VIOMUNDO

Diário da Resistência


Você escreve

Vermelho: Tarso lidera no RS, diz Ibope


12/07/2010 - 16h10

12 de Julho de 2010 – 11h49
Tarso Genro (PT) lidera disputa ao governo do Rio Grande do Sul

do Vermelho

Pesquisa do Ibope divulgada no sábado (10) mostra o ex-ministro da Justiça Tarso Genro (PT) à frente na corrida pelo governo do Rio Grande Sul. Tarso tem 39% das intenções de voto, ante 29% do ex-prefeito de Porto Alegre José Fogaça (PMDB) e 15% da governadora Yeda Crusius (PSDB).
Na simulação de segundo turno, Tarso supera Fogaça, com 48% das intenções de voto contra 39%. Em outro cenário, o petista tem 59% e Yeda aparece com 24%. Na última simulação, Fogaça chega a 58% e a governadora registra 22%. Foram entrevistados 812 eleitores entre terça e quinta-feira. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

A taxa de rejeição de Yeda disparou. Quase metade do eleitorado gaúcho (47%) declara que não votaria na governadora tucana de jeito nenhum. Já a taxa de rejeição atribuída a Tarso é de 15%, enquanto o índice é de Fogaça 5%. Feita por encomenda do Grupo RBS, a sondagem foi levada às páginas do diário gaúcho Zero Hora, disponível na web.

A despeito da boa pontuação de Tarso, a presidenciável petista Dilma Rousseff continua em desvantagem em relação ao tucano José Serra. Segundo o Ibope, Serra aparece com 46% e Dilma com 37%. Já Marina Silva (PV) tem 6%. Curiosamente, Dilma obtém mais votos entre os homens (41%) do que entre as mulheres (34%). Serra está mais bem posto entre as mulheres (49%) do que entre os homens (43%).

O Ibope mediu também a popularidade de Lula: 70% dos gaúchos aprovam o governo dele. A gestão Lula foi avaliada por 52% dos entrevistados como bom e por 18% como ótimo. A administração do petista é regular para 24% e ruim ou péssima para 5%.

Santa Catarina

Na vizinha Santa Catarina, pesquisa feita entre os dias 7 e 9 de julho pela Mapa, também sob encomenda pelo Grupo RBS, mostra Angela Amin (PP) liderando a preferência do eleitorado, com 33,5%. Em comparação com o levantamento anterior, publicado em abril, Raimundo Colombo (DEM, 20,6%) ultrapassou Ideli Salvatti (PT, 15,9%) e agora assume a segunda colocação. Na última pesquisa, Colombo e Ideli também apareciam empatados tecnicamente — mas com a petista à frente em todos os cenários.

A deputada do PP prevalece sobre os rivais também nos cenários de segundo turno. Contra Colombo, Angela vence por 43,4% a 28,1%. Contra Ideli, 38,5% a 26,3%. A despeito de ter sido cortejada por José Serra e por Dilma Rousseff, Angela vai às urnas sem abrir o palanque a nenhum dos presidenciáveis.

A pesquisa mostra ainda que há espaço para os candidatos crescerem, devido ao alto índice de indecisão. Em relação ao primeiro turno, 19,2% dos entrevistados afirmaram que não sabiam em quem votar ou não responderam. Outro dado é o índice de rejeição. Ideli apresenta o maior percentual (9,4%), seguida por Angela (8,8%) e por Colombo (5,6%).

Da Redação, com agências





36 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

MILA

14 de julho de 2010 às 09h48

No final, a gauchada sempre corresponde e dá ao Brasil grande politicos. Vide Getulio, Jango e Brizola. Tarso governador do RGS. E Dilma, a mineira-gaucha presidenta do Brasil.

Responder

Sergio Cambara

14 de julho de 2010 às 03h29

São Paulo não elegeu Serra? então não é só no Sul que estão os reacionários.

O fato é que no sul o PIG é hegemonico e descaradamente parcial, A RBS domina RS e SC, no Rio Grande já elegeu dois ex-funcionários para o cargo de governador e vem conseguindo segurar a barra da Yeda, apesar do mar de lama que está enfiada.

Aqui os caras são fortes mesmo, tem sua propria lei, pra eles estuprar não é crime, com eles o assassinato do secretário de saúde vira " latrocínio" e a cleptogovernadora é travestida de grande administradora.

Responder

Henderson_hds

13 de julho de 2010 às 16h37

A considerável vantagem de Serra nesse Estado mostra-nos de forma clara o óbvio: A tranferência de votos de Lula está-se esgotando, logo o poste ficará sem luz já já.

Responder

Marcelo Fraga

13 de julho de 2010 às 09h56

O reacionarismo aqui é grande. Mas não duvido que Tarso consiga.
Tivemos Olivio Dutra de 1993 a 2003. Depois vieram Germano Rigotto e Yeda. Acho que o povo se desiludiu um pouco com o conservadorismo desses dois.

Responder

    Jairo_Beraldo

    13 de julho de 2010 às 11h26

    Acho que as mortes estranhas de aliados de Crusius e Fogaça, devem ter deixado em polvorosa a gauchada.

    Vieira Barcellos

    13 de julho de 2010 às 11h31

    Será que é "reacionarismo", caro Marcelo?
    Os gaúchos nunca foram muito acomodados com nada, e a história está aí para mostrá-lo.

    Alceu Colares(o Negão, como ele próprio se alcunhava) seria eleito na Bahia?
    Olívio Dutra foi eleito governador do RS em 1998. O PT, até esta data tinha algum governador nos estados do Nordeste?
    Gaúcho não é um povo culturalmente reacionário…muito pelo contrário…parece que preza a alternância no poder, o que pode ser um problema para quem está lá, mesmo que esteja fazendo uma boa administração.

    A oposição tem que ser muito, mas muito ruim para não ganhar no RS.

    Heldo siqueira

    13 de julho de 2010 às 16h46

    Temos que lembrar que o RS tem um dos poucos senadores negros do Brasil, o Paulo Paim, que também é do PT.

    Marcelo Fraga

    13 de julho de 2010 às 17h33

    Eu acredito sim que seja reacionário em sua maioria. A alternância que você fala não funciona bem assim. Com muito esforço candidatos de esquerda foram eleitos por aqui. O PIG aqui é muito forte com a RBS e a Zero Hora.

Adilson

13 de julho de 2010 às 06h10

Azenha,

Com a sua licença vou apresentar o vídeo a seguir foi postado pelo Cloaca News, o mesmo contém cenas fortes – como Zé demitiu Barbeiro por causa dos pedágios.
http://www.youtube.com/watch?v=wsmVrplrV_c

Responder

sergio collinett

13 de julho de 2010 às 06h09

Ninguém tà chamando ninguém de burro,mas a ligaçao entre Tarso,Dilma e Lula requer tres neurònios.O tico se encarrega do Taeso.O teco se encarrega da Dilma…E oLula.?….Lula quem!!?

Responder

    Jairo_Beraldo

    13 de julho de 2010 às 11h22

    O povo gaúcho que lhe dá 70% de aprovação.

Marat

13 de julho de 2010 às 02h31

Quem falou que merece crédito? Onde já se viu Yeda com 15%? Certamente anabolizaram seu percentual!

Responder

    jorge ferreira

    25 de julho de 2010 às 09h06

    muito me admiro,pois foi o inico governo que pagou as contas de outros governos e colocou a casa em dia,pergunto o que os outros fizeram com o dinheiro,em time que esta jogando certo não se meche.é por estas e outras é que o povo sofre se deicha levar por balelas.votem no pt ou pmdb e conversaremos nas proximas eleições,ai sera tarde.olhem o que yeda já fez e esta fazendo pelo nosso rio grande,outro nenhum fez.o estado esta com as contas em dia graças esta grande economista.ela governa com tecnica não como politica e existo que precisamos pessoas que tenha conhecimento com base do que esta fazendo.

O Brasileiro

13 de julho de 2010 às 02h11

E em outubro, a repetição da final da copa do mundo!
De um lado, o candidato que só "bate": pede demissão de jornalistas, inventa dossiês contra os adversários, tenta levar crédito pelas ações de outros, abafa CPIs e só cria pedágios!
Do outro lado, a candidata que nunca foi acusada de corrupção, que administrou o país ao lado de Paulo Bernardo no segundo mandato de Lula, sendo seu braço direito, que era ministra das Minas e Energia e recuperou a Petrobrás para o Brasil, e que ajudou a criar o Luz para Todos!
Pergunta pro polvo Paul quem vai ser eleita presidenta do Brasil!

Responder

Luciene

13 de julho de 2010 às 01h37

Tem que se ver até que ponto estes dados estão manipulados. Só saberemos após as eleições.

Responder

Luciene

13 de julho de 2010 às 01h34

É esposa do Aeroporto de Mosquito .

Responder

luiz freire

13 de julho de 2010 às 01h19

Ué, não estou entendendo. Pesquisa do Ibope no Rio Grande do Sul merece crédito ?
Então, estamos mesmo empatados no Brasil ?
Credo cruz, que desconjuro. Quem falou em Abaeté ?

Responder

Ana Cruzzeli

12 de julho de 2010 às 20h39

Não consigo acessar o sitio vermelho está acusando manutenção desde ontem.
O problema é só comigo?
Azenha confirma pra nós.

Responder

Marat

12 de julho de 2010 às 20h19

Como pode a Yeda ter 15%???????????

Responder

    Jairo_Beraldo

    13 de julho de 2010 às 11h23

    Com a margem de erro….e como erra feio esse IGOLPE.

ratusnatus

12 de julho de 2010 às 19h27

E o Datafolha quer que acreditemos que é neste estado que Serra vai surfar na crista da onda:

Reta saber quantos levarão a rejeição para o nível nacional.

Responder

    Fabaino

    12 de julho de 2010 às 21h01

    Acho que ele surfa no parana', estado extremamente conservador e tucano.

    Pedro P. Tardelli

    13 de julho de 2010 às 02h09

    Será? Depois do fora da campanha serrista no Álvaro Dias? Osmar Dias, irmão de Álvaro, candidato ao governo pelo PDT em aliança com PMDB e PT, levanta muitos votos no interior, com fortes colégios eleitorais em Londrina, Maringá e Cascavel… Serra deverá ganhar por aqui, mas por pouco, muito pouco…

dukrai

12 de julho de 2010 às 18h06

Tarso Genro está 11% na frente do Zé Bagaça no primeiro turno e 9% no segundo turno, é uma situação que tem uma certa folga mas se bobear, dança.
O engraçado são os gaúchos votarem na chapa Dilmaça e mais engraçado ainda será o Vampiro Brazileiro soltar fumaça, dar uma rasante nas pesquisas e espatifar pra lá do Chuí.
Vaya com Dios, cabrón.

Responder

    Jairo_Beraldo

    13 de julho de 2010 às 11h24

    Fogaça deve estar arrependido de não ter coligado com Genro, de quem tenho uma pequena mágoa…Da. Ivone.

Werner_Piana

12 de julho de 2010 às 17h31

impressionante como os estados do Sul são reacionários e conservadores.
Inacreditável Serra liderar num Estado como o RS. Impressionante em SC uma boa Senadora como Ideli Salvati estar em 3º lugar na corrida… perdendo para uma Amim (qual o parentesco com o Esperidião que foi governador à época da ditadura?) …
Que vexame!

Responder

    Benito Lima

    12 de julho de 2010 às 18h32

    Esposa

    augusto

    12 de julho de 2010 às 18h34

    carne e unha-esposa

    Henderson_hds

    12 de julho de 2010 às 18h42

    Não pensar como você transformas as pessoas em " reacionárias e conservadoras" ?

    Imagina seu eu viesse aqui e dissesse " o povo nordestino é burro, vão votar em Dilma". Seria o mesmo pensamento cheio de antepaixões com o qual você destilou sua raiva sobre o povo do Sul.

    Depois a "direita"? que é preconceituosa.

    Tome tenência.

    ratusnatus

    12 de julho de 2010 às 19h31

    Quanto tá um HD de 1 Giga: … Seagate.

    Fabaino

    13 de julho de 2010 às 00h03

    Ninguem chamou o povo do sul de burro, e sim de conservador. Se para vc é a mesma coisa, então tá.

    Artur

    13 de julho de 2010 às 11h27

    Não fale bobagem. O RS é um estado com baita tradição progressista e contestadora. Só analisar a história. O Conservadorismo está nos mesmos níveis e classes sociais do resto do Brasil… A coisa é muito mais complexa.

    Carlos

    13 de julho de 2010 às 11h35

    Ângela Amim: esposa do Esperidião.

    Henrique

    14 de julho de 2010 às 07h05

    Prezado, não sei de que estado do Brasil você é. Conheço todo o Brasil e posso afirmar categoricamente: os sulistas são os menos conservadores e reacionários. A confirmar isto, por exemplo, uma pesquisa da Unesco, de 1999, mostra que os sulistas são os menos machistas dos brasileiros e, entre estes, os menos amchistas são os gaúchos. Só para refrescar: em que estados ocorreram as "marchas com Deus e a Família", em 1963 e 1964? Não foi nos estados sulistas…. Em que estado, comemorando o golpe de primeiro de abril de 1964, houve passeatas de apoio aos golpistas com cartazes onde se lia "32+32=64"? Em qual estado do sudeste o Collor teve 72% dos votos para presidente no segundo turno? (fato, aliás, que selou sua vitória)?
    Quanto à Ideli ser boa senadora, só se for para ela. A Ideli traiu os movimentos sociais que a elegeram aqui em Santa Catarina. A desilusão com ela é muito grande. Este parco desempenho dela é reflexo disto e não de um pretenso reacionarismo dos catarinenses. Não se iluda.
    Um abraço

Carlos Castro

12 de julho de 2010 às 17h03

Torcendo muito pelo Tarso e pela volta da esquerda ao poder no RGS, mas a pesquisa é preocupante, os 15% da Yeda Cruzes devem ir para o Fogaça.

Responder

Paulo Roberto

12 de julho de 2010 às 16h49

Segundo a última pesquisa do IBOPE dando conta do empate tecnico entre Serra e Dilma, com subida de Serra, graças ao Rio Grande do Sul que variou de 28 para 50%. Nesta Tarso Genro lidera nas pesquisas, mas que Serra lidera para Presidente. Lula tem aceitação de 70%. Alguma coisa está forçada aqui. Será que o gaucho ainda não vinculou Lula/ Tarso/Dilma? Tem mosquito neste angu.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding