VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


“Dono” do governo, Eduardo Bolsonaro veta advogada que teve apoio de 10 ministros do STF; vídeo
Agência Brasil
Você escreve

“Dono” do governo, Eduardo Bolsonaro veta advogada que teve apoio de 10 ministros do STF; vídeo


28/06/2019 - 15h53

O vídeo acima foi disseminado nas redes sociais pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro

Da Redação

A advogada Daniela Teixeira foi vetada para a vaga de ministra substituta do Tribunal Superior Eleitoral pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro.

Ela recebeu 10 votos de ministros do STF e encabeça a lista tríplice para ocupar a vaga.

Eduardo vetou Daniela através de postagem no twitter.

Ele relembrou uma sessão da Câmara, presidida pela deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), em que a advogada trocou farpas com o então deputado federal Jair Bolsonaro (veja vídeo).

A definição da vaga cabe a Jair Bolsonaro, mas neste caso o filho Eduardo antecipou a decisão, apesar disso não ser prerrogativa dele.

O Partido dos Trabalhadores, quando exerceu o poder, adotou o “republicanismo” de escolher sempre quem encabeçava a lista tríplice.

Leiam a nota da Agência Brasil a respeito da escolha do STF:

Supremo define lista tríplice para ministro do TSE

Advogada Daniela Teixeira foi a mais votada

Por André Richter – Repórter da Agência Brasil  Brasília

O Supremo Tribunal Federal (STF) definiu, hoje (26), a lista tríplice que será enviada ao presidente da República, Jair Bolsonaro, para a escolha de um ministro substituto do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), órgão do Judiciário responsável pela organização das eleições.

A vaga de ministro substituto no TSE surgiu após Sérgio Banhos ser nomeado por Bolsonaro para o cargo de ministro efetivo no tribunal.

Na votação feita pelos ministros, a advogada Daniela Teixeira foi a mais votada, recebendo 10 votos.

Em segundo lugar ficou o advogado Marçal Justen Filho, com 9 votos.

O advogado Carlos Mário Veloso Filho recebeu 8 votos e completa a lista.

De acordo com a Constituição, cabe ao presidente da República nomear os advogados que compõem o tribunal.

O TSE é composto por sete ministros, sendo três do STF, dois do STJ, e dois advogados com notório saber jurídico.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



15 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Jefte

29 de junho de 2019 às 08h21

Tem q acabar é com essa palhaçada do filho do Bolsonaro, a sua pessoa é deputado e não presidente da república, ele não deve querer criticar a advogada só pork ela não concordou com certas palavras do então presidente. Nós brasileiros estamos em um país democrático, q podemos falar nossas opiniões a respeito de algo, Q não concordarmos. O Eduardo tem q se pôr no lugar dele, e não no do pai.

Responder

Marcos Moreno

29 de junho de 2019 às 07h00

Lamentáveis os comentários aqui, refletindo uma imaturidade, falta de classe, um baixíssimo nível e incapacidade de lidar com a diversidade político-partidaria, de enorme falta de educação e truculência desse atual Governo, que ignora as relações diplomáticas e anda beirando o despotismo. Lamentável tudo isso!

Responder

Gil

28 de junho de 2019 às 23h33

Zé Maria vaza o teu partido de ladrões perdeu, não percebe que o povo está exterminando a esquerda do Brasil, nunca mais teu partido volta ao poder, se quiser ser esquerda vai para a Venezuela que é logo ali!

Responder

    Edelson luso

    29 de junho de 2019 às 11h15

    Gil para de tentar encobrir os erros deste governo com críticas a outros governos.Isto não a mais.Deputado não é presidente,o governo tem que respeitar a escolha e parar de se pequenas em picuinhas.Estou vagando para o PT ,estou percebendo que este governo é muito fraco e acho quem não voltará mais se continuar fazendo o que está fazendo e este governo.Cadê o Queiroz?

Jaime

28 de junho de 2019 às 22h46

Cara tem que acabar com essa puraria de indicações pra esses cargos quer ser funcionário público vai estudar e passa numa concurso

Responder

    JESUS MARQUES DO NASCIMENTO

    30 de junho de 2019 às 08h13

    Falou tudo chega de indicação tem ser por mérito e ponto final.

Junilson Pereira Ramos

28 de junho de 2019 às 22h34

Republicanismo seria o equivalente a “cumpanheiros” que assaltavam o país junto com o PT? Foram apenas esses que os governos petistas escolheram, e para a Suprema corte, os que não fazem justiça nenhuma e são uma vergonha para o país. Façam matéria de verdade e não s Jam ridículos.

Responder

Jovs

28 de junho de 2019 às 22h32

Valeu, Deputado! Vamos varrer a sujeira DA esquerda! BRASIL ACIMA DE TUDO, DEUS ACIMA DE TODOS!!!! E quem nao gostou , q adote seu esquerdiopata De estimação e viva c ele na Venezuela ou Cuba

Responder

Zé Maria

28 de junho de 2019 às 21h29 Responder

Antonio

28 de junho de 2019 às 20h28

Vetou ainda não, mas vai vetar não a mais votada e sim a que não comunga com os princípios do presidente e por outro lado sua desafeta pessoal, essa indicação é para lá de suspeita, uma pessoa q destratou de forma ilegal condenando Bolsonaro antes de ser julgado é ser muita cara de pau

Responder

Zé Maria

28 de junho de 2019 às 20h13

O Juiz indicou Testemunhas de Acusação aos Procuradores de Curitiba!

E para as Cúpulas do Ministério Público Federal e do Poder Judiciário
isso é absolutamente normal ?!?

Pode fechar o Sistema Judiciário pra Balanço, Talquêi?

https://twitter.com/gleisi/status/1144622219714338816

Responder

Zé Maria

28 de junho de 2019 às 20h04

https://abrilveja.files.wordpress.com/2019/06/screen-shot-2019-06-27-at-7.34.05-pm.jpg

#VazaJato !!!!

“The Intercept” vazou pra Veja:

“As Testemunhas que o Juiz Moro indicou
para os Promotores da Operação Lava Jato”

Além de publicar a identidade das testemunhas,
coisa que ninguém havia feito até o momento,
a revista ainda conseguiu a confissão de uma delas
de que foi, de fato, procurada pelo Ministério Público,
conforme as instruções que Moro teria dado a Dallagnol
nas conversas vazadas.

A principal testemunha encontrada é o técnico em contabilidade Nilton Aparecido Alves, de 57 anos. Abordado pela reportagem de VEJA na tarde de quarta-feira, ele foi evasivo, assim como teria feito quando procurado por Dallagnol, conforme os diálogos vazados. “Não sei por que meu nome está nessa história. Alguém deve ter falado alguma coisa errada”, disse. Indagado sobre se teria informações referentes aos filhos de Lula e se havia prestado depoimento aos procuradores da Lava-Jato com relação ao tema, ele encerrou a conversa dizendo que não iria declarar mais nada.

O segundo personagem da história, também localizado por Veja, é o empresário Mário César Neves, dono de um posto de gasolina também em Campo Grande. Ele confirmou que, na época, em dezembro de 2015, um representante do Ministério Público Federal entrara em contato para pedir-lhe informações sobre o técnico em contabilidade Nilton Aparecido. “O pessoal do Ministério Público me ligou, não sei mais o nome da pessoa, mas ela queria saber quem era o Nilton, que serviços ele prestava e como poderia encontrá-lo”, contou.

Questionado sobre se ouvira do técnico em contabilidade algo referente a negócios do filho do ex-presidente, o empresário negou, assim como também teria feito com Dallagnol.
Disse que desconhecia o assunto.
Ele, porém, confirma que repassou ao Ministério Público
o endereço e o telefone de Nilton.
“Eu soube que o Nilton foi chamado para prestar depoimento
logo depois dessa ligação para mim”, diz Mário.
O empresário acrescenta que soube disso por meio de funcionários
do escritório de Nilton, que trabalha para ele há mais de quinze anos.

íntegra:

https://revistaforum.com.br/veja-publica-primeira-materia-da-parceria-com-the-intercept-e-complica-sergio-moro/

Responder

Clayton André

28 de junho de 2019 às 18h56

Bem feito que vetou, o mundo dá voltas.

Responder

Zé Maria

28 de junho de 2019 às 17h50

Esse tal Carlos Mário Velloso Fº, é filho do Carlos Velloso, um dos únicos juristas
que deu parecer abonando as conversas criminosas do Juiz Moro com o Dallagnol.

Responder

lulipe

28 de junho de 2019 às 17h06

O choro é livre, lula não.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Últimas matérias
Doria usa Trump contra Bolsonaro, mas presidente tem “propagadores de escândalo” nas redes sociais para responder; vídeos

O novo anúncio do governo de SP Da Redação O governador de São Paulo, João Doria, está usando o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, contra Jair Bolsonaro. A campanha publicitária lançada hoje pelo governo paulista, para que as pessoas permaneçam em casa (ver vídeo no topo) durante a pandemia de coronavírus, inclui menção à […]

Ler matéria