VIOMUNDO

Diário da Resistência


Kenarik Boujikian: Irregularidades praticadas por Moro provam que julgamentos da Lava Jato foram uma fraude; vídeo
Fotos: Fundo Brasil de Direitos Humanos e Lula Marques
Você escreve

Kenarik Boujikian: Irregularidades praticadas por Moro provam que julgamentos da Lava Jato foram uma fraude; vídeo


06/09/2019 - 00h18

“Moro mente e os julgamentos da Lava Jato foram uma fraude”, afirma Kenarik Boujikian

Associação Brasileira de Juristas pela Democracia – ABJD

“Moro mente porque quer dar a entender que a conduta dele é absolutamente normal, apesar das revelações mostrarem que ele agiu com absoluta parcialidade”.

A afirmação é da desembargadora aposentada Kenarik Boujikian, que foi juíza por 30 anos, além de ter atuado como procuradora e advogada. Assista ao vídeo no topo.

Desde que o The Intercept Brasil e outros veículos de imprensa revelaram as conversas do ex-juiz Sergio Moro com procuradores da Lava Jato, o atual ministro da Justiça e Segurança Pública vem reafirmando que não há nada nas mensagens vazadas que mostre a quebra de imparcialidade ou que seja anormal no cotidiano de uma operação judicial.

No entanto, Kenarik listou diversas irregularidades cometidas por Moro ao longo da Lava Jato.

“Não é normal que um juiz produza prova, indique testemunhas para o Ministério Público (MP), avise os prazos, decida quando uma operação deva ser realizada, receba petição antes de entrar no processo e combine estratégias com o MP para envolver a imprensa”, descreveu.

Outro ponto fundamental de controle da parcialidade do magistrado é que tudo em um processo deve ser público, justamente para garantir que as pessoas possam ter acesso ao que acontece. As conversas privadas do ex-juiz apenas com a parte acusadora representam justamente o contrário.

“Um julgamento só pode ser justo se ele for decidido por um juiz imparcial, conforme está na Constituição”, define.

Para a ex-desembargadora, todo esse conjunto de situações prova que Moro mente e indica que os julgamentos da Lava Jato foram uma fraude.

“Em 30 anos de magistratura, eu nunca conheci essa espécie de juiz com esse tipo de relação indevida com qualquer das partes. Quando ele atua de forma parcial, rompe com o sistema democrático”.

Kenarik Boujikian faz parte da Campanha #MoroMente lançada pela ABJD (Associação Brasileira de Juristas pela Democracia) para mostrar à população quais foram as violações de direitos cometidas pelo ex-juiz Sergio Moro e cobrar dos órgãos competentes que realizem uma investigação rigorosa contra os envolvidos.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé do rolo

07 de setembro de 2019 às 15h08

O Moro esteve na sede da PF em Curitiba aonde está o Lula e se reuniu às portas fechadas com o chefe da PF em Curitiba fora da agenda com a seguinte desculpa “visita técnica” isso serve de sinal de alerta aos familiares, advogados e amigos do Lula ou seja todo o cuidado é pouco.

Responder

Zé do rolo

06 de setembro de 2019 às 22h45

O Moro é a fraude que a globo lixo e seus aliados midiáticos criaram porém agora já não conseguem mais enganar nosso povão sábio é que todas as mensagens trocadas entre o Moro e o dallagnol e demais procuradores da lava jato é VERDADE e graças ao Intercept Brasil em parceria com a veja e folha agora sabemos que nunca existiu lava jato e sim quadrilha a jato de Curitiba.

Responder

Zé Maria

06 de setembro de 2019 às 17h05

Julgamentos Fraudados e Eleições Manipuladas,
ao menos, as de 2018 e, quem sabe, as de 2014/16.

Responder

Zé Maria

06 de setembro de 2019 às 15h16

A atuação Político-ideológica [de Extrema-Direita)
do Juiz, por meio de Decisões direcionadas, em
conjunto, com a Acusação (Ministério Público)
contra um Partido Político e contra os Líderes
do Partido, interferiu diretamente no processo
democrático no País, pelo menos desde 2014,
quando foi montada a Força-Tarefa da Operação
do MPF em Curitiba no Paraná.

Um dos objetivos de Sergio Moro foi o de galgar
cargos superiores na Hierarquia do Poder
Judiciário, através de Atalhos, por intermédio
da Fama obtida através da Imprensa, mesmo
que fosse necessário agir na ilegalidade,
como de fato se comprovou pelas Mensagens
trocadas com Procuradores do MPF do Paraná
em Grupos no aplicativo Telegram, divulgadas
pelo The Intercept na internet.

O fato de, ainda na Campanha Eleitoral de 2018,
haver acertado com o Candidato do PSL, se eleito,
a sua nomeação para Cargos de indicação e
nomeação exclusiva do Presidente da República,
como o de Ministro da Justiça e de Ministro do
Supremo Tribunal Federal (STF), reforça a Suspeição
do Julgador, por evidente Parcialidade no Processo.
Sem contar a conveniente Condenação à Prisão do
candidato Adversário aí já considerado Inimigo.

Responder

Josa

06 de setembro de 2019 às 07h57

A massa não sabe que Moro mentiu,por isso o índice dele na pesquisa

Responder

    Sandra

    06 de setembro de 2019 às 12h44

    Breve serão colocados outdoors informando à população


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.