VIOMUNDO

Diário da Resistência


Depois de “apaga, é melhor apagar”, delegado líder do governo diz que não tem sujeira só no quintal do PSL, mas também no de Bolsonaro; vídeo
Agência Brasil
Você escreve

Depois de “apaga, é melhor apagar”, delegado líder do governo diz que não tem sujeira só no quintal do PSL, mas também no de Bolsonaro; vídeo


08/10/2019 - 18h54

O curioso no vídeo é a reação da bolsonarista: “Não? Então apaga, apaga, a gente vai apagar”, diz apoiadora, depois do Mito pedir para não divulgar vídeo com a alegação de que Luciano Bivar, citado por futuro candidato do PSL em Pernambuco, está “queimado pra caramba”.”Vou apagar, vou apagar”, diz o rapaz que gravou o vídeo, depois da insistência de mulher não identificada que está ao lado dele.

“Bolsonaro não está algemado no PSL, não. Aqui não tem ninguém amarrado. Candidatos majoritários, como o presidente, governadores e senadores, têm liberdade para trocar de partido quando quiserem.”

A declaração foi dada pelo delegado Waldir, líder do governo Bolsonaro na Câmara Federal, de acordo com a coluna de Guilherme Amado na revista Época.

Foi mais uma reação à mensagem que o presidente da República deu a um eleitor que encontrou diante do Palácio do Alvorada, em Brasília.

Ao fã, que se apresentou como futuro candidato do PSL em Pernambuco, Bolsonaro mandou esquecer o partido e o presidente da legenda, Luciano Bivar, que estaria “queimado”.

Waldir mandou bala no presidente da República:

“Como você fala do quintal alheio se o seu quintal está sujo? As candidaturas em Minas Gerais e Pernambuco estão sendo investigadas. Mas o filho do presidente também”.

O líder do PSL se refere ao fato de que, nos dois estados, o partido aparentemente lançou laranjas para cumprir a cota de 30% de mulheres candidatas.

Com isso, desviou dinheiro público do fundo partidário.

Bolsonaristas tentam empurrar para a conta de Bivar o plantio do laranjal.

O presidente do partido, Luciano Bivar, disse que atuou “umbilicalmente”  com Bolsonaro para eleger a segunda maior bancada do Congresso.

Até agora, o único indiciado foi o ex-presidente do PSL em Minas Gerais, o hoje ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, o deputado federal mais votado no estado em 2018.

Na semana passada, vazou para a Folha de S. Paulo uma planilha mostrando que dinheiro do laranjal de Marcelo Antônio respingou na campanha presidencial de Jair Bolsonaro.

O ministro chefe anticorrupção, Sergio Moro, se antecipou nas redes sociais e antes mesmo de a denúncia ser aceita pela Justiça — e com investigações ainda em andamento — isentou o chefe.

A ação de Moro, que como ministro da Justiça é chefe da Polícia Federal, pode ser vista como tentativa de intimidar subordinados encarregados de investigar o patrão.

“Estamos de braços abertos para a família Bolsonaro”, disse ao Estadão o presidente da reeditada União Democrática Nacional, a UDN, que deverá completar seu processo de legalização até o final deste ano.

A UDN original foi uma das responsáveis pelo golpe cívico-militar de 1964, que instalou uma ditadura que durou 25 anos — da qual a família Bolsonaro é fã.

Porém, a UDN não dispõe de mais de R$ 100 milhões em fundo partidário para as eleições de 2020, que serão essenciais para o projeto político dos Bolsonaro.

Este é o valor do fundo partidário à disposição do PSL*

PS do Viomundo: *O valor foi atualizado no post depois que advogados do presidente Jair Bolsonaro divulgaram oficialmente o número em ação movida contra o partido.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

09 de outubro de 2019 às 14h58

“A não assinatura do Bolsonaro no diploma
é para mim um segundo Prêmio Camões”

Chico Buarque de Holanda, BraSileiro
Escritor, Compositor Musical, Poeta/Letrista e Cantor
Vencedor do Prêmio Camões de 2019,
Principal Troféu Literário da Língua Portuguesa.
Ao saber que Jair Bolsonaro não tem intenção
de assinar o Diploma do Prêmio de € 100 mil
que, de qualquer forma, será entregue em 2020
– com ou sem a assinatura de Bolsonaro.

https://revistaforum.com.br/cultura/chico-buarque-ao-saber-que-bolsonaro-nao-quer-assinar-premio-para-mim-e-um-segundo-camoes/

Responder

Zé Maria

09 de outubro de 2019 às 12h24

Campanha Eleitoral da Chapa Bolsonaro/Mourão:

1-Mentiu sobre kit Gay mesmo com ordem para parar do TSE

2-Caixa 2 para disparo ilegal em massa de notícia falsa (confirmado pelo próprio whatsapp)

3-Uso de laranjas para fraudar financiamento eleitoral.

Conclusão: Eleição ilegítima
ForaBozo ForaMourão e DiretasJá!

#PSLPartidoDeBandidos

https://twitter.com/KenjiNohama/status/1181884811801235456

Responder

Jardel

08 de outubro de 2019 às 21h18

Incêndio no puteiro dos homens de bem.
Corre, cambada, que a casa tá caindo!!!

Responder

Zé Maria

08 de outubro de 2019 às 20h57 Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.