentação e não o fez. Agora fica com essa lorotinha. É melhor JAIR se acostumando!!

Responder

Julio Silveira

21/11/2017 - 10h12

Pena que o Lula acordou tarde demais, e com as consequencias reincidentes deste problema.
Pena que em relação a outros graves problemas ele mostra que se recusa a acordar, como deseducar o povo preparando seu espirito popular para novamente se acercar de golpistas e ladrões. Mas o fato é que quem vive cercado de salafras, sabendo de suas ações criminosas, mesmo não compartilhando de seus maus habitos, pode e deve ser criminalizado como cumplice.

Responder

Jardel

21/11/2017 - 01h27

Gostem os anti-PT ou não, o período em que o país conseguiu seus melhores números na economia, na diminuição das desigualdades, na diminuição do desemprego, no aumento real do salário mínimo, no aumento brutal no número de pessoas com acesso a bens de consumo, foi o período dos governos do Lula.
Isso, nem a Rede Globo nega.

Responder

PALO

20/11/2017 - 18h39

Estamos aguardando o que?????
Eleições de 2018???
Comitês locais de mobilização???
No meu entendimento, infelizmente, a massa trabalhadora está “ZUMBI” dos meios de comunicação, não possui consciência cidadã pois forma seu “senso crítico” através do PIG .
Apenas uma minoria se mantém informada por outros meios.
Brizola era um ótimo orador para convocar as massa para a luta.
O Lula e o PT é “paz e amor”.
É necessário alguém que entre já com uma “VOADORA” e o lero-lero deixa para depois.
Acredito que alguns tenham esse “dom” mas para isso têm outro problema, a esquerda precisa um grande meio de comunicação, que consiga atingir as massas, o povão, e os despertem desse pesadelo.
Uma RÁDIO de alcance nacional (ou que seja retransmitida por colaboradores e transmitindo 24 HORAS.
Assim as os trabalhadores seriam provocados e reagiriam à altura, com LUTA.
Enfim, sorte a todos que a luta já começou mas quem tá batendo são eles, o sionismo, o mercado, os traidores, as irmãs do petróleo, os maçons, … e os trabalhadores muito ocupados no trabalho e seus projetos de “sobrevivência” esperando um “salvador” .
Fé na Manuela, seu discurso é inteligente.
Abraços

Responder

paulo erley veiga leal

20/11/2017 - 17h22

não entende o LULA, ficaram no poder 12 anos no minimo, com todas as oportunidades para acabar com a globo, via não renovação da licença da tv, por causa de não pagamento, alias a maioria das licenças devem estar vencidas e sem pagamento ou algo assim da maioria das tv e radios. Tenho votado sempre nos candidatos do PT para presidente, fiz campanha para lula desde 89. Não sou petista, mas é o partido que mais se assemelha com meus pensamentos.
e o seu paulo bernardo fez o jogo da globo, então pare com esta ladainha. quem faz não manda recado. Saudedades do brizola que a tempos já avisava.

Responder

Deixe uma resposta