VIOMUNDO

Diário da Resistência


Jaques Wagner diz que nota do PT contra Rui é “descabida” contra quem deu tantos votos ao partido; leia a íntegra e ouça resposta do senador
Ricardo Stuckert
Você escreve

Jaques Wagner diz que nota do PT contra Rui é “descabida” contra quem deu tantos votos ao partido; leia a íntegra e ouça resposta do senador


17/09/2019 - 22h59

Da Redação

As declarações do governador da Bahia, Rui Costa, à revista Veja, continuam repercutindo internamente no Partido dos Trabalhadores.

O senador Jaques Wagner deu entrevista à rádio Metrópole, de Salvador (ouvir acima, a partir dos 10 minutos) durante a qual condenou a nota oficial emitida pela Executiva Nacional do partido contra seu correligionário.

Primeiro, a nota do PT:

Diante da entrevista concedida à revista Veja pelo governador da Bahia, Rui Costa, também integrante do Partido dos Trabalhadores, temos a declarar:

1 — O PT tomou uma decisão absolutamente correta ao lançar candidatura própria nas eleições presidenciais de 2018. O companheiro Lula, nosso primeiro representante, liderava todas as pesquisas de opinião, com forte tendência a vencer no primeiro turno. Com a candidatura de Lula ilegalmente cassada, lançamos o nome de Fernando Haddad que teve grande desempenho político e eleitoral, chegou ao segundo turno e só não venceu a eleição pelo uso criminoso de notícias falsas pela campanha de Bolsonaro, com financiamento ilegal até de fontes estrangeiras, contando com a omissão da mídia e da Justiça Eleitoral;

2 — O eventual apoio do PT a Ciro Gomes, se à época já não se justificava porque nunca foi intenção dele constituir uma alternativa no campo da centro-esquerda, hoje menos ainda, dado que ele escancara opiniões grosseiras e desrespeitosas sobre Lula, o PT e nossas lideranças;

3 — Dado o caráter autoritário, antinacional e fortemente antipopular do governo Bolsonaro, não cabe outra atitude ao PT que não seja fazer oposição permanente e destemida a seu governo neoliberal de extrema-direita e promover a defesa intransigente das liberdades e da democracia que ele ameaça diuturnamente. Diferentemente do que afirma o companheiro Rui, o PT não tem se restringido a combater o governo. Elaboramos e apresentamos propostas para enfrentar os graves problemas do país e do povo, como o desemprego, o aumento da injustiça social, para o sistema tributário, o pacto federativo, entre outros.

4 — O PT não impõe condições para dialogar com todos os setores que se oponham ao governo autoritário, antinacional e antipovo. Ao contrário, temos trabalhado fortemente pela reconstituição da frente de esquerda dentro e fora do parlamento, pela construção da mais ampla frente democrática e participado de todos os fóruns em defesa da liberdade e da democracia. Em todos esses espaços denunciamos o caráter político da prisão de Lula e o que isso representa de afronta ao próprio regime democrático. Temos bem claro que a bandeira “ Lula livre” é central na defesa da democracia, da soberania e dos direitos no Brasil;

5 — Nossa visão sobre a Venezuela considera primeiramente que o país vizinho se encontra sob criminoso embargo econômico e tentativa de intervenção militar estadunidense (com apoio do governo Bolsonaro), o que denunciamos em todos os fóruns. O PT repudia as tentativas de golpe, defende a pacificação do país e uma saída negociada democraticamente para a crise da Venezuela, respeitando o direito de autodeterminação do povo venezuelano;

6 — Consideramos totalmente extemporâneo o debate sobre candidaturas presidenciais para 2022. No momento, nossa luta é para fortalecer a resistência ao bolsonarismo, defender a soberania nacional e os direitos sociais ameaçados. Esse processo vai produzir as condições políticas e a frente que irá, no campo da centro-esquerda, representar o povo brasileiro nas eleições de 2022. O PT certamente fará parte desse conjunto e, sendo um partido democrático como os demais, poderá sugerir nomes de seus quadros para participarem desse processo. É alentador identificar em nossas fileiras nomes com legitimidade para assumir essa responsabilidade, a começar pelo companheiro Lula, com sua reconhecida capacidade para unificar essas forças e o próprio povo brasileiro. O PT saberá fazer esse debate, democraticamente, no momento adequado.

Comissão Executiva Nacional do PT

A REAÇÃO

Em sua fala, Jaques Wagner se disse surpreso com a reação: “A nota é totalmente descabida. Eu nunca vi a Executiva de um partido fazer uma nota daquele tamanho para repreender ou atacar um governador. Aliás, o governador do maior estado governado pelo PT e o governador mais bem avaliado do PT num território em que, modéstia a parte, fomos nós que mais demos votos para Dilma e Haddad”.

FALA O GOVERNADOR

Por sua vez, o governador da Bahia deixou nas redes sociais o que pode ter sido sua última palavra sobre a polêmica, reproduzida pelo Nocaute:

LULA LIVRE, SIM. Qual é mesmo a dúvida?

Quem conhece minha história de vida sabe que o motor que me levou à luta social e política foi o combate a qualquer tipo de injustiça, de discriminação, de preconceito, de exclusão social. Enfim, foi o desejo de uma sociedade justa, e de absoluto respeito aos direitos do ser humano.

Desde a entrevista à Veja tenho sido atacado por gente que sequer leu a revista.

Democracia é respeitar o contrário, mas é preciso refletir sobre a verdade.

Quero manifestar minha indignação quanto à manipulação das minhas declarações.

Na última visita que fiz ao Presidente Lula, em Curitiba, acompanhado do governador Wellington Dias, ele como grande Estadista que sempre foi, disse: “Vocês têm muito o que mostrar. Falem, mobilizem, ajudem a mobilizar a juventude a barrar o desmonte da Educação; ajudem a mobilizar os trabalhadores contra a retirada de direitos e o desemprego; ajudem a mobilizar os brasileiros pela soberania do nosso País. Se alguns não defendem o Lula Livre, não tem problema. O mais importante é salvar nosso País do desmonte. Nós vamos provar esta farsa que foi o meu julgamento”.

Também ouvi dele neste dia: “Solidariedade é algo que não se impõe, é algo voluntário”.

Nunca abri e nunca abrirei mão de denunciar a conspiração que retirou Dilma e montou esta farsa contra Lula.

No entanto, não posso impor isso a ninguém, assim como não podem os governos progressistas.

Quanto à posição sobre a candidatura própria em caso da impossibilidade de Lula em 2018, esta foi posição pública expressada por muitas pessoas do PT, entre elas eu e Wagner.

Estamos entre aqueles que mais se empenharam na candidatura de Haddad. Ele sabe disso.

O resultado das eleições na Bahia não deixa dúvida, ganhamos em 413 das 417 cidades da Bahia.

Tenho uma história de vida e no PT, e exijo respeito aos meus valores de vida.

Entre eles, caráter, compromisso com a verdade e total respeito e solidariedade aos companheiros de caminhada.

Agora, vou continuar defendendo o que penso de forma franca e sincera.

Mais do que nunca é preciso sair da bolha e dialogar com a sociedade brasileira. Lutei e lutarei pela liberdade de expressão.

O que valorizo é o trabalho pelo meu estado e pelo meu país. Cada vez mais quero governar cuidando de gente.

Debater sempre. E trabalhar também. Lula Livre! Bom domingo!!!

Rui Costa, governador da Bahia

PS do Viomundo: O petista Fernando Haddad disse hoje em entrevista à rádio CBN que Lula queria formar chapa com Ciro Gomes em 2018. O pedetista assumiria a cabeça da chapa no caso de impedimento da candidatura de Lula, como de fato aconteceu. Ciro não topou. Segundo Haddad, a proposta foi testemunhada pelo sociólogo Mangabeira Unger.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Rene Bastos

21 de setembro de 2019 às 13h20

Muito boa a nota do PT em resposta a Política equivocada de Rui Costa, o destemperado. Mas melhor ainda é a resposta de outro Rui Costa, o Pimenta, do PCO, que defende o PT raiz contra esse PT nutella esquizóide, que alguns traíras da Esquerda tentam construir com nítida inabilidade para a envergadura direitista. São sacos vazios que sem a militância verdadeira e legítima das bases não param em pé. Quem quiser conhecer a reposta, basta vititar a CausaOperária TV de 21/09/2019.

Responder

Zé Maria

18 de setembro de 2019 às 16h15

A Ala do PT, digamos, menos à Esquerda e Minoritária,
dentro do Partido, de vez em quando tenta usar desses
expedientes, de expor publicamente na Mídia Empresarial
Tradicional, supostas contradições internas, com o objetivo
de aliciar militantes petistas para essa corrente política.

É só isto, e nada mais… diria o Poe (pelo Pessoa) …

https://www.esquerda.net/media/o_corvo_poe_pessoa.pdf

Responder

Júlio César Ferreira Barbosa

18 de setembro de 2019 às 12h16

A esquerda brasileira esta totalmente perdida mesmo! Começa pelos sucessivos ataques de Ciro Gomes ao PT, não sem motivos é claro! Agora esta nota, “descabida” feita pelo diretório nacional do PT contra o Rui Costa. Será que eles esqueceram quem são realmente os opositores? Enquanto isso o Bolso e sua trump fazem o que bem querem com o país e não os vemos se manisfestarem. Meu total apoio ao Rui Costa e ao Jorge Wagner, no que parece tem ainda um pouco sobriedade na esquerda.

Responder

Diogo

18 de setembro de 2019 às 11h37

Segundo esse PS do Viomundo, Ciro está falando a verdade quando diz que o PT tentou fazer com ele o que fez com Haddad, e ele não aceitou. Haddad chegou a dizer que tentou uma chapa Ciro-Haddad (diz que conversaram no começo do ano passado, que seria um Dream Team, e cada um dos dois poderia ser presidente ou vice), mas parece ser mentira.

Responder

Josa

18 de setembro de 2019 às 09h12

Quantas estrelas saíram do PT e sobreviveram, tem militância grátis, mídia , sai Jacques a pesquisa mostra que o PT é o partido preferido da população não Rui e Jacques

Responder

Stalingrado

18 de setembro de 2019 às 07h42

Rui Costa errou feio ao dar entrevista para a revista Veja.
Quanto ao fato de Wagner querer justificar a ação de Rui Costa pela vitória expressiva do PT na Bahia é risível. O PT tem votos na Bahia por conta de um trabalho da militância, iniciado antes do PT existir oficialmente e do bom Governo de Lula e do próprio Rui Costa. O fato de ser Governador do maior estado governado pelo PT não é suficiente para Rui Costa falar merda e criar problemas para o Partido.

Responder

Marcos Videira

18 de setembro de 2019 às 00h39

O governador da Bahia reportou o que de fato aconteceu e a burocracia do PT tenta esconder. O PT preferiu perder a eleição e entregar o Brasil pro Bolsonaro do que apoiar alguém de outro partido.
Já encheu o saco essa conversinha de que o PT ofereceu a vice pro Ciro. Primeiro, Ciro fez muito bem em não participar de uma farsa (Lula candidato). Segundo, o Presidente tem que ter sua autoridade pessoal reconhecida e Haddad ia toda segunda-feira na prisão receber orientação de Lula. Imagem de um marionete. Faça-me o favor ! Ciro não se prestou ao indigno papel que Haddad aceitou representar.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.