VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

“Controle do PSDB sobre a mídia atrasa julgamento do mensalão tucano”

30 de dezembro de 2013 às 04h30

Deputado que identificou valerioduto acusa irmã de Aécio de  comandar censura em Minas

Por Lúcia Rodrigues, em Belo Horizonte*

A explicação para que o mensalão tucano e outros escândalos que envolvem políticos do partido não repercutam em Minas Gerais tem nome, segundo o deputado estadual Sávio Souza Cruz (PMDB-MG), líder do bloco Minas Sem Censura, na Assembleia Legislativa do Estado. Trata-se de Andréa Neves, irmã mais velha do senador Aécio Neves (PSDB-MG).

O parlamentar se refere a ela como a “Goebbels das Alterosas”, em uma clara alusão ao ministro da propaganda nazista, Joseph Goebbels, que exercia forte controle sobre os meios de comunicação da Alemanha.

De acordo com Sávio, Andréa comanda o controle à mídia mineira com mão-de-ferro, para evitar que o irmão e políticos aliados sejam atingidos por notícias desfavoráveis.

Formada em jornalismo pela PUC Rio, Andréa integra desde 2003, quando Aécio assumiu o Executivo, o Grupo Técnico de Comunicação do Governo de Minas Gerais. O núcleo estratégico reúne representantes de empresas públicas e dos órgãos da administração direta, responsáveis pelas áreas de comunicação.

O deputado oposicionista relata que a maioria das empresas privadas sediadas em Minas está concentrada nas áreas de mineração, siderurgia e metalurgia, e que estas normalmente não são grandes anunciantes na imprensa local. Isso confere ao governo mineiro poder e controle sobre a mídia, por ter peso decisivo como anunciante preferencial.

Tudo dominado

É por isso que escândalos como o do mensalão tucano quase não reverberam nas páginas dos noticiários locais. Ao ser anunciante de destaque, o governo cuida de abafar o que o desfavorece. O controle exercido por Andréa evita que em Minas os tucanos apareçam de forma negativa na mídia.

Sávio tem esperança de que a situação se inverta, mas ressalta que a pressão exercida sobre os vários setores do Estado e da sociedade é praticamente total.

“Aqui tá tudo dominado… Produzimos um Aécinho Malvadeza. A Assembleia [Legislativa] está de joelhos. Se o governador mandar pra cá um projeto revogando a Lei da Gravidade, a Assembleia aprova. A imprensa, comprada, sempre disposta a publicar os releases da Andréa Neves. O nosso Ministério Público não denuncia os mal-feitos do governo. E o Tribunal de Contas se converteu em um tribunal do faz de contas”, denuncia.

Rompendo o esquema

Quando foi secretário de Administração do governo Itamar Franco, Sávio orientou o governador a romper todos os contratos com as empresas do publicitário Marcos Valério.

Itamar sucedeu Eduardo Azeredo, hoje réu no processo do mensalão tucano, que aguarda julgamento. O esquema teria sido montado para garantir a reeleição de Azeredo, em 1998, com o desvio de dinheiro de estatais minerais para as empresas de Marcos Valério.

O publicitário foi recentemente condenado no STF por envolvimento com o mensalão do Partido dos Trabalhadores, o esquema de caixa dois que o Supremo entendeu ser voltado para comprar votos no Congresso.

Quando assumiu o cargo no governo Itamar, Sávio diz ter percebido que as agências de publicidade de Valério serviam de fachada para o desvio do dinheiro público que abasteceu o mensalão tucano.

Sávio Souza Cruz ressalta que não foi difícil chegar à conclusão.

É que agências de publicidade recém formadas, às quais ele se refere como “portinholas”, tiveram crescimento extraordinário em pouco tempo.

Cita outros indícios, como declarações do então presidente da Copasa, a Companhia de Saneamento de Minas Gerais, de que teria sido orientado a abastecer as empresas.

O deputado do bloco Minas Sem Censura destaca que quando Aécio Neves assumiu o governo do Estado, sucedendo Itamar Franco, deu um giro de 360 graus.

Os contratos com agências de publicidade, que haviam sido cancelados pelo antecessor, foram retomados.

Hoje o líder do bloco Minas Sem Censura critica a manobra que excluiu vários beneficiários do mensalão tucano dos processos que correm no STF e na Justiça estadual de Minas.

O senador do PSDB Aécio Neves foi um dos que se beneficiaram da decisão do Supremo Tribunal Federal.

Segundo o relatório da Polícia Federal, ele teria recebido R$ 110 mil no esquema de corrupção montado pelo partido.

Para o parlamentar, a pressão da sociedade é fundamental para que justiça seja feita no caso do mensalão tucano.

“Não tem nada mais injusto do que justiçar um lado”, afirma ao se referir à condenação dos réus no processo do mensalão petista.

Enquanto isso, o esquema original só deverá ser julgado no final de 2014 ou em 2015.

Ele espera que as redes sociais ajudem na cobrança por isonomia do STF.

Sávio exemplifica com o caso de Marcos Valério, operador dos dois esquemas de corrupção.

Por enquanto, foi condenado apenas na ação penal que envolveu representantes do Partido dos Trabalhadores.

“Fica essa situação para o Judiciário explicar”, frisa.

Segundo o deputado, o tratamento diferenciado do Supremo Tribunal Federal em relação aos dois mensalões se deve à influência exercida pelo PSDB sobre a mídia.

Casos parecidos são tratados com dois pesos, duas medidas, diz o peemedebista.

Sávio lamenta que outro esquema de corrupção promovido por tucanos de Minas Gerais não tenha resultado em punição, pelo menos até agora: o da Lista de Furnas.

O esquema, voltado para abastecer as campanhas do PSDB e do extinto PFL em 2002, teria tido início em 2000.

Dirigentes da estatal de energia elétrica Furnas são acusados de fazer pressão sobre fornecedores da empresa para arrancar doações que abasteceram o caixa de campanha.

A autenticidade da lista com a relação de doadores foi reconhecida em perícia da Polícia Federal.

Sávio não descarta a hipótese de que outro esquema de corrupção esteja em marcha em Minas Gerais.

Como não existe espaço para o contraditório na mídia do Estado fica muito difícil exercer a vigilância sobre quem governa, diz o líder do bloco Minas Sem Censura.

Acompanhe abaixo a íntegra da entrevista:

*A viagem da repórter Lúcia Rodrigues a Minas Gerais foi financiada pelos assinantes do Viomundo. Torne-se um deles clicando aqui.

Leia também, da mesma série:

Dino Miraglia: Morte de modelo tem relação com esquema de corrupção do PSDB

Preso como falsário, delator do mensalão tucano diz que tem medo de morrer

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.

Compre agora online e receba na sua casa!

 

38 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

paulo bueno

02/01/2014 - 20h34

eu queria ser marqueteiro do PT,trabalhar no gestão de MARKETING do partido
pra formar uma “militância Digital” com mais de 1 mil integrantes (mil jovens bom de internet ) para fazer uma onda vermelha na INTERNET,iria elogiar a gestão DILMA em todos os sítios da internet que permitir comentários e com a MILITÂNCIA DIGITAL iria pressionar STF para julgar o MENSALÃO TUCANO e ainda com a MILITÂNCIA DIGITAL usar o FACEBOOK para detonar adversários e aumentar a popularidade da DILMA
mas o PT é muito ruim de propaganda e não sabe usar as redes sociais .
só reclama do PIG e nada faz …..

Responder

Urbano

02/01/2014 - 17h05

Pela escaterina a evolar-se no ar, lá pelas bandas das Esplanadas, não haverá adiamento, mas esquecimento proposital, até mesmo porque virou moda dentre as figurinhas prosaicas de dois ou três setores da área.

Responder

paulo bueno

02/01/2014 - 15h54

porque o PT não reune uma militancia digital
e faz uma onda vermelha na INTERNET em favor da DILMA
elogiando seu governo.
e mande também milhares de e-mails e carta cobrando o STF o julgamento do mensalão mineiro

Responder

juarez

01/01/2014 - 22h46

e esse que dizem que elegeu-se por copacabana.

Responder

Bonifa

01/01/2014 - 21h25

O controle da mídia pelo PSDB não existe, é uma falsa conclusão. O controle está nas mãos da mídia, que infelizmente só dispõe do PSDB para ser o seu delegado político. E o PSDB é muito corrupto, e muito incompetente em administrar o legado da mídia, o que a deixa frequentemente furiosa. Ao tempo em que ela delegava poder à UDN, era bem mais eficiente, e isso possibilitou a morte de Getúlio e o golpe militar. Mas não se pense que o poder da mídia, a verdadeira mestra do país, tem enfraquecido. As forças populares e progressistas é que têm ficado cada vez mais fortes em enfrentá-la . O embate de 2014 vai selar a definitiva vitória das forças populares e progressistas sobre a mídia.

Responder

Sagarana

01/01/2014 - 12h57

Que estratégia “fantástica” da Andréia: controla a imprensa mineira e com isso domina o Poder Judiciário.
Fala sério!!!

Responder

Jose C. Filho

01/01/2014 - 12h43

Agora estou em dúvida, terrível dúvida…não sei qual o Estado da federação mas sujo em se tratando de gestão governamental. Se Minas gerais ou são Paulo? O que sei é que ambos são administrados há décadas pelos bicudos. Será que pode haver piores?

Responder

Roberto Ribeiro

31/12/2013 - 16h57

Sempre vejo o contrário: a Mídia é dona do PSDB, assim como foi dona da Ditadura e é proprietária da PF, PGR e STF.
A grande Mídia sempre foi proprietária da PF, PGR, e STF. Esses aparatos do Estado foram apropriados de vez, nos governos FHC para encobrir, e nos governos Lula e Dilma para punir petistas e aliados.

Responder

silvio carlos nobre

31/12/2013 - 12h57

A situacao da midia de MG me lembra a do meu CE! Aqui na ultima eleicao amidia em peso entrou na campanha do prefeito Roberto Claudio, no que eu reputo o maior escandalo de manipulacao e fraude eleitoral que vi nos meus 29 anos, e o tre nao viu nada.

Responder

Gerson Carneiro

31/12/2013 - 01h59

Quando “defensores” da liberdade de imprensa, e do STF, se calam.

Uns por ignorância, outros por cinismo.

Responder

nina rita

31/12/2013 - 01h46

Me parece que o problema maior ai, em se tratando de questões de transgressões legais, é a submissão do Judiciário em peso às midias. Desde quando decidiram que só julgam o que é cobrado pela midia ? É a midia que julga o que deve ser julgado ou os códigos legais ? Os membros da área jurídica são funcionários da midia ou funcionários públicos ? Será que eles não têm vergonha alguma de submeterem seu tão propalado saber ao bel prazer dos midiáticos ?

Responder

Mineira consciente

30/12/2013 - 23h09

Parabéns deputado. Você não está sozinho nesta luta contra a DITADURA QUE ASSOLA MG, conte conosco blogueiros conscientes.

Responder

Marat

30/12/2013 - 21h24

Mas, e o povo mineiro? É que nem o de SP? carneirinho calado, ou reacionário, que gosta de sofrer com o PSDB?

Responder

    Euler

    31/12/2013 - 02h19

    Caro Marat, o povo mineiro talvez tenha uma boa dose de conservadorismo, mas, no final das contas é mais ou menos como qualquer outro povo: vai à luta, às vezes, quando provocado. Contudo, na maior parte do tempo, o povo mineiro, como qualquer outro, é enganado pelas mídias vendidas, e também pelas lideranças políticas de todos os partidos.

    Por conveniências políticas e eleitorais, o PT (incluindo Lula e Dilma) fez aliança com Aécio em Minas nas duas últimas eleições. Aliança informal, para enfrentar os candidatos indicados pelo tucanato de São Paulo.

    O PT perdeu sua identidade ideológica de oposição ao governo estadual. Até mesmo Itamar Franco, citado pelo deputado entrevistado (que, diga-se, juntamente com Rogério Correia, é um dos poucos oposicionistas), aliou-se a Aécio Neves.

    Além disso, Minas passou anteriormente por experiências traumáticas de governos com Newton Cardoso e Eduardo Azeredo. Até mesmo na gestão Itamar, em função da política de recessão da era FHC, Minas ficou estagnada. Já nas gestões de Lula e Dilma, que coincidiram com um ciclo de expansão da economia mundial, o grupo aecista, praticamente sem oposição interna, surfou nas ondas deste novo momento de crescimento econômico do país, com as políticas sociais como Bolsa Família, e crescimento da taxa de emprego e renda. Quem era governo, fosse de que legenda fosse, acabava por se beneficiar eleitoralmente. Ainda mais contando com o total respaldo de uma mídia totalmente subserviente.

    Portanto, a culpa não é do povo mineiro, mas desta engenharia política que herdamos. E que continua viva, com o monopólio da mídia intocável, um STF das elites dominantes, e uma realidade política viciada, na qual o povo aparece apenas para escolher, a cada quatro anos, aqueles que irão privá-lo dos seus direitos.

    Marat

    31/12/2013 - 10h55

    Ótima explanação, Euler.
    Temos em SP problemas semelhantes… aqui virou feudo do PSDB, e, além de uma impren$$a vendida, há muitos incautos que creem nas TVs e rádios, e, por isso, essa turma se mantém no feudo, trazendo uma tragédia atrás da outra (superfaturamento, metrôs com vários problemas de manutenção, educação em estado lamentável, violência crescente etc.).
    Cada um de nós faz um pouco, porém, realmente não há muito o que fazer…
    Como você lembrou, nossas instituições estão dominadas pelo pessoal da Casa Grande, e os reaças têm uma força incrível.
    Sobre o PT, eu nunca me enganei, pois o conheço desde a gênese, ligado à igreja e um partido de centro-direita que tem alguns matizes bem clarinhos, de esquerda. Sempre votei, e sempre votarei neles por falta de opção, pois com PSDB e PIG as coisas serão terrivelmente piores, e nosso país seria dominado completamente pelos terroristas dos EEUU.
    Bem, resta talvez lutar e tentar montar um partido genuinamente de esquerda, que aglutine gente séria e lutadora!
    Abraços

    Euler

    31/12/2013 - 12h29

    Estou inteiramente de acordo com você, Marat. Voto na presidenta Dilma por falta de opção viável eleitoralmente mais à esquerda. Mas é uma pena que tenhamos que carregar este peso de um partido frouxo, que tem medo de enfrentar as elites, que escolhe ministros do STF para agradar os de cima; que troca diretor da PF porque a mídia decidiu assim; que não tem coragem de mexer no monopólio da mídia e ainda por cima transfere R$ bilhões para as Globos da vida atacarem o PT 24h por dia. Abraços, e foi um prazer dialogar com você.

Heitor

30/12/2013 - 18h52

Cadê o PGR e o STF? Calados ainda?

Podem matar este deputado a facadas ou tiros, que será tratado como acidente doméstico ou AVC.

EU NÃO CONFIO NA JUSTIÇA BRASILEIRA.

Responder

    Marat

    31/12/2013 - 10h56

    Eu não confio em nenhuma justiça, em especial na brasileira.

