VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Delegado da PF que denunciou Salles expõe documentos que demonstram fraude na exportação de madeira; vídeo
O delegado da PF Alexandre Saraiva apresentou ao STF notícia-crime contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Fotos: Divulgação
Você escreve

Delegado da PF que denunciou Salles expõe documentos que demonstram fraude na exportação de madeira; vídeo


26/04/2021 - 15h41

Delegado fala sobre notícia-crime contra ministro do Meio Ambiente em audiência pública

Alexandre Saraiva, delegado da PF, fala hoje, segunda (26), em audiência pública na Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados; ele apresentou notícia-crime contra o ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles ao STF

Por Pedro Calvi, CLP

A audiência pública, em formato virtual, acontece às 16h e será transmitida ao vivo pelos canais oficiais da TV Câmara e pelo Youtube da Câmara dos Deputados.A Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados é presidida pelo deputado Waldenor Pereira (PT/BA).

A proposta do encontro foi apresentada pelos parlamentares Joseildo Ramos (PT/BA) e Paulo Teixeira (PT/SP) e subscrita por João Daniel (PT/SE).

“Um ministro que aparece na frente de 200 mil metros cúbicos de madeira derrubados de forma ilegal, além da prevaricação, esse ministro ajuda a destruir oportunidades para nosso país, ainda mais em tempos de pandemia, desafiando parceiros econômicos”, afirma o presidente da CLP.

Exatamente no momento em que os Estados Unidos retornam oficialmente ao Acordo de Paris sobre o Clima e convocam uma Cúpula de Líderes sobre o Clima, o Brasil é visto como um dos grandes vilões mundiais contra o meio ambiente, acusado de facilitar o desmatamento e a consequente emissão de gases de efeito estufa.

O ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles tem sido acusado de ser um promotor do desmatamento, de proteger e incentivar madeireiros e latifundiários na destruição de florestas, na redução de parques nacionais, no avanço sobre terras indígenas.

Alexandre Saraiva, enquanto Superintendente da Polícia Federal do Amazonas, ao enfrentar o ministro, acusando-o de interferências indevidas no trabalho da Polícia Federal e de defender madeireiros flagrados praticando desmatamento ilegal na Amazônia, tornou-se alvo do governo federal e foi demitido pelo Diretor Geral da PF.

Sua demissão foi publicada no Diário Oficial da União no último dia 20.

A saída do delegado foi anunciada um dia depois dele levar notícia-crime contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Saraiva acusa o ministro de interferências indevidas no trabalho da Polícia Federal e de defender madeireiros flagrados praticando desmatamento ilegal na Amazônia.

O deputado Joseildo Ramos considera ser este “um debate oportuno porque trata de um fato execrável. Um delegado, cumprindo seu papel, inclusive defendendo a natureza, encontra pela frente um ministro ideológico que defende a grilagem e os extrativistas”.

 





Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding