VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas
Cartas de Minas

Em meio a imbróglio com ex-primeira dama, socialista Ricardo Coutinho “vende” a rede pública de educação da Paraíba

10 de julho de 2017 às 16h54

Da Redação

Nesta terça-feira 11/07, às 9 horas da manhã, o governador socialista da Paraíba, Ricardo Coutinho, vai “vender” a rede pública de educação do Estado.

Não vai vender a rede física, em si, mas a gestão de 654 escolas.

Funciona assim: o Estado entra com cerca de 10 milhões de reais e os “gestores privados” colocam a escola pública à serviço do mercado.

Este negócio lucrativo tem promovido, nos últimos anos, o surgimento de uma imensa rede de ‘institutos’ e ‘consultorias’ que se dizem voltadas a ‘resgatar’ a Educação e ‘fazer o bem’.

Será?

O fato é que as escolas da Paraíba foram divididas em oito lotes. O lote mais valioso é o sete, no sertão profundo da Paraíba, onde o estudante rende R$ 43,54 por cabeça.

O que Ricardo Coutinho (ex-PT, no PSB) faz agora é a extensão do projeto-piloto iniciado em 2016, o Escola Cidadã, com oito escolas. À época, ele disse: “Em termos de infraestrutura, a Escola Cidadã tem qualidade similar às melhores escolas privadas, e em termos de prática pedagógica vai ser mais inovadora. A meta é zerar a evasão escolar”.

Foi o resultado de uma parceira com o Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), que tem como parceiros o Instituto Natura e o Instituto Sonho Grande.

O ICE tem como “investidores” o Banco Itaú, a Fiat/Chrysler, a Jeep e maior farmacêutica do Brasil, a EMS.

Em sua página, o ICE diz que tem parceiras com os governos do Maranhão, Paraíba, Pernambuco, São Paulo, Goiás, Sergipe, Ceará e Piauí, além das prefeituras do Rio, Recife, Vitória, Sobral, Arcoverde e Igarassu.

Ou seja, trata-se de um grande negócio.

Em fevereiro deste ano, Ricardo Coutinho disse que estava promovendo uma ‘revolução na educação’ da Paraíba, mas o líder da oposição denunciou que ele teria fechado escolas, num “reordenamento” que atingiu 186 unidades — na mesma linha do que Geraldo Alckmin pretendia fazer em São Paulo mas foi barrado pelos estudantes nas ruas.

Por exemplo, o Colégio Estadual General Wanderley, em João Pessoa, existente desde 1945, foi fechado.

Em 2010, a escola foi reformada totalmente pelo antecessor de Coutinho e transformada num centro de treinamento tecnológico para professores — o que deixa explícito o vai-e-vem das prioridades governamentais.

O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado da Paraíba (SINTEP) disse que vai recorrer à Justiça.

“Esta não é a primeira empreitada privatista de áreas fundamentais da administração pública que o Governador Ricardo Coutinho viabiliza. A Saúde do Estado já passou por este processo e é administrada através da Gestão Pactuada com Organizações Sociais. A Gestão do Hospital de Trauma de João Pessoa, por exemplo, é feita pela Cruz Vermelha. Tais intervenções são possíveis de acordo com a Lei No 9.454, sancionada pelo próprio Governado Ricardo Coutinho, em Outubro de 2011”, disse em nota o Sintep.

“O Setor Jurídico da entidade já está sendo acionado, no intuito de tomar atitudes legais contra a medida. Aproveitamos esta oportunidade para solicitar a intervenção do Poder Legislativo do Estado da Paraíba, que estará recebendo ofícios do nosso Conselho Diretor, posicionando-se contra a terceirização da Educação do Estado”, concluiu.

Neste exato momento, o governador Coutinho está envolvido num grande imbroglio com a ex-primeira dama, a jornalista Pâmela Bório. Ela o acusa de, depois da separação, ter vazado fotos íntimas que estavam num celular.

“Governador da Paraíba, cadê o meu celular roubado VIOLENTAMENTE em 7 de setembro de 2015 por sua irmã Viviane Coutinho que anda escondida até hoje na residência oficial do governo? Continuo com a caixa do aparelho vazia, bem como o IMEI, sabia? Eu sei que ainda está com meu celular porque as fotos vazadas haviam sido tiradas nele!”, ela denunciou numa rede social.

Ela também vazou “Registro da Delegacia da Mulher, onde estão diversas denúncias, entre elas o hackeamento do meu celular entre 2013 e 2014, até a implantação de um dispositivo de gravação acoplado no telefone fixo do meu criado-mudo da suíte principal da residência oficial, onde eu dormia nesse período até março de 2015, quando finalmente eu consegui me divorciar e sair da Granja Santana”.

Granja Santana é a residência oficial do governador da Paraíba.

A assessoria de Ricardo Coutinho diz que Pâmela será processada tantas vezes quanto denunciá-lo nas redes sociais.

 

14 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Alessandro magno

11/07/2017 - 21h48

Vão todos se F… Babacas essa porra de é isso é aquilo eles estão evacuando e andando pra todos tanto o Ricardo como a ex , é Cássio que também não vale Merda . só sei que esses porcarias estão ficando ricos as custas da desgraça alheia e quanto um bando de bestas ficam discutindo

Responder

    Alfredo

    12/07/2017 - 09h45

    Concordo com você!

Jorge

11/07/2017 - 09h47

Lucro e educação, lucro e saúde não são compatíveis. Ninguém entra num negócio dessa magnitude pra por dinheiro do próprio bolso. Essa gente não aprende mesmo.

Responder

Alessandra

11/07/2017 - 07h59

Ricardo Coutinho é até hj o melhor governador da PB.Bem se vê que esse blog defende o “líder da oposição”:o senador Cássio Cunha Lima, que depenou a Paraíba e era peça chave no esquema de corrupção.Agora a cereja no bolo desse textinho foi defender Pâmela Borio, uma socialite bipolar que todos aqui sabem da fama de oportunista.

Responder

    Bela rosa

    11/07/2017 - 12h23

    Eita…. deve ter as contas pagas pelo governo.

    Chocho

    11/07/2017 - 20h36

    Onde fala bem de Cássio na reportagem? Bem de quem apoia esse louco, querer desviar a atenção.
    Deve ser mesmo, alguém que está recebendo muito do estado e trabalhando uma vez perdida.
    A segurança tá muito boa né? Você sai de casa sem olhar se tem alguém de moto na rua?
    Melhor governador, vc devia ter vergonha nessa cara, palhaça.

Chocho

11/07/2017 - 05h52

Esse governador eh um ditador enrustido. É quem apoia ele ou depende dele ou deveria fazer uma análise mais profunda sobre ele. Esse maldito satanista.

Responder

Walter

11/07/2017 - 03h18

Ambigua a posicao do blog.
Oposicao a Ricardo Coutinha é Psdb. cassio cunha lima.
E a ex-primeira dama… uma olhadinha no instagram dela da pra ver o que a move.

Responder

Lucas

11/07/2017 - 01h46

Mesmo Sem conhecer muito esta mudança eu já posso afirmar que vai ser boa para os paraibanos. Só pelo fato de ser feita por Ricardo Coutinho, o qual considero o melhor governador da história do nosso estado. Por onde passo vejo escolas técnicas novas, escolas estaduais novas e as antigas reformadas. Enquanto na época do antigo gestor a educação era apenas mais um meio para se desviar verba. Quanto a sua vida pessoal, não me interessa tanto, enquanto de fizer a obrigação de e o trabalho que está fazendo.

Responder

Nelson

10/07/2017 - 22h08

Socialista, pero no mucho.

Fiz uma rápida pesquisa e constatei que o sr Coutinho tinha sido do PT por 21 anos, até 2003. Não cheguei a averiguar a razão da saída dele, mas, uma vez que anda “abraçando” mais e mais o neoliberalismo, possivelmente, passou a achar o PT esquerdista em demasia.

Pobre do Miguel Arraes. Não merecia que gente tipo Ricardo Coutinho e Beto Albuquerque viessem a difamar seu histórico partido.

Eu “cuspo” em socialistas deste tipo.

Responder

Carlos

10/07/2017 - 21h36

Sou da Paraíba e garanto que o governador Ricardo Coutinho é o melhor de toda a história deste Estado… O Hospital de Trauma, que ele passou a gestão pra Cruz Vermelha, agora funciona, antes era só um cabide de apadrinhados que nem lá apareciam….

Responder

Arlete Nieviadomski

10/07/2017 - 19h00

Eu não sei qual é o partido do governador da Paraiba. Será que está reportagem esqueceu de citá-lo? Só menciona que ele é socialista. Seja claro, por favor.

Responder

    Adyneusa

    11/07/2017 - 01h41

    Está na reportagem, era do PT e foi para o PSB, leia de novo.

    bonobo de oliveira, severino

    11/07/2017 - 14h09

    E o psb (minúsculo) é aquele partido que tem nome de socialista mas é praticante das metodologias mercadistas recomendadas na doutrina neo-liberal que, por sua vez, é uma versão embrutecida e piorada do Capitalismo Selvagem que está destruindo o planeta Terra.

Deixe uma resposta