Rocinha: Preconceito social, problema de saúde pública?

por Conceição Lemes

Em  fevereiro,  publiquei aqui no Blog da Saúde a matéria Parceria PUC-RJ, Viramundo e Rocinha dá samba, ops!, saúde. A Viramundo é uma ONG presidida pelo médico e professor Flavio Wittlin, que atua na área de educação em saúde, desenvolvendo um trabalho muito interessante com a comunidade da favela da Rocinha, no Rio de Janeiro.

“O preconceito social é  fator de adoecimento para quem o sofre e expressão de patologia social para quem o exerce”, observa o médico Flavio Wittlin. “Assim, preocupados com a questão que muitas vezes apresenta-se camuflada e não ousa dizer o seu nome, os jovens moradores da comunidade tiveram a ideia e fizeram um vídeo sobre o tema. Por meio desse vídeo, eles buscam afirmar o seu sentimento de rejeição ao preconceito e à discriminação.”

“O tráfico no morro sempre foi a ponta visível, denunciada e estigmatizada do novelo, cuja ponta mais importante está no consumo da droga pelos círculos mais abastados da sociedade e na sua mercantilização belicosa”,  observa Wittlin. ” Só que esses jovens  não querem mais  ser responsabilizados pela violência social. Eles  esperam, sim, uma mudança de cenário no lugar onde moram, com paz, justiça e oportunidades.”

O vídeo abaixo faz parte dessa mudança de cenário.

Leia também:

Jamil Murad sobre a internação compulsória de dependentes de crack: O risco dos “depósitos humanos”

Pedro Michaluart: “Nos estágios bem iniciais a probabilidade de cura do câncer de laringe é maior do que 95%”

Ronco alto? Todas as noites? Cuidado, pode ser apneia

Atividade física: Dores e doooooooooooooooores

Médicos puxam a orelha de pais e mães

Remédio para calvície causa infertilidade? E impotência sexual?

Tiroidite de Hashimoto: Diagnóstico e tratamento

Ômega-3, proteção contra doenças cardíacas

Drogas: Parar ou reduzir danos?

Orientação sexual não se inverte