VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas
Cartas de Minas

Aragão alerta: Politicamente, Luciano Maia não compartilha nada com Agripino; é um militante por direitos humanos

25 de setembro de 2017 às 10h21

Aragão: Luciano Maia  foi escolhido para ser vice da Raquel e não substitui nenhum dos rapazes do GT da Lava Jato 

Da Redação

Nesse domingo (24/09), circulou em um grupo de whatsapp este alerta de Eugênio Aragão, ex-ministro da Justiça do governo Dilma e procurador aposentado do Ministério Público Federal (MPF):

“Luciano Maia não tem nada em comum com Agripino.

É um militante dos direitos humanos. Foi um dos que ajudou a montar a Comissão Nacional de Combate à Tortura.

Ajudou Nilmario, Vanucchi e Maria do Rosário.

E ele não vai ficar no lugar dos procuradores que saíram.

Luciano é Vice Procurador-geral da Raquel e foi a melhor indicação que ela fez.

Nossa turma ao difundir uma babaquice dessas não difere em nada dos caluniadores da direita!”

Por cautela, o Viomundo confirmou a autenticidade da mensagem com o próprio Eugênio Aragão, que deu mais detalhes sobre Luciano Maia, de quem é amigo pessoal:

É primo sim, assim como é primo do embaixador Oto Maia e outros.

A família é enorme, mas politicamente não compartilha nada com Agripino.

É um perfil completamente diferente. Um gentleman, um negociador eficientíssimo, com enorme capacidade de análise e de trabalho.

Viajei com ele para a Inglaterra duas vezes a convite do governo britânico e da Secretaria de Direitos Humanos.

Ele é um dos fundadores do mestrado em direitos humanos da UFPB. Uma pessoa muito articulada com os movimentos sociais e foi a principal força motora no estabelecimento da Comissão Nacional de Combate à Tortura.

É só perguntar a respeito dele. Nilmário, a Vanucchi e a Maria do Rosário. Todos sabem quem é Luciano Maia.

Ele foi escolhido para ser vice da Raquel e não substitui nenhum dos rapazes do GT da Lava Jato.

Sou amigo pessoal de Luciano e fiquei muito feliz com a nomeação dele.

Leia também:

Pepe Escobar: Doutrina Trump mira em Venezuela, Irã e Coreia do Norte

 

5 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Fernando de Souza Barbosa Junior

27/09/2017 - 09h45

A mim não me interessa concordar com os posicionamentos políticos do prof. Luciano. Já lhe vi em ação o suficiente para saber de que lado ele está, o da Justiça, em suas mais diferentes declinações. Fui seu aluno de pós-graduação, companheiro de Comissão e Núcleo de Direitos Humanos da UFPB.

Responder

Marina

27/09/2017 - 06h57

Francisco concordo com você. Vamos esperar para ver. Tenho amigos da UFBA que militaram com Luciano e que sentiram traídos por ele quando apoiou um parente da direita para reitoria em detrimento do grupo de DH da universidade, isso tudo na calada da noite. Uma atitude parecida com a do Janot em relação ao Genoíno. Acredito que Aragâo não tenha conhecimento disso. Mas diante desse fato, não me surpreenderia se Luciano, assim como fez Flavia Piovesani, jogasse seu histórico de DH na lata do lixo.

Responder

Carlos

26/09/2017 - 11h57

Fui aluno de Luciano Maia em uma pós-graduação…. sem sombra de dúvidas, é o maior nome na defesa dos direitos humanos dentro da PGR…. excelente nomeação… para o bem dos mais necessitados, espero que seja o sucessor de Raquel Dodge.

Responder

Eduardo Guimarães

25/09/2017 - 13h27

Aragão, confio em voçê, portanto, naquilo que voçê divulga! Nåo conhecia Luciano, daí não poderia ( Maia-lo) malhá-lo. Agora já conheço um pouco! imagine! Se todos possuíssemos esse pouco, tudo seria bem melhor! Vamos lá amigo Luciano! Há muito a se fazer!

Responder

Francisco de Assis

25/09/2017 - 11h38

É bom esperar para ver. Afinal de contas, Eugenio Aragão já nos vendeu Rodrigo Janot e Teori Zavascki.

Responder

Deixe uma resposta