Messias Franca de Macedo

30/12/2013 - 17h24

Enquanto Dirceu e Genoíno penam na Papuda, Roberto Jefferson, único réu confesso da AP 470, tira férias de seu blog

Por jornalista Antonio Mello

Por que José Genoíno está preso e Roberto Jefferson, não, é a prova incontestável da utilização política do julgamento do tal mensalão pelo STF, especialmente por seu presidente Joaquim Barbosa.
Ambos têm problemas gravíssimos de saúde. Mas enquanto o petista Genoíno penou na Papuda e agora está de favor em casa de parente em Brasília, o ex-deputado Roberto Jefferson, que denunciou o tal mensalão, único réu confesso da AP 470, e que sumiu com R$ 4 milhões sem dar satisfações, passeia em casa e agora se dá ao luxo de 15 dias de férias de seu blog, como mostra a imagem acima.
Disso tudo, a falta de reação do PT é lamentável. Não é possível que se acocorem tanto e permitam as ilegalidades flagrantes (denunciadas por juízes insuspeitos de serem petistas) cometidas neste julgamento, que me recorda a famosa frase de Jarbas Passarinho na reunião que decidiu o AI-5: “Às favas todos os escrúpulos”.
Atenção, PT, não bastam palavras de condenação e indignação. Discursos revoltados contra o julgamento da AP 470 para partidários e militantes não resolvem o problema. É preciso ação: política e judicial. Não é possível que Joaquim Barbosa e seus pares (por omissão) atropelem a Constituição sob o chicote da mídia.
Lembrem-se da sentença do poeta e compositor Torquato Neto: Levem um homem e um boi ao matadouro. O que berrar primeiro é o homem. Mesmo que seja o boi.

SEGUNDA-FEIRA, 30 DE DEZEMBRO DE 2013

em
http://blogdomello.blogspot.com.br/2013/12/enquanto-dirceu-e-genoino-penam-na.html

Responder

Messias Franca de Macedo

30/12/2013 - 17h10

[AGORA, SOBRE TRENSALÃO TAMBÉM DEMoTUCANO!]

STF PEDE PARECER DA PGR SOBRE CARTEL DO METRÔ

Ministro Marco Aurélio Mello, relator da ação no Supremo Tribunal Federal, determinou que o nome completo dos investigados, antes identificados pelas iniciais, conste da lista de consulta processual da corte; após parecer do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, Marco Aurélio poderá determinar que a parte da investigação que envolve pessoas sem foro privilegiado retorne à Justiça Federal em São Paulo, o que não aconteceu com a AP 470; entre os tucanos citados na denúncia estão o senador Aloysio Nunes e os secretários do governo Alckmin José Aníbal e Edson Aparecido.
(…)

CACHOEIRA – perdão, ato falho -, FONTE:
André Richter
Repórter da Agência Brasil

30 DE DEZEMBRO DE 2013 ÀS 16:18

LÁ VEM O MATUTO QUE SENTE CHEIRO DE GOLPE [“CHEIROSO”] DESDE O DIA EM QUE NASCEU EM PINDORAMA!
AS TRÊS NOVIDADES DO MILÊNIO!
1a: os DEMoTUCANOS são CORRUPTOS até a enésima geração! Pausa para rir;
2a: a Justiça – no ‘brazil’ – sempre está a favor dos “poderosos [cheirosos da eterna Casa Grande]”!;
3a: ‘Domínio do Fato’, neste mesmo ‘brazil’, NUNQUINHA MAIS!

E passa a régua porque eu preciso espirrar! República do PÓ! (sic)! República da ‘anã’ oPÓsição ao Brasil! “O cheiro dos cavalos – e do PÓ ‘cheirosos e cansado’ – ao do povo!”

República de ‘Nois’ Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

JULIO*Dilma2014/Contagem(MG)

30/12/2013 - 17h06

O governo de Minas,bancou a cobertura da radio itatiaia, no recente mundial
interclubes da Fifa, no Marrocos, na delegação da itatiaia, estavam dois
jornalistas da emissora que tambem são deputados estaduais da base governis
ta, são eles: joao vitor xavier e mario henrique o ¨caixa¨. Vergonha, é
por isso que a emissora se cala.

Responder

ricardo silveira

30/12/2013 - 16h35

Não se pode dizer que seja bom a mídia ter controle sobre STF e demais instâncias da justiça porque o controle da mídia passa longe dos cidadãos. Esse é o problema de toda democracia: quando o estado de direito não é senão um estado de espírito motivado por interesses dominantes a democracia não passa de simulacro.

Responder

edir

30/12/2013 - 16h32

Este vídeo do Sávio é tambem interessante, acho que todo eleitor deveria tomar conhecimento.
http://www.youtube.com/watch?v=nV2wJt_PiXo

Responder

José Emílio

30/12/2013 - 15h19

É verdade o que o deputado diz!
Em Minas a censura à mídia é pior que na época da ditadura.
Naquele tempo, quado os milicos nao gostavam do que estava sendo veiculado pela imprensa eles mandavam censurar e pronto!
Os milicos que estao ditando em Minas atualmente,Andreia Neves,Aécio Neves…censuram da mesma forma só que para isso utilizam as verbas do contribuinte mineiro, patrocinando quase todos os órgaos de comunicacao do estado. Se algum deles falar mal está fora.Um absurdo,uma robalheira!
Só nos resta uma solucao pra isso- chame o ladrao,chame o ladrao!

José Emílio Guedes Lages-Belo Horizonte

Responder

Urbano

30/12/2013 - 12h42

O que estou impressionado mesmo é com o surto de adrenalite que está matando os ladrões pobres. Fato este que não ocorre com os ladrões ricos, até mesmo pela proteção do seu plano constantecional, que lhe garante uma senhora saúde bandida para roubar até o final da vida. Esse plano é ótimo, pois garante tudo que se pensar; tudo mesmo. Do nada consta ao salvo- conduta.

Responder

    Urbano

    30/12/2013 - 15h40

    Lhes garante.

Marat

30/12/2013 - 12h37

Os governos do PSDB sempre têm relações promíscuas com o PIG… Por isso deveríamos criar o Troféu Thomas Dutra Cardoso, para laurear, anualmente, os pseudo jornalistas mais promíscuos com o PSDB.

Responder

James

30/12/2013 - 12h18

Manchete: controle do PSDB sobre a mídia atrasa julgamento do mensalão tucano – O mais certo é dizer que CONTROLE DO PSDB SOBRE A JUSTIÇA ATRASA JULGAMENTO DO MENSALÃO DO PSDB.

Responder

PEDRO SANCHES

30/12/2013 - 12h17

Sávio exemplifica com o caso de Marcos Valério, operador dos dois esquemas de corrupção.
Por enquanto, foi condenado apenas na ação penal que envolveu representantes do Partido dos Trabalhadores.
“Fica essa situação para o Judiciário explicar”, frisa.
Segundo o deputado, o tratamento diferenciado do Supremo Tribunal Federal em relação aos dois mensalões se deve à influência exercida pelo PSDB sobre a mídia.
Casos parecidos são tratados com dois pesos, duas medidas, diz o peemedebista.

Responder

jõao

30/12/2013 - 11h30

“Vai ter retaliação”: a mulher mais temida por Zezé Perrella, o dono do helicóptero flagrado com cocaína

Amália Goulart, 31 anos, repórter do jornal mineiro “Hoje em Dia”, é a mulher mais temida pelo senador Zezé Perrella (PDT), aquele cujo helicóptero foi flagrado com 445 quilos de cocaína no Espírito Santo.

“Ele ligou para algumas pessoas falando que eu o perseguia”, diz ela. “Não tenho nenhuma questão pessoal com ele. Faço apenas jornalismo. Não é culpa minha se Perrella tem vários processos”.

O problema de Zezé com Amália começou em 2011, depois de uma bela matéria sobre a fazenda do político e empresário em Morada Nova de Minas, a 300 quilômetros de Belo Horizonte. Ela está avaliada em 60 milhões de reais. Amália passou alguns dias na região, entrevistando funcionários e tentando falar com o dono.

Ele ligou finalmente numa sexta-feira, por volta da meia-noite, e não estava contente. “Ela vale muito mais. Não é só isso. Estou doido para pegar um jornalistazinho assim, igual a você. Isso vai ter volta. Vai ter retaliação”, afirmou. “Doei todos os bens para meus filhos há oito, nove anos.”

Responder

Mara de Minas

30/12/2013 - 11h06

CORRIGINDO MEU TECLADO

Carlos Drummond de Andrade

Responder

Mara de Minas

30/12/2013 - 11h05

NÃO EXISTE OPOSIÇÃO EM MINAS, NÃO EXISTE MAIS MINAS GERAIS.

Desde que Pimentel doou a prefeitura de BH pra tucanalha, estamos nesta situação abominável, onde a imprensa vendida não dá um pio sobre a robalheira tucana.

E AGORA JOSÉ?

(…)

Com a chave na mão
quer abrir a porta,
não existe porta;
quer morrer no mar,
mas o mar secou;
quer ir para Minas,
MINAS NÃO HÁ MAIS.
José, e agora?

(…)

Carlos Drummong

Responder

Carlos N Mendes

30/12/2013 - 11h02

Agora sério, acho que o deputado Sávio está enganado quando diz que a ‘Assembléia está toda de joelhos'; acredito do fundo de minha alma que todos ali são adultos o suficiente. Se tem alguém ajoelhado, é porque realmente quer rezar.

Responder

Carlos N Mendes

30/12/2013 - 11h00

Nos últimos 15 dias, choveu mais em Minas Gerais do que no Espírito Santo. Nos últimos 15 dias, morreu tanta gente em Minas quanto no ES. Porém, mais de 80% do noticiário que vi na imprensa foi sobre o Espírito Santo. Desculpe, acho que estou sendo muito duro; afinal, enquanto a presidenta Dilma ‘faz demagogia’ visitando as areas atingidas, seria muita crueldade estragar as férias de Aecio Neves na praia só por causa de uma garoinha… (P.S.: Globo, Folha, Estadão e VEJA já anunciaram ter feito todos os esforços para se desencontrar com o futuro candidato tucano).

Responder

Alberto

30/12/2013 - 10h10

O que não fará este pulha, o Aécio, se, por infelicidade do povo brasileiro, vir a ser eleito presidente da República?
Viveremos dias piores do que os da ditadura militar. Será algo parecido com as Repúblicas fascistas da Europa da primeira metade do século XX. Que Deus tenha piedade do povo brasileiro e não permita que tal infortúnio – a eleição do Aécio – aconteça. Já temos sofrimento demais!!!

Responder

    Alberto

    30/12/2013 - 10h20

    O que me dói, é ver o PT calado, mesmo sabendo de toda esta patifaria do Aécio e do PSDB. Não usam as únicas Tribunas que tem, a nível nacional, ou seja, a Câmara e o Senado, para denunciar, diariamente, o que acontece em Minas sob as botas do Aécio. O PT apanha calado e ainda sustenta a mídia nacional, mesmo esta não lhe dando espaço, ao contrário, tenta derrubar o governo federal todo santo dia. Nunca vi tanta covardia!!!

José X.

30/12/2013 - 07h25

—-
“O deputado do bloco Minas Sem Censura destaca que quando Aécio Neves assumiu o governo do Estado, sucedendo Itamar Franco, deu um giro de 360 graus.”

Corrigir: “deu um giro de 180 graus”

Responder

maria do carmo

30/12/2013 - 07h18

ANDREA NEVES, esta esquecendo que estamos na era digital, tudo se sabe, lista de furnas, morte de modelo, mensalao mineiro, etc.e tal a lista e longa. Joseph Goebbels foi a mais de meio seculo e ainda e seguido, mas nao nos esquecamos, temos dep como Savio Souza Cruz, e muitos mineiros que nao dormem de botina ,PARABENS DEPUTADO SAVIO SOUZA CRUZ, nao de tregua, contamos com voce!

Responder

Deixe uma resposta