VIOMUNDO

Diário da Resistência


Bolsonaro compara preços de alimentos no Brasil aos dos EUA, onde salário mínimo é de R$ 13 mil mensais
Você escreve

Bolsonaro compara preços de alimentos no Brasil aos dos EUA, onde salário mínimo é de R$ 13 mil mensais


08/10/2021 - 09h35

Da Redação

O presidente Jair Bolsonaro apostou na ignorância de seus seguidores na live em que comparou preços de alimentos no Brasil com os dos Estados Unidos.

Foi uma tentativa de explicar a disparada de preços que está penalizando os mais pobres aqui.

A inflação em setembro chegou a uma taxa anualizada de 10,25%, a mais alta para o mês desde 1994.

O consumo de ossos, pés de frango e restos de peixe e a adoção da lenha e do álcool para cozinhar materializam isso.

Bolsonaro quer convencer o público que a inflação é um sintoma da pandemia e que está sendo registrada na Europa e nos Estados Unidos.

Ele disse que o preço da batata, por exemplo, é de 4 reais no Brasil e o equivalente a 15 reais nos Estados Unidos.

O presidente da República não disse de onde tirou os preços norte-americanos, pois eles variam enormemente de um estado a outro.

Ele também não explicou uma diferença óbvia entre os dois paises: o salário mínimo.

No Brasil, está em R$ 1.192,00.

Nos Estados Unidos, é variável.

Estados como Nova York, Connecticut, Florida, Massachusetts, New Jersey, Illinois, Maryland e Rhode Island já adotaram ou estão adotando gradualmente o salário mínimo equivalente a — pelo câmbio de hoje — R$ 13.198,40 mensais, para quem trabalha 40 horas por semana. São 15 dólares por hora trabalhada.

Ou seja, relativamente ao norte-americano, o brasileiro está pagando mais caro pela batata!

Bolsonaro, na sua explicação simplória, também não disse que milhões de brasileiros estão sobrevivendo na informalidade, o que não lhes garante nem mesmo um salário mínimo por cabeça por mês.

O desemprego nos EUA está em 5,1%, contra 14,6% no Brasil, pelas estatísticas oficiais.

Tudo isso não é fruto apenas da pandemia de coronavírus, mas principalmente da política econômica do ministro Paulo Guedes, que concorda com a dolarização dos preços de combustíveis adotada no governo golpista de Michel Temer e apostou no real desvalorizado para favorecer o agronegócio.

Quanto mais o agronegócio exporta, mais caros ficam os alimentos no Brasil — o governo Bolsonaro desmontou o esquema de estoques reguladores do governo federal.

O ministro da Economia já defendeu o dólar alto alegando que até as empregadas domésticas estavam viajando para a Disney, nos Estados Unidos.

Com sua política, Guedes penalizou os mais pobres e favoreceu latifundiários e a si mesmo.

O ministro da Economia tem cerca de U$ 10 milhões depositados em uma empresa offshore nas ilha Virgens britânicas, que ele poderá movimentar depois de deixar o cargo no governo Bolsonaro.

O IPCA de agosto, anualizado, atingiu alta de 9,68%, contra taxa de 5,3% de inflação nos Estados Unidos nos últimos 12 meses.





12 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Joel Lins

08 de outubro de 2021 às 19h35

É o governador que aumenta a gasolina ?
Governador safado !

Responder

Karina Benn

08 de outubro de 2021 às 16h50

https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2021/10/08/pessoas-buscam-ossos-de-carne-na-cacamba-de-descarte-do-mercadao-centro-de-sp.ghtml
Tá aí o resultado prático do golpe.
Tudo ao contrário do que disseram os malacos golpistas.
Antes de seguir a Miriam leitão ou a veja, veja bem.

Responder

Zé Maria

08 de outubro de 2021 às 13h43

“Só teria explicação subordinar o preço nacional ao internacional,
se o Brasil fosse importador de Petróleo, mas o Brasil é autossuficiente.
O que a Petrobras está fazendo é acúmulo de dinheiro para pagar os acionistas,
principalmente os americanos.
Não tem explicação aumentar o preço do combustível por causa do preço
internacional.
O Brasil pode ter um preço próprio. Não tem explicação”.
“Estão vendendo tudo que a gente tinha,
gasodutos, a BR (Distribuidora)
e vão perdendo o controle o preço do combustível”.

LULA
Em entrevista à Rádio Capital
FM 101.9, de Cuiabá (MT)
https://twitter.com/LulaOficial/status/1443188485477785603
https://lula.com.br/lula-nao-tem-explicacao-esse-aumento-da-gasolina/

Responder

Zé Maria

08 de outubro de 2021 às 13h31

Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) – usado para reajustar Aluguéis –
acumula Alta de 16% no Ano e de 24,86% em 12 Meses, até Setembro de 2021.

https://portal.fgv.br/noticias/igp-m-resultados-2021

Responder

Karol Malaquias

08 de outubro de 2021 às 13h28

E qto custa o litro da gasolina nos EUA ?
Qto custa o litro do diesel nos EUA ?

Qto pagaria para encher o tanque do meu uno nos EUA ?
Caso vendessem esse carro lá.

Responder

    Zé Maria

    08 de outubro de 2021 às 15h27

    Seria Interessante você receber seu Salário em Dólar.

Zé Maria

08 de outubro de 2021 às 13h06

Bolsonaro e Guedes dizem que “Tá Caro Tudo até os Ovos”.

Responder

Zé Maria

08 de outubro de 2021 às 12h21 Responder

Mancini

08 de outubro de 2021 às 12h14

Falácia é a especialidade dele!!! https://refazenda2010.blogspot.com/

Responder

Zé Maria

08 de outubro de 2021 às 12h04

Excertos e Adendos

“Tudo isso não é fruto apenas da pandemia de coronavírus,
mas principalmente da política econômica do ministro
Paulo Guedes, que concorda com [ou coordena] a dolarização
dos preços de combustíveis adotada no governo golpista
de Michel Temer e apostou no real desvalorizado para
favorecer o agronegócio.

Quanto mais o agronegócio exporta, mais caros ficam os
alimentos no Brasil — o governo Bolsonaro desmontou
o esquema de estoques reguladores do governo federal. (!!!)*
[…]
Com sua política [cambial], Guedes penalizou os mais
pobres e favoreceu latifundiários e a si mesmo.”

*(https://ojoioeotrigo.com.br/2019/11/por-que-o-fim-dos-estoques-publicos-de-alimentos-do-brasil-e-um-problema/)
(https://www.brasildefato.com.br/2020/09/16/artigo-o-desmonte-da-conab-e-a-politica-agricola-suicida-do-governo-bolsonaro)

A Dolarização do Preço do Óleo Diesel encarece
a maioria dos Produtos, e a Gasolina em Dólar
aumenta o Valor dos Serviços, onerando o Custo
de Vida de Todas das Famílias Brasileiras Pobres
e de Classe Média.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding