VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Lawfare, o calvário da democracia brasileira: lançamento ao vivo, nesta sexta, às 18h
De cima para baixo, os organizadores Gisele Cittadino, Maria Luiza Alencar Mayer Feitosa e Leonam Liziero; Antônio Carlos de Almeida Castro (kakay), autor do prefácio; é o autor do prefácio; e Eliara Santana responsável pelo capítulo “Mídia, Lawfare e o espetáculo da encenação"
Desnudando a mídia

Lawfare, o calvário da democracia brasileira: lançamento ao vivo, nesta sexta, às 18h


10/09/2020 - 10h54

por Eliara Santana

A parceria mídia-judiciário funcionou e ainda funciona como uma ação conjunta definidora e estruturante de muitos momentos do contexto sociopolítico do Brasil desde o surgimento da Operação Lava Jato, em março de 2016.

Com um timing perfeito e o recurso a cenas enunciativas muito bem construídas pela mídia (em especial, o JN), as várias fases das forças-tarefas produziram efeitos muito nefastos para o país.

Faço essa discussão no capítulo “Mídia, Lawfare e o espetáculo da encenação: a narrativa jornalística como base legitimadora de práticas jurídicas no Brasil”, que faz parte do livro “Lawfare, o calvário da democracia no Brasil”, que será lançado pela editora Meraki nesta quinta-feira,11-09, a partir das 18h, neste canal no YouTube.

O livro foi organizado pelos professores e pesquisadores Maria Luiza Alencar Mayer Feitosa, Gisele Cittadino e Leonam Liziero e é o resultado de estudos de vários pesquisadores, de diversas áreas.

São 20 capítulos (ao final, a lista completa).

O prefácio é do advogado criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, Kakay, que salienta:

“É certo que o abuso de poder não é uma novidade no contexto político-jurídico brasileiro, mas é inegável que a Operação Lava Jato, aproveitando-se dessa dita guerra contra a corrupção, é um infeliz marco da instrumentalização do Direito Penal como arma para alcançar os interesses políticos da associação que a liderou”.

Apresentando reflexões muito importantes sobre as ações e dos posicionamentos do Poder Judiciário a partir dessa conjuntura do surgimento da Lava Jato, o livro revela uma ação abusiva na atuação dessa instância. como ressaltam os organizadores, “o principal foco da obra que ora temos a alegria e o prazer de apresentar ao(à) leitor(a) é precisamente a discussão sobre como o Poder Judiciário e o Ministério Público, mediante especial e decisivo amparo da grande mídia brasileira, se transformaram, paradoxalmente, nos atores políticos que estão a implementar a exceção no Brasil”.

Na obra, a partir dessas reflexões, insere-se a perspectiva da discussão também sobre o lawfare, uma espécie de guerra jurídica, e suas implicações muito perigosas para a democracia no Brasil e a constituição do Estado de Direito.

A partir da minha participação nesta obra tão relevante, ressalto que a narrativa que serviu de alicerce à parceria teve bases muito bem construídas.

Como um projeto argumentativo cuja função é construir um processo de convencimento do público em relação a determinadas questões, determinados cenários sociopolíticos, a narrativa se cristalizou nas notícias diárias a partir de um projeto de dizer do enunciador, a mídia.

Ao longo dos últimos cinco anos, a partir do advento da Lava Jato, o campo midiático foi se consolidando, na parceria, como vital para a consolidação dessas ações e práticas no âmbito da prática judiciária – sem as encenações construídas e a glamourização ofertada pela mídia corporativa, o cenário certamente seria diferente.

Além de contribuir com a discussão e abordagem de vários aspectos discutir vários aspectos e desdobramentos das práticas da Lava Jato e do Lawfare, o livro traz um alerta importante sobre as implicações dos abusos do poder jurídico para a consolidação da democracia em nosso país.

Fica aqui o convite para prestigiarem essa importante obra.

PS do Viomundo: O e-book de Lawfare, o calvário da democracia no Brasil custa R$ 14,90. Pode ser adquirido neste endereço: https://amzn.to/31CDpk3

Já a versão física custa R$ 49,38. Pode ser comprada aqui: https://clubedeautores.com.br/livro/lawfare-o-calvario-da-democracia-brasileira.

 



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

13 de setembro de 2020 às 02h14

“O Calvário da Democracia”: https://youtu.be/W2hAPePEeAU

Responder

Zé Maria

13 de setembro de 2020 às 02h10

Quem CONFESSA 50 anexos de crimes pode muito bem
incluir algumas “delações por encomenda”
Felipe Santa Cruz
Presidente da OAB

“Quase todos os advogados importantes do meu estado
participaram de uma organização criminosa?
Criminoso é o delator, não os advogados!
Pensam que vão nos intimidar. Não nos conhecem.”
https://twitter.com/felipeoabrj/status/1303682979076677633

“Vivi para ver meu nome envolvido em uma denunciação caluniosa.
O delator? Pessoa que EU processei, como advogado de instituições
que o criminoso lesou. Ficou obrigado a restituir 58 milhões a clientes meus.
Agora, em meio a 50 anexos (!!!) de delação, veio a retaliação.”
https://twitter.com/felipeoabrj/status/1303488207905054721

“Vou processar MAIS UMA VEZ o “delator”, agora em nome próprio
e por denunciação caluniosa.
A única forma de ele fazer desaparecer a calúnia é opondo
a “exceção da verdade”, ou seja, provando o que disse.
Fica EXPRESSAMENTE desafiado a fazê-lo.”
https://twitter.com/felipeoabrj/status/1303488211856097280

“Meu pedido: tão logo seja escancarado que esta mentira foi fabricada
para me atacar (quem CONFESSA 50 anexos de crimes pode muito bem
incluir algumas “delações por encomenda”…), você, que encaminhou
a notícia para seus amigos, por favor, encaminhe também o desfecho.
Obrigado.”
https://twitter.com/felipeoabrj/status/1303488213068247042

Responder

Zé Maria

11 de setembro de 2020 às 09h01

Consórcio de Imprensa – Globo à frente – da Lava-Jato está sendo acionado no estertor da Força-Tarefa de Patifes do Moro para tentar reverter a tendência de sucumbência das operações ilegais, arbitrárias e inconstitucionais, ao mesmo tempo em que movimentam seus representantes políticos partidários no Congresso Nacional para, numa nova ofensiva contra o Lula, mudar o texto constitucional, aproveitando que o “in Fucks we trust” assumiu a Presidência do STF.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!