VIOMUNDO

Diário da Resistência


Ricardo Costa ficou desconfiado dos #panamapapers: muito BRICs, nenhum EUA
Denúncias

Ricardo Costa ficou desconfiado dos #panamapapers: muito BRICs, nenhum EUA


04/04/2016 - 00h16

Captura de Tela 2016-04-04 às 00.10.05

George Soros, um dos financiadores do ICIJ

por Ricardo Costa, via Facebook

Vamos analisar conjunturas sobre The Panama Papers e “tudo isso que está aí”:

— Denuncia-se em todos os grandes jornais do mundo — capas de sites — que Vladimir Putin (Rússia) tem 2 bi de dólares escondidos em paraísos fiscais;

— O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, está sofrendo um processo de impeachment por [supostamente] ter reformado sua casa particular com 16 mi de dólares não devolvidos aos cofres públicos;

— No vazamento supracitado entrega-se membros do PC chinês, mais exatamente do “ninho do dragão” (quem dá as ordens mesmo!), que teriam valores em offshores;

— Há uma série de nomes e empresas transnacionais indianas envolvidas na operação, políticos, empresários, dentre outros;

— Jogaram no ventilador nomes como Cunha, Joaquim Barbosa, outros envolvidos na Lava Jato — o que é perfeitamente salutar. No entanto, a República de Curitiba tenta a todo custo ligar o nome do Lula com a empresa, mas nessa lista ele não aparece. Lembro-me que no primeiro trabalho que o ICIJ fez sobre o “HSBC leaks”, seguraram um monte de dados de figurões interessados no impeachment (mídia, bancos, empresários, artistas) e só saiu para o cidadão da Folha, que fez um agrado aos patrões. Até o momento não vazou nada da Globo, confirmada por aqui como dona de offshore;

— A FIFA está fora do vazamento. Por sinal é um dos últimos redutos nos quais o governo norte-americano não interfere diretamente. Ele dita as regras na ONU, mas não faz isso na FIFA, onde temos muitas empresas concorrentes com as americanas. Os EUA têm obtido excelentes resultados com sua liga de futebol, entretanto a influência dela na FIFA, se comparada com as ligas europeias e sul-americanas, é quase nula;

— O primeiro ministro britânico aparece nos Panama Papers, no momento em que faz o referendo para sair da UE, o que desagrada boa parte da Europa ocidental e a Alemanha;

— O jornal que divulgou, Süddeustche Zeitung, segundo o Wikipedia foi o primeiro jornal a circular em Munique depois da Segunda Guerra, com permissão “especial dos aliados”; no site da embaixada da Alemanha, identifica-se como “liberal-esquerdista” (fiquei curioso em saber como é isso);

Observe que o vazamento não tem uma empresa norte-americana sequer, nem um figurão (que eles chamam de power player), mas em todos os lugares tidos como “problemáticos” pela diplomacia americana aparecem citados, especialmente nos BRICs. Ou este pessoal dos Estados Unidos usa outras offshore ou são extremamente honestos desde o ano de fundação da Mossack&Fonseca, em 1977. Não é estranho, nenhuma citação sequer? A pulga está atrás da orelha…

Leia também:

Joaquim Barbosa comprou apartamento em Miami através de offshore

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



39 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

luis

04 de abril de 2016 às 21h53

A mesma seletividade foi vista no caso da FIFA, todos sabemos que eles roubavam mesmo, porém quantos europeus estavam naquela lista? Quantos europeus estão presos? São íntegros por terem a pele bem clarinha? Um monte de latinos americanos foram identificados e estão presos, merecem, africanos também, merecem, mas e o Blatter? Que explica a sua não prisão? A cor dos olhos? Faça-se justiça, lá (Europa) rola muito, mas muito mais dinheiro que aqui, compras de jogadores fenomenais a preços estratosféricos, lavagem de dinheiro puro, devem colocar muito dinheiro de atividades ilegais de montão (esquentando), e todo mundo pagando um puta pau para o futebol deles, não vejo, não pago pau para o Barça (já paguei até o escândalo da FIFA), Real, Milan, Juventus e muitos mais, não tô nem aí, ferrem-se, meu dinheiro, meu público nunca terão e modestamente convido outras pessoas a pensar sobre. Um abração e estamos vendo um golpe mundial em prol de uma meia dúzia de americanos, que pensam ser deus, matando a imensa maioria em prol de seu pequeno grupo.

Responder

luis

04 de abril de 2016 às 21h36

Pulga não, elefante atrás da orelha.

Responder

C.Paoliello

04 de abril de 2016 às 19h52

O alvo principal deste documento, embora seu nome não conste dele, é Putin. O presidente da Rússia é um ferrenho opositor, juntamente com os dirigentes chineses, da governo mundial de tecnocratas que o “Estado Profundo” (George Soros é seu executor) dos EUA quer implantar a ferro e fogo. Não é por acaso que Soros está por trás de mais esta ONG, entre centenas patrocinadas por ele e por outras personalidades ocultas dos EUA. O restante dos nomes servem de adereços para dar uma certa aura de credibilidade aos Panama Papers e o vazamento para um jornal alemão também é para dissimular a verdadeira origem da papelada. A mim não enganam.

Responder

FrancoAtirador

04 de abril de 2016 às 18h29

.
.
PRÉ-SAL ULTRAPASSA 1 MILHÃO BARRIS
DE ÓLEO EQUIVALENTE POR DIA (boe/d)
.
A Produção do Pré-sal oriunda de 54 Poços
.
foi de 873,5 Mil Barris de Petróleo por Dia (bbl/d)
.
e 34,6 Milhões de Metros Cúbicos de Gás Natural por Dia (m³/d),
.
totalizando 1,091 Milhão de Barris de Óleo Equivalente por Dia (boe/d).
.
Crescimento de 6% no Mês de Fevereiro deste Ano, em Relação ao Mês Anterior,
conforme a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).
.
(http://jornalggn.com.br/noticia/producao-de-gas-e-petroleo-no-pre-sal-sobe-6-em-fevereiro)
.
.

Responder

Urbano

04 de abril de 2016 às 16h04

Por isso que o atacamos como Estado e não como Nação, que é a forma deles atacarem os outros. Simples assim, sem onisciência nem a Britânica de Babel…

Responder

Bacellar

04 de abril de 2016 às 15h00

A ver.

Responder

MAAR

04 de abril de 2016 às 14h43

MAL DOS SABIDOS

Este pessoal das agências padece do mal dos sabidos, que é pensar que todo mundo é burro. O elitizado vazamento seletivo deste Panama Leaks coloca em questão a legitimidade da sintomática e dúbia iniciativa, auto intitulada jornalística.

É bem primária e tosca esta operação de falsa bandeira pseudo investigativa, que prima por incluir quase exclusivamente adversários políticos do capitalismo predatório.

Seu surgimento no presente momento serve para comprovar à exaustão a existência de poderosos interesses que têm utilizado métodos fascistas para criar o caos e promover a desestabilização política de governos não alinhados.

E o enfrentamento de tais estratégias é ainda mais complexo em razão do uso do necessário combate à corrupção como artifício para camuflar ações de perseguição política incompatíveis como o Estado Democrático de Direito.

Todavia, o efetivo desmonte das estratégias diversionistas deve resultar das flagrantes evidências de seletividade dos procedimentos de exceção, e das gritantes demonstrações de deliberada e ridícula manipulação das campanhas pseudo moralizadoras.

Afinal, a vitória da sociedade contra o golpismo globalizado, denominado política de regime change, será a vitória da verdade cidadã sobre as farsas e falácias.

Responder

Heitor

04 de abril de 2016 às 13h28

O BOICOTE JÁ COMEÇOU! SEGUE ABAIXO A LISTA DE PATROCINADORES DA REDE GLOBO:

Produtos Unilever
Produtos P&G
Guaraná Antactica
Bradesco
Santander
Seara
Perdigão
Sadia
Itaú
Vivo
Claro
Oi
Tim
Nestlé
Sky
Net
Casas Bahia
Volskswagen
Gillette
Skol
Brahma
Fiat
Chevrolet
Itaipava
Johnson & Johnson
Coca-Cola
Ford

Responder

    Afonso

    04 de abril de 2016 às 17h39

    Primeiro passo:
    Fechar conta no Itaú!

