VIOMUNDO

Diário da Resistência


Você escreve

Galeano:”Um outro mundo está na barriga deste, infame”


12/06/2011 - 12h37

Galeano: o segredo das acampadas é a “vitamina E”

do Esquerda Net

Para o escritor uruguaio Eduardo Galeano, que apareceu de surpresa na Praça Catalunha, depois de ter estado também nas Portas do Sol, o segredo das acampadas é a “vitamina E”, de Entusiasmo.

“Entusiasmo”, explica Galeano, vem de uma palavra grega que significa “ter os deuses dentro”. “E cada vez que vejo que os deuses estão dentro de uma pessoa, ou de muitas, ou de coisas, ou da natureza… digo: ‘Isso é o que falta para me convencer de que viver vale a pena’”.

Galeano diz que vivemos num mundo infame, muito pouco alentador. “Mas há outro mundo na barriga deste, esperando. Que é um mundo diferente. Diferente e de parto difícil. Não nasce facilmente. Mas com certeza pulsa no mundo em que estamos.” O escritor uruguaio diz que reconhece esse outro mundo em manifestações espontâneas como a da Praça Catalunha, em Barcelona, ou na Porta do Sol, em Madrid.

Recomendamos: assista à entrevista de Galeano na íntegra. Excelente!





27 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Luiza Erundina, a “vitamina E” do #2blogprog | Viomundo - O que você não vê na mídia

20 de junho de 2011 às 13h43

[…] por destacar um que me despertou muita atenção: pra mim, o melhor momento do Encontro foi quando Luiza Erundina, no final de sua fala, me fez  lembrar de Eduardo Galeano na praça da Catalunya, exortando a platéia a não se entregar, a valorizar as conquistas alcançadas e não desanimar. […]

Responder

Cesar giometti

14 de junho de 2011 às 20h28

É sempre bom ouvir e ler Galeano.

Responder

Farpa

13 de junho de 2011 às 17h32

Galeano é um bálsamo para todos os sentidos!!! Vida longa ao mestre!

Responder

Archibaldo S Braga

13 de junho de 2011 às 17h16

BRAVISSIMO!!!!! Braga

Responder

Margarida

13 de junho de 2011 às 14h58

Será q as novas gerações vai ter um gênio como este? Acho dificil.

Responder

    Lucas

    13 de junho de 2011 às 19h15

    Presta atenção no vídeo. Os gênios das novas geração estão logo ali atrás do Galeano.

    Deviam entrevistar eles também.

Adilson

13 de junho de 2011 às 14h40

Bravíssimo!!!!! Aplausos de pé!!!!

Responder

[email protected]

13 de junho de 2011 às 14h29

É exatamente isso!Mas precisamos estar atentos,sempre,e ter a consciência de que na barriga desse novo mundo que nascerá,há um outro,e depois outro e mais outro!Até os mundos de Pol Pot,Stalin e Fidel devem estar prenhes de novos mundos!A vida não deve parar!

Responder

Lucas Lima

13 de junho de 2011 às 14h09

Que isso, to passado com essa entrevista….
Sensacional.

Responder

Uélintom

13 de junho de 2011 às 14h05

Ok, ok, o mundo não começou em 1989, quando a candidatura Lula acendeu uma brasa inapagável de esperança, e que se tornou labareda em seus mandatos – mesmo porque, quem seria Lula se não fosse o povo que o inspirou? É que eu tenho a impressão de que muitas dessas brasas se acenderam pelo mundo a partir das faíscas soltas pelo Brasil. Não só pela admiração e pela nova luz no mundo que passamos a representar, como sempre faz questão de nos lembrar o ator Danny Glover, mas também pelo apoio incansável aos espaços para troca de conhecimentos, informações, experiências e para o reforço de laços de solidariedade, como os Fóruns Sociais Mundiais.

Responder

lia vinhas

13 de junho de 2011 às 12h43

Dispensa comentários. Galeano é para mim um monstro (no bom sentido) da literatura, do pensamento em geral. Eu e meus filhos já relemos umas quantas vezes As veias Abertas da América Latina, obra que deveria ser constantemente reeditada e adotada em todas as escolas do país. Ele é um verdadeiro comunista, embora não se autoproclame como tal. E nos alenta neste mundo difícil em que uns poucos mandam e muitos milhões obedecem.
É uma entrevista preciosa para ser vista e revista e, se possível, debatida em grupo.
Obrigada, Azenha, você sempre nos brinda com matérias excepcionais.

Responder

Hans Bintje

13 de junho de 2011 às 12h09

[Modo CHATO: on]

Da mesma forma que eu desconsidero palpites de europeus sobre a América Latina, faço a mesma coisa em relação a latino-americanos palpitando sobre a Europa.

A chance de quem não vive a realidade do dia-a-dia dos lugares falar bobagens é enorme, e o caso do Galeano é típico.

Não há motivos para otimismo. Vejamos o que aconteceu, na prática: os "indignados" da Espanha ajudaram a eleger um governo que pouco (estou sendo gentil) se importa com as demandas populares.

Qualquer semelhança com os "cansados" brasileiros não será mera coincidência.

Que o Galeano continue a falar com todo o talento sobre a América Latina, sempre lerei com atenção o que ele escrever a respeito dela.

Quanto à Espanha, vale a máxima do Barão de Itararé:

– De onde menos se espera, daí é que não sai nada.

[Modo CHATO: off]

Responder

Euler Conrado

13 de junho de 2011 às 12h00

Quanta lucidez embalada nos sonhos do eterno jovem Eduardo Galeano. E que parto difícil este, deste carcomido mundo do capital. Vivamos o nosso momento, cheio de surpresas, apesar das pedras no caminho.

Responder

Niveo Campos e Souza

13 de junho de 2011 às 11h06

Galeano é dos raros que dignificam a nossa existência: pobres seres humanos.

Niveo Campos e Souza

Responder

Imperdível: Eduardo Galeano na Praça Catalunha (Barcelona) - Blog do Prof Guilherme

13 de junho de 2011 às 10h40

[…] Vi a nota no blog do Azenha… (https://www.viomundo.com.br/voce-escreve/galeanoum-outro-mundo-esta-na-barriga-deste-infame.html) […]

Responder

Jorge

13 de junho de 2011 às 10h21

Quando será que acordaremos aqui no Brasi?

Responder

Klaus

13 de junho de 2011 às 08h27

Um dia estes jovens vão envelher…como todos. O que Galeano diria dos jovens franceses de maio de 68?

Responder

    Gerson

    13 de junho de 2011 às 23h24

    Eu acho que ele diria:

    "Fizeram o que tinham que fazer na época deles"

Flavio Lima

13 de junho de 2011 às 07h59

Precisamos de muitos "sabios de mierda" como esse! Que bom existir gente assim. A Humanidade tem jeito!

Responder

FrancoAtirador

12 de junho de 2011 às 20h43

.
.
Galeano realmente não é um intelectual.

É UM POETA QUE ENTUSIASMA.
.
.

Responder

    Mário SF Alves

    12 de junho de 2011 às 23h31

    E alguém que tão claramente percebeu as veias abertas não perceberia a gestação de um novo mundo…
    Sim, Franco, de fato, trata-se de um intelectual acima da conveniência acadêmica, acima dessa mesmice lamparino-alexandrina ainda hoje reinante e que a todos emburrece, dissocia, dessocializa e não entusiasma.

    FrancoAtirador

    13 de junho de 2011 às 16h51

    .
    .
    O POETA É UM PENSADOR QUE SENTE.
    .
    .

assalariado.

12 de junho de 2011 às 20h21

Estes jovens carregam consigo uma barriga gravida,um outro mundo diferente,e que o parto será dolorido, mas ai eu me pergunto, que mundo é este? Seria o nascimento da criança socialista? Ora, o mundo dos contrários nada mais é do que a sociedade de luta de classes(capital x trabalho), é o explorador e o explorado. Ou seja, se um perde o outro ganha e vice -versa.O capital levou o planeta a bancarrota e não tem nenhum deles preso,cadeia é pra ladrão de galinhas e não pra quem desvia dinheiro publico(rico não rouba, desvia).Este deus mercado e seu braço politico,o PIG, nos faz de tontos e descrentes de tudo e, ainda raptaram e distorcem a democracia.

Responder

assalariado.

12 de junho de 2011 às 20h19

Estes jovens carregam consigo uma barriga gravida,um outro mundo diferente,e que o parto será dolorido, mas ai eu me pergunto, que mundo é este? Seria o nascimento da criança socialista? Ora, o mundo dos contrários nada mais é do que a sociedade de luta de classes(capital x trabalho), é o explorador e o explorado. Ou seja, se um perde o outro ganha e vice -versa.O capital levou o planeta a bancarrota e não tem nenhum deles preso,cadeia é pra ladrão de galinhas e não pra quem desvia dinheiro publico(rico não rouba, desvia).Este deus mercado e seu braço politico,o PIG, nos faz de tontos e descrentes de tudo e, ainda raptaram e distorcem a democracia.

E a cada dois anos nos oferecem eleições "livres e diretas" e, é claro, apresentam a lista de candidatos, entre os vários candidatos da burguesia(democracia burguesa?). Lutar por uma vida diferente, presume-se em algum tipo de opção, sem ser esta merda que aí esta. Sr. Eduardo Galeano,sou um simples operário,não tenho muito estudo, muito menos sou intelectual, mas ouso dizer: não sou rebelde sem causa, acredito em outro mundo diferente, sim, este tem nome,sociedade socialista. Neste mundo(socialista), não há louvor ao deus dinheiro,deus mercado, há sim,louvor ao próximo,do pensamento coletivo e soluções coletivas, vamos rumo ao socialismo…

Responder

Sebastião Medeiros

12 de junho de 2011 às 18h34

Pelo menos o papo furado do"fim da "história" daquele nipo-estadunidense foi para as cucuias.HÁ muito pano pra manga na e outros Outubros e Maios virão.porque a história só acaba no cemitério,aliás há muita gente nas redações da globo,abril,folha e estadinho que morreu e esqueceram de enterrar,além dos troll-zumbis que andam vagando pela blogosfera Progressista e de Esquerda.

Responder

Zilda

12 de junho de 2011 às 17h36

Entrevista de Galeano.

Responder

Elisabeth

12 de junho de 2011 às 14h28

Que grande! Também vejo desta forma as mobilizações nas Espanha. Moral sempre altados “indgnados”, não se abatem e estão conseguindo cada vez mais engajamento e apoio da sociedade. Acredito que mudarão a formas de fazer politicas e novas formas de uma democracia mais plena! E Salve Galeno! Salve entusiasmo!

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Blogs & Colunas
Mais conteúdo especial para leitura