VIOMUNDO

Diário da Resistência


Kátia Gerab Baggio: O ovo da serpente pode sair pela culatra
Política

Kátia Gerab Baggio: O ovo da serpente pode sair pela culatra


19/05/2015 - 14h54

paulofreire-600x400

O ovo da serpente fascista e o tiro que pode sair pela culatra

por Kátia Gerab Baggio

Vou arriscar uma aposta.

Que os veículos direitistas da mídia — principalmente através de colunistas raivosos como Reinaldo Azevedo e “jornalistas” quase inacreditáveis como Rachel Sheherazade (ambos merecem aspas na palavra jornalista) —, além de vídeos que circulam na internet de figuras de extrema-direita como Olavo de Carvalho, estão chocando o ovo da serpente fascista, isso já sabemos. A enorme votação, em 2014, do deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) é apenas uma das provas desse avanço da extrema-direita truculenta e sem escrúpulos.

Entretanto, arrisco dizer que algumas atitudes desses extremistas de direita e/ou oportunistas podem ser tiros pela culatra.

As agressões mal-educadas aos ex-ministros Guido Mantega, em um hospital, e Alexandre Padilha, em um restaurante; o “bundalelê” de militantes da Força Sindical em plena Câmara dos Deputados; os ratos (ou hamsters, tanto faz) soltos durante a sessão da CPI da Petrobras na qual era ouvido o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto; xingamentos e agressões a ciclistas na cidade de São Paulo (colocando, inclusive, suas vidas em risco), como reação às “ciclovias vermelhas do prefeito petista Fernando Haddad”; as ofensas repetidas de Jair Bolsonaro a mulheres (parlamentares ou não) e homossexuais; as manifestações preconceituosas e agressivas de direitistas contra negros, mulheres (feministas ou não), gays, militantes de movimentos sociais e de direitos humanos, além de nordestinos, podem provocar o aumento da rejeição a essa direita, que, sem dúvida, cresce no país.

É claro que a internet e as redes sociais contribuem imensamente para a exacerbação de truculências e desrespeitos (e aqui incluo alguns setores das esquerdas, ainda que minoritários).

Não tenho dúvida de que essa direita truculenta sempre existiu no Brasil. A história de violência contra os movimentos sociais e de superexploração do trabalho demonstra isso.

Mas a direita e a extrema-direita “saíram do armário”, nos últimos anos, como reação aos mais de 12 anos de governos federais liderados pelo PT, com a conivência, ou mesmo o apoio e estímulo, da mídia liberal-conservadora, explicitamente antipetista.

Entretanto, os exageros dessa direita truculenta, fora e dentro do Congresso Nacional, estão demonstrando o quanto essas pessoas desprezam a democracia e desrespeitam quem pensa diferente delas.

Ou seja, avalio que há dois movimentos em relação às direitas: de um lado, seu avanço inequívoco. De outro, a crescente exposição pública de sua truculência e desrespeito pelas regras básicas do regime democrático e da convivência social respeitosa das diferenças, diversidade e pluralidade.

Os mais de 12 anos de governos liderados pelo PT e os importantes avanços sociais conquistados nesses anos (ainda muito limitados, na verdade, diante da dimensão das desigualdades no Brasil) estão revelando, cada vez mais, um país que estava submerso, caracterizado pelo ódio de classe e rejeição às conquistas sociais e aos direitos humanos.

Ao mesmo tempo, a truculência dessa gente está cada vez mais exposta. E isso pode gerar, possivelmente, uma crescente rejeição ao avanço dessa direita agressiva por parcelas da sociedade brasileira que podem até ser conservadoras, mas não admitem esse circo infame que tem sido protagonizado por alguns parlamentares, setores da mídia e da própria sociedade.

Como escrevi no início, é uma aposta de que nem todos os setores da sociedade brasileira que fazem oposição ou têm restrições ao PT, aos governos liderados por petistas e/ou às esquerdas apoiam agressões, truculência e circo midiático e parlamentar (com minhas desculpas aos artistas circenses, que nada têm a ver com isso).

Professora de História das Américas na UFMG.

Leia também:

Ricardo Melo: PSDB prova do próprio veneno





15 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

roberto

26 de maio de 2015 às 20h00

Eles têm a boca suja , a truculência, a estupidez, a ignorância, a burrice, O PIG e o PSDB.
Mas eles não têm uma coisa , uma espécie de Arca da Aliança, ou Cálice Sagrado da política e da vida nacional, que estão guardados no nosso cofre, impenetrável , indestrutível e inexpugnável:……..
O VOTO
Sem ele , suas palavras ridículas e faixas disléxicas, alcançam apenas o seu vizinho de passeata brancaleonista e seguem vazias para o éter.

Responder

Urbano

26 de maio de 2015 às 18h46

E como se vê claramente no abre alas, a atualíssima preferência cultural… Nunca dantes a oposição ao Brasil leu tanto.

Responder

ricardo silveira

21 de maio de 2015 às 00h52

Professora, torso para que ganhe a aposta. Mas, o fato é que tanto a truculência dessa oposição idiotizada como a fragilidade do governo são fatos notórios. A aposta de que os supostos fascistas perderão a disputa política não é suficiente para se deixar de lamentar o tanto que já perdemos com uma administração débil. O atual Congresso dá a impressão de que andamos para trás quanto à qualidade da política, onde questões com argumentos fundamentalistas são recorrentemente invocados para defesa de posições. Os vazamentos seletivos das investigações da Lava Jato são preocupantes. Não há discussão de conteúdo sobre o que há de relevante ao país. Parece que não houve a recente Ditadura de mais de 20 anos. Estamos patinando, os avanços dos governos petistas devem ser reconhecidos, evidente, mas são muito poucos diante da desigualdade que ainda temos.

Responder

FrancoAtirador

20 de maio de 2015 às 11h02

.
.
Filho de Ricardo Noblat [Globo]
não foi agredido por ser jornalista.
Foi pela simples cor da camisa!
.
Por Fernando Brito, no Tijolaço
.
(http://tijolaco.com.br/blog/?p=26849)
.
.

Responder

FrancoAtirador

20 de maio de 2015 às 10h53

.
.
“A patologia dos paneleiros é tão insidiosa
que não poupa nem filhos e netos
de colunistas que os apoiam”
.
Palmério Dória
.
(https://twitter.com/palmeriodoria)
.
(http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/com-a-filha-no-colo-apresentador-guga-noblat-e-hostilizado-por-paneleiros-na-paulista)
(https://pt-br.facebook.com/monopolio.informacao/photos/a.220940641432782.1073741828.220775284782651/348903558636489/?type=1&fref=nf)
(https://pt-br.facebook.com/monopolio.informacao/photos/a.220940641432782.1073741828.220775284782651/349065618620283/?type=1&hc_location=ufi)
(http://www.diariodocentrodomundo.com.br/a-resposta-de-noblat-aos-paneleiros-que-hostilizaram-seu-filho-e-sua-neta-ficou-pela-metade)
(http://jornalggn.com.br/noticia/a-virulencia-na-rede-digital-por-luciano-martins-costa)
.
.

Responder

wendel

19 de maio de 2015 às 20h24

Se é a eclosão dos ovos da serpente, não resta a menor dúvida ! Quanto a serem eficientes em manipulações, com ajuda da midia prostituta, a meu ver não surtiu muito efeito, e prova distgo foram as eleições e reeleiççoes do Lula e da Dilma, que os fizeram sair do armário!
Não vejo como ameaças, pois os enrustidos que se diziam sociais-democratas mostraram suas caras e hj, só não os vêem que não quer. Estão todos aí, para êxtase e delírio dos extremistas!
Vamos continuar fazendo nosso trabazlho de conscientização, pois está tb claro que os avanços sociais não foram acompanhados de esclarecimentos e consicentização politica!
Há muito trabalho a fazer para contrapor os argumentos destes lobotomizados !!!! E principalmente da midia prostituta, enquanto não vem a regulamentação!! Tomara que não demore muito !!!!!!!!!!!!

Responder

    Museusp Batista

    20 de maio de 2015 às 15h04

    A Katia consignou a ressalva ao merecido respeito aos profissionais circenses e nós temos que registrar também protestos de consideração às verdadeiras guerreiras que dedicam-se à profissão mais antiga, que não merecem ser comparadas com aquelas criaturas que vendem suas horas de trabalho a serviço de mentir e enganar a população. As respeitáveis profissionais, ao que se sabe, apresentam e entregam o produto que oferecem, enquanto que os mercenários da mídia anunciam NOTÍCIAS e vendem mentiras, preconceitos, calúnias e difamações.

Tulio Coutinho

19 de maio de 2015 às 20h15

Colocar dois milhões na rua (conta da PM do Alckmin e dos organizadores) não significa receber apoio de 200 milhões de brasileiros. Em porcentagem, esses dois milhões não valem nada. Aliás, foram dois milhões (conta da PM….) de eleitores do Aécio, ainda no quente das eleições. Siginificam menos ainda.

Responder

Liberal

19 de maio de 2015 às 16h33

Essa direita raivosa e truculenta colocou mais de 2 milhões de pessoas nas ruas sem quebrar um alfinete.

Responder

    Sidnei Brito

    20 de maio de 2015 às 11h04

    É verdade. Nada como fazer manifestação com apoio da PM e da mídia, não?
    Só queria ver se., por acaso, esse alfinete inadvertidamente estivesse fincado numa camisa vermelha de algum pobre desavisado.

    FrancoAtirador

    20 de maio de 2015 às 12h20

    .
    .
    Só quebraram costelas de quem vestia roupa vermelha
    .
    e morderam cãezinhos comunistas nos supermercados.
    .
    .

    Andre

    24 de maio de 2015 às 19h06

    eles não quebram os ‘alfientes’, eles criam os ‘alfinetes’

    Luiz

    27 de maio de 2015 às 15h51

    Os professores do Paraná que o digam!!!

Cleito Pinto Ribeiro

19 de maio de 2015 às 16h32

Katia, saudade de suas aulas -que não aproveitei tanto como deveria- na FAFICH. Sinto orgulho de ter sido seu aluno, seja pela sua postura docente, seja pelo seu ativismo e coragem nesses “tempos sombrios”.

Responder

    Kátia Gerab Baggio

    19 de maio de 2015 às 22h44

    Caro Cleito, muito obrigada. Um grande abraço, Kátia


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding