VIOMUNDO

Diário da Resistência


Justificando desconstrói as “10 medidas contra a corrupção”, do MPF; vídeo vai na jugular
Você escreve

Justificando desconstrói as “10 medidas contra a corrupção”, do MPF; vídeo vai na jugular


04/12/2016 - 10h28

As “Desmedidas” Contra a Constituição

do Justificando, sugestão de Paulo Paiva

O “Coisas” vai direto na jugular e desconstrói ‘tim tim’ por ‘tim tim’ as 10 Medidas Contra a Corrupção, propostas pelo Ministério Público Federal, aka [ abreviação para “also known as”, ou seja, conhecidos) Os Intocáveis.

O pacote originalmente conhecido como “10 medidas contra corrupção”, foi apelidado ironicamente como desmedidas, pela profunda ruptura na Constituição e no modelo de acusação brasileiro, já tão encarcerador. As medidas trazem a admissão de provas ilícitas, testes de integridade nos moldes “pegadinha”, esvazia o habeas corpus, além de outras medidas aplicáveis a todos os crimes, não só à corrupção, como foi divulgado pelo marketing institucional.

Leia também:

Moniz Bandeira: Moro e Janot contra o Brasil





9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Roberto

05 de dezembro de 2016 às 13h40

Os EUA têm a maior população carcerária do mundo. Por que? Será que lá tem mais criminosos? Nada disso. É que lá as prisões são terceirizadas. As empresas, que são donas dessas prisões, querem mais e mais presos, para faturar mais. Por isso, elas financiam campanhas eleitorais de candidatos amigos que, depois, mudam a lei para aumentar o número de presos. Roubou chuchu na feira? Teje preso!! É negro favelado? Teje preso!! Participou de protesto? Teje preso!! Assim, as prisões dão muito lucro.
Recentemente, descobriram que vários juízes estavam recebendo “um por fora” para mandar gente para as prisões privadas.
Eles querem esse mesmo sistema podre aqui no Brasil.

Responder

Mario

05 de dezembro de 2016 às 11h22

Muito bom.

Eu concordo em linhas gerais mas penso que em algumas situações pode-se inverter o ônus da prova, ou melhor, criar uma ficção legal. É o caso do enriquecimento ilícito. A lei pode estabelecer que o enriquecimento sem origem é motivado pela corrupção. Cabe ao acusado demonstrar o contrário. Trata-se de uma inversão do princípio da presunção de inocência com a intenção de punir os crimes “de colarinho branco”.

Responder

Nelson

05 de dezembro de 2016 às 10h34

“E eu prefiro ter 1 milhão de bandidos presos para que a população tenha segurança”

E, para garantir prisão a toda essa gente, você está disposto a aceitar aumento de impostos, meu caro Dourado? Ah, você propõe, possivelmente, a privatização como solução para isso.

Amigo. O empresário privado que vier a assumir as prisões vai querer lucro – e não pouco lucro. E quem vai pagar este lucro? A sociedade, meu chapa.

E as doenças? Você está ciente da grande quantidade de doenças que se geram e se alastram dentro das prisões? E, amigo, essas doenças não ficam fechadas, hermeticamente, lá. Elas acabam, de um jeito ou de outro, saindo e trazendo prejuízos à saúde da população.

Então, meu caro. Para manter essa turma toda na cadeia e os muitos outros que terão que ser presos, o Estado terá que destinar mais e mais recursos; aumento de impostos no horizonte.

Sim, muitos outros terão que ser presos, porque, a continuar este sistema de concentração cada vez maior de renda e riqueza em poucas mãos, muito mais gente vai ser jogada na exclusão social.

Uma vez excluída, a pessoa, no desespero e não vendo outra saída para sobreviver, vai com boa probabilidade, sucumbir à criminalidade para arranjar uma renda para tanto. Então, teremos mais e mais gente a ser colocada atrás das grades.

Responder

Nelson

05 de dezembro de 2016 às 10h23

“E eu prefiro ter 1 milhão de bandidos presos para que a população tenha segurança”

Essas “desmedidas” contra a corrupção não tocam, em momento algum, na imensa roubalheira que é o pagamento dos juros da dívida pública, que deve chegar bem próximo dos R$ 400 bilhões neste ano. Também não tocam na outra imensa roubalheira que é a sonegação de impostos: mais de R$ 500 bilhões todo ano.

Com essa montanha de recursos, o Estado brasileiro poderia implementar políticas de desenvolvimento sustentável que iriam oferecer oportunidades de vida digna para dezenas de milhões de brasileiros que vivem na pindaíba.

E o nosso amigo Dourado prefere ver “1 milhão na prisão”. Isto sim é solução da boa para os problemas.

Enquanto os sonegadores e os rentistas seguirão “felizes e a comerem perdizes”, a maioria do povo brasileiro seguirá amargando o desespero do desemprego e da falta de perspectivas.

Responder

IGOR

05 de dezembro de 2016 às 07h09

Muito interessante, instrutivo e divertido.

A parte do habeas corpus não ficou boa. Causou má impressão. Tinha que explicar melhor a importância do habeas corpus.

Infelizmente, as pessoas estão apoiando qualquer coisa da lava-jato sem nem ler, e sem considerar consultar boas referências, como Pedro Serrano, Dalmo Dallari, Fabio Konder Comparatto, Bandeira de Mello…

Responder

JOSÉ SOARES DE BARROS

04 de dezembro de 2016 às 16h06

Muito boa a explanação.
E para aqueles que não acreditam, aproveitem e se aprofundem no assunto, evitando q ue sejam manipulados, transformados em fermento de massa de manobra.
Aos meus amigos:
SE LIGA BRASIL !!!

Responder

JOSÉ SOARES DE BARROS

04 de dezembro de 2016 às 16h02

Muito bom o texto.
E para aqueles que não acreditam é uma boa oportunidade de se aprofundar mais sobre o assunto e não se transformar em fermento da grande massa de manobra neste país.
SE LIGA BRASIL !!!

Responder

Nelson

04 de dezembro de 2016 às 14h20

Sensacional.

Que o Deltan e os outros iluminados do MPF não assistam este vídeo, pois, fanáticos, fundamentalistas, como são, vão acabar “pirando o cabeção”.

Responder

FrancoAtirador

04 de dezembro de 2016 às 13h41

.
.
O Beáto Dalanhól
Ganhou um Canal
de TV por Assinatura,
Exclusivo, na GloboSat.
.
.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding