VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Falsificação em currículos leva internauta a dizer que Augusto foi adestrado em Harvard
Valter Campanato, Lula Marques, Antonio Cruz, Marcelo Camargo, reprodução de vídeo e Instagram
Você escreve

Falsificação em currículos leva internauta a dizer que Augusto foi adestrado em Harvard


30/06/2020 - 15h36

Da Redação

Zoação

O Lula adotou de fato uma cachorrinha sem dono, e que fez companhia ao acampamento Lula Livre em Curitiba. Já o Bolsonaro…pôs pra dentro de casa um cão de raça caríssima e que já tinha dono. Entenderam a diferença? Margarida Salomão (PT-MG), deputada federal.

Da Redação

Em meio ao escândalo envolvendo as falsificações no currículo do ministro da Educação que foi sem nunca ter sido, Carlos Alberto Decotelli, internautas aproveitaram para brincar com o cão Augusto Bolsonaro, adotado pela primeira-dama Michelle e que ganhou até uma conta no Instagram.

“Foi adestrado em Harvard”, disse Clara Bauer, ao reproduzir reportagem sobre o totó.

O fato é que o cão, que apareceu nas cercanias do Palácio do Alvorada, tem dono e será devolvido a ele nas próximas horas.

“Prezado jornalista, não temos interessa na pauta”, informou a Secom à Folha de S. Paulo, quando o diário conservador paulistano questionou onde e por quem o cão havia sido encontrado, “se existem fotos do momento do suposto resgate; se ele foi levado ao veterinário; e se a primeira-dama havia tentando encontrar o dono original de Augusto de alguma forma”.

A brincadeira da internauta com o “currículo” de Augusto veio depois que situação do indicado para o Ministério da Educação se tornou insustentável.

Além de sob suspeitas por plágio no mestrado, Decotelli não fez doutorado na Universidade de Rosário, na Argentina, nem obteve o pós-doc na Universidade de Wuppertal, na Alemanha.

Isso levou uma das principais apoiadoras do governo, a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) a apagar um tweet em que provocava a colega Tábata Amaral.

Zambelli, adversária das cotas para negros nas universidades brasileiras, alfinetou Tábata alegando que o ministro havia obtido seu currículo sem ser cotista.

Dois ministros anteriores da Educação, Ricardo Vélez Rodrigues e Abraham Weintraub, tiveram detalhes de seus currículos questionados, assim como o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que atribuiu à sua assessoria o erro por publicar artigo em jornal com a menção a um mestrado na Universidade de Yale que ele não fez.

A mais criativa ao se explicar, no entanto, foi a ministra Damares Alves, que falou em público ser “mestre em educação e em direito constitucional e direito da família”.

Questionada, disse: “Diferentemente do mestre secular, que precisa ir a uma universidade para fazer mestrado, nas igrejas cristãs é chamado mestre todo aquele que é dedicado ao ensino bíblico”.

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

30 de junho de 2020 às 19h53

Se bater Cupim,
a Zambellinha
vira Serragem

Responder

Zé Maria

30 de junho de 2020 às 16h55

Cachorro adotado por Michelle Bolsonaro tinha dono e já foi devolvido
[Cãozinho “Augusto Queiroz” estava sob os Cuidados de Márcia e fugiu]
https://www.metropoles.com/brasil/cachorro-adotado-por-michelle-bolsonaro-tinha-dono-e-ja-foi-devolvido

Responder

Zé Maria

30 de junho de 2020 às 16h49

Convenhamos que Jair Bolsonaro
é coerente na escolha dos ministros:
Damares, Salles, Weintraub, Decotelli,
TODOS MENTIRAM O CURRÍCULO.

Quem sabe se explique a nomeação pela
Carta de Recomendação do ex-ministro
foragido ao sucessor no MEC:

‘Tive o prazer de trabalhar com o Decotelli.
Desejo muita sorte e sucesso ao
novo ministro e ao Presidente’
Abraham Weintraub
Do Esconderijo
na Flórida/USA
Em 25/06/2020
https://twitter.com/AbrahamWeint/status/1276266183105413125
https://pbs.twimg.com/media/Ebw990EUMAIQfkw?format=jpg

“O caso do Decotelli é grave?
Sim, ainda mais para um ministro da Educação.
Mas ele achou mesmo que sua mentira teria
o Mesmo tratamento que a do Ricardo Salles,
Damares e do idiota do weintraub?
Ledo engano.
A sua pele preta tem um peso maior.”
https://twitter.com/Claudiojrocha1/status/1277964533617704964

“A diferença de tratamento é gritante.
A história de que Salles tinha estudado
em Yale ( dada pelo @TheInterceptBr )
teve cobertura pífia da imprensa.
Todos iguais,
mas uns mais iguais que os outros”
https://twitter.com/demori/status/1277673846611611649

“Diversos ministros de Bolsonaro fraudaram currículo,
mas só Decotelli será punido porque é negro”

Por Davi Nogueira, no DCM: https://t.co/cdZaRlU6TA

https://twitter.com/DCM_online/status/1277699287414079494

https://www.diariodocentrodomundo.com.br/diversos-ministros-de-bolsonaro-fraudaram-curriculo-mas-so-decotelli-sera-punido-porque-e-negro

Responder

robertoAP

30 de junho de 2020 às 16h23

E aí deputada Zamba, vai pedir demissão depois dessa cavalgada?
E quem sabe pedir desculpas para a Tabata, pela pataquada?

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!