VIOMUNDO

Diário da Resistência


Malu Aires: O pote de ouro do gnomo Guedes
Fotomontagem: Beto Mafra
Você escreve

Malu Aires: O pote de ouro do gnomo Guedes


06/09/2019 - 01h30

 O POTE DE OURO DO GNOMO

por Malu Aires*, em perfil de rede social, sugestão de Beto Mafra

“Precisamos falar sério sobre ECONOMIA e a incompetência do trambiqueiro Guedes.

Guedes é outro boca de bosta.

Há 9 meses ele assalta o Estado, com a desculpa de gerar empregos.

Quantos empregos ele gerou com cada assalto, cada desmonte, cada venda do patrimônio que O POVO BRASILEIRO construiu?

NENHUM EMPREGO

Estamos em setembro e o número de desempregados já é suficiente pra pisotear a cara nojenta e vigarista desse ministro.

Não há um só projeto de geração de emprego, vendendo postos de trabalho.

Não há geração de emprego, com tamanho projeto de falência nacional.

Não há dinheiro pra remédios, bolsas universitárias, pesquisas, obras, porque Guedes ROUBOU as verbas dessas pastas.

Guedes tá roubando o Brasil na cara dura e, ATÉ AGORA, não mostrou onde tá o dinheiro.

Ei, brasileiros e brasileiras,

vamo todo mundo deixar de ser trouxa?

Pau nesse desgraçado que cêis vão ver o dinheiro aparecer!”

*Malu Aires é artista, compositora e intérprete.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Antônio Sérgio Neves de Azevedo

09 de setembro de 2019 às 21h25

DESGOVERNO

Para sairmos do enrosco em que o atual governo e sua política econômica colocou o Brasil, é urgente e necessário resgatar a confiança e autoestima dos milhões de brasileiros desempregados, sem cidadania alguma, vivendo na miséria, passando fome e sujeitos a todo tipo de brutalidade, como serem tratados por “vagabundos”. Como se essa situação de desemprego fosse criada por eles próprios, vide o desemprego no setor industrial, no de serviços e agora no agronegócio, com o fechamento de frigoríficos e cancelamento de contratos internacionais de fornecimento de carga brasileira para o mundo. Mas esse resgate de cidadania e econômico não se faz de um dia para o outro, é necessário colocar em prática, em regime de urgência urgentíssima e também a longo prazo, a ideologia do Brasil Grande. Ou seja, deve o governo atual fomentar, incentivar e fixar uma mentalidade desenvolvimentista nos brasileiros, de caráter nacionalista, intervencionista e estatizante. Criando, dessa forma, uma substancial política econômica de reserva de mercado para os produtos brasileiros, pois é a indústria nacional que efetivamente gera crescimento econômico, produz valores e riquezas, engorda os cofres do governo com o pagamento de tributos (impostos, taxas, contribuição de melhorias etc), distribui, qualifica e emprega trabalhadores desempregados. Sem falar que os lucros obtidos ficam por aqui mesmo, são investidos em novos projetos de expansão, desenvolvimento e contratação de mais trabalhadores. Nesse sentido, o governo atual não pode deixar de valorizar o “similar” nacional e, sempre que possível, baixar medidas que dificultem a entrada no Brasil de produtos estrangeiros. Assim, como fazem costumeiramente os governos de países estrangeiros – vide os EUA e os países da Europa, sobretaxando e/ou aumentando alíquotas de importação do nosso aço, nossa soja, nossas carnes, nosso suco de laranja, nossas roupas, nossos calçados etc, sempre que a indústria desses países está em risco e sendo ameaçada pela concorrência internacional de produtos importados. Dessa forma, o governo atual não pode desconsiderar essas medidas básicas de proteção de nossa indústria, mercado, trabalhadores e soberania nacional; caso contrário, o desastre econômico e social produzido pelo atual governor será igual ao da Argentina: alimentando as desgraças que aí estão. Acorda Brasil : a Pátria Amada é o Brasil Grande!

ANTONIO SERGIO NEVES DE AZEVEDO – Engenheiro – Curitiba / Paraná.

Responder

Zé Maria

08 de setembro de 2019 às 09h55

“Trevas que Dominam o Poder do Estado”

Manifestação do Ministro Celso de Mello, do STF, via Conjur

“O que está a acontecer no Rio de Janeiro constitui fato gravíssimo, pois traduz o registro preocupante de que, sob o signo do retrocesso — cuja inspiração resulta das trevas que dominam o poder do Estado —, um novo e sombrio tempo se anuncia: o tempo da intolerância, da repressão ao pensamento, da interdição ostensiva ao pluralismo de ideias e do repúdio ao princípio democrático!!!!

Mentes retrógradas e cultoras do obscurantismo e apologistas de uma sociedade distópica erigem-se, por ilegítima autoproclamação, à inaceitável condição de sumos sacerdotes da ética e dos padrões morais e culturais que pretendem impor, com o apoio de seus acólitos, aos cidadãos da República!!!

Uma República fundada no princípio da liberdade e estruturada sob o signo da ideia democrática não pode admitir, sob pena de ser infiel à sua própria razão de ser, que os curadores do poder subvertam valores essenciais como aquele que consagra a liberdade de manifestação do pensamento!!!!”

Responder

Zé Maria

07 de setembro de 2019 às 23h07

Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ)
cassou a Liminar e autorizou a Censura decretada pelo Prefeito Crivella (PRB) na Bienal do Livro do Rio.
é uma ilustração num livrinho de estórias em quadrinhos que mostra um beijo entre duas pessoas supostamente do sexo masculino.
Para o prefeito carioca, o desenho tem “conteúdo sexual” ofensivo às crianças.

https://www.conjur.com.br/2019-set-07/presidente-tj-rj-autoriza-prefeitura-rio-recolher-livros
.
.
Parece que o Brasil do Mito imbecil, especialmente nos estados paradigmáticos de Rio e São Paulo, está se espelhando na Arábia Saudita, onde há uma “Polícia Religiosa” coordenada pela “Comissão para a Promoção da Virtude e a Prevenção do Vício” da Monarquia Sunita.

https://twitter.com/VIOMUNDO/status/1170309118038597632

Responder

Zé Maria

07 de setembro de 2019 às 20h18

E o Otário do Crivella embarcando atrasado
na Canoa Furada da Milícia dos Brutamontes.
Até o Rato Dorinha já pulou fora do Barco.

https://t.co/f13W6cu1nd
https://twitter.com/jandira_feghali/status/1170033915932884992
https://t.co/VDPUCMJEud
https://twitter.com/minc_rj/status/1170078964758585346

Responder

claudio

06 de setembro de 2019 às 16h38

Como somos trouxas, esse imbecil roubando e a gente só olhando. Governo do Bozonero é só baixaria pra desviar atenção.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.