VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


“Não é mais se, mas quando”, diz Eduardo Bolsonaro sobre confronto com STF, que falou em fechar com cabo e soldado; reveja o vídeo
Foto Roberto Parizotti/Fotos Públicas
Você escreve

“Não é mais se, mas quando”, diz Eduardo Bolsonaro sobre confronto com STF, que falou em fechar com cabo e soldado; reveja o vídeo


28/05/2020 - 11h29

“Eu entendo essas pessoas que querem evitar esse momento de caos, mas falando abertamente, opinião de Eduardo Bolsonaro, não é mais uma opinião de se, mas de quando isso vai ocorrer”, afirmou o deputado federal Eduardo Bolsonaro, em live na qual apareceu ao lado de alguns dos alvos da ação do STF contra fake news.

Ele se referia a um confronto decisivo com a Corte.

Em julho de 2018, prevendo que o STF poderia cassar a chapa do pai por alguma irregularidade no curso da eleição, Eduardo disse em uma palestra que para fechar a Corte bastariam “um cabo e um soldado”.

À época Eduardo vociferou contra o ministro Gilmar Mendes, tido então como muito leniente contra os acusados pela Operação Lava Jato.

Deputado federal mais votado do País, com 1.843.735 votos, Eduardo é o único filho do presidente da República que não é alvo neste momento de uma investigação oficial.

O irmão mais velho, senador Flávio, é suspeito de ter se beneficiado de um esquema de rachadinha quando era deputado estadual no Rio de Janeiro, com envolvimento do motorista Fabrício Queiroz e do miliciano Adriano Magalhães da Nóbrega.

O irmão mais novo, vereador Carlos, é suspeito de ser o articulador do esquema de fake news sob investigação em inquérito que o STF mandou abrir de ofício, considerado ilegal pela família por não ter sido requisitado pelo Ministério Público Federal.

“Se a gente mantiver essa postura colaborativa, amanhã eles vão entrar na nossa casa”, disse Flávio na mesma transmissão.

Jair Bolsonaro, por sua vez, disparou vários petardos contra o STF: “Não teremos outro dia como ontem, chega, porra!”, afirmou.

O governo entrou com habeas corpus preventivo no próprio STF para evitar o depoimento do ministro da Educação Abraham Weintraub, que na reunião ministerial de 22 de abril disse que, por ele, mandaria prender todos os “vagabundos”, começando pelo STF.

O ministro da Justiça André Mendonça quer o trancamento do inquérito das fake news.

O argumento do clã Bolsonaro é de que trata-se de uma violação da liberdade de expressão de apoiadores do presidente.

O ministro Alexandre de Moraes mandou suspender as contas nas redes sociais do empresário Luciano Hang e de outros 15 partidários de Bolsonaro, por considerá-los integrantes de uma rede de assassinato de reputações que tem como alvos o Congresso e o STF.

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

29 de maio de 2020 às 01h57

Dudu Bananinha está tentando desviar o Foco
do Mano Carluxo, Mentor do Gabinete do Ódio
instalado no 3º Andar do Palácio do Planalto.

Responder

Maria Carvalho

28 de maio de 2020 às 20h42

Por muito menos, o Sr. Delcídio foi preso e perdeu o mandato de Senador.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!