VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Procurador da Lava Jato, autor de livro sobre impunidade, ficará impune: instalou outdoor com autoelogio através de laranja
Reprodução
Você escreve

Procurador da Lava Jato, autor de livro sobre impunidade, ficará impune: instalou outdoor com autoelogio através de laranja


27/07/2020 - 10h26

Ó, seu delegado, eu acho que isso aí foi fraude. Porque usaram meus dados para contratar isso daí. João Carlos Queiroz Barbosa, músico, que foi involuntariamente usado como laranja para esconder a origem do contratante do outdoor, em depoimento sobre o caso

Membro da Lava Jato que instalou outdoor exaltando a si próprio não será punido

Em O Tempo

Corregedora concluiu que prazo para a punição de Diogo Castor, que confessou a prática, prescreveu

Mesmo depois de confessar ter sido o autor do pagamento para a colocação de um outdoor que exaltava o grupo de procuradores da Lava Jato, inclusive ele próprio, o procurador Diogo Castor não será punido.

De acordo com o portal UOL, a corregedoria do Ministério Público Federal (MPF) concluiu que o prazo para punição pela propaganda prescreveu.

Diogo Castor pagou por um outdoor em que se lia: “Bem-vindo à República de Curitiba. Terra da Operação Lava Jato, a investigação que mudou o país. Aqui a lei se cumpre” e incluindo as imagens de diversos procuradores da força-tarefa.

O próprio Diogo Castor aparecia na imagem, feita em comemoração aos cinco anos da operação, completados em 2019.

A corregedora Elizeta Maria de Paiva Ramos concluiu que houve “falta de respeito à dignidade das funções do MPF e infringência ao princípio da impessoalidade.”

No entanto, nem mesmo a advertência escrita prevista para esse tipo de caso vai ser aplicada.

O prazo para isso se esgotou em abril de 2020.

A corregedoria demorou um ano para analisar o caso, que chegou lá em abril de 2019, um mês após a instalação do outdoor.

Em depoimento à corregedoria, Diogo Castor, que é autor de um livro sobre direito penal e impunidade no Brasil, afirmou que pagou para instalar o outdoor para “elogiar e levantar o moral do grupo de procuradores” que, segundo ele, “vinha sendo injustamente pressionado e atacado”.

PS do Viomundo: O livro chama-se O Amigo do Direito Penal.



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

27 de julho de 2020 às 21h20

https://pbs.twimg.com/media/Ed9d0xzWkAMhAWq?format=png
“PF desenterra denúncia antiga e promove abuso de autoridade,
na mais descarada tentativa de constranger a oposição.”
https://twitter.com/ptbrasil/status/1287851219130683394

Responder

Zé Maria

27 de julho de 2020 às 21h06

Há anos, os Patifes da Força-Tarefa perseguem Wellington Dias.
Como não acharam nada para acusá-lo, atacam sua esposa.

“Denunciamos o abuso de autoridade contra @wdiaspi e @rejane_dias
como perseguição política, numa operação q tem quase 3 anos
e deveria apurar fatos anteriores. Nem o governador nem a deputada
são acusados de nada q justifique tais abusos”
https://twitter.com/Gleisi/status/1287774630992805888

Responder

Luiz Cláudio

27 de julho de 2020 às 13h59

Mais um moralista sem moral. E a afirmação de JCQ Barbosa de que usaram o nome dele Sem autorização não é crime? Eu não espero nada de CNJ. CNMP e assemelhados. Aliás, eu não espero nada das instituições brasileiras, pois são cúmplices, quando não partícipes do golpe e do desmonte do Estado brasileiro. Detonaram um sonho de um Brasil potência. Esse castor é da mesma cepa de Moro, Robito, Delta, barbicha do BANESTADO, danelon, Barbosa, uma casta reacionária e dissociada da realidade brasileira. Deixar vencer o prazo. Que ridículo e o pior é que não se envergonham e vão continuar fazendo. Rapazinho lixo. Covarde.

Responder

Cláudio

27 de julho de 2020 às 11h31

É, e assim vão fazendo e zombando da cara dos brasileiros conscientes. Mas a CUritiba dele ainda está lá, não é?, pra ser “visitada”…

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!