Gerson Carneiro: ENEM desafia o machismo e a misoginia

Tempo de leitura: < 1 min
A prova do ''crime'' apagado

Por Gerson Carneiro

“Um tolo nunca é mais tolo do que quando se mete a sábio.”

Li isso em uma lição de casa na segunda série primária, lecionada por minha saudosa professora Dona Pombinha, e nunca esqueci.

Em sua sanha para atacar o Governo Lula, o marreco de Maringá, Sergio Moro, ergue a bandeira do machismo, dizendo disse ter “pena dos estudantes brasileiros” face ao tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio — o ENEM.

Para quem não sabe, foi este: “Desafios para o enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil”.

Isso mesmo. Moro, que com frequência tropeça na fala e na escrita do português mesmo tendo ocupado o cargo de juiz federal, revelou mais uma vez ignorância e desconhecimento daquilo que se propõe dissertar.

Eis que sequer sabe escrever a sigla do exame que ousou atacar.

O certo é ENEM e não ENEN, como ele grafou no X (antigo twitter).

Criticado, correu para apagar a mensagem postada.

Eu não tenho pena do marreco de Maringá.


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

José Espare

O que realmente dói no fundo da alma é a constatação de que um ser com intelecto de jumento foi capaz de atuar como a ponta de lança da destruição das estruturas de uma nação como a nossa. Claro que o energúmeno era tão somente um instrumento dirigido e controlado por outros seres bem mais dotados em termos intelectuais e econômicos. Mas, estes poderiam pelo menos ter escolhido alguém que pudesse demonstrar ter pelo menos um pouquinho mais de inteligência. Isso teria nos ajudado a tragar mais facilmente a saliva do desgosto. Diante de um ser tão bestificado, a dor é muito mais intensa.

ed.

O juiz ornitorrinco(uma mistura de marreco com anta) que passou em concurso por sorteio numa betjus com a ajuda do papai, quer que as questões de interpretação sejam “objetivas”, tipo: “vovô viu a uva”…
a) Quem viu a uva?
b) O que vovô viu?
c) Foi o vovô ou a vovó quem viu a uva?
d) Vovô era pai do neto ou da neta?
e) Juiz de direito pode ser burro, incompetente e parcial?

Zé Maria

O Moro está reclamando do “ENÊIN?”
porque com certeza rodaria na Prova.

Zé Maria

O Marreco de Maringá não é apenas Tolo,
é um Mentecapto, Néscio e Alienado,
que opera sistematicamente com Má-Fé.

Sergio

👏🏿👏🏿👏🏿👏🏿👏🏿Nem eu.👊🏾👊🏾

Deixe seu comentário

Leia também