VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Veja a íntegra da reunião de 22 de abril, em que Weintraub pediu prisão de “vagabundos” do STF
Reprodução
Você escreve

Veja a íntegra da reunião de 22 de abril, em que Weintraub pediu prisão de “vagabundos” do STF


22/05/2020 - 17h37

Não quero ser escravo nesse país. E acabar com Brasília que é um cancro. Estamos perdendo a luta pela liberdade. O povo está gritando por liberdade. Eu por mim botava todos esses vagabundos na cadeia, a começar pelo STF. Abraham Weintraub, ministro da Educação

A íntegra

Reunião de Luiz Carlos Azenha

Reunião de Luiz Carlos Azenha



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

23 de maio de 2020 às 00h06

Para quem está estudando Direito Penal e ainda não sabe o que é
ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA … https://youtu.be/TjndWfgiRQQ

LAUDO Nll 1242/2020 – INC/DITEC/PF
.
Arquivo 00002.MTS

RICARDO SALLES (MAM = Meio Ambiente)
https://youtu.be/TjndWfgiRQQ?t=1412
https://twitter.com/i/status/1263950763983810560

00:00.133 (1) Ricardo Salles:
Presidente, eu tava assistindo atentamente a apresentação do colega,
ministro Braga Neto, e … na parte final ali na, no slide da, das questões
transversais tá o Meio Ambiente, mas eu acho que o que eu vou dizer
aqui sobre o meio ambiente se aplica a diversas outras matérias.
Nós temos a possibilidade nesse momento que a atenção da imprensa
tá voltada exclusiva … quase que exclusivamente pro COVID,
e daqui a pouco para a Amazônia, o General Mourão tem feito aí os trabalhos preparatórios para que a gente possa entrar nesse assunto
da Amazônia um pouco mais calçado, mas não é isso que eu quero falar.
A oportunidade que nós temos, que a imprensa não tá … tá nos dando
um pouco de alívio nos outros temas, é passar as reformas infralegais
de desregulamentação, simplificação, todas as reformas que o mundo
inteiro nessas viagens que se referiu o Onyx certamente cobrou dele,
cobrou do Paulo …
01 :00.343 (1805) Ricardo Salles [Continuação]:
… “cobrou da Teresa, cobrou do Tarcísio, cobrou de todo mundo, da …
da segurança jurídica, da previsibilidade, da simplificação, essa …
grande parte dessa matéria ela se dá em portarias e norma dos
ministérios que aqui estão, inclusive o de Meio Ambiente.
E que são muito difíceis, e nesse aspecto eu acho que o Meio
Ambiente é o mais difícil, de passar qualquer mudança infralegal
em termos de infraestru … e … é … instrução normativa e portaria,
porque tudo que a gente faz é pau no judiciário, no dia seguinte.
Então pra isso precisa ter um esforço nosso aqui enquanto estamos
nesse momento de tranquilidade no aspecto de cobertura de imprensa,
porque só fala de COVID e ir passando a boiada [SIC] e mudando todo
o regramento e simplificando normas.
De IPHAN, de ministério da Agricultura, de ministério
de Meio Ambiente, de ministério disso, de ministério daquilo.
Agora é hora de unir esforços pra dar de baciada a simplificação
regulam … é de regulatório que nós precisamo, em todos os aspectos.”…
02:00.703 (3614) Ricardo Salles [Continuação]:
… “E deixar a AGU – o André não tá aí né? E deixar a AGU de stand by
pra cada pau que tiver, porque vai ter, essa semana mesmo nós
assinamos uma medida a pedido do ministério da Agricultura,
que foi a simplificação da lei da mata atlântica, pra usar o código florestal.
Hoje já tá nos jornais dizendo que vão entrar com medi …
com ações judiciais e ação civil pública no Brasil inteiro contra a medida.
Então pra isso nós temos que tá com a artilharia da AGU preparada
pra cada linha que a gente avança ter uma coi …
mas tem uma lista enorme, em todos os ministérios que têm papel
regulatório aqui, pra simplificar.
Não precisamos de congresso. [SIC]
Porque coisa que precisa de congresso também, nesse, nesse fuzuê
que está aí, nós não vamos conseguir … aprovar.
Agora tem um monte de coisa que é só, parecer, caneta, parecer, caneta.
Sem parecer também não tem caneta, porque dar uma canetada
sem parecer é cana [SIC!].
Então, o … o … o … isso aí vale muito a pena.
A gente tem um espaço enorme pra fazer. ”
.
.
Arquivo 00002.MTS

05:00.450 (9001) Jair Bolsonaro:
“Não é apenas é … cuidar do seu ministério nessas questões que
estamos tratando aqui, é tratar da questão política também. Tá certo? Então é … essa é a preocupação temos que ter, porque a luta pelo
poder continua. A todo … a todo vapor. E, sem neurose da minha parte, tá?
O campo fértil pra aparecer um … uns porcaria aí, né? Levantando a …
aquela bandeira de … do … do povo ao meu lado, não custa nada.
E o terreno fértil é esse, o desemprego, caos, miséria, desordem social
e outras coisas mais. Então essa é a preocupação, todos devem ter, né?
Não é “tá bom?”, o ministério fatura, “deu merda?” no colo do presidente.
Não pode ser assim. Hoje eu vi o Magno Malta me defendendo.
O Magno Malta, desculpa aí, foi tratado lá atrás para ser vice.
Depois ele resolveu não ser, tudo bem. Depois foi ser tratado para ser
ministro, tudo bem.”
06:00.076 (10788) Jair Bolsonaro [Continuação]:
Agora politicamente ele nunca me deu uma alfinetada e sempre tá
defendendo com os problemas que ele tem.
Então não é o ministro ir de peito aberto, enfrentar, entrar no covil
dos leões, mas não pode, né? Por exemplo, quando se fala em possível impeachment, ação no Supremo, baseado em filigranas, eu vou em
qualquer lugar do território nacional e ponto final!
O dia que for proibido de ir. .. pra qualquer lugar do Brasil,
pelo Supremo, acabou o mandato.
E, espero que eles não decidam, ou ele, né? Monocraticamente,
querer tomar certas medidas porque daí nós vamos ter um …
uma crise política de verdade.
E eu não vou meter o rabo no meio das pernas.
Isso daí. .. zero, zero. Tá certo? Porque se eu errar, se achar um dia
ligação minha com empreiteiro, dinheiro na conta na Suíça, porrada sem problema nenhum. Vai pro impeachment, vai embora.
Agora, com frescura, com babaquice, não!”
07:00.436 (12597) Jair Bolsonaro [Continuação]:
“Até em cima do que eu falei, em frente ao forte apache.
Eu sou o chefe supremo das forças armadas. Ponto final.
O pessoal tava lá, eu fui lá. Dia do exército. E falei algo
que eu acho que num tem nada demais. Mas a repercussão
é enorme. “Ó, o Al-5”. Cadê o Al-5? Ca .. . cabou com a … o AI-5 não exis … não existe ato institucional no Brasil mais. É uma besteira.
Artigo um, quatro, dois. É um pessoal que não sabe interpretar a Constituição.
Agora em cima disso fazer uma onda? A “vamos ouvir deputados,
empresários”, seja lá o que for. Agora, quando a Câmara faz
lá dentro uma homenagem a Che Guevara, a Mao Tse-Tung
e tudo mais, não tem problema nenhum.
Quando o Partido Comunista do Brasil faz suas convenções e
idolatram lá Fidel Castro, entre outros, não tem problema nenhum.
Quando um coitado levanta uma placa de Al-5, que eu tô me lixando
para aquilo, porque num … porque num existe AI-5. Não existe.
Artigo um, quatro, dois: nós queremos cumprir o artigo um, quatro, dois,
todo mundo quer cumprir o artigo um, quatro, dois.”
(https://www.senado.leg.br/atividade/const/con1988/con1988_atual/art_142_.asp)*
08:00.129 (14386) Jair Bolsonaro [Continuação]:
“E havendo necessidade, qualquer dos poderes, pode, né?
Pedir as forças armadas que intervenham pra reestabelecer a ordem
no Brasil, naquele local sem problema nenhum.
Agora todos, né? Tem que se preocupar com a questão política,
e a quem de direito, tira a cabeça da toca, porra! Não é só ficar
dentro da toca o tempo todo não! “Tô bem, eu tô cuidando da
minha imagem, a imagem tá aqui, eu sou bonitinho, e o resto
que se exploda” . Não! Tem que fazer a sua parte.
Então é isso que eu tento, ten … te … tenho falar com vocês,
porque depois de um certo momento, onde chegar a … na … na … a
cabeça dessas pessoas, fica difícil voltar atrás. Daí querem uma crise,
é uma crise. Não tenho amor por essa … por essa … por esse mandato
a … pe … pe … pela cadeira de Presidente. Ne .. . ne … zero, zero!
Não vou provocar ninguém. E assim como a defesa faz uma nota
muito boa dizendo que vai cumprir a constituição, liberdade, e co …
dez! E não aceita golpe, dez! Também não aceita um contragolpe [SIC]
dos caras, porra!”
09:00.456 (16194) Jair Bolsonaro [Continuação]:
“Vai deixar alguns maluco aí, que eles sabem quem são, ficar aí
naquela fervura de “Ó, o Presidente é irresponsável, ele é maluco,
ele é genocida”. Não é assim. Não va … o que vale prum lado,
vale pro outro, o que não vale prum lado, não vale pro outro.
Essa é a nossa preocupação que devemos ter. Com isso que tá
aqui, o Pró-Brasil, mas também com a questão política.
Se nós começarmos a falar com propriedade, e tem gen … muita gente
que fala muito melhor do que eu, e tem um conhecimento muito
melhor do que eu, tem que falar, pô! Discretamente mas tem que falar,
pra não deixar subir a temperatura, porque é só porrada o tempo todo
em cima de mim.
E vou continuar indo em qualquer lugar do Brasil e ponto final,
é problema meu. Tá certo? Se eu não tiver esse direito de ir e vir.
Prefeitinho lá do fim do mundo, um jaguapoca dum prefeito
manda prender. Tem que a Justiça [o Moro?] se posicionar…
se posicionar sobre isso, porra! Tem que se posicionar sobre isso, abertamente! Não admitimos prisão por parte de prefeitos, e o decreto!”
10:00.116 (17982)Jair Bolsonaro [Continuação]:
Tem que falar, não é ficar quieto.
E quem de direito aqui, e todos os ministros tem que falar isso aí,
não é só a Justiça. Todos tem que falar. Não é ficar, deixa o bo … toca o barco não e .. .. e vamos em frente. Tá? Então é isso que eu apelo a
vocês, pô. Essa preocupação. Acordem para a política e se exponham, afinal de contas o governo é um só. E se eu cair, cai todo mundo.
Agora vamo ca … se tiver que cair um dia, vamos cair lutando, uma
bandeira justa. Não por uma babaquice de … de … de exame a … antivírus, pô. Pelo amor de Deus, pô. Tá? Eu até … deixar bem claro,
de uns oito ano pra cá, quando pedia farmácia de manipulação um
remédio qualquer, eu falava com o médico: “bota um nome de
fantasia”, porque se for o meu nome pra lá, como era, sempre fui
um cara manjado, não é, tem três quatro que vão manipular lá
o medicamento, podem me envenenar, pô! E assim é a mesma coisa
a questão do vírus, entre outros. De acordo com interesse, o cara dá
negativo ou dá positivo. Depois que deu, vai pra contraprova mas dá problema.”
11 :00.476 (19791) Jair Bolsonaro [Continuação]:
E nós sabemos, tá certo?
Que nós temos um compromisso com a verdade. Eu jamais mentiria
se não tivesse realmente um exame negativo. Jamais eu ia mentir a
negativa deu positivo, ou vice-versa. Jamais. A verdade acima de tudo. Então é um apelo que cu faço a todos, que se preocupem com política,
pra não ser surpreendido.
Eu não vou esperar o barco começar a afundar pra tirar água.
Estou tirando água, e vou continuar tirando água de todos
os ministérios no tocante a isso. A pessoa tem que entender.
Se não quer entender, paciência, pô! E eu tenho o poder
e vou interferir em todos os ministérios, sem exceção.
Nos bancos eu falo com o Paulo Guedes, se tiver que interferir.
Nunca tive problema com ele, zero problema com Paulo Guedes.
Agora os demais, vou! Eu não posso ser surpreendido com notícias.
Pô, eu tenho a PF que não me dá informações.”
,
Arquivo 00003.MTS

00:00.133 (1) Jair Bolsonaro [Continuação]:
Eu tenho as … as inteligências das Forças Armadas que não tenho informações.
ABIN tem os seus problemas, tenho algumas informações.
Só não tenho mais porque tá faltando, realmente, temos problemas, pô!
Aparelhamento etc.
Mas a gente num pode viver sem informação. …
Eu tava vendo, estudando em fim de semana aqui como é que o serviço chinês, secreto, trabalha nos Estados Unidos.
Qual a preocupação nossa aqui? … É simples o negócio. “A, não deve publicamente” . Devo falar como? Tá todo mundo vendo o que tá acontecendo.
.
.
Arquivo 00004.MTS

09:00.473 (16194)
PEDRO GUIMARÃES (da Caixa Econômica Federal)
… “Então, assim, acho que a gente tá com um problema de narrativa.
Hoje de manhã por exemplo, o pessoal da Band queria dinheiro.
O ponto é o seguinte, vai ou não vai dar dinheiro pra Bandeirantes?
A, não vai dar dinheiro pra Bandeirantes?”
.
.
Arquivo 00006.MTS

DAMARES ALVES [Ministério da FamiGlia Rosa e Azul]

01:05.265 (1952) Damares:
“Então, tudo isso tem que vir pra este pacote.
Nós vamos ter que fazer algumas revisões de políticas públicas
no Brasil, então por favor, ministro, coloque aí a questão de valores.
E quando eu falo valores aí eu quero olhar pro nosso novo ministro [Teich]
aqui da saúde e dizer: ministro, valores estão lá no seu ministério também.
Neste momento de pandemia a gente tá vendo aí a palhaçada do STF
trazer o aborto de novo para a pauta, e lá tava a questão de …
as mulheres que são vítima do zika vírus vão abortar, e agora vem
do coronavírus? Será que vão querer liberar que todos que tiveram
coronavírus poderão abortar no Brasil?
Vão liberar geral?
O seu ministério, ministro, tá lotado de feminista que tem uma pauta
única que é a liberação de aborto.”
02:58.478 (5345) …
[…]
Damares [Continuação]:
E aí presidente, só pra encerrar. É, eu quero dizer pro senhor
que a sua angústia tem razão de ser. Nunca ouve tanta violação de
direitos no Brasil como neste período. Direitos fundamentais foram
violados. No nosso “disque cem” tem mais de cinco mil registros,
ministros, de violação de direitos humanos. Mas o senhor tem uma
ministra de Direitos Humanos e uma equipe muito corajosa. São mais
de cinco mil procedimentos e ações que estão sendo construídas.
Governadores e prefeitos responderão processos.
03:58.104 (7132) Damares [Continuação]
“Idosos estão sendo algemados e jogado dentro de camburões no Brasil.
Mulheres sendo jogadas no chão e sendo algemadas por não terem
feitos nada … feito nada.
Nós estamos vendo padres sendo multados em noventa mil reais
porque estavam dentro da igreja com dois fiéis.
A maior violação de direitos humanos da história do Brasil nos
últimos trinta anos está acontecendo neste momento, mas nós
estamos tomando providências.
A pandemia vai passar, mas governadores e prefeitos responderão processos
e nós vamos pedir inclusive a prisão de governadores e prefeitos.
E nós tamo subindo o tom e discursos tão chegando.
Nosso ministério vai começar a pegar pesado com governadores e prefeitos.
Nunca vimos o que está acontecendo hoje.
Se eles falavam que nós éramos violadores de direitos, eles estão, inclusive, o governador Wellington, agora, ontem, determinou que a polícia poderá entrar nas casas. Vocês não … imagina o que ele vai fazer! Poderá entrar na ca …
Jair Bolsonaro: Ele assina? Ele assi… Ele assina?
Damares: Assinou! A polícia poderá entrar na casa sem mandato.
Então, assim, as maiores violações estão acontecendo nesses dias.
Então, nós estamos fazendo um enfrentamento, mais de cinco
procedimentos o nosso ministério já tomou iniciativa e
nós tamos pedindo inclusive a prisão de alguns governadores.
.
.
Arquivo 00007.MTS

ABRAHAM WEINTRAUB (MEC = Educação)
https://youtu.be/TjndWfgiRQQ?t=5001
https://twitter.com/i/status/1263927868377178114
https://twitter.com/i/status/1263942014258864129
https://twitter.com/i/status/1263935408053911554

02:45.715 (4963) Abraham Weintraub:
“Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia.
Começando no STF.
E é isso que me choca. Era só isso presidente, eu … eu … realmente acho
que toda essa discussão de ‘vamos fazer isso’, ‘vamos fazer aquilo’,
ouvi muitos ministros que vi … chegaram, foram embora.
Eu percebo que tem muita gente com agenda própria [SIC].
Eu percebo que tem, assim, tem o jogo que é jogado aqui,
mas eu não vim pra jogar o jogo. Eu vim aqui pra lutar.
E eu luto e me ferro. Eu tô com um monte de processo
aqui no comitê de ética da presidência.
Eu sou o único que levou processo aqui.
Isso é um absurdo o que tá acontecendo aqui no Brasil.
A gente tá conversando com quem a gente tinha que lutar.
A gente não tá sendo duro o bastante contra os privilégios,
com o tamanho do Estado e é o … eu realmente tô aqui
de peito aberto, como cês sabem disso, levo tiro … odeia …
odeio o partido comunista [Chinês]” …
03:53.316 (6989) Abraham Weintraub [Continuação]:
… “Ele [o PC da China] tá querendo transformar a gente numa colônia.
Esse país não é … odeio o termo “povos indígenas”, odeio esse termo.
Odeio. O “povo cigano”. Só tem um povo nesse país.
Quer, quer. Não quer, sai de ré.
É povo brasileiro, só tem um povo. Pode ser preto, pode ser branco,
pode ser japonês, pode ser descendente de índio, mas tem que ser
brasileiro, pô!
Acabar com esse negócio de povos e privilégios.
Só pode ter um povo, não pode ter ministro que acha que é melhor
do que o povo.
Do que o cidadão. Isso é um absurdo, a gente chegou até aqui.
O senhor levou uma facada na barriga. Fez mais do que eu,
levou uma facada. Mas eu também tô levando bordoada
e tô correndo risco.
E fico escutando esse monte de gente defendendo privilégio, teta [SIC]
Tendeu? É isso. Negócio. Empréstimos. [SIC]
A gente veio aqui pra acabar com tudo isso, não pra manter essa estrutura. [SIC]
E esse é o meu sentimento extremamente chateado que eu tô vendo
essa oportunidade se perder.”
.
.
Arquivo 00007.MTS

JAIR BOLSONARO [Mito Genocida, Serial Killer do Cercadinho]
https://youtu.be/TjndWfgiRQQ?t=1968
06:54.464 (12418) Jair Bolsonaro:
“É convite, não é … não é missão não. Convite. Pra ver como é que tá
o cara na … na … na esquina.
Pra vir uns merda pra falar aí, né? Uns merda de sempre.
“A, o cara rompeu o isolamento. Tá dando um péssimo exemplo.”.
Tá .. . péssimo exemplo é o cacete, pô! Pior é tá passando fome!
Tá na merda, porra! Sentir o cheiro de povo, como eu falei, lá.
É uma experiência pra todo político sentir! Ir lá ver como é
que tá o negócio.
Ou a gente tem que tá, como se fosse, né, ô? Um general na … na
retaguarda e deixar a tropa se ferrar na frente. Não!
O general tá, tá na frente, o coronel tá na frente, o capitão tá na frente.
Nossos heróis da segunda guerra mundial tiveram na frente de campo
de batalha. Se precisar que, tenho certeza, nossas forças armadas vão
cumprir com seu papel, mas, né? Nós temos que dar exemplo e
mostrar que o Brasil não é – eu sou mais educado que o Weintraub,
até me poli muito, né? No linguajar que ele usou – mas não é isso que
o pessoal pinta por aí. Se reunindo de madrugada, pra lá, pra cá. Sistemas de informações: o meu funciona.”
M?: General, (ininteligível).
08:05.835 (14557) Jair Bolsonaro [Continuação]:
“O meu particular funciona. Os ofi… que tem oficialmente, desinforma.
E voltando ao … ao tema: prefiro não ter informação do que ser
desinformado por sistema de informações que eu tenho.
Então, pessoal, muitos vão poder sair do Brasil, mas não quero sair
e ver a minha a irmã de Eldorado, outra de Cajati, o coitado do meu
irmão capitão do Exército de … de … de … lá de Miracatu
se foder, porra! Como é perseguido o tempo todo.
Aí a bosta da Folha de São Paulo, diz que meu irmão foi expulso
dum açougue em Registro, que tava comprando carne sem máscara.
Comprovou no papel, tava em São Paulo esse dia.
O dono do … do restaurante do … do pa … de … do açougue falou
que ele não tava lá. E fica por isso mesmo. Eu sei que é problema dele, né?
Mas é a putaria o tempo todo pra me atingir, mexendo com a minha família.
Já tentei trocar gente da segurança nossa no Rio de Janeiro, oficialmente, e não consegui! E isso acabou.
Eu não vou esperar foder a minha família toda, de sacanagem,
ou amigos [SIC] meu, porque eu não posso trocar alguém
da segurança na ponta da linha que pertence a estrutura nossa!
Vai trocar! Se não puder trocar, troca o chefe dele! Não pode trocar
o chefe dele? Troca o ministro! E ponto final!
Não estamos aqui pra brincadeira!”

*(https://www.conjur.com.br/2020-mai-21/senso-incomum-ives-gandra-errado-artigo-142-nao-permite-intervencao-militar)

https://www.conjur.com.br/2020-mai-22/celso-libera-video-texto-reuniao-bolsonaro-ministros

Responder

Zé Maria

22 de maio de 2020 às 21h08

“Ninguém está acima da Autoridade das Leis e da Constituição da República”

Ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF),
Relator no Inquérito 4.831 que investiga o Mito Genocida que,
por ora, ocupa o cargo de Presidente da República do Brasil.

Íntegra da Decisão do Relator proferida em 22 de Maio de 2020:

https://www.conjur.com.br/dl/decisao-celso-mello-inq-4831.pdf
http://www.stf.jus.br/arquivo/cms/noticiaNoticiaStf/anexo/decisao4831.pdf

na decisão desta sexta-feira (22) em que autorizou a divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril. O ministro argumenta que, por isso, a investigação de crimes eventualmente atribuídos ao presidente é legítima.

Responder

    Zé Maria

    23 de maio de 2020 às 00h39

    Excertos da Decisão

    “Na realidade, os estatutos do poder, em uma República fundada
    em bases democráticas, não podem privilegiar o mistério, porque
    a supressão do regime visível de governo – que tem na transparência
    a condição de legitimidade de seus próprios atos e resoluções –
    sempre coincide com os tempos sombrios em que declinam as
    liberdades e transgridem-se os direitos fundamentais dos cidadãos.”

    “Em suma: ao assistir ao vídeo em questão e ao ler a transcrição
    integral do que se passou em referida assembleia ministerial,
    que não foi classificada como ultrassecreta, secreta ou reservada
    (Lei nº 12.527/2011, arts. 23 e 24), constatei que, nela, parece haver
    faltado a alguns de seus protagonistas aquela essencial e
    imprescindível virtude definida pelos Romanos como “gravitas”,
    valor fundamental de que decorriam, na sociedade romana,
    segundo o “mos majorum”, a “dignitas” e a “auctoritas”.”

    Ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF),
    Relator no Inquérito 4.831 que investiga o Mito Genocida que,
    por ora, ocupa o cargo de Presidente da República do Brasil.

    Zé Maria

    23 de maio de 2020 às 00h48

    Adendo

    “Torna-se legítimo rememorar, no ponto, relembrando Sêneca (4 a.C. – 65 d.C.), importante filósofo, pensador, escritor e Senador romano (e, também, Cícero,
    em seu “Pro Milone”), a indagação retórica por eles feita e que guarda, até os
    dias de hoje, permanente atualidade: “a quem aproveita?” (“cui prodest?”) ou
    “a quem beneficia?” (“cui bono?”) manter oculto, sob indevassável manto de
    silêncio e em clima de reserva, de mistério ou de segredo, o conhecimento do
    que se passou em mencionada reunião ministerial, cujo conteúdo, longe de
    discutir sensíveis questões de Estado ou de Segurança Nacional, revela
    determinadas manifestações incompatíveis com a seriedade das instituições
    e a respeitabilidade dos signos da República, como o evidencia, p. ex., quanto a
    alguns dos seus participantes, a ausência de decoro, materializada em
    expressões insultuosas, ofensivas ao patrimônio moral de terceiros, e em
    pronunciamentos grosseiros impregnados de linguagem inadequada e imprópria a um sodalício composto por importantes autoridades na hierarquia da República.”

    Encontrei uma Prostituta, uma Lésbica e um Gay que disseram
    que na Família deles não se fala tantos Palavrões quanto nessas
    Reuniões Ministeriais, inclusive na presença da Ministra da Família.

Willian

22 de maio de 2020 às 19h16

O PT e esse vídeo reelegem Jair Bolsonaro nas próximas eleições.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!