    C.Paoliello

    04 de abril de 2016 às 19h57

    Estou dentro. Já comecei meu boicote.

Ninguém

04 de abril de 2016 às 13h09

Tem caroço no angu panamenho. É curioso que um vazamento dessa natureza aponte majoritária e quase que exclusivamente para os inimigos ideológicos dos EUA/UE. Parece incrível não haver entre os primeiros da leva um único nome realmente importante no cenário político-empresarial dessas duas fortalezas político-ideológicas. Não aparece nenhunzinho. A impressão que dá é que esse vazamento mais parece uma operação de propaganda política. A começar pelo consórcio de jornalistas supostamente investigativos que monopoliza esses documentos. Para os brasileiros mais bem informados, é motivo de bastante questionamento o fato de que as empresas “jornalísticas” escolhidas para separar o joio do trigo desses documentos sejam justamente as que fazem renhida oposição ao governo federal. Causa espanto (ou melhor, deveria causar, mas não causa), o fato de que um dos “jornalistas investigativos” desse consórcio que começa a divulgar o material é o mesmo Fernando Rodrigues que fez de tudo e mais um pouco, para esconder até onde pôde as contas bancárias dos patrões no escândalo do HSBC, quando também detinha o monopólio virtual sobre a documentação vazada.

No caso em tela, Ferando Rodrigues já começa mal ao afirmar que “Muitos outros cruzamentos foram realizados e o resultado que tenha relevância jornalística e interesse público será publicado nas próximas reportagens da série Panama Papers.” A porca torce o rabo no trecho “que tenha relevância jornalística e interesse público”. Quem determina o que tem “relevância jornalística e interesse público”? Fernando Rodrigues?

Esse vazamento parece que vai ser do tipo HSBC. Não tenho a menor dúvida de que irão fazer a tucanagem de sempre: “Aquilo que é bom, a gente mostra. Aquilo que é ruim, a gente esconde.” Talvez com uma suavização: “Aquilo que não der jeito de esconder, a gente mostra, mas alivia a mão.”

Incrível que, no PSDB, só apareça o nome de um falecido (Sérgio Guerra). Incrível que não haja nenhuma referência ao principal nome associado à MF, isto é, a Família Marinho com sua Paraty House. Vou me surpreender enormemente se FR for atrás do alto baronato da mídia. Mas duvido que faça isso, pois é exatamente aquilo que não interessa mostrar.

E, no caso de um dos nomeados do PMDB (Newton Cardoso), fala-se da compra de um apartamento em 1992, pelo valor (à época) de £ 1,2 milhão. Fernando Rodrigues faz um cálculo equivocado e atualiza os valores simplesmente multiplicando as libras de 1992 pelo câmbio de 2016, quando sabemos que o mercado imobiliário londrino (onde está o apartamento) é um dos que mais se valorizou ao longo desse período. Usando apenas a inflação do período, hoje, o apartamento estaria valendo £ 2,3 milhão (R$ 11,9 milhões ao câmbio do dia). Só que, segundo os documentos disponibilizados (vide página 15 em http://download.uol.com.br/fernandorodrigues/newton-card-desco.pdf), o apartamento encontra-se no seguinte endereço: 81 Cadogan Place, London, SW1 0DY (num dos bairros mais exclusivos de Londres, Kensington and Chelsea). Segundo um site britânico especializado em imóveis, esse apartamento estaria avaliado em aproximadamente £ 5,5 milhões (R$ 28,1 milhões). O valor é aproximado, pois a última venda registrada nesse endereço ocorreu em 17 de setembro de 2004 (vide http://www.rightmove.co.uk/house-prices/SW1X-9RP.html), há mais de 11 anos. No entanto, segundo Fernando Rodrigues, o apartamento, hoje, valeria “apenas” R$ 6,3 milhões.

Que o foco parece ser tentar minar ao máximo possível o governo federal, não é escondido nem pelo próprio consórcio (vide https://panamapapers.icij.org/20160403-panama-papers-global-overview.html):

“In Brazil, the law firm has become a target in a bribery and money laundering investigation dubbed “Operation Car Wash” (“Lava Jato,” in Portuguese), which has led to criminal charges against leading politicians and an investigation of popular former president Luiz Inacio Lula da Silva. The scandal threatens to unseat current President Dilma Rousseff.

Employees of Mossack Fonseca were among those arrested by Brazilian police as part of Operation Car Wash.

In January, Brazilian prosecutors labeled Mossack Fonseca as a “big money launderer” and announced they had filed criminal charges against five employees of the firm’s Brazilian office for their role in the scandal.”

Resumidamente, o texto acaba associando Lula e Dilma (ainda que indiretamente) à MF. Não há um pio sobre o fato de que os funcionários presos da MF já estão livres, leves e soltos por ordem do próprio juiz da Vaza Jato, tão logo este descobriu que uma das offshore da MF, proprietária de um famoso triplex no Guarujá que não pertence ao ex-Presidente Lula, estava diretamente vinculada à Paraty House, idílica propriedade construída ilegalmente em área de preservação ambiental, pertencente a não se sabe quem, mas de usufruto da Família Marinho.

Até no The Guardian não dá mais para confiar. Há tempos, ele tem apresentado uma pauta pra lá de tendenciosa. O correspondente do jornal aqui no Brasil, Jonathan Watts, é uma piada. Em artigo recente (vide http://www.theguardian.com/world/2016/apr/03/brazil-michel-temer-dilma-rousseff-impeachment), afirmou que o Temer era a esperança do Brasil!!!! Esse subtitulo acabou sendo trocado em razão do enorme número de reclamações.

Enfim, é preciso estar com os dois pés atrás.

Responder

    Afonso

    04 de abril de 2016 às 17h47

    Se o tal fefe rodrigues tá na parada….é bom desconfiar! Se fosse do interesse do Brasil e dos brasileiros…é óbvio que ele esconderia!
    Fefe….malandro é o gato que já nasce de bigode!
    E atenção fefe: se o otavinho for à praia…cuidado pra não morrer afogado! Solte do saco dele antes do mergulho!

Julio Silveira

04 de abril de 2016 às 11h37

No meu ponto de vista a corrupção é ampla. geral e irrestrita. E é evidente que nos States se escondem grande parte (talvez a maior) dos corruptos mundiais. Afinal, o país é sabido que é um dos maiores consumidores de drogas do mundo. E uma inteligência mediana saberia deduzir que para se ter esse tipo de negocio, não sendo institucionalizado, é por que muita corrupção circula na vida e nos poderes deste estado. Basta pensar.
E, se pensarmos um pouco mais, fica evidente ter havido interesse geopolítico nesse vazamento, com claros indicativos de origem de interesse politico, interesse internacional. Mas, como se diz, azar do goleiro, se é politico se é lateral, se forem denuncias verdadeiras, essa sim a verdadeira preocupação. Existirá neste caso, de serem verdadeiras, uma oportunidade de prestação de serviços. Que servirá aos povos para desvendar uma serie de ilicitudes que passam despercebidas das vidas das nações, que passam camufladas, desconhecidas, praticadas por gente que posa de exemplar e impoluta. O fato de aparecer gente do BRICS, na minha ótica, favorece o povo dos BRICS. E o fato de omitirem os Yankes prejudica, na verdade, os cidadão daquele país, por que estes continuarão sustentando a hipocrisia mafiosa que se esconde entre os seus. No meu ponto de vista, esse tipo de denuncia unilateral, se foi produzida pela CIA para prejudicar, beneficia mais que prejudica os países denunciados. E prejudica completamente os países em que esse tipo de informação é omitida, por interesses óbvios. Aqui, podem ajudar a criar situações para controle. Portanto intencional ou não, foi um bom vazamento, que pode até ter tido outra intenção, pode ter tido o dedo das nefastas agencias yankes, mas terá efeito favorável. por que poderá tirar muito fariseu da camuflagem.

Responder

    C.Paoliello

    04 de abril de 2016 às 19h59

    Incontestavelmente o grosso da corrupção mundial está concentrada nos EUA, só que lá eles fazem leis para proteger a ladroagem que passa a ficar “legal”.

