VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

No debate da Globo, Mercadante fala em Fernando Henrique e PSDB


28/09/2010 - 23h16

O debate da TV Globo está com 19 pontos de audiência entre o primeiro e o segundo blocos.

Na Record, a estreia de A Fazenda está com 20 pontos.

*****

Em minha opinião, Aloízio Mercadante e Geraldo Alckmin foram bem no debate.

O petista fez tudo certo: falou em PSDB várias vezes (e não em “governo passado”) e deu até um jeito de encaixar Fernando Henrique Cardoso. Acuado pelo candidato do PSOL, respondeu rápido.

Conseguiu concatenar todas as ideias em torno da essencial, que é a educação.

Tirou proveito das dobradinhas com Celso Russomanno para falar de pedágio e segurança pública.

Geraldo Alckmin foi bem quando falou em paulistismo, que é uma coisa que os paulistas apreciam muito. Falou que os paulistas são trabalhadores e generosos com quem vem de fora — esse tipo de discurso tem grande ressonância, especialmente no interior. Dadas as circunstâncias do debate (quase todos contra um), foi bem, embora aquela conversa de valorização dos professores talvez não tenha caído muito bem com… os professores.

Mercadante foi muito didático e acertou a mão quando, mais de uma vez, fez a distinção entre a educação para os ricos e a educação para os pobres. Explico: a sociedade de hoje valoriza muito a competição e qualquer pai, desde cedo, investe tudo nos filhos para que eles possam competir. Não concordo com essa ideia, mas é fato: os pais são extremamente sensíveis à ideia de que, por circunstâncias que fogem ao controle deles, os filhos serão prejudicados ou terão menos oportunidades que os filhos do vizinho. Ou seja, além do fato concreto de que existem dois sistemas paralelos e excludentes de educação em São Paulo e no Brasil, a ideia de que o filho do pobre deve ter tantas oportunidades quanto o filho do rico, colocada com inteligência, é dinamite eleitoral.

Em geral, os debates não provocam grandes mudanças, mas podem consolidar votos ou acelerar curvas. Se é confiável aquela pesquisa do Vox Populi que mostrava Geraldo Alckmin empatado com os demais candidatos em 40 pontos percentuais, agora acredito que a militância do PT tem chance de levar a eleição paulista para o segundo turno.



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


132 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Josnei Di Carlo

30 de setembro de 2010 às 03h36

Se tiver segundo turno em São Paulo, o bicho vai pegar. Quero ver se os jornalões vão tratar o PSDB como PRI paulista.

Responder

Roberto de Paulo

29 de setembro de 2010 às 21h45

O picolé é enganador, paga a imprensa para blindar o PSDB,são 20 anos,são paulo está paralisado,tem uma assembleia comprada,por isso não passa uma CPI,vamos acabar com esta maracutaia.

Responder

Laércio Santos

29 de setembro de 2010 às 21h15

Creio que, apesar de o Serra dizer que não conta com votos de professores.Creio q ja tenha notado que dessa vez a coisa nao dará tão certo para ele.Ele saiu de cena mas o Alckmin está aí e sempre diz ser filho de professora, mas jamais responde a pergunta , se colocaria seu filho numa escola pública.Uma pergunta classica quando se trata dele, que tem um resposta classica:"Eu estudei em erscola Pública".Lembrem que na época dele a escola pública tinha outra realidade diferente da de hj.Mas o pior vem agora.Por que então quando ele desvia da resposta, alguem, como qualquer mediador por exemplo, naoo interpela, dizendo que ele ainda respondeu a pergunta.estranho né.O povo fica com cara de banada e diz: "A la, ele fugiu da resposta mais uma vez e eu percebi.Alguem aí percebeu?"

Responder

Maria Lucia

29 de setembro de 2010 às 21h15

O Brizola Neto escreveu hoje um monumental artigo sobre o atual quadro político de São Paulo capaz de ajudar a construir a virada à paulista, preconizada pela Beatrice de há muito..
Vale, e como! ler: http://www2.tijolaco.com/27832
Irmana São Paulo! E a raça vai ser forte, quando todo o Brasil irmanar!

Responder

paulobueno

29 de setembro de 2010 às 21h02

senhores
O PSDB esta recrutando pessoas para fazer boca de urna no domingo
aqui em SP,minha vizinha foi contratada e vai atuar na zone leste de SP
será que o PT não vai recrutar ninguém ou não vigiar e denunciar esta prática

Responder

Fabio_Passos

29 de setembro de 2010 às 19h28

Derrotar a pior "elite" do mundo em seu feudo é fundamental.
É preciso sepultar as forças do atraso e despoluir o debate para o Brasil avançar.

É a hora de resgatar São Paulo da notória incompetência tucana.

Responder

    beattrice

    02 de outubro de 2010 às 09h11

    Põe incompetencia nisso, são 28 anos de atraso, destruição da administração pública, ausencia completa de independencia legislativa, e de investigação judiciária das contas do estado.
    Terra arrasada.
    Disso as aves bicudas que assolaram SP entendem.

El Cid

29 de setembro de 2010 às 16h23

Dilma no 1 turno…. com Lula….desembarcando na campanha do Merca no 2º junto com Marta, Netinho, mais a enchurrada de apoiadores já eleitos em outros estados e os deputados da base federal e estadual em sp….coitado do picolé de Chuchu. A menos que os paulistas gostem de coisas sem sabor!!!!

Responder

    Luciana

    29 de setembro de 2010 às 22h46

    É, meu caro, a julgar pelo inferno que já dura mais de 20 anos… sim, paulistas gostam mesmo de coisas sem sabor… se feder, então, eles amam!!! Se o paulista for de alguma cidade riquinha do interior, aí já era! o cara mata você se falar mal do psdb…

    beattrice

    02 de outubro de 2010 às 09h09

    Típico comentário que acaba… apoiando a dinastia tucana, psicologia reversa hj em dia não funciona.

Eduardo

29 de setembro de 2010 às 16h08

Continuando… Logo o PSDB começou a utilizar as ETECs em propaganda política, como se tivessem sido criadas por eles. Perguntem aos professores das ETECs ou consultem documentações oficiais. Aí veio a intervenção no Centro Paula Souza na época do PSDB. Acabaram com a eleição para Diretor Superintendente e impuseram uma pessoa do partido. Perguntem aos professores ou consultem os documentos oficiais. Então, criaram algumas unidades no governo Alckmim, mas diziam que tinham criado muitas. Como deu IBOPE, criaram mais, muitas sem condições e sem professores, como ocorre até hoje. Algumas foram inauguradas com equipamentos emprestados de outras ETECs mais antigas. Perguntem aos diretores ou consultem documentos oficiais. Aí veio o SERRA e mudou o nome para ETECs. Pronto. De um dia pro outro, ele criou centenas de ETECs. É claro que não sou contra o ensino técnico. Muito pelo contrário. Mas o Centro Paula Souza tornou-se extensão do PSDB, que usa e abusa da vontade dos professores. Perguntem para os professores ou assistam à propaganda política.

Responder

    beattrice

    02 de outubro de 2010 às 09h12

    A maquiagem tucana tem diversas formas e cores mas é sempre a mesma: falsa e delinquente.

Eduardo

29 de setembro de 2010 às 16h06

Sobre as ETECs do Centro Paula Souza, que produz tanta propaganda para o PSDB. Existiam 14 até mais ou menos 1995 e se chamavam ETEs (e não ETECs). De um dia para outro, foram incorporadas em torno de 95 escolas técnicas que pertenciam à Secretaria da Educação. Elas NÃO foram criadas. Já existiam e estavam abandonadas. Vieram para o Centro Paula Souza e continuaram abandonadas. Algumas, até hoje encontram-se em situação precária.

