VIOMUNDO

Diário da Resistência


Procurador concordou com advogado de Lula sobre Moro: “Esse povo do interior é muito simplório”
Reprodução de vídeo
Opinião do blog Política

Procurador concordou com advogado de Lula sobre Moro: “Esse povo do interior é muito simplório”


29/06/2019 - 10h52

Da Redação

Um inglês ininteligível.

Uma adoração pelos Estados Unidos, manifesta inclusive nas escolhas de citações que faz para justificar suas sentenças.

A vaidade de quem recebe prêmios públicos da TV Globo, da IstoÉ e da revista Time como se fosse uma estrela de cinema.

Em 21 de novembro de 2016, o advogado de defesa do ex-presidente Lula, José Roberto Batochio, discutiu com Moro e os procuradores da Lava Jato durante audiência do caso do tríplex, em Curitiba.

Protestando contra o fato de ter tido a palavra cassada, Batochio fez referência indireta ao provincianismo de Moro e denunciou o protagonismo acusatório do juiz:

Aqui o limite é a lei. A lei é a medida de todas as coisas. A defesa tem direito de fazer uso da palavra. Ou se vossa excelência quiser eliminar a defesa, e eu imaginei que isso já tivesse sido sepultado em 1945, pelos aliados, e vejo que ressurge aqui, nessa região agrícola do nosso país. Se quiser suprimir a defesa, não há necessidade nenhuma de continuarmos aqui.

A referência de Batochio à “região agrícola” pode sugerir paroquialismo, talvez desconhecimento das leis e atraso.

Agora, em nova troca de mensagens revelada pelo Intercept Brasil, fica claro que alguns integrantes do MPF já questionavam tanto a vaidade quanto o provincianismo de Moro e de sua esposa, Rosangela.

“Esposa de Moro comemorando a vitória de Bolso nas redes”, escreveu o procurador Alan Mansur em um grupo de procuradores em 28 de outubro de 2018, depois de confirmada a eleição de Jair Bolsonaro.

A colega Janice Ascari complementou: “Moro já cumprimentou o eleito. Como perde a chance de ficar de boa, puta que pariu”.

A essa altura, ainda não era público que o então juiz federal tinha sido sondado para ser ministro da Justiça de Bolsonaro entre o primeiro e o segundo turnos da eleição.

O procurador regional Luiz Fernando Lessa também participou da conversa pelo Messenger.

Mais ou menos na mesma linha de Batochio, escreveu sobre o comportamento de Moro: “Esse povo do interior é muito simplório”.

Questionado pelo Intercept, Lessa informou que apagou sua conta no Messenger, não tem cópia da mensagem e, portanto, não pode confirmá-la.

As mensagens que tem sido divulgadas pela equipe do jornalista e advogado Glenn Greenwald são de grupos de integrantes do MPF não necessariamente ligados à Lava Jato ou à Força Tarefa de Curitiba.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

29 de junho de 2019 às 22h04

“The Intercept” Cheka Monique
e confirma: É ela mesma,
Essa Monique é Cheker …

Responder

Zé Maria

29 de junho de 2019 às 18h18

https://pbs.twimg.com/media/D-PzGm1W4AAuGKE.png

O Procurador da Lava Jato Luiz Fernando Lessa
só faltou chamar o Moro de Marréco de Maringá!

Casal de Jecas Deslumbrados com o Poder
https://twitter.com/alexcastro_de/status/1144949664426463232

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.