Fausto

04 de abril de 2016 às 11h37

Assim como vários aqui, foi a primeira coisa em que pensei.
África do Sul, Brasil, Rússia, China e Índia….
Mas que grande coincidência…

Responder

nina

04 de abril de 2016 às 11h12

pois é… também percebi isso muito claramente… aliás, tem EUA: Nixon kkkkkkk
e a 1a. apresentação do Expresso em Portugal é mais tendenciosa do que a do Brasil (Fernando Rodrigues é um cara que não mira um alvo só… mas não diria o mesmo do tal ‘consórcio’….)

Responder

Luís CPPrudente

04 de abril de 2016 às 10h49

É por isto que a tal organização internacional de jornalistas investigativos entrega somente para seu sócio da UOLixo tal documento, para poder controlar o vazamento de acordo com os interesses dos sócios. O vazamento também foi seletivo por parte da tal organização internacional de jornalistas investigativos…para não desagradar o principal financiador dessa organização (os EUA)?

Responder

Robson

04 de abril de 2016 às 10h39

Deputado petista desafia a justiça investigar a Mossack Fonseca https://www.youtube.com/watch?v=hRAkQnqfUTE

Responder

José Carlos Vieira Filho

04 de abril de 2016 às 10h05

Os ricaços americanos não precisam de “offshores”, eles têm o estado de Nevada.
Esse tal consórcio é uma ONG com sede em Washington, e controlado pela fina flor da direita em matéria de mídia.
É só entrar no sítio e verificar.
Essa operação não poderia ser uma aviso à grana escondida que as “offshore” em território americano são mais seguras?

Responder

    Oscar Müller

    05 de abril de 2016 às 14h22

    Faz sentido, José!

Sidnei Brito

04 de abril de 2016 às 10h00

Para ver que a seletividade indisfarçada não é privilégio do nosso amigo Moro.

Responder

    bonobo de oliveira, severino

    04 de abril de 2016 às 13h34

    Aliás, bem lembrado, o Moro e seus comparsas (Mossack-Fonseca) foram treinados nos programas norte americanos de “formação de lideranças sociais e políticas”, cuja embaixada aqui no Brasil é o Instituto Innovare da GLOBO/Mossack-Fonseca). Não é de espantar que o critério de seleção dos vazamentos é aparentemente o mesmo.

FrancoAtirador

04 de abril de 2016 às 05h24

.
.
“Vale lembrar que a USAID
é uma das Apoiadoras da Investigação
do #PanamaLeaks”
.
(https://twitter.com/andrefran/status/716798751952793600)
.
.

Responder

FrancoAtirador

04 de abril de 2016 às 05h22

.
.
#PanamaLeaks
.
É Preciso Vazar o Vazamento!
.
“Não são ’empresas da Lava Jato’.
As Empresas têm Nome.”
.
(http://www.ocafezinho.com/2016/04/03/panamaleaks-e-preciso-vazar-o-vazamento)
.
.

Responder

    bonobo de oliveira, severino

    04 de abril de 2016 às 13h50

    O Miguel do Rosário não está paranoico. É a realidade que está desmoralizando a parnoia!!

    FrancoAtirador

    04 de abril de 2016 às 16h49

    .
    .
    Depois do que revelaram Assange & Snowden
    .
    Nenhuma Tese Conspiratória é Descartável.
    .
    .

FrancoAtirador

04 de abril de 2016 às 03h27

.
.
Mossack & Fonseca (*)
.
OS 10 PAÍSES COM MAIOR NÚMERO
DE INTERMEDIÁRIOS EM OPERAÇÃO
.
1) Hong Kong
.
2) Grã-Bretanha (Reino Unido)
.
3) Suíça
.
4) Estados Unidos da América (EUA)
.
5) Panamá
.
6) Guatemala
.
7) Luxemburgo
.
8) braZil
.
9) Equador

10) Uruguai
.
*(http://www.mossfon.com/service/mossfon-trust-corporation)
.
A Mossack & Fonseca operou com mais de 14.000 Bancos,
Escritórios de Advocacia, Companhias Incorporadoras
e outros Intermediários, para a Criação de Empresas,
Fundações e Fundos para Clientes, no Mundo Inteiro.
.
(https://panamapapers.icij.org/graphs/6)
(https://panamapapers.icij.org/graphs/8)
.
.

Responder

FrancoAtirador

04 de abril de 2016 às 01h37

.
.
Na Mossad,
quer dizer,
na Mosca,
isto é,
na Águia.
.
.

Responder

    FrancoAtirador

    04 de abril de 2016 às 02h10

    .
    .
    .
    .
    O Jornalista Luís Villalobos do Portal Público de Portugal
    inadvertidamente, em poucas linhas, matou a Charada:
    .
    “Os nomes de Mossack e de Fonseca já vieram mais do que uma vez para as páginas dos jornais associados a escândalos.
    O mais recente ligava a empresa à investigação Lava-Jato, no Brasil (país onde a empresa também está presente).
    Agora, há a divulgação de dados que mostram ligações a pessoas ou entidades
    .
    que estão na ‘lista negra’ dos EUA por negociarem com organizações terroristas,
    .
    de tráfico de droga ou de Estados como o Irão e a Coreia do Norte.”
    .
    (https://www.publico.pt/economia/noticia/quem-e-a-mossack-fonseca-1728004)
    .
    .

    FrancoAtirador

    04 de abril de 2016 às 02h55

    .
    .
    GUERRA TOTAL: O ATAQUE É A MELHOR DEFESA
    .
    Ao mesmo tempo, os IúÉssÊi ferram os inimigos,
    .
    escondem os parceiros e protegem os amigos.
    .
    .

    FrancoAtirador

    04 de abril de 2016 às 06h58

    .
    .
    A Guerra Total “é arquetipal da quase absoluta negação do outro”…
    Hitler, por exemplo, “ao promover uma rassenkampf, uma guerra de raças,
    transformou o embate bélico num enfrentamento de extermínio
    em que o outro deixa de ter uma individualidade para passar a ser coisa,
    coisa abstrusa, obnóxia, que justifica e legitima moral e eticamente o seu extermínio…
    o mesmo processo se identifica na denominação do outro como terrorista.
    Este deixa de ser um outro para passar a ser uma estranha coisa.”
    .
    “Na Guerra Total o embate existencial no sentido mais literal da palavra, a guerra,
    torna-se a única possibilidade face ao perigo de destruição total,
    pelo que subordina as racionalidades políticas e estratégicas,
    que acabam por ter como fito a guerra permanente,
    visto a não guerra (a paz) só ser alcançável se já não houver adversários,
    ou seja, nada restar de um dos contendores.
    .
    É isto que explica a interminabilidade da Guerra Total…
    visto que, face à impossibilidade de negociar um fim para o conflito,
    só resta alargá-lo desmesuradamente.
    .
    Neste último sentido, a guerra suga toda a realidade, a guerra torna-se a única realidade,
    pelo que não há real sem guerra e a guerra é fundamento de toda a existência,
    tornando qualquer racionalidade meramente instrumental à irracionalidade que sobredomina tudo,
    visto o homem deixar de ser dono da realidade para se submeter a uma existência
    que tudo suga, incluindo ele próprio, a guerra, que sendo o todo, é na verdade, a Guerra Total.”
    .
    (http://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/1150/1/NeD112_AntonioPauloDuarte.pdf)
    .
    .

    FrancoAtirador

    04 de abril de 2016 às 07h11

    wladimir teixeira

    04 de abril de 2016 às 15h51

    MATOU A CHARADA ! SIONISTAS GRAVATAS AZUIS ISRAELI AMERICANOS POR TRÁS DA BANDALHEIRA ! PRÓXIMO PASSO MILÍCIAS ARMADAS POR ISRAEL!

    FrancoAtirador

    04 de abril de 2016 às 18h40

    .
    .
    Não duvide que ocorra um Atentado na Olimpíada.
    .
    Eles querem ver o Sangue Escorrendo no Brasil.
    .
    .

Sérgio

04 de abril de 2016 às 01h17

Claro e transparente como cristal. Precisa desenhar?

Responder

Roxane

04 de abril de 2016 às 00h59

Pois foi a primeira coisa que pensei. Hummm só BRICs???/

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.