VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Guerra psicológica: Itália desmente informação furada da Veja, que mal conseguiu identificar embaixador

25 de março de 2016 às 14h45

Captura de Tela 2016-03-25 às 14.40.27

Não sabemos de onde partiu a fofoca da Veja de que Lula teria um plano de fuga. Mas tem cara de operação psicológica, a psyop, que busca enfraquecer o entorno do inimigo sugerindo que ele está se preparando para abandonar tudo. É clássico da guerra de informação. Aliás, ao escrever um artigo sobre a Operação Mani Pulite, na Itália, o juiz Sérgio Moro destacou o uso da boataria como forma de confundir os investigados.

Leia também:

Aécio conta a verdade. Mas nem toda a verdade sobre as doações que recebeu

 

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.

Compre agora online e receba na sua casa!

 

11 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Jorge Luiz De Seta

28/03/2016 - 10h57

Pois é meu povo, se nós tivéssemos políticos com um mínimo de caráter nesse país, já teríamos resolvido essa questão totalmente! General De Goulle é que estava com a razão!!!! O Brasil não é um país sério!!!!!!!
Agora eu quero ver o que os golpistas irão fazer, com as provas que dona Conceição apresentou ontem, conforme foi veiculado no FANTÁSTICO (que de Fantástico há muito não têm é nada).
Eu me sinto perplexo com o que acontece em nosso país!!!! Será que ninguém vê que, se não fosse a corrupção total, geral e irrestrita, nós, o Brasil, seríamos a LOCOMOTIVA DO PLANETA TERRA!!!!! Ora façam-me o favor.
Os desfalques na PETROBRÁS, DATAM DE 1950, ano de sua criação!!!!

Responder

Márcio Gaspar

26/03/2016 - 14h25

“É clássico da guerra de informação. Aliás, ao escrever um artigo sobre a Operação Mani Pulite, na Itália, o juiz Sérgio Moro destacou o uso da boataria como forma de confundir os investigados” Isso é técnica de contra informação aprendido no cursos de espionagens . Creio que o Moro aprendeu naquele curso que fez no Departamento de Defesa Americano, na CIA, em 2007.

Responder

    maria inés Joo Ross-Morrey

    27/03/2016 - 15h30

    isso, isso. isso mesmo. modelo aprendido com mestre da “cortina de fumaça”: Joseph Goebbles, Ministro da Propaganda

FrancoAtirador

26/03/2016 - 13h30

.
.
O Compositor Musical e Escritor Chico Buarque de Hollanda
divulgou nota em que explica por que retirou a autorização
de uso de suas canções na Peça Teatral de Claudio Botelho.
.
Confira:
.
“Esta mensagem é para aqueles que tentam classificar de censura o legítimo direito, amparado por lei, de um artista autorizar ou desautorizar o uso de sua obra segundo os seus próprios critérios.
.
Qualquer pessoa tem o direito de defender opiniões políticas antagônicas às de Chico Buarque, assim como ele tem o direito de impedir que estas ideias sejam associadas às suas canções.
.
Foi seguindo este princípio que, durante o governo Médici, o artista protestou contra a utilização de A Banda como fundo musical de uma propaganda do Exército.”
.
(http://vermelho.org.br/noticia/278320-1#.VvU48tN_XZI.facebook)
.
.
.

Responder

CaRLos

26/03/2016 - 10h55

Vocês podem ficar sabendo que há pessoas, nessas empresas, que têm a função de ler os comentários de todos nós que acessamos os chamados “blogs sujos”. Ultimamente as pessoas têm ficado tão indignadas com essa perseguição sórdida, covarde e implacável contra o ex-presidente e sentem que ele será condenado na marra, mesmo sem provas. Isso não é justo. Então a saída é o ASILO. Muitas, em seus comentários, têm sugerido isso. Eu também penso desta maneira. Agora, a escolha da Itália, aí é pura má-fé. A principal “virtude” deste sei lá o quê, cheio de palavras mentirosas.

Responder

FrancoAtirador

25/03/2016 - 20h36

.
.
Chamar Mentira da Veja de Informação é até Elogio.
.
.

Responder

Adir Tavares

25/03/2016 - 17h32

Como diria o Mino, até um mineral sabe que esse panfleto só produz mentira!

Responder

FrancoAtirador

25/03/2016 - 17h19

.
.
“OS ENSAÍSTAS DO GOLPE”
.
(https://twitter.com/cartacapital/status/713372474071715840)
.
.

Responder

roberto

25/03/2016 - 15h11

A impressão que se tem, é de que em revistas barraqueiras do tipo Veja e Época, todos ,lá dentro, são completos débeis mentais ,sem a menor noção do que estão fazendo, onde moram,ou o que comem.
Parecem autômatos, feitos com lata de sardinha.

Responder

Deixe uma resposta