VIOMUNDO

Diário da Resistência


Acampamento Lula Livre já tem duas mascotes: Lulinha e Resistência
Joka Madruga/PT e reproduçãp
Você escreve

Acampamento Lula Livre já tem duas mascotes: Lulinha e Resistência


17/04/2018 - 01h54

Lulinha e Resistência. Joka Madruga/PT e reprodução

Acampamento Lula Livre tem dois mascotes: Lulinha e Resistência

As duas cachorrinhas foram acolhidas pelos militantes que fazem vigília pela liberdade do ex-presidente e agora recebem alimento, carinho e atenção

por Thea Tavares, para a Agência PT de Notícias 

Duas cachorrinhas, sem raça definida e sem coleira de identificação, que vagavam há dias pelas imediações do Acampamento Lula Livre, no bairro Santa Cândida, em Curitiba, foram acolhidas pelos acampados e, agora, recebem alimento, carinho e atenção.

“Lulinha”, de pelo branco e com médio porte, foi encontrada pelo Caubói, da Caravana de Londrina.

Era madrugada, fazia frio e ela estava vagando muito fraca e esfomeada pela região. Caubói e um vizinho do acampamento trataram de garantir os primeiros cuidados à cachorrinha: água limpa, comida e coberta.

Também percorreram as redondezas para saber se alguém tinha perdido um cãozinho com essas características, mas foi em vão.

Arrumaram uma coleira para passear com ela e as pessoas se revezam nessa função. Sempre tem alguém passeando e cuidando dela.

Uma tarde dessas, Lulinha se soltou e foi parar do outro lado do acampamento. Ficou apreensiva e triste, mas bastou rever o londrinense Caubói para fazer festa, lamber seu rosto todo, como sabemos que ficam quando estão felizes.

Caubói tem três cachorrinhos em casa e já avisou à família que Lulinha integrará o grupo, mas só depois que voltarem para casa.

Os acampados, sempre que encontram um bichinho vagando, saem perguntando pela vizinhança do prédio da Polícia Federal, no posto de combustíveis, nos demais comércios da região. Foi assim que acharam recentemente o dono de um cachorro preto que estava perdido.

Ao cuidar, asseguram alimentação, atenção e abrigo. Estabelecem lugar para o xixi e o cocô do bichinho e se responsabilizam pela limpeza do local, bem como pelos passeios, sempre guiados por coleira.

Outro caso emblemático dessa acolhida e do respeito aos animais é a história da cachorrinha Resistência, que integrantes da caravana do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC encontraram vagando na via rápida.

Ela é filhote ainda e já perguntaram em tudo quanto foi canto e não encontraram quem se identificasse como dono da cachorrinha.

Resistência foi adotada, colocaram nela uma bandana da campanha #LulaLivre e improvisaram uma cobertura de abrigo da chuva e do frio.

Resistência passa de colo em colo no acampamento e já virou a mascotinha do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, seu futuro lar em São Bernardo do Campo, SP.

Leia também:

A carta de Lula ao acampamento da resistência em Curitiba



4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

marcy hosken portes

18 de abril de 2018 às 18h55

Quanta tristeza e indignaçao , Lula livre! Daqui da Franca vai toda minha solidariedade à todos voces que lutam contra a Injustiça!

Responder

a.ali

17 de abril de 2018 às 23h04

fazer o bem sem olhar a quem! além da vigilia, ainda, cuidam dos [email protected] … aqui, sim, é de gente do bem!

Responder

FrancoAtirador

17 de abril de 2018 às 17h54

Furto Suspeito e Preocupante

Furtaram Documentos, Inclusive o Passaporte, do Lula,
de dentro de um Carro da Assessoria do PT, que estava
Estacionado próximo a um Hotel no Centro de Curitiba,
onde integrantes do PT estão hospedados.

Responder

    FrancoAtirador

    17 de abril de 2018 às 17h56

    “Roubaram objetos pessoais do presidente, roupas limpas, roupas de cama, cartas que escreveram pra ele, pasta com documentos que foram buscados no escritório de advocacia, passaporte, talões de cheque. Nós fizemos uma reclamação, mas estamos muito preocupados com isso, já que o presidente vem sendo vítima de uma série de irregularidades. Precisamos de esclarecimentos urgentemente”,
    relatou a senadora Gleisi Hoffmann, presidente do Partido dos Trabalhadores (PT).


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!