VIOMUNDO

Diário da Resistência


Filme quer por o dedo na ferida aberta pela mídia
Amor Nos Tempos de Cólera 17/10/2018 - 17h02

Filme quer por o dedo na ferida aberta pela mídia


Por Marco Aurélio Mello

Bem-vindo ao país dos inocentes do Leblon (aqueles que não estão nem aí para nada, segundo Carlos Drummond de Andrade), e ao país dos ignorantes (três de cada dez brasileiros são analfabetos funcionais, segundo o Ibope).

Este é o país em que seis famílias controlam praticamente toda a informação que circula de Norte a Sul e de Leste a Oeste.

Se um estrangeiro desembarcar aqui hoje na condição de turista ficará horrorizado ao ouvir estas três informações assim, combinadas.

Não é à toa que estamos nesse fosso e não há sinais de resgate vindo do horizonte.

Para piorar, ou não, insistimos em acreditar em milagres.

Como não dá para ficar parado esperando a onda chegar, o jeito é remar.

Foi o que fez o diretor Pablo Guelli e um enorme grupo de colaboradores diretos e indiretos, remunerados ou não, entre eles, eu, neste blogue de alcance limitado, uma mísera trincheira de luta e resistência.

Vinte e cinco anos atrás dois produtores ingleses ousaram contar a história da concentração da mídia no Brasil.

O filme, “Muito Além do Cidadão Kane”, virou um clássico documentário outsider, que nunca chegou ao grande público, mas que hoje, basta “dar um Google” para encontrá-lo.

Prometido para o primeiro semestre de 2019 a Salamanca Filmes e o canal CINEBRASILTV prometem romper este cerco.

“O país dos 6 Berlusconis” quer por o dedo nessa ferida aberta.

São mais de 20 entrevistados, entre eles: Noam Chomsky, Glenn Greenwald, Luis Nassif, Laura Capriglione, Ricardo Melo, Eduardo Guimarães, João Feres, Jessé Souza e Xico Sá.

Com gravações em São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Brasília, Belém do Pará e Barcelona (Espanha), o filme tem ainda o apoio da agência de notícias France Press-AFP e da Canon.

A trilha sonora original é de André Abujamra e o filme tem também a participação especial do ator Paulo César Pereio.

Para arrecadar fundos para divulgar o filme nos cinemas de todo o Brasil uma campanha acaba de ser lançada no Catarse.

Clique aqui, passa lá e dá uma olhada.

E, se puder ajudar, melhor ainda.

Livro do Luiz Carlos Azenha
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

A Trama de Propinas, Negociatas e Traições que Abalou o Esporte Mais Popular do Mundo.

Por Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Leandro Cipoloni e Tony Chastinet



2 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Carlos Rabelo

20 de outubro de 2018 às 09h31

Esse filme vai contribuir enormemente para criarmos o ambiente social favorável à regulação da mídia, cujos donos sempre contra-atacam, distorcendo a verdade, colocando a pecha de censura.
Eles não querem a democratização dos meios de comunicação. No fundo, são eles que defendem a censura, pois são contrários à pluralidade de vozes, de opinião e à livre concorrência. O que eles defendem não é a liberdade de imprensa, mas sim a liberdade de suas empresas continuarem dominando o setor, na contramão da vedação constitucional ao monopólio das comunicações.

Responder

    Marco Aurélio Mello

    24 de outubro de 2018 às 14h12

    Perfeito, Carlos.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!