VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Guido Palomba: Psicopatas são agressivos, bizarros e só pensam em si. Jair Messias é um deles?
Reprodução
Você escreve

Guido Palomba: Psicopatas são agressivos, bizarros e só pensam em si. Jair Messias é um deles?


19/03/2021 - 22h42

Jair Messias e o ‘pai dos psicopatas’

Psiquiatra alemão escrutinou as características de personalidades anormais

Por Guido Palomba, na Folha*

“Personalidades Psicopáticas” é o título no Brasil do livro “Die Psychopathischen Persönlichkeiten”, de Kurt Schneider, psiquiatra alemão.

A obra rendeu-lhe reconhecimento e a alcunha de “pai dos psicopatas”.

É ótima fonte para decifrar distúrbios de personalidade em tempos tensos, como os desta pandemia.

Suas descrições tipológicas baseiam o diagnóstico de desvios de comportamento social, resultados da ausência de sentimentos de piedade, compaixão e altruísmo; da falta de valores éticos-morais; e da incapacidade de se reconhecer culpado.

São indivíduos sem remorso e arrependimento.

Schneider destaca características de personalidades anormais. Carentes de compaixão, toscos em regra, anestesiados de senso moral.

Frente ao sofrimento alheio, à morte de milhares de pessoas, não medem palavras, como “eu não sou coveiro”, “chega de frescura” e “vai ficar chorando até quando?”.

Não há ressonância afetiva com a dor alheia.

Por vaidade exagerada, se acham acima de tudo, de todos.

Não toleram contrariedades: reagem com expressões “quem manda aqui sou eu”, “eu sou o chefe supremo”, “faço o que quero” e outras ególatras.

São agressivos, mal-educados e provocadores.

Kurt Schneider menciona que esses sujeitos oferecem dificuldades particulares em circunstâncias militares.

O desacato e a desobediência são marcas da carreira.

A ​insubordinação/mau comportamento redundam em prisão, expulsão ou abandono (“Las personalidades psicopáticas”; Madrid: Morata, 1974, p. 166).

Eles são pouco inteligentes.

Schneider chama-os de “antissociais que, por regra, associam-se aos oligofrênicos” (ibidem, p. 169).

A inteligência limítrofe ou seletiva leva-os a praticar atos bizarros, de turrice e teimosia.

O foco: o benefício próprio. Se voltarem atrás, não é por reconhecer o erro, mas estratégia momentânea.

Rancorosos e vingativos, em seguida, recidivam, até com virulência. São, por todo o quadro, de periculosidade social.

Nada os detêm, salvo reprimenda enérgica, judicial e legal.

Kurt Schneider se refere a esses anormais com o termo psicopatia. Preferimos condutopatia (conduta patológica, transtorno de comportamento) por ser menos genérico e autoexplicativo.

Em cargos públicos, interessa-lhes o poder para escoar as condutopatias em louvor a si mesmos.

Como chefia, são tiranos. Egoístas, colocam a própria vontade e a autoridade acima das leis e da Justiça.

É comum a psiquiatras discordâncias sob uma mesma doutrina.

Porém, todos admitimos que psicopatas (condutopatas, para nós) não têm cura, já que a origem do mal é orgânica e irremovível.

Não raro sofreram lesões cerebrais em fase intrauterina ou em tenra idade —etapa de acelerado desenvolvimento do sistema nervoso—, impactando a formação do órgão.

*Psiquiatra forense, é membro emérito e ex-presidente da Academia de Medicina de São Paulo





4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

21 de março de 2021 às 06h24

Ministro da Justiça é denunciado na PGR por uso excessivo da Lei de Segurança Nacional

Juristas e parlamentares argumentam que o Ministério da Justiça tornou-se ‘órgão de censura’

“Parece insano que, no meio de uma pandemia que nos assola, a máquina pública tenha sido acionada para situação dessa natureza, apelando-se ao entulho autoritário da Lei de Segurança Nacional com a finalidade de censurar a crítica política”, registram a deputada Gleisi Hoffmann e os parlamentares Rui Falcão e Paulo Teixeira. Para eles, o Ministério da Justiça tornou-se “órgão de censura”.

Na representação, os advogados que subscrevem o documento apontam violação do artigo do Artigo 30 da Lei de Abuso da Autoridade: “Dar início ou proceder à persecução penal, civil ou administrativa sem justa causa fundamentada ou contra quem sabe inocente: (Promulgação partes vetadas) – Pena – detenção, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa.

Subscrevem a petição os advogados do grupo Prerrogativas: Pedro Serrano, Deborah Duprat, Marco Aurélio de Carvalho, Fernando Hideo, Caroline Proner, Kernarik Boujikian, Antonio Carlos de Almeida Castro (Kakay), Fabiano Silva dos Santos, Gabriela Araújo, Mauro Menezes, Roberto Tardelli, Ana Amélia Mascarenhas, Gisele Cittadino, Michel Saliba, Alessandra Camarão, Magda Biavaschi, Gisele Ricobom, Lui Fernando Sá e Souza, Jader Marques, Aderson Lopes, Marina Chaves, Glauco Pereira, Luciano Rollo, Márcio Tenenbaum, Caio Ferreira, Samara Castro, Priscila Pamela, Maíra Calidone, Taiguara LIbano, José Augusto Rodrigues, César Caputo, Isabella Kfuri.

https://www.google.com/amp/s/www.cartacapital.com.br/politica/ministro-da-justica-e-denunciado-na-pgr-por-uso-excessivo-da-lei-de-seguranca-nacional

Responder

Zé Maria

20 de março de 2021 às 23h46 Responder

Welinton

20 de março de 2021 às 11h16

Caso a Justiça não se aprece para interditar o atual presidente do Brasil por evidente incapacidade mental de continuar no Poder, a mortandade vai continuar crescendo, levando o desespero e a desgraça para os lares. Empurrando nossa economia para o caos total.

Responder

baader

20 de março de 2021 às 10h34

perfeito, exceto pelo fato de ser um “transtorno de personalidade”, que implica em condutas desviadas, como diz o próprio psiquiatra e não ha qualquer relação detereminística com organicismo ou lesão (se esta provoca aquele, nalguns casos, nao permite a inferência dizer que o transtorno advém sempre de lesões). a procura por fatores cerebrais em diferentes pessoas/grupos levou ao lombrosianismo e um indefensavel eugenismo, por assim dizer.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding