VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Brasil e EUA instalam governo teocrático-militar na Bolívia através de senadora sorridente, mas massacre segue nas ruas
Milicianos prometem matar indígenas em Cochabamba, na região onde morava Evo Morales.
Você escreve

Brasil e EUA instalam governo teocrático-militar na Bolívia através de senadora sorridente, mas massacre segue nas ruas


13/11/2019 - 07h30

Da Redação

Um governo teocrático-militar foi instalado ontem na Bolívia usando as técnicas mais sofisticadas de marketing político, enquanto soldados, policiais e milicianos seguiam massacrando partidários de Evo Morales em casa e nas ruas.

Jeanine Añez, autoproclamada presidente, havia usurpado o cargo de presidente do Senado, mesmo com o Parlamento paralisado por falta de quorum (o partido de Evo Morales, o Movimento ao Socialismo, tem maioria de dois terços nas duas casas).

Usando a mídia parceira do grupo Unitel — a Globo da Bolívia, sediado em Santa Cruz de la Sierra, a base política do golpe — e as redes sociais, Jeanine pressionou o comandante do Exército a colocar tropas nas ruas.

O general, o mesmo que “sugeriu” a Evo Morales renunciar, finalmente aceitou colocar tropas para atuar conjuntamente com a polícia e milicianos de Luis Fernando Camacho, um dos principais líderes da oposição.

Paramilitares e policias caçam apoiadores de Evo Morales em Cochabamba

Camacho comanda o Comitê Cívico de Santa Cruz, que se reúne sob o Cristo Redentor da maior cidade da Bolívia. Ele prometeu a “restauração” da Bolívia em nome do Senhor, mas com discurso de defensor da democracia.

Milicianos ligados a ele, bem organizados e armados, tocaram fogo nas casas e ameaçaram sequestrar parentes de autoridades da Bolívia para forçá-las a renunciar, de acordo com denúncia de Evo Morales, o primeiro presidente indígena da Bolívia.

Dentre as vítimas, os governadores de Oruro e Potosí e a prefeita de Tinto, Patricia Arce Guzman, que teve os cabelos cortados, foi pintada de vermelho e agredida por extremistas, antes de ser “resgatada” pela polícia, depois de sofrer humilhação pública.

A ação, transmitida pelas redes sociais, teve como objetivo amedrontar partidários de Evo Morales, obedecendo ao padrão da operação Choque e Espanto, que precedeu a invasão do Iraque pelos Estados Unidos.

“Macho” Camacho, como é conhecido, é de uma família que controla o Grupo de Inversiones Nacional Vida, que tem interesses no setor do gás natural e seria grande beneficiária de eventual privatização da estatal YPFB.

A Bolívia é grande fornecedora de gás natural para a indústria paulista. O acordo estava em fase de renegociação quando Evo Morales foi derrubado.

O “pagamento” ao apoio brasileiro ao golpe pode se dar na redução do preço do gás e nos processos de privatização da YPFB, negócios que Camacho potencialmente poderia influenciar para beneficiar empresários brasileiros, ligados ou não ao governo Bolsonaro.

A wiphala na faixa diz muito. Quem coloca a faixa? Um militar.

Os golpistas da Bolívia contam com o apoio da Unitel, a Globo da Bolívia, sediada em Santa Cruz de la Sierra, que pertence a outro grupo econômico que pode ser beneficiado por privatizações.

Agora Jeanine se autoproclamou presidente, em sessão parlamentar sem quorum.

Brasil e Estados Unidos, promotores do golpe teocrático-militar com tinturas fascistas, reconheceram Jeanine imediatamente.

Ambos já haviam reconhecido Juan Guaidó, num padrão que demonstra o caráter internacional do golpe, dado provavelmente com apoio da Central de Inteligência Americana e do Mossad, através de intermediários.

Jeanine assumiu sorridente, fez discurso tendo ao lado a bandeira simbólica da maioria quéchuia e aymará da Bolívia (mantida na faixa presidencial), bandeira que ela própria havia desprezado anteriormente em discurso.

Seguidores de Luis Fernando Camacho, o ditador de fato da Bolívia, haviam queimado a wiphala nas ruas. Policiais foram gravados arrancando o símbolo de seus uniformes.

A “restauração” fascista da Bolívia quer acabar com o Estado Plurinacional criado por Evo Morales, que direcionou orçamento do gás natural a benefícios sociais para a maioria aymará e quéchua da Bolívia (cerca de 55% da população).

A imprensa local e brasileira desconhece os vídeos que provam o massacre a que estão sendo submetidos partidários do antigo governo, nas ruas e em casa.

Os vídeos registram a invasão de casas, o espancamento de partidários de Evo, pessoas mortas e feridas à bala — algumas vezes com o testemunho registrado de milicianos pró-Camacho, que humilham as vítimas, como se vê no vídeo abaixo.

Vídeo disseminado pelo perfil Redfish, no twitter.

As imagens são um exemplo do que pode acontecer no Brasil em um golpe bolsonarista, que teria apoio de milicianos, PMs, setores do Exército e dos Estados Unidos.

A Central Obrera Boliviana deu 24 horas para que a ordem constitucional seja restabelecida e ameaçou com uma greve geral de caráter nacional.

Lideranças indígenas, especialmente do município de El Alto, também prometeram se rebelar.

Porém, Evo Morales armou as Forças Armadas com aviões e blindados que agora passam a ser usados contra a população.

Enquanto Jeanine levava uma Bíblia ao Palácio Quemado, onde usurpou o cargo de presidente, era denunciada pelo presidente Evo Morales, exilado no México:

Se ha consumado el golpe más artero y nefasto de la historia. Una senadora de derecha golpista se autoproclama presidenta del senado y luego presidenta interina de Bolivia sin quórum legislativo, rodeada de un grupo de cómplices y apañada por FFAA y Policía que reprimen al pueblo.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

14 de novembro de 2019 às 19h25

https://twitter.com/i/status/1195017315089338373
Numerosa manifestación de sectores populares
ingresa a la ciudad de La Paz en rechazo a nuevo gobierno.
https://twitter.com/FreddyteleSUR/status/1195017315089338373

Miles de indígenas bolivianos se mantienen movilizados este jueves
para rechazar el golpe de Estado contra el presidente Evo Morales,
y exigen la renuncia de la senadora Jeanine Añez, quien se autoproclamó
presidenta interina.
https://videos.telesurtv.net/video/802914/mov-sociales-exigen-renuncia-de-autoridades-de-facto-en-bolivia/

Responder

Zé Maria

14 de novembro de 2019 às 19h14

Cientos de mujeres campesinas
aimaras se movilizan en La Paz
contra el nuevo gobierno.
#GolpeDeEstadoEnBolivia
#EvoEsElPresidente
https://twitter.com/Agitacion_/status/1195054810682273793

Saldo do Golpe Militar ‘cristão’ na Bolívia, até o 12h de hoje (14):

12 Mortos e 530 Feridos, entre os quais mulheres, adolescentes e crianças.

https://www.prensa-latina.cu/index.php?o=rn&id=320990&SEO=al-menos-12-muertos-tras-golpe-de-estado-en-bolivia

Responder

Zé Maria

14 de novembro de 2019 às 19h00

“A ‘presidenta’ que se auto-proclamou na Bolívia
chamando os índios de demônios por causa da religião deles…
mas olha que desgraçada!
A extrema direita é uma desgraça”
https://twitter.com/adolphoguiroto/status/1194627550120529922

“Queria que alguém avisasse aos cambas (“brancos”) bolivianos
que fora da Bolívia eles são considerados tão índios
quanto os índios que eles odeiam.
A América branca é uma ilusão tosca e genocida.”
https://twitter.com/biabionica/status/1193901849750978560

Cambada de Branquelos é Redundância …

Responder

Zé Maria

14 de novembro de 2019 às 18h42 Responder

LuisCPPrudente

14 de novembro de 2019 às 09h17

Igrejas evangélicas de diversas matizes (neo-fascistas, neo-pentecostais, neo-progressistas, neo-democráticas) todas franquias de muita rentabilidade econômica, juntamente com os grandes meios de comunicação (organizações criminosas que se transformaram em partidos políticos nos legislativos, atuantes e sem representação no parlamento!) como a sonegadora, criminosa e mentirosa Rede Globo (famiglia Marinho), como a “religiosa” Rede Record (famiglia Edir Macedo IURD) são grandes exemplos de que é necessário fazer a regulamentação dos meios de comunicação. Também é necessário regulamentar a atividade lucrativa das igrejas (todas, com pouquíssimas exceções, não incluindo a Igreja Católica nestas exceções) que manipulam seus fiéis devotos e são exemplos gritantes e clássicos de serem o ópio que anestesia a mente das pessoas e as tornam marionetes dos interesses privados dessas mesmas igrejas.

Responder

Zé Maria

13 de novembro de 2019 às 18h51

https://youtu.be/kxC_80A8OlI?t=589
Intervenção da Representante Permanente de México na OEA
Sessão Extraordinária do Conselho Permanente da Organização,
sobre a situação na Bolívia, realizada em 12 de novembro de 2019:
https://www.gob.mx/cms/uploads/attachment/file/509933/MEXICO_INTERVENCIO_N_CP_BOLIVIA_121119.pdf

https://www.prensa-latina.cu/index.php?o=rn&id=320550&SEO=encontronazo-por-bolivia-en-oea-entre-delegada-mexico-y-luis-almagro

Responder

Zé Maria

13 de novembro de 2019 às 17h32

https://www.prensa-latina.cu/images/2019/noviembre/13/z-kristina.jpg
“Foi instalada uma nova moda na Améria Latina:
parece que os povos já não elegem os Presidentes …
Agora, se autoproclamam com grande patrocínio midiático
e imediato reconhecimento de já sabemos quem.
O curioso, ademais, é que dizem fazê-lo
em nome da democracia.”
https://twitter.com/CFKArgentina/status/1194631766721490945

https://www.prensa-latina.cu/index.php?o=vt&id=sudamerica&page=1

Responder

Zé Maria

13 de novembro de 2019 às 16h42

https://twitter.com/i/status/1194695485396865030
Senadora Adriana Salvatierra , que há alguns dias
se viu forçada a renunciar a Presidência do Senado,
sob ameaças das Milícias do Fascista LF Camacho,
acaba de ser espancada pela Polícia e impedida de
entrar no Prédio do Congresso Nacional da Bolívia.
Há quórum e a presença de 2/3 de Parlamentares,
a maioria do Partido de Evo Morales, em condições
de votar qualquer deliberação legislativa.
Por isso, o Aparelho Repressor Policial foi acionado
para impedir a abertura da Sessão do Congresso.
Falta pouco para que fechem o Poder Legislativo e
instaurarem em definitivo a Ditadura Civil/Militar.

Responder

Zé Maria

13 de novembro de 2019 às 15h53

https://twitter.com/pablovillaca/status/1194623641180200960

Só pode se esperar a práticas dos Crimes mais Diversos
de um Mafioso, Chefão de Milícia, que desgoverna o Brasil.

Responder

Marys

13 de novembro de 2019 às 10h24

A ÁGUIA ESTÁ SOLTA!
VAI RAPINAR TUDO DE BOM QUE AINDA EXISTE DA AMÉRICA LATINA E TRANSFORMÁ – LA NA LATRINA DE TIO SAM!

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.