VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Presidente Evo Morales e o vice Alberto Garcia Linera chegam ao México; acompanhe
Você escreve

Presidente Evo Morales e o vice Alberto Garcia Linera chegam ao México; acompanhe


12/11/2019 - 14h26

Da Redação com informações da TeleSUR

Acompanhando-o o vice-presidente boliviano Álvaro Garcia Linera e a ministra da Saúde Gabriela Montaño.

Eles foram recebidos pelo chefe do Ministério das Relações Exteriores, Marcelo Ebrad, e outras autoridades do Executivo, depois de receberem, asilo político do governo mexicano.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

12 de novembro de 2019 às 15h46

“Pensei que tivéssemos acabado com opressão e discriminação, humilhação.
Mas existem outros grupos que não respeitam a vida nem o país”

“Se eu tenho algum crime, é que é o Evo indígena.”

“Não é por este golpe vou mudar ideologicamente.
Se eu pequei sobre alguma coisa, é que implementamos programas sociais
para os mais humildes; nosso crime ou pecado é que somos ideologicamente
anti-imperialistas”

“Pelo triunfo no primeiro turno das eleições de 20 de outubro,
o golpe de estado começou.
Três semanas se passaram e, infelizmente, a Polícia Nacional
se juntou ao golpe político e cívico”

“Eles [os Milicianos de Camacho] queimaram tribunais eleitorais,
queimaram as casas de nossas autoridades, saquearam a casa
de minha irmã, saquearam minha casa em Cochabamba.
Com políticas de intimidação, eles queriam denunciar dois
de nossos prefeitos, o governador de Potosí”

“Em 9 de novembro, quando cheguei à área de trópicos de Cochabamba,
um membro da equipe de segurança do Exército me informou e me fez
ler mensagens que pediam que ele me capturasse e entregasse, em troca
de 50 mil dólares, um dia antes da minha renúncia”

“Quero dizer a todos os movimentos sociais e militantes
que eles fazem parte do processo de libertação, sejam
trabalhadores [urbanos] ou camponeses, alguns ministros …
Mas também quero lhes dizer que, enquanto tivermos vida,
continuemos na política.
Enquanto eu houver vida, a luta continua e temos certeza
de que os povos do mundo têm todo o direito de se libertar”.

Juan Evo Morales Ayma
Presidente da Bolívia

https://twitter.com/i/status/1194321199393857537

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.