VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Uso da TV Brasil por Bolsonaro para “ópera-bufa” resulta em notícia-crime proposta por petistas; íntegra
Avenida Paulista, 24J. Foto: Luiz Carlos Azenha
Você escreve

Uso da TV Brasil por Bolsonaro para “ópera-bufa” resulta em notícia-crime proposta por petistas; íntegra


02/08/2021 - 11h53

Deputados do PT protocolam notícia-crime contra Bolsonaro no STF pelo uso da TV Brasil para propaganda pessoal

Do PT na Câmara

Um grupo de deputados federais do PT, entre os quais o líder da bancada, Elvino Bohn Gass (PT-RS), protocolou no Supremo Tribunal Federal (STF), nesta sexta-feira (30), uma notícia-crime contra o presidente Jair Bolsonaro, que é acusado na peça de ter cometido improbidade, crime eleitoral e abuso de poder econômico e político, ao utilizar a estrutura da TV Brasil para fazer “propaganda eleitoral antecipada”.

Os parlamentares argumentam que Bolsonaro, ao impor à TV Brasil a transmissão da sua “live” semanal, destinada aos seus seguidores nas redes sociais, se apropriou de recursos públicos para “divulgar mentiras, fake news, charlatanismo, ataques a adversários políticos e gravíssimo ataque institucional ao TSE [Tribunal Superior Eleitoral]”, o que viola diversos artigos da Constituição Federal e se enquadra na Lei de Improbidade Administrativa (lei 8.429 de 1992).

Ato criminoso

“Sem nenhum pudor de ordem moral, o representado conspurcou seu honroso cargo de presidente da República para utilizar indevidamente bem público e um assessor também pago com recursos do tesouro nacional para fazer autopromoção e difundir mentiras sobre o processo eleitoral, por mais de 2 horas, ao vivo em rede pública de TV”, diz a notícia-crime.

Os ataques de Bolsonaro ao presidente do TSE, Luis Roberto Barroso, e ao ex-presidente Lula, que lidera todas as pesquisas eleitorais e hoje poderia vencer a eleição presidencial no primeiro turno, foram mencionados no texto.

Um presidente em desespero

“É justo quem tirou o Lula da cadeia, quem o tornou elegível, ser o mesmo que vai contar o voto numa sala secreta no TSE?”, resmungou Bolsonaro, quase em tom de desespero, durante a transmissão.

A iniciativa da ação jurídica partiu do deputado Alencar Santana Braga (PT-SP) e, além do líder Bohn Gass, também foi assinada por: Arlindo Chinaglia (PT-SP), Erika Kokay (PT-DF), Henrique Fontana (PT-RS), João Daniel (PT-SE), Léo de Brito (PT-AC), Nilto Tatto (PT-SP), Pedro Uczai (PT-SC) e Rogério Correia (PT-MG)

“Essa ópera bufa de Bolsonaro é mais uma ação da sua estratégia política para alimentar de narrativa o seu eleitorado, atacar a credibilidade das instituições, corroer a democracia e, assim, tentar diminuir as chances da derrota eleitoral iminente que já se vislumbra no horizonte”, denuncia Alencar.





Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

03 de agosto de 2021 às 00h03

A Pergunta a ser feita ao Miliciano-Mor Genocida,
Serial Killer do Planalto, no momento é:
Qual o papel exercido
no Ministério da Saúde
pelas seguintes Empresas:
“Davati Medical Supply”,
“Precisa Medicamentos”,
“Global Gestão em Saúde” e
“Madison Biotech” ?

Responder

Zé Maria

02 de agosto de 2021 às 20h28

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) converte
Representação de Onze Partidos (*), contra
Jair Bolsonaro, em Inquérito Administrativo
para apurar o Uso da Máquina Pública
que caracterize Propaganda Irregular
e outros Crimes Eleitorais.

*(https://www.conjur.com.br/2021-jul-31/partidos-acionam-tse-explicacoes-bolsonaro-fraude)

Responder

    Zé Maria

    02 de agosto de 2021 às 20h37

    Desgoverno Bolsonaro/Guedes/Frias/Mourão
    interrompe transmissão da Sessão do TSE
    pela TV Justiça.

    https://www.tse.jus.br/servicos-judiciais/sessoes-de-julgamento/sessao-plenaria-on-line-1

    Zé Maria

    02 de agosto de 2021 às 20h40

    A Interrupção da Sessão de Abertura do TSE
    se deu no exato momento em

    Zé Maria

    02 de agosto de 2021 às 20h45

    A Interrupção da Sessão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) – pelo Ministro das Comunicações de Privatização dos Correios – ocorreu no exato momento em que o Plenário do TSE votava o recebimento da Notícia-Crime
    solicitada pelo Ministro Alexandre de Moraes,
    Relator do “Inquérito das Fake News” no Supremo Tribunal Federal (STF).

    Zé Maria

    02 de agosto de 2021 às 21h01

    Zé Maria

    02 de agosto de 2021 às 21h10

    É sempre bom ressaltar que o Miliciano-Mor,
    Genocida do Planalto, não teria chegado a
    esse ponto de afronta direta à Democracia,
    se o TSE tivesse apurado devidamente a
    Propagação de Fake News (Notícias Falsas)
    durante a Campanha Eleitoral de Bolsonaro
    à Presidência da República em 2018.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding