VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Sind-UTE/MG: Não aceitaremos reajustes diferenciados. Temos os mesmos direitos que os trabalhadores da segurança; vídeo
Foto: Studium Eficaz/Sind-UTE/MG
Você escreve

Sind-UTE/MG: Não aceitaremos reajustes diferenciados. Temos os mesmos direitos que os trabalhadores da segurança; vídeo


12/02/2020 - 20h00

Coordenadora-geral do Sind-UTE/MG, Denise Romano, convoca a categoria para o 3º dia de greve

Sind-UTE/MG em luta no segundo dia de greve da rede estadual de ensino

do Sind-UTE/MG

Na manhã desta quarta-feira (12/2/2020), o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) marcou o segundo dia de greve com luta em defesa do Piso Salarial Profissional Nacional e em unidade com o funcionalismo público.

Trabalhadores e trabalhadoras, vindos de várias partes do estado, fizeram uma vigília para a votação do Projeto de Lei 1.451/2020 na Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO), proposto pelo governador Zema e que reajusta os vencimentos da Segurança Pública.

A reunião de apreciação não aconteceu e os profissionais do ensino público estadual reivindicaram a inclusão da Educação na política de reajuste salarial do governo do Estado.

Seguindo em passeata pelos corredores da Assembleia Legislativa, a categoria, mais uma vez, exigiu isonomia na apresentação de propostas de reajustes na remuneração e realizou um ato unificado na porta da Casa.

Junto aos petroleiros, servidoras da Saúde e dos Correios, o funcionalismo público mineiro reafirmou a importância da unidade para que o governador atenda às pautas de reivindicações e negocie, de maneira igualitária, com todos e todas servidoras públicas.

Tarde da quarta-feira

No período da tarde do segundo dia de greve, 12/2/2020, os/as profissionais da Educação, sob coordenação do Sind-UTE/MG, ocuparam o Plenário da Assembleia Legislativa para cobrar dos parlamentares a defesa de uma política de reajuste salarial que inclua a categoria e a todo funcionalismo público.

Os trabalhadores e trabalhadoras ressaltaram a situação enfrentada na Educação, com a não quitação do 13º de 2019, a continuidade dos salários parcelados, e a negativa do direito a um ensino público de qualidade social.

Além disso, o governador Zema não apresentou nenhuma proposta de cumprimento da Lei Estadual 21.710/2015 e a Lei Federal 11.738/2008, que estabelecem o Piso Salarial Profissional como um direito legal.

Depois da manifestação no Plenário, a sessão foi encerrada pela falta de quórum. A categoria seguiu em luta na Assembleia Legislativa e protestou no pátio da Casa pelo respeito à classe trabalhadora, que exerce o direito legítimo e constitucional de greve.

Terceiro dia de greve

 A coordenação-geral do Sind-UTE/MG convoca toda a categoria para a atividade de luta no terceiro dia de greve, em 13/2/2020, que acontece na Assembleia Legislativa, a partir das 9h.

Na parte da tarde, será realizada uma vigília durante a votação do PL 1.451/2020, que propõe o reajuste salarial apenas aos servidores da segurança pública. A apreciação acontecerá na Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO), às 14h.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.