Antônio de Souza: Marina vai abandonar Suplicy e apoiar Serra e Alckmin?

Tempo de leitura: 3 min

marinasuplicyAlckmin-e-Serra-e1408198575179

A mosca azul vai picar Marina? Ela vai romper de vez com a coerência da nova política e apoiar Serra ao Senado e Alckmin ao Governo?

por Antônio de Souza, especial para o Viomundo

A direita sabia que Dilma Rousseff (PT) ia ganhar no primeiro turno, como o mercado e os editorialistas da grande imprensa já sinalizavam em letras pequenas nas publicações. Agora, eles estão em festa em cima do cadáver insepulto de Eduardo Campos, pois acham que com Marina levarão a eleição para o segundo turno.

O jornal Estado de S. Paulo dá em manchete o que os tucanos tanto querem: Marina candidata a presidente, desde que ela respeite os acordos regionais.

Ou seja, desde que, em São Paulo, apoie os tucanos Serra para o Senado, em vez de Eduardo Suplicy (PT) (a quem já declarou apoio), e Alckmin para governador.

Que no Paraná, ela apoie o desastroso governo de Beto Richa (PSDB). Assim como os candidatos do agronegócio pelo país afora, além de outros acordos fechados por Eduardo Campos que ainda não são públicos.

O Estadão afirma que o PSB pode definhar sem um nome forte, apesar de setores do PSB avaliarem que outro nome do partido  teria algo como 10% e garantiria a sobrevivência e o futuro do partido, já que Marina deve ir para a Rede, tão logo tenha oportunidade, como há tempos anunciou.

A possibilidade da presença de Marina levar a eleição para segundo turno e prejudicar Dilma é um fato já demonstrado pelos números da eleição de 2010, especialmente por diminuir os votos nulos e brancos.

Mas qual será o estrago para os tucanos?

Bem, na hipótese de Marina superar Aécio e ir para o segundo turno, haverá  consequências para as eleições de governadores e deputados, podendo enfraquecer ainda mais o PSDB e enterrar qualquer sonho de futura candidatura de Aécio Neves à presidência em 2018.

Marina já declarou voto no senador Suplicy para não se associar a Serra e ao escândalo do propinoduto paulista.

Assim, se ela não fizer campanha para Alckmin e Serra, ela prejudica o duplo palanque montado por Eduardo Campos em favor dos tucanos. O vice de Alckmin é do PSB.

Com Marina no páreo, a eleição no maior colégio eleitoral pode dar vitória a Dilma no primeiro turno, considerando que em 2010 ela teve 21% dos votos no Estado de São Paulo. Atualmente Aécio tem 20% a menos de votos que Serra e deve desidratar mais ainda, perdendo votos para Marina.

Portanto, Marina cria dificuldades para Alckmin, que pode perder votos no final da campanha e levar a eleição para o segundo turno no Estado.

Lembro ainda que Marina proibiu o uso da sua imagem associada a Serra e Alckmin nos comitês de Eduardo Campos.

Já em Minas Gerais a situação é mais dramática. Aécio pode cair e Dilma até superá-lo, tendo em vista que nas últimas eleições presidenciais ela teve 21% dos votos válidos lá.

Isso gera, como efeito secundário, problemas para a candidatura de Pimenta da Veiga que queria crescer no vácuo de Aécio e terá um teto menor. Ainda pode fazer com que o candidato do PSB cresça e leve a eleição para o segundo turno.

No Rio de Janeiro, a entrada de Marina, onde em 2010 ela teve votos na casa de 30%, vai desidratar ainda mais a candidatura de Aécio no Estado. E pode até ajudar Linderberg, visto a aliança com Romário ao Senado.

Isto sem falar que a entrada de Marina fará com que o PSB perca os palanques de candidatos ligados ao agronegócio e ao PMDB, como Ivo Sartori, no Rio Grande do Sul (RS) e Nelson Trad, no Mato Grosso do Sul(MS). Curiosamente Dilma vem crescendo nesses  estados. Ainda em Santa Catarina teria de apoiar Paulo Bornhausen (PSB), filho de Jorge Bornhausen ao Senado.

Marina teve um gesto ético, que a grande mídia não teve. O de esperar o enterro de Eduardo Campos para, aí, tratar da sucessão presidencial. Agora enfrentará um enorme desafio: manter a sua coerência política ou, então, se dobrar às pressões tucanas e do agronegócio. A resposta a esses dilemas só teremos na próxima semana.

Leia também:

Em Pernambuco, a disputa pelos votos de Miguel Arraes

Apoie o jornalismo independente


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

Francisco de Assis

O SORRISO DO URUBU

A fotografia que diz tudo: o sorriso de satisfação do urubu sobre um corpo e ao lado da família arrasada, que lhe servirão de alimento por um bom tempo. De embrulhar o estômago e dar vontade de vomitar.

<a href="” rel=”nofollow”>

Urbano

O buscador Google e o Youtube estão oferecendo informações totalmente divergentes e ofensivas embutidas dentre as que são solicitadas. A continuar tal situação vou ser obrigado a providenciar alguma forma para registrar as provas necessárias. Ademais, não estou acusando as referidas empresas citadas acima por tal situação, de forma alguma, mas que estão as utilizando para isso estão, e é fato líquido e certo.

Edmar

Sei q. teorias da conspiração tentam dar ao acidente um aspecto criminoso. Só q., se crime teve, foi de quem não deu manutenção adequada à aeronave. Ou não deu o descanso necessário à tripulação. Quanto à candidatura da “Bagrina”, mesmo c/ a viúva de vice, não vai muito longe. A comoção pela morte do Eduardo vai durar no máximo duas semanas após o sepultamento dos restos mortais. Daí nós, POVO, vamos pensar com calma: 1)Como duas mulheres sem experiência administrativa ou “traquejo” político vão administrar esse país “SEMI PARLAMENTARISTA”? 2)Como resistirão às ORDENS dos atuais apoiadores, que já exigem apoios aos tucanos (SP) e direitistas do DEMo (SC)? 3) Como desobedecerão ao Jarbas Vasconcelos (filiado ao PMDB) que não aceita esperar até dia 20 por uma decisão da coligação e EXIGE em rede nacional uma definição, E PELA MARINA, no dia 19? Afinal, q. governo o país terá, se a “Bagrina” virá presidenta e a viúva do Eduardo vice? Quem vai “segurar” o PMDB marinista, como o Temer faz hoje pela Dilma? MINHA OPINIÃO: “É A DILMA OU O CAOS”. Escolham!

Batista Nogueira

Falar em coerencia com esta senhora, chega ser infantilidade! Como ela mesma disse foi esclhida por Deus, parem de darem credito para esta oportunista.

Notívago

O QUE ESTÁ ACONTECENDO HOJE EM RECIFE.

Azenha, veja um trecho da descrição do enterro do Eduardo Campos em Recife e note que o povo está pedindo por “Justiça”.

Esta descrição se encontra no blog do Nassif: http://jornalggn.com.br/noticia/corpo-de-campos-e-velado-na-sede-do-governo-de-pernambuco

“O cortejo do corpo de Eduardo Campos por algumas ruas de Recife durou quase duas horas. Emocionada, a população puxava aplausos, o hino nacional a capela, gritava por “justiça” e entoava “Eduardo, guerreiro do povo brasileiro” ao lado da família do candidato a presidente e de sua substituta na disputa, a ex-senadora Marina Silva”.

Eu sabia que eles iam arranjar um jeito de culpar a Dilma pelo acidente. Veja, eles estão gritando por JUSTIÇA. Em cinco dias de propaganda maciça o PIG fez o povo voltar à idade da pedra lascada.

Fabio Passos

Ficarei surpreso se Marina enfrentar os grandes interesses.
Creio que ela já é aliada da banca… e não é por outro motivo que o PiG a adora.

ana s.

Textinho muuuito otimista. Quem dera! Acho péssima a candidatura de Marina, pois ela pega os votos dos puristas que a consideram uma não-política impoluta (esses trouxas não votariam em uma raposa explícita como Eduardo) e pega o voto dos ultra-conservadores evangélicos. Tô desanimada, pq q perspectiva de ter Aécio ou Marina como presidente é tenebrosa. Se bem que seria pedagógico para os trouxas de que falei acima, uma garotada que não sabe – pq não tinha idade pra saber – o que era o Brasil antes do PT no governo.

Márcio Gaspar

“Marina é uma boa pessoa, mas é ingênua.” Prof. Aziz Ab’Saber numa aula, se não me engano em 2005 ou 2006, como professor convidado para dar uma aula no Departamento de Geografia da USP de uma disciplina do curso. Acho que ela ,à época, tinha esta ingenuidade que o professor dizia. Hoje, eu acho que ela tem uma certa ambição junto com a ingenuidade, que acaba sendo utilizado pelos urubus e hienas que tentam levar vantagem em cima disso. Os urubus e hienas conseguiram perceber estas duas características conflitivas da Marina e tentam tirar proveito. Vai cair na armadilha da direita.

    Wildner Arcanjo

    Não se chega a candidato à Presidência sem se ter ambições, tampouco sendo ingênuo. Ingênuos somos nós se, politicamente pensando, acreditarmos nisto. Não existe acaso na política.

    laura

    Ingenua? Com Neca Setubal( Banco Itau) e Andre Lara Resende e o serrismo(Folha de SP) apoiando-a? Ah, não dá.Aliás Neca Setubal MANDA na campanha de Marina.

Francisco

1) O eleitor é uma anta?
2) Marina terá tantos votos assim se apoiar políticos que tem aeroporto no quintal?
3) Marina já foi do Ministério do PT e o PSB também.
4) Quem disse que eles não compõem?
5) Marina sabe, Brasília bem vale um culto…

PS 1. E se Marina perder agora e acertar de sair candidata em Coligação com o PT na próxima?

PS 2. Entenda, meu caro, o PSDB acabou!!!

Fabio Silva

Ô, Antônio de Souza, o sr ia bem ao falar da esperança da direita de ver Marina causando problemas para a reeleição petista, mas só até o momento em que falou do agronegócio. Como diria PHA, “até as pedras sabem” que os latifundiários são a aliança preferencial do PT nas eleições. Bem, há quem diga que não se faz omelete sem quebrar alguns ovos (e os “ovos” são os sem-terra, os quilombola e os povos indígenas…), mas o que eu não havia escutado até agora era que, na verdade, Kátia Abreu e congêneres da bancada ruralista são, na verdade, aliados dos outros, não do PT. Se é assim, por que porr* ainda não fizeram a Reforma Agrária e as demarcações de terras indígenas, bandeiras históricas da esquerda no Brasil?! Sem falar que, por muito pouco, não teve um bendito ruralista na chapa de Padilha, e o que é triste, não foi porque a direção do partido não quis muito, muito, muito…

Urbano

Anteriormente, com marinaja silva sendo vice na chapa do PSB, que motivo teriam os seus fieis seguidores, remanescentes de 2010, para não votarem nela antes da morte do eduardo moita? Com base nisso, que fator tão extraordinário é esse para fazer com que o pleito presidencial só agora passe inevitavelmente a se definir apenas no segundo turno?

Léo

Franco Atirador, sua observação esta corretíssima. Parabens!
Este ano o PSB esta mais para um balaio de gatos.

evair da costa nunes

Espero que, agora, Suplicy pare de poupar Marina Silva e diga com todas as lrtras a quem essa senhora serve e o mal que ela poderá fazer a São Paulo e ao Brasil apoiando Alckin-cantareira e serra máfia dos sanguessugas!!!!!!!

Bertold

Começando meu pitaco pelo final. Marina não teve um “discernimento” ético. No mundo da política não é assim que a banda toca. São janelas de oportunidades vislumbradas, pragmaticamente agarradas e Marina, que não é nenhuma bobinha em política, já mostrou que não desperdiça oportunidades vide a eleição passada. Se ela topará ser a candidata do stablischment econômico e da direita contra Dilma e o PT? Ora, alguém ainda tem dúvidas?

Mauro Assis

Não entendi o raciocínio: porque a entrada de Marina tira votos do Alkmin? Ou do Aécio? O que tem a ver Marina com Dilma?

na minha humilde opinião: Marina candidata leva a eleição para o segundo turno, onde a Dilma perde prá quem quer que seja com a sua rejeição.

    marcelo

    tira do alckmin porque se recusou a vincular a imagem dela com a dele. tira do aecio pq e mais conhecida do que ele entre os que nao votam em dilma.

    Liz Almeida

    Você deve viver no mesmo mundo imaginário da Marina.

    Zeca

    Um comentário lúcido e assertivo!

Gilson Raslan

Roberto Freire vice de Marina é uma piada. A única explicação que vejo para tamanho disparate é: Roberto Freire não soma nada para Marina, herdando ela os votos de Eduardo Campos e mais alguns indecisos, sem prejudicar Aécio, forçando um segundo turno do tucano com Dilma.

FrancoAtirador

.
.
HERÁCLITO (PSB-PI) LANÇA BOB FREIRE (PPS) PARA VICE DE MARINA

14/08/2014 9:20 / ATUALIZADO 14/08/2014 17:39
O GLOBO

Caciques do PSB se reúnem em SP para definir rumo de candidatura

Caciques do PSB se reuniram na manhã desta quinta-feira em São Paulo para discutir os rumos do partido na campanha presidencial e definiram que qualquer decisão a respeito do futuro da sucessão presidencial só será anunciada oficialmente depois do sepultamento de Eduardo Campos.

O presidente nacional do partido, Roberto Amaral (PSB-CE: http://abre.ai/zSN),
o líder no Senado e candidato ao governo do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB-DF),
o líder na Câmara, Beto Albuquerque (PSB-RS),
o presidente do partido no Rio, deputado Gláuber Braga (PSB-RJ),
e o deputado Júlio Delgado (PSB-MG), presidente da legenda em Minas Gerais, estão na capital paulista.

Roberto Freire, presidente nacional do PPS, um dos partidos que compõem a chapa, também está em São Paulo.

Após o encontro, Delgado e o ex-ministro Fernando Bezerra seguiram para o Instituto Médico Legal (IML) para acompanhar a liberação do corpo de Eduardo Campos, que morreu na manhã de quarta-feira, vítima de um acidente de avião em Santos, no litoral paulista.

Júlio Delgado afirmou que Eduardo Campos, caso estivesse vivo, gostaria de ver Marina Silva candidata.

A ex-senadora, vice na chapa da coligação “Unidos pelo Brasil” (PSB, PPS, PHS, PRP, PPL, PSL, além da Rede), ainda não se posicionou sobre o assunto.

— É um sentimento que tenho (de que Eduardo gostaria de ver Marina candidata), pela relação que eles construíram ao longo dos últimos meses — afirmou, por telefone, o deputado, presidente do PSB em Minas Gerais e integrante do Diretório Nacional do partido.

CANDIDATA “NATURAL”

A opinião é compartilhada por Beto Albuquerque, que considera a candidatura de Marina “natural”.

— Não sabemos exatamente qual será o destino (da candidatura). Temos que conversar internamente, ver a disposição de um ou de outro, nossos aliados também, saber o que estão pensando. Não sei se a Marina, que é nossa grande companheira, aceita ou não (a candidatura). Não a consultamos, não tivemos nenhum diálogo ainda. O nome dela, num primeiro momento, parece ser natural. Mas num abalo desses a gente não sabe o que está passando na cabeça de cada um — disse o deputado, ressaltando que o PSB vai “honrar o legado de Campos”. — A chama que ele acendeu, e que não era pequena no Brasil, estava crescendo muito. Essa chama, não vamos deixar apagar. Vamos honrar esse legado do Eduardo, não vamos deixar a peteca cair.

Outro nome presente à reunião, Rollemberg também citou a candidatura de Marina como o cenário mais provável.

— O que a gente acertou é que qualquer desdobramento será depois do sepultamento do Eduardo. Claro que é natural que seja Marina (a candidata), mas esse não é o momento de falar nisso — disse Rollemberg, emocionado.

Ex-senador e candidato a deputado federal no Piauí, Heráclito Fortes (PSB) foi além.
Segundo ele, a candidatura de Marina à Presidência
e a de Roberto Freire para a vice-presidência são “naturais”.

— Se Marina Silva podia ser a vice-presidente,
também pode ser a presidente.
O lógico que o nome seja o de Marina
e acho que o nome natural é o do Roberto Freire (para a vice), [!!!]
porque ele já foi senador, foi deputado federal por Pernambuco,
é deputado por São Paulo.
É um nome que o Brasil conhece — disse Heráclito.

Já o prefeito de Petrópolis-RJ, Rubens Bomtempo (PSB), disse que Marina será recebida de “braços abertos”.

— O tempo está contra gente, mas até o domingo são todas as homenagens ao Eduardo. Em meu nome sim, a Marina tem apoio. Vamos receber a Marina de braços abertos, com certeza ela absorveu boa parte do nosso discurso, e nós, todo o discurso da Rede. O projeto do povo brasileiro está acima do Eduardo, acima da Marina, acima de todos — destacou.

Líderes dos cinco partidos coligados ao PSB na eleição presidencial
também defenderam a candidatura de Marina à Presidência.

O presidente nacional do PSB, Roberto Amaral, evitou comentar a possibilidade de Marina ser candidata e garantiu que o processo para a definição da nova candidatura será aberto por ele. No ano passado, Amaral chegou a sugerir que Campos desistisse da corrida eleitoral para apoiar a reeleiçãode Dilma Rousseff (PT).

Em nota assinada por Roberto Amaral, o partido afirma que está de luto:
“O Partido Socialista Brasileiro (PSB) está de luto pela trágica morte de seu Presidente Nacional, Eduardo Henrique Accioly Campos, ocorrida em 13 de agosto de 2014.
Recolhe-se, neste momento, irmanado com os sentimentos dos seus militantes e da sociedade brasileira, cuidando tão somente das homenagens devidas ao líder que partiu.
A direção do PSB tomará, quando julgar oportuno, e ao seu exclusivo critério, as decisões pertinentes à condução do processo político-eleitoral.
São Paulo, 14 de agosto de 2014”.
.
.

    FrancoAtirador

    .
    .
    COMETA G.A.F.E.* ESCANTEOU A REDE SUSTENTABILIDADE, PARTIDO DE MARINA

    (http://redesustentabilidade.org.br/blog/materia/candidatos-da-rede)
    .
    .

    FrancoAtirador

    .
    .
    Atualmente, dentro do PSB, existem 4 principais correntes:

    1) A dos que estão coligados com o PSDB nos Estados
    e que apoiam a candidatura do Tucano Aério Naves.

    2) A dos partidários da Rede Sustentabilidade
    que apoiam exclusivamente Marina Silva.

    3) A dos que verdadeiramente apoiavam Eduardo Campos
    e que agora apoiarão um candidato do PSB, qualquer que seja.

    4) A dos que apoiam a reeleição de Dilma Rousseff.
    .
    .

    FrancoAtirador

    .
    .
    sábado, 16 de agosto de 2014
    Blog de Roberto Almeida

    MARINA PODE TIRAR AÉCIO DO SEGUNDO TURNO

    Pesquisas internas feitas pelos partidos políticos mostram que a entrada de Marina Silva na disputa presidencial, substituindo Eduardo Campos, garante a realização de um segundo turno.

    Se a eleição fosse hoje, Marina seria a segunda colocada e disputaria a nova eleição contra Dilma Roussef.

    Duas mulheres – ambas ex-ministras de Lula – travando a batalha final pela presidência e deixando o PSDB fora do páreo talvez não seja exatamente o sonho da direita e dos conservadores.

    (http://robertoalmeidacsc.blogspot.com.br/2014/08/marina-pode-tirar-aecio-do-segundo-turno.html)
    .
    .

    alvaro

    A maior pérola dessa reportagem é: “Júlio Delgado afirmou que Eduardo Campos, caso estivesse vivo, gostaria de ver Marina Silva candidata”. Então, por que não cedeu a cabeça de chapa para ela quando estava vivo? Nessas horas nego fala cada uma…

    Jader

    Do mesmo jeito que uma mulher “sem experiência administrativa ou traquejo político” administra esse país a quatro anos.

Elias

Não acredito que Marina caia nesse liquidificador e vire um suco amargo de uma direita que não tem nenhum programa voltado aos interesses do Brasil.

    Maria Apafrecida Jube

    Ela já caiu, sem a direita apodrecida ela não conseguirá nada, quem, há anos vem sendo sustenta pelo Itaúúúú não tem muito pra onde correr. Sendo eleita ou não ela já ganhou e o PSB perdeu, assim como o PV virou trapo após 2010, Marina tem projeto pessoal, qualquer partido que lhe abrir as portas será somente um trampolim, que ela usará para dar saltos cada vez mais altos, rumo às suas ambições pessoais.

    Valter

    Éra tudo que a direita mais desejava!

    Elias

    Concordo com suas observações, Jube, e já tivemos na história recente um exemplo com o presidente Collor. Ambições pessoais não governam o Brasil. Tal fato nos ensina que o PT não está errado na sua política de alianças que, bem ou mal está levando ao povo mais direitos e mais evolução social, coisas que o PSDB nunca se preocupou devido a seu compromisso com o capitalismo voltado à apenas 1% da população.

    Urbano

    Elias, desse suco amargo a marinada silva é o jiló…

    Elias

    Jube, Valter, Urbano e o noticiário recente estão me convencendo que Marina vai virar suco mesmo.

Deixe seu comentário

Leia também