VIOMUNDO

Diário da Resistência


Como destruir uma liderança
Amor Nos Tempos de Cólera 15/05/2018 - 12h40

Como destruir uma liderança


Por Marco Aurélio Mello

por Marco Aurélio Mello

Quem assistiu ao Jornal Nacional ontem à noite, aquele lixo de telejornal com o qual ninguém mais deveria perder seu tempo, viu uma reportagem acusando a dona Carmen, do movimento de Luta por Moradia, ligado à igreja católica e ao Partido dos Trabalhadores, de extorsão.

Já começa com o apresentador lendo a cabeça (parte introdutória) chamando a ocupação do Hotel Cambridge, no centro de São Paulo, de invasão.

O prédio está ocupado, foi parcialmente recuperado pelos moradores, coletivos de artistas e arquitetos e sua história virou até filme, dirigido pela Eliane Caffé, que eu recomendo.

A reportagem parte da denúncia de um(a) morador(a) anônimo(a) que filmou o momento em que é cobrado com firmeza, por uma dívida, em um dos rateios que são feitos para custear despesas de manutenção predial, limpeza e segurança.

A reportagem é uma aula de mau jornalismo.

Primeiro, porque criminaliza os movimentos sociais, que lutam por direitos assegurados constitucionalmente.

Segundo, porque dá crédito a uma “denúncia” sem apurar quais seriam os interesses da pessoa que gravou o vídeo.

E, terceiro, porque põe contra a parede uma liderança que nasceu espontaneamente, das lutas por moradia no Centro de São Paulo, contra o abandono e a especulação imobiliária.

Toda pessoa é inocente até prova em contrário.

E prova só é constituída depois de perícia, testemunho e tudo o que for demonstrado no devido processo legal.

Conheço a dona Carmem desde 2012, quando ao lado do jornalista Gustavo Costa, produzimos e realizamos um documentário chamado Vidas Sem Lar, exibido pela TV Record e premiado depois.

A história dela começou há mais de uma década, nos cortiços da Bela Vista, o famoso Bixiga, em São Paulo.

O que está sendo feito é o que popularmente chamamos de “assassinato de reputação”, que a dobradinha mídia e Justiça sabem fazer como ninguém.

Portanto, o que o Ministério Público e a TV Globo fazem, não só contra ela, contra muitos há tempos, é crime!

Espero que, assim que tudo for esclarecido, a emissora seja processada e condenada.



3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

marcos dos santos

24 de maio de 2018 às 14h19

O objetivo é atingir a candidatura do brilhante Guilherme Boulos.

Responder

Allex

17 de maio de 2018 às 08h33

“Espero que, assim que tudo for esclarecido, a emissora seja processada e condenada.” É o que todos esperamos. Mas pra isso acontecer, é preciso arrancar o poder desses monstros. A questão é como. Temos que pensar. E, sobretudo, é imperioso agir.

Responder

Jose fernandes

15 de maio de 2018 às 12h43

Os crimes da globo você vê o tempo todo, mas existe uma parcela da sociedade que está cega pra isso, vai vê que eles precisam passar por isso,o grande problema é que a outra parte paga por essa cegueira.

Responder

Deixe uma resposta