VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Só um deles coloca em risco os velhinhos
Reprodução de vídeo
TV

Só um deles coloca em risco os velhinhos


26/03/2020 - 12h18

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - A mídia descontrolada e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

26 de março de 2020 às 17h43

A toda velocidade, o “Programa Solução Final” de Bolsonaro/Guedes/Moro …

https://t.co/FBC7VE2Tgr

Desgoverno deixa caducar Medida Provisória que garantia
o 13º a beneficiários do Bolsa Família e do BPC.
MP 898/2019 perdeu a validade em 25 de Março, quarta-feira.

Em meio às discussões sobre o novo coronavírus, perdeu a validade a Medida Provisória 898/19 que garantiria o 13º salário do Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

A Comissão Mista do Congresso Nacional que discutia o tema aprovou o parecer
do relator, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), em 3 de março, mas o texto
precisava passar pelos Plenários da Câmara e do Senado.

Para que não perdesse a validade, as duas votações precisariam acontecer
até terça-feira (24/3).
A versão aprovada pelos parlamentares tornaria permanente a política adotada
no ano passado pelo governo e estenderia a parcela extra a idosos e deficientes
de baixa renda que recebem o BPC.

A versão enviada pelo presidente Jair Bolsonaro previa o 13º apenas em 2019
e ao Bolsa Família.

Randolfe criticou a “demagogia” do governo, que deixou a MP caducar.

“Essas famílias, mais do que nunca, vão precisar desses benefícios
e o governo demagogo barrou.
É um covarde!”, disse, no Twitter, nesta quarta-feira (25/3). (https://twitter.com/randolfeap/status/1242914479437942785)

A medida custaria os cofres públicos R$ 7,38 bilhões por ano, de acordo com o relator: R$ 2,58 bilhões para pagar o 13º dos beneficiários do Bolsa Família e outros R$ 4,8 bilhões para quem recebe o BPC.

O Ministério da Economia se posicionou contra a medida, com o argumento
de que a despesa era insustentável.

Os parlamentares, entretanto, decidiram que a fonte de financiamento
seria a tributação de 15% dos rendimentos de fundos de investimentos fechados,
geralmente opção de segmentos de alta renda e milionários.

Pelos cálculos do relator, a cobrança renderia uma arrecadação R$ 10,7 bilhões
ao ano, valor suficiente para pagar os benefícios, com uma sobra de R$ 3,32 bilhões.

| Reportagem: Alessandra Azevedo | Correio Braziliense | 25/03/2020 |

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2020/03/25/interna_politica,836651/mp-que-garante-13-a-beneficiarios-do-bolsa-familia-e-do-bpc-perde-val.shtml

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.