VIOMUNDO

Diário da Resistência


Altamiro Borges: Há algo de podre na venda das camisetas anti-Dilma
Você escreve

Altamiro Borges: Há algo de podre na venda das camisetas anti-Dilma


12/04/2015 - 20h40

Captura de Tela 2015-04-12 às 21.09.37

Estadão: “Embora cobrem transparência e lisura do governo federal, Vem Pra Rua, Movimento Brasil Livre e Revoltados On Line não fornecem nota fiscal de venda das camisetas que levam suas marcas”.

O lucrativo negócio dos golpistas

por Altamiro Borges, em seu blog

O jornal Estadão, que não esconde a sua simpatia pelas marchas golpistas contra o governo Dilma, publicou neste domingo (12) uma curiosa reportagem –- assinada pelos jornalistas Ricardo Galhardo, Vamar Hupsel, Ricardo Chapola e Fábio Leite. Ela questiona as fontes de arrecadação dos grupos que organizaram os recentes protestos –- que pedem desde o impeachment da presidenta até o retorno dos militares.

“Embora cobrem transparência e lisura do governo federal, Vem Pra Rua, Movimento Brasil Livre e Revoltados On Line não fornecem nota fiscal de venda das camisetas que levam suas marcas e serão usadas por muitos manifestantes nos protestos de hoje. A comercialização das peças, bem como as doações recebidas, são as justificativas usadas por eles para financiar suas atividades”.

Ainda segundo a minúscula matéria, “Revoltados On Line e Movimento Brasil Livre vendem seus produtos pela internet e as entregam pelo correio sem o documento fiscal. Ambos argumentam que não são uma empresa formal. O Vem Pra Rua montou um ponto de venda na papelaria Paperchase, no Itaim Bibi, bairro nobre da zona sul de São Paulo. A reportagem comprou uma camiseta e pediu a nota, mas não recebeu. Somente depois de questionar o porta-­voz do movimento, Rogério Chequer, o documento foi fornecido ­ em nome da papelaria… Na segunda-­feira, o Estado enviou questões aos três movimentos sobre fontes de recursos, organização jurídica, nomes de integrantes, ligações externas e processos decisórios. O Vem Pra Rua respondeu parcialmente. Marcello Reis, do Revoltados On Line, alegou falta de tempo. Renan Santos, do MBL, não respondeu”.

A breve reportagem do Estadão indica que não dará para esconder por muito tempo as nebulosas transações – e os suspeitos vínculos – destes grupos fascistoides. Através dos blogs e redes sociais, inúmeras denúncias já circularam pela internet. Aos poucos e em doses discretas, a mídia golpista vai sendo forçada a abordar as fontes de financiamento destas sinistras organizações.

Na semana passada, a própria CBN – a rádio que toca mentira da Rede Globo – deu mais algumas pistas num comentário do radialista Leopoldo Rosa. Vale conferir alguns trechos da reportagem intitulada “Grupos que organizam protestos contra a presidente Dilma Rousseff atingem profissionalização”.

“O maior trio elétrico do Brasil. Equipamentos alugados a diárias de R$ 20 mil. Filiais em 130 cidades. Pelo menos quatro grandes entidades organizadoras. Essa descrição caberia muito bem a qualquer show ou grande evento, mas a estrutura e organização é para o protesto contra a presidente Dilma Rousseff, no dia 12 de abril. Os grupos que convocam os atos estão cada vez mais organizados. Alguns viraram pessoa jurídica, outros estão ganhando administradores em diversos estados, além de páginas na internet e pessoas que ajudam a convocar e divulgar os atos. O fundador do Revoltados Online, Marcello Reis, diz que o grupo, que defende o impeachment da presidente quer se transformar em associação para ampliar a arrecadação por meio de mensalidades”.

“Deve ser deste grupo o maior carro de som na Avenida Paulista, a diária do equipamento custa R$ 20 mil. No Rio de Janeiro, o grupo deve levar cinco carros que já vão começar a rodar nesta semana, anunciando a manifestação. Em outros estados, o número de carros ainda não foi definido. Depende de quanto os grupos vão arrecadar até lá. Além das doações que já recebe, o Revoltados Online também comercializa camisetas. Uma peça chega a custar R$ 175. O Movimento Brasil Livre, um dos maiores organizadores do protesto também investe na venda de itens pela internet. No entanto, Renan Santos, líder do movimento rejeita o que chamou de gourmetização das manifestações”.

A reportagem até tenta aliviar a barra dos grupelhos oportunistas, mas não consegue esconder totalmente a sujeira fascistoide. Pelo jeito, há algo de muito podre nos porões destas marchas!

Leia também:

Globonews lê cartazes contra Dilma e pelo impeachment, mas não a faixa que defende a Globo e o golpe militar 





26 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Carlos Salgado

13 de abril de 2015 às 14h35

É muito curioso que os coxinhas do Estadão peguem o “Al Capone” por causa de notas fiscais de camisetas de movimento. É a cobra que come a própria cauda.

Responder

Marat

13 de abril de 2015 às 13h49

É preciso ficar atento se esse grupelho está recebendo dinheiro de países que patrocinam o terrorismo, como EEUU, Inglaterra ou outro protetorado dos EEUU.
Tivéssemos nós um Judiciário com jota maiúsculo, um Ministério da Justiça efetivo, uma Polícia Federal com nacionalistas, as coisas poderiam ser diferentes…
Já pararam para pensar que esses eventuais terroristas poderiam ter sabotado o Porto de Santos?

Responder

C.Paoliello

13 de abril de 2015 às 11h44

É público e notório que o financiamento destes neofascistas/psicopatas vem de agências estrangeiras, passando por ONG’s laranjas instaladas aos montes no sul e no sudeste, com falsos objetivos. Assim que funcionou na Ucrânia para o golpe que colocou a quadrilha de malfeitores e neonazistas no poder central, visando acercar-se da Rússia para intimidá-la. O problema é que os russos não são passíveis de intimidação por país nenhum tendo Forças Armadas que teem um histórico de vitórias memoráveis, contra Napoleão Bonaparte e contra a Alemanha nazista.

Responder

Fabio SP

13 de abril de 2015 às 11h29

KKKKK… se pegar um desses vendedores e também dos churrasquinhos, verão que são todos eleitores do Haddad….

Responder

Wendel

13 de abril de 2015 às 11h21

Qualquer semelhança com os grupos que tuam na Venezuela, Argentina, Bolivia e vários outros, cujos governos não são simpáticos ao império, têm seus finnanciamentos bastante obscuros, mas…..
Onde está a ABIN e os agentes não enganjados para investigarem ?
Estou pagando pra ver !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

Lafaiete de Souza Spínola

13 de abril de 2015 às 10h58

Infelizmente, grande parte do nosso povo tem sido e continua em constante manipulação.

Noam Chomsky: “Manter o público na ignorância e no disparate, atuar de modo a que o público seja incapaz de compreender as tecnologias e os métodos utilizados para o seu controle e a sua escravidão.
“A qualidade da educação dada às classes inferiores deve ser de baixa qualidade, de tal modo que o fosso da ignorância que isola as classes inferiores das classes superiores permaneça incompreensível pelas classes inferiores”.

As classes superiores formadas para serem os especializados, para servir aos verdadeiros donos do poder que possuem interna ou externamente o poder econômico formam o pequeno grupo que controla ou tudo procura controlar.

A grande maioria é tratada com desprezo e é encarada como um rebanho de ovelhas que pode ser conduzido com facilidade. Podem votar para manter as aparências. Faz parte do jogo, quando não necessitam do porrete.

Se os vencedores, nas eleições, não se conduzem como plenamente confiáveis, então, torna-se necessário afastá-los. Para isso usam de novos recursos da manipulação. É assim que surge uma jovem perguntando para a mãe: “Somos da direita ou da esquerda”? No fundo, a pobre mãe nem sabe o porquê de tudo. É o rebanho manipulável. Aí, nesse ambiente, os especializados ainda lucram vendendo camisetas. Afinal, tudo faz parte do mercado, mesmo o ato de manipular deve gerar algum lucro.

Para que o povo deixe de ser facilmente manipulável:
https://www.facebook.com/LafaieteDeSouzaSpinola/posts/462198843937529

Responder

Julio Silveira

13 de abril de 2015 às 10h31

Na verdade esse negocio e negociantes, representa apenas um micro cosmo dos negócios e negociantes, adversários do governo e da democracia brasileira. Sempre os mesmos a defender de forma hipocrita suas transações excusas sob as falsas bandeiras da moral e da pregação de boas intenções.

Responder

Daniel

13 de abril de 2015 às 08h16

Eu estive conversando com um russo estes dias atrás e ele me descreveu que está acontecendo a mesma coisa no país dele. Iniciativas patrocinadas por interesses estrangeiros visando desestabilizar os países para colocar no governo dos mesmos pessoas que sejam submissas aos interesses destes patrocinadores. Só que lá o povo está ciente disso, enquanto que por aqui o brasileiro comum mais uma vez paga de otário e engole a isca com azol e chumbada.

Responder

    Wendel

    13 de abril de 2015 às 11h26

    Daniel, está mais claro que nunca, mas os idiotas, manipulados pela mídia prostituta, não são capazes de enxergar o óbvio. Ou não querem, o que é mais provável!!!
    Os perdedores, têm mais que enfiar o dedo e rasgarem !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Helena Bastos

13 de abril de 2015 às 07h42

A alckmia golpista: a ignorância de muitos aquecida pelo medo manipulado por poucos resulta em ódio cego desmesurado.

Responder

Walter

13 de abril de 2015 às 07h00

O que me deixa p… Da vida é a inocência ou a conivência do PT, enquanto partido no poder , com a roubalheira.
O que está matéria ilustra é a famosa lei de al capone.
Se você não consegue os pegar pelos diversos outros crimes , pode saber, sempre vai pegá-los por sonegação fiscal.
Se o PT tivesse usado disso para pegar a Globo, a RBS, os bancos, os milionários, não estaria hoje associado pelos big sonegadores, à pecha de partido da corrupção.
A corrupção é um fato que depende do prisma de quem enxerga e de suas más ou boas intenções.
A sonegação só tem um prisma. E a marca da direita capitalista é a sonegação,. No mundo todo.

Responder

Adilson

13 de abril de 2015 às 01h08

ESSE POVO MUITO ‘’BEM INFORMADO’’ (?) É O POVO QUE FAZ PASSEATA CONTRA O GOVERNO.
https://youtu.be/S__k8Rpe0OE

Responder

NPFreitas

13 de abril de 2015 às 00h40

Isso tudo vai dar “xabu” qndo o morro e a periferia iniciarem suas manifestações, começarem a exigir respeito. Basta uma, pra encerrar a onda coxinha.

Responder

Renato

13 de abril de 2015 às 00h39

Seria interessante essa gente ir trabalhar. Se querem ir pra rua, ótimo, tem todo o meu apoio se for pra lutar contra a roubalheira antes mesmo dos governos do PARTIDO DOS TRABALHADORES. Como já sabemos que este não é o objetivo, esses grupos perderão a credibilidade dos demais braseiros e brasileiras, pessoas essas sérias, não truculentas e acima de tudo ordeiras. Os meios de comunicação que estão nesse mesmo barco, isto é, junto com tais movimentos também vão perdendo a credibilidade. E que assim seja.

Responder

Adilson

13 de abril de 2015 às 00h04

Suposta estrangeira que veio ao Brasil para salvar a pátria: http://www.youtube.com/watch?v=Hjf5Btv80x0
Só não é mais ridículo por que se tornou cômico.

Responder

Mário SF Alves

12 de abril de 2015 às 23h05

“Aos poucos e em doses discretas, a mídia golpista vai sendo forçada a abordar as fontes de financiamento destas sinistras organizações.”
______________________________
Pois é.
________________________________________________
Mais um capítulo das memórias de uma outra guerra suja.
Enquanto isso o Tribunal de Nuremberg vai virando fichinha perto da judicialização midiática contra o PT. E, óbvio, só contra o PT.

Responder

Marat

12 de abril de 2015 às 23h01

Creio que na terceira edição da intentona, na qual irão mais ou menos 20.000 desocupados, as chamadas da globo receberão patrocinadores: Alstom, TCE-SP, Metrô-SP, Siemens, Merdonalds, Coca-Cola, Diletto, Itausurário, HSBC, Chevron, Ford etc., etc., etc.

Responder

Marat

12 de abril de 2015 às 22h50

Daqui a pouco, comercializarão AR-15 e C-4.

Responder

Marat

12 de abril de 2015 às 22h43

Caberia ao ministro da justiça e a PF darem uma olhadinha nisso, ou fica assim mesmo?
Ah, eu cobro honestidade dos outros, mas de vez em quando, eu, que sou um burguês fascistóide, posso cometer um deslize pequeninho, afinal de contas, muitos empresários sonegam, não é mesmo?

Responder

Mauro

12 de abril de 2015 às 22h19

Pode mesmo é a lama que vaza sem parar da Petrossauro…

Responder

Adilson

12 de abril de 2015 às 22h14

A Operação Zelotes foi descrita pela Carta Capital. Mino demonstra como a “Zelite” esmagou o leão, eis que o desvio de dinheiro público é duas vezes maior do que o escândalo da Lava Jato. Ou seja, sonegação e evasão fiscal é a especialidade dos coxinhas.

Responder

Betinho

12 de abril de 2015 às 22h07

O “super juiz” Moro já decidiu: isso não vem ao caso! O “supremo juiz” Mendes já preparou um habeas corpus preventivo!

Responder

Messias Franca de Macedo

12 de abril de 2015 às 21h42

UM POUCO SOBRE A FALTA DE CARÁTER DO MOLEQUE CRIMINOSO dePUTAdo “RATO bochechudo” do CORRUPTO PSDB!

Canalha e covarde!

#######################

PML: SAMPAIO USOU TRUQUE AUTORITÁRIO NA CPI

Em novo artigo o colunista Paulo Moreira Leite afirma que o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) se inspirou no apresentador Flávio Cavalcanti na tentativa de humilhar João Vaccari, tesoureiro do PT, na sessão em que ratos foram soltos no plenário da Câmara; “Tirando e colocando seus óculos, em gestos mecânicos, repetitivos, o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) reproduziu um gestual clássico da TV brasileira em sua época mais deprimente, o autoritarismo da fase Médici, do Brasil ‘Ame-o ou Deixe-o'”, lembra PML; “O ‘Programa Flávio Cavalcanti’ tinha uma mensagem social desprezível. Sua finalidade era humilhar quem não podia se defender”; as agressões prosperam, diz ele, num ambiente de escalada autoritária; “O país não está sob uma ditadura mas não faltam seus nostálgicos, cada vez mais ativos, descarados. Gritam, bufam. Planejam”

12 DE ABRIL DE 2015 ÀS 12:36

(…)

FONTE [LÍMPIDA!]: http://paulomoreiraleite.com/2015/04/12/ratos-e-homens-na-historia/

####################

Messias Franca de Macedo
Feira de Santana, Bahia
República Desses Bandidos de Terno e Gravata IMUNDAS!

Responder

    Marat

    12 de abril de 2015 às 22h49

    Pesquisem no Diário Oficial Legislativo os projetos de Lei deste crápula…

Guilherme

12 de abril de 2015 às 21h31

Quem vai fiscalizar a falta de nota fiscal? O fisco paulista?

Responder

José Carlos Vieira Filho

12 de abril de 2015 às 21h06

Que tal começar a pesquisa pelo NED?

Responder

Deixe uma resposta para Carlos Salgado

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding