VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Depois de perder mãe, irmão e pai para a covid, jornalista Súzan Benites recebe homenagem em Campo Grande
Reprodução
Você escreve

Depois de perder mãe, irmão e pai para a covid, jornalista Súzan Benites recebe homenagem em Campo Grande


21/03/2021 - 17h33

Meus pais, todos nós, na verdade, sempre tivemos muito medo da Covid. Desde o primeiro momento, paramos de fazer tudo. Nós não recebemos mais nenhuma visita e inclusive tinha muita gente brava porque passamos Natal e Ano Novo só nós em casa. A única pessoa que colocava o pé aqui dentro era o Bruno [namorado], porque me levava ao trabalho e era a única pessoa que jantava conosco todos os dias. Súzan, em entrevista ao G1

Vi minha mãe de longe, com o caixão fechado, achando que ia contar para o meu pai e irmão e depois foi o enterro deles. Súzan, na mesma entrevista

Este lar era feito de quatro colunas que sustentavam um teto. Em uma semana, três colunas foram arrancadas sem nenhum aviso prévio. Eu me pergunto: como uma única coluna vai sustentar este teto? Súzan, no Facebook

Não existe lição, compreensão ou justificativa para um sofrimento tão grande. Há 15 dias, eu tinha um lar de muito amor, parceria, cumplicidade, planos, projetos, e hoje eu tenho nada. A única certeza que eu tenho é que fomos muito felizes juntos e seremos nós quatro para toda a eternidade. Súzan, no Facebook

Da Redação, com Súzan Benites

Não me restam mais lágrimas, nem vida dentro de mim.

A minha outra face foi arrancada de mim.

Meu maninho, Rafa, Raf, brother, cabeçudo, meu amor.

Somos duas metades perfeitas você razão, eu emoção, você exatas e eu humanas, você controlado e eu destemperada.

Você é minha referência como pessoa no mundo.

A pessoa mais inteligente que eu conheço em todo o mundo.

Você já me defendeu tanto e eu te protegi sempre.

Que me ensinou e compartilhou o gosto musical, com quem eu disse que dividiria a casa pra sempre, com quem dividi amigos e principalmente cumplicidade.

E todos os nossos planos com nossos véinhos eu faço o que?

Eu estava me preparando pra te contar que a mãezinha foi embora e agora você também foi.

Não há uma existência nesse mundo sem você maninho, não há. Eu te amo tanto tanto…

Família desfeita

PS do Viomundo: No dia 28 de fevereiro, partiu Valdenir Rezende, de 55 anos, fotojornalista premiado do Correio do Estado, de Campo Grande, jornal do qual Súzan é subeditora. 

No dia 4 de março ela anunciou que toda a família e o namorado estavam infectados:

Gostaria de pedir que todos que puderem rezar/orar e mandar energias positivas para minha família que o façam. Estamos todos com Covid-19, Neide Nara, Rafael Benites e Bruno Nascimento.  Mas acabei de internar o meu pai Atanacildo Nara no Hospital Regional às 4h, porque ele está precisando de oxigênio extra para se recuperar. Tenho muita fé que vamos todos sair dessa, mas quero que coloquem principalmente seo Tanaka [apelido do pai] nas orações de vocês. Obrigada a todos que tem nos ajudado de alguma forma.

Pela ordem, morreram a mãe e o irmão, de 34 anos; o pai Tanaka, de 60, foi o terceiro a falecer.

Ele e dona Neide estavam casados há 38 anos.

O namorado Bruno, também jornalista, 34 anos, teve alta, mas a mãe dele está intubada.

Súzan só voltou ao perfil para agradecer:

Agradeço ao apoio de todos os amigos, família e até mesmo pessoas que não conhecia. Eu queria dizer a vocês que minha dor é insuportável, sufocante, mas que meu amor por eles e deles por mim é maior que tudo.





Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding