VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Denúncias

Empresário que “acusa” na Veja divulga nota desmentindo a Veja


11/09/2010 - 20h12

11/09/2010 19h08 – Atualizado em 11/09/2010 19h57
Empresário divulga nota desmentindo reportagem da revista ‘Veja’

Revista afirmou que filho de Erenice Guerra cobrou propina.

Ministra nega e afirmou em nota que processará publicação.

Do G1, em Brasília

O empresário Fábio Baracat divulgou nota na tarde deste sábado (11) na qual desmente reportagem publicada na edição deste final de semana da revista “Veja”. Na reportagem, a revista apresenta relato atribuído ao próprio empresário sobre uma suposta negociação com o filho da ministra Erenice Guerra (Casa Civil)

Segundo a revista, para conseguir fechar um contrato da empresa Via Net com os Correios, ele teria feito um pagamento de propina equivalente a 6% do valor do contrato, de R$ 84 milhões. De acordo com a reportagem, a finalidade da suposta propina, intitulada “taxa de sucesso”, era “saldar compromissos políticos”.

A redação da TV Globo procurou o empresário Fabio Baracat, que, segundo um tio, se encontra em Paris. Por meio do tio, ele enviou por e-mail uma nota de esclarecimento em que afirma: “Fui surpreendido com a matéria publicada na revista Veja neste sábado, razão pela qual decidi me pronunciar e rechaçar oficialmente as informações ali contidas”. A revista “Veja” ainda não se pronunciou sobre a nota de Baracat.

Leia abaixo a íntegra da nota do empresário:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Fui foi surpreendido com a matéria publicada na revista Veja neste sábado, razão pela qual decidi me pronunciar e rechaçar oficialmente as informações ali contidas.

Primeiramente gostaria de esclarecer que não sou e não fui funcionário, representante da empresa Vianet, ou a representei em qualquer assunto comercial, como foi noticiado na reportagem. Apenas conheço a empresa e pessoas ligadas a ela, assim como diversos outros empresários do setor.

Destaco também que não tenho qualquer relacionamento pessoal ou comercial com a Ministra Erenice Guerra, embora tivesse tido de fato a conhecido, jamais tratei de qualquer negócio privado ou assuntos políticos com ela.

Acerca da MTA, há 3 meses não tenho qualquer relacionamento com a empresa, com a qual tão somente mantive tratativas para compra.

Importante salientar que durante o período em que mantive as conversas com a mencionada empresa aérea atuei na defesa de seus interesses, porém o fiz exclusivamente no âmbito comercial, ficando as questões jurídicas a cargo da própria empresa e sua equipe.

Inicialmente, quando procurado pela reportagem da revista Veja, os questionamentos feitos eram no sentido de esclarecer a relação da MTA com o Coronel Artur, atual Diretor de Operações dos Correios, em razão de matéria jornalística em diversos periódicos, nesta oportunidade ratifiquei o posicionamento de que embora tivesse conhecimento de alguns assuntos que refletiam no segmento comercial da empresa (que de fato atuava), não podia afirmar categoricamente a extensão do vínculo dela com o Coronel Artur.

Durante o período em que atuei na defesa dos interesses comerciais da MTA, conheci Israel Guerra, como profissional que atuava na organização da documentação da empresa para participar de licitações, cuja remuneração previa percentual sobre eventual êxito, o qual repita-se, não era garantido e como já esclarecido, eu não tinha o poder de decisão da empresa MTA.

Enfim, na medida que a MTA aumentava sua participação no mercado, a aquisição da empresa se tornava mais onerosa para mim, até que culminou, além de parecer legal negativo, na inviabilidade econômica do negócio.

Acredito que tenha contribuído com o esclarecimento dos fatos, na certeza de que fui mais uma personagem de um joguete político-eleitoral irresponsável do qual não participo, porém que afetam famílias e negócios que geram empregos.

São Paulo,11 de setembro de 2010..

Fabio Baracat

Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - A mídia descontrolada e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


207 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Luiz

12 de setembro de 2010 às 19h43

Não dá para deixar essa passar em branco. É hora de bater de frente com a Veja e com os demotucanos, botar um freio neste golpismo. O ideal seria colocar o próprio Fábio Bacarat no programa da Dilma, desmascarando esta revista de quinta.

Responder

Francisco Nogueira

12 de setembro de 2010 às 19h32

O nosso respeitadíssimo Marco Aurélio Mello em seu blog iniciou (título) e finalizou seu comentário sobre o assunto com: "Covardes!".

Considerando seu modo de escrever, sua formação, creio que ele quis xingar a mãe de muitos pseudo-jornalistas, ou melhor seria dizendo: Bastardos!

Ele está com toda razão, eles não têm mães.

Responder

@jprcampos

12 de setembro de 2010 às 18h46

Para quem alega que não consegue achar, a nota está aqui:
http://g1.globo.com/politica/noticia/2010/09/empr

Achei dando um único Google. Tem gente que não acaha nada, se fosse uma cobra…

Responder

Carla

12 de setembro de 2010 às 17h40

Onde está essa tal declaração no G1? Procurei, procurei, mas não achei… muito pelo contrário, insistem com as acusações ao filho da Erenice Guerra…. depois abri o artigo "Revista afirma que filho de ministra recebeu propina" e entre os "Saiba mais" há a notinha do empresário que desmente… é uma situação kafkiana e que Kafka me perdoe.

Responder

edson

12 de setembro de 2010 às 17h35

Hoje tem debate na rede TV às 21:00.

Responder

breno

12 de setembro de 2010 às 17h21

Ombudsman da Folha detona a Folha
http://noticias.r7.com/eleicoes-2010/noticias/omb

Responder

Roberto A.P.

12 de setembro de 2010 às 17h17

A veja tá mais suja que pau de galinheiro. Com essa então,ela se b….. perna abaixo.

Responder

Alice Matos

12 de setembro de 2010 às 17h14

Presidenciáveis fazem primeiro debate após escândalos entrarem na pauta da campanha
12/09/2010
Marcel Vincenti
UOL Eleições
Em São Paulo
[pela Rede TV! e pelo UOL a partir das 21h. Além de Dilma e Serra, estão confirmados os candidatos Marina Silva (PV) e Plínio de Arruda Sampaio (PSOL).]

Os principais candidatos à Presidência da República fazem hoje (12), a partir das 21h, o primeiro debate após a divulgação de três casos que esquentaram a corrida eleitoral deste ano: a quebra do sigilo fiscal de pessoas ligadas ao PSDB, a prisão de políticos do Amapá apoiados por parte do PT e a denúncia, feita na última sexta-feira pela revista Veja, de que o filho da ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, teria atuado como lobista em negociações do governo.

Responder

ruypenalva

12 de setembro de 2010 às 15h36

Estranha coincidência Azenha. Quem patrocina a matéria na Veja é o Bradesco. Quem patrocina o avião da Globo falando mal de Lula é o Bradesco, no entanto o presidente atual do Bradesco, o Sr. Cappi, (em italiano chefe de todos os chefes) diz que o Brasil viverá o sonho americano de consumo. Ao mesmo tempo que existe um racha no Bradesco com dois ex-diretores, inclusive o Cypriano, pedindo demissão e desligamento do Banco. Será que o Bradesco é o banco da gente que não presta?

Responder

lucéliaborges

12 de setembro de 2010 às 15h35

A cloaca infecta da Veja expele mais excremento, na tentativa desesperada de reverter o irreversível.

Responder

embuscadoconhecimento

12 de setembro de 2010 às 15h20

É incrível como a Veja é um lixo. Eu me lembro do tempo em que eu carregava a Veja pra cima e pra baixo para ficar "atualizado" em decorrência das exigências dos grandes vestibulares. Hoje eu tenho plena consciência de que a revista serve apenas para aulas de educação artística (recortes).

No link abaixo há uma contraposição à “Dilma terrorista”, é muito bom!

A maior tragédia da história

Responder

Paulo1

12 de setembro de 2010 às 14h59

Azenha,
O Nassif conseguiu mais uma vez desmascarar a Veja. Demonstrou a farsa da materia de Veja desta semana. Mais uma bala de prata desperdiçada pela velha mídia em sua incasável luta para derrubar a candidata governista. É por essas e outras que náo gostam dos blogs sujos, que rapidamente expoem a sujeira, os dejetos, os detritos, a carniça expedida pela velha mídia e pelos blogs limpos. Viva a internet, livre sem dono…

Responder

lorival magnoni

12 de setembro de 2010 às 14h15

"veja" só, chegamos numa "'época "em que a imprensa elitista, escancara através de uma 'folha " o sentimento "global "
de controlar o "estado".

Responder

Danilo

12 de setembro de 2010 às 14h02

A globo/veja/estado/folha/band é um câncer maligno que tem que ser extirpado o mais rápidop possível, antes que vire metastase.

Responder

wagner machiavelli

12 de setembro de 2010 às 13h21

Nesta ocasião, acreditar em blogueiros e ocomentaristas é um risco. Uma revista tem a credibilidade da responsabilidade junto aos seus leitores. Vocês, blogueiros, qual a responsabilidade sobre o que falam e escrevem? Coloco em dúvida, mesmo, todos os seus comentários. Quero ver as provas. Afinal, papel aceita tudo. Inclusive mentiras.

Responder

    Maurício

    12 de setembro de 2010 às 14h01

    Você está querendo insinuar que só porque a Veja é paga ela só fala a mais absoluta verdade e é a referência universal da honestidade? Aliás, se ela tiver credibilidade que mostre todas as provas materiais que ela tem sobre esse caso e encerre esse assunto. Antes disso o que ela escreve nas páginas dela não vale nada e já foi refutada incontáveis vezes nessas últimas horas com argumentos e fatos. Pode ser que o que ela diz seja verdade? Pode ser mas sem provas qualquer um pode acusar.

    Marko

    12 de setembro de 2010 às 14h11

    Não tente inverter troll Machiavelli,
    Essa tática velha e batica d lançar ao léu denúncias vazias como a do clássico grampo fake do Gilmar Mendes sem provas é típico d vcs do factóide In_veja, afinal aonde estão as provas d mais este factóide hein Creuza? rsrs

    Valmir Gôngora

    12 de setembro de 2010 às 14h20

    Tem razão. Papel, em especial o da Veja, aceita tudo.

