VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Carla Zambelli diz que brasileiro que quiser comer bem como os militares deve se alistar no Exército
Reprodução
Você escreve

Carla Zambelli diz que brasileiro que quiser comer bem como os militares deve se alistar no Exército


27/01/2021 - 15h08

Da Redação

Os gastos do governo Bolsonaro com alimentação, voltados especialmente para abastecer as Forças Armadas, continuam gerando polêmica desde que o portal Metrópoles demonstrou que houve compras de R$ 2.512.073,59 em vinho, R$ 20,4 milhões em sorvete, R$ 15 milhões em leite condensado e R$ 2,2 milhões em goma de mascar.

As despesas referem-se ao ano de 2020.

O assunto ganhou força nas redes sociais por causa do hábito do presidente Jair Bolsonaro de fazer lives comendo pão com leite condensado, uma forma que o mandatário encontrou de parecer “gente como a gente”.

Foi ironizado o fato de que, em declaração recente, o presidente ter afirmado que não conseguia governar porque “o Brasil está quebrado”.

Além disso, agora Bolsonaro se nega a prorrogar o auxílio emergencial, alegando que a ajuda poderia se transformar numa “aposentadoria”.

O desemprego atinge oficialmente mais de 14 milhões de brasileiros, sem contar com milhões que sobrevivem de bico.

O filho do presidente, deputado federal Eduardo Bolsonaro, saiu em defesa dos gastos dizendo que o leite condensado dá energia aos militares.

Mas a justificativa mais bizarra foi da deputada federal Carla Zambelli.

Depois de dizer que o Exército vai eventualmente justificar o gasto de mais de R$ 2 milhões em goma de mascar, Zembelli sugeriu que quem estiver descontente com as despesas deve se alistar no Exército.





12 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Cabo Bruno

29 de janeiro de 2021 às 00h44

Sei.
Exército ?
Sei.
Conta outra.
Milico tem que nadar com o gen. nas costas.
Aqui e Brasil. Sai da cozinha e espia direito.
Sempre o de cima é o maioral e o debaixo o burro. Ou alcunha que inventem. Por isso somos galhofa pro mundo.
Nesse sistema nunca seremos potência. Nunca !
Vamos só SERVIR para projetar a tampa do liquidificador e olhe lá se vão confiar em nós brasileiros pra fazer isso.
Leite, moça ?
Muito ladrão num país só. Dificilmente muda isso.
Bozo foi Capez de roubar o leite das menininhas tb.

Responder

Fernando

28 de janeiro de 2021 às 22h55

O mulher chata !
Faz igual a tábua maral arruma um político trouxa bem longe daqui.
Incrivelmente essas deputadas de direita não fazem nada nem pelas próprias mulheres.
Investiguem e vejam as leis que protegem as mulheres são encampadas e encabeçadas por deputadas e políticos de esquerda.
Qdo uma deputada de direita defendeu o aborto ? Não que isso seja certo. Porém é uma reinvindicação feminina.
São contra o abordo, mas … fazem na calada da noite desde QUE ninguém saiba. E depois pousa de Santa. Moral… Costumes … Etc.
Qdo essas deputadas de direita defendeu e legislou a favor de minorias ? NUNCA !
O EB é bom, porém sempre tem o porém.
Saber os poréns antes de entrar sempre é pertinente.
Essa deputada é de uma desfaçatez tremenda.

Responder

Olésio Souza

28 de janeiro de 2021 às 12h52

Às palavras de Nelson, ditas acima, eu acrescentaria a palavra “impunidade”. Canalhas parasitas que odeiam o povo e contra ele lutam, devem ser considerados inimigos do Estado e serem punidos com rigor.

Responder

Olésio Souza

28 de janeiro de 2021 às 12h48

O brasileiro precisa, mais do qualquer coisa, aprender a votar, senão esse tipo de aberração continuará acontecendo.

Responder

Silvia

28 de janeiro de 2021 às 09h21

deve se alistar ou fazer como o filho desta ignóbil e furar a fila no colégio militar.

Responder

Biblia do B

28 de janeiro de 2021 às 02h50

de fato nem precisa de tanto. Todo que tiver fome, basta aparecer num quartel na hora do rango que será servido com prazer

Responder

Luiz Fernando Pietroluongo

28 de janeiro de 2021 às 00h01

Seria cômico , se não fosse trágico. Essa “coisa” foi eleita para isso ? Além de nada acrescentar no legislativo, supera-se cada vez mais nos seus impropérios .

Responder

Valéria Albuquerque

27 de janeiro de 2021 às 20h37

E ainda tem gado que defende esse desgoverno obscuro Portal da Transparência fora do ar , acabaram com a Coaf, cartão corporativo oculto, tudo na obscuridade. E a mamata continua na Familícia… Ah! Nao era só tirar o PT ??

Responder

SERGIO CARLOS FRANCISCO

27 de janeiro de 2021 às 19h26

A total certeza da IMPUNIDADE já permite eles fazerem o q bem entendam sem preocupação nenhuma com consequências…..E as “justificativas” são as mais BIZARRAS!!!!!

Responder

Maria Antonieta

27 de janeiro de 2021 às 16h53

Se não tem pão, que comam brioches.

Responder

Nelson

27 de janeiro de 2021 às 16h03

Acinte, desplante, deboche, ultraje, insulto, desfaçatez, petulância, descaro, arrogância, insolência, abuso.

Já são onze, mas , quem quiser pode agregar mais palavras para descrever a postura dos membros desse desgoverno e de seus apoiadores.

Responder

Zé Maria

27 de janeiro de 2021 às 15h42

Há exatos 76 anos, soldados do Exército Vermelho
da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) libertaram mais de 7 Mil Prisioneiros do Campo de
Extermínio de Auschwitz então sob domínio Nazista.
Israel tem muito a agradecer aos Comunistas Russos.

Hoje, o Brasil é um Grande Campo de Concentração
sob o Comando de Homens Militares Brancos Racistas, Misóginos, Homofóbicos, Genocidas das Forças Armadas.

https://twitter.com/Cecillia/status/1354371687840690176

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding