VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Fernando Brito: Megaleilão do pré-sal foi um fiasco para o governo e bom para o Brasil
Ministério de Minas e Energia
Você escreve

Fernando Brito: Megaleilão do pré-sal foi um fiasco para o governo e bom para o Brasil


06/11/2019 - 14h49

‘Megaleilão’ do pré-sal foi megadesastre para o governo. E bom para o Brasil

por Fernando Brito, no Tijolaço

Fiasco.

Não há outra palavra para definir o resultado do ‘megaleilão’ do pré-sal, encerrado agora há pouco.

Dos quatro blocos, apenas dois foram concedidos e pelo lance mínimo.

E, do ponto e vista do “mercado”, pior, com ofertas apenas da Petrobras, com uma mínima participação de duas empresas chinesas (10% do maior bloco, Búzios).

Outras duas áreas ficaram sem oferta.

Do R$ 106 bilhões que o governo esperava arrecadar, levou R$ 69,9 bi.

Em tese, porque fez um contrato com a Petrobras que obriga a pagar à estatal, ainda este ano, US$ 9 bi, ou R$ 36 bilhões.

Mas o restante não vai todo para a União: pelo acordo feito com o Congresso, 15% vai para os Estados e o DF e outro tanto, igual, para os municípios, além de 3% que ficam para o Rio de Janeiro, estado confrontante com os campos.

Nenhuma empresa estrangeira, além da tímida participação das chinesas, quis participar.

Mas o fiasco é mais do que a desconfiança no Brasil de Jair Bolsonaro e esta é grande, de fato.

É também da estupidez que fizeram de abrir o leilão quase que ao mesmo tempo em que se anuncia o IPO da Aramco, estatal de petróleo da Arábia Saudita, a companhia mais rentável do mundo (US$ 111 bilhões de lucro líquido em 2018, ou cerca de R$ 444 bilhões).

A Bolsa, que subia forte, caiu quase 2 mil pontos quando o maior dos campos, Búzios, não teve outras ofertas além da liderada pela Petrobras. O dólar pulou e chegou, de R$ 3,99, para R$ 4,08.

Vão se acalmar um pouco até o final do dia, mas não esperavam isso.

Muito menos o Governo, que esperava uma entrada de pelo menos US$ 10 bilhões em capital estrangeiro. Vai entrar US$ 1,5 bi, dos chineses.

E olhe lá.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

LuisCPPrudente

06 de novembro de 2019 às 19h11

E nós agradecemos que a entrega do patrimônio nacional que o bandido e miliciano Bozo tentou fazer hoje foi um fracasso. Quero que a porcaria da Bolsa de Valores caia, pois essa casa de apostas não tem nada a ver com a economia real, muito menos tem a ver com os interesses do povo brasileiro.

Responder

Nelson

06 de novembro de 2019 às 19h09

Qualquer revés que a política criminosamente entreguista de Guedes/Bolsonaro sofrer é ponto altamente positivo para o Brasil e seu povo. Não se trata de estar torcendo contra, como são acusados os críticos dessa choldra de ladrões, corruptos e vendilhões da pátria que assumiu o poder desde o golpe de 2016.

Trata-se de conhecer o projeto cuja implementação está em curso e, portanto, de saber que, claramente, tal projeto em nada tem a ver com os interesses da esmagadora maioria do povo brasileiro.

Esta projeto entreguista só interessa a um estrato que não chega a 1% da sociedade – fica bem longe disso. Apenas os donos das grandes empresas e/ou seus acionistas, os já milionários ou bilionários, é que terão ganhos com o governo Bolsonaro.

Responder

Zé Maria

06 de novembro de 2019 às 16h09

shorturl.at/acgt2

Os tais R$ 106,5 Bilhões eram Fake News.

https://i.imgur.com/qXLV3jf.jpg
https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/11/06/cessao-onerosa-veja-os-resultados-do-megaleilao-do-pre-sal.ghtml

Pelo menos a Petrobras ficou 100% de Itapu
e 90% de Búzios, que é o maior dos quatro.

Enquanto não entregarem a Petrobras,
“com Blocos, com Tudo”, o Pré-Sal fica.

A BP, a Chevron, a Esso e a Shell, tal como
os Abutres, são pacientes para esperar.

Responder

Francisco de Assis

06 de novembro de 2019 às 15h17

É bom não comemorar muito, pois a Petrobras pode estar fazendo papel de laranja – lembra quem manda na Petrobras hoje? – para as petroleiras internacionais, com a vantagem, para as irmãs mafiosas, do preço mínimo da assinatura para a União. Basta lembrar, por exemplo, que “Petrobras cede à Total direitos nas concessões dos campos Iara e Lapa” [1].
– – – – – – – – – – – –
[1] https://valor.globo.com/empresas/noticia/2017/03/01/petrobras-cede-a-total-direitos-nas-concessoes-dos-campos-iara-e-lapa.ghtml

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.