    Alexandre

    12 de setembro de 2010 às 15h01

    Pois eu acredito muito mais na blogosfera do que nas revistas, jornais e rádios.
    Só que este caso merece uma resposta à altura, que ainda não foi dada.
    E a resposta é dizer, se possível, que o moço Israel nunca participou destas tenebrosas transações…

    Edinho

    12 de setembro de 2010 às 14h21

    Faz tempo, muito tempo, que a responsabilidade junto aos eleitores deixou de ser significado de credibilidade da veja. Quem negociou favore$ com a ditadura em troca da cabeça de seu então editor-chefe é capaz de qualquer coisa. Logo, assassinatos de reputação, deturpações da realidade, participação em negociatas, matérias e opiniões "políticas" recheadas de preconceito passaram a fazer parte das páginas impressas e virtuais da revista. Só não vê quem não quer. Sim, o papel aceita tudo, mas o problema não é esse. O problema reside em quem escolhe o que deve constar e o que não deve constar no papel. Caso não tenha percebido, a internet é o ÚNICO espaço de comunicação no Brasil que permite o contraditório. Ou por acaso já leste alguma crítica ao feudo tucano paulista nas páginas da revista?
    Quanto às provas, eis:
    http://sites.google.com/site/luisnassif02/home

    SamuraiUTI

    12 de setembro de 2010 às 14h38

    Isso responde à sua pergunta?
    http://www.conversaafiada.com.br/politica/2010/09

    SamuraiUTI

    12 de setembro de 2010 às 14h54

    Leider_Lincoln

    12 de setembro de 2010 às 15h28

    Você apenas demonstra a tese de que os leitores da Veja valem tanto quanto ela. Valem menos aliás, já que PAGAM para tê-la…

    brasileira

    12 de setembro de 2010 às 23h37

    Wagner, qual a prova que a Veja deu a você? Nós temos provas que ela mentiu porque o próprio entrevistado assim falou. Você precisa ter mais cuidado com o que anda lendo, para não tomar como "verdade", a sua verdade. Não é apenas um "blogueiro" quem escreve aqui, mas uma pessoa séria e responsável, principalmente ISENTA, IMPARCIAL, coisa que a revista Veja não é, muito menos ética. É uma pena que você seja tão alienado e não consiga ver um palmo à frente do seu nariz.. O problema não é as pessoas acreditarem ou não na Veja ou em qualquer membro do PIG, mas sim faz dela a única forma de criticar com leviandade a candidata do povo, a Dilma, mesmo sabendo de toda leviandade contra a mesma e o governo Lula. Tenha santa paciência!

Carlos Eduardo Luz

12 de setembro de 2010 às 13h20

É isso aí gente … depois de cruzar boi com tomate tudo é possível!!!!!

Responder

Creuza Maciel

12 de setembro de 2010 às 12h39

Convocatoria!
Dia de repudio/domingo sem globo no Brasil inteiro…. Marchas, carriatas, bicicletadas, motocadas, panfletagens, comiciones, acoes integradas nos quatro cantos do Brasil.

Brasil unido contra as calunias do PSDB/DEMO e do PIG

Responder

José Manoel

12 de setembro de 2010 às 12h28

Está na hora de colocar o Ciro Gomes na parada!!!!!!! Ciro Gomes, já!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

Luiz Carlos

12 de setembro de 2010 às 12h27

Luiz Azenha

Vamos fazer uma campanha via internet, para que a Lei de concessões mude radicalmente. Hoje, do jeito que está, não pode continuar.
É inadmissível uma rede de TV ou de rádio, que usa nosso (da população brasileira) espaço, ataque de forma horrível, quiçá, com ódio torpe, adversários de ideologias diferentes. Organizações Globo – jornal, revista e TV – Veja, Estadão, Folha de São Paulo e outras centenas de menor monta espalhados Brasil afora, não podem, em nome de uma liberdade de imprensa, tomar partido de candidato A ou B ,e, mentir, atacar, caluniar e difamar seu adversário.

Responder

Marcelo de Matos

12 de setembro de 2010 às 12h22

Bob Jefferson deitou e rolou em seu blog comentando o “escândalo” da Casa Civil. Temos de convir – de maracutaia ele entende barbaridade. A nota mais sugestiva do seu blog, porém, foi: “Vem aí, a janela da fidelidade! Escândalos à parte, após as eleições virá o estouro da boiada. Vai ser uma correria como nunca se viu antes na história deste país, principalmente diante da perspectiva de poder governista nos próximos 14 anos (quatro com Dilma e oito com Lula). Vai ter muito político dilmista desde criancinha”. Pelo visto, Bob vai ser o primeiro a bandear, ou rebandear, para as hostes lulistas. Ele parece macambúzio com o desempenho do PTB. Esperava eleger, ao menos, Romeu Tuma, mas, o candidato parece que continua internado em hospital. A eleição de Collor ao governo de Alagoas parece certa, mas, essa será, ao mesmo tempo, uma notícia boa e ruim. O lado ruim é que Collor poderá crescer muito e fazer sombra a Bob, se não tomar o seu lugar. Por sinal, Collor (PTB) e Lessa (PDT), os candidatos melhores nas pesquisas alagoanas, são lulistas.

Responder

Francisco Alves

12 de setembro de 2010 às 12h19

Vejam o post do Nassif : Destrinchando a bala de prata, excelente.

o link: http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/destrinc

Responder

    Go Oliveria

    12 de setembro de 2010 às 12h37

    Francisco,

    Dê uma olhada neste aqui também, do blog Na Prática a Teoria é Outra, indicado pelo Idelber Avelar, do Blog o Biscoito Fino e a Massa:
    http://napraticaateoriaeoutra.org/?p=6939

Marcelo de Matos

12 de setembro de 2010 às 12h07

Azenha. Seria interessante um comentário sobre a matéria do UOL: “São Paulo boicota vitrines federais na saúde”. O portal diz que “O governo de São Paulo ignora o Samu (ambulâncias de resgate) e as UPAs (prontos-socorros 24 horas), as principais "vitrines" do governo Lula na saúde. Ao contrário do que ocorre na maior parte do país, as cidades paulistas não recebem dinheiro estadual para colocar e manter os dois programas em funcionamento. São financiados só com verbas federais e municipais”. “A Folha consultou todos os 27 governos e constatou que apenas três não investem no Samu: São Paulo, Rondônia e Amazonas. E que são quatro os que não aplicam nas UPAs: São Paulo, Rondônia, Espírito Santo e Santa Catarina”. “A maioria dos Estados tem sido solidária. Nesses locais, o Samu e as UPAs funcionam com 50% dos custos cobertos pelo ministério, 25% pelo Estado e 25% pela prefeitura”. Isso não dá um bom post?

Responder

Alexandre R. Vianna

12 de setembro de 2010 às 12h01

Pessoal,
Acho que a questão não é se no tempo do Serjão cobravam 20% nem "quem cobra menos".
O caso também não é de recolocar o vídeo do DEM, para dizer que naquele partido TAMBÉM tem corrupção.
Devemos eleger quem não trabalha com esquemas ilegais.
O ideal seria colocar este sujeito (Israel Guerra) para desmentir tudo. Dizer que ele não fazia este serviço e não recebia tais cifras. Dizer como ele vive (quanto ganha, como gasta, onde trabalha, etc)
Qualquer coisa fora disso é tentar explicar o inexplicável!
Realmente uma pena – um preço muito alto a pagar. A volta do PSDB ao comando federal…
E se há esquemas similares no partido do adversário, cabe à candidatura Dilma demonstrar… Nomes de empresa com laranjas, nome dos laranjas, valores recebidos, etc.
Empresa sem sede, em nome de laranjas, cifras milionárias é muita mentira ou muita sujeira!

Responder

    Leider_Lincoln

    12 de setembro de 2010 às 12h43

    Em resumo, o ônus da porta deve ser do acusado? Todos os documentos até aqui apresentados demonstram que a Veja está mentindo e o que você quer mais?

    Alexandre

    12 de setembro de 2010 às 14h48

    Espero que realmente apareçam documentos e declarações mais contundentes. O garoto não é lobista, nunca teve a empresa de "assessoria" e nunca ganhou nada com isso!

priscila presotto

12 de setembro de 2010 às 11h50

Gente,realmente gostaria que este semanário imundo divulgasse o áudio da entrevista,se é que existe…
Lá no blog do Nassif ,tem um comentarista que diz que no caso do Gilmar Dantas ,a "fonte"não quis entregar o áudio,mas que neste caso do Baracat o revista(revista?)possui o áudio.
Olha estou com o coração bem apertado.
Vcs leram a reportagem do Leandro Fortes sobre a quebra de sigilo de 60 milhões de cidadãos feita pela antiga empresa de Veronica Serra e seus sócios?Inclusive uma delas é irmã do "Dono do Brasi",Daniel Dantas.
Que vítimas ,não?

Responder

Valentin

12 de setembro de 2010 às 11h49

Quem vê a Veja, e acredita nela, não encherga um palmo à frente do nariz.
Como a secretaria de Educação do Estado de São Paulo pode permitir um lixo tão grande nas salas de leitura das escolas estaduais? Quanto foi a fatura que o governo do PSDB pagou?
Daí se explica tanto empenho da Veja como panfleto da campanha do PSDB. Aliás, ela, a Folha, o Estadão, todos estão nas salas das escolas de SP e como veiculos de propaganda para o candidato Serra.

Responder

rubem

12 de setembro de 2010 às 11h43

Ciro Gomes tinha razão quando falava, antes da campanha começar, que Serra não tem qualquer ética e “passaria um trator por cima da cabeça da mãe” para ganhar as eleições. Serra já passou por cima da filha,usando-a na campanha , agora veio más um golpe sujo, contra a chefe da casa civil de LUla, mesmo que Erenice prove sua inoçencia, o estrago sobre a vida dela , nunca mais SERÁ REPARADO, pois as pessoas que tomaram conhecimento , pela VEJA , destas acusações, não serão as mesmas que saberão no futuro que ela foi vitima de uma calunia suja com obJetivo eleitoreiro.
Serra e Veja são sujos e baixos, será que naquela revista não tem um jornalista ético e honrado que se indigne com este joguinho sujo e o conluio desta revista com os DEMOTUCANOS.
Não se achaquala as vidas das pessoas desta forma e depois as vitimas da acusação é que tem que provar sua inoçencia, o correto seria os acusadores apresentarem as provas de sua acusação.
Mas mídia brasileira dando crédito a estas acusações demonstra não ter ética e ser desumana.

Responder

    wagner paulista

    14 de setembro de 2010 às 16h12

    É verdade Rubem. Notem que o condenadíssimo Humberto Costa, Ministro da Saúde do Lula no primeiro mandato, foi finalmente julgado inocente no Imprensalão 2005 (perdão: Mensalão 2005). A notícia sobre sua inocência não mereceu um milésimo do carnaval oferecido quando de sua denúncia. O mesmo se dará com outros "implicados": Zé Mentor; Zé Dirceu; Professor Luizinho, e etcs.

Sagarana

12 de setembro de 2010 às 11h21

Isso é "desmentido"? Além do mais Veja afirma que tem documentos e gravações, fora o fato de que o contrato com a MTA foi renovado pela diretora da ANAC, contra parecer da diretoria e a inadimplência da MTA com o fisco. Em tempo, a revista afirma que ainda possui documentos não divulgados. Danou-se…

Responder

    Marcelo de Matos

    12 de setembro de 2010 às 11h38

    Sagarana. Se você é chegado do pessoal da Veja por que não nos fornece esses documentos e gravações não divulgados? Vai nos deixar curisosos? Ora, não seja egoísta…

    Maurício

    12 de setembro de 2010 às 11h48

    Então é só mostrar tudo isso que a estória acaba, simples. Não acho que alguém seria burro de desmentir algo que foi gravado, pode ser mas é improvável. A Veja como sempre fazendo esse joguinho de criança e muitos ainda acreditam. E como você não gosta de pesquisar e só acredita no que o Reinaldo Azevedo/Veja falam, a ANAC rejeitou primeiramente pois havia problema de documentação, depois que isso foi sanado eles aprovaram.
    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/destrinc

    Daniel Campos

    12 de setembro de 2010 às 11h56

    É a mesma história do "grampo do gilmar". Falaram que tinham uma gravação, chegaram até a fazer uma "transcrição" do mesmo (pois com o áudio um especialista pode conferir se a gravação é verdadeira, enquanto o escrito aceita qualquer coisa), e depois de nós insistirmos por um bom tempo que mostrassem o tal aúdio o assunto "evaporou" da mídia e da boca do gilmar como se nunca tivesse existido.

    Mario Sergio

    12 de setembro de 2010 às 12h08

    1 -A mesma revista que publicou o "grampo sem áudio" e até hoje está "esquecida" de mostrar o áudio.
    2 -A mesma revista que publicou os "dólares de Cuba" e disse ter gravações e doctos. Cadê? Sumiu nas brumas do tempo.
    3 "…foi renovado pela diretora da ANAC, contra parecer da diretoria…" a mesma matéria traz que o parecer exigia a entrega de doctos que então foram entregues, sanando o que tinha sido exigido. Repito: A MESMA MATÉRIA DA FOLHA.
    4 – A revista afirma ter parte de doctos ainda não divulgados. Conforme exemplos acima, pode-se dizer apenas o mote: "HÁ CONTROVÉRSIAS" (embasadas nos usos e costumes da revista)

    Jairo_Beraldo

    12 de setembro de 2010 às 12h11

    Danou-se a "Óia", cada vez mais sem credibilidade.

    @clebernadalutti

    12 de setembro de 2010 às 12h23

    Documentos e gravações? Mas Veja falou em grampos do STF e até hoje não mostrou o áudio! E aí?????

    Leider_Lincoln

    12 de setembro de 2010 às 12h42

    E você ACREDITA na Folha? A mesma do dossiê das Cayman? Do dinheiro das FARC para o PT? Ainda não entendeu que eles mentem?

    Helcid

    12 de setembro de 2010 às 13h21

    …é mesmo, "burrinho pedrês" ?? vários blogs desmontaram o factóide da Veja em dois tempos, trollzinho… e aí, com que cara os telejornais de hoje vão repercutir essa farsa?

    … percebe-se que você é um leitor devoto desta maldita revista!!

    Bury

    14 de setembro de 2010 às 23h50

    Sagarana é igual a um outro aí, que disse, em outro post, que a reportagem da Veja o convenceu porque possui "indícios de veracidade". É isso aí, esse pessoal aplaude e se contenta com "indícios de veracidade". Não é à toa que são 45.

Claudio Ribeiro

12 de setembro de 2010 às 11h16

Sabe-se que para criar um vídeo para veicular na propaganda eleitoral, gasta-se um certo tempo: é preciso gravar, editar e fazer os ajustes finais…Precisa enviar a cópia ao TSE, para em tempo, conseguir veicular as imagens dentro do prazo.
Sabe-se que a Veja começa a circular aos sábados…

http://palavras-diversas.blogspot.com/2010/09/vej

Veja repassou à campanha de Serra informações da matéria de sábado antes de chegar às bancas?

Responder

robledo

12 de setembro de 2010 às 11h08

Se algum leitor ou quem acessa os blogs do Nassif, este, do PHA e outros, ainda assinarem este dejeto de revista são uns grande tolos e otários. O problema é que veja não consegue ter a credibilidade para sustentar uma denúncia devido a tantas mentiras e factóides. Este boato não vai se sustentar por dois dias, agora mesmo no portal uol nada se fala sobre o assunto. No entanto para meu espanto o portal fala da omissão de serra nas unidades de emergência em São Paulo e inclui o serra no meio da coisa.

Responder

luiz

12 de setembro de 2010 às 10h25

Um pedido:
recoloque dois vídeos no blog:
a) o do “vote num careca e ganhe dois”.
b) o da entrega das ambulâncias, na qual o Careca de SP mostra seus ´vínculos” com o esquema Vedoin.

Responder

Marco Ferreira

12 de setembro de 2010 às 10h19

E ninguém repercutiu a matéria da Carta Capital, sobre a filha do Serra, será que o núcleo de jornalismo da Record não acha essa notícia relevante? Uma pena que não podemos ver na TV matérias com o mesmo teor que testemunhamos nos blogs.

Abraço

Responder

    Jairo_Beraldo

    12 de setembro de 2010 às 12h14

    Azenha, Vianna e PHA trabalham na Record e são blogueiros progressistas de primeira linha…vamos dar uma pressão neles, para que façam a Record repercurtir essas materias de semanarios sérios.

Remindo Sauim

12 de setembro de 2010 às 10h18

No tempo do PSDB a propina era de 20%. O Sergião não aceitava menos.

Responder

Eudes H. Travassos

12 de setembro de 2010 às 10h00

Muito bem, a mentira mais uma vez é pega de pernas curtas, mas como disse o comunicólogo nazista ela dita mil vezes torna-se realidade.
De forma que as vezes parece que embora tendo pernas mais longas a verdade caminha muito mais lentamente do que as pernas curtas da mentira, e o nosso problema é justamente de tempo.
Assim, há de se questionar quando esta carta alcançará uma propagação necessária para que todos saibam o que realmente está acontecendo. Notem bem, até agora nem Uol, nem Terra , nem IG divulgaram, nem se quer citaram a carta do empresário desmentindo a matéria , nem acho plausível se crer que a (não) Veja vá se desmentir por um súbito ataque de ética jornalística. (segue conclusão no post a baixo)

Responder

Eudes H. Travassos

12 de setembro de 2010 às 09h59

Certamente ela publicará, mas depois de uma decisão judicial, o que levará tempo e se materializará em tempo para o conservadorismo colonialista disparar suas balas de prata como quiser a cerca de mais este factoide funesto.
Quero então propor que copiemos esta carta e passemos à enviar para o maior número de pessoas possível na net e sempre pedindo seu empenho para que o desmentido chegue também ao maior número de seus contatos possíveis.
Faltando apenas vinte dias para a vitória consagradora do campo popular e democrático e consequentemente a derrota triunfal do conservadorismo colonialista ninguém pode se furtar de mobilizar-se nem que seja apenas para repor a verdade destes fatos, já que limpar o processo é impossível com a presença de Serra na disputa.

Responder

maria.miranda

12 de setembro de 2010 às 09h55

A campanha de Serra deixa transparecer a sua visão elitista e preconceituosa do povo brasileiro no horário eleitoral.

Por que o papel de criminosos tem que ser representado por negros enquanto as vítimas da violência são somente brancas?

Isso é o que podemos ver na propaganda eleitoral dos demo-tucanos desse sábado (11/09/10 – 00:00:27) onde aparecem dois homens negros sequestrando duas vítimas brancas e com os dizeres "Assaltos, sequestros, mortes". http://bit.ly/aXV3Fg

Responder

Marcelo de Matos

12 de setembro de 2010 às 09h36

A Veja teria de publicar a carta do empresário, como direito de resposta. O Miro Teixeira, do PDT, que foi tão festejado pela mídia e pelo STF quando pediu a suspensão da Lei de Imprensa, não vai apresentar nenhum projeto para acabar com o vazio legal deixado? Em um caso desses a Veja teria de ser obrigada a publicar a resposta do empresário e da Erenice Guerra. Como desagravo, devíamos lançar a campanha de Erenice Guerra para Presidenta em 2018. Por falar em factóide, o blog Acerto de Contas publica charge sobre a não repercussão do receitagate. O link é http://charges.uol.com.br/2010/09/10/cotidiano-o-… Não sei colocar a charge aqui.

Responder

Glecio_Tavares

12 de setembro de 2010 às 09h35

A folha tenta ajudar seu candidato minizando os ataques dele para tentar evitar mais processos?

Pode ser que eles estejam preocupados que ele vá a falencia com os processos que certamente responderá e não pague as faturas. Maracutaia e esculhambação não significam a mesma coisa, todos sabemos.

Do UOL:
http://eleicoes.uol.com.br/2010/ultimas-noticias/… A apalavra é MARACUTAIA, e o texto vem com aspas indicando o que disse o Zé: “Eu lembro que no caso do mensalão, na época do Zé Dirceu, o centro foi a Casa Civil. Depois a Dilma deixou lá seu braço direito, uma pessoa muito próxima, e hoje de novo o centro de maracutaia é a Casa Civil”, disse o tucano, que também atacou a adversária ao dizer que a candidatura da petista é um “envelope fechado, com partes secretas e coisas não explicadas”.

Na folha: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/po12092010… A apalavra é ESCULHAMBAÇÃO:

Dilma Rousseff e José Serra (PSDB) comentaram ontem a denúncia de lobby na Casa Civil. Em Goiânia, Serra disse que o ministério virou um "centro de esculhambação" desde que era comandado por José Dirceu.
Dilma defendeu Erenice e disse que a acusação faz parte de uma tentativa da oposição de achar uma "bala de prata" para atingi-la.

Fui buscar no aurélio on line as definições:

Significado de Maracutaia

s.f. Tramóia, combina, trampa, manobra (política, econômica etc.) marginal inconfessável.

Significado de Esculhambacao

s.f. Bras. Gír. Ação de esculhambar; desordem; confusão. / Descompostura; desaforo; desmoralização.

Responder

    @clebernadalutti

    12 de setembro de 2010 às 12h25

    Essa é a Folha de S. Paulo, o jornal que a Eliane Cantanhêde, tentando me ironizar, chamou de jornaleco. Esse pessoal escreve o que quer, mas não suporta críticas. São uma cambada! Isso é que dá chamar patrão de colega…

Glecio_Tavares

12 de setembro de 2010 às 09h30

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-ombuds

A folha toma bronca da ombudsman mas adianta? no domingo seguinte eles continuam com #Dilmafactsbylixofolha

Responder

    @clebernadalutti

    12 de setembro de 2010 às 12h26

    Caríssimo, ombudsman serve para que? kkkkkkkk

    Glecio_Tavares

    12 de setembro de 2010 às 23h40

    Para nada, pois não repercute na TV. No maximo nos acalenta, mas eu quero indignação e movimento, pois apenas o povo poderá acabar com essa midia descarada.

De Paula

12 de setembro de 2010 às 07h11

Entramos no "vale tudo". Agora só falta um general hondurenho.

Responder

    Jairo_Beraldo

    12 de setembro de 2010 às 12h21

    Já temos Gilmar Mendes.

anita-mg

12 de setembro de 2010 às 06h28

A resposta da ""Veja"" segue a mesma técnica das suas reportagens. O pseudo jornalista que publicou a matéria pede que leiam com atenção e vejam documentos. Motivos dessa justificativa: !) aguçar a curiosidade e vender um ""folhetim"" que vem mofando nas bancas; 2) Lá dentro vai estar a minimização do choque que a capa e manchete causam. Querem apostar? A Veja está, a cada edição, mais e mais inútil.

Responder

    Ronaldo Caetano

    12 de setembro de 2010 às 09h49

    Isso não se discute… Mas, da mesma forma que Folha e Estadão, deverão conseguir assinaturas de autarquias federais, caso elejam Serra, em número suficiente para compensar a queda das assinaturas de leitores comuns que, como eu, não querem passar nem perto destas inúteis publicações.

Weiland

12 de setembro de 2010 às 04h12

alguem tem fazer alguma coisa contra essa onda de denuncismo… essa revista é ridicula…

Responder

Helcid

12 de setembro de 2010 às 02h52

conversando com alguns amigos no MSN aqui, eles são unânimes: há muito tempo que a revista Veja vem praticando o "terrorismo midiático". Concessionária de serviço público, com isenção de impostos mas extremamente desconectada com os anseios do povo brasileiro, esse panfleto nojento está infectada com terroristas de extrema direita, e tornou-se um instrumento anti-democrático digno da repugnância de cidadãos brasileiros.

Responder

    Conceição Lemes

    12 de setembro de 2010 às 04h15

    Helcid, jornais e revistas não são concessão pública, as emissoras de rádio e TV, sim. abs

Everson

12 de setembro de 2010 às 02h47

Não existe outro país com uma imprensa tão podre como a daqui (na sua maioria),ao ponto de ser chamada no exterior de "o câncer da nação brasileira". Este câncer vem a décadas corroendo o país diante dos "doutores da lei" que nada fazem para extirpá-lo. Não é nescessário uma biópse para confirmar sua existência, o tumor está visível e a cirurgia se torna inevitável para a saúde da nação.
A quem serve a lâmina afiada da lei? "O PIOR CEGO É AQUELE QUE QUER VEJA".

Responder

    @clebernadalutti

    12 de setembro de 2010 às 12h27

    Ótimo trocadilho… ahahahaha

Helcid

12 de setembro de 2010 às 02h46

Confrades, acho que a tática agora tem que ser incisiva: Além das notinhas de esclarecimentos, os atingidos devem levar os ditos JORNALISTA às barras dos tribunais. Já que eles são pau mandados das empresas, PAU neles também !! Daí, além de separar o joio do trigo, vamos conhecer quem são os verdadeiros "profissionais".

Responder

Helcid

12 de setembro de 2010 às 02h42

Enfim, a blog desmontou o factóide da Veja em dois tempos. Com qual cara, os telejornais vão repercutir essa farsa?

Responder

Eduardo

12 de setembro de 2010 às 02h08

Veja fede. Seus profissionais fedem. Seus defensores fedem. Seus atuais pretensos executivos (alguns dos quais "brilhantes" ex-jornalistas) fedem. E o mais incrível é que não têm vergonha de feder.

Responder

ValmontRS

12 de setembro de 2010 às 02h02

Não é que o factóide foi fraquinho, mas que a nota da Ministra foi forte o suficiente para fazê-los calarem, ao menos por enquanto.
Minha surpresa foi ver o R7 repercutindo com toda a força, não apenas a denúncia duvidosa da Vesga, mas as trombetas dos caciques demotucanos, que ameaçam, em coro bem ensaiado, a candidatura Dilma.
Insistem em fazer Honduras aqui.
Isto é golpismo explícito!
O detalhe é que, se comprovada a natureza caluniosa da matéria, quem der divulgação a ela também ficará sujeito à responsabilização penal. A Record decidiu assumir esse risco, enquanto a Gloebbels se conteve.

Responder

    Helcid

    12 de setembro de 2010 às 15h34

    … toda a minha desconfiança mineira para a Record agora !! E pensava aqui comigo que ela seria o contraponto do PIG, Valmont !!

João

12 de setembro de 2010 às 01h41

Pessoal, Azenha, Conceição!!!

É necessário que todos leiam a entrevista do Álvaro Dias que está no portal da Veja.
Está no link http://veja.abril.com.br/blog/eleicoes/dilma-rous

Transcrevo, abaixo, parte da entrevista que parece demonstrar a tática que os tucanos usarão:

"Na reportagem, a ministra Erenice Guerra diz que o dinheiro fruto das propinas servia para “saldar compromissos políticos”. Como o senhor interpreta a frase?

Isso contamina a campanha da Dilma Rousseff de forma irreversível. Erenice e Dilma são como almas gêmeas, há um vínculo indelével entre as duas. A confissão da Erenice Guerra é reveladora. Atender a compromissos políticos mediante pagamentos, ainda mais com valores tão expressivos, não pode servir para outra coisa que não seja para a campanha de Dilma Rousseff. Isso faz lembrar o caso do Fiat Elba de Fernando Collor em 1992."

Vão transformar o caso no "elo" entre a candidatura Dilma e este "fato" levado a público pela Veja.
Precisamos ficar atentos

Responder

@stelles_13

12 de setembro de 2010 às 01h27

Azenha, você resumiu bem. Já não é caso até de prisão preventiva por atividade claramente criminosa? Publicar mentiras botando a perigo a democracia do Brasil é permitido até aonde? Chega de golpe, respeitem o Brasil!

Responder

Ronaldo

12 de setembro de 2010 às 00h41

Estou de saco cheio da Veja.

Responder

    @clebernadalutti

    12 de setembro de 2010 às 12h28

    Eu não leio Veja há MUITO TEMPO. Graças a Deus!

Maria

12 de setembro de 2010 às 00h36

Espero uma manifestação mais contundente não só da ministra Erenice e sua família (que pelo que disse já vem adotando) como do PT, não só em relação a reportagem da veja, como no que diz respeito ao programa do psdb, veiculado sábado.
Em relação ao caso do governo do Amapá, a PF investigando há um ano… Cadê o ministro da justiça? Corrêa age sozinho?

Responder

Gerson Carneiro

12 de setembro de 2010 às 00h34

Essa nota aí foi divulgada pela TV Globo?

Observem aí o joguinho de derrubar dominó enfileirado da velha mídia. Aquele joguinho de um toque só. Um levanta a falsa denúncia, o outro repercute, o outro também, e cria-se uma verdade. É a metodologia de destruir reputação. Acho que o Azenha já falou sobre isso, e o Nassif também.

Responder

    @clebernadalutti

    12 de setembro de 2010 às 12h29

    Exatamente! É jogo de futebol. O goleiro bate o tiro de meta, o meia domina, recua pro zagueiro, que bate pro lateral, que volta a bola pro meia… É isso aí!

    Gerson Carneiro

    12 de setembro de 2010 às 12h42

    Mas esse timeco aí perde até para o meu glorioso Amebinha (Barriga Verde Futebol Clube).

Daniel

12 de setembro de 2010 às 00h31

Parece que a Globo está fazendo o trabalho de casa, se esquivou de uma grande furada publicando esta resposta.

Responder

    Luanay

    12 de setembro de 2010 às 11h15

    Não se iluda, Daniel,

    Deve estar apenas colhendo mais "fatos" para retomar o assunto com mais força ainda.
    Caramba, gente, como ainda há quem se ilude com a velha imprensa brasileira, a essa altura da vida?
    Desde quando a Globo se esquiva de alguma manipulação que lhe interessa por ser uma "grande furada"?
    A Globo, Veja, Estadão e Folha são fábricas de grandes furadas. Fabricam com consciência, com alto planejamento estratégico.

Cunha

12 de setembro de 2010 às 00h25

Mídia facista,Mídia nazista. Deve ser investigada. O grupo editorial sul-africano,com minho nazista exerce seus podres poderes como se aqui ainda fosse um Brasil de outrora. Nós mudamos ,graças a Deus e a democraia digital da blog-esfera. Vocês atacam a cada semana,pois,atrás de cada artigo venenoso está o interesse básico de articulação de um golpe facista,adulterando a opção do povo e,com certeza,por trás disso tudo,promover o desmonte de uma nação e rumar às privatizações,visando nossas riquezas,em especial o petróleo. Queremos realmente está mídia devidamente processada ,pois não está cumprindo com seu dever. FACISTAS !

Responder

Marcio H Silva

12 de setembro de 2010 às 00h21

Por sugestão de Blogueiros cliquei no link do twitter do jornalista da VEJA, e ele diz o seguinte:
“Se preciso for, botaremos o áudio no site. Mas, antes de criticar, analisem detidamente a matéria impressa e os documentos que lá constam.”
Gostaria que ele colocasse o áudio no site.
OBS.: Não leio a VEJA desde 1987. Não é leitura recomendável a bons cidadãos.

Responder

    @clebernadalutti

    12 de setembro de 2010 às 12h30

    Ahahahah "Analisem detidamente a matéria impressa"… Eles se acham, né? Cambada!

Vania Costa

12 de setembro de 2010 às 00h20

A sugestão de queimar essa revistinha de quinta, em praça pública, não foi aceita? Porque?

Responder

    Helcid

    12 de setembro de 2010 às 02h32

    tô dentro, Vânia !! aqui em BH, topo !!

Fabiano

12 de setembro de 2010 às 00h14

E a tag #vejafede já foi twittada mais de 10.000 vezes hoje: http://topsy.com/s?type=tweet&q=%23vejafede

Responder

jõao

12 de setembro de 2010 às 00h11

perguntar a veja

O mistério da fuga de Serra para os Estados Unidos

A biografia de José Serra (PSDB/SP) tem uns buracos difíceis de explicar.

Após a implantação da ditadura no Brasil, ele fugiu para o Chile.

Em 1973, quando houve o golpe de Pinochet no Chile, com apoio da CIA (Agência de Inteligência dos EUA), ele fugiu justamente para os Estados Unidos, que apoiou o golpe chileno.

É preciso entender que nesta época era em pleno governo Nixon, com a política estadunidense de apoio às ditaduras militares, na época de Kissinger. Até o "beatle" John Lennon estava ameaçado de expulsão dos EUA nesta época.

Como Serra conseguiu o green card nos EUA? Como ele se sustentou lá? Como ele conseguiu estudar nas caras Universidades estadunidenses? Ainda mais sem ter o diploma de Bacharel em Economia? E quem pagou essa conta, já que ele diz que o pai não era rico?

É um dos mistérios mais bem guardados da política brasileira.

É bastante improvável que um latino-americano exilado, realmente de esquerda, escolhesse os EUA como destino, nesta época. E se escolhesse, soa estranho encontrar facilidades de permanência, inclusive financeiras.
De: http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/

Responder

    @clebernadalutti

    12 de setembro de 2010 às 12h33

    Ah essa história de Serra no exílio é mesmo muito esquisita. Deve ser coisa da nossa cabeça. Ele era muito legal e o Nixon e a CIA gostavam muito dele… kkkkkk

Fábio

12 de setembro de 2010 às 00h04

Caro Azenha;

Lula tem culpa imensa por esta situação que a imprensa brasileira se encontra. Principalmente a imprensa "concessão pública". Se ele tivesse entendido que LIBERDADE DE IMPRENSA é uma coisa e "libertinagem de imprensa" é outra, tudo isso estaria regulamentado com suas penalizações em lei. Peço a DEUS que, no dia que a Dilma assumir a presidência, ela tenha coragem de enviar ao congresso uma Lei possa punir estes "DEMÔNIOS" da imprensa marrom.
Discordar é uma coisa. MENTIR, ENGANAR, OFENDER, ATENTAR CONTRA A DIGNIDADE HUMANA É´OUTRA.
Desculpe o desabafo. Se eu falasse o que me passa pela cabeça, meu comentário talvez não seria publicado.
Dizem que em política não se pode utilizar o termo "o bem contra o mal"… mas é o que esta se evidenciando.
Não c ompreendo tamanha possibilidade de ENXOVALHAR o processo eleitoral sem que se tenha qualquer punição a essa corja de malfeitores e, principalmente, a quem os financia.

Responder

Claudio Ribeiro

11 de setembro de 2010 às 23h51

O jogo do "esconde-esconde" da realidade promovido pela imprensa conservadora, com o real intuito de socorrer seus sócios conservadores da política, que facilmente são identificados no front da oposição, privilegiam o factóide, o improvável, a cobrirem com dignidade os fatos reais da vida do povo brasileiro…
http://palavras-diversas.blogspot.com/2010/09/des

A imprensa conservadora tripudia fatos concretos com a disseminação de factóides…

Responder

João

11 de setembro de 2010 às 23h45

Espero que o empresário processe este pasquim (sem demérito ao glorioso Pasquim de outrora) chamado Veja.

Responder

Orellano Paz

11 de setembro de 2010 às 23h45

So' ta faltando aparecer o Carlos Lacerda…

Responder

Ivonete

11 de setembro de 2010 às 23h37

A revista Veja, a começar pela capa, é uma coisa nojenta. e não falo nojenta só pelo seu conteúdo não, falo da motivação visual. É de mau gosto, feia, baixo astral, grotesca, repugnante e se encaixa no estilo terror nojo. Enfim, é sórdida tanto na perspectiva do conteúdo, quanto da forma.

Responder

    @clebernadalutti

    12 de setembro de 2010 às 12h34

    Assino embaixo!

    Jairo_Beraldo

    12 de setembro de 2010 às 12h42

    Tentaram incorporá-lo no Indio da Costa, mas parece que lacerda também está enojado com tudo que acontece atualmente na grande mídia.

Marcelo

11 de setembro de 2010 às 23h13

Meu sonho: que todo pig cerre suas portas, que seus donos sejam presos e que seus asseclas sejam desempregados e envergonhados publicamente. Se fosse em outros tempos, eu pessoalmente, admitiria o mesmo tratamento que fora dado a monarquia durante a queda da bastilha, mas hoje sou um Marcelo paz e amor.

Responder

    Jairo_Beraldo

    12 de setembro de 2010 às 12h43

    Envergonhados publicamente é ÓTIMO…eles sabem lá o que é vergonha?

Laércio Nunes

11 de setembro de 2010 às 23h03

Ordinários e sujos: Veja, Folha de São Paulo, Rede Globo. Eles, e seu candidato Serra, têm certeza da impunidade.

Responder

    @clebernadalutti

    12 de setembro de 2010 às 12h35

    Exatamente, caríssimo: ordinários e sujos.

trombeta

11 de setembro de 2010 às 23h01

Mais do mesmo.

Máfia midiática e os últimos soluços de poder.

A hora de vocês está chegando.

Responder

jõao

11 de setembro de 2010 às 22h54

A Dilma deveria pedir direito de resposta na capa da veja e nas paginas , e a policia federal e o tse deveria proibir a circulação dessa revista só voltaria a circular apos a eleição
Ou tse não serve pra nada?

Responder

    Arthemísia

    12 de setembro de 2010 às 10h42

    Não, não serve.

    Jairo_Beraldo

    12 de setembro de 2010 às 12h45

    Serve sim Arthemísia…servem para fazer coro com o PIG, pernonificado na pessoa de madame Cureau.

    Baixada Carioca

    12 de setembro de 2010 às 12h06

    E você pensa que eles querem a tal "liberdade de expressão" pra quê?

    Jairo_Beraldo

    12 de setembro de 2010 às 12h48

    A PF comandada pelo grande Correa, o espancador de empregada doméstica, está muito atarefada em perseguir o delegado Protógenes.

Myrna

11 de setembro de 2010 às 22h52

http://contextolivre.blogspot.com/2010/03/premio-

PARECE QUE O TAL JORNALISTA JA ANDOU APRONTANDO BASTANTE

Responder

marco

11 de setembro de 2010 às 22h39

Infelizmente o pior problema do Brasil é a justiça. Eu não queimaria Veja, não cuspiria no Estadão, nem usaria a Folha como papel higiênico e nem apedrejaria a TV Globo. A democracia tem esse lado difícil que é suportar aqueles que não nos agrada. Todavia, uma democracia para continuar como tal, precisa ter uma justiça séria e ágil. Se isto aqui existisse, não existiria nem Veja nem Folha nem Globo ou Estadão. Pelo menos não com são hoje. E mesmo um Serra, já estaria preso por difamação. Tudo isso acontece porque seus donos, veja bem, DONOS, sabem que jamais serão punidos verdadeiramente. No máximo terão que publicar uma resposta mas, assim mesmo, depois de muito tempo. Seus bolso continuarão cheios não só pela venda dos jornais (pouca coisa), mas pelo recebimento das propinas dos interesses que representam. É essa a razão de tanta indignação, algumas vezes vontade de resolver o problema "na marra" ou igualando-se a eles. O pior de tudo isso é que eu não vejo luz no fim do túnel. Nem parlamentares nem juízes, nem advogados nem candidatos tocam nesse assunto.

Responder

    regina gonçalves

    11 de setembro de 2010 às 23h11

    Muito bom o seu comentário. Concordo que Democracia é conviver com a opinião contrária mas não com a mentira e falsidade e pior ainda que se dizem imparciais e lutam pela Liberdade de expressão

    Uélintom

    11 de setembro de 2010 às 23h16

    O empresário derrubou as torres gêmeas do eixo do mal (Globo e Veja) em pleno 11 de Setembro. Isso é que é fato histórico!

Rogerio

11 de setembro de 2010 às 22h36

Eu acho que esses fatos servirão para fundamentar a decisão a favor da denuncia contra a mídia formulada pelo MSM.

REPRESENTAÇÃO

perante esta D. PROCURADORIA GERAL ELEITORAL em face de GLOBO COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A., sediada na Rua Lopes Quintas, nº 303, Jardim Botânico, Cep. 22460.901, Estado do Rio de Janeiro/RJ, doravante denominada como “TV Globo”, CNPJ n° 27.865.757/0001-02; SISTEMA BRASILEIRO DE TELEVISÃO – SBT, sediado no município de Osasco, avenida das Comunicações, nº 4, bairro de Vila Jaraguá, Estado de São Paulo; doravante denominado como “TV SBT”, CNPJ nº 45.039.237/0001-14, para que investigue os fatos relatados na presente, os quais indicam possível tentativa de empresas detentoras de OUTORGAS DE CONCESSÕES PÚBLICAS para exploração de redes de televisão e rádio, ambas com cobertura em todo o território nacional, de influir de forma ilegal no processo eleitoral em curso beneficiando um ou mais candidatos ao cargo de Presidente da República Federativa do Brasil.

Requer-se a investigação dos fatos e as posteriores providências judiciais cabíveis desta Douta Procuradoria Geral Eleitoral em relação aos Representados e seus responsáveis, haja vista que os fatos relatados constituem flagrante perturbação da Ordem Pública, violação da legislação eleitoral que regula a matéria e afronta aos Princípios do Estado Democrático de Direito que embasam a nossa República, pois o desequilíbrio na cobertura dos atos de campanha e das ações dos candidatos, com enfoques positivos para uns e negativos para outros, e tendo em vista a grande repercussão que esses meios de comunicação conseguem provocar em âmbito nacional, podem influenciar ilícita e indevidamente a vontade soberana do eleitorado, com flagrante abuso do poder econômico, de forma antidemocrática, ilegal e antiética, em benefício de um ou mais candidatos ao cargo de Presidente da República e suas coligações partidárias nas eleições gerais deste ano de 2010, afrontando a legislação eleitoral que rege a matéria.

Responder

Rogerio

11 de setembro de 2010 às 22h32

Eu acho que esses fatos servirão para fundamentar a decisão a favor da denuncia contra a mídia formulada pelo MSM.
Não vai passar batido um escândalo jornalístico desse tamanho, ainda mais com esse obsceno propósito claro de tirar proveito eleitoral.

Estão não só dando um tiro no pé, mas dando um tiro na cabeça deles e dos seus aliados também. Quanto à mentira, cairá por si. Restará então apenas o abuso comprovado e a denuncia acolhida contra o SBT, GLOBO e demais emissoras denuncias.

Responder

Marcos

11 de setembro de 2010 às 22h31

População de rua: o massacre e a revista Veja
http://www.youtube.com/watch?v=Tt0Q5QPyqQE

Responder

Walter Ferreira

11 de setembro de 2010 às 22h26

Só resta entrar na justiça e solicitar indenização por danos morais.
R$ 1 milhão.

Responder

    marco

    11 de setembro de 2010 às 23h37

    Que justiça?

Dirlei Henriques

11 de setembro de 2010 às 22h25

Estou de saco cheio destes patifes disfarçados de imprensa que se prestam a atacar a moral e sabotar um governo que tem historicamente o apoio de 80% da população!
Isto é ultraje! isto é desrespeito ao povo! Basta destes canalhas ficarem ilesos! Estamos dispostos de depor estes crápulas e colocá-los na cadeia, ou será que a justiça que ver o povo por as mãos neles!
Vamos organizar atos públicos em todo país queimando a revista veja em praça pública!
Pessoal vamos se organizar e fazer uma fogueira de revista veja em frente a editora abril!!!
Jornalistas que nada! Bando de canalhas! A Veja se tornou abrigo de uma súcia de covardes!

Responder

SérgioFerraz

11 de setembro de 2010 às 22h22

O Zé Ladeira, aquele que quer enganar o povo a qualquer preço, já correu para colocar na TV a farsa criminosa que a Veja montou, sob encomenda.
Precisamos divulgar a Carta Capital desta semana, esta sim, noticia fatos verdadeiros.
Curiosamente até alguns minutos atrás o porta IG tinha uma chamada para "Serra: os trambiques começam na Casa Civil", agora o link sumiu.

Responder

urarianomota

11 de setembro de 2010 às 22h22

Atenção: a propaganda de tv do serra já utilizou a calúnia da Veja hoje à noite. Cabe processo e direito de resposta.

Responder

nadir

11 de setembro de 2010 às 22h20

Acho q o Azenha tem q tirar a foto da revista do tópico, isto é propaganda para a dita cuja.

Responder

Zé DF

11 de setembro de 2010 às 22h18

E olha que toda semana me ligam perguntado se tenho interesse em reativar a assinatura. É uma insistencia irritante.
O serra compra assinaturas da veja e folha de sao paulo com dinheiro do contribuinte paulista.
Entao eles retribuem o favor numa forma de pistolagem que faz inveja a qualquer jagunço.
Entretanto essa jogado do psdb usar no programa o lula pedindo voto pra essa turma que foi em cana no amapá
foi muito esperta.
Cabe ao pt citar o famoso conchavo entre o serra e o arruda, quem nao se lembra "vote num
careca leve dois".

Responder

Gerson

11 de setembro de 2010 às 22h17

11 de setembro de 1973 – Chile

Trecho do último discurso de Salvador Allende:

Me dirijo, sobre todo, a la modesta mujer de nuestra tierra, a la campesina que creyó en nosotros, a la abuela que trabajó más, a la madre que supo de nuestra preocupación por los niños. Me dirijo a los profesionales de la Patria, a los profesionales patriotas que siguieron trabajando contra la sedición auspiciada por los colegios profesionales, colegios de clases para defender también las ventajas de una sociedad capitalista de unos pocos.
Me dirijo a la juventud, a aquellos que cantaron y entregaron su alegría y su espíritu de lucha. Me dirijo al hombre de Chile, al obrero, al campesino, al intelectual, a aquellos que serán perseguidos, porque en nuestro país el fascismo ya estuvo hace muchas horas presente; en los atentados terroristas, volando los puentes, cortando las vías férreas, destruyendo lo oleoductos y los gaseoductos, frente al silencio de quienes tenían la obligación de proceder. Estaban comprometidos. La historia los juzgará.

Seguramente Radio Magallanes será acallada y el metal tranquilo de mi voz ya no llegará a ustedes. No importa. La seguirán oyendo. Siempre estaré junto a ustedes. Por lo menos mi recuerdo será el de un hombre digno que fue leal con la Patria.

…¡Viva Chile! ¡Viva el pueblo! ¡Vivan los trabajadores!

Estas son mis últimas palabras y tengo la certeza de que mi sacrificio no será en vano, tengo la certeza de que, por lo menos, será una lección moral que castigará la felonía, la cobardía y la traición.
http://www.youtube.com/watch?v=xZeEfXjTNu4

Responder

ruypenalva

11 de setembro de 2010 às 22h06

Azenha,
Tudo bem, tudo bem, eu acredito na inocência da Erenice, mas o filho dela não pode ficar fazendo esse tipo de trabalho de lobista. Só por isso, eu, se fosse o Lula, a demitiria por quebra de confiança. Filho de ministro, de alto escalão, não pode ficar fazendo trabalho de lobby, embora eu saiba que isso é comum entre os parlamentares e ministros. Orra!, como o cara pode ficar preparando documentação para empresa concorrer nos Correios? Não pode, ainda mais cobrando taxa de sucesso. Pra mim, no caso da Erenice, eu a mandava embora, se não agora, para não parecer uma punição, mas depois, como nós fazíamos nos babas (peladas) aqui em Salvador quando um amigo estava jogando mal. Fulano, peça pra cagar e saia. Ou como dizia Tancredo quando alguém lhe pedia um cargo de ministro: Diga que eu lhe convidei e você não aceitou. Eu, se fosse o Lula, demitira a Erenice, até por reunir-se com gente desse naipe. Tenho certeza que a Dilma vai dar uma cacetada nela. Queimou-se com a Dilma. Filhos, ah! filhos, sempre metendo a gente em bronca.

Responder

    nadir

    11 de setembro de 2010 às 22h17

    Concordo.

    Marcos Aarão Reis

    11 de setembro de 2010 às 22h33

    Não concordo. Se for assim, ninguém mais da família de quem tem cargo público pode trabalhar. Se praticar malfeitoria, sim, que seja punido sem consideração ao parente. E vamos parar com esta história de que lobbista é criminoso. Em tempo: este repórter, Escostegui, que assinou a matéria mentirosa, não é o mesmo que "inventou" a matéria sobre a Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo? O Código Penal chama isso de reincidência espécifica.

    ruypenalva

    12 de setembro de 2010 às 11h15

    Lobby feito por parentes cheira ou beira a crime. Lembra do irmão do Carter? Lembra que o Lula deu o maior carão no irmão dele que queria fazer lobby em Brasília. Lobbista é profissão, mas não pode ser exercida por parentes próximos de quem ocupa cargo público, só isso, velho.

    J. Passos

    11 de setembro de 2010 às 22h52

    Demitir a Ministra com base na farsa montada pela quadrilha de "jornalistas" da veja? Tais brincando né Ruy!

    ruypenalva

    12 de setembro de 2010 às 11h12

    Tô não Passos, hoje mesmo ela não negou que o cara almoçou na casa dela com o filho. Além disso, por um motivo ou por outro o filho deu um nota fiscal de um outro irmão. Meu irmão. A esquerda é perseguida. Esse trabalho de lobbista é para direita. Por mais que vc não queira admitir pode existir pressão por influência. Por que então o cara ia procurar o filho dela e não outro profissional? Isso é quebra confiança. Mas, que fique claro, até agora não demonstraram nada de corrupção, talvez de tráfico de influência.

Geraldus

11 de setembro de 2010 às 21h54

o pt tem que direito de resposta,ficar aguentando essas bacharias desses tucanalhas e de mais .

Responder

    ejcs

    11 de setembro de 2010 às 22h23

    Um bom começo seria divulgar aos quatro ventos a compra de parte do Grupo Abril e da "veja" pelo grupo sul africano ligado ao APARTHEID. Pouquíssimas pessoas sabem disso. Já vi gente até da massa cheirosa ficar espantada e mudar o seu conceito em relação à revista e ao Grupo Abril. De minha parte, desde que soube disso desconfio de tudo que vem de lá, qualquer que seja a publicação.

Amaro

11 de setembro de 2010 às 21h50

A sociedade protetora dos animais alerta: não descupinize, dedetize, nem desratize a redação da Revista Vesga. Tadinhos dos bichinhos que trabalham lá… Seria o caos.

Responder

Pedro Cruz

11 de setembro de 2010 às 21h49

Não acredito que o "panfletinho" , a revistinha de esgoto, publicaria uma bomba dessas sem bala na agulha. Tem alguma coisa que não está encaixando!!!

Responder

Veja dando trabalho para o Blog Amigos do Presidente Lula, preguiiiiiiiça | Maria Frô

11 de setembro de 2010 às 21h49

[…] Vi agora no Viomundo, que o G1 também publicou a nota do Fábio […]

Responder

Amaro

11 de setembro de 2010 às 21h44

Não adianta a Veja vir com a lengalenga de sempre para safar sua irresponsabilidade ao publicar acusações falsas contra os legítimos defensores do povão. Na melhor das hipóteses, a direção da Veja e os capangas da redação são os maoires consumidores do milagroso óleo de peroba. Vade retro, pseudojornalismo feito à margem direita das águas malcheirosas do Tietê! Só os tontos acreditarão nas "gravações".

Responder

paulo-rj

11 de setembro de 2010 às 21h43

Será que não existe limites pra essa revista v&*#$%, que nojo!!! será que o pig pode tudo? Até quando vamos ficar assistindo aos factóides dessa quadrilha midiatica? é hora de dar um basta, temos que reagir.

Responder

Ronaldo Caetano

11 de setembro de 2010 às 21h39

Azenha, não iria sair hoje no JN a pesquisa IBOPE para Presidente?

Estou sentindo que o PIG começa a pinçar o que interessa no Datafolha e no IBOPE e só divulga o que parece menos ruim…

E está na hora de botarmos a boca no trombone com relação à eleição em SP. A mídia golpista "sequestrou" esta eleição, está anestesiada… não se fala nada, apenas factóides e mais factóides em cima da eleição Presidencial e na daqui, nada…

Responder

Mariana Andrade

11 de setembro de 2010 às 21h39

Definitivamente não dá prá acreditar numa revista que acreditou na piada da cruza do boi com o tomate!!!
Agora precisamos divulgar a reportagem da Carta Capital.

Responder

O_Brasileiro

11 de setembro de 2010 às 21h35

Olhem o que estava no Twitter sobre o "repórter" da Veja:

"Notas
O ESTADO DE S. PAULO PUBLICA MATÉRIA FALSA
Brasilia, 30 de Janeiro de 2006
A Caixa Econômica Federal exige a retificação imediata, com o mesmo destaque de primeira página, para desmentir os dados incorretos e fantasiosos da matéria 'Caixa financia obra da Vila Panamericana sem licitação', publicada sábado, dia 28/01/2006. A matéria começa com erro no título: nenhuma empresa privada precisa entrar em licitação para conseguir financiamento para construção! Esse ponto já demonstra a má fé e falta de competência e ética jornalística que norteou a apuração da matéria pelo repórter Diego Escosteguy."

O link: http://www1.caixa.gov.br/imprensa/imprensa_releas

Responder

Carmen Pires

11 de setembro de 2010 às 21h34

Assim como o movimento (deplorável) de queima do Corão em NY foi divulgado. Sugiro o movimento de queima simbólica da Veja na avenida Paulista

Responder

    joão henrique

    11 de setembro de 2010 às 23h42

    otima ideia, alias que vc acha de queimar em casa filmar e jogar no youtube. vai ser legal, se eu tivesse uma faria agora

    Creuza Maciel

    12 de setembro de 2010 às 14h16

    APOIADO!

Josnei Di Carlo

11 de setembro de 2010 às 21h34

Me fez lembrar da patifaria da Vesga (me recuso a escrever o nome da revista) com o antropólogo Eduardo Viveiro de Castro.

Responder

ruypenalva

11 de setembro de 2010 às 21h32

A tática da Veja já é conhecida. Perto das eleições ela divulga vários escândalos, que daqui que sejam esclarecidos já fizeram os estragos devidos nos acusados. Não duvidem, vem mais por aí. Vale a versão e não os fatos. Pouco direito é dado aos acusados de se defenderem. A lei de imprensa, via de regra, protege o jornalista, que fica impune. A Veja diz que dispõe de gravações do empresário, mas ele seria tolo de desmentir algo que gravou? Se gravaram sem permissão é prova ilícita, não é admitida no direito brasileiro, além de poder ser interpretado como gabolice. Agora, o PT precisa se defender de filhos e parentes de ministros e políticos, muitas vezes eles vendem facilidades para ganhar dinheiro. Brasília, com qualquer capital federal, é terra do lobby, terra do conchavo, terra de empreiteira, de contratos escusos, de conversa ao pé do ouvido. A burocracia brasileira estimula o lobby e a corrupção pelas dificuldades que cria aos honestos e aos pequenos. Aqui, na gestão de um antigo coronel da Bahia, seus parentes, todos, sem exceção, enriqueceram vendendo facilidades, todo mundo sabe disso, mas corrupção da direita se tolera, da esquerda é grave, e é grave mesmo, lasquinê. Deus me livre dos meus amigos, pois dos meus inimigos eu me defendo. Isso vale para Dilma, para o Lula, para o PT e para todos. Eu particularmente detesto assessores fortes, como José Dirceu e como a Erenice, eles terminam prejudicando a gente, forte é o rei, súdito é fraco. Não estou fazendo juizo de valor. Mas é preciso cuidado com os amigos, com a natureza humana, com a imprensa brasileira. O PT e a esquerda brasileiras são como a mulher de Cesar, não bastam ser honestos, têm de provar que são honestos. A Veja não tem credibilidade, mas consegue fazer um estrago enorme em todas as eleições. A Veja é o uroboros do mesmo, o cachorro mordendo o rabo, a serpente se autoengolindo. A Veja não é um produto de limpeza, é um produto de sujeira.

Responder

Carmen

11 de setembro de 2010 às 21h31

Eu não acredito que alguém ainda leia a veja. É perda de tempo. Uma revista a serviço da política retrograda, injusta e oportunista do Serra. Não podemos deixar isso acontecer precisamos eleger a Dilma no primeiro turno.

Responder

    kalango Bakunin

    11 de setembro de 2010 às 23h25

    Carmen,tem muita gente que lê a voz do apartheid, são uns 5% de fascistas e uns 5% de pacientes de dentistas e médicos
    é melhor ir num pão-de-açúcar ou num carrefour, onde essa coisa está junto aos caixas, sem proteção de plástico
    ou seja: é "de gratis", que ninguém compra revista amarfanhada
    aí você anota todos os anunciantes e passa a boicotá-los

    mas tem que comunicar aos SACs de cada um
    assim a gente pode estrangular financeiramente essa coisa nazista nojenta

    já que o ex-zépedágio não vai poder comprar milhões de assinaturas dessa cloaca
    para todas as creches, escolas, universidades e repartições públicas
    pois ele jamais será presidente do Brasil

Manu

11 de setembro de 2010 às 21h31

A Veja mais uma vez. Aí estão o desmentido da Ministra e do citado empresário. O Posto Amigos do Presidente publicou material da Junta Comercial em que mostra que o empresário citado nuca foi sócio da empresa. Está na hora de alguém tomar medidas judiciais contra essa revista que acusa, acusa sem mostrar qualquer prova, escondendo-se na maioria das vezes no absurdo legal de "preservar a identidade da fonte".

Responder

marco

11 de setembro de 2010 às 21h31

É interessante. Ontem, a globo apresentou ma análise da pesquisa IBOPE mostrando que Dilma cresceu nas classes C e D (principalmente na Bahia) e que perdera votos nas classes A e B. Antigamente se dizia que o povo (leia-se classe C e D) não sabia votar (o PSDB continua dizendo isso), que era facilmente influenciado pelas falsas promessas, demagogia etc. Que surpresa! A classe C , ao contrário da A e B, não acredita na rede Globo, não acredita no novo "amigo" do povo que já está até aumentando o salário mínimo para R$600,00. Acho que a classe C e D lembram quanto era o salário mínimo no tempo do PSDB no governo… Esse povinho "miúdo" tem mais consciência política do que muitos " bem-de-vida" por aí.
Eu estou suficientemente velho para constatar: Nunca, neste país, tanta baixaria foi feita para tentar virar um eleição!

Responder

edson

11 de setembro de 2010 às 21h30

Espero que o TSE julgue a revista Veja e dê direito de resposta aos envolvidos através de reportagens internas e chamada na capa para tal fato. Este deve ser o papel do TSE.

Responder

    De Paula

    12 de setembro de 2010 às 07h03

    E se não der, como vem fazendo sistematicamente, fazer o que o Brizola fez no caso da PROCONSULT.

Benê

11 de setembro de 2010 às 21h28

Como é possível uma revista ter tanto poder de destruição e de mentira? Como uma revista tem tanto poder de mentir e caluniar?
Não podemos mais permitir mentiras! Precisamos reagir de alguma forma.
Dá vontade de reunir um monte de exemplares da Veja e fazer uma fogueira em plena Av. Paulista, em forma de protesto.

Responder

Fui3252

11 de setembro de 2010 às 21h25

Os desesperados do PIG acusam a toda hora o Presidente LULA de fazer intervenção no processo peleitoral, agora a pergunta que fica é a seguinte: Reportagem como essa da Veja, como do JN, do Estadão e da Folha não são muito mais que intervensão ? Isso é propagando de cabo eleitoral FASCISTAS, chega, estar na hora do povo brasileiro dar um basta nessa impressa marrom, o povo tem de deixar de ler a veja, assistir ao JN, ler a Folha e o Estadão. Esse tipo de impressa não interessa para nossos filhos e netos. Já é hora do PT calar a boca desse povo, mostrar o escândalo das Ambulâncias, da re eileição, mostrar a quebra de sigilo que a filha do Serra fez, mostrar a sociedade da filha do Serra com a irmã de Daniel Dantas, enfim, fazer esse cara saber que o PT também tem Bala de Chumpo, essa mata.

Responder

    Joana

    11 de setembro de 2010 às 21h42

    Se o Povo brasileiro deve boicotar todas essas mídas, também deve parar de assistir à propaganta eleitoral cheia de mentiras do PT.

    Marcos Neves

    11 de setembro de 2010 às 23h15

    Joana, é duro ver a verdade! Leia e assista outras coisas além do PIG.

Pérola

11 de setembro de 2010 às 21h23

A revista saiu hoje né? Então como deu tempo para o Ze futrica fazer um programa novo
para passar hoje?

Responder

    ValmontRS

    12 de setembro de 2010 às 02h17

    O golpe já estava ensaiado.

Remindo Sauim

11 de setembro de 2010 às 21h18

As mentiras agora estão durando poucas horas, antes de estar nas bancas a notícia já está desmentida pelas fontes. Coitadinho do reporter, outra das suas matérias frias.

Responder

Mineirim

11 de setembro de 2010 às 21h18

Vocês notaram, ontem, quando o casal 20 do Jornal Nacional leu a notícia sobre a última pesquisa eleitoral? Eles se mostraram com aquelas caras sérias e desapontadas pelos números que não podiam esconder.

Responder

José Maria Pimenta

11 de setembro de 2010 às 21h18

Parece que minha impressão inicial que a VEJA é uma revista imunda sem um pingo de credibilidade está se confirmando. E de novo a precipitação de um candidato medíocre e sem propostas para o Brasil, que nem o Serra, acusando o PT em seu programa de hoje sobre um caso que de fato não existiu.

Responder

zé francisco

11 de setembro de 2010 às 21h15

Aos juristas navegantes: o governo do estado pode torrar dinheiro público para adquirir este "lixo" para escolas e repartições públicas, afinal são contratos milionários e lesivos ao erário público? É lícito ao estado adquirir material político com fins partidários para infestar escolas e repartições públicas?

Responder

Tiago

11 de setembro de 2010 às 21h08

Pessoal, talvez fosse interessante criar uma campanha no twitter sobre essa revistinha… não resolve o problema mas dá visibilidade ao fato… o que acham?

Responder

Baixada Carioca

11 de setembro de 2010 às 21h08

No Baixada CariocaVeja é um caso de polícia:

A revista Veja pratica o jornalismo de esgoto e mais uma vez tenta influenciar nas eleições presidenciais com mais uma grande mentira publicada em suas páginas. Como mentira tem pernas curtas, algumas horas depois de conhecido o conteúdo do lixo midiático, a principal fonte, o empresário Fábio Baracat emite nota de esclarecimento negando as informações contidas na reporcagem.

Responder

Natale Vanz

11 de setembro de 2010 às 21h01

Para quem achava o "Boimate" insuperável agora temos, novamente, o Jornalista-Bomba da Veja.

Responder

Maria Dirce

11 de setembro de 2010 às 20h54

A veja, Globo Neus, e Globo aberta, Folha de São Paulo. Estadão, e algumas mais que esqueci, trabalham e o povo ta cansado de saber contra as estastísticas em pró da Dilma.Qto mais se aproxima a eleição mais vão garimpar impropérios.Como fizeram isso nas eleições passadas e deu certo, vão e estão repetindo a receita ja a muito manjada.A Erenice que va com tudo em cima da veja, e tenha direito a resposta na própria revista, pra desmascar de vez essa coisa que chama veja!!

Responder

Aracy

11 de setembro de 2010 às 20h53

Quantas barbaridades iguais ou piores que essa ainda terão de acontecer no Brasil até que os jornalistas sérios se mobilizem pela criação do Conselho Federal de Jornalismo?
Médicos, advogados, engenheiros, arquitetos, corretores de imóveis, nutricionistas e profissionais de várias outras categorias têm que seguir o código de ética dos respectivos conselhos de classe e estão sujeitos à punição em processos ético-disciplinares pelos deslizes que cometem.
Quem tem medo do Conselho Federal de Jornalismo?

Responder

Leonardo

11 de setembro de 2010 às 20h51

Em nota, 'Veja' diz ter gravações e documentos

A revista "Veja" divulgou nota no início da noite deste sábado (11) na qual afirma que gravou as declarações relacionadas à reportagem de capa desta semana, na qual afirma que o filho de Erenice Guerra, ministra-chefe da Casa Civil, cobrou propina de um empresário.

No final da tarde, o empresário citado, Fábio Baracat, divulgou nota na qual desmentiu a reportagem de "Veja". Posteriormente, a revista divulgou o comunicado.

Leia abaixo a íntegra da nota:

"Por norma, todas as informações dadas a VEJA são gravadas. Não seria diferente com relação à reportagem em questão. A reportagem não foi construída com base em declarações, mas em intensa apuração jornalística e sobre documentação, parte da qual ainda não foi publicada.

Direçao da Veja."

Responder

    kimparanoid

    11 de setembro de 2010 às 21h06

    Quero ver se a credibilidade da revista (ou o que resta dela) aguentam mais uma semana. Provavelmente seus "jornalistas" contam com esse tempo para editar a "documentação".

    Estanislau

    11 de setembro de 2010 às 21h18

    A Veja também tinha a gravação do "grampo" de papel do Mendes, lembram? Estou esperando até hoje!

    ValmontRS

    12 de setembro de 2010 às 02h12

    É mais um blefe do capo.
    Só que agora todo mundo já conhece o seu jogo e ninguém acredita mais nessa conversa mole. Tem que provar na Justiça, preto no branco, cartas na mesa, trapaceiro!
    Quero ver ele forjar documento em processo judicial.

jõao

11 de setembro de 2010 às 20h51

serra usou em seu programa eleitoral o factoide da veja Dilma tem que pedir direito de resposta

Responder

malu

11 de setembro de 2010 às 20h50

O PiG está sem assunto. Eu não vejo, mas sei que o JN só fala no vazamento do barraco do Serra. A Veja, semana passada ou retrasada fez uma capa com um polvo e agora fui comprar a Carta Capital e vi a mesma foto, nem faço questão de saber o conteúdo. Quem lê esse lixo já é eleitor do Serra mesmo.

Responder

O_Brasileiro

11 de setembro de 2010 às 20h49

Mais um ataque bloqueado!
Mas está na hora do PT sair da defensiva!
Está na hora de mostrar a capa da Carta Capital no horário político!

Responder

    O_Brasileiro

    11 de setembro de 2010 às 21h00

    Foi ficando na defensiva que o PT deixou a eleição ir para o segundo turno em 2006!
    É hora do Brasil saber, via horário político, quem é o Serra, qual o seu papel nas privatizações, qual seu papel nos pedágios e como ele trata professores e policiais!!!

    Marcos Neves

    11 de setembro de 2010 às 23h17

    Hoje o programa do Mercadante respondeu o geraldo, o chamou de ingrato e mesmo com o dinheiro liberado para o metrô o governo do PSDB só fez 2 km.

Luis

11 de setembro de 2010 às 20h45

Tem que processar os criminosos da tal de VEJA!! Cadeia já pra famiglia CIVITA!! Essa gentalha aí tem que ser chamada às falas!!!

Responder

Daniel Neto

11 de setembro de 2010 às 20h44

Saiu pra passar no horário eleitoral, eu já desconfiava. Acabei de ouvir a reporcagem no programa da tucanada. A propósito, que insistência essa do ministério da segurança… achei que até o Zé Ladeira já tinha abandonado essa… Se formos tomar como vitrine o que ele e seu partido fizeram em SP com a segurança e o transporte, e comparar com o que ele promete para o Brasil… Só quem não mora em SP é capaz de acreditar…

Responder

ricardo J.F.Almeida

11 de setembro de 2010 às 20h42

Esta declaração deverá ser postada nos mesmos meios de comunicação que alardearam tal calúnia. Bom de uma coisa tenho a certeza a Veja vai pagar e caro judicialmente por esta afirmativa.

Responder

Paulo Franco

11 de setembro de 2010 às 20h42

Parece que o "repórter" Diego Escosteguy, é perito nesse tipo de matéria.
Vejam esse outro desmentido, de 2006, quando ele "trabalhava" no dito "Estadão" do PIG:

Nota
Caixa Econômica Federal
Brasilia, 30 de Janeiro de 2006

"O ESTADO DE S. PAULO PUBLICA MATÉRIA FALSA"
Brasilia, 30 de Janeiro de 2006
http://www1.caixa.gov.br/imprensa/imprensa_releas

Responder

Alexei Alves

11 de setembro de 2010 às 20h42

Não adianta….
Essa semana pertence à Carta Capital.
E o futuro pertence à mídia livre do qual este blog também faz parte.

Parabéns, Azenha.
Adeus Veja.

Responder

    Baixada Carioca

    11 de setembro de 2010 às 21h22

    E os velhos jornalões que apoiaram o golpe militar de 1964 replicam essa mentira da Veja e se calam diante das informações da Carta Capital.

Fernando

11 de setembro de 2010 às 20h39

Processa ai cai na VARA de Pinheiros e some

Responder

Ricardo Valentim

11 de setembro de 2010 às 20h37

Acabei de sair de uma livraria onde estava buscando alguns livros. Parei na prateleira das revistas e um casal conversava sobre a 'Veja':

A Mulher perguntou "Qual será a mentira desta semana?". O seu companheiro respondeu: "Não interessa. O objetivo é o mesmo há oito anos!". 

Responder

Carlos

11 de setembro de 2010 às 20h37

Temos que dar ampla divulgação do conteúdo da Carta Capital,

Responder

Emerson

11 de setembro de 2010 às 20h36

o JN nem tocou no assunto, se não fosse essa nota teriam feito um carnaval dos diabos.

Responder

Carlos

11 de setembro de 2010 às 20h36

Esta "reporcagem" da Veja foi tramada para diminuir o impacto da verdadeira reportagem desta semana que é a da revista Carta Capital. Só isso….

Responder

Sergio

11 de setembro de 2010 às 20h35

Tem que espremer esses pilantras. Processo neles.

Responder

Marcio A. Cruzeiro

11 de setembro de 2010 às 20h33

Azenha , o pessoal do PIG , está caladinho , ( na muda ) , Bem feito , quem manda publicar tudo que acha no Esgoto . O Rei do PIG , ( Noblat ) , ainda não emitiu uma única notinha à respeito do desmentido . É pra acabar com o Zé Malfeito .KKKKK.

Responder

Carmen Pires

11 de setembro de 2010 às 20h33

uma revista que insiste com capas, no mínimo desrespeitosas, como estas (este povinho tem uma inveja do polvão – do Lula…). Os petistas com vergonha na cara deveria boicotar totalmente esta revista: não comprando, não assinando e não dando declarações. Gostaria de ver uma coletiva de imprensa em que o entrevistado dissese o seguinte: ola aí pessoal, em nome da liberdade de imprensa, todos foram convidados. Mas em nome da seriedade da imprensa, enquanto os repórteres da Veja estiverem no recinto, nada será respondido. Os próprios "colegas" os expulsarão…

Responder

pereira

11 de setembro de 2010 às 20h31

Mas es te cidadão chamado Fabio tem que vim a público, o serra já usou o nome dele e da ministra, ele deve da uma entrevista em todos os meios de comunicação.

Responder

    Baixada Carioca

    11 de setembro de 2010 às 21h17

    Pereira, o que acontece agora é o seguinte, se é que a velha mídia vai parar por aqui nessa mentira, mas costuma replicar isso por uma semana e depois colocam a nota do cara lá num rodapé qualquer. Não na mesma proporção.

KNeto

11 de setembro de 2010 às 20h29

A Revista Realidade deve estar dando voltas no túmulo!

Responder

Maria Edilsa

11 de setembro de 2010 às 20h29

A VEJA diz que tem as gravações e que nem todos os documentos foram publicados. Oras… pq não publicam tudo de uma vez?! O "Titio rei" e sua trupe estão só na ameaça.

Responder

    Marcos Neves

    11 de setembro de 2010 às 23h19

    Ela também tem gravações do Boimate: " muuuuuu!" afirmou o boi.

@baladeprata45

11 de setembro de 2010 às 20h25

O professor Hariovaldo já havia elaborado o 'Roteiro para a vitória' de Serra no seu sítio em 13/03/2010.

Responder

Marcos

11 de setembro de 2010 às 20h23

O negócio agora é processar a Veja. Não tem jeito. Não pode dar mole para esses caras. P#rra!!!

Responder

    Baixada Carioca

    11 de setembro de 2010 às 21h09

    Processar e deixar de anunciar lá. Isso o governo tem de fazer; as estatais Banco do Brasil, Caixa Econômica, Petrobrás… Isso não é jornalismo!

    Ed Döer

    11 de setembro de 2010 às 21h26

    Concordo, o governo deveria boicotar a Veja.

    Marcos Neves

    11 de setembro de 2010 às 23h21

    Dentro da administração pública, isto não é tão fácil. A revista anularia o processo.

kimparanoid

11 de setembro de 2010 às 20h23

Veja como os tempos mudaram: os factóides não duram um dia sequer!

Responder

    Gersier

    11 de setembro de 2010 às 20h51

    A primeira providência minha foi enviar o desmentido da Ministra,mais cedo e agora o do Fábio Baracat para todos os meus contatos.Se cada um de nós fizermos isso,globo,veja e folha cairão cada vez mais no descrédito.Já recebi uma resposta de um amigo que disse estar repassando também.Juntos desmascaremos cada vez mais esses crápulas do PIG.

    Marat

    12 de setembro de 2010 às 09h58

    Isso está deixando a impren$$$a nervosinha. Suas mentiras estão com data de validade curta demais, e, inventar novas mentiras a toque de caixa desgasta e cansa… Eles que se danem ou se tornem honestos!


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.