Flash ad ID:10

PATROCINE O VIOMUNDO

SOMOS 31.817 FAÇA PARTE !

Domingo de guerra

publicado em 22 de janeiro de 2012 às 17:21

PS do Viomundo: “Não há sinal de internet no Pinheirinho, e a PM, em confronto com moradores do entorno, está tomando os seus celulares”, alertou-nos, no início desta tarde, Gerson Carneiro. Quem estava lá teve dificuldade para subir as fotos.

 

150 Comentários para “Domingo de guerra”

  1. [...] The blog diário Liberdade picked a handful of videos and photos, added a summary of the situation of Pinheirinho, as did blogger Giambatista Brito. On Twitter, the hashtag #Pinheirinho has been widely used to disseminate information, as well as the profile @PinheirinhoSJC is common source for local information. Photos and videos can be found here, here, here e here. [...]

  2. qua, 25/01/2012 - 22:18
    Ronaldo Costa

    O Vale do Paraíba, que produziu e produz grandes violeiros e cultura caipira tão representativa deste país, se envergonha deste filho que conseguiu criar um monstrinho : um caipira nazista

  3. qua, 25/01/2012 - 22:14
    Ronaldo Costa

    Se São Paulo houvesse se separado do Brasil, seria hoje o último país fascista cristão, sob as bençãos da Opus Dei de Alckmin; estranha figura: caipira de direita?

  4. [...] The blog diário Liberdade picked a handful of videos and photos, added a summary of the situation of Pinheirinho, as did blogger Giambatista Brito. On Twitter, the hashtag #Pinheirinho has been widely used to disseminate information, as well as the profile @PinheirinhoSJC is common source for local information. Photos and videos can be found here, here, here e here. [...]

  5. [...] O blog Diário Liberdade fez um apanhado de diversos vídeos e fotos, além de um resumo da situação do Pinheirinho, assim como o blogueiro Giambatista Brito. No Twitter, a tag #Pinheirinho tem sido muito usada para disseminar informações, assim como o perfil @PinheirinhoSJC é fonte recorente de informações do local. Fotos e vídeos podem ser encontradas aqui, aqui, aqui e aqui. [...]

  6. ter, 24/01/2012 - 1:05
    Sr.Indignado

    É inaceitável. Paulistas encontram-se em uma encruzilhada. Ou querem uma São Paulo oligarquica, com um poder obscuro, governado por uma marionete com um discurso vazio, onde o paulista é um sem-tempo desprovido de segundos para raciocinar sobre o chão que pisa ou querem uma São Paulo democrática, igual, verdadeira, de consciência limpa, moderna e rica em diversidade racial e cultural?
    É inaceitável ver que políticos de oposição ao governo Alckmin acreditarem em uma negociação limpa. Não foi inocência e não quero acreditar em traição, foi incompetência mesmo. Não tiveram a competência de fazer um mínimo de diferença, pelo contrário, facilitaram a ação. Negociar com quem não tem palavra? Eles achavam que o PSDB são políticos de palavra? Achavam mesmo?
    É inaceitável ver brasileiros utilizando uniformes, pagos por nossos impostos, agredindo brasileiros pobres, massacrando famílias, enviando-as para o limbo, destruindo suas vidas, em nome de um estrangeiro, mesmo naturalizado.
    É inaceitável ver nosso sistema judiciário sistematicamente demonstrar que no nosso país a justiça serve a poucos, é rápida nos casos em que RICOS são beneficiados e lenta quando uma brasileira, um brasileiro igual a outro qualquer, trabalhadora, trabalhador, mãe ou pai, clama por justiça e ainda faz uma força psiquica incomesurável para ainda acreditar na justiça. Como o judiciário, toma uma decisão descolada com a realidade social, sem exigir garantias quanto à segurança das pessoas despejadas? Que país é este?
    Sra. Juiza, famílias foram massacradas, e feridas abertas permanentemente. 22 de janeiro é o dia da vergonha para o judiciário.
    É inaceitável que um governo trabalhista não lance uma nota de repúdio imediata aos fatos, que não lancem uma nota de repúdio à falta de informação por parte das consecionárias de Radio e TV com sinal aberto, é inaceitável que o governo federal (judiciário, legislativo e executivo) não se manifeste de forma veemente contra estes fatos.
    Para que mundo caminhamos, onde o Estado permite que famílias sejam jogadas ao vento, sem sua história, sem seus pertences, sem esperança? Só tenho uma infeliz certeza, é assim que se fazem monstros.

  7. seg, 23/01/2012 - 20:04
    Zamora

    Sou paulistano e me auto exilei há mais de dez anos.
    Nunca me arrependi.
    Contudo, a cada seis meses tenho que voltar a São Paulo para rever meus parentes e familiares.
    É estressante retornar, pois embora tenha nascido, crescido e vivido a maior parte da minha vida em São Paulo não consigo mais reconhecê-la.
    Pedágios, violência urbana, ônibus hiper lotados, metrô insuportável, etc.
    Os tucanos destruíram tudo.

  8. seg, 23/01/2012 - 12:57
    leandro

    Polícia boa é a do Espírito Santo, Piauí e Pernambuco. Elas não batem.

  9. seg, 23/01/2012 - 11:52
    José Figueiredo

    O mais absurdo é que a história segue seu curso, com decisões judiciais polemicas tanto na esfera estadual quanto federal!
    Decisão a favor de Nahas
    Decisão a favor de Jader Barbalho(COM VOTO ESPECIAL DE PELUZO)
    Dois HC a favor de Daniel Dantas (EM MENOS DE 48 HORAS)
    Duas liminares esvaziando o CNJ( DO MINISTRO MELLO, QUE FOI CONTRA A CRIAÇÃO DO CNJ DESDE A ORIGEM)
    Adiada votação do ficha limpa, projeto Popular com 1.600.000 assinaturas( O MESMO PELUZO QUE USOU VOTO ESPECIAL PARA JADE BARBALHO, NÃO USOU NUM CLAMOR POPULAR)
    E viva o Brasil

  10. seg, 23/01/2012 - 11:51
    Wildner Arcanjo

    Pergunta: Quantos representantes da comunidade foram houvidos nas inúmeras reportagens feitas por todos os meios de comunicação? Ou será que estão todos presos e incomunicáveis?

  11. seg, 23/01/2012 - 10:29
    artenatureza

    Os tukanos demo tem rodo preso com naji nahas o cara deve saber mais que o livro do Amaury!!!
    Para nos salvar somente a lei da mídia e reforma no judiciário urgente!!!

    Onde tem tukano demo o povo sofre!!!

  12. seg, 23/01/2012 - 9:46
    Eduardo

    Cadê o Ministério da Justiça?

  13. seg, 23/01/2012 - 9:45
    Eduardo

    E o Ministério Público Paulista, que poderia ser alguma esperança, vê de camarote a transformação da polícia em exercito e de cidadãos em inimigos a serem alvejados. Até nossa última instância de apelação está aparelhada.
    Alckmin foi eleito com ajuda da imagem de Covas, mas parace que seu legitimo criador foi o Fleury.

  14. [...] Blog Vi O Mundo, de Luiz Carlos Azenha [...]

  15. seg, 23/01/2012 - 9:08
    leandro

    "Ah, sim: para a decepção de muitos, o sangue não jorrou. A polícia também não cegou, felizmente, nenhum manifestante, a exemplo do que aconteceu no Piauí, governado por PSB-PT, sob o silencio de Gilberto Carvalho, José Eduardo Cardozo, Maria do Rosário, Paulo Teixeira, Eduardo Suplicy e, bem…, Dilma Rousseff."

    • seg, 23/01/2012 - 12:02
      Wildner Arcanjo

      E o que estou achando. Estou ficando com a impressão de que não foi preciso alternância de partido para mudança de linha Política (principalmente a Social). Espero estar errado.

    • seg, 23/01/2012 - 12:17
      José Figueiredo

      Então vc deve estar muito triste, pois desrespeito ao ser humano sem sangue não tem graça! Bater em pretos, pobres e nordestinos é uma coisa totalmente normal para os padrões da elite paulistana, coisa banal!
      Viva a Hipocrisia!

  16. seg, 23/01/2012 - 9:06
    leandro

    Ok. Todos estão a favor dos que invadiram o terreno, mas e as pessoas que perderam tudo, inclusive entes queridos por obra do sr, naji nahas? Esse terreno pertence a massa falida que irá para pagamento de indenizações. O governo federal não entrou com nenhum pedido a favor dos invasores e joga para a torcida. Se no Brasil há esse tipo de invasão é porque não há moradias para todos. O governo estadual cumpriu uma decisão judicial e se assim não fizesse estaria cometendo crime.
    “Também não houve manifestação de interesse jurídico da União neste feito, de modo que fosse deslocada a competência para a Justiça Federal. Por isso que sem nenhum valor o processo concorrente naquela Justiça em oposição ao presente.”