Responder

Mariangela Barreto

29 de setembro de 2010 às 15h50

Gostei muito das argumentações do Mercadante e na minha avaliação ele vira o jogo, vai ao segundo turno e será o proximo governador., os paulistas ricos e preconceituosos estão satisfeitos com os tucanos, mas o povo sofre sem educação decente, sem saude (cade as UPAS), sem transporte! os policiais ganham uma miséria, assim como os professores.. o povo é maioria então é so não ter medo de ser feliz e votar no Mercadante e na Dilma.. S.Paulo merece expandir seu potencial e isto será possivel com o projeto politico do Lula/Dilma..Mercadante…
Alckmin, não tem consistencia é um xuxu mesmo….. para ele tudo já está muito bom.. a educação, transporte..do jeito que está, o estado de SP está claramente em desvantagem e ficará cada vez mais para trás se continuar com o fracassado modelo dos tucanos… O Feldman do Pv é o marido da filha de Fernando Henrique Cardoso…. hum!!!!! entendi!!! então a Marina/FHC/Serra/Feldman = é tudo igual= tucanos ecologicos!!!! acorda paulistas!!!!
.. Mercadante governador!!! Dilma presidente! vamos á vitoria!!

Responder

Armando do Prado

29 de setembro de 2010 às 15h26

A educação pública de SP está morta. Será preciso ressuscitação.

É Dilma lá e Mercadante aqui.

Responder

Mônica Rangel

29 de setembro de 2010 às 15h16

Achei que Mercadante foi muito bem nesses dois últimos debates. Se mostrou incisivo, atacando onde deveria atacar o governo do PSDB. Demonstrou firmeza, segurança.Gostei! Será que estou sentindo cheiro de chuchu queimado por aí? Que venha o segundo turno…MERCADANTE NELES!

Responder

    El Cid

    29 de setembro de 2010 às 16h24

    No 2º turno, não terá como Alckmin fugir de Mercadante. O PSDB vai perder a eleição.

marcus

29 de setembro de 2010 às 15h13

Na minha opinião quando o Mercadante falou em educação ele deveria ter sido MAIS ditático ainda com relação a carreira do professorado paulista, ele deveria explicar melhor que METADE de toda a categoria é TEMPORÁRIA, praticamente faz bico na escola e em outros trabalhos para complementar a renda. Para ajudar o governo criou uma série de medidas falaciosas, o concurso por exemplo era para 10 mil vagas, sendo que precisamos de 100 mil, coloca na ponta do lápis…desses 10 mil, desconta os que não quiseram escolher a vaga em locais longe de sua residência, principalmente quem mora no interior, por conta do salário não compensar para o conjunto da família. Desses que sobraram e que vão terminar o curso de formação da ESCOLA DE FORMAÇÃO (virtual), subtraia os estudantes que passaram mas que não poderão assumir por não ter a licenciatura ainda, mais os que já são concursados que só querem somar pontos e os que já possuem 2 cargos e estão nesta apenas pela bolsa de 1300 reais, sobra quantos?

Responder

    Lia

    29 de setembro de 2010 às 21h10

    É isso ai. Pagaram alguns pra disseminar as mentiras. E ainda tem professor fazendo campanha pra demostucanosmeleca. Mas eu tenho fé. Sinto um cheiro bom de alegria no ar. dia 03 " a festa é nossa é de quem vier"

Vinicius Garcia

29 de setembro de 2010 às 15h09

Para ser sincero acho que o melhor do debate foi a resposta incisiva que o Skaf deu no Chuchu, e a dobradinha que Mercadante fez com o Russomano, de resto foi um jogo que deu em alguns momentos sono, posto o horário que passou e o ânimo que o debate proporcionava, todos diante do que se propuseram foram bem, mas o Feldman só faltou convidar o Chuchu para passear na floresta, precisa de alguém com coragem nos debates para lembrarem os candidatos "verdes", no caso a Marina e o Feldman, de que eles não fazem mais parte nem do PT nem do PSDB. Não gostei da fórmula do debate, que deveria permitir que ao menos uma vez houvesse o confronto entre os candidatos que lideram as pesquisas. Sei lá deve ser acordo de marqueteiros, na verdade sinto falta de políticos mais autênticos, capazes as vezes de quebrarem protocolos e dosar um pouco de emoção nos debates.
Me parece tudo robotizado, com respostas prontas, sem improvisos, enfim tão maquiado como modelo de desfile, você vê na passarela a produção, mas sabe que no cotidiano, ela é comum.
E vejam bem, é exatamente a direita que interessa esse tipo de conduta, posto que nas atuais circunstâncias é exatamente ela que perde com esse enfoque, basta ver que a atitude do Chuchu, de não dirigir perguntas a Mercadante, encontrou respaldo em própria declaração de petista, infeliz aliás, posto que líder deve perguntar a segundo lugar em pesquisas sim, para o crescimento da consciência de quem vota, quando o debate fica enfraquecido, fica também enfraquecida a conscientização popular, e essa deve ser a prioridade tanto como ganhar eleição.

Responder

    beattrice

    02 de outubro de 2010 às 09h15

    Não houve confronto porque o ALCKMIN OPUS DEI foge do GOVERNADOR EMRCADANTE mais do que o diabo da cruz.
    Vem fugindo há vários debates, bate nas costas e foge na frente, no dicionário isso tem nome, chama-se covardia.

Naty

29 de setembro de 2010 às 13h37

"…agora acredito que a militância do PT tem chance de levar a eleição paulista para o segundo turno."

Homem de pouca fé! kkk

Responder

cesar

29 de setembro de 2010 às 13h02

No debate gostaria de sugerir a DILMA para ela se referir ao serra e dizer na cara dele: "serra, voce pára de dizer mentiras sobre mim, que eu paro de dizer verdades sobre voce". É do waalstreet II, mas serve direitinho para a ocasião.

Responder

Marcelo de Matos

29 de setembro de 2010 às 12h43

Há dois discursos sobre educação: um, para fins eleitorais; outro, se quisermos encarar os problemas da dita cuja. “Os paulistas são generosos com quem vem de fora”… A TV acaba de mostrar que alunos de escola paulistana cobram pedágio de colegas bolivianos para usarem o banheiro. Mercadante fala em “batalhão escolar” em seus encartes televisivos. A escola pública está necessitando mesmo de disciplina. Os professores não têm como implantá-la. Os alunos cobram pedágio, praticam “bullying”, levam drogas para o pátio e arma para a sala de aula. Pela lei não é possível expulsar aluno. Aí o repórter vai perguntar à diretora o que está ocorrendo. Ela, como tem grande fluência verbal, descarrega-lhe um discurso pedagógico e fica por isso mesmo. Os professores vão tocando o barco enquanto aguardam a aposentadoria. Os diretores dão um trato na pelota para que fique tudo como está. Melhor não mexer no que está ruim para que não fique pior. Mas, esse é um assunto para depois das eleições. Agora temos é de garantir o segundo turno em Sampa.

Responder

    Marco

    29 de setembro de 2010 às 13h43

    Marcelo, infelizmente tenho de concordar com você. Isso ocorre mesmo. E no país inteiro, não apenas em sampa.

    beattrice

    02 de outubro de 2010 às 09h17

    EM SP a degradação da educação pública fica muito visível, porque a dinastia tucana, de MONTORO a SERRA, com participação especial de COVAS e ALCKMIN, sucateou o ensino público ao rés do chão.

Genghis Khan

29 de setembro de 2010 às 12h41

Perguntinha para o zé ferra, no debate da globo. É a seguinte:
sr. zé trolóló, o sr. foi o incendiário do comício na central do Brasil, que precipitoou o golpe militar de 64.
Depois disso, covardão como é, o sr. fugiu para o chile. Chegando lá, deparou-se com mais um golpe de estado patrocinado pelo Tio Sam. Então, como num passe de mágica, o sr. desapareceu do Chile e reapareceu nos States, onde o comando de caça aos comunistas operava a pleno vapor. Como o senhor conseguiu entrar nos EUA?? E mais: como o senhor conseguiu estudar em universidades americanas, todas elas particulares e caras, sem um emprego e com um pai feirante?? Quem lhe pagou a hospedagem e os estudos?? Obviamente foi a CIA. O senhor zé trolóló é um quinta coluna, um cabo Anselmo com as gengivas expostas. Só isso.

Responder

    Lia

    29 de setembro de 2010 às 21h15

    Maravilhoso

    francisco.latorre

    02 de outubro de 2010 às 23h00

    josé 'anselmo' serra.

    ..

Naty

29 de setembro de 2010 às 12h04

O áudio do Alckmin falhou mesmo ou só estava sob influência de alguma entidade que tentava se comunicar com o tucano no intuito de facilitar suas respostas e melhor conduzir suas perguntas no debate ????? Estranho pq foi só o dele que falhou, né? Pra quem já vem utilizando do método com sucesso colocando uma entidade em cada sala de aula no estado de S.P e as denominando "2º professor" tudo é possível… afinal, os tucanos SEMPRE podem mais!

Responder

Yacov

29 de setembro de 2010 às 12h02

Ri muito quando ao alki-mico subiu nas tamanquinhas, após o Russomano ter dito que ele sabia números prá XuXU, ou seria Chuchu?!?! Ahuahuhzuhuahuahuhauhau…. MAs, falando sério, acho que o MERADANTE ganhou vários pontos com este debate eo Alki-mico caiu. Tõ começando a achar que pdemos ganhar até u primeiro turno o governo de sampa.

"O BRASIL PARA TODOS não passa na gLOBo – O que passa na glOBo é um braZil para TOLOS"

Responder

    rafaela buonarrotti

    29 de setembro de 2010 às 22h32

    tem o jênio e tem o xuxu kkkkkkkkkk

    beattrice

    02 de outubro de 2010 às 09h21

    O XUXU reproduz o discurso do OPUS DEI e acha que ainda dá IBOPE fora da prelazia. Patético.

Ananda

29 de setembro de 2010 às 11h58

Tudo o que Alckmin disse não encontra ressonância na realidade. Cita "números pra chuchu" que só existem no País das Maravilhas e a uma provocação boboca como a do Russolmano, mostra o quão fake é o auto-controle opus dei que aparenta ter. Nem paulistismo salva. O apagão da Globo foi simbólico do momento tucano.
Mercadante confirma que encontrou o tom, está seguro de si, de suas propostas, aproveitou oportunidades para destacar o Governo Lula e se diferenciar enquanto projeto de governo. Esclareceu a diferença entre utopia e realidade. O PSOL precisava ser exposto nas víceras uma hora.
Feldman se apequena tanto na dobradinha com o PSDB que mais parece garoto de recados tucano. Cobrar "prova de amor ao meio ambiente", então, beirou o ridículo. Pior só dizer que vive de suco de luz.

Responder

    beattrice

    02 de outubro de 2010 às 09h23

    É um genro que gosta de agradar o sogrão, simples assim.

fabricio alves

29 de setembro de 2010 às 11h48

só mesmo mentes equipadas com ferraduras pra torcer contra a globo e comparar novela com debate. acordem!!!!!!! será que ninguem tem capacidade de pensar e consequentemente agir com coerencia? só é manipulado quem quer. o debate foi excelente e mais uma vez a globo simplesmente prestou um ótimo serviço à sociedade. falha de audio é tao comum em programas ao vivo e tem gente que ainda nao entende. bem provavel que pessoas com pensamento insano devem ter se lamentado por ter perdido aquele lixo de A fazenda para ver o debate. Critiquem o debate da record tambem, ou será que é tão perfeita assim? a tv que condena o monopolio quer a todo custo tê-lo.

Responder

    Walker

    29 de setembro de 2010 às 12h37

    HAHAHA, o cara é fã da Globo, rs. "mais uma vez a globo prestou um ótimo serviço à sociedade". Óóóó, como a Globo é boazinha. É, realmente, só é manipulado quem quer, tsc tsc.

    Scan

    29 de setembro de 2010 às 13h38

    Fabrício!
    Fugistes do site do Prof. Hariovaldo e pousastes aqui no Azenha?
    Mas tanto lá como cá, continuas a dizer sandices?
    Alvíssaras!
    UDN é 45

    cesar

    29 de setembro de 2010 às 14h21

    ADORO LUMPENS!!! São tão bobinhos…se deixar um deles sozinho, ele enfia o dedo no olho.

    Gerson S.

    29 de setembro de 2010 às 17h33

    Adaptando uma frase que rola na rede, a respeito da falha.:
    "Não assista a globo, se assistir não acredite, se acreditar, relinche."

Acácio F C Oliveira

29 de setembro de 2010 às 11h46

Lulistas, dilmistas, petistas e muitos istas de RJ deveria ir ao local do debate de hoje na globoserra para ficar torcendo e produzindo energias positivas para a futura Presidente (a) DILMA.

Responder

Geysa Guimarães

29 de setembro de 2010 às 11h24

O APAGÃO "no áudio" foi a prova do baixo padrão Globo de qualidade. Já era!

Responder

Afernando

29 de setembro de 2010 às 10h24

Rod Stuart disse: "O que mais me ademira aqui na inglaterra é meu filho pegar o mesmo ônibus com o filho da minha empregada e ir para a mesma escola". Isso sim, são oportunidades iguais! Será que os interesses privados permitiriam isso aqui no Brasl? Escola pública boa? Alguém vai dizer eu conheço uma, não, eu falo escola boa como regra e não como exceção.

Responder

    Sônia

    29 de setembro de 2010 às 20h15

    E vc. consegue ter empregada/doméstica, na Inglaterra? ela é inglesa, francesa ou brasileira?

    Luciana

    29 de setembro de 2010 às 23h23

    Será provavelmente romena, e será faxineira, não mensalista. Mas mesmo sendo empregada doméstica essa profissional não está fadada a pisar no xixi e cocô e a dormir em um barraco, como acontece aqui.
    Aliás, esse negócio de empregada doméstica é geralmente coisa de quem não ensinou os filhos a participarem da limpeza e conservação do ambiente onde vivem. Tampouco os maridos aprenderam que precisam participar igualmente da limpeza e conservação da casa junto com toda a família.
    Fora isso, é coisa de dondoca mesmo, de mentalidade colonial, do tempo em que o trabalho era considerado coisa de escravo…
    Na Suécia, filho de advogado, de médico, de professor e de lixeiro também frequentam as mesmas escolas e têm oportunidade de irem para as mesmas universidades. Por que lá acham que é bonito e aqui dizem que não dá certo?

    rafaela buonarrotti

    29 de setembro de 2010 às 22h37

    regra??? são as escolas técnicas FEDERAIS de ensino. Trabalhei em uma por cinco anos, meu sobrinho estuda em outra, o filho de meu primo em uma terceira, já visitei uma quarta e quinta. De norte a sul, leste a oeste, os Institutos Federais de Educação, Escolas Agrotécnicas Federais etc são regras de boas escolas públicas. Aqui em Cuiabá meu menino chegou em casa feliz da vida porque mais obras serão executadas em sua escola FEDERAL. "Vão colocar um elevador para facilitar a vida dos cadeirantes e nossa também. Ninguém mais vais querer usar a rampa." Disse ele empolgado. Os professores são altamente qualificados e a qualidade do ensino insuperável (disputadíssima são as vagas. Tanto que muitos filhos de burgueses estudam lá. Infelizmente repete as grandes universidades públicas)

Reginaldo

29 de setembro de 2010 às 10h16

Notei algo engraçado no pré-debate. A Globo mostrou os candidatos chegando. Todos com suas respectivas esposas, menos um, Fábio Feldman. Por que? Porque ele precisa esconder a sua atual esposa ou companheira. Nao pega bem, nesta altura, mostrar que o candidato do PV é casado com a filha de FHC, é isso mesmo ou estou enganado? O PV é mesmo um laranja ou biombo do psdb.

Responder

    renato

    29 de setembro de 2010 às 12h02

    Cara, tem coisas que nossa mente não alcança, por isso não mudo LULA.

    Rose

    29 de setembro de 2010 às 17h07

    Pois é, e ele é tão "verde" que eu queria saber se ele chegou de bicicleta… Não seria o politicamente correto? Ou bicicleta é bom só para o povão?

Marco Ferreira

29 de setembro de 2010 às 10h06

Lamentável a fala do Mercadante, em relação ao questionamento do apoio ao senador Sarney, que triste, chamar Aldo Santos de ficha-suja! Definitvamente ele mudou de lado, abandonou mesmo os movimentos sociais, Aldo Santos responde processo por ter emprestado, quando vereador do PT em São Bernardo, um carro do seu mandato para apoiar moradores sem-tetos que tinham invadido o terreno da Volks, o Alckmin ,na época govenador, colocou a PM pra fazer a reintegração de posse, pediram auxílio ao Aldo, ele disponibilizou um kombi pra retirar algumas crianças, mulheres grávidas . O prefeito do, PSB do Skaf, então o denunciou no MP, por isso, ele foi processado!!! Por que não virou as costas para o movimento de moradia popular! Ser chamado de ficha-suja por isso, e ainda por um candidato do PT é um absurdo! Uma canalhice sem tamanho, chamar Aldo de ficha-suja e defender o Sarney é o fim.

Responder

    daniel

    29 de setembro de 2010 às 11h08

    Acho que o PT em geral comete o mesmo erro de Obama: achar que é possível dialogar e trabalhar com a oposição. Quanto tenta isso, aliena a base que o elegeu.

    Bonifa

    29 de setembro de 2010 às 11h14

    Barbaridade! Não sabia disso.

    beattrice

    02 de outubro de 2010 às 09h32

    Qualquer um que se opoe a MERCADANTE neste momento se opoe ao resgate da cidadania em SP, não gosta pessoalmente do candidato, faça oposição depois da eleição, mas critica-lo agora é defender o indefensável, 28 anos de um des-governo que destruiu o estado, o contrato social e a cidadania paulista.

Fátima Sousa

29 de setembro de 2010 às 10h06

O chuchu nem precisaria ir ao debate. Bastaria mandar um VT com os debates e entrevistas anteriores, pois é um repeteco mesmo: "vou fazer um plano de carreira para o funcionalismo de SP"… "SP está avançando e continuará avançando a cada dia"… "os índices de violência são menores, e continuarão caindo mais ainda"… blá, blá, blá, blá….

Responder

afcervantes

29 de setembro de 2010 às 10h04

O estado mais rico do Brasil tem que colocar para o governo alguem que tenha interesse em distribuir melhor a riqueza. Tenho convicção que terá segundo turno em SP e com a Dilma já eleita terá enorme peso nos 30 dias de palanque…

Responder

humborges

29 de setembro de 2010 às 09h54

Eu achei que o Skaf, obrigado a defender algum ideal de seu partido, bem informado sobre o estado do estado de SP, teve um discurso muito bom e com credibilidade para desmentir quase todas as falsidades de Alckmin, mostrando números reais da incompetente gestão tucana, com um discurso de "empresário" cidadão.
O Russomano ágil e desenvolvo com expressão clara da linguagem jornalística, denunciou amplamente a situação precária da segurança da saúde da educação do saneamento, desmentindo falsas informações ali ditas por Alckmin.
O Mercadante conseguiu mostrar que foi um senador muito atuante em prol de São Paulo, para trazer verbas e realizações em parceria com o governo federal, com o qual é bastante afinado. Mostrou também que Alckmin o ataca pelas costas com falsas mentiras no rádio na Tv e nos jornais, mas não quer debater ali cara a cara essas mentiras.
O do Psol preferiu atacar o PT o governo Lula e Mercadante, demonstrando que ainda não superou o complexo freudiano de atacar o partido paterno, de onde saiu, em vez de atacar a tucanagem pelos resultados de 16 anos em SP. E ainda demonstrou enorme preconceito elitista contra a candidatura do cidadão Tiririca.
O Feldman ficou ali tucano verde em seu poleirinho. Era muitas vezes ininteligível pela sofrível dicção e um discurso meio doutrinário, fundamentalista natura.
O Alckmin foi o de sempre, com aquela cara boca e discurso de vendedor mais falsos do mundo. Todos os seus números e realizações foram desmentidos ali.
Portanto, preparemo-nos para o segundo turno em São Paulo.
E se a provável vitória da Dilma no primeiro turno acontecer, a campanha para eleger o Mercadante promete ser a mais linda jamais vista em São Paulo, tentando integrar nosso estado ao atual estágio de evolução de nosso país.
Haja coração!

Responder

    Bonifa

    29 de setembro de 2010 às 11h17

    Demonstraram preconceito contra o Tiririca? Não é possível. Estão fixando a imagem do partido como a "esquerda da Elite", a "esquerda gente-fina".

Luiz Jornaleiro

29 de setembro de 2010 às 09h48

Horário do início do debate: 22:45.

"Sorteio" de nomes com os papéizinhos empilhados.

Falhas de áudio.

Mais uma vez a rede tenta com a maior cara de pau suas grotescas tentativas de manipulação.

Picolé derretendo na reta final mostra-se covarde, mentiroso e arrogante.

Mercadante foi o melhor, seguido de Russomano, Skaf e Búfalo.

No segundo turno a conversa será muito diferente.

Responder

    francisco.latorre

    29 de setembro de 2010 às 11h11

    não seja injusto..

    é só coincidência. rs

    afinal mercadante abriu o último bloco. pra se despedir.

    cara de pau tosca. mambembe.

    dickvigarístico amador.

    assim elegem mercadante mesmo.

    ..

    Glecio_Tavares

    29 de setembro de 2010 às 21h48

    Olha pense bem. Sem eles , nós não teriamos nos conhecido. A luta da sentido a nossa vida. Viva o Brasil.
    Vamo que vamo eleger o Mercadante. Hoje consegui mais uns 15 votos.

    francisco.latorre

    30 de setembro de 2010 às 12h39

    camaradas de armas.

    ..

    beattrice

    02 de outubro de 2010 às 09h35

    E vamo que vamo, as amizades que a campanha do MERCADANTE e da DILMA criaram.

Regina

29 de setembro de 2010 às 09h34

Extra!!! Extra!!!!
O mediador começou dizendo que os cálculos do debate foram feitos pelo matemático Oswald Sousa. Dei uma gargalhada e pensei. Xiiiii …. essa coisa de não saber calcular não é apenas do candidato Serra, mas também de jornalistas do PIG….. Talvez o Data Serra precise chamar o Oswald para calcular a margem de erro ….

De verdade, eles não dão mais nenhuma dentro: na hora da fala de Alckmin o som desaparece….

Isso sem falar nas novelas. Ás vésperas das eleições eles colocaram no ar uma novela com um roteiro em que uma familia da elite paulista tem todos os seus integrantes em decadência moral, ética…..

Responder

    afcervantes

    29 de setembro de 2010 às 10h00

    Eu tenho pra mim que a GLOBO usa da ficção da telenovela para tentar colocar a realidade sob a "otica" de interesse da globo, Regina não sei sua idade, mas olha só que conhecidência. Em 1989 era ano eleitoral para presidente e a globo coloca no ar uma novela chamada "O Salvador da Patria" onde tinha um boia-fria no papel principal que comete muitos erros, em 1992 teve na globo as novelas "Deus Me LIvre" novela das 6 para atingir os "cara-pintadas" e das 8 " O Dono do mundo" em dezembro de 1992 Collor cai, agora a novela é uma constante briga pelo cargo de presidente, incrivel o pobre e sem estudo é o vilão da trama. A globo faz lavagem celebral para os menos avisados, tem muitas outras novelas politicas, é uma lista grande…..

    ademir

    29 de setembro de 2010 às 10h52

    parabens Af cervandes falou tudo

    ValmontRS

    29 de setembro de 2010 às 13h44

    É assim que a Rede Gloebbels de Manipulação produz milhões de fantoches programados pelo Brasil afora.

Luiz

29 de setembro de 2010 às 09h27

Mercadante falou sobre os constantes incêndios de favelas em São Paulo? Que acha muito estranho o fato, e que governo do estado e prefeitura já deveriam ter promovido investigações para apurar o que está ocorrendo. Se eu não me engano o Brizola Neto em uma busca no site da folha, chegou ao espantoso número de 516 menções a incêndios em favelas na capital paulista nos últimos anos (nos últimos 4 ou 8 anos, não sei ao certo). Descontadas as menções repetidas, que sejam 3 menções referentes ao mesmo incêndio, o número é alarmante. São 172 incêndios em favelas de São Paulo nos últimos anos. Muito estranho. Mais estranho é a indiferença do governo e da prefeitura de São Paulo.
MERCADANTE FALOU ALGUMA COISA SOBRE ISSO? DISSE QUE SE FOR ELEITO FARÁ INVESTIGAÇÕES E APONTARÁ OS CULPADOS, SEJA POR AÇÃO OU POR OMISSÃO. SÓ O FATO DE, MUDANDO O GOVERNO DE SÃO PAULO, ESSES INCÊNDIOS DEIXAREM DE ACONTECER JÁ DENUNCIARÁ OS CULPADOS.

Responder

    Yacov

    29 de setembro de 2010 às 11h59

    Acho que esses incêndios emfavelsa em Sâo Paulo, são coisa de filhinhos-de-papai que gostam de pregar fogo em índios que dormem empraças e matar a paladas,mendigos que dome nas mesmas. Teem o mesmo perfil sócio e psicopático.

    "O BRASIL PARA TODOS não passa na gLOBO – O que passa na gLOBo é um braZil para TOLOS"

    malba tahan

    29 de setembro de 2010 às 12h50

    Meu caro Luíz:

    Os incêndios nas favelas de S Paulo são fruto, básicamente: a)- da precariedade das instalções e materiais de 'construção" empregados ( madeira e palelão).; b)- de atuações criminosas da extrema direita e dos interesses da especulação imobiliária que, como sabemos, têm largo assento na Prefeitura de S. Paulo que é aliada do PSDB. Nesse cenário, podemos esperar qualquer investigação. A posição de Mercadante, ao meu ver, foi tática: atacar os pontos fracos do governo do PSDB ( educação, segurança, saneamento básico, etc.) que são visíveis a todos os paulistas e intoleráveis para a maioria vertebrada que habita o estado. Questõres mais complexas sofreram evidentemente, até por causa do próprio "desenho" do debate.

Gerson Carneiro

29 de setembro de 2010 às 09h17

O discurso que fundamenta o tal "paulistismo" é folclore. Muito embora "esse tipo de discurso tem grande ressonância, especialmente no interior".

As pessoas que estão em São Paulo estão porque são corajosas e teimosas. Em São Paulo (no interior) já ouvi cada uma… ainda ontem vi uma reportagem (Jornal da Band) sobre adolescentes, em uma escola pública em São Paulo, que estão cobrando pedágio, para o uso do banheiro, de alunos bolivianos, sob ameaça de espancamento.

Essa atitude encontra respaldo no discurso preconceituoso do Serra em relação aos povos da America Latina.

Portanto, esse coisa de "generosidade paulista" não é bem verdade. O próprio Serra se encarrega de contradizer essa afirmação.

Não é o assunto do "post" mas me vi obrigado a tecer esse comentário.

Responder

    Gerson Carneiro

    29 de setembro de 2010 às 10h12

    Óbvio que não é em sua totalidade mas exite sim uma parcela significativa de pessoas em São Paulo que em relação às pessoas "de fora" tem o mesmo pensamento que têm os jornalões (Folha de São Paulo, Estado de São Paulo e O Globo) e a revista Veja em relação ao Lula. Portanto, há um reflexo mútuo. É o ódio sendo disseminado. Precisamos prestar atenção nisso e combater.

    Gerson Carneiro

    29 de setembro de 2010 às 11h32

    E para finalizar: forasteiro não quer generosidade. Forasteiro quer respeito.

    malba tahan

    29 de setembro de 2010 às 12h53

    Brilhante Gerson:

    vce analisou com muita propriedade o chauvinismo de muitos paulistas. É só se mudar pra uma cidadezinha do interior, mesmo sendo paulista e tentar fazer círculo social por lá. Minha filha tentou em Indaiatube e teve que voltar pra São paulo, depois de um ano e meio. E olha que nós somos uma família paulista há quatro gerações!!! É só sair na rua, num bairro de classe mádia em S. Paulo e ouvir os coment´rios "luminosos" emitidos

    Gerson Carneiro

    29 de setembro de 2010 às 15h07

    Uma coisa me atenta: São Paulo comemora 100 anos da vinda dos japoneses, não sei o quê mais dos italianos, têm bairro dedicado aos chineses… e quanto aos nordestinos? Que comemoração oficial São Paulo destinou aos nordestinos? Qual monumento existe na cidade de São Paulo em homenagem aos nordestinos? Não merem ao menos o nome em um canteiro no interior da rodoviária? Pelo menos não conheço. Sou ignorante quanto a isso. Eu quero saber, alguém pode me dizer? No entanto, aquela ponte exuberante recém inaugurada, e que não resolveu em nada o problemático trânsito na cidade de São Paulo, quando da construção estava infestada de nordestinos, e o governo paulista atribuiu à ponte o nome de quem? Isso sim é generosidade.

    Glecio_Tavares

    29 de setembro de 2010 às 21h36

    Cara no bexiga tem um bar nordestino com as melhores pingas do país. Tem o Brás, tem santo amaro, tem o largo da batata, o largo da concórdia, o parque dom pedro II. No museu do Ipiranga o que mais tem é nordestino. Alias eu tenho um monte de amigo nordestino. Conheço uma cambada do Ceará que é como se fosse da familia. Minha mãe é portuguesa e a irmã dela casou com um piauiense, tenho 3 primas filhas de nordestino. Alias esse meu tio é legal pacas, o unico problema dele é ser palmeirense.
    Voce viu meu video da Erundina? http://www.youtube.com/user/GlecioTavares?feature

    Gerson Carneiro

    29 de setembro de 2010 às 22h01

    Oxe Glecio, e tu tá me excluindo desse teu mundo nordestino, seu cabr?

    Vi agora seu vídeo. Gostei. Tinha visto um vídeo no mariafro que em determinado momento aparece as pessoas cantando o hino nacional, e aparece uma cabra lá que eu acho que é você.

    beattrice

    02 de outubro de 2010 às 09h40

    A ponte levar o nome do pai do Tavinho é café pequeno.
    Pior, mas muito pior, foi dar o nome do pai do TAVINHO ao Instituto do Cancer que o PSDB deixou paralisada a construção por exatos 12 anos por brigas políticas internas.

    Glecio_Tavares

    29 de setembro de 2010 às 21h39

    Em SP as pessoas acreditam piamente na tv globo. a maioria pelo menos. dai é que vem tanto preconceito.

    Glecio_Tavares

    29 de setembro de 2010 às 21h32

    Gerson, as crianças podem ser muito egoistas. Precisa de educação e exemplo, mas com essa midia calhorda jogando contra o tempo todo é dificil. Veja a crinha dos meus. Vão ser terriveis. http://gleciotavares.nafoto.net/photo201005082110

    Gerson Carneiro

    29 de setembro de 2010 às 22h04

    Bunitin os cabrinhas, hein.

Carlos.

29 de setembro de 2010 às 09h14

Skaff desferiu um golpe poderoso contra Alckmin. Após falas do ex-governador enaltecendo tudo em SP, dizendo que tudo funciona, que progressão continuada é ótima, que a segurança é ótima, que a polícia é ótima, etc, o Skaff disse que preferia que o Alckmin tivesse dito que tudo está ruim porque se ele acha que tudo está bom ele está sem noção da realidade e pode chegar ao governo sem noção dos graves problemas paulistas. Chuchu esmerou-se em exercitar a arte na qual os tucanos são peritos: falou, falou e não disse nada; a única coisa que se sobressaiu foi o que Skaff observou: Alckmin demonstrou que não tem noção da realidade. Será que algum paulista comum, destes que convivem diariamente com metrô entupido, com pedágio extorsivo, com insegurança pública, com progressão continuada pode achar que alguma coisa está funcionando taõ bem quanto Alckmin diz? Daí resta ao Chuchui apelar para oi tal de "paulistismo"…

Responder

Lidio Tozze

29 de setembro de 2010 às 09h09

Meus amigos e parentes em geral não concordam comigo, mas vou dizer neste espaço assim mesmo. Não me agrada nem um pouco o fato de São Paulo sozinho ser responsável por 30% ou mais do PIB, e antes este número ultrapassava os 50%. O ideal é descentralizar renda, desenvolver em todos os aspectos as demais unidades federativas.
Meu utópico desejo é que São Paulo seja forte, grande, melhorando sua infra-estrutura e permitindo um excelente nível de atendimento público e de bem estar aos seus cidadãos, mas investimento em novas empresas devem, desde já, serem deslocados a outros estados cujas economias ainda são incipientes. Toda vez que algum candidato vocifera que vai criar mais empregos aqui, segurar e atrair mais empresas, zerar impostos para quem criar mais empregos no estado, vejo uma grande oportunidade de desenvolver o país escapar entre os dedos.

Responder

    jefferson

    29 de setembro de 2010 às 09h42

    Concordo com vc. Os paulistas sempre reclamam de "carregar o Brasil nas costas" e ainda ter que abrigar os nordestinos no estado. Sem distribuição da riqueza são paulo continuará arrogante e preconceituoso!

    Cilene

    29 de setembro de 2010 às 10h18

    uau! até que enfim alguém pensa (e diz) isso! Assino em baixo!

    @eduardousignolo

    29 de setembro de 2010 às 11h58

    E aquele papinho do Skaf sobre os royalty do Pré-sal ficarem em SP, só com SP e mais ninguém o petróleo é de SP, só faltou uma risada sinistra no final, ridículo.

    malba tahan

    29 de setembro de 2010 às 12h58

    Tu estás com a razão Lídio:

    Não se pode desenvolver econômicamente um país com as dimensões do Brasil, concentrando o produto num só Estado. Quanto aos dados que Alkmin enuncioou, basta uma olhadela ao site do IBGE para verificarmos a sua consistência. O fato é que o Estado e a Ciddade de São Paulo vêm predendo, consistenemente, peso na geração do PIB nacional. Isso se deve, em grande parte à mentalidade colonialista do PSDB, aos choques do governo paulistano e paulista com o governo federal e à ausência de uma políica indstrial consistenyte e ativa do governo paulista nas últimas duas décadas. Nesse andar da carruagem, mais duas décadas e estaremos como aquelas velhas famílias cafeeiras dos anos 1940: enfatuados, cheios de lembranças e… DE DÌVIDAS

    ValmontRS

    29 de setembro de 2010 às 13h35

    A redução das desigualdades regionais (diretriz constitucional) traz enorme benefício para a economia paulista.

    O governo Lula demonstrou na prática que distribuir renda e valorizar salários faz a economia nacional crescer, ao contrário do que apregoavam os míopes neoliberais de rapina do lucro imediato.

    A economia nordestina, por exemplo, em pleno século XXI, ainda lutava para abandonar o estado pré-capitalista.
    Muitos habitantes da região não se integravam ao mercado consumidor nacional, totalmente marginalizados.

    A ironia é que precisamos que um torneiro mecânico de origem nordestina e de tendência socialista chegasse ao poder para ensinar aos "PHDeuses" como se constrói uma economia capitalista.

van

29 de setembro de 2010 às 09h02

Tinha tudo pra dar certo.
O pig armado, cada candidato na sua tribuna.
Chico Pinheiro só simpatia – ainda antes do debate anuncia a chegado do chuchu com Dona Lu. Ã?
Quanta intimidade. Não resta dúvida: estamos no PIG.
Pera aê: Falha no áudio? Falhou a 1ª a 2ª, na terceira deu-se o apagão no PIG.

Seu Ali Kamel, "assim não pode, assim não dá."
Se fosse em outra estação estava perdoada. Cadê o padão globo de qualidade?
Ah, quanta decepção….
ATENÇÃO: Chamem os técnicos. Já pensou se isso acontece com os presidenciáveis.
Onde já se viu? Quanta incompetência, seu Kamel….

Responder

Fernando Franke

29 de setembro de 2010 às 08h58

Mercadante esqueceu de comentar que é IMPOSSIVEL sair de casa e levar uma criança na escola da esquina sem ter de pagar pedágio. Eu não estou citando as estradinhas vicinais que ja possuem praças de pedágios em pista simples, mes estou me referindo que para que haja este deslocamento é IMPOSSIVEL não pagar pedagio contido nos calçados, materiais escolares, vestuarios, alimentos, deslocamento de professores e outra infinidade que se não LOUCOS, nos deixa perplexos.

Responder

ANTONIO ATEU

29 de setembro de 2010 às 08h48

o blog do rodrigo vianna tá congelado desde de ontem. o que tá acontecendo.

Responder

Gerson Carneiro

29 de setembro de 2010 às 08h47

Meu palpite é que no debate da quinta-feira, 30/09, o Serra virá com a estratégia que pretendeu usar no debate da Record e que foi logo rechaçada pelo Plínio. Na Globo o Serra tem espaço para fazer uso desse discurso infantilizado de terrorismo, de que o "Brasil hoje é amigo de ditadores".Porém, a Dilma terá que ser incisiva tanto quanto foi o Plínio nessa questão.

Dilma tem que abandonar o discurso pasteurizado e rebater o Serra fazendo referência inclusive sobre essa campanha de emails falsos disseminada pelos simpatizantes da campanha contra a Dilma, e que tem fortes indícios da participação do pessoal envolvido na campanha do Serra.

Responder

    zinguinha2009

    29 de setembro de 2010 às 09h07

    Acho que ela deve perguntar à ele se ele sabe quem são as sócias da empresa decidir.com e se ele sabia que essa empresa acessou irregularmente o sigilo bancário de milhões de brasileiros em 2001.
    Será que ele enfartará?

    Gerson Carneiro

    29 de setembro de 2010 às 10h07

    É por aí… Dilma tem que sair desse recuo e mostrar a podridão do lado de lá.
    Dilma perde muito tempo se explicando. Até a Marina quis fazer graça no debate da Record tirando proveito do "escândalo da Erenice".

Klaus

29 de setembro de 2010 às 08h08

Azenha viu um debate, os comentaristas outro. Meu Deus, em quem acreditar?

Responder

    Jairo Fernando

    29 de setembro de 2010 às 09h06

    Acredite em quem você sempre acreditou: Veja, FSP, Estadão e Globo.
    Opiniões e comentários são análises muito pessoais.

    malba tahan

    29 de setembro de 2010 às 13h01

    É simples, meu caro:

    seria só ter assistido e tirado as tuas próprias conclusões. Na atenas antiga era assim que as coisas aconteciam – nos debates da ágora – quem disse que democracia é compatível com comodismo?

Fabricio

29 de setembro de 2010 às 07h20

Paulistismo? Se o povo de São Paulo vota por causa disso só é melhor eleger o Geraldinho mesmo. Assim, esse tal "paulistismo" vai fazer São Paulo perder cada vez mais força em relação ao resto do Brasil como está acontecendo.

Na minha opinião, São Paulo deve ajudar a desenvolver o país e não ficar contra ele.

Responder

    Renato

    29 de setembro de 2010 às 08h13

    Fabricio, segundo o IBGE, 33,9 % do PIB Nacional é Paulista. SP perdeu força em outras épocas e não agora.

    marcos dascanio

    29 de setembro de 2010 às 08h27

    Fabrício,

    Não causa surpresa, mas o mais triste é ver a defesa dessa coisa preconceituosa e paulistismo. Só faltou defender o separatismo descaradamente. Pobre menino rico, São Paulo…
    Acredite, esse discurso é a cara da elite de São Paulo !
    Acho que o povo em geral está perdido : Se somos tão bons, por que estamos tão mal ? Há um sentimento de desconfiança sobre o verdadeiro potencial do Estado e do Brasil. Será que podemos abandonar as idéias que dirigem São Paulo desde o começo ? As idéias e ideais que nos colocaram em confronto – e mesmo em guerra – com o País em várias ocasiões ?
    Sinto que o Mercadante pode disputar em igualdade. Se não der, fica um sentimento de missão cumprida. Cada vez mais se faz necessário o debate de acerto de contas de São Paulo com o Brasil. Em algum momento meu AMADO São Paulo terá que enfrentar essa realidade.

    malba tahan

    29 de setembro de 2010 às 13h07

    Meu caro Fabrício:

    Já não tão rico assim e, se depender do PSDB, perdendo cada vez mais dinheiro, como aqueles fazendeiros do café que acendiam charutos com notas de quinnhentos ml reis: bastou a crise de 29 e .. pluft! afogaram-se todos nos seus preconceitos e nas suas dívidas. só pra constar- venho de uma família de imiograntes italianos que chegaram por aqui em 1905 mais ou menos. Sei bem. na carne, o que é o preconceito paulista e veja, não sem alegria, as bases sociais deste preconceito FRITAREM-se rápidamente

    Francisco Ávner

    29 de setembro de 2010 às 08h46

    A continuar assim, vai passar de paulistismo para paulistinhas… Puro preconceito de classe! Aliás, são duas as feredações estaduais que se alimentam deste preconceito de classe: São Paulo e Rio Grande do sul.
    DILMA JÁ, NO 1º TURNO!!! (para matar o PIG, os pigueludos, tucanos e demônios de raiva. raiva canina).

    zinguinha2009

    29 de setembro de 2010 às 09h09

    Até agora não conseguí entender uma coisa: Como a Dilma pode estar liderando no estado de SP e não transferir esses votos ao mercadante?
    Será que paulista que vota em Dilma não vota em Mercadante?

    malba tahan

    29 de setembro de 2010 às 13h03

    Vamos ver no dia três meu caro. Meu palpite que que Mercadante atinge fácil a marca histórica do PT no estado ( 30-35% dos votos) se for assim, com mais 10 ou 12% do Skaff e do Russomano somados, já teremos segundo turno. e isso vai ser muuuuuiiiittooooo interessante

Rodrigo Ferrari

29 de setembro de 2010 às 07h12

O Mercadante estava fenomenal. Parecia o time do Santos no primeiro semestre deste ano. Já o Alckmin me lembrou a versão atual: caquética, porém arrogante.

Responder

Fábio Venâncio

29 de setembro de 2010 às 04h02

Espero que o povo paulista belo adormecido ,acorde depois de 16 longos anos de sonanbolismo andando para traz,e vote em Mercadante para que São Paulo possa voltar a crescer junto com o restante do Brasil.
Senão vou ter que escolher outro estado para viver.
Alguem tem alguma sugestão???

Responder

    Sebastião Rodrigues

    29 de setembro de 2010 às 08h11

    Convido-o para atravessar a fronteira e vir aqui pra Minas, Aqui temos um bom café, pão de queijo e sempre acompanhado de dois dedos de prosa, E tem também tutú a mineira, tenho certeza que você vai gostar. Ms, não se preocupes, nós vamos levar o Mercadante pro segundo turno e depois "matamos a pau"
    Este sócio da DASLU ai, não vai aguentar o tranco não!

    Fábio Venâncio

    29 de setembro de 2010 às 13h52

    Espero que dê Mercadante ,mas se não der Minas é uma boa opção ,já estudei em Guaxupe,andei pelas fazendas de Guaranésia ,tomei vinho em Andradas,comi muito pão de queijo mineiro.Gosto muito do povo mineiro.

francisco.latorre

29 de setembro de 2010 às 03h20

#debateglobo. xuxu foge. no segundo turno não vai conseguir escapar.

russomano vacilou. perguntasse a #mercadante e entregava o xuxu de bendeja.

e o sorteio?.. xicopinheiro de palhaçopilantra. pegando as fichas. sorteio? fake

#mercadante atropela o tucano verde. fedeman tucano verde apanha..

#mercadante tem que pegar o xuxu mofado. não sobra patê. patê de xuxu.

sorteio no #debateglobo. xicopinheiro pega as fichas.cartões.um sobre o outro.

sorteio no #debateglobo. se tá assim hoje. imagine quinta. com dilma.

sorteio no #debateglobo skaf sorteado vai de xuxu. que escapa de #mercadante.

sorteio no #debateglobo xit. xuxu feliz escapou de #mercadante. quinta vai ser cruel. #foraglobo picareta.

sorteio no #debateglobo xuxu aliviado. escapou de #mercadante. faz até caras e bocas. escapou por enquanto. ainda vai levar.

#sorteiofake no #debateglobo. xuxu levando de #mercadante. vai de covarde.

#sorteiofake no #debateglobo. #mercadante estraçalha o principismo irresponsável do psol. arrasa.

#sorteiofake no #debateglobo. #mercadante na falta do tucano oficial vai no reserva fedeman.

#sorteiofake no #debateglobo. #mercadante perde chance de enquadrar pv. falar do tietê. deu bobeira.

o porco fedeman vai na #dilma. na petrobrás. urgh #sorteiofake no #debateglobo.

russomano vai na sabesp. e gruda as penas no fedeman. #sorteiofake no #debateglobo

#debateglobo segundoturno pro xuxu covarde não escapar de #mercadante #foraglobo picareta.

#debateglobo assim não dá.a globo rouba o sorteio pro xuxu encerrar. o pateta encerra com serra. emserra. trouxa.

#debateglobo xuxumofado deu pinta de covarde. segundoturno ele desmancha na #ondavermelha. #mercadante foi bem.

#foraglobo picareta.tirou o #debateglobo do ar.rápidão.xuxu mofado escapou por pouco de #mercadante. segundoturno vem aí. #ondavermelha

..

melhor tuíte. do miro.

# BlogdoMiro Direita apavorada em SP. Pela primeira vez, vai perder disputa presidencial; vai para segundo turno no governo; e ficará de fora do Senado

..

Responder

Cícero

29 de setembro de 2010 às 03h08

O Alckmin mais uma vez evitou confrontar Mercante. Torci muito pra que ele provocasse o candidato do PT, mas Alckimin AMARELOU. Só ataca o PT no programa eleitoral. Coisa de covarde.

De um modo geral, achei que o Mercadante e Russomano foram bem.
Alckmin: demagogo e dissimulado como sempre..
Búfalo: discurso utópico.
Os demais, apenas objetaram.

Para quem, como eu, esperava um debate tenso na Globo, isso não aconteceu. Portanto acredito que a "bala de prata" contra o PT seja mesmo as manipulações nas pesquisas do Datafolha e do Ibope (nos 4 dias que faltam para o pleito do dia 3, estes dois institutos farão ainda mais três pesquisas). O VOX se mantém firme e coerente na sua metodogia, mas ontem (28), a Globo e a Folha não repercutiram a pesquisa do Vox, Só publicararm a do Datafolha. Apesar de tudo, creio que agora, a quatro dias das eleições, dificilmente o PIG vai conseguir reverter a situação. No dia 3 de outubro, a Dilma será eleita presidente do Brasil. Quem viver, verá!

Responder

    Mauricio

    29 de setembro de 2010 às 08h32

    Tenso apenas para o Xico Perdido. Tudo tão descaradamente ensaiado e o cara ainda se perdia, precisando ser ajudado pelos próprios candidatos.

    Sem contar os paus de áudio. Será culpa do Osmar? Osmar… contato.

    Em termos de qualidade técnica em debates, se comparados aos de outras emissoras, a Globo se equiparou a seu candidato, José Serra: completamente sem rumo.

    Essa Globo não consegue fazer nem feijão com arroz mais.

    Ps: Só para falarmos dos problemas técnicos do PIG he he he.

    Cícero

    29 de setembro de 2010 às 12h52

    Bem lembrado. O problema técnico na transmissão ocorreu justamente no momento em que o "picolé de chuchu" ia falar alguma coisa contra o PT. Ele disse: "O PT…" Daí ocorreu o problema de áudio. Logo a Globo, com toda sua sofisticada tecnologia. Isso deve ter deixado os Marinhos furiosos. Cabeças vão rolar na equipe técnica responsável pela falha de áudio.

Éverton Pelegrini

29 de setembro de 2010 às 02h51

O Alckimin se irritou mais quando o Russomano disse a palavra chuchu (na verdade fazendo uma piada com o apelido que o Alckimin tem: Picolé de Chuchu) do que com as acusações que todos os outros candidatos (menos o Feldman, óbvio) fizeram contra ele.
"Seus números são números fantasiosos. O senhor conhece números para chuchu”.

Responder

FrancoAtirador

29 de setembro de 2010 às 01h57

.
Bem que a Record poderia fazer um programa especial, na hora do JN da RGTV.
A perspectiva de manipulação do debate, combinado com pesquisas DataFs, globope e Veja, é muito grande.
.

Responder

    Herzog

    29 de setembro de 2010 às 10h10

    Que estória é essa de ter de ficar se apoiando em falsos crentes? A Universal somente visa dinheiro e precisa apoiar necessariamente alguém né?…
    Será que agora meu comentário passa pelo SPAM do Azenha ?

    Cícero

    29 de setembro de 2010 às 13h31

    Herzog,

    O que se debate aqui é o cenário político, econômico e soicial do pais. Não estamos debatendo religião. Se você realmente gosta do tema – Religião, então volcê está no blog errado, meu irmão. Procure na Web, existem dezenas de blogs que tratam discutem religião. Quando se fala em Record, estamos falando de um poderoso veículo de
    comunicação, de abrangência mundial, única empresa audiovisual do Brasil capaz de competir com a poderosa Globo de igual para igual. Única emissora de telev isão que a coragem de bater de frente com a TV Globo. Portanto, uma notícia veiculada pela TV Record repercute não em todo território nacional, mas também no mundo inteiro. No debate da Record, as jornalistas designadas deram seu recado. Fizeram as perguntas que o povo gostaria de fazer. O Brasil teve a oportunidade conhecer um pouco da verdade dos fatos. Portanto, um "PROGRAMA ESPECIAL" sobre as manipulações e falcatruas do PIG, conforme sugerido pelo FRANCOATIRADOR, seria bastante positivo.

    NOTA: quanto a "dionheiro", a Globo também só visa dinheiro. A Folha também só visa dinheiro. O Estadão também só visa dinheiro.

    beattrice

    02 de outubro de 2010 às 09h50

    Aliás, honra seja feita, o debate da RECORD foi incomparavelmente melhor, no formato e na apresentação.
    O conteúdo foi o mesmo, ALCKMIN OPUS DEI com cara de beato que perdeu o fim da procissão e não sabe onde foi parar, correndo do MERCADANTE em retirada desesperada.

Neyla

29 de setembro de 2010 às 01h31

Assisti o debate na totalidade e Mercadante foi simplesmente SENSACIONAL. Meu Deus do Céu, quem, em sã consciência, votará em Alckmin? Ele prega o paraíso em São Paulo, paraíso este que não vemos e muito menos sentimos. Mercadante vai dar novo rumo ao Estado de São Paulo. Como ele é desenvolto. Como conhece os problemas e tem a indicação de como solucioná-los. É MERCADANTE E DILMA, para São Paulo e o Brasil continuar mudando.

Responder

    José Silva

    29 de setembro de 2010 às 20h42

    Neyla, tive o prazer de assistir ao lançamento do plano de governo do Mercadante que aconteceu semana passada no Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, onde trabalho. Posso afirmar com todas as letras que o povo de São Paulo não se arrependerá de elegê-lo. Pense em algo construído com a participação democrática do povo através dos movimentos sociais, é simplesmente fantástico e posso garantir que se ele conseguir colocar em prática somente metade do que foi exposto São Paulo será um estado muito melhor de se viver e trabalhar.
    Vamos lá povo de São Paulo, precisamos respirar novos ares e conclamo a todos a dar pelo menos uma chance para o Mercadante!!!

CC.Brega.mim

29 de setembro de 2010 às 01h29

alckmin depois de 16 fazendo promessas é ir bem?
compara com o lula e a dilma mostrando realizações em oito anos…
e o mercadante junto…

Responder

Denis Santos

29 de setembro de 2010 às 01h26

Assisti tudo e estou decepcionado. Por manipulação ou coincidência. o Mercadante não conseguiu fazer uma única pergunta ao Alkmin. Entretanto, exceto pelo laranja verde Fábio Feldman, alkmin tomou porrada de todos os outros. Sob o ponto de vista do Mercadante não chegou a ser um fracasso porque ele conseguiu colar no Alkmin a pecha de covarde e fujão.
Penso que quem esperava do alkmin uma postura altiva se decepcionou, creio que perdeu muitos votos por mais uma atitude acovardada só perguntando ao Fábio Feldman, o laranja verde. Resumo: pontos para o Mercadante e segundo turno com certeza.

Responder

Lucila

29 de setembro de 2010 às 01h15

Caro Azenha,
na minha singela opinião o MERCADANTE se saiu MARAVILHOSAMENTE bem. Disse o que tinha que dizer para o Opus DEi com educação, calma e com coragem!
Vamos para o 2o. turno!
Dilma presidente e Mercadante governador para melhorar nosso Brasil com toooda a liberdade de imprensa como sempre tivemos no governo LULA.

Responder

Mauro

29 de setembro de 2010 às 01h12

Acho que peguei do meio do segundo bloco para o final, para um debate para governador e ainda neste horário até que tá bom de audiência. Alguém inteligente pode me decifrar o que o Rolando o Lero (Fábio Feldman), disse sobre educação? Eu não consegui captar o projeto de governo dele sobre educação! Ele é contra a escola técnica pois torneiro mecânico não é profissional do século 21, ou seja amigo torneiro mecânico se a onda verde te atingir você tá FF>>>dido pode começar a procurar emprego do século 21. Pois investir em educação é projeto eleitoreiro. Até pensei em no futuro poder votar no PV pois estou analisando sobre as possibilidades caso o PT não faça da educação prioridade número 1 e da saúde a prioridade número 2 e da segurança a prioridade número 3. Mas o FF<<< me demoveu totalmente fazendo defesa do PSDB e dizendo que educação é propaganda eleitireira e sem sentido. Eu queria saber se o FF<<<<< (as setas são pra trás mesmo pois sem educação de qualidade se vai para trás) não tivesse estudado e se formado ele teria condição de estar lá disputando a eleição? Quantos daqueles que lá estavam fez como o Lula apenas o 3º ano primário e um curso de torneiro mecânico (que não é profissão do século 21).

Responder

    beattrice

    02 de outubro de 2010 às 09h47

    O problema do FF é agradar o sogrão, este é o programa dele o resto é trolloló.

Fabricio

29 de setembro de 2010 às 01h09

O Geraldinho levou um baile.

Responder

Scan

29 de setembro de 2010 às 01h06

Meu Deus!
Somente uma rematada cavalgadura pode votar no Alckmim.
Uma cavalgadura ou um paulista abestado…

Sou paulista e tenho vergonha.

Responder

Luís

29 de setembro de 2010 às 00h54

O Paulo Búfalo no debate tem uma apresentação com consistência, mas é uma esquerda burra, que recusa a mudança dos tempos. A política é dinâmica, a moral eu sei que não, mas o candidato ficou num discurso engessado há muito tempo. O partido dele é pequeno e caso na faça nenhuma aliança ficará difícil. Tem que entrar, depois trabalhar para mudar.

Responder

Vinícius Camargo

29 de setembro de 2010 às 00h54

Baixa audiência favorece quem está na frente.
Vamos ver, amanhã, no debate presidencial.
Até lá.

Responder

rafaela buonarrotti

29 de setembro de 2010 às 00h51

puxa vida, cheguei agora em casa… não assisti… espero que mercadante tenha se saído bem…

Responder

Carcará!

29 de setembro de 2010 às 00h41

Que susto! Achei que era o debate dos presidenciáveis!!!

Responder

eduardo ayrton

28 de setembro de 2010 às 23h53

caramba a record daqui a mais 4 anos quebra o monopolio da globobo

Responder

Maria Dirce

28 de setembro de 2010 às 23h47

kkkkkkkkkkkkkkk a cada dia a globo podia declinar, o brasileiro agradeceria muito

Responder

duducoutinho

28 de setembro de 2010 às 23h38

é uma pena, pela primeira vez estou torcendo pela audiencia da globo, o Alckmin está tomando uma saraivada de tudo que é lado

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!