    • seg, 23/01/2012 - 10:20
      Eduardo

      Realmente, você acha que o problema com a violência de estado em SP é culpa do Governo Federal? Ou seja, o governador pode cometer o crime que bem quiser, mas o problema é a presidência não mandar prendê-lo. Esse Alckimin está ai por que foi eleito por deteminado tipo de pessoa que acredita na desigualdade e na violência como fatores do progresso. São estas pessoas que são cumplices desse crime, e não o governo federal. Contra Maluf eu votei em Fleury e me sinto co-autor de 111 assassinatos. E você, ajudou, com seu voto, a mandar 1600 famílias para o olho da rua para dar "dinheirinio" para o compadre Nahas?

    • seg, 23/01/2012 - 10:40
      João-PR

      Vá se informar Leandro: havia uma liminar da Justiça proibindo a desocupação por 15 dias. Antes de vir aqui escrever bobagens, leia e se informe, porque aqui o nível das discussões é bom, diferente de blogs como os do Uncle King….

      • seg, 23/01/2012 - 11:34
        leandro

        Acho que o mal informado é você….
        "Juiz federal mandou parar reintegração, mas juiz estadual manteve. Para presidente do STJ, competência é da Justiça estadual
        O presidente do Superior Tribunal de Justiça, Ari Pargendler, determinou na noite deste domingo (22), em caráter provisório, que as decisões sobre a reintegração de posse na área conhecida como Pinheirinho, em São José dos Campos, no Vale do Paraíba, interior de São Paulo, devem ser proferidas pela Justiça estadual.

        O presidente do STJ analisou um pedido da União após divergência entre a Justiça estadual e a federal de São Paulo.

        Na manhã de domingo, um juiz federal mandou suspender a operação de reintegração, mas um juiz estadual ordenou que ela continuasse. No despejo, um homem ficou ferido e carros foram queimados, entre eles uma unidade móvel da TV Vanguarda, afiliada da TV Globo no Vale do Paraíba.

        No pedido ao STJ, a União afirma que a Justiça estadual "desrespeitou" o ordenamento jurídico ao transformar a decisão da Justiça federal em um "nada jurídico". Para o presidente do tribunal, no entanto, a "ordem da Justiça estadual deve ser observada por todos". Ele indeferiu o pedido da União e determinou que o juiz da 6ª Vara Cível de São José dos Campos decida provisoriamente sobre o assunto. "

      • seg, 23/01/2012 - 12:37
        Ana Giulia Zortea

        Bom pelo que vejo então isto virou além de tudo uma guerra de poder pra ver quem pode mais entre os juízes federal e estadual. Mas esquecem que com esta brincadeira famílias inteiras estão sendo prejudicadas. Acho que invasão não é solução para nada, porque ninguém quer ter suas terras invadidas, mas um local com casas para estas pessoas deveria ser providenciado pelo governo, mesmo que as famílias tivessem que pagar. São famílias que moram ali,e com certeza só estavam ali por falta de outra opção. É isto que acontece, uns com tantos e outros sem nada. Para nós fica muito fácil ficar aqui discutindo o que é certo e o que é errado, queria ver se estivéssemos na mesma situação destas pessoas que foram despejadas. Com certeza o discurso de muitos aqui que estão criticando os invasores seria diferente.

      • seg, 23/01/2012 - 13:56
        leandro

        Concordo plenamente. Nenhum governo federal ou estadual fez nada por essa gente e agora viraram massa de manobra de guerra política. E tem que se olhar os dois lados, os credores ou prejudicados pelo Naji Nahas também não são culpados para serem punidos, como essas famílias eles também são vítimas.

    • seg, 23/01/2012 - 14:20
      Tarcila Muontte

      ''A área em disputa havia oito anos possui 1,3 milhão de metros quadrados e pertence à massa falida do investidor Naji Nahas, que tem dívidas de R$ 1,5 milhão com a prefeitura de São José dos Campos, administrada por Eduardo Cury, do PSDB.''

      Ou seja, querido, NADA vai para o pagamento dos que perderam tudo.

      #acorda

  17. seg, 23/01/2012 - 8:52
    hERIVELTO cANALES

    POLÍCIAL = INIMIGOS DO POVO.

    • seg, 23/01/2012 - 11:48
      Geysa Guimarães

      Herivelto:

      Eles apenas obedecem ordens. Mande seu cassetete pra cima de quem ordenou.
      Até jornalistas (ou lixas) fazem o que patrão manda, não seja tão severo com os policiais.

    • seg, 23/01/2012 - 18:12
      Conservador316

      Então faz o seguinte: Quando algum estuprador invadir a sua casa, não chame os policiais, pois eles são inimigos do povo.

      • ter, 24/01/2012 - 10:04
        Renato

        Conservador. Ninguém entende isso. Lembro que na época do desastre ambiental de New Orleans, o presidente dos EUA foi a TV e orientou aos donos de mercados e pais de família que estivessem dentro de casa que ao sinal de invasão atirassem para matar.
        Geralmente quando invadem a minha casa é para cometer crime.
        Sabe o que a esquerda fala nesse caso, você é um assassino frio e cruel e que é preferivel que o tarado satisfaça as suas fantasias sexuais com sua filha e esposa do que ve-lo morto.

  18. seg, 23/01/2012 - 4:24
    Fernando

    Tratam moradores e suas famílias, apenas tentando viver as suas vidas, como bandidos.
    Se vocês, que se intitulam "conservadores" (conservar o quê e pra quem?), desejam um estado assim, que trate seres humanos em estado de clara fragilidade social, assim, eu não.
    E é bom saber de que lado cada um está.

  19. seg, 23/01/2012 - 3:01
    Adilson

    Prezado Azenha,

    Acabei de mandar um e-mail para o Presidente da AMB – Associação dos Magistrados do Brasil, em face da entrevista do supracitado magistrado ao programa do Piguinho “Canal Livre”, eis a seguir o teor da mensagem eletrônica:

    Excelentíssimo Presidente da AMB,

    Tendo em vista a entrevista de V. Excelência ao programa Canal Livre do dia 22 (domingo), como cidadão brasileiro e com espeque no art. 5º da Carta Magna nesta assentada quero fazer uso do meu sagrado direito à liberdade de expressão, nas indagações a seguir.
    A uma: V. Excelência bem salientou, “ao ingressar na carreira da magistratura o magistrado entra consciente da sua relevância perante a sociedade”, ocorre que para nós do povo não basta o juiz ser probo, honesto e íntegro, tem que parecer; a duas: V. Excelência com muita propriedade asseverou:”ninguém está acima da Carta Magna”, assim sendo, com maior propriedade as tais “movimentações atípicas detectadas pelo COAF não deveriam ser investigadas com todo o rigor da legislação vigente? A três: se o CNJ pode avocar processos das corregedorias para si, por qual razão o CNJ não poderia instaurar processo disciplinar, diante da inércia, leniência ou conivência das corregedorias? A quatro: V. Excelência salientou que os juízes não querem privilégios, com as vênias de estilo, paira no senso comum que se um servidor público após processo administrativo a bem do serviço público pode ser exonerado, por qual razão um magistrado ou membro do MP não pode ser exonerado a bem do serviço público? E por fim, a cinco: na era do controle social, enfraquecer o CNJ – órgão de controle externo do Judiciário não seria enfraquecer o próprio judiciário?

    Desde já, renovo meus protestos de alta estima e elevada consideração.

    Atenciosamente,

    Adilson.

  20. seg, 23/01/2012 - 2:38
    Hiro

    Pobres Paulistas…
    Sob ditadura há 17 anos. http://youtu.be/DDKp4wJPMxI

  21. seg, 23/01/2012 - 1:54
    João-PR

    Gostaria de poder entrar em contato com o Bono Vox, do U2. Quem sabe ele comporia um novo "domingo sangrento" denunciando o que aconteceu no Pinheirinho. Sunday, blood sunday!!

  22. A gente nunca verá este enorme aparato repressivo sendo usado contra os canalhas que nos roubam tudo a todo momento, e continuam soltos. Roubam nossos sonhos de moradia digna, de uma escola pública de qualidade, de uma saúde pública decente, de uma realidade menos desigual. Vivemos uma democracia de fachada, com legislativo cumprindo mero papel homologatório das ordens dos governos; o judiciário servindo aos de cima; a polícia sendo usada para resolver problemas sociais, castigando os pobres, enquanto protege os ricos; e a mídia a serviço da reprodução desta ideologia dominante, que faz parecer que o certo é aceitar esta inversão de valores. Nada acontecerá contra o governador, um criminoso, por ter autorizado o uso da força policial contra milhares de pessoas desarmadas; ou contra a juíza que deu a ordem, claramente sem compromisso social e em desacordo com a Carta Magna; e nem tampouco contra os soldadinhos de chumbo que metem bala nos pobres, e protegem a santa propriedade privada de alguns poucos. E os direitos dos cidadãos que moravam em Pinheirinhos? Ou eles são menos cidadãos do que a juíza, o governador, o comandante da tropa de choque da PM, e o proprietário especulador do terreno?

  23. seg, 23/01/2012 - 1:17
    Augusto

    Esse é problem do povo: Poupar dinheiro para ter uma casa para viver com seus filhos nunca foi preocupação; mas arrumar dinheiro para ter celular com direito à internet sim é uma grande preocupação. Lembro do exemplo dos meus avós, que trabalharam duro durante muito tempo para ter uma casa, antes de ter os filhos. Isso não é uma preocupação mais. As pessoas ocupam ilegalmente uma área e ainda querem ter razão.

    • seg, 23/01/2012 - 11:46
      Douglas

      E esse é o problema da 'elite': achar que só ela que pode desejar um tênis novo… O 'povo' tendo dinheiro só pra comer já está bom, né?

  24. seg, 23/01/2012 - 1:04
    ignez

    CASSAÇÃO DO GOVERNADOR, JÁ!!!! Que estas fotos circulem o mundo e que a ONU se manifeste, da mesma forma que se manifestou sobre o ato dos soldados americanos urinarem sobre corpos afegãos! O governo do PSDB está acima da LEI? Violação de direitos Humanos é crime! Fala-se em sete pessoas mortas. A PM do sr. Geraldo Al-ckimin praticou, sob suas ordens , GENOCÍDIO! Havia crianças, mulheres, idosos, jovens e trabalhadores e sobre esses foram usadas armas!!!! MATARAM, mesmo. CASSAÇÂO AO GOVERNADOR GENOCIDA!

  25. seg, 23/01/2012 - 1:03
    Marcio H Silva

    Olhando para estas fotos do Pinheirinho e de outros estados onde houve manifestação e repressão, percebe-se que a PM está tão bem equipada quanto o exercito a nível de soldado. Os governadores estaduais gastaram uma fortuna para equipar suas tropas, pra que? para usar contra o povo a serviço das elites. Só falta o golpe acontecer….

  26. dom, 22/01/2012 - 23:47
    Moacir Moreira

    INTERNACIONAL

    Música: Pierre Degeyter

    Letra: Eugene Pottier

    De pé ó vítimas da fome

    De pé famélicos da terra

    Da idéia a chama já consome

    A crosta bruta que a soterra

    Cortai o mal bem pelo fundo

    De pé, de pé, não mais senhores

    Se nada somos em tal mundo

    Sejamos tudo ó produtores.

    Refrão:

    Bem unidos façamos

    Nesta luta final

    Uma terra sem amos

    A Internacional

    Senhores patrões chefes supremos

    Nada esperamos de nenhum

    Sejamos nós que conquistemos

    A terra mãe livre comum

    Para não ter protestos vãos

    Para sair deste antro estreito

    Façamos com nossas mãos

    Tudo o que a nós nos diz respeito.

    Refrão

    O crime do rico a lei o cobre

    O Estado esmaga o oprimido

    Não há direito para o pobre

    Ao rico tudo é permitido.

    À opressão não mais sujeitos

    Somos iguais todos os seres

    Não mais deveres sem direitos

    Não mais direitos sem deveres

    Refrão

    Abomináveis na grandeza

    Os reis da mina e da fornalha

    Edificaram a riqueza

    Sobre o suor de quem trabalha.

    Todo o produto de quem sua

    A corja rica o recolheu

    Querendo que ele o restitua

    O povo quer só o que é seu.

    Refrão

    Nós fomos de fumo embriagados

    Paz entre nós guerra aos senhores

    Façamos greve de soldados

    Somos irmãos trabalhadores.

    Se a raça vil cheia de galas

    Nos quer à força canibais

    Logo verá que nossas balas

    São para os nossos generais

    Refrão

    Pois somos do povo os ativos

    Trabalhador forte e fecundo

    Pertence a terra aos produtivos

    Ó parasita deixa o mundo.

    Ó parasita que te nutres

    Do nosso sangue a gotejar

    Se nos faltarem os abutres

    Não deixa o sol de fulgurar

    Refrão

  27. dom, 22/01/2012 - 23:39
    C, Roberto

    O governo de Alkimin implantou o nazismo em S.Paulo, tudo é resolvido na bala, na bomba na confusão e morte. O governo federal não pode mandar o exercito intervir neste governo entupido? Dona Dilma, são eleitores da senhora que estão sendo mascarados, esperamos que não fique assistindo isso pela TV. Enquanto isso em salvador, 3 mil invasores estão recebendo do governo víveres e estrutura para acomodá-los no local até que se resolva sem violência o problema. São dos estilos de governos; um humanitário e outro do banditismo!!!

    • seg, 23/01/2012 - 0:42
      Alex

      O Alkimin vem sendo educado pela mesma turma que apoiou o nazismo na Alemanha, e em nome de Deus. O alkimin representa o que temos de pior no ser-humano, tem poder, é rico, é é fundamentalista. Um desastre total. Um inquisidor disfarçado. Deus nos protegeu dele quando perdeu a eleição para presidente. Aliás, o PSDB é incrível como máquina para criação de ditadores. Alkimin e Serra, olha só que dupla…

      • seg, 23/01/2012 - 1:35
        João-PR

        Alex, mas os paulistas conscientes devem estar se perguntando: "senhor, por que me abandonaste"?

  28. dom, 22/01/2012 - 23:20
    Moacir Moreira

    Policiais desalmados.

    São pagos para defender o povo e não espancá-lo.

    Onde pretendem chegar com toda essa provocação contra a gente humilde deste estado e desta nação?

    O que o comandante da Polícia Militar tem a dizer a esse respeito?

    Por que a imprensa se cala diante de tamanho descalabro?

    A Rede GLOBO é o orgão oficial da ditabranda que controla a informação neste país há quase 50 anos e praticamente ninguém se elege sem o consentimento daqueles que comandam o crime organizado internacional.

    O Brasil corre perigo, minha gente!

  29. dom, 22/01/2012 - 23:13
    Ana

    Direita oligárquica que se alimenta, que acumula riqueza com o suor dos trabalhadores há séculos.
    Governo do mal, protege os seus (minoria) e põe na rua trabalhadores, cidadãos brasileiros.

  30. dom, 22/01/2012 - 23:12
    Guanabara

    Me expliquem uma coisa: como os poilicias estão tomando a força os aparelhos celulares dos habitantes? No meu entendimento isso é roubo/assalto.

    Não há mais máscaras. É uma tropa PARA a elite, e SP é uma ditadura fascista que tem um governo exclusivo para essa elite. Imaginem um deles no governo federal….

  31. dom, 22/01/2012 - 23:10
    Rua

    É o sangue do pobre, na demonstração de perseguição e opressão. Perseguição do poder público contra trabalhadores sem teto.

  32. dom, 22/01/2012 - 22:55
    Conservador316

    Esquerdista adora favelas, sabe porquê? Porque são eleitos enganando o povão, usando o povão como massa de manobra.
    Quando a Policia Chega é porque ja se esgotaram todas as formas de dialogo. Quem mandou essas pessoas saírem não foi a Policia, foi a Justiça.
    O que a Policia faz é seguir as orientações da justiça.
    E como a policia vai fazer? Se as pessoas resistiram o que os policiais deveriam fazer?
    Gostaria que os amigos esquerdistas me explicassem.
    Pois a policia, o comandante da operação não pode deixar de cumprir a determinação da Justiça.
    E a esquerda ja quer explorar isso politicamente.

    • seg, 23/01/2012 - 1:45
      João-PR

      O Conservador, das duas uma. O você é:

      a) muito mal informado (para não dizer "burro"),
      b) ou você é mal intencionado mesmo.

      No caso da alternativa "a", até as pedras da rua sabem que a reintegração havia sido suspensa por 15 dias. A Justiça Federal "chamou" para si o caso, havia uma decisão de uma Juíza de São Paulo ("Justissa Estadual") para reintegração que foi revogada pela Justiça Federal.

      No caso de "b", ou você é um troll pago, ou você é um daqueles classe média que tem um carro financiado, uma casa (ou ap), e faz discurso de patrão, de donos dos meios de produção. Ou seja, faltaria a você consciência do que você é meu caro.

      Entendeu, ou quer que eu desenhe???

    • seg, 23/01/2012 - 2:05
      Decio J V Braga

      O cara aí de cima é tão ridículo que posta uma imagem de um sujeito (não sei é ele), com uma bandeira que parece de onde mesmo…..? Há tá, entendi…"brother".
      Revendo o fime A Gueda – os últimos dias de Hitler, podemos ver a representação exata de uma elite nazista que mesmo diante da derrota eminente, ainda se matavam para querer acreditar no Hitler. Como a elite paulista, que em seus últimos respiros de vida, acreditam que com um raciocíniozinho besta desse aí de cima, todos nós vamos deixar de lutar pela igualdade no Brasil.
      Nunca deixaremos de lutar por igualdade, e também…pela queda total do nazismo paulista (PSDB) e toda sua farça de bons moços…
      É duro engolir né? Lula, Dilma, pobre na classe média, divida externa paga, mais escolas, direitos para todos, políticos branquinhos de olho azul (e alguns carecas), sendo expostos em suas sujeiras… dói.
      Ô "conserador"…quer dormir maluquinho, veja o vídeo da música: LUla Lá, brilha uma estrela… e depois assita a versão Dilma Lá…e se morda….

    • seg, 23/01/2012 - 8:23
      Wildner Arcanjo

      Não se assuste se um dia um classe média (hoje 60% da população e segundo o "Data-da-Falha") for morar nos arredores de sua casa. Não se preocupe, eles não vão lhe pedir esmolas.

      • seg, 23/01/2012 - 10:45
        Renato

        Não, mas vão querer invaidr a minha plantação de Uva, como estão fazendo em Jundiaí.
        Entre Jundiaí e Louveira, existe um conjunto de casa popular que cerca uma fazenda de plantação de uva de uma família de colono. O proprietário está vendendo a fazenda por causa de ameaças que está tendo da população e do prejuízo que teve na última safra. Ela alega que os vizinhos invadiam a plantação e levaram 30% da produção.

      • seg, 23/01/2012 - 11:46
        Wildner Arcanjo

        É o que ele alega, mas será isso o que a justiça apura?

        Afinal de contas 30% de perda de produção é muita coisa, não há como se negar.

        Vender também uma terra vasta, no entorno de um conjunto de casas é algo bem lucrativo. Não seria este o real motivo (somente hipótese)?

        Se ele alega que foi ameaçado, que a polícia e a justiça apure.

        Agora, negar casa a quem precisa, comida a quem não tem e dignidade a quem não possui (não por opção mas sim por privação) é tanto reprovável quanto o ato de pular a cerca e colher as suas uvas.

        Afinal de contas, fazer de conta que o pedinde pede esmolas porque é opção dele é melhor do que admitir que a Sociedade (e aí incluímos todos os entes sociais) é o causador deste "problema".

        Pensamento típico de quem só pensa no próprio umbigo.

      • ter, 24/01/2012 - 9:58
        Renato

        Wildner, agora o colono que tem a fazenda rodeada por casas populares é obrigado a doar as Uvas para o vizinho? Pois o vizinho não tem condições de comprar. Então o dono de mercado tem que doar leite pois o cliente não tem condições de comprar. Cara viva em Cuba.

      • ter, 24/01/2012 - 23:33
        Wildner Arcanjo

        Você entendeu o que eu disse, não se faça de rogado. Não preciso viver em Cuba, bem que queria, para pedir igualdade de direito entre todos.

      • seg, 23/01/2012 - 10:58
        Renato

        Não, mas vão querer invaidr a minha plantação de Uva, como estão fazendo em Jundiaí.
        Na estrada que liga Louveira – Jundiaí(Antiga Campinas-SP) existe um conjunto de casas populares que cercam uma fazenda de plantação de Uva que pertencem a uma família de colonos.
        O proprietário, depois de descaso do poder público (normal em governo de esquerda) está procurando um comprador para a Fazenda, pois alega que depois brigar com os vizinhos por causa dos roubos que praticavam ao subtrair as uvas das plantações sofria ameaças. Os vizinhos desse proprietário alegam que as Uvas pertencem a coletividade e que eles tem prioridade sobre o produto.

    • seg, 23/01/2012 - 8:46
      Ana Giulia Zortea

      Conservador, pelo seu discurso odeias pobres, da pra perceber ao falares de favelas. As pessoas não moram em favelas por opção e sim por necessidade. E estes mesmo moradores de favelas ajudam a criar a riqueza do pais. Quando criticas os "esquerdistas" mostras claramente a visão de pessoas de direita como você que se acham mais e melhores que o povão. A justiça mandou sim, mas se quem estivesse lá fossem pessoas de posses o que aconteceria é o que vemos hoje, inúmeros processos que se arrastam na justiça esperando uma decisão definitiva, mas como era a briga de um governo ou de um possível proprietário que tem dinheiro, contra um bando de pessoas sem voz e sem vez, todos se acharam no direito e no dever de enxotar estas pessoas como se espanta um cachorro sarnento, de perto de nós. O ser humano é engraçado, eles gostam de massacrar seus semelhantes. O que vimos ontem e varias outras vezes em muitos lugares diferentes é a vitória da intolerância do descaso, da insensibilidade, contra a pobreza, nada mais do que isso.Talvez eles não deveriam estar lá, é verdade. Claro que ninguém quer ter suas terras invadidas, mas eu acredito que uma forma pacifica poderia ter sido encontrada para resolver este impasse, se não pelos adultos mas pelas crianças e velhinhos que lá estavam. Eu acho que a negociação em todas as situações é sempre a melhor maneira de resolver um impasse, a força só traz sofrimento revolta e dor.

      • seg, 23/01/2012 - 10:20
        Eduardo

        Cara amiga Ana….na minha singela e ignorante opnião, antes de bradarmos palavras aos céus, temos que conhecer os dois lados.
        Eu moro na cidade de São José dos Campos há 12 anos, vindo de São Paulo. Uma cidade acolhedora e tranquila….moro bem perto do Pinheirinho e sei muito bem o que está acontecendo….
        Quando deu-se a ocupação pelos primeros moradores, havia uma esperança de que se poderia regularizar a área ou que a Prefeitura os regularizasse em outro local. O que se viu a partir daí, foram pessoas que aproveitaram o momento para invadir também a área. Esses aproveitadores, possuem casas ou terrenos na cidade, e até em outras na região. Esses são mandados pelos vereadores também aproveitadores que fazem deste momento um palanque eleitoral assim como a turma de baderneiros dos sindicatos da região.
        É muito fácil, vc dizer isso ou aquilo sem ter conhecimento do que acontece no local. Culpar a polícia ou os manifestantes sem se aprofundar é no mínimo, triste. Não estou elogiando a atitude dos policiais, do governador ou etc…mas digo-lhe que em número muito maior do que a metade dos moradores, não tem o direito de estar atrapalhando àquelas famílias que realmente não tem onde morar.
        Eu não sei se é do seu conhecimento, mas existe um esquema que envolve políticos, pessoas que trabalham em prefeituras, órgãos federais, estaduais e municipais que "vendem" lotes de terrenos em áreas que serão desapropriados para futuras construções de estradas, avenidas etc….
        Infelizmente, neste nosso país de meias histórias, nem tudo o que nos contam é verdade.
        Eu conheço os dois lados e eu posso realmente lhe dizer o que acontece por aqui.
        Um grande abraço.
        Eduardo

      • seg, 23/01/2012 - 10:26
        Roberto

        Cara Sra. Ana, palavras extremamente sábias, mas não se preocupe, o conservador é apenas mais um troll (daqueles criados por Raji Sihng) que trabalhou na campanha de difamação da Presidenta Dilma durante as eleições de 2010.
        Adivinha quem pagou um milhão de reais pelo serviço do Indiano?
        Algumas dicas: É careca, tem cara de vampiro e não tem diploma universitário.

    • seg, 23/01/2012 - 10:20
      artenatureza

      Desculpa ai mas todo tukano demo é um babaca covarde e contra o povo e ainda por cima cria um monte de ignorantes que ainda votam na cambada e repetem seus discurso sem brilho sem cor!

      Fraco muito fraco o discurso dos tukanos demo… Covardes covardes e mais que covardes TUKANOS DEMO um bando que só sabe maltratar!!!

    • seg, 23/01/2012 - 10:22
      Eduardo

      Conservadores querem conservar o que? Ou pleiteiam o subsídio do formol? Bom saber que não é apneas cno Egito que as múmias são conservadas.

    • seg, 23/01/2012 - 12:55
      José Luis

      A direita adora a polícia, sabe porquê? Porque ela é a mão pesada da justiça dos ricos. Alguém já viu a Justiça acionar a polícia para retomar a posse de alguém da "elite branca"?
      O que a polícia dos tucanos – acionada pela justiça dos tucanos – faz e mais gosta de fazer é baixar a porrada em pobre, negro e estudante. Porque ali há uma massa crítica que vive na pele os dissabores de 16 anos de desmandos dos conservadores. E porque essa massa saberá dar o troco nas urnas.

    • seg, 23/01/2012 - 19:46
      Fátima

      Por equivoco positivei.

      Pois é, agradeça a Deus por não morar em favela, mas lembre-se que muitos do que lá moram são seres humanos que não tiveram oportunidades na vida; o povão que você fala, já serviram e muito como massa de manobra, mas as coisas estão mudando; quanto a você, perdoe-me quanto patriotismo; como brasileira orgulho-me é da bandeira do MEU PAÍS, chamado BRASIL.

  33. dom, 22/01/2012 - 22:47
    Geraldo

    A versão da vejaonline:
    Reintegração de posse deve ser concluída neste domingo
    Dezessete pessoas foram presas neste domingo durante a reintegração de posse no acampamento Pinheirinho, na zona sul de São José dos Campos, interior de São Paulo. Segundo a Polícia Militar, alguns dos presos não fazem parte da comunidade. A desocupação deve terminar até o fim desta noite, quando todos os moradores terão sido retirados. Segundo a PM, as pessoas que não possuem local para ir devem procurar o Centro de Triagem, montado pela Prefeitura em frente ao acampamento.

    Segundo a PM, foi uma "ação brilhantemente planejada, onde não foi encontrada resistência". O elemento surpresa foi o sucesso, segundo a PM. A área já está 100% tomada pela polícia e na segunda-feira será feita a retirada dos móveis dos moradores por homens contratados pela prefeitura. A polícia deixará a área apenas depois que todos os invasores saírem. Segundo o batalhão de choque, foram encontradas armas improvisadas e todas foram levadas para a delegacia em São José. Seis veículos foram queimados, sendo um da TV Vanguarda.

    O homem ferido durante a reintegração, de acordo com a PM, fazia parte do grupo de vândalos que derrubou o portão do Centro Esportivo, hoje. Um guarda civil municipal teria atirado contra o manifestante. O homem foi operado para a retirada de uma bala, na região lombar, e passa bem, segundo a prefeitura.

    Cerca de 30 manifestantes que apoiam os moradores do Pinheirinho estão em frente ao Condomínio Bosque Imperial, onde mora o prefeito de São José dos Campos, Eduardo Cury (PSDB). Os integrantes do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, da OJE (Organização dos Jovens e Estudantes) e da Anel (Assembleia Nacional dos Estudantes – Livre).

    Eles exigem que Eduardo Cury atenda à reivindicação dos moradores e regularize a área do Pinheirinho. Apesar dos governos federal e estadual já terem apresentado propostas para regularizar a Ocupação, Cury continua omisso em relação ao caso, segundo o sindicato.

    Bloqueio – A Rodovia Presidente Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro, foi liberada na altura do quilômetro 154 às 14h48 deste domingo, após interrupção promovida por um grupo de invasores despejados de um terreno em São José dos Campos (SP). A concessionária NovaDutra, que administra a rodovia, informou que a via foi liberada após "negociação entre manifestantes e Polícia Rodoviária Federal".

    Segundo informações do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, cerca de 300 pessoas participaram do protesto na rodovia. Devido à interdição, o congestionamento no local chegou a dois quilômetros: a Polícia Rodoviária Federal confirmou o envio de policiais para o local para dispersar a multidão.

    A reintegração de posse – autorizada pela Justiça – foi realizada pela Polícia Militar e teve início às 6h deste domingo. Participaram da operação 1.800 homens.

    (Com informações da Agência Estado)

  34. dom, 22/01/2012 - 22:40
    Luana

    "Podem me prender, podem me bater
    Podem até deixar-me sem comer
    Que eu não mudo de opinião.
    Daqui do morro eu não saio não, daqui do morro eu não saio não.

    Se não tem àgua, eu furo um poço
    Se não tem carne, eu compro um osso e ponho na sopa
    E deixo andar, deixo andar

    Fale de mim quem quiser falar
    Aqui eu não pago aluguel
    Se eu morrer amanhã, seu doutor
    Estou pertinho do céu…"

    Muda, Brasil! Muda!

  35. dom, 22/01/2012 - 22:39
    Paulo

    Sou a favor da reintegração de posse. Pois vivemos num regime capitalista, e um dos pilares do capitalismo é a propriedade privada. O terreno pertence a massa falida e será usado para quitar débitos de pessoas lesadas por esse canalha, o governo tbm foi lesado. Entendo q o governo de SP deve proporcionar habitações dignas a essa população.

    • seg, 23/01/2012 - 0:07
      Valeria

      O que foi priorizado neste caso foi pura especulação imobiliária. São 6.000 pessoas desalojadas, em sua maioria trabalhadoras. Mais uma vez, a "política pública paulista" espalhou cidadãos sem proporcionar alternativas decentes. Os lesados pelo especulador bandido, que inclusive deveria estar preso, têm sim direito de reaver o que perderam, mas em que pese vivermos em regime capitalista, as normas legais vigentes sobrepõem a função social da propriedade sobre a privada. Assim, o governo poderia ter promovido uma desapropriação e, inclusive, construir moradias decentes ou mesmo subsidiar. Dentre outras possibilidades, que não fosse a violência.

    • seg, 23/01/2012 - 1:37
      João-PR

      Paulo, como diria o filósofo Platão: "sai da caverna" (e eu acrescento), do PIG.
      Não se iguala, do ponto de vista político, aqueles que são diferentes do ponto de vista econômico.
      Acorda Paulo!!!!

  36. dom, 22/01/2012 - 22:33
    Ana Paula

    Esta ação de repressão e expulsão dos moradores de sua casa com força policial, gera pânico na sociedade e uma instabilidade social grave. Como acreditar que justiça houve vendo estas fotos? Porque os juizes com suas decisões estão distantes da realidade social de aproximadamente 6000 pessoas que residem no local há 08 anos, para beneficiar um proprietário? A propriedade tem que ter um limite, a sociedade tem que debater qual é o limite da propriedade e porque as pessoas humildes sempre são enxotadas de gabinetes e nunca lhes é proporcionada uma vitória em reintegração?
    Esta ação caracteriza a injustiça que nos asombra e amedronta.

  37. dom, 22/01/2012 - 22:31
    Ananda

    Que fique claro que Alckmin em nada difere dos piores políticos da história do nosso país. Alckmin sujou definitivamente sua biografia de sangue. Trabalhadores oprimidos, camelôs, alunos, funcionários, professores, moradores de favelas, de rua, todos são apenas estorvo para ele e seus subordinados algozes. Merece nosso total repúdio e deveria sofrer impeachment já.

  38. dom, 22/01/2012 - 22:25
    Fabio_Passos

    Revoltante.
    É a "elite" branca e rica usando o Estado para arrebentar com os brasileiros pobres.
    E para que? Para os ricos ficarem ainda mais ricos e os pobres ainda mais pobres.

    Tem de rolar uma Revolução que derrube esta "elite" maldita e ladra.

  39. Quando a justiça não é consensual há confrontos de força para impô-la.
    O que não quer dizer que essa justiça que não se entende internamente tenha credibilidade para legitimar o uso da força, principalmente quando é questionada como instituição. A decisão de uso da força foi política e decidida pelo governador de São Paulo. As picuinhas entre os Tribunais é só fumaça para esconder os verdadeiros mandantes (PARTIDO SEM DÓ de BATER)

  40. dom, 22/01/2012 - 22:18
    Ana Paula

    Hoje é um dia triste e de vergonha para todos nós, sermos governados por quem age com tanta truculência é doloroso. Ver seres humanos serem destratados, mães correndo com crianças no colo, jovens desolados e envergonhados, cidadãos brasileiros desesperados enfrentando um poder policial, a ordem judicial que protege o patrimônio e não a vida, é desumano, é a intolerância e a discriminação institucionalizada.
    O Pinheirinho chorou, e nós, quem somos nós diante deste poder louco e insano, que reprime, oprime e expulsa para reintegrar terras (mais) ao biliardário Nagi."Deus onde estás", livre-me da Opus Dei, livre-me.
    Onde estarão as famílias, na rua, ao desalento, sem alimento e sem amparo. Quem vai dormir hoje, quem vai se almentar.

  41. [...] do massacre de hoje, no Pinheirinho, em São José dos Campos, contam-se aos milhares. Incluindo crianças, idosos e grávidas.  Suas vidas não valem nada, para quem deu as ordens. São todos pobres e sem [...]

  42. FORA PSDB!!!

  43. São Paulo sempre quis se separar do Brasil.Parabens pois conseguiu

  44. dom, 22/01/2012 - 21:51
    Bernardino

    A cabei de ver no Fantastico da rede globo,rainha da canalhice, o Juiaz Capez desafiando a justiça federal em tom de bravata.Eles estao possessos com a ELIANA CALmon que desmoralizpu a justiça paulista e colocou-os no devido lugar.Todo apoio ao Conselho Nacional de justiça e sua CORREGEDORA se possivel votando no SENADO uma LEI para dar Indepencencia TOTAL a Corregedoria Nacional
    CHUCHU á frouxo,O SERRA pisou no pescoçp dele nas eleiçoes municipais e ele nada fez.É tipico da OPUS DEI a Mascara e metodos facistas no poder.PRA ENFRENTA-LOS ; OLHO por OLHO, dente por DEnte!!!!!!

  45. dom, 22/01/2012 - 21:20
    Alex

    O Governo de SP respeitou uma decisão da Justiça Estadual. Agora se é justa ou não, essa critica tem que ser feita a Justiça. O Governo é obrigado a cumprir decisão judicial no prazo determinado, seja qual for, caso não faça, estará violando o Estado de Direito. Essa garantia é o que temos contra qq tipo de Governo, bom ou ruim, goste dele ou não. Saber fazer a crítica correta, quando ela deva ser feita, é um passo para ter credibilidade e conseguir mudar as coisas. Fazer a critica só por não gostar do Governo é bravata, pura e simples.

    Em relação à Justiça Federal, ela não é competente para as mesmas coisas que a Justiça Estadual, existem competências diferentes e são independentes entre si, não tem hierarquia entre elas. Agora qual era o Juizado competente para essa reintegração, já não sei. E pelo que parece, nem eles sabem..

    Também gostaria de um mundo melhor, que todas as pessoas tivessem cidadania, moradia, etc. Mas tirar o direito da massa falida(leia-se: pessoas comuns que foram prejudicadas pelo Naji Nahas) não é o meio mais correto de se fazer esse mundo melhor.

    • Alex: Só pra tentar explicar o inexplicável. Da série: "Justiça em transe": No caso Pinheirinho, parece haver um conflito de competência entre Justiça Federal e Justiça Estadual. Em ÚLTIMA instância (não estou falando aqui do STJ – art. 105, I, "d", da CF), caberia ao Supremo resolver quem é competente para decidir a questão. Ou não?

      Logo, a liminar da Justiça Estadual NÃO poderia ter sido cumprida! Quando a Justiça Estadual diz uma coisa e a Federal diz outra, é necessário que um tribunal superior analise e decida quem tem competência para julgar o caso. Ou não?

      E sabe por que o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF) suspendeu a ordem de reintegração de posse contra a comunidade de Pinheirinho? Porque a UNIÃO passou a integrar a lide.

      E sabe de quem foi a decisão, em agravo de instrumento, impetrado pelos advogados dos moradores de Pinheirinho? Do desembargador Antonio Cedenho, da 5ª Turma do TRF, reconhecendo a União como parte do processo por conta do interesse do Governo Federal na área. Pois é. E agora?

      Na prática, a decisão do desembargador no agravo revalida a liminar da juíza federal Roberta Monza Chiari, expedida no dia 17 de janeiro, que havia SUSPENDIDO a reintegração de posse determinada pela juíza da 6a. vara cível de SJC, Márcia Faria Mathey Loureiro. Nessa liminar, a juíza federal já havia reconhecido o interesse da União no caso, tendo citado, inclusive, um ofício do Ministério da Cidade pedindo adiamento da reintegração.

      Pois é. E agora?

      QUEM VAI EXPLICAR O QUE ACONTECEU EM PINHEIRINHO HOJE? HEIN? QUEM?

      • dom, 22/01/2012 - 23:43
        Hamilton

        Mandou bem! E agora!

      • seg, 23/01/2012 - 2:18
        Marcelo Rodrigues

        Desobedecer a justiça é crime, não é? Então cadeia para o Alkimin e para o comandante da PM por terem desobedecido à justiça federal!

      • seg, 23/01/2012 - 10:43
        Alex

        Concordo. Como coloquei no meu comentário " Agora qual era o Juizado competente para essa reintegração, já não sei. E pelo que parece, nem eles sabem.. "

        O STJ que deveria dizer qual justiça é competente, a estadual ou federal. Agora o que a maioria daqui não entende é que o Governo ou a PM NÃO são responsáveis. Existe a independência de poderes. Eles são obrigados a cumprir a decisão judicial por prazo determinado, goste dela ou não. O que dói é ler que a justiça federal é maior que a justiça estadual, e outras besteiras conspiratórias…se você não acredita na independência de poderes, não acredita no estado democrático. Então acredita no que? Em uma ditadura(de esquerda ou de direita?) Se a minha opinião é diferente da sua, se eu acho que eu tenho um direito e você acha que tem outro, não é a justiça que tem que resolver isso?

        Podem não gostar da ação violenta da PM. Também não gosto, acho que muitos dos métodos utilizados ainda remontam da ditadura militar. Agora achar um meio totalmente pacifico para essa situação também não é facil. Resolver em um dia o que a prefeitura deveria ter feito em 8 anos de omissão.

        “Toda unanimidade é burra”, já disse Nelson Rodrigues

      • seg, 23/01/2012 - 16:46
        Alex

        Na ação que tramita na Justiça estadual, a empresa Selecta Comércio e Indústria S/A conseguiu a reintegração de posse do imóvel. Para combater essa decisão, um homem entrou com uma medida cautelar no STJ para tentar deslocar a competência para a Justiça Federal, alegando violação aos direitos humanos. A medida cautelar era preparatória de representação a ser feita ao Ministério Público Federal. O presidente do STJ, no entanto, afirmou que a legitimidade para pedir o deslocamento de competência é do procurador-geral da República.

        Em seguida, a Associação Democrática por Moradia e Direitos Sociais apresentou na 3ª Vara Federal de São José dos Campos uma ação cautelar para tentar impedir a desocupação da área pela Polícia Civil e Militar de São Paulo e a Guarda Municipal de São José dos Campos. A liminar foi concedida, posteriormente cassada e, novamente, restabelecida em recurso ao Tribunal Regional Federal da 3ª Região.

        Diante de decisões antagônicas, a União levantou o conflito de competência ao STJ, pretendendo ver reconhecida a competência da Justiça Federal. No entanto, o presidente do STJ observou que a União não é parte na ação de reintegração de posse que tramita na Justiça estadual. “Salvo melhor juízo, a ordem judicial, emanada da Justiça estadual, deve ser observada por todos, inclusive pelos demais ramos do Poder Judiciário. Nenhum juiz ou tribunal pode desconsiderar decisões judiciais cuja reforma lhes está fora do alcance”, observou o ministro Pargendler. O mérito do conflito de competência ainda será analisado pela 2ª Seção do STJ. O relator é o ministro Antonio Carlos Ferreira. Com informações da Assessoria de Imprensa do STJ.

        Revista Consultor Jurídico, 23 de janeiro de 2012 http://www.conjur.com.br/2012-jan-23/ministro-man

      • seg, 23/01/2012 - 17:27
        Sagarana

        Essa é fácil: A liminar foi cassada no mesmo dia pelo também juiz federal Carlos Alberto Antônio Júnior, substituto da 3ª Vara Federal em São José dos Campos por um motivo muito simples: não houve manifestação de interesse jurídico da União que justificasse a decisão liminar da Juíza Federal Roberta Monza Chiari, conforme entendimento do Desembargador Federal Antônio Cedenho. Pronto, expliquei! Entendeu?

      • seg, 23/01/2012 - 20:27
        Renato

        O STJ, julgou pela manhã que a competência do mérito é da Justiça Estadual. Então fica quietinho.

    • seg, 23/01/2012 - 1:21
      David

      Gostaria muito de ver as pessoas que apoiam a causa do Pinheirinho desembolsarem seus fundos para implantação da infraestrutura do local. O povo Joseense não é idiota ao ponto de ceder benefícios sociais para quem não paga imposto.

      • seg, 23/01/2012 - 2:56
        João-PR

        David: pago impostos (diretos e indiretos). Autorizo, pelo presente, a utilização dos impostos que pago para o pagamento das despesas de regularização da área do Pinheirinho.

        Ah, caso você não saiba, há um banco, chamado Caixa Econômica Federal, há um Ministério (chamado de "das Cidades"), e há programas federais que têm verbas para esse tipo de regularização. O que não há, caro David, é vontade política dos tucanos. Quer uma prova? Vá se informar quando o desgoverno de São Paulo aderiu ao "Minha casa, minha vida".

      • seg, 23/01/2012 - 7:06
        amidiatanua

        Você deve estar falando de Naji Nahas…

    • seg, 23/01/2012 - 1:34
      João-PR

      Faço minhas as palavras do Xad Camomila.
      E complemento: o Alckmin é tão mal assessorado, mas tão mal assessorado, que cavou o seu próprio "caso riocentro".
      Caso a OAB fosse algo decente (ela "fecha os olhos" para determinados fatos, mas faz parte de movimentos moralistas), o Alckmin estaria em maus lençóis.
      Mas, como em São Paulo, parece, "tá tudo dominado" depois de 17 anos de reinado dos tucanos, não sei se algo vai acontecer com o transgressor da lei, Geraldo Alckmin.
      Que venha a exceção de verdade!!!!!

    • seg, 23/01/2012 - 7:51
      Michael Lima

      Não é possível que um indivíduo diga uma asneira deste tamanho e ainda achar que disse alguma coisa relevante. Caro amigo…. em primeiro lugar, a decisão estadual é totalmente arbitrária. O alckmin conta com desembargadores inclusive que ele e seus comparsas nomearam com tal. Assi, justiça, em SP, só se ela favorece o estado. Segundo: a mídia do sudeste só dá voz as informações favoráveis ao PSDB de SP, não havendo espaço para sua voz ou a de outro, se ela não for do interesse do governo daquele estado. Terceiro: Um lei federal é superior a uma estadual. Quarto: SP é um estado com a lei emcabrestada. Com a imprensa encabrestada. Os direitos individuais e coletivos não existem lá. Direitos constitucionais e direitos internacionais não valem aquele estado. O governo é autoritário e suprime o direito à voz e à vez. A greve dos professores e servidores, a greve de alunos, a cracolândia… tudo é resolvido na base da bala de borracha e da repressão violenta. Caso vc compre uma casa e tenha que despejar o inquilino, saiba que não pode chegar lá e bater no cara pra ele sair. A lei prende vc, se vc fizer isso. Pq o estado de SP e apenas ele é diferente e pode agir como uma ditadura aos moldes de mubarak? Acorde filho. Sua noção é inocente e o senso de julgamento muito afetado. Procure ver vídeos da invasão e responda se aquiloé um estado de direitos.

    • seg, 23/01/2012 - 21:13
      Marcos

      Ocorre que o governo só acata mesmo quando interessa. Os trabalhadores do SERPRO em Minas Gerais ganharam uma causa na Justiça e o governo federal desde 1992 vem recorrendo de todas as formas. Quando não existe mais possibilidade de recursos judiciais simplesmente eles não acatam.

    • seg, 23/01/2012 - 21:22
      luiz pinheiro

      Bom, pelo que estou percebendo pelos vários comentários, a decisão deveria subir para a Justiça Federal na hipótese de estar em jogo grave violação de direitos humanos coletivos. Cabe então perguntar? Estavam em jogo os direitos humanos? Alguém tem dúvida? Portanto, a decisão deveria ter sido da Justiça Federal. Aliás, a Justiça federal deveria ela própria ter tomado a iniciativa de chamar a si a responsabilidade de decidir. Infelizmente não o fez. Prevaleceram a omissão, a ganância, a falta de escrúpulos, a truculência.
      Abaixo a tucanadura!

  46. dom, 22/01/2012 - 20:43
    Wildner Arcanjo

    AI 5 em pleno 2012. Não somos também uma ditadura (?)

  47. dom, 22/01/2012 - 20:15
    glauco.

    O engraçado é que na ocupação contra os traficantes tinha helicoptero da imprensa, na semana, qualquer pé de chilelo rouba tem estes aparelhos para fazer espetáculo, muitas vezes a policia nem pega o pilantra, nessa desocupação a midia se omitiu de informar a população aceitando ser tangida pela policia.

  48. dom, 22/01/2012 - 20:06
    João-PR

    Se nos tempos da Gestapo houvesse internet e celular que tirassem fotos também proibiriam, e retirariam essas "armas" do povo agredido.

  49. dom, 22/01/2012 - 19:44
    Maria

    Aqui é o Inferno.

  50. dom, 22/01/2012 - 19:32
    Paulo Villas

    O governador está confundindo choque de gestão com choque na gentalha.

  51. dom, 22/01/2012 - 19:30
    Jose Antonio Batata

    São Paulo tem se tornado num Estado POLICIALESCO, sempre atuando contra todos os movimentos sociais , pobres ,pretos e nordestinos. Com esta repressão aos moradores de Pinheirinho ( São José dos Campos) ele demonstra que caminha a passos largos para se tornar uma estado FASCISTA, O Governo do PSDB odeia os movimentos sociais e está procurando mortes para fortalecer a imagem de ódio aos movimentos sociais. Em Eldorado dos Carajás vimos 19 mortes para alegria desses FASCISTA. Enquanto isto o PIG pega FOGO.

  52. dom, 22/01/2012 - 19:23
    ma.rosa

    A foto de 17/01/2012, dos moradores da ocupação Pinheirinho, comemorando a decisao da Justiça Federal que suspendeu temporariamente a reintegração de posse, pelo governo paulista é emblematíca: o povo acredita na justiça! Mas a própria justiça, vira-lhe as costas (justiça/SP), trai e permite que a truculência policial impere! Que País é este?!!!! Lamentável!! http://zip.net/bdd0gQ

  53. dom, 22/01/2012 - 19:23
    Coronel Quitute

    #intervençãofederaljá

  54. dom, 22/01/2012 - 19:09
    Jose Antonio Batata

    O PSDB em São Paulo é uma organização FASCISTA….

  55. dom, 22/01/2012 - 19:04
    Antônio

    Polícia? SÃO BANDIDOS, COVARDES E PROTETORES DE TRAFICANTES. QUE DIGA O PCC.

  56. dom, 22/01/2012 - 19:01
    Gerson Carneiro

    Espero ação da PM, na mesma proporção da do Pinheirinho, na casa doJosé Serra para reintegrar o patrimonio surrupiado na Privataria Tucana.

  57. dom, 22/01/2012 - 18:59
    Sandra Caballero

    Policia para quem precisa: estudantes da USP e do movimento contra aumento de passagem de ônibus; contra professores; contra moradores de rua; contra moradores de uma invasão. Afinal, este é o crime organizado que existe em SP, já que o PCC foi extinto quando decidiram não mais dizer o seu nome.

  58. dom, 22/01/2012 - 18:40
    Otto

    ENQUANTO UNS FAZEM PASSEATA EM DIREITO DOS ANIMAIS, MUITOS HUMANOS ESTÃO SENDO MASSACRADOS, EXPULSOS DE SEUS LARES, FERIDOS E MORTOS MAS CONTRA ISSO, NÃO TEM MOBILIZAÇÃO…
    INVERSÃO DE VALORES!!!

    • dom, 22/01/2012 - 19:10
      Gervásio Pedrosa

      Olá, tem mobilização sim. Nos fomos lá hj e tinha outros grupos.
      Cada um na sua luta. Todas as manifestações q visam a melhorar algo são válidas.
      Pena q vc não estava lá ::/
      Abração

    • dom, 22/01/2012 - 19:24
      Salvadori

      Que grande ignorância vc está dizendo .Inversão de valores onde???????^.Vc ta me parencendo aqueles que não suportam animais.Todo ser vivo tem seu valor meu amigo.

      • seg, 23/01/2012 - 11:51
        Geysa Guimarães

        Assim como o Pablo, vc faz parte do grupo de pessoas que ainda me fazem acreditar num mundo melhor.
        Sua alma é bonita, Salvadori.

    • dom, 22/01/2012 - 19:27
      Pablo

      Eu fui à passeata em defesa dos animais e também me solidarizo com essas pessoas. Uma coisa não exclui a outra. Tenha um pouco mais de respeito e pense antes de falar bobagem.

    • dom, 22/01/2012 - 19:48
      Salvadori

      "EU NÃO ACHO QUE A VIDA DE UM ANIMAL SEJA MENOS IMPORTANTE QUE A DE UM SER HUMANO" ghandi.

      • dom, 22/01/2012 - 20:12
        Leider_Lincoln

        É de conhecimento público que Ghandi era racista; sua vida na África do sul é bastante ilustrativa a este respeito. Neste sentido, se para ele a vida dos negros valia menos que a dos brancos, não é surpresa que a dos animais valesse tanto quanto (a dos negros ou a dos brancos, vá saber, né?).

        Ah, para que ninguém me acuse de ser como nosso troll de mil nomes, que fala sem citar referência: http://www.publico.pt/Cultura/gandhi-nova-biograf

      • seg, 23/01/2012 - 21:57
        luiz pinheiro

        Gandhi racista? É preciso mais que uma reles indicação bibliográfica para sustentar uma tolice desse tamanho.
        Para Gandhi, a tolerância era o bem supremo, a base da paz e da felicidade. Alguém acaso já ouviu falar de algum racista tolerante?
        Listo abaixo alguns os pensamentos nada racistas de Gandhi:
        "Deus não tem religião".
        "Não quero que minha casa seja cercada por muros de todos os lados e que as minhas janelas estejam tapadas. Quero que as culturas de todos os povos andem pela minha casa com o máximo de liberdade possível".
        "A vida é um todo indivisível; um homem não pode fazer o certo numa área da vida, enquanto está ocupado em fazer o errado em outra"
        "Meus atos convergem uns aos outros, nascem do insaciável amor que tenho para com toda humanidade".
        "Live as if you were to die tomorrow; learn as if you were to live forever.”
        "Não há caminho para a felicidade, a felicidade é o caminho".

    • dom, 22/01/2012 - 22:15
      aline

      E de que valor vc ta falando??? Inversao de valores é colocar o BBB no ar e ocultar isso que acontece, mas defender animais é paralelo a isto!! nao fala bostaa!!

    • seg, 23/01/2012 - 8:17
      Wildner Arcanjo

      Concordo em parte. Talvez fazer passeatas em favor de animais seja menos inportante do que defender moradia e dignidade para as pessoas mais pobres. Mas daí a dizer que são inversões de valores fica difícil até entender.

    • seg, 23/01/2012 - 14:32
      Monica PET-RJ

      Me desculpa, mas meu amor e respeito pelos animais nao diminui os mesmos sentimentos por seres humanos. Minha força para lutar em favor dos animais nao me enfraquece na luta por meus semelhantes. Se nao gosta de animais, se nao consegue entender esse amor alem das palavras e das posses, nao critique aqueles conseguem.

      Da proxima vez, pense melhor ao dizer algo, isso e valido pra toda vida!

  59. dom, 22/01/2012 - 18:38
    João Alberto

    O que nos deixa mais triste, é que a maiorias destas pessoas votaram no Alckimin, esse é a forma do PSDB gorvernar e tratar os problemas sociais. Lamentável, mais é a realidade.

  60. DA SÉRIE "JUSTIÇA EM TRANSE": No caso Pinheirinho, parece haver um conflito de competência entre Justiça Federal e Justiça Estadual. Em ÚLTIMA instância, caberia ao Supremo resolver quem é competente para decidir a questão. Ou não?

    Logo, a liminar da Justiça Estadual NÃO poderia ter sido cumprida! Quando a Justiça Estadual diz uma coisa e a Federal diz outra, é necessário que um tribunal superior analise e decida quem tem competência para julgar o caso. Ou não?

    E sabe por que o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF) suspendeu a ordem de reintegração de posse contra a comunidade de Pinheirinho? Porque a UNIÃO passou a integrar a ação.

    E sabe de quem foi a decisão, em agravo de instrumento, impetrado pelos advogados dos moradores de Pinheirinho? Do desembargador Antonio Cedenho, da 5ª Turma do TRF, reconhecendo a União como parte do processo por conta do interesse do Governo Federal na área. Pois é. E agora?

    Na prática, a decisão do desembargador no agravo revalida a liminar da juíza federal Roberta Monza Chiari, expedida no dia 17 de janeiro, que havia SUSPENDIDO a reintegração de posse determinada pela juíza da 6a. vara cível de SJC, Márcia Faria Mathey Loureiro. Nessa liminar, a juíza federal já havia reconhecido o interesse da União no caso, tendo citado, inclusive, um ofício do Ministério da Cidade pedindo adiamento da reintegração.

    Pois é. E agora? http://www.scmcampinas.blogspot.com/2012/01/da-se

  61. dom, 22/01/2012 - 18:32
    E S Fernandes

    Intervenção federal em São Paulo já!

  62. dom, 22/01/2012 - 18:13
    Antonio

    O governador de São Paulo como todo senhor feudal, não admite interferências em seu reduto.

  63. dom, 22/01/2012 - 18:01
    Luci

    Miséria humana, não há plano que resgate.Miséria humana é privilegiar ricos em suas gestões.
    São tantas autoridades, entidades de direitos humanos, secretarias, parlamentares eleitos pelo povo, cargos – altos salários, e o que presenciamos é uma guerra contra o povo sem terra, que está concentrada na mão de poucos.Onde estão os que fazem juramento de defender o povo?
    Polícia para os corruptos.
    Eles não gostam do Brasil, não gostam dos brasileiros.

  64. dom, 22/01/2012 - 17:57
    RicardãoCarioca

    Como o PHA diz, SP venceu em 1932. Como disse um juiz a serviço dos tucanos hoje, como poderia haver conflito de competência entre decisões das esferas estadual e federal? Só se SP é um país e os de fora do estado, no Brasil, não ficaram sabendo.

    • dom, 22/01/2012 - 19:43
      Maria

      Há implicitamente um desafio à autoridade, é a campanha de 2014 nas costas dos pobres. É uma guerra de gabinetes, de ganância e de injustiça.
      Sem justiça não há democracia.
      A elite não sabe o que é Direito e Justiça. Como decidir uma reintegração sem contextualizar a história do país sobre a questão de terra, propriedade e povo sem terra? Como? Como decidir uma sentença judicial sem visitar a comunidade com a presença de assistentes sociais? Sem a presença de defensores públicos?
      Esta política do mal desestabiliza e não resolve, não ha solução com arma nas mãos contra pessoas sem direito à moradia.

      • seg, 23/01/2012 - 20:52
        Renato

        Blablablá socialista. Uma decisão judicial tem que ser baseada na lei e não nos itens que você comentou. Não seria justiça

  65. dom, 22/01/2012 - 17:54
    Elite

    Este é o governo que aplica a gestão da opressão policial na resolução de questões sociais gravíssimas.
    Para que votar? Este é o governo eleito pelo povo, sem o voto dos que hoje estão tomando cassetada ele não estaria governando. A maioria que elege é a maioria pobre, mas a governança estamos presenciando há tempos é para a minoria rica.

    • dom, 22/01/2012 - 18:17
      João Silva

      maioria pobre? Quem mais vota em SP e bota o PSDB no poder é a elite paulista.

      • dom, 22/01/2012 - 22:10
        Maria

        Assista o vídeo do professor Boaventura. A elite patrocina seus candidatos. Os eleitores pobres, são maioria votam, e são descartados.

  66. dom, 22/01/2012 - 17:41
    Gerson Carneiro

    Em São Paulo a Polícia Militar está sendo reiteradamente utilizada para oprimir o Povo, raramente para proteger.

    Um governo eleito pelo povo retribuindo o voto com porrada.

  67. dom, 22/01/2012 - 17:38
    andre i souza

    A Globo pode ocupar e fechar um espaço público bem no coração da capital paulista. Aí não tem problema, não se faz nada, pelo contrário, os nossos "digníssimos" peessedebistas ainda fazem uma solenidade para honrar a ocupadora. Sínicos, hipócritas a serviço da elite, mas escudados pela justiça.

  68. dom, 22/01/2012 - 17:32
    FrancoAtirador

    .
    .
    A Constituição Federal de 1988 foi revogada, antes mesmo de ser aplicada.
    .
    .
    DEFINITIVAMENTE VIVEMOS EM UM ESTADO DE EXCEÇÃO
    .
    .

  69. dom, 22/01/2012 - 17:29
    Luci

    Ditadura e arbitrio.
    Deus do Céu, a senhora Presidenta tem conhecimento do fato? São de estarrecer as notícias, são crianças, mulheres, envolvidos nesta reintegração à bala, confronto.

  70. dom, 22/01/2012 - 17:26
    Panambi

    Como vi em algum lugar: os tucanos derrotaram o povo!

  71. dom, 22/01/2012 - 17:24
    Maria

    Governo de São Paulo e o PSDB: A NAU DOS INSENSATOS.